Translate

quarta-feira, 31 de dezembro de 2008

Recadinhos para a mamãe


Na nossa vida, às vezes há momentos em que gostaríamos muito de dizer algo para uma pessoa. No entanto, calamo-nos, por timidez, por medo, por receio de criar aborrecimentos, por receio de não sermos entendidas, por não encontrarmos a palavra certa, etc.
Os nossos filhos também se calam às vezes, quando seria necessário falar, o principal motivo é que eles não são amadurecidos o suficiente para formularem os pensamentos e as palavras.
Hoje nós vamos ser portadores de muitos recadinhos que os filhos gostariam de mandar para a mamãe, e se ela receber com carinho, e os analisar com amor e humildade, o relacionamento mãe x filho poderá ser mais saudável, tranqüilo e equilibrado. Vejamos:
1ª – RECADINHO – NÃO ME ESTRAGUE.
Sei perfeitamente que não devo ter tudo que quero. Estou testando você.
Comentário – há pais que querem compensar o que não tiveram na infância, dando tudo ao filho, fazendo até sacrifícios privando-se de coisas essenciais. É bom para a criança querer algo, sonhar com algo e fazer planos de como consegui-lo. Assim desfrutará o prazer de recebê-lo. Mas desde cedo as crianças precisam saber o valor do dinheiro, para aprender a gasta-lo com sabedoria na idade adulta.
2ª – RECADINHO – NÃO TENHA MEDO DE SER FIRME COMIGO.
Prefiro assim pra me sentir mais seguro no futuro.
Comentário – é preciso que os pais sejam coerentes. Por exemplo: Isso não pode! Se a criança berra, insiste, acabam deixando. Isso não pode, porque eu não quero! Essa não é a resposta certa. Explique o motivo real.
3ª – RECADINHO – NÃO ME CORRIJA COM ASPEREZA NA FRENTE DOS OUTROS.
A repreensão será mais proveitosa se feita calmamente em particular.
Comentário – gritar ou corrigir asperamente uma criança na frente de terceiros só servirá para envergonhá-la, magoá-la, revoltá-la. E o objetivo da correção não é esse, e sim ensinar o que é certo.
4ª – RECADINHO – NÃO ME PROTEJA DAS CONSEQUENCIAS.
É bom que de vez em quando eu aprenda sofrendo na própria pele.
Comentário - se a criança quebrou a vidraça da casa do vizinho, deixe que ela vá se desculpar e resolver a maneira de repô-la. Você entrará com o dinheiro para o novo vidro.
O filho não fez a tarefa de casa? Não escreva bilhetes para a professora, dando desculpas que não são verdadeiras. Deixe que ele arque com as conseqüências de seus atos.
5ª – RECADINHO – NÃO SEJA RANHETA COMIGO.
Do contrário, para me proteger, serei obrigado a parecer surdo às reclamações.
Comentário – mães que falam demais reclamam demais, tornam-se chatas e repetitivas. E os filhos passam a não ouvi-las e consequentemente a não respeitá-las.
6ª – RECADINHO – NÃO ME FAÇA PROMESSAS IRREFLETIDAS.
Lembre-se que fico tremendamente frustrado quando uma promessa não é cumprida.
Comentário – se você fizer outra vez, vai para o castigo! Ou: depois que você terminar essa tarefa vamos passear. São várias e diversas promessas feitas. Algumas só com o objetivo de fazer obedecer. Depois a promessa fica esquecida e não se fala mais no assunto.
A criança tem necessidade de confiar que os pais sabem o que estão dizendo e quando o dizem é verdade. Caso contrário à palavra dos pais perderá o valor e a criança poderá até manipulá-la, sem que o percebam. Os pais que não cumprem as promessas feitas aos filhos ficam desmoralizados e serão imitados como mentirosos.
7ª – RECADINHO – NÃO ME DIGA NUNCA QUE MEUS MEDOS SÃO BOBAGENS.
Para mim, eles são terrivelmente reais e você contribuirá muito para me dar segurança se tentar entende-los.
Comentário – o medo é uma experiência comum a todos os seres humanos. Desde o nascimento até a morte, ele se manifestará em várias ocasiões. Os adultos têm-no considerado covardia, como se ele fosse apenas infantilidade de criança. Situações novas causam medo, medo de escuro, medo de ficar sozinho, medo de pessoas. Não se deve ridicularizar a criança por seu medo, nem querer fazê-la vender o medo "na marra". Quando ela vive num ambiente seguro, com amor, carinho, ele vence com mais facilidade seus medos.
8ª – RECADINHO – NÃO DESCONVERSE QUANDO FAÇO PERGUNTAS.
Se não paro de lhe perguntar e você vai descobrir que agora busco as minhas respostas em outro lugar.
Comentário – a curiosidade é natural e necessária na criança. A mãe não deve reprimir essa curiosidade. Ouça suas perguntas com atenção e jamais engane a criança respondendo errado. Não deixe a criança sem resposta, mesmo que seja preciso dizer-lhe: não sei, mas vou aprender pra lhe ensinar.
9ª – RECADINHO – NÃO QUEIRA PARECER NUNCA COMO PERFEITA E INFALÍVEL.
Para mim será um choque forte demais descobrir que você não é nenhuma dessas coisas.
Comentário – existem pais que querem passar para os filhos uma imagem de infalibilidade que só Deus possui. Deixe seu filho perceber que você erra. Peça desculpas honestamente, quando for preciso. Pedir desculpas não diminui ninguém e só fará aumentar a atmosfera de intimidade entre você e seu filho.
10ª – RECADINHO – POR FAVOR, NÃO SE ESQUEÇA DE QUE EU SOU TAMBÉM UM SER ESPIRITUAL.
Se você esquecer desse fato importante, o plano de Deus para minha vida não será realizado.
Comentário – a evolução da fé na criança depende quase que exclusivamente dos pais. É preciso desde cedo que você cultive o hábito de falar sobre Deus e Jesus Cristo a seus filhos. Toda oportunidade que surgir deve ser usada para o ensino das verdades bíblicas. Não é preciso esperar a criança crescer para ensinar-lhe a Bíblia. Faça-o desde cedo no seu nível de entendimento. Leve seu filho à Igreja, ensine-lhe o prazer de Cultuar a Deus, ore com ele e, sobretudo dê exemplo de bom cristão.
Concluindo
Se a criança soubesse expressar, seriam estes e muitos outros recados que ela mandaria pra você, mamãe.
Deus tem um caminho que é certo para cada criança, para cada filho nosso trilhar. Quem se julgaria sábio o suficiente para indicar esse caminho, sem primeiro buscar a Deus?
Guarde esses recadinhos e busque com humildade e sabedoria que vem do alto, o plano de Deus para seu filho que se tornará uma realidade.

terça-feira, 30 de dezembro de 2008

Sejamos para os jovens um exemplo de vida imaculada

É possível manter-se moralmente integro diante de uma sociedade indiferente às reivindicações divinas? No mundo chamado pós-moderno, os conceitos morais não se baseiam nos valores absolutos das Sagradas Escrituras. Para a sociedade relativista as verdades e valores contidos na Bíblia são relativos e parciais, negam a existência de leis e verdades absolutas e universais. Ensinam que a prática da moral e da ética depende da experiência de cada um. Entendemos que independente da resolução de cada pessoa quanto a sua vida moral deve haver ensinamentos éticos e até mesmo, certa repulsa a certos comportamentos, não se pode tornar o que está sendo muito comum em normal. É gritante a inversão de valores destes tempos, principalmente os valores morais. Ouvimos pessoas que governam e os propensos governantes falarem tanto na educação escolar, ainda não consegui entender que educação está pretendendo ou aplicando às pessoas que eles chamam de “crianças”? É um verdadeiro absurdo o que eles chamam de projetos para preservar a saúde na adolescência inserindo nas escolas a tal educação sexual e ainda mais promovendo doações de preservativo às crianças indo de encontro aos preceitos da ética moral contida no Livro dos livros. E pensar na tão grande movimentação e aparato e tanto rapa-pés ao receber no Brasil uma autoridade eclesiástica, ou seja, o Papa e tudo isto para que? Não se assimilou absolutamente nada das sábias orientações dadas em rede mundial acerca dos preceitos morais. Eu penso que seria tão mais fácil e extremamente proveitoso se doravante passassem a pregar a moral. Na verdade há uma urgência em se reeducar pais e avós e não somente as crianças, reeducar mães e pais no que concerne à moral partindo do lar. Como já várias vezes repetindo o mesmo tema: FAMÍLIA, mais uma vez falarei acerca dos bons princípios morais discernindo a vontade Suprema Deus. Ninguém pode colocar outro fundamento além do que já está posto, o princípio ético provém do Criador.Querem adolescentes e jovens saudáveis e felizes sexualmente falando? Então ensinem, orientem aos adolescentes e jovens que sexo só depois do casamento é tão mais simples e bonito, pois na verdade há tempo para todas as coisas debaixo do Sol. A formação orgânica deve ser respeitada e não agredida ou violada antes que se complete o devido desenvolvimento orgânico ou mesmo hormonal para que se tenha a saúde pregada pelo senhor presidente da República. É triste saber que a juventude do mundo inteiro não receba nenhuma proteção, nenhuma orientação lógica dos médicos especialistas principalmente na área ginecológica, psicólogos, sexólogos, ao contrário, todos conspiram para a ruína física, mental e moral da juventude. Este é o mundo relativista e pragmático. E com isto cresce a cada dia o número de meninas mal entrando na puberdade e já grávidas, a faixa etária está decrescendo, ou seja, de dezesseis anos já cai para dez, onze e doze anos dando a luz com alto risco por quê? Porque o corpo físico da menina ainda não está pronto como também não está pronta à consciência e a psique não é DOUTOR? Caro leitor ainda há tempo comece a meditar, comece a executar a ética da moral e bons costumes em seu lar, não esperem por nenhuma autoridade quer seja médica, psicóloga ou governos busquem no Criador a orientação certa, não busque também em nenhuma religião você é o responsável pela saúde e felicidade de seus filhos o resto é só hipocrisia e interesses. Não se conforme com este estado de coisas, nunca diga que os tempos mudaram e agora tudo isto que está acontecendo é normal, pois não é. Discipline seus filhos, ponha limites, conserve os muros. As crianças gostam de ser comandadas pelos pais, elas sentem segurança e ficam felizes por sentir que seus pais se preocupam com elas. Isto é Divino. PENSE NISTO!

segunda-feira, 29 de dezembro de 2008

Neemias o restaurador de muros

Neemias foi um homem sensível a toda sorte de violência cometida em sua era contemporânea, ele viveu a mesma situação que nós hoje estamos vivenciando. Certa vez numa província distante ele soube do triste estado de Jerusalém, os muros haviam sido derrubados e por isso grande era a violência por conta da liberdade de ir e vir. Não havia muros. Daquela terra distante impossibilitado de imediatamente seguir para Jerusalém, pois era copeiro do rei Artaxerxes e não podia se ausentar do palácio sem a permissão do rei e da rainha. Diz o texto em Ne. Cap. 1 que Neemias pranteou por longos dias o triste estado de seu povo. Por fim ele obteve permissão do rei e da rainha para ir até Jerusalém e restaurar os muros. Às vezes eu me ponho a pensar no grau de espiritualidade do homem chamado Neemias, homem sem nenhum recurso, um simples copeiro de um rei austero, contando apenas com a providencia divina e foi através de jejum e orar a Deus que ele conseguiu a permissão de poder ir restaurar os muros caídos. Na verdade Neemias não tinha nenhuma obrigação de se entremeter naquela situação afinal ele não era vereador, nem deputado, mas o que falou profundamente em seu coração foi sua integridade, amor e zelo, Neemias não era candidato há coisa alguma muito menos pensou em tirar proveitos, Neemias foi movido não só pelo amor, mas pelo cuidado de preservar a integridade, a moral de seus contemporâneos que estavam sofrendo grande violência lá na província. Diz o texto ainda em Ne. 1:3 que “os que restaram do cativeiro, lá na província estavam em grande miséria e desprezo, o muro fendido e as portas queimadas a fogo”. Neemias bem compreendeu a necessidade de restaurar, ele em nenhum momento disse em seu interior que aquela situação não tinha mais jeito, ele investiu sem nenhum recurso apenas com a firme convicção de que iria e restauraria os muros. Valeu a pena todo esforça do homem chamado Neemias, toda a perseguição que sofreu de seus inimigos que conspiraram a valer para que ele desistisse de seu propósito em restaurar os muros de Jerusalém e com muitas ameaças, mas sua resposta foi contundente: “Estou numa grande obra e não poderei descer” Ne. 6: 3. E assim em apenas cinqüenta e dois dias foram restaurados os muros. Isto então permitiu que o povo retornasse à cidade. Com o povo de volta, a liderança na família foi restabelecida. Mas ainda haviam furos, haviam pontos fracos apesar de terem assentado as portas ele sentiu que faltava alguma coisa, pois portas abertas podem às vezes ser pontos vulneráveis, portas tanto abrem como fecham eis o problema, portas abertas, portanto significam a possibilidade de invasões, de infiltrações. Neemias percebe que portas assentadas não bastam consequentemente ele estabeleceu porteiros. Podemos livremente fazer comparação ao triste estado no mundo atual. Os muros também caíram em nossas fronteiras literalmente falando, todos os dias sabemos por notícias a entrada livremente de todas as coisas que arrasam com a humanidade, como por exemplo, as drogas, os maus costumes, a devassidão generalizada e isto dia a dia está corroendo a sociedade minando nas famílias que é a célula da sociedade, tudo entra por uma porta. As cidades na antiguidade eram muradas e com sentinelas. Certamente os muros de Jerusalém caíram como nos conta esta história na vida de Neemias porque os porteiros se corromperam e quando os porteiros se corrompem a entrada fica franca. Em nossa atualidade sentimos que a maioria dos porteiros se corromperam devido a entrada tão franca. Quem restaurará? Alguns ainda esperam que a solução possa vir da classe política, outros acomodados esperam em Deus, há ainda outros que já não esperam mais nada. Porém esta linda história nos faz refletir e até mesmo nos anima a pensar em restaurar mesmo sem os recursos que certamente dispõe os homens que governam o país, mas como você não tem estes recursos você pode começar a restauração na sua própria casa, se ela já não é mais um lar restaure cuidando da tão chamada educação de berço. Os demagogos tentam colocar na mente dos brasileiros que a educação é dada nas Escolas de Ensino Fundamental isto é pura demagogia, pois a verdadeira educação só papai e mamãe JUNTOS podem dar. Seja você o porteiro de seu lar não se corrompa deixando a porta aberta à corrupção, imponha limites através de bons exemplos, não abandone seu lar deixando que outro personagem se assenhorie de seus filhos causando um mal que os marcará por toda a vida. Busque orientação na Bíblia Sagrada, pois somente nela encontrarás toda a orientação necessária para o comando de seu lar. Fuja da modernidade seja você o educador de seus filhos, pois os fazedores de opinião estão por toda a parte minando, trabalhando em oposição a tudo aquilo que é saudável, as moralmente falando. Portanto é preciso mais do que nunca estar em alerta guardando a entrada e a saída de sua casa, pois é do lar que procede o bem ou mal. Não faça comum o que Deus abominou. PENSE NISTO!

quinta-feira, 25 de dezembro de 2008

Culto de Natal

Foi realizado dia 24 de Dezembro em nosso Templo (Igreja Assembléia de Deus – Rua da Associação, 21 – Irajá) o Culto de Natal que para a alegria de todos foi uma maravilha no que diz respeito a presença, principalmente, de moradores da nossa comunidade. As crianças (como sempre) marcaram suas presenças acompanhadas por seus respectivos responsáveis. A abertura ficou por conta do Conjunto VOZES DO JORDÃO, seguida de oração pela irmã Iara (foto à esquerda). Dando prosseguimento ao processamento do culto tivemos pela ordem: hinos da Harpa Cristã (139/42/44/121); Leitura Oficial: oração pela Igreja; Mais um hino da Harpa; Apresentação dos cooperadores de primeira vez; Apresentação do Conjunto Jardim de Deus; Oportunidades às crianças – Gabriel e Jorge a aos irmãos – Célia, Neuza e João; Mensagem da Palavra de Deus com a Missionária Maria da Glória – Isaías 9: 1 ao 4; Formação do Presépio com as crianças (pequenas) com o Conjunto Jardim de Deus cantando “Num Berço de Palha” e no final oração com a irmã Glória. Veja as imagens:

quarta-feira, 24 de dezembro de 2008

Gideão, homem valoroso!

Assim o chamou o Senhor de toda a Terra

No tempo em que vivia o jovem Gideão a terra estava cheia de apostasias, cativeiros, em fim uma anarquia total igualzinho os tempos atuais. Era anarquia na vida religiosa das pessoas, na vida moral, anarquia na vida nacional, tudo isto podemos ver no livro de Juízes. Este livro conta os fracassos de um povo que havia tido grandes oportunidades de ser no mínimo digno. No capítulo 2 a partir do versículo 7 até o 19 vemos representado o resumo da história do livro. Depois da morte de Josué a nova geração dos israelitas fez uma aliança com as nações que a antiga geração havia deixado na terra, atitude que resultou em idolatria e imoralidade. Isso lhe trouxe o juízo de Deus na forma de servidão às mesmas nações que deviam ter subjugado. Enquanto vivia Josué, o povo permaneceu “obediente” a Deus, mas depois de sua morte tornaram a seguir os mesmos pecados, ou seja, apostataram-se da fé. E fizeram o que parecia mal aos olhos do Senhor e em conseqüência disto o Senhor os entregou nas mãos dos midianitas por sete anos. E prevalecendo a mão dos midianitas sobre o povo saqueavam tudo que Israel plantava, destruíam a novidade da terra, em fim não deixavam mantimentos em Israel, nem ovelhas, nem bois, nem jumentos. Vinham como gafanhotos em tanta multidão que não se podia contar e entravam na terra para destruí-la. Fica bem claro, pois é bem explicativo os textos deste livro chamado Juízes que tudo isto aconteceu por conta do pecado assolando toda a terra vindo assim o juízo de Deus. Mas como as Misericórdias divinas são imensas e não deixa que toda a humanidade pereça o Senhor olhou a terra e pode ver em meio aquela grande multidão um homem, um só, chamado Gideão. A esse homem enviou um anjo a falar-lhe. Este anjo veio e assentou-se debaixo de um carvalho que pertencia a Joás pai de Gideão. Gideão estava malhando o trigo no lagar para salvá-lo dos midianitas, lagar era o tanque ou lugar onde se espremiam certos frutos reduzindo-os a líquido. Ali lhe apareceu o anjo do Senhor, lhe chamou e lhe deu a tarefa de livrar aquele povo dos inimigos. O que nos chama atenção nesta história é ver que hoje grande parte de um povo que se diz “povo de Deus”, está na mesma situação daquele povo dos tempos Bíblicos, pois grande multidão na época se apresentou diante de Gideão para sair e com ele combater os midianitas, mas bastou uma advertência de Gideão: “quem for covarde e medroso do caminho volte”, no mesmo instante vinte e dois mil voltaram e só dez mil ficaram. E disse ainda o Senhor a Gideão – “ainda é muito povo desça com eles às águas e ali os provarei”, e vemos que todos os que levaram à água a boca com as mãos esses foram separados para a batalha e foram apenas trezentos dos dez mil que restaram apenas trezentos estavam vigilantes, os demais se abaixaram dobraram os joelhos. Vemos nos dias atuais que o mesmo está acontecendo no meio deste aparente “povo de Deus”, muitos estão por aí louvando, coriografando, gritando, subindo montes, entrando em matas, passando noites em vigílias, etc., tudo superficial, pois no momento exato de provar o seu amor a Deus em primeiro lugar se acovardam e sentem medo, pois o pecado trás insegurança e conseqüentemente medo e o medo é a chave que abre a porta do fracasso. Jesus é muito claro em suas Palavras quando diz: “nem todo aquele que diz Senhor, Senhor entrará no Reino dos céus, mas aquele que faz a vontade de meu Pai que está no céu”. Mat. 7: 21. Portanto é assustador quando meditamos nos exemplos contidos na Bíblia acerca da minoria que se salva e isto está provado nos Evangelhos onde vemos a fala pessoal de Jesus quando diz que poucos são os que vão entrar na VIDA eterna. É preciso priorizar o 1. º Mandamento! PENSE NISTO!

terça-feira, 23 de dezembro de 2008

MOISÉS, UM TIPO DE CRISTO

É-nos contada no segundo livro da Bíblia a história de um homem chamado Moisés tipificando a Pessoa de Cristo, pois foi ele guardado da tirania de um rei desde o ventre de sua mãe para tirar um povo que fora escolhido por Deus Jeová e que estava escravizado no Egito. O nome Êxodo como sabemos quer dizer saída, da mesma forma toda a humanidade tem ainda hoje a oportunidade de sair de suas vidas atribuladas por conta do pecado através da morte e Ressurreição de Jesus Cristo. Moisés com muita luta conseguiu trazer de volta os hebreus, e durante quarenta anos tentou conduzi-los à terra Prometida. Aquele povo era constituído de famílias morando em tendas, e o propósito de Deus era ter um povo bem constituído e que testemunhasse ao mundo que salvação em todos os sentidos só provém do Senhor de toda a Terra. Mas parece ter sido em vão todo o trabalho de Moisés, pois aquele povo inconstante de dura cerviz constantemente contrariava as ordenanças de seu líder. Igualzinho ao que acontece nos dias atuais. Certa vez Moisés subiu ao monte Sinai para receber orientações da parte do Senhor acerca da construção de um Tabernáculo, pois Deus queria uma Casa para habitar no meio de seu povo no deserto. Mas vendo o povo que Moisés tardava em descer do monte ajuntou-se e chamaram a Arão e disseram-lhe: levanta-te, faze-nos deuses que vão adiante de nós: “porque enquanto a este Moisés, a este homem que nos tirou da terra do Egito, não sabemos o que lhe aconteceu”. (Ex. 32: 1) E assim fizeram um bezerro de ouro e passaram a adorá-lo em lugar de Deus. Esta mesma situação tem se estendido até nossos dias, às pessoas se enveredam por qualquer caminho sem mesmo o conhecer na ambição de querer mais rápido o que deseja não medindo as conseqüências, aderem com muita facilidade costumes, religiões, modas, repetem coisas que ouvem sem mesmo saber o verdadeiro significado etc. Voltamos a dizer que aquele povo era constituído das famílias e que moravam em tendas, isto significa que quando seus pais transgrediam logicamente os filhos seguiam seus maus exemplos exatamente como acontece hoje. Diz a história do Antigo Testamento que em todas as reuniões, ou seja, qualquer que fosse o acontecimento as crianças lá estavam sempre presentes e Deus quer sentir a presença das crianças, pois por elas tem muito cuidado, Jesus certa vez disse: “deixai vir a mim as crianças, pois delas é o reino dos céus” (Mt. 19: 14), portanto grande é a responsabilidade de seus pais, parece um tema muito repetitivo, mas se faz necessário, pois também está sendo muito repetitivo os acontecimentos horrendos no mundo acerca da violência operada por crianças. É bom atentar para os fatos, além do fator educação de berço, estão faltando bons exemplos, respeito, sem se falar das influencias espirituais atuando no mundo invisível. Essas influências muitas vezes são atraídas por meio de palavras, atos e pensamentos. Existe um poder nas palavras mencionadas principalmente quando proferidas de mãe para filho, a mãe pode por suas más palavras trazer maldição para um filho isto podemos falar, pois temos respaldo na Bíblia Sagrada. Em Mateus cap. 12: 36, 37, o Senhor Jesus diz claramente que de toda palavra frívola daremos conta um dia. Davi chegou até a pedir a Deus em oração que guardasse os seus lábios da maledicência (Sal. 141: 3). É importante saber que o mundo espiritual das trevas não tem nenhum poder ou força, quando o Senhor criou o primeiro homem do pó da terra deu-lhe domínio sobre toda a sua criação. E aos pais entregou os filhos para serem cuidados com muito zelo, pois são herança de Deus. (Sal. 127: 3.) Portanto os pais exercem poder sobre os filhos, mas infelizmente por ignorância espiritual lançam maldição sobre os filhos e com isto o mundo espiritual recebe como que uma autorização para atuar na vida dos filhos muitas vezes desde a sua tenra idade até serem adultos. Tenho observado até mesmo nas festas de aniversário das crianças quando no momento de cantarem parabéns acende-se uma vela sobre o bolo, e para completar canta-se no final dos parabéns um tal de ra-tim-bum é big etc. Temos procurado, mas ainda não há como traduzir essa língua estranha nem a sua procedência. Quanto a vela acesa no bolo sabemos o significado, aquele aniversariante está sendo entregue a uma entidade chamada “deusa da felicidade”. É preciso examinar é preciso buscar conhecimento. Mas infelizmente as pessoas vão repetindo o que ouvem e vêem, sem procurar o verdadeiro significado de certas situações em suas vidas e na vida de seus filhos. Lembrem-se de que tudo começa no lar sob a influência das palavras proferidas de pais para filhos abençoe-os com palavras boas. Foi pela Palavra que Deus criou toda a terra e tudo quanto nela há. Por isso podemos também ministrar bênçãos ao nosso redor, aonde quer que formos. PENSE NISTO!

segunda-feira, 22 de dezembro de 2008

Abraão o “Pai dos que crêem” / “ Dai ao Senhor ó famílias dos povos, dai ao Senhor gloria e força” (Sal. 96: 7)

“Em ti serão benditas todas as famílias da terra” (Gen. 12:3). É interessante observar aqui que os primeiros 11 capítulos de Gênesis abrangem mais ou menos 2.000 anos, espaço quase igual a todo restante da Bíblia. Por que se apressa o Espírito do Senhor ao apresentar os acontecimentos da aurora da história? Eu penso ser pelo fato como já vimos no estudo anterior, de ser contida na Bíblia em primeiro lugar, a história da redenção. Voltando ao capitulo 5 somos chamados à atenção acerca da genealogia de Noé iniciada com Adão. Agora voltando ao capitulo 11 versículos de 10 a 26 verificamos que a relação continua. Deus está ainda guardando um registro dos antecessores do “Descendente da mulher” (Jesus). Veja com qual nome termina esta lista, ou seja, o versículo 26 do cap. 11: “Abraão”. Portanto a promessa de um Salvador contida em Gênesis 3:15 passou a Abraão. Vemos uma entre outras uma coisa muito importante que nunca poderemos deixar de citar e mais que isso incentivar em todo o mundo a questão FAMÍLIA. Quando Deus chamou a Abraão deixou logo de inicio bem claro para ele no verso três do capítulo 12 o seguinte: “E abençoarei os que te abençoarem e amaldiçoarei os que te amaldiçoarem; e em ti serão benditas todas as famílias da terra”. Dentre outras promessas nacionais e universais Deus provou que o Redentor prometido em Gen. 3: 15 viria de uma nação descendente de Abraão. É muito bom observar as lições contidas no Livro dos livros, é uma verdadeira bússola para toda a humanidade, em especial as famílias que tem perdido o seu rumo certo por conta do liberalismo aflorado em todos os seguimentos. O propósito divino acerca da preservação da família na face de toda a terra permanece para sempre. Ele jamais mudará. Ele oferece em seus ensinamentos linhas de conduta conservadoras, que ajudam as pessoas a fortalecer o seu alicerce familiar para contrapor-se à subversão da sociedade moderna. Abraão foi tirado de uma terra pagã para que através dele fossem benditas todas as famílias da terra, assim nos diz claramente o texto de Gen. Cap. 12: verso 3. Desde o princípio no livro de Gênesis até ao último livro chamado Apocalipse, Deus estará enfatizando a questão família. É certo que todos sabem muito bem definir o que é uma família, alguns talvez não saibam que os filhos são herança de Deus e que devem ser ensinados e conduzidos desde a gestação a conhecer Deus (Sal. 127: 3), não importa qual seja o seguimento religioso da família o importante é que Deus existe e é o único Senhor de toda a terra e que ninguém se esconde de sua presença. Ele olhou para Abraão quando ainda era Abrão lá na terra de Ur e o chamou para que ele andasse em sua presença. Quando uma criança recebe orientações divinas desde a sua primeira infância certamente se tornará uma pessoa de bem por toda a sua existência. “Instrui ao menino no caminho em que deve andar e até quando envelhecer não se desviará dele” (Prov. 22: 6.). Nos tempos antigos os ensinamentos eram passados de pais para filhos, ensinamentos que hoje as pessoas chamam de conservadores outras pessoas mais ousadas chamam de caretas, mas é muito bom conservar o que é bom. Deus é conservador, Ele diz que tudo passará porem a sua Palavra nunca há de passar. Mas voltando a questão família podemos entender muito bem o porquê do cuidado de Deus na preservação da família, é que Ele sabe que tudo de bom ou de ruim que possa acontecer em todo o mundo provém do lar. Pois a família sendo a célula da sociedade precisa ser saudável em todos os sentidos e isto só é possível se a educação começar ainda no berço. Uma criança pode ainda não saber falar, mas ela ouve e vê tudo quanto está ao seu redor e percebe e também absorve o que se passa no meio ambiente em que vive. Talvez seja uma das fases mais importantes da vida de uma criança os seus primeiros meses de vida. Com a chegada da puberdade essa criança já deve estar bem ciente do bem e do mal isto através das orientações e implantações do respeito devido aos seus pais. Mães e pais nunca devam ter a pretensão de serem amigos dos filhos e sim exercer sua autoridade através de bons exemplos para que sejam respeitados e também respeitem a condição dos filhos. No livro de Efésios cap. 6: do primeiro ao quarto versículo temos grandes advertências tanto para os filhos como para os pais, isto por que o Senhor de toda a terra é Sábio. Então vejamos: os três primeiros versos adverte aos filhos quanto a obedecer e honrar a seus pais para que vá bem e viva muito tempo sobre a terra este é o primeiro Mandamento com promessa, e o verso quarto é um ensinamento fundamental para os pais, pois diz: “E vós pais não provoqueis a ira a vossos filhos, mas criai-os na doutrina e admoestação do Senhor”. Portanto, filhos mal educados, mal encaminhados morrem cedo isto vemos e sabemos por noticias todos os dias não é verdade? E a responsabilidade é totalmente dos pais. Portanto caros leitores atentem para os escritos Sagrados, pois é na verdade a única fonte onde poderão encontrar todas as respostas a suas indagações neste sistema em que estamos vivendo e que trazem tantas dificuldades na criação e preservação das famílias na terra.
PENSE NISTO!

sexta-feira, 19 de dezembro de 2008

MANJEDOURA QUERIDA

Manjedoura em vastos pastos
Lugar simples e acolhedor
Ao receber meu Salvador
Fez com que toda a natureza
Se enchesse da mais rara beleza!

O Rei dos reis ali nasceu
Para salvar você e eu
Entre os animais
Onde ninguém jamais
Poderia imaginar.

Sem luxo, sem riqueza,
Livre para libertar
Os cativos do pecado
Nasce o Bem amado.

Que exemplo maravilhoso!
Que paz. Que Luz
Irradia o Bom Jesus!

Àqueles que preocupados ficam
Em aparências, luxo riqueza,
Quando na verdade toda a beleza
Está no mais simples e aconchegante
Na Manjedoura o pequeno infante
Trás aos homens de boa vontade
A paz tão almejada.

Assim nos alegramos em mais um ano que se finda
Em nossa pequena Manjedoura
Onde aguardamos ainda
A volta do Salvador
Que com tanto amor
Tem nos conservado.

São 19 anos que se vão
Aqui nesse chão.
Sem luxo, sem riqueza,
Porém sentimos no Espírito toda a beleza
Que nos é concedida.
Minha Manjedoura querida!

19.º Aniversário da Igreja Assembléia de Deus (Irajá)

(Fundada em 21 de Dezembro de 1989)

Rua da Associação, 21 – RJ / Tel.: 3381-3030

E-mail: projetovindemeninos@gmail.com

quinta-feira, 18 de dezembro de 2008

FAMÍLIAS NA TERRA ATÉ QUANDO?

Depois de ter criado o homem, a coroa da criação, Deus declarou que tudo era muito bom. O segundo capítulo de Gênesis mostra-nos como Deus preparou o primeiro lar do homem, como realizou a primeira cerimônia de casamento (Gen. 2:24). Após a queda do homem pelo pecado da desobediência houve grande baque no meio desta primeira família constituída por Deus, ou seja, as terríveis conseqüências que são inevitáveis ao pecado. Após a morte de Abel, Caim foi rejeitado, então a promessa da redenção passou ao terceiro filho de Adão, Sete (Gen. 4:25, 26). Nos capítulos seguintes; 5 a 9, vemos que havia agora duas classes de homens no mundo, os ímpios (caimitas) e os piedosos (setistas). Com o passar do tempo a linhagem escolhida de Sete perdeu a sua separação (santidade) e uniu-se pelo matrimônio com os caimitas. Resultado: um estado de impiedade na terra que exigia o juízo de Deus. (Gen. 6:1 a 4). Este texto nos deixa bem claro que os filhos de Deus eram os descendentes de Sete que se juntaram com as filhas dos homens descendentes de Caim, o resultado foi à corrupção geral do gênero humano. Dos descendentes de Sete somente a família de Noé permaneceu fiel a Deus. Por isso ele foi o escolhido, por meio de quem, a promessa da redenção continua o seu curso até o seu cumprimento. Aprendemos muito nos textos Bíblicos através da genealogia que é o registro dos antepassados de alguém, o propósito principal da maioria delas é conservar um registro da linhagem familiar, ou seja, a preservação moral da família. Tudo isto independe de religião, o que sempre foi importante na humanidade é o Temor a Deus, Ele é universal e todo aquele que se endurece contra Ele e seus preceitos nunca terá paz (Jó 9: 4). É justamente o que se está presenciando nestes dias em que vivemos nesta terra por conta da mistura de religiões e conceitos vários tornando a humanidade num caos perdendo-se em meio a tantas linhas de pensamentos apesar de que também nos tempos de Noé não foi nada diferente, aliás, até o próprio Jesus diz em Mateus cap. 24: 38 - “Porquanto, assim como nos dias anteriores ao dilúvio, comiam, bebiam, casavam e davam-se em casamento, até ao dia em que Noé entrou na arca”. Então durante cento e vinte anos Noé procurou transmitir ao povo a mensagem recebida diretamente do Senhor e esta mensagem era alusiva à violência que enchia toda a terra. Veja: “Então disse Deus a Noé: o fim de toda a carne é vindo perante a minha face; porque a terra está cheia de violência e eis que os desfarei com a terra”. (Gen. 6:13.) então voltando ao início vemos que toda a conseqüência, ou seja, toda a violência que encheu a terra nos dias de Noé é a mesma conseqüência que encheu a terra agora em nossos dias, é a degradação das famílias, ou seja, o desrespeito dentro das casas de família que deveriam na verdade ser chamados de lares. Tudo começou quando faltou o respeito a Deus que é também denominado de TEMOR! Atualmente prega-se todo tipo de alternativas na esperança de contornar ou consertar certas situações que na verdade já não tem mais conserto, só não se ouve mais nenhum tipo de ensinamentos para que se possa retomar um fiozinho de moral no meio das chamadas “famílias”, hoje o Brasil decreta a venda de camisinhas nas escolas e os hipócritas fazem falsos debates acerca de quem está de acordo ou não? Vemos que a maioria das pessoas opta por sim! Não se ouve de nenhuma parte alguém que seja a favor de ensinamentos morais nas escolas, por exemplo, as chamadas aulas sobre sexo seriam de grande valia se prevalecessem os conselhos antigos e que se fizesse conhecer aos filhos, na preservação das famílias. (Salmos 78). Falando claramente, ensinar as crianças que sexo só depois do casamento. Deus não mudou, também não deixou religião deixou sim a sua Palavra quer queiram ou não. Portanto vemos claramente a razão do dilúvio ter acontecido. Foi por conta da degradação das famílias na terra. O Senhor Deus preservou a família de Noé e outra coisa muito importante foi também a preservação dos animais, foi ordenado a Noé que ele levasse para a arca um casal de cada espécie para preservação, macho e fêmea. Não adianta não ensinar o que é certo por medo de ser chamado de careta usando máscaras, é preciso aprender, mas como aprenderão se não tem quem ensine?

PENSE NISTO!

quarta-feira, 17 de dezembro de 2008

Goteje a minha doutrina como a chuva, destile o meu dito como o orvalho, como chuvisco sobre a erva e como gotas de água sobre a relva

Livre arbítrio - será que está havendo compreensão quanto a esta questão? Ou será que estão querendo fazer um Deus permissivo? Por exemplo: é possível se ter Doutrina sem costumes? Dá-se a entender que Doutrina não são costumes. Muitas vezes ouvimos esta frase, no entanto a boa Doutrina quando correta gera costumes bons e sadios. Portanto torna-se blasfemo todo aquele que procede e tem a coragem de dizer que pode haver Doutrina sem costumes. A palavra doutrinária está contida em toda Bíblia, ninguém pode argumentar que certos costumes estão apenas no Antigo Testamento, pois na Nova Aliança Jesus deixou muito claro que veio para fazer cumprir toda Lei. Os néscios (ignorantes) de conveniência com facilidade abraçam os costumes mundanos e introduzem nos Templos e dão seqüência a falsos ensinamentos para as pessoas que se decidem a seguir o Evangelho e essas pessoas já de inicio começam a receber um ensinamento totalmente contrário aos Escritos Sagrados. Exemplo: ensinam que Deus só quer o coração. As pessoas mais atingidas são as mulheres concernentes às vestes, a aparência, etc., fica uma situação complicada, pois com esse comportamento os líderes vão levando as pessoas a cometer graves erros indo de encontro aos Mandamentos escritos em Êxodo cap. 20. É preciso examinar com muito cuidado, e discernir bem cada Mandamento. O discernimento espiritual não se aprende em nenhuma escola teológica, mas sim diretamente com o Espírito Santo. Quando se busca verdadeiramente entender a real vontade do Senhor. Vamos meditar um pouco no VII Mandamento da Lei de Deus. Este Mandamento diz: “Não adulterarás”. Este Mandamento é paradoxal, pois se dá dois importantes sentidos positivos. Geralmente as pessoas enfocam apenas o primeiro sentido que é o adultério com traição conjugal, porém este Mandamento vai mais além, pois adulterar é também modificar, falsificar alterar tudo quanto Deus Criador tem feito e determinado na vida e no corpo de suas criaturas. Hoje há um interesse muito grande em números, o interesse por almas salvas para o Reino de Deus já ficou para trás, hoje o objetivo maior é competição, qual a cabana que tem maior numero de crentes? Uns dizem: na minha igreja tem quatrocentos membros, outros dizem na minha já estamos com trinta congregações e por ai vai. Porém Jesus disse que poucos são os que entrarão para a vida eterna, pois o caminho é estreito e apertado. (Mt. 7: 13 a 15.), portanto é necessária sim a obediência. Os que estão muito preocupados com quantidade se perderão na multidão. É preciso ter cuidado e procurar ensinar ao povo o que é CERTO independente de quantidade. Só os entendidos e os que ensinam a Justiça alcançarão a Vida Eterna. (Dn. 12: 3.), portanto não pode de maneira alguma haver Doutrina sem costumes. Pois além do Decálogo existem espalhados por toda a Bíblia os ensinos doutrinários. Quando esses “líderes” apregoam doutrina sem costumes estão negando as verdades Bíblicas e o que é pior, não passando para os crentes essas verdades. A questão de que Deus só quer o coração já se tornou até nojenta essa expressão, pois está muito clara a condição do ser humano, ou seja: somos TRICOTÔMICOS (corpo, alma e espírito). A Santificação vem de dentro através de sábios ensinamentos que caindo na mente (espírito) vai para a alma daí reflete no corpo tornando este corpo sadio, santo preparado para ser transformado e glorificado no momento da Redenção (Vinda de Cristo) (I Co. 6: 20). Para que isto aconteça é preciso não adulterar no corpo, ou seja, na falsificação, alteração, mudanças de tudo aquilo que Deus fez. “Em Deuteronômio cap. 32: 2 e 4”. “Deus diz:” Goteje a minha doutrina como a chuva, destile o meu dito como o orvalho, como chuvisco sobre a erva e como gotas de água sobre a relva. “Ele é a Rocha, cuja obra é perfeita”. Tudo isto é preciso aprender, mas como aprenderão se não tem quem ensine?
PENSE NISTO!

terça-feira, 16 de dezembro de 2008

É lícito um evangélico candidatar-se a um cargo político?

"Ninguém que milita se embaraça com negócio desta vida, a fim de agradar àquele que o alistou para a guerra. E se alguém também milita, não é coroado se não militar legitimamente." II Tim. 2:4,5. Dentro do tema que estamos abordando já há algum tempo acerca das blasfêmias e heresias podemos destacar uma questão que estamos vivenciando, é a questão dos evangélicos entremetidos na política. É lícito evangélico candidatar-se a cargos políticos? É lícito evangélico ter qualquer tipo de participação até mesmo numa simples propagação de candidatos a cargos políticos, ou seja, distribuindo panfletos? O Apóstolo Paulo até mencionou na primeira carta endereçada aos crentes que servia a Deus na cidade de Coríntios, no cap. 6 versículo 12 ele diz: "Todas as coisas me são lícitas, mas nem todas as coisas convêm: todas as coisas me são lícitas; mas eu não me deixarei dominar por nenhuma". Na verdade o mais importante não é o que Paulo falou ou deixou de falar, o mais importante é o que a Palavra de Deus não fala acerca desta coisa que se tornou abominável chamada política. Em nenhuma parte das Sagradas Escrituras se ouve acerca de alguma candidatura ou campanha política para eleger alguém. Os néscios (ignorantes) gostam de citar alguns homens que foram elevados por Deus não eleitos a governadores como Daniel e José do Egito, a reis como Saul, Davi, Salomão e outros. Querendo se auto-justificar esquecendo-se ou por falta mesmo de conhecimentos bíblicos que esses homens e até mulheres como Ester, Débora, nunca ambicionaram nenhum tipo de cargo. Na verdade desde o principio o Senhor desejou reger o povo. É realmente muito triste a situação dos que se dizem crentes seguidores do Evangelho, como vemos muitos pastores abandonando o rebanho e se entremetendo na famigerada política tomados de cobiça, a cobiça é um atributo que leva a pessoa a praticar toda sorte de enganos, mentiras, falcatruas, subornos vaidades, etc.; é aquele mesmo espírito que tentou Eva lá no Jardim do Éden. Piores são aqueles que com nome de crentes vão apoiando, cooperando nas campanhas desses falsos evangélicos, no balançar das bandeiras, nos votos, nas distribuições de panfletos e tantas outras coisas. Não podemos deixar de citar com tristeza a situação da Convenção Geral das Assembléias de Deus no Brasil, até partido político já se formou dentro da Convenção, isto é realmente lamentável! Por conta disto aquela Igreja dantes tão respeitada se tornou uma coisa chamada igreja liberal onde não se distingui mais quem é quem. Parece que os tempos mudaram, pelo menos é o que se ouve por toda parte num verdadeiro escárnio à Palavra de Deus, porém tenho uma convicção que muito me alegra a que Deus não mudou. Jesus disse que passariam até o céu e a terra, mas a sua Palavra nunca há de passar (Mt. 24:33 a 35). Portanto todo aquele que se dizendo seguidor de Jesus ambicionar um cargo político como Judas Escariotes ambicionou lá no Império Romano e por trinta dinheiros traiu o Mestre, da mesma maneira os "seguidores" hoje estão traindo o mesmo Jesus. Ainda é tempo de parar e pensar, ou melhor, retomar a Bíblia que foi fechada e jogada no lixo e abri-la para ouvir as verdades esclarecedoras contidas em cada página, em cada versículo, desde o Livro de Gênesis até ao Apocalipse para que se possa tomar POSSE, não de uma cadeira de vereador ou deputado ou senador ou até mesmo de presidente da República, mas tomar sim posse da vida eterna como está escrito no versículo 12 do capítulo 6 do Livro de I Timóteo que diz: "Milita a boa milícia da fé, toma posse da vida eterna, para a qual foste chamado". Tudo isto se deve aprender, mas como aprenderão se não tem quem ensine?
PENSE NISTO!

segunda-feira, 15 de dezembro de 2008

“Não tomarás o nome do teu Deus em vão: porque o Senhor não terá por inocente o que tomar o seu nome em vão”.

É justamente isto que muitos estão a fazer cada dia, usando o Santo Nome do Senhor em vão, aliás, nunca se usou tanto o Nome do Senhor em vão como nos dias atuais por conta da multiplicação da iniqüidade (pecado) em conseqüência, o amor que é visto por Deus como Temor, se esfriou (Mt. 24. 12), é assustador o número de citações Bíblicas desde o A T acerca do uso do Nome do Senhor em vão, o Senhor abomina todo aquele que diz: “o Senhor falou quando Ele não falou” “o Senhor mandou quando Ele não mandou”. Isto é abominação perante Deus. É impressionante como esta prática herética tem proliferado no meio dos crentes néscios (ignorantes), como já dissemos acima, isto é a conseqüência da falta de Temor a Deus. Sem Temor não pode haver sabedoria adquirida através do conhecimento das Escrituras. É de grande necessidade saber que nos tempos antigos o Espírito Santo era dado por medida, e alguns poucos era chamado por profetas, a estes o Senhor falava e enviava mensagens ao povo, aos reis, aos governantes etc., hoje temos a Bíblia aberta em nossas mãos e tudo quanto é necessário saber da parte de Deus já está escrito. É certo que o Senhor fala ao mundo de várias maneiras, porém nunca contrariando o que já está escrito, pois Ele não pode negar-se a si mesmo, mas o que estamos vendo e ouvindo por aí são pessoas vivendo uma vida contrária a tudo quanto está escrito exemplo: crentes descontentes, inconstantes, mudando de um lado para o outro dizendo que o Senhor mandou; ora para lá, ora para cá e o pior, saem dos templos aborrecidos com seus dirigentes, com os irmãos, e sempre colocando o Senhor nestas questões abomináveis, pois está escrito que Deus não é Deus de confusão, o Senhor nunca leva alguém de um lugar para outro em meio a aborrecimentos. A maior causa de todo este sistema que estamos vivendo nestes tempos é a conseqüência do esfriamento do amor entre os que se dizem “servos de Deus” é o não cumprimento das leis tanto da terra quanto as leis divinas. Hoje se ergue pseudos templos em cada esquina desrespeitando a lei dos quinhentos metros de distância de um templo para outro. Isto demonstra uma devassidão na chamada obra de Deus, pois é certo que Deus não está neste negócio, em toda a Bíblia somos orientados a obedecer às leis constituídas. Isto deixa bem claro que os homens que estão à frente destes movimentos não são chamados por Deus, pois Deus é de paz não de confusão. Portanto é tremendamente perigoso dizer: “o Senhor mandou” quando Ele não mandou. Ele jamais vai mandar alguém infligir leis. É preciso que o povo que se diz servo de Deus se oriente acerca destas coisas, cuidado com os procedimentos abomináveis diante de Deus, quando o Senhor abomina Ele risca o nome do Livro da Vida. Ninguém se iluda com falsos discursos, está escrito em Apocalipse cap. 3.5 que: o que cumprir os Escritos Sagrados de maneira nenhuma terá o seu nome riscado do Livro da Vida. Portanto subentende-se que o Senhor risca o nome do Livro da Vida ao contrário do que muitos pensam. Em Deuteronômio cap. 18:20 diz: “o profeta que presumir soberbamente de falar alguma palavra em meu nome, que eu não tenho mandado falar, o tal profeta morrerá”. Ainda em Mat. 12:36, 37 diz: que darão conta de toda palavra ociosa. Mediante a essas referências Bíblica voltamos a dizer que é preciso ter cuidado. Certa vez o rei Davi disse a Salomão: “seja homem”! (I Reis cap. 2: 2). Portanto saiba assumir suas falhas, fraquezas, seus descontentamentos e nunca lance sobre o Senhor. É preciso que aprendam obedecer as Escrituras, mas como aprenderão se não tem quem ensine? PENSE NISTO!

sexta-feira, 12 de dezembro de 2008

É lícito dar glórias a Satanás?

Jesus após ter ressuscitado apareceu aos seus discípulos e disse: “É-me dado todo o poder no céu e na terra.” Mt. Cap. 28: 18. Jesus deve contemplar com tristeza o estado espiritual de um povo que se dizendo seus seguidores estão dia e noite enaltecendo o nome do diabo. Agora quem deve estar horrorizado é você caro leitor com estas minhas palavras, mas, é uma realidade o que está acontecendo. Então vejamos: os crentes desorientados por conta de ensinamentos errados passam a culpar Satanás por tudo que acontece em suas vidas de desobediência -, é um tal de que o diabo fez isso, fez aquilo, o diabo é sujo, o diabo fechou a porta do emprego, o diabo colocou doença nesse ou naquele, enfim, é enaltecendo o diabo o tempo todo. Essas pessoas se esquecem de que o pior inimigo é o seu próprio “eu”, desde o principio do mundo as criaturas tem essa tendência de culpar sempre alguém pelos seus erros, vemos lá no Jardim do Éden, Adão culpou a Eva por haver comido o fruto, Eva culpou a cobra e assim vai. É preciso uma consciência sã, ou melhor, é preciso conhecer a Palavra de Deus e compreender cada versículo principalmente dos Evangelhos que falam tão claramente da pessoa de Jesus Cristo. Quando o próprio Senhor Jesus disse “É-me dado todo o poder no céu e na terra”, só isto já nos faz compreender que não sobrou nenhum poder para o diabo e seus anjos. Como pode se entender um povo que ao mesmo tempo em que diz até com certa arrogância que o diabo é vencido e derrotado e no mesmo momento está dizendo que ele tem poder e que ele faz isto ou aquilo? Sem se falar no medo que os crentes têm, são extremamente medrosos por conta da insegurança. Insegurança que podemos chamar de incredulidade com relação à Obra Redentora de Jesus. Para esses tais foi em vão o tão grande sacrifício de Cristo na cruz, pois não conseguem assimilar ou viver a segurança que nos dá o Senhor. Em Tiago cap. 4: 7 diz: “Sujeitai-vos, pois a Deus, resisti ao diabo e ele fugirá de vós”. Vejam bem: esta palavra - resisti ao diabo e ele fugirá de vós, isto implica condições. Só se pode resistir ao diabo com a vida reta diante de Deus. Logo no inicio do texto Tiago disse: sujeitai-vos a Deus, ou seja: estai em plena obediência a Deus, o que obedece a Deus fica forte em todos os sentidos, forte no espírito, na alma e no corpo. O verdadeiro seguidor de Jesus é forte e o diabo não quer nada com o forte, por isso ele foge. O anjo do Senhor (Jesus) acampa-se ao redor dos obedientes e os livra. Portanto não é preciso nem pedir é só obedecer. Cada vez que você atribui ao diabo algum fracasso em sua vida creia que você está dando glorias a ele. A Bíblia diz que o diabo é o príncipe das trevas, você está nas trevas ou na luz? Se estiverdes na luz, dê Glorias a Jesus. “Deus é luz e não há nele trevas nenhumas” (1 João: 1. 5) o diabo na verdade não tem nenhuma força ou poder ele procura se fortalecer na fraqueza dos fracos. A Bíblia diz também que as hostes espirituais da maldade entram nos lugares celestiais (Efésios cap. 6: 12) isto quer dizer que os espíritos malignos estão por toda parte visto que o inferno está fechado e a chave nas mãos de Jesus. (Apoc. 1: 18.). Pois bem, sendo assim ele está por toda a parte observando o modo de viver dos crentes, ele sabe muito bem os que são obedientes e, por conseguinte fortes, e sabe os que não o são. Conhece os faladores da vida dos outros, os que adulteram, os que são cobiçosos, os invejosos, os cruéis, fornicários, caluniadores, mal pagadores, e etc., na vida destes, ele até se aproxima para completar uma obra que a própria pessoa começou no seu próprio interior. A desobediência é pecado e o pecado afasta o homem de Deus. É bom compreender essas coisas e por em prática com uma sã consciência para tornar-se uma pessoa feliz e poder dizer: “eu não tenho problemas”. Na verdade aprende-se que Jesus levou na cruz todas as iniqüidades e enfermidades e que todo fardo foi trocado e que Ele tem cuidado e cuida de nós, por que então ainda tantos queixumes? Tantos medos? Tanta parvoíce? Há certas observações importantes para a vida do seguidor do Evangelho: há pessoas que até oram pedindo a Jesus que os livrem da tentação, digo para você que é em vão esta oração, Jesus nunca vai afastar a tentação de ninguém sabe por quê? Por que esta obra é para você realizar e não Jesus. Como realizar? VIGIANDO o que é vigiar? OBEDECER! Jesus resistiu às três tentações do diabo lá deserto com a Palavra dizendo: “Está escrito” e a terceira foi a resistência decisiva: “Vai-te Satanás, porque está escrito: “Ao Senhor adorarás, e só a Ele servirás.” (Mt. 4. 10). Você também pode ter esta mesma autoridade se tiver certeza de que a Palavra de Deus é a verdade. Tudo isto é preciso aprender, mas como aprenderão se não tem quem ensine?
PENSE NISTO!

quinta-feira, 11 de dezembro de 2008

És tu crente perseguidor? Mas que pergunta é esta?

Parece sem cabimento, mas a realidade é esta, o mundo está cheio desse tipo de crente, é uma classe que está incluída naqueles chamados: crentes fracassados, crentes feiticeiros, crentes rebelados e etc., em 2 Tim 3: 1 a 9 a Palavra adverte acerca desses indivíduos tanto homens como mulheres que estão agindo dessa forma não respeitando os Templos arrastando pessoas de um Templo para outro sem o menor Temor a Deus, estes são vulgarmente chamados de: "pescadores de aquário alheio". É uma vergonha que estas coisas ainda estejam acontecendo, mas a verdade é que acontecem todos os dias e as pessoas são levadas, pois atualmente são poucos os que querem observar a sã Doutrina da Palavra de Deus, a grande maioria desorientada se ilude com falsos discursos, falsos ensinamentos, são ensinamentos próprios para deixar que os crentes vivam bem à vontade, andando de qualquer maneira, nessas casas chamadas de igrejas onde vale tudo, balés para coreografias, pula-pula, visagem, revelagem, fogo no pé, em fim terem uma vida fácil como Zaqueu e depois subir na figueira brava para ver Jesus. É lamentável esta situação dos crentes que perseguem crentes parece mentira, mas é a pura verdade. Em Tito cap. 1: 16 deixa bem claro a situação desses tais: "Confessam que conhecem a Deus, mas negam-no com as obras, sendo abomináveis, e desobedientes, e reprovados para toda a boa obra." É muito sério o que este texto diz, pois quando entra a palavra "abomináveis" corre-se o risco de ter o nomezinho riscado do Livro da Vida, ninguém duvide em Ap. 3: 5 precisamos entender que crente faz tudo isto: perseguem, mentem, se rebelam, dão calote, falam da vida alheia, acreditam na Bíblia, acreditam em Jesus, tudo igualzinho aos Demônios, pois diz as Sagradas Escrituras que até os Demônios são crentes (Tg. 2: 19), no entanto, estão todos perdidos e condenados ao fogo eterno sem nenhuma chance de perdão. Portanto cuidado ó tu crente perseguidor do Evangelho! Procure levar a mensagem de salvação a quem ainda não conhece, ao pecador e deixe àqueles que já estão caminhando para a Casa de Deus mesmo que não seja onde você está. Cuide do fruto que há em você, pois é este fruto que foi plantado em você que deve permanecer para a eternidade. Está você cuidando dele como convém? Cuide dele cumprindo todos os Mandamentos da Lei de Deus e conseqüentemente estarás cumprindo o primeiro Mandamento (Amar a Deus sobre todas as coisas). Esteja sempre atento à sua vida e não a dos outros, esteja em perfeita comunhão com todos, alegres, saudável, cheio do Fruto do Espírito Santo longe das meninices que andam fazendo por aí, longe das parvoíces (tolices) abomináveis, não se preocupe em encher Templos de gente de qualquer maneira, lembre-se do que Jesus diz em Lucas cap. 13: 24. São poucos os que encontram o Caminho, a Verdade e a Vida (Jesus) entrar no Caminho da Verdade que é JESUS é olhar sempre para cima, para o alto, é estar guardado de toda a contaminação que vem de baixo. Tenhamos uma vida santa, plena, livre da condenação eterna. Mais uma vez devo lembrar-me do moço que passava (Elizeu) como este exemplo me edifica cada vez que medito no testemunho de Elizeu, pois até mesmo depois de morto e sepultado quando só havia os seus ossos naquela sepultura a virtude de uma vida empregada no cumprimento da Palavra de Deus estava ali viva nos seus ossos, pois quando aquele homem morto foi jogado em sua sepultura bastou tocar nos ossos de Elizeu logo ressuscitou. (2 Rs. 13: 21). Isto sim é Poder de Deus na vida do verdadeiro filho de Deus que aqui em vida é digno de aceitação. Ó crente deixe de ser crente e se converta ao Evangelho para que seja IGREJA do Senhor.

quarta-feira, 10 de dezembro de 2008

Você quer subir como Zaqueu ou passar como Elizeu?

Nesta interrogação procuramos entender o que está se passando na mente de pessoas que pensam estar seguindo o Evangelho, são perguntas que faço constantemente, pois existe um versículo na Bíblia Sagrada que diz: "Vigiai e orai sem cessar" Mt. 26: 41. Discernindo bem este texto vemos que "vigiar" quer dizer: estar em alerta, concernente ao que se vê ao que ouve e ao que se pratica, pois é necessário que os autênticos seguidores do Evangelho não se deixem levar por coisas vãs principalmente quando se trata ou se está envolvendo a Palavra do Senhor. Veja bem certas cantorias que nem ao longe se pode chamar de hinos, pois os hinos são inspirados pelo Espírito Santo tornando-se letra e musica sagrada. Porém o que não é inspirado pelo Espírito Santo torna-se perigoso, é preciso examinar bem antes de sair cantando aos ventos. Exemplo: se alguém se dizendo servo do Senhor e deseja subir numa árvore na condição de Zaqueu para ver Jesus é realmente assustador e eu nem posso imaginar de que forma o Senhor Jesus está contemplando esta situação, ou melhor, a condição espiritual desses tais cantadores de qualquer coisa. Porque a condição de Zaqueu quando subiu naquela figueira brava (Lu. 19: 1 a 4.) era a pior condição possível de sua vida, é inadmissível que alguém se dizendo crente em Jesus ainda esteja na condição de Zaqueu, pois quando se faz uma entrega total a Cristo imediatamente as coisas velhas (os pecados) passam e tudo se torna novo (2 Cor. 5: 17.); e conseqüentemente Jesus entra na casa espiritual, (vida) na casa de morada, já mexeu com toda a estrutura física, mental, moral e também já sarou todas as feridas, ou não? E o principal, essa pessoa passa a ter Paz, pois Jesus é o Príncipe da Paz! Torna-se herege e passa a demonstrar para Deus uma falta total de conhecimento Bíblico todo aquele que pede o que já recebeu. Quando passamos de criatura para filhos de Deus, ou seja, no ato de receber a Jesus como Salvador já se recebe todas as suas promessas contidas na Bíblia (Ef. 1: 3), portanto, cuidado com o que andas cantarolando por aí, os falsos profetas vem também na forma de compositores e cantadores espalhando mensagens contrárias aos parâmetros Bíblicos. É preciso estar constantemente na torre de vigia (Is. 21: 8. Prov. 18: 10). Santidade tem todo aquele que busca conhecimento nas Escrituras, pedir para que o Senhor faça um milagre em sua vida é ignorância pura, pois o grande milagre é realizado cada vez que alguém cumpre os Mandamentos da Lei de Deus. Portanto é preciso examinar para não cair no caminho da heresia, e da apostasia, examinar cada letra das cantorias, se não condizer com a Palavra de Deus não serve, pois não vai edificar em nada e o que é pior entristece ao Espírito Santo que é uma Pessoa e requer respeito à Sua Obra. Ele opera através da Palavra de Deus. Olhe para o exemplo dos homens de Deus contidos nas Escrituras como Elizeu, aquele moço que passava (2 Reis 4: 9.), pelo simples passar despertou na vida daquela família que morava naquela região uma fé no Deus verdadeiro e certamente naquela família houve salvação. Cantem hinos consagrados ao Senhor, onde estão os belos hinos dos hinários como, por exemplo: Harpa Cristã, Cantor Cristão, Hinário Evangélico. Devemos exaltar o Nome do Senhor Jesus nos verdadeiros hinos Sacros, pois na verdade o Senhor habita no meio dos louvores (Sl. 22: 3). É Jesus e só Ele a verdadeira Estrela da Manhã que vai brilhando, brilhando até ser dia perfeito na vida dos que o seguem em espírito e em verdade (Prov. 4: 18. – João 4: 24.) para resumir: enquanto os crentes não cumprirem o primeiro Mandamento que é: "Amar a Deus sobre todas as coisas" (Mc. 12: 30.) não terão nenhuma condição de receber todas as promessas já prontas, continuarão a ser crentes fracassados desejando subir na figueira brava como Zaqueu.

terça-feira, 9 de dezembro de 2008

Qual a oração que Deus responde?

Você sabia que há orações que Deus não pode responder? São por Ele consideradas orações contrárias à sua Palavra? Jesus é bem claro quando diz no Evangelho de João cap.15: 7 - “Se vós estiverdes em mim, e as minhas palavras estiverem em vós, pedireis tudo o que quiserdes, e vos será feito”. É de grande necessidade compreender as palavras proferidas por Jesus, são tão claras e objetivas principalmente em se tratando de petições. Ele deixou uma oração modelo; a “Oração do Pai Nosso”. Mt. 6: 9 a 13. Esta pequena oração é perfeita, ela abrange todos os objetivos e quesitos importantes para a vida do seguidor do Evangelho. Esta oração mostra o estado de alma em que o servo de Deus deve sempre estar em paz, harmonia, satisfeito com a vontade do Pai. Em Mateus cap. 26: 41 Jesus disse: “Vigiai e orai para que não entreis em tentação...” Esta expressão “vigiai” é o mesmo que dizer: praticai a Palavra, pois sem a devida compreensão e prática da mesma, não haverá condição nem mesmo de orar. Veja o que diz em 1 Cor. 14: 15 “que farei pois? Orarei com o espírito, mas também orarei com entendimento.” Entendimento da Palavra de Deus, neste texto é certo que o Apóstolo Paulo estava se referindo ao orar em línguas estranhas pois aqueles irmãos da cidade de Corinto estavam completamente sem entendimento das Escrituras apesar de terem recebido o derramamento do Espírito Santo faltava-lhes a Sabedoria que só se adquire ouvindo e compreendendo a Palavra de Deus. É exatamente o que estamos vendo em nossos dias, pessoas se dizendo cheias do poder de Deus mas que na verdade estão completamente fora dos parâmetros Bíblicos e em conseqüência vão se enveredando por outros caminhos e se perdem. A vida de todo aquele que se decide a seguir o Evangelho do Mestre passa por estágios, são subidas gradativas, aonde o discípulo vai sempre melhorando sua condição espiritual. Pois passando a buscar e compreender a real vontade de Deus, já não tem tanto a pedir, há muito mais para agradecer, pois entende também que na verdade tudo já está pronto desde a fundação do mundo. O verdadeiro discípulo está sempre aprendendo, o aluno passa o discípulo não, ele fica para sempre seguindo o Mestre. Quando o discípulo começa a por em prática tudo quanto aprende no dia a dia com seu Mestre, ele passa a não ter mais problemas, pois recebe a cada dia o necessário para sua manutenção, quer seja material ou espiritual. Portanto o seguidor convertido tem muito mais a agradecer do que a pedir. Para a vida dos que ainda não tem a mesma experiência, ou seja, ainda não conhecem a felicidade de ter o Senhor como seu Pastor, o dever é fazer sim orações por eles, pedir ao Sumo Pastor que os liberte e os salve, junto às interseções, cumprir o ide de Jesus, ir falar do amor de Cristo, de sua obra redentora, apontar ao pecador o Caminho a Verdade e a Vida (Jesus). Quando em Marcos cap. 16: 15 a 18, Jesus deu a ordem imperativa aos seus discípulos - “Ide por todo o mundo pregai o Evangelho a toda criatura”. Dentro desta ordenança seguem-se os sinais maravilhosos isto quer dizer que o discípulo deve estar pronto, apto para toda boa obra. Então como se explica a razão de tantos crentes correndo de um lado para o outro atrás de orações para isto ou aquilo? É fácil de entender, o que na verdade está acontecendo é que os crentes atualmente não estão cumprindo os escritos Bíblicos, tudo isto por conta da devassidão que tem entrado na Casa de Deus. São tantas coisas contrárias à Palavra que a Pessoa do Espírito Santo não se faz mais tão presente na vida da Igreja, Ele não coabita com pecado principalmente com blasfêmias e heresias.
PENSE NISTO!

segunda-feira, 8 de dezembro de 2008

Culto aos Anjos / É licito prestar culto a anjos? / Vamos conhecer um pouquinho sobre os anjos?

Os anjos mesmo sendo "superiores aos homens", jamais aceitam qualquer tipo de adoração. A adoração foi invertida no pensamento gnóstico, isto é, ao invés de dedicarem a Cristo a adoração angelical, fizeram dos anjos seus objetos de adoração (Cl. 2. 18). As Escrituras dizem que os anjos são seres superiores aos homens, contudo, jamais, em hipótese alguma eles aceitam adoração, no Apocalipse (19. 10; 22. 8, 9), João é advertido pelo próprio ser angelical... "Olha, não faças tal, porque eu sou conservo teu e de teus irmãos, os profetas, e dos que guardam as palavras deste livro. Adora Deus". SUA ORIGEM - os anjos são também chamados de Exércitos de Deus (Neemias 9:6, Josué 5:13, 14). ANJO DO CONCERTO: o profeta Malaquias no cap. 3:1, fala de dois anjos "Eis que envio o meu anjo, que preparará o caminho diante de mim: e de repente virá ao seu templo o Senhor a quem buscais o anjo do concerto, a quem vós desejais; eis que vem, diz o Senhor dos Exércitos". Vejamos bem, o primeiro é chamado por Deus de "meu anjo". Este anjo é interpretado no Novo Testamento como sendo João Batista, que veio como um anjo para preparar o caminho do Senhor", (Mat. 11:10, 11). O segundo é chamado de "anjo do concerto". Ele aponta para a pessoa de Jesus Cristo. Em Isaías 63:9, este mensageiro é denominado de "o anjo de sua face". Ambas as citações referem-se sem dúvida ao Senhor Jesus. ANJO DA CURA – João cap. 5:1 a 4 fala acerca do tanque de betesda com cinco alpendres no qual jazia grande multidão de enfermos, cegos, mancos, e ressicados aguardando ali o movimento do anjo que quando em vez agitava a água e o primeiro que ali descia se curava. Para a tradição judaica e os povos prosélitos, há um anjo-médico nas milícias celestiais. No livro não-canônico de Tobias ele é Rafael, cujo significado em hebraico é "Deus cura", contudo não devemos dedicar nossa confiança na dependência de um anjo, para dele obter cura. No campo da cura, Deus disse: "Eu sou o Senhor que te sara" (Ex. 15: 26). Em Salmos 103:3 diz: "É Ele que perdoa todas as tuas iniqüidades, e sara todas as tuas enfermidades". No N. T. vemos Jesus levando todas as enfermidades na cruz do calvário. Portanto o anjo da cura é Jesus! O ANJO DO SENHOR – a Bíblia nos dá o devido esclarecimento acerca deste titulo, ou seja, "o anjo do Senhor", pois está se referindo também a Jesus. Observemos, pois o significado do argumento: em (Ex. 23:21), ele tinha poder para perdoar pecados como o Filho do Homem. Em Juízes 13:16 e 17, vemos ai que o pai de Sansão a principio não reconheceu que foi o Senhor quem falara, mas depois sim, pois perguntou qual era o seu nome e ele respondeu no versículo 18; "E o anjo do Senhor lhe disse: por que perguntas assim o meu nome, visto que é maravilhoso?". São muitas as coisas que poderíamos ainda falar acerca dos anjos para esclarecimento de muitos que andam por ai cultuando anjos a até mesmo caindo na heresia de prestar-lhes adoração. Há até certos corinhos contendo letras heréticas acerca de anjos. Isto acontece muito no auge de reuniões quando o povo néscio se envolve com as chamadas danças no poder, marchas, desmaios e tantas outras meninices dos últimos tempos, passam também a ter visagens e revelagens de anjos por todos os lados, ao som de corinhos heréticos e até cumprimentam os anjos chamando-os de varão. Tudo isto está acontecendo por conta de um povo que se dizendo crente em Jesus na verdade está com a BÍBLIA fechada em suas mãos, mas como aprenderão se não tem quem ensine? (Atos 8:30, 31). PENSE NISTO!

sexta-feira, 5 de dezembro de 2008

O que fizeram das Sagradas Escrituras?

Essa pergunta é referida aos que andam por aí se dizendo crentes em Jesus, pois crentes na verdade todo o MUNDO é, depende no que se crê. Mas voltando aos que se dizem crentes em Jesus, parte da resposta à pergunta acima está no Livro de Apocalipse cap. 13:1a10, é exatamente como está escrito neste texto, no versículo 1 diz que uma besta subiu do mar com sete cabeças e dez chifres e sobre os seus chifres dez diademas, e sobre a sua cabeça um nome de BLASFÊMIA. Nos versículos 6 e 7 diz que esta besta abriu a sua boca em blasfêmias contra Deus, blasfemando do seu Nome e foi-lhe permitido fazer guerra contra os santos e vencê-los. Vemos neste texto claramente o cumprimento das revelações dadas a João, revelações para os tempos do fim, ou seja, nestes tempos em que estamos vivendo. A palavra blasfêmia hoje foi substituída por outra palavra: “liberalidade”. Os Mandamentos da Lei de Deus que eram ensinados nos Templos e requeridos o seu cumprimento por homens verdadeiramente chamados por Deus para guiar o rebanho do Senhor aqui na terra foram quebrados e lançados fora. Hoje os valores do Antigo Testamento são chamados de velho testamento, ficaram para trás, na concepção dos falsos ensinadores os tempos mudaram, mas o que eles não sabem é que Deus não mudou nem jamais mudará. Ele vela pela sua Palavra para que seja cumprida. (Jr.1:12). Hoje são tantas denominações, seitas e cabanas com títulos evangélicos, ou seja, uma REBELIÃO GENERALIZADA. Por que estou falando desta maneira? Porque esta é a triste realidade vista por toda a parte. Denominações dantes respeitadas por respeitarem os Mandamentos da Lei de Deus hoje se tornaram verdadeiros escândalos por conta da chamada liberalidade, por toda parte se ouve; “estou numa igreja liberal”! O que é isso? O que está acontecendo? As respostas estão no livro que foi fechado e lançado fora; a BÍBLIA! Com a rebelião generalizada posso citar uma das Denominações mais respeitadas do século vinte que foi a Igreja Assembléia de Deus. Hoje nem sobra daqueles saudosos ensinamentos, daqueles líderes responsáveis pelo rebanho, das Doutrinas ministradas que faziam dos crentes em Jesus pessoas separadas do pecado, santificação havia na vida do salvo, pois através dos ensinamentos BÍBLICOS procedia à Sabedoria e da Sabedoria vinha o Temor a Deus. As pessoas chegavam ao Evangelho com seus muros caídos, sem limites, mas à medida que iam aprendendo as verdades BÍBLICAS iam sendo restaurados os seus muros, os seus limites e assim ia havendo mudanças em suas vidas, transformação desde o interior até ao exterior sem represálias, pois o próprio Espírito Santo ia realizando no interior da pessoa um trabalho de conversão. Hoje nem mais se sabe o que virou a Assembléia de Deus! Agora se ouve por toda parte que aquela Igreja se tornou liberal. Que será isso? Diz a Palavra de Deus que houve um tempo em que o Senhor olhou a terra e não viu um justo sequer. Então Ele mandou seu Filho para ensinar tudo quanto o povo necessitava aprender, numa linguagem bem clara ensinando que toda a Escritura deve ser cumprida, aliás, Ele disse que veio para cumprir toda a Escritura e foi com grande sacrifício levando a cruz até ao calvário pagando o grande preço da Redenção. É bom ter sempre em mente que todo o sacrifício de Jesus é coisa muito séria, o Senhor não se deixa escarnecer como muitos estão pensando e fazendo e escandalizando, ridicularizando o nome do Senhor num proceder vergonhoso. Em 1 Pd. 1:13a16 está escrito a verdadeira condição em que o seguidor do Evangelho deve estar: SANTO! Ser santo é ser separado das concupsciências mundanas.
É preciso aprender, mas como aprenderão se não tem quem ensine? E muito menos quem queira aprender? PENSE NISTO!

quinta-feira, 4 de dezembro de 2008

Medroso vai ao Céu ou do caminho volta?

Chega ser vergonhoso, mais que lamentável a situação dos crentes atuais. A superficialidade tem abrangido a grande maioria dos que andam pra lá e pra cá com uma enorme Bíblia na mão, ostentando o nome de crente em Jesus. E como buscam! Não se sabe o quê, mas buscam por toda a parte: nos montes, nas matas, nas vigílias, nas consagrações, etc., e cada vez mais superficiais, mais medrosos, tristonhos, não suportam sofrer nada, por qualquer motivo já estão descaídos pela falta da fé que tanto agrada a Deus. Estão sempre se auto-justificando usando indevidamente os versículos Bíblicos. O primeiro que gostam de dizer é que; “temos que vigiar”, e nem sabem na verdade o que quer dizer a palavra “vigiar”. Vigiar é mais que crer, é ter certeza de que tudo quanto está escrito nas Sagradas Letras é a verdade, vigiar é cumprir os Mandamentos. Se assim fizessem, não teríamos tantos crentes envergonhando o Evangelho de Nosso Senhor Jesus Cristo. Que relato vergonhoso tivemos a poucos dias em todos os jornais acerca do ocorrido num Templo Evangélico em Imbariê, quando os crentes saíram correndo porta a fora simplesmente porque entrou um homem acompanhado de um policial. Conta a notícia que o homem queria apenas assistir o Culto e ouvir a Palavra que estava sendo esplanada pelo Pastor. Porque será que os crentes correram? Porque são apenas crentes, ser filho de Deus é outra coisa, e mais ainda quando se tem plena convicção de que é “Igreja do Senhor”! E quando uma pessoa tem certeza que é salvo em Jesus Cristo de nada tem medo, pois o primeiro espírito que vai embora da vida do pecador remido é o medo. Desde o Antigo Testamento o Senhor abomina os medrosos, pois eles nunca tem condição de realizar nada em prol das almas perdidas. Conta a História de Gideão no Livro de Juízes cap. 7, que se apresentaram para irem com ele à peleja contra os midianitas trinta e dois mil homens e, quando Gideão apregoou por ordem do Senhor: quem for medroso e covarde do caminho volte, voltaram vinte e dois mil. Temos ai o relato de que a maior parte voltou. Portanto fica bem clara a questão de que no Caminho que leva ao Céu só poderão entrar quem não for medroso certo? Medroso atrapalha o bom andamento do Serviço determinado por Jesus aqui na terra antes dele ser recebido no Céu. Lá no monte das Oliveiras Ele deu as últimas instruções aos seus discípulos para que fossem por todo o mundo pregando o Evangelho a toda criatura e ainda disse mais: enviarei-vos no meio de lobos simbolizando assim que não seria tão fácil e muito menos tranqüila a tarefa a ser executada pelos discípulos de Cristo. Aliás, discípulo é todo aquele que segue o Mestre e o que segue está sempre aprendendo e principalmente executando todo o aprendizado certo? Porém o que estamos dia-a-dia presenciando são crentes atribulados, doentes espirituais e consequentemente doentes carnais, crentes caindo aos pedaços sem nenhuma condição de realizar nem suas próprias tarefas cotidianas quanto mais o Obra de Deus. Sempre me lembro do que Jesus diz em Mateus cap. 7: 14. “E porque estreita é a Porta, e apertado o caminho que leva à Vida, e poucos há que a encontrem”. Portanto nestes tempos o povo anda buscando tanto não se sabe o quê? É bom buscar a Porta de entrada no Céu. Esta busca se traduz em OBEDECER! Mas como aprenderão se não querem aprender? PENSE NISTO!

quarta-feira, 3 de dezembro de 2008

Será que só Pedro negou a Jesus?

Não! Nunca se negou tanto a Cristo como nos dias atuais e negam pelo mesmo motivo que Pedro negou - superficialidade. Quando Jesus disse a seus discípulos: todos vós esta noite vos escandalizareis em mim por que está escrito: ferirei o pastor e as ovelhas do rebanho se dispersarão. Imediatamente Pedro respondeu: ainda que todos se escandalizem de ti eu nunca me escandalizarei. Mas Jesus lhe disse: hoje mesmo antes que o galo cante três vezes me negarás. Isso nos faz meditar na situação em que se encontra o “povo de Deus” na face de toda a Terra, como Pedro, andam, buscam, oram, e fazem isso e mais aquilo e daí? O importante mesmo não fazem que é praticar a Palavra como ela é. Sendo assim é evidente que não tomam posse de tudo quanto o Senhor Jesus já os proporcionou desde a sua morte vicária na cruz. Negam diariamente a pessoa de Jesus, negam tudo quanto Ele diz em sua Palavra, pois cada vez que pedem oração ou oram pedindo aflitamente por livramentos, bens materiais, curas, libertações, tudo isso em causa própria estão negando a Jesus Cristo. Poucos são os que ouvem a Palavra e as põe em pratica muitas vezes me pergunto o que será que este povo está aprendendo nos Templos? É certo que o Evangelho em muitos lugares está sendo pregado de maneira deturpada, muitos dos que se dizem lideres estão apresentando um Evangelho de prosperidade, de conveniência, etc., porém o Evangelho que Jesus deixou e orientou a seus discípulos que pregassem até aos confins da terra ensina que: “Bendito o Deus e Pai de nosso Senhor Jesus Cristo, o qual nos abençoou com todas as bênçãos espirituais nos lugares celestiais” Ef. 1: 3, portanto eu penso que já foi proporcionado tudo na vida de todo aquele que faz voto de seguir a Jesus. Em toda a Escritura o seguidor de Jesus encontra as promessas para uma vida promissora, porém não se pode esquecer que todas as promessas feitas pelo Cristo na verdade tem uma condição: OBEDIÊNCIA! Do contrário vamos continuar a ver os crentes desta maneira, ou seja, negando a Jesus. Quando um crente diz que tem problemas, está negando Jesus Mat. 11:29, 30; Quando pede cura está negando a Jesus: Ex. 15:26; Quando pede livramento está negando a Jesus Sal. 34:7; quando pede vitória, está negando Jesus Ef. 1:3; quando pede proteção divina está negando a Jesus Col. 3:3; quando pede paz está negando a Jesus Sal. 91:1; quando chora por alguma perseguição está negando a Jesus Mat. 5:11, 12. E poderia ficar aqui citando vários e vários exemplos de quão grande é o cuidado DAQUELE que deu a sua vida para que seus seguidores tivessem vida e vida eterna, sim, pois só terá vida eterna com Ele Jesus, aquele que compreender e ter em pratica toda a Escritura, do contrário estará perdendo tempo andando de um lado para o outro carregando uma enorme Bíblia não sabendo discernir o que nela está contido. No céu não entrará idiota, muito menos blasfemo. Sim, pois cada vez que se pede o que Jesus já deu o crente está falando com todas as letras que não entendeu nada do que está escrito. Quando o Senhor Jesus veio a esta terra Ele veio com um propósito: edificar a sua Igreja e esta Igreja não se compõem de quatro paredes de tijolos ou pedras, mas sim de pessoas salvas em Nome dele e quando uma pessoa tem certeza que é Igreja viva do Senhor está preparada para orar não em causa própria, mas sim por aqueles que ainda não chegaram ao pleno conhecimento da Verdade certo? Jesus disse aos seus seguidores pouco antes de subir aos céus: “Ide por todo o mundo e pregai o meu Evangelho a toda criatura” Mc. 16:15. Esta ordem imperativa de Jesus ainda está de pé, será que o Senhor Jesus enviaria para sua obra alguém cheio de problemas, doentes, assustados, medrosos? De maneira nenhuma. Conta a história da Igreja primitiva que nenhum dos discípulos de Jesus foi morto por doença, ou nenhum outro tipo de coisa a não ser por amor a Cristo. Tudo isto é preciso aprender, mas como aprenderão se não querem OBEDECER?

terça-feira, 2 de dezembro de 2008

Onde estão os sinais?

O Evangelho de João cap. 17 nos relata a linda oração feita por Jesus em favor dos seus discípulos. A partir do versículo 20 a 23 Ele deixa bem claro a grandeza da responsabilidade de um bom testemunho aqui na terra, ou seja, no mundo que tanto os crentes criticam chegam até mesmo a discriminar como se o mundo não tivesse sido criado pelo Senhor Deus esquecendo-se de que: "Do Senhor é a terra e a sua plenitude, o mundo e aqueles que nele habitam" (Sal. 24.), e este mundo nunca precisou tanto receber, ouvir e crer num Evangelho genuíno, puro e com sinais, aqueles sinais que o Senhor Jesus ordenou aos seus discípulos que fossem por todo o mundo pregando, ensinando, ou seja, fazendo outros discípulos. Que sinais? No versículo 23 de João 17 (na oração de Jesus), diz: "Eu neles, e tu em mim, para que eles sejam perfeitos em unidade e para que o mundo conheça que tu me enviaste a mim, e que os tens amado a eles como me tens amado a mim." Veja bem o que nos chama atenção neste texto; para que o mundo conheça a Jesus através de seus discípulos, ou seja, dos crentes e o que estamos presenciando neste mundo cheio de crentes? Eu respondo - estamos presenciando péssimos testemunhos o mundo está escandalizado e com isso vai perecendo dia a dia, por conta de crentes fracassados na fé e consequentemente dando mau testemunho e com isto o Santo Evangelho de nosso Senhor e Salvador Jesus Cristo está cada vez mais desacreditado. São crentes que ainda não saíram do barco, (Mt. 8: 23.) são crentes que ainda não trocaram o fardo, (Mt. 11: 28 a 30.) são crentes que continuam pedindo e buscando não se sabe o que, e agora mais do que nunca com cantorias vãs pedindo para que Jesus entre em suas vidas, entre em suas casas e cure suas feridas etc. uma heresia! Em fim são pessoas completamente despreparadas para atender ao IDE de Jesus. E o mundo como fica? O mundo que tanto precisa crer, mas crer em que? Na palavra que vem de um povo andando de qualquer maneira? Em completa desobediência aos Mandamentos do Senhor? O interessante é que este tal povo desobediente à Palavra de Deus são os que mais gostam de discriminar o mundo, por quê? Se estão fazendo, andando, se vestindo, cantando, dançando, em fim tudo igualzinho, qual é o problema? Estão faltando os SINAIS que Jesus falou lá em Marcos 16: 17. Os sinais seguirão aos que crêem e crer é OBEDECER. Numa das lindas histórias Bíblicas relata-se que havia um homem que passava de vez em quando pelas terras de Suném. E lá havia uma família cuja mulher observava a conduta daquele moço que passava, e comentou com seu marido: "Eis que tenho observado que este que passa sempre por nós é um santo homem de Deus." (2 Reis. 4: 9). Que sinal maravilhoso foi deixado pelo moço que passava! Sinal de uma vida reta, digna diante de Deus e do mundo, sinal que tem poder para fazer chegar-se a Jesus àqueles que no mundo estão sem paz e sem salvação. E diz a história que aquela família foi muito abençoada através da estadia daquele moço por aquelas terras. "Quão suaves são sobre os montes os pés do que anuncia as boas novas, que faz ouvir a paz, que anuncia o bem, que faz ouvir a salvação, que diz a Sião: O teu Deus reina!" Is. 52: 7. Para isto acontecer na vida do seguidor do Evangelho é preciso que ele seja discípulo, pois o discípulo nunca falta aos Cultos de ensinamentos da Palavra de Deus, ele tem fome e sede de justiça, ele é um estudante da Bíblia, um seguidor do Mestre Jesus. Só entrarão no Reino dos Céus os sábios e entendidos na Palavra de Deus. "O fruto do justo é árvore de vida, e o que ganha almas sábio é."

segunda-feira, 1 de dezembro de 2008

Cadê mamãe, cadê papai?

No livro de Eclesiastes cap. 12: 1, diz: "Lembra-te do teu Criador nos dias da tua mocidade, antes que venham os maus dias, e cheguem os anos dos quais venhas a dizer: não tenho neles contentamento".
A fase da mocidade começa logo após a puberdade que geralmente se inicia aos doze ou treze anos, então a criança começa entrar numa fase de crescimento total, ou seja: um desenvolvimento tanto físico, mental, hormonal etc. É justamente nesta fase que deve haver a participação íntegra dos pais e principalmente em relação aos cuidados que abrange saúde física, mental, moral, saúde espiritual, saúde sentimental. É também quando o Criador de todos nós faz esta advertência: "Lembra-te do teu Criador nos dias da tua mocidade"... Antes que venham os maus dias. Como professora evangelista de crianças sinto bem de perto os perigos destes maus dias que, aliás, estão vindo muito rápido na vida dos adolescentes, tudo por conta do tal relativismo imperando no mundo inteiro. O pós-modernismo vai contra todos os princípios divinos que nada tem a ver com religião, aliás, religião só atrapalha, devemos sim como pais e educadores compreender que o Deus Criador ainda é Soberano e ninguém escapará do seu Juízo Final principalmente papai e mamãe que tem a grande responsabilidade de criar, educar e principalmente conduzir os filhos num caminho de retidão num mundo tão cheio de tudo menos do Temor a Deus. Como estava dizendo: os maus tempos que lemos no texto Bíblico acima estão chegando muito rápido por quê? Porque os pais modernos permitem seus filhos e filhas a começarem bem cedo a se portarem como se já estivessem com dezoito anos. As meninas começam a se pintar como moças desde os seus três ou quatro anos, as vestes são pequenos pedaços de pano aflorando uma sensualidade altamente pecaminosa provocando assédios por parte de homens inescrupulosos de todas as idades e Deus olhando. Aos doze anos ninguém segura mais, a menina já está pronta para os maus dias que já chegaram; daí para frente é só dissabor, são envolvimentos perigosos, gravidez precoce, saem da escola, pois não há mais condições de estudar, em fim, uma vida que mal começa e já se foi. Como diz o texto: não há mais contentamento na vida nem da menina nem do menino que segue esse mau trilho. Cadê mamãe? Cadê papai? Cadê os ensinamentos de berço? Cadê as rezas para dormir. As rezas na hora em que acorda cadê o tomar a benção? O ensinamento a respeitar os mais velhos, as meninas andarem como meninas, vestirem como meninas, se comportarem como meninas, brincarem de bonecas como meninas, cadê as meninas que sabem bordar, cozinhar, arrumar casa, cadê? Cadê os meninos? Estão soltos na rua aprendendo tudo de rua, cadê as regras também para os meninos? Cadê? Cadê as oficinas para os meninos aprenderem um ofício, enquanto a faculdade não chega? Cadê? Cadê o Conselho Tutelar para promover, por exemplo, boas palestras para os pais, visitação aos lares, para conversar com os responsáveis, quem sabe chegar a algum entendimento. Cadê? Certamente dirão: não compete a nós isto. O que compete então? É ter assunto para cada dia? A imprensa precisa de assunto, os noticiários etc., etc. E viva o relativismo! Mas ainda é tempo de mudar é só querer. Aos pais na verdade cabe toda esta tarefa de: "instrui ao menino no caminho em que deve andar e até quando envelhecer não se desviará dele." Prov. 22: 6. Na Comunidade "Parque Bom Menino" no Irajá existe uma Escola Bíblica de Sábado situada à Rua da Associação n.º 21 que procura junto aos pais instruir a criança no caminho da moral e dos bons costumes. Partimos do princípio que tudo começa em casa. Se a casa não é apenas uma casa de morada, mas sim um lar tudo vai bem. Num lar todos estão à roda da mesa nas refeições, num lar não se ouve palavrões, num lar as crianças oram antes de dormir e ao acordar a oração do Pai Nosso, é no lar que deve reinar a paz e a alegria. Jamais vão encontrar a paz numa passeata pelas ruas com camisa branca e com pombas estampadas no peito. A verdadeira Paz começa no lar.

sábado, 29 de novembro de 2008

Quem quer se molhar nessa chuva?

“Goteje a minha doutrina como a chuva, destile o meu dito como o orvalho, como chuvisco sobre a erva e como gotas de água sobre a relva”. Deut. 32: 2. Quem quer se molhar nessa chuva? Atualmente são poucos os que têm a felicidade de ao menos ouvir falar dessa bênção que é estar sob a doutrina e disciplina da Palavra de Deus. Nem a Pessoa de Jesus tem sido mais apresentada àqueles que chegam numa casa que tem na fachada o nome de igreja, na verdade o que estão apresentando a estas pessoas cansadas e sobrecarregadas de pecados e tristezas é um deus estranho, que dá casa, carro do ano, trás de volta o marido etc, etc. Não se prega mais o Jesus Salvador. E o resultado já estamos há muito presenciando por toda parte; são crentes cheios de problemas, cheios de depressão, síndrome do pânico, sem se falar na carnalidade em que vivem, ásperos, nervosos, contenciosos e toda sorte de males que os acompanham. Isto tem trazido muitas duvidas aos menos informados de que como se explica se a cada dia crescem o numero de “Igrejas”? E quanto mais se abre templos mais a coisa piora. É muito fácil de entender, há um versículo muito interessante em Mateus cap. 15: 13. Que diz: “Ele porém disse: toda planta que meu Pai Celestial não plantou será arrancada”. Eis a razão de tantos crentes em eterno sofrimento. A grande parte das cabanas que se são abertas para ajuntamento de pessoas fragilizadas pelas circunstâncias da vida são trabalhos desordenados, ou seja: abrem por conta própria, são pessoas que normalmente se aborrecem em suas Igrejas e saem se auto intitulando pastor e o que é pior, pastora, isto é uma heresia sem tamanho. Certamente essas pessoas desordenadas nada tem para ensinar se elas próprias não aprenderam nada acerca da Palavra de Deus. Tudo deve partir de um princípio e com a Obra Redentora não pode ser diferente é como se colocasse o carro na frente dos bois. Primeiro deve-se abrir o coração para receber Jesus que está à porta e bate e a partir daí todas as demais coisas vos serão acrescentadas, é assim que está escrito e não os bens materiais em primeiro lugar. Tudo deixa bem claro que estão sendo anulados os Mandamentos descritos na Bíblia. Doutrina e Mandamento quer dizer a mesma coisa. Se atualmente um crente se depara com ensinamentos verdadeiros até se assusta, achando que é exagero de quem está ministrando a sã Palavra tendo em vista que em cada esquina tem uma “pseudo” igreja que eu costumo chamar de cabana, e que lá vale tudo. É claro que a mente superficial prefere o vale tudo e continuar dizendo que é crente. Acontece que não basta crer é necessário OBEDECER! Do contrário ficarão de mal a pior. Na Igreja Primitiva descrita em Atos dos Apóstolos a coisa era bem diferente diz o texto em: Atos 2: 42, 43. “E perseveravam na doutrina dos Apóstolos, e na comunhão, e no partir do pão, e nas orações. E em toda alma havia temor”. Lamentavelmente hoje não acontece mais isto. Cumpri-se o que foi dito: que chegaria o tem po em que teriam comichão nos ouvidos e não suportariam mais a Sã doutrina. A prova é que por motivo nenhum já estão inflamados, aborrecidos, fracos por não se alimentarem do Fruto do Espírito Santo a cada dia o qual tem o Poder de trazer fortalecimento na alma do individuo. Mas como receberão se a mente é superficial e quando a mente é superficial, corpo e alma também serão.
PENSE NISTO!

sexta-feira, 28 de novembro de 2008

Você está buscando uma boa vida num deus qualquer ou Jesus Salvador?

Parece chocante, mas a vasta abertura de “igrejas” (cabanas) espalhadas por toda a parte nos deixa bem claro esta triste situação de pessoas sendo induzidas por estes falsos profetas que mostram somente os bens materiais deste mundo. Por todos os meios de comunicação lá estão os falsos profetas eletrônicos persuadindo as pessoas a se comprometerem com quantias monetárias (dinheiro) por meio de boletos bancários, depósitos, etc., em troca terão saúde, riquezas, boa vida, todos os problemas resolvidos e por aí vai. Onde fica a promessa de um Jesus Salvador? E por acaso você que diz ser crente em Jesus sabe quando foi feita a primeira promessa de um Salvador? E em que condições foi feita esta promessa? Você que se diz evangélico sabe o verdadeiro significado do Natal? Vêm aí as festas natalinas, ou seja, os gastos, as comilanças, as preocupações com os presentes, e tantas e tantas coisas que nada tem a ver com o verdadeiro propósito do Senhor de toda a Terra quando lá no Jardim do Éden por conta do terrível pecado da cobiça vendo o fim de sua obra prima, ou seja, o homem fez então a primeira promessa de um Salvador. E este Salvador seria o seu único Filho Jesus para que todo aquele que Nele cresse não morresse, mas tivesse a vida eterna. Dando assim a grande oportunidade de Redenção através do arrependimento de seus pecados. Hoje vemos que esta rica promessa foi para o ralo, pois há muito que esse Jesus não mais é anunciado ao pecador, o que se prega atualmente é um deus que não se sabe de onde veio, é um deus que dá casa, comida, faz ficar rico, que induz as pessoas a pagar com dinheiro as benesses anunciadas por falsos profetas. Por toda a parte estão eles (pelo rádio, televisão, púlpitos,) assim os néscios (ignorantes) e interesseiros como é comum ao homem natural, ou seja, aquele que não tem nenhum interesse na salvação de sua própria alma e sim nos bens terrenos, como aqueles que seguiam a Jesus quando Ele aqui andou somente pelo pão que perece. (João 6: 26, 27.) a situação atual é a mesma, e aumenta a cada dia o número de pessoas que descaradamente falam a respeito do Criador como se Ele fosse seu serviçal, seu vassalo, dando ordens ao Senhor para que Ele faça isso ou aquilo em benefício de sua carne. O benefício que ele quer e pode fazer na alma limpando o interior da imundícia do pecado e proporcionando uma vida nova em Cristo Jesus isto não interessa, o que interessa são as promessas feitas pelo falso profeta que está constantemente abanando os boletos bancários para que os interesseiros carnais associem-se a eles e vivam no caminho do engano, do pecado e da heresia. É tempo do fim de mais um ano de trabalho procurando a cada dia entender o que está se passando na mente dos seguidores dos falsos profetas? Estes que descaradamente gravam e comercializam as “pregações” como se fossem os donos da Verdade. É tempo de pensar mais do que de orar, deve-se pensar. E pensar e meditar nas Sagradas Escrituras que abomina todas estas práticas, pois são altamente pecaminosas. Qual o verdadeiro significado do Natal? Você sabe? Quem já pagou o preço você sabe? Você que se diz crente em Jesus já ouviu o que Jesus disse quando por aqui andou?”Buscai o Reino de Deus em primeiro lugar e as demais coisas vos serão acrescentadas”? Você sabe o que está escrito em Ef. 1: 3? Portanto é só OBEDECER!