Translate

sábado, 25 de maio de 2019

LIÇÕES BÍBLICAS / EZEQUIEL O ATALAIA - Lição: 8

LIÇÕES BÍBLICAS
Classe: “Ovelhas do Bom Pastor”.
Data: - 26 – 05 – 2019.     
Titulo da Lição:  EZEQUIEL O ATALAIA
Lição: 8
Texto Áureo: “Todos os seus atalaias são cegos, nada sabem; todos são cães mudos,” (Is. 56: 10a.)
                                       
Leitura Bíblica em Classe:      334 – 430  HC                        (Sl. 119: 1 a 21 )

1 – BEM-AVENTURADOS os que trilham caminhos retos, e andam na lei do Senhor.
2 – Bem-aventurados os que guardam os seus testemunhos, e o buscam de todo o coração.
3 – E não praticam iniquidade, mas anda em seus caminhos.
4 – Tu ordenaste os teus mandamentos, para que diligentemente os observássemos.
5 – Oxalá os meus caminhos fossem dirigidos de maneira a poder eu observar os teus estatutos.
6 – Então não ficaria confundido, atentando eu para todos os teus mandamentos.
7 – Louvar-te-ei com retidão de coração, quando tiver aprendido os teus justos Juízos.
8 – Observarei os teus estatutos: não me desampares totalmente.
9 – Como purificará o mancebo o seu caminho? Observando-o conforme a tua palavra.
10 – De todo o meu coração te busquei: não me deixes desviar dos teus mandamentos.
11 – Escondi a tua palavra no meu coração, para eu não pecar contra ti.
12 – Bendito és tu, ó Senhor; ensina-me os teus estatutos.
13 – Com os meus lábios declarei todos os juízos da tua boca.
14 – Folgo mais com o caminho dos teus testemunhos, do que com todas as riquezas.
15 – Em teus preceitos meditarei, e olharei para os teus caminhos.
16 – Recrear-me-ei nos teus estatutos: não me esquecerei da tua palavra.
17 – Faze bem ao teu servo para que viva e observe a tua palavra.
18 – Desvenda os meus olhos, para que veja as maravilhas da tua lei.
19 – Sou peregrino na terra: não escondas de mim, os teus mandamentos.
20 – A minha alma está quebrantada de desejar os teus  juízos em todo o tempo.
21 – Tu repreendeste asperamente os soberbos, amaldiçoados, que se desviaram dos teus mandamentos.

Título da Lição: EZEQUIEL O ATALAIA

Definição:  É dever nosso, nós que fazemos uso da Palavra do Senhor, ser um atalaia, ou seja; avisar, alertar ao povo quanto aos pecados que se andam cometendo em toda face da terra, por conta do não cumprimento das Sagradas Escrituras. Estamos já no capitulo 33 do Livro do Profeta Ezequiel, onde nos deparamos com a ordenança do Senhor para com Ezequiel dizendo: “A ti pois, o filho do homem, te constitui por atalaia sobre a casa de Israel; tu pois ouvirás a palavra da minha boca, e lha anunciarás da minha parte. Se eu disser ao ímpio: ó ímpio, certamente morrerás; e tu não falares, para desviar o ímpio do seu caminho, morrerá esse ímpio na sua iniquidade, mas o seu sangue eu o demandarei da tua mão.” (Ez. 33: 8). Aí está a grande responsabilidade dos salvos em Jesus Cristo, pois o Senhor Jesus quando por aqui andou percorrendo por todas as cidades e aldeias, vendo a multidão, teve grande compaixão dela, porque andavam desgarrados e errantes, como ovelhas que não tem pastor. Esta fala, encontramos no Evangelho segundo Mateus cap. 9: 35, 36. Então no cap. 10 de Mateus vemos Jesus antes de passar pelo sacrifício da cruz, comissionando seus 12 discípulos, vejamos: “E CHAMANDO os seus doze discípulos, deu-lhes poder sobre os espíritos imundos, para os expulsarem, e para curarem toda a enfermidade e todo o mal.” (Mt. 10: 1). Aí está a grande missão, Jesus os enviou com estes Sinais, pois, aquele povo estava completamente fora do caminho santo, desgarrados, ou seja desviados, Jesus os chamou de perdidos da casa de Israel, por consequência estavam enfermos e possuídos por toda sorte de demônios. Trazendo para nossos dias, estamos vivenciando a mesma situação no meio dos crentes, ou seja; o chamado povo de Deus aqui nessa terra chamada Brasil e por todo o mundo. Mas qual seria a razão desta situação tão deprimente que estamos vivenciando em nossa caminhada com Cristo?  É muito simples, a razão é uma só: Não há mais ensinamentos Bíblicos na terra, já escreveram outra bíblia, atualizaram, modificando, adulterando, e assim o mundanismo com todos os seus costumes abomináveis, práticas mundanas entraram pelas portas dos templos, não há mais vocação sacerdotal, por conseguinte não há chamada Divina. Existe um versículo Bíblico muito interessante que diz: “Ó SENHOR, tu és o meu Deus; exaltar-te-ei, a ti, e louvarei o teu nome, porque fizeste maravilhas: os teus conselhos antigos são verdade e firmeza.” (Is. 25: 1). Aí está, abominaram os conselhos antigos do Senhor, e um dos conselhos mais importantes que o Senhor nos deixou foi acerca da Sã Doutrina, vejamos: “Que pregues a palavra, instes a tempo e fora de tempo, redarguas, repreendas, exortes, com toda a longanimidade e doutrina. Porque virá tempo em que não sofrerão a sã doutrina, mas, tendo comichão nos ouvidos, amontoarão para si doutores conforme as suas próprias concupiscências; e desviarão os ouvidos da verdade, voltando ás fábulas.” (II Tm. 4: 2 a 4). Então vemos que estes versículos estão atualíssimos!   
É justamente o que estamos presenciando nos últimos dias. Mas voltando ao Livro do profeta Ezequiel no cap. 33, vemos a arrogância daquele povo ali no cativeiro, houve um momento em que o Senhor falou a Ezequiel sobre o que aquele povo obstinado estava pretendendo fazer; vejamos: “Filho do homem, os moradores destes lugares desertos da terra de Israel, falam dizendo: Abraão era um só, e possuiu esta terra; mas nós somos muitos; esta terra nos foi dada em possessão. Dizei-lhes portanto: Assim diz o Senhor Jeová: com sangue comeis, e levantai os vossos olhos para os vossos ídolos, e derramais sangue e possuireis esta terra? (Ez. 33: 24, 25), ali o Senhor vai discorrendo  para aquele povo todos os seus pecados cometidos, e eram muitos e abomináveis, eram vários crimes; adultérios, roubos e etc. e o pior; querendo se comparar a Abraão. Então o Senhor ordenou a Ezequiel que lhes dissesse; “Assim lhes dirás: Assim disse o Senhor Jeová: Vivo eu, que os que estiverem em lugares desertos, cairão a espada, e o que estiver sobre a face do campo o entregarei à fera, para que o coma, e os que estiveram em lugares fortes e em cavernas morrerão de pestilência. E tornarei a terra em assolação e espanto, por todas as abominações que cometeram.” (Ez. 33:  28, 29). Eis ai a situação calamitosa de um povo que tinha tudo para ser feliz, seria tão somente obedecer o mandato do Senhor. Trazendo mais uma vez para os nossos dias; todo aquele que faz menção do nome do Senhor, dizendo-se evangélico, tem sobre si grande responsabilidade sobre as nações, pois como está escrito no Evangelho de Mateus cap. 5: 13 a 16: “Vós sois o sal da terra e se o sal for insípido, com que se há de salgar? Para mais nada presta senão para se lançar fora, e ser pisado pelos homens. Vós sois a luz do mundo: não se pode esconder uma cidade edificada sobre um monte; nem se acende a candeia  e se coloca debaixo do alqueire, mas no velador, e dá luz a todos que estão na casa. Assim resplandeça a vossa luz diante dos homens, para que vejam as vossas boas obras e glorifiquem a vosso Pai que está nos céus.” Eis a nossa grande responsabilidade. Infelizmente as abominações tem entrado nos templos. Outro fato que nos chama muito a atenção neste capitulo 33 verso 31 diz que o povo vinha até ao profeta para ouvir as suas palavras, ouviam mas não praticavam os ensinamentos do profeta, o Senhor disse: “E eles vem a ti, como o povo costuma vir; e se assentam diante de ti como meu povo, e ouvem as tuas palavras, mas não as põem por obra: pois lisonjeiam com a sua boca, mas o seu coração segue a sua avareza. E eis que tu és para eles como uma canção de amores, canção de quem tem voz suave, e que bem tange; porque ouvem as tuas palavras, mas não as põem por obra. (Ez. 33: 31, 32). Exatamente o que acontece nestes dias atuais, porque tantos crentes doentes e perturbados? Recordemos agora uma promessa feita ao sairmos do Egito: “E disse: Se ouvires atento a voz do Senhor teu Deus, e obrares o que é reto diante de seus olhos, e inclinares os teus ouvidos aos mandamentos, e guardares todos os seus estatutos, nenhuma das enfermidades porei sobre ti, que pus no Egito; porque eu sou o Senhor que te sara,” Eis a razão de tantas desgraças no mundo.

terça-feira, 14 de maio de 2019

LIÇÕES BÍBLICAS / EZEQUIEL O ATALAIA - Lição: 7

LIÇÕES BÍBLICAS
Classe: “Ovelhas do Bom Pastor”.
Data: - 19 – 05 – 2019.     
Titulo da Lição:  EZEQUIEL O ATALAIA
Lição: 7
Texto Áureo: “O SENHOR é a minha luz e a minha salvação.” (Sl. 27: 1).
                                       
Leitura Bíblica em Classe:      254  – 79   HC                           (Sl. 74: 1 a 18 )

1 – Ó DEUS, por que nos rejeitaste para sempre? Por que se acende a tua ira contra as ovelhas do teu pasto?
2 – Lembra-te da tua congregação, que compraste desde a antiguidade; da tua herança que remiste, deste monte de Sião, em que habitaste.
3 – Levanta-te contra as perpétuas assolações, contra tudo que o inimigo tem feito de mal no santuário.
4 – Os teus inimigos bramam no meio dos lugares santos; põem neles as suas insígnas por sinal.
5 – Parecem-se com o homem que avança com o seu machado através da espessura do arvoredo.
6 – Eis que toda a obra entalhada quebram com machados e martelos.
7 – Lançaram fogo ao teu santuário; profanaram, derribando-a até ao chão, a morada do teu nome.
8 – Disseram nos seus corações: Despojemo-los duma vez. Queimaram todos os lugares santos de Deus na terra.
9 – Já não vemos os nossos sinais, já não há profeta: nem há entre nós alguém que saiba até quando isto durará.
10 – Até quando, ó Deus, nos afrontará o adversário? Blasfemará o inimigo o teu nome para sempre?
11 – Por que retiras a tua mão, sim a tua destra? Tira-a do teu seio, e consome-os.
12 – Todavia, Deus é o meu Rei desde a antiguidade, operando a salvação no meio da terra.
1 3- Tu dividiste o mar pela tua força; quebrantaste as cabeças dos monstros das águas.
14 – Fizeste em pedaços as cabeças do leviatã, e o deste por mantimento aos habitantes do deserto.
15 – Fendeste a fonte e o ribeiro: secaste os rios impetuosos.
16 – Teu é o dia e tua é a noite: preparaste a luz e o sol.
17 – Estabeleceste todos os limites da terra; verão e inverno tu os formaste.
18 – Lembra-te disto: que o inimigo afrontou ao Senhor, e que um povo louco blasfemou o teu nome.

Título da Lição: EZEQUIEL O ATALAIA

Definição: Percorrendo os quatro capítulos do livro do profeta Ezequiel, ou seja: 29, 30, 31, 32, que são as mensagens proféticas contra o Egito, um dos grandes impérios do mundo antigo, porém nesse ínterim há uma exceção, uma mensagem que se inicia no capítulo 30: versos; 1 a 3. Vejamos: “E VEIO a mim a palavra do Senhor, dizendo: Filho do homem, profetiza, e dize: Assim diz o Senhor Jeová: Gemei: Ah! aquele dia! Porque está perto o dia, sim, está perto o dia do Senhor, dia nublado: o tempo dos gentios ele será.” Façamos uma pausa aqui para meditação: Esta parte é muito profunda, pois o Senhor já se referia aos nossos dias, pois nós somos esses gentios que o verso 3 fala. Ali o Senhor já profetizava através de Ezequiel a queda do Egito. Sobre os tempos nublados pelas densas trevas é chegado, e nós os gentios estamos vivenciando os constantes derramamentos de sangue por toda a parte. Como citamos acima, estes quatro capítulos, ou melhor, quatro profecias são todas contra o Egito e seus Faraós. E quando paramos para meditar nestas Sagradas Letras, não podemos deixar de pensar na Real Existência de Deus, vejam que as palavras proferidas nos tempos do Egito e contra ele, prevalecem até hoje, século XXI – foi dito que o Egito nunca mais se ergueria sobre as nações. É bom estarmos atentos, pois nesta questão o Senhor não permitiu que ficassem em memorial nos livros da História Geral nenhum relato há sobre a saída do povo hebreu de lá, ou seja, o povo do Senhor, pois foi com Mão forte  que o Senhor os tirou do Egito, todos os carros e seus cavaleiros e mais o Faraó do Egito bateram atrás do povo que ali estava sendo retirado através de Moisés, ao chegarem as margens do Mar Vermelho, todo o povo ficou apavorado, pois só viam o mar na frente, montes por todos os lados e Faraó atrás com todos os seus cavalos e cavaleiros; vejamos: porém o Mar se abriu, o povo atravessou e as águas se fecharam sobre os carros e cavaleiros, não sobrou nenhum para contar a história. Vejamos: “Então Moisés estendeu a sua mão sobre o mar e o mar retornou a sua força ao amanhecer, e os egípcios fugiram ao seu encontro: e o Senhor derribou os egípcios no meio do mar, porque as águas, tornando, cobriram os carros e os cavaleiros de todo o exército de Faraó, que os haviam seguido no mar: nem ainda um deles ficou. Mas os filhos de Israel foram pelo meio do mar seco: e as águas foram-lhe como muro à sua mão direita e à sua esquerda. Assim o Senhor salvou Israel naquele dia da mão dos egípcios: e Israel viu os egípcios mortos na praia do mar.” (Êx. 14: 27 a 30). Aí está um grande esclarecimento contido no Livro dos livros! Não há como contestar, pois o Senhor nosso é o Senhor de todos os Exércitos! O Senhor nosso Deus é realmente Zeloso, e todos os seus propósitos não ficam para trás, há um fato muito interessante que vale a pena recordar;  400 anos antes desta retirada dos hebreus do Egito, quando ainda José era Governador do Egito, um dia ele disse aos seus irmãos que chegaria o tempo após a sua morte que viria tempos difíceis  para eles, mas o Senhor se lembraria deles e viria para os tirar daquele cativeiro e assim lhes fez um pedido; vejamos: “E tomou Moisés os ossos de José consigo,, porquanto havia este estreitamente ajuramentado aos filhos de Israel, dizendo: Certamente Deus vos visitará; fazei subir daqui os meus ossos convosco.” (Êx: 13: 19). São fatos que nos emocionam cada vez que lemos nas Sagradas Escrituras, José foi aquele moço que todos os estudantes da Bíblia conhecem muito bem a sua história, vendido pelos seus irmãos ao Egito, mas ali pela sua conduta ilibada tornou-se Governador do Egito, mas ele previu que após a sua morte a vida para os seus irmão ali no Egito se tornaria muito difícil, seriam escravos dos Faraós, sendo assim, ele fez este pedido aos seus irmãos que; ao saírem do Egito não deixassem lá os seus ossos. Mas vamos dando seguimento a esta lição passando para um outro ângulo da história. vejamos agora, o que o Senhor requer de seu amado profeta Ezequiel, aliás mais que amado, ele era considerado Filho do homem! E neste capitulo veremos mais uma tarefa dificílima! Ele agora seria um  atalaia, esta é uma das chamadas mais difíceis para um ser humano, pois o tal tem que ser antes de tudo; um salvo em Jesus Cristo convicto, buscar muito conhecimento Bíblico, ter o Dom da Fé, e principalmente; amar a Deus sobre todas as coisas e ao próximo como a ti mesmo. Este é o primeiro Mandamento. Jesus quando por aqui andou nos falou do grande Mandamento: “E os fariseus, ouvindo que ele fizera emudecer os saduçeus, reuniram-se no mesmo lugar; E um deles doutor da lei, interrogou-o para o experimentar, dizendo: Mestre, qual é o grande mandamento na lei? E Jesus disse-lhe: Amarás o Senhor teu Deus de todo o teu coração, e de toda a tua alma, e de todo o teu pensamento. Este é o primeiro e grande mandamento. E o segundo semelhante a este, é: Amarás o teu próximo como a ti mesmo. Destes dois mandamentos depende toda a lei e os profetas.” (Mt. 22: 34 a 40).  Foi baseado nesta mensagem que o profeta Ezequiel deveria assumir mais uma missão difícil, ser atalaia, mas afinal o que é ser um  atalaia? Vejamos: “E VEIO a mim a palavra do Senhor, dizendo: Filho do homem, fala aos filhos do teu povo, e dize-lhes: Quando eu fizer vir a espada sobre a terra, e o povo da terra tomar um homem dos seus termos, e o constituir por seu atalaia; E, vendo ele que a espada vem sobre aterra, tocar a trombeta, e avisar o povo; Se aquele que ouvir o som da trombeta, não se der por avisado, e vier a espada, e o tomar, o seu sangue, será sobre a sua cabeça. Ele ouviu o som da trombeta, e não se deu por avisado, o seu sangue será sobre ele; mas o que se dá por avisado salvará a sua vida.” (Ez. 33: 1 a 5). Aí está, nestes versículos fica muito claro o que é ser um atalaia. Trazendo para os nossos dias; o Senhor Jesus nos fala no novo Testamento uma Palavra que sempre estamos ouvindo em nossa Congregação: Admoestar! O que esta palavra significa? Resp. Aconselhar. “Ao homem herege, depois de uma e outra admoestação, evita-o. Sabendo que este tal está pervertido, e peca, estando já em si mesmo condenado. (Tt. 3: 10, 11). Continuaremos no cap. 33 do Livro Ez. sobre o oficio do Atalaia.

terça-feira, 7 de maio de 2019

LIÇÕES BÍBLICAS / EZEQUIEL O PROFETA - Lição: 6

LIÇÕES BÍBLICAS
Classe: “Ovelhas do Bom Pastor”.
Data: - 12 – 05 – 2019.     
Titulo da Lição:  EZEQUIEL O PROFETA
Lição: 6
Texto Áureo: “Dai ao Senhor a gloria devida ao seu nome, adorai o Senhor na beleza da sua santidade.” (Sl. 29: 1).
                                       
Leitura Bíblica em Classe:      124  –   HC    344                         (Sl 62)

1 – A MINHA alma espera somente em Deus: dele vem a minha salvação.
2 – Só ele é a minha rocha e a minha salvação; é a minha defesa; não serei grandemente abalado.
3 – Até quando maquinareis o mal contra um homem? sereis mortos todos vós, sereis como uma parede encurvada e uma sebe pouco segura.
4 – Eles somente consultam como o há de derribar da sua excelência: deleitam-se em mentiras; com a boca bendizem, mas nas suas entranhas maldizem. (Selá.)
5 – Ó minha alma, espera somente em Deus, porque dele vem a minha esperança.
6 – Só ele é a minha rocha e a minha salvação; é a minha defesa; não serei abalado.
7 – Em Deus está a minha salvação e a minha gloria: a rocha da minha fortaleza, e o meu refugio estão está em Deus.
8 – Confiai nele, ó povo, em todos os tempos; derramai perante ele o vosso coração; Deus é o nosso refugio. (Selá.)
9 – Certamente que os homens de classe baixa são vaidade, e os homens de ordem elevada são mentira; pesados em balanças, eles juntos são mais leves do que a vaidade.
10 – Não confieis na opressão, nem vos desvaneçais na rapina; se as vossas riquezas aumentam, não ponhais nelas o coração.
11 – Uma cousa disse Deus, duas vezes a ouvi: que o poder pertence a Deus.
12 – A ti também, Senhor, pertence a misericórdia; pois retribuirás a cada um segundo a sua obra. 


Título da Lição: EZEQUIEL O PROFETA

Definição: Dando continuidade ao estudo sobre o livro do profeta e sacerdote Ezequiel, chegamos ao capitulo 28, este capitulo vai descrevendo para nós até que ponto pode chegar o ser humano criado à imagem e semelhança de Deus: “E disse Deus: Façamos o homem à nossa imagem, conforme à nossa semelhança;” (Gn. 1: 26 a). Todo ser humano deveria ter sempre em mente este conhecimento, ou seja; ter consciência de que foi criado à imagem de Deus. Falemos um pouco sobre a cidade chamada Tiro; que tipo de cidade era esta? Era uma cidade linda, sua beleza era perfeita, enriquecida, o próprio profeta Ezequiel faz referencia a esta cidade, no cap. 27: 25 ele diz: “Os navios de Tarsis eram as tuas caravanas, por causa do teu negócio; e te encheste, e te glorificaste muito no meio dos mares.” E aí vem aquele Hiran e se tornou rei desta cidade, este mesmo, como vimos na lição passada muito contribuiu na construção do templo de Salomão, o qual foi citado pelo profeta Daniel e posteriormente pelo próprio Senhor Jesus quando por aqui andou, que denominou toda aquela construção como; “abominação da desolação”. Mas vamos dando continuidade falando sobre esta rica cidade chamada Tiro e seu rei era o tal Hiram, aliás, ele invadiu a cidade e tomou posse dela. Assim vemos que o Senhor ordenou ao profeta Ezequiel a dirigir-se ao rei da cidade de Tiro: “Filho do homem, dize ao príncipe de Tiro: Assim diz o Senhor Jeová: Visto como se eleva o teu coração, e dizes: Eu sou Deus, sobre a cadeira de Deus me assento no meio dos mares (sendo tu homem, e não Deus), e estimas o teu coração como se fora o coração de Deus;” (Ez. 28: 2). Daqui percebemos o estado espiritual daquele homem que o Senhor chamou de príncipe. Este tal homem chamado Hiram tomou posse da cidade, extremamente ambicioso, quanto mais tinha, mais queria ter, e o pior que, ilicitamente, fazia qualquer negócio, maçom, em fim tudo que for contrario aos preceitos do Senhor estava sobre ele. O pior de tudo é que em nossa atualidade estamos presenciando bem de perto o numero de Hirans que vem se multiplicando no meio dos que se dizem crentes em Jesus, eis a razão de tantas desgraças ocorrendo no mundo inteiro, não há mais pastores sérios na face de toda a terra, todos são maçons, todos cometendo abominações, e o povinho crente acompanhando toda esta devassa. Em São Paulo já foi erguido o templo que o Senhor condenou, e os crentes de todo o Brasil fazendo romarias para conhecer, visitar o que Senhor abominou dizendo: “Não ficará pedra sobre pedra.” Mas voltemos a nossa lição de hoje que vai deixando com toda clareza a consequência, ou seja o que aconteceu a esse “príncipe” de Tiro. O pior pecado de um ser humano é querer tomar o lugar de Deus, ser mais poderoso, absoluto e etc. assim aconteceu com este tal Hiram, vejamos: “Filho do homem, dize ao príncipe de Tiro: Assim diz o Senhor Jeová: Visto como se eleva o teu coração, e dizes: Eu sou Deus, sobre a cadeira de Deus me assento no meio dos mares (sendo tu homem, e não Deus), e estimas o teu coração como se fora o coração de Deus.” (Ez. 28: 2). Daqui já podemos sentir a que caminho este homem estava trilhando, um caminho de morte espiritual, pois há muita gente por ai e por aqui, que só tem aparência de vivo, ou de ser humano, mas que na verdade já estão possuídos por Lúcifer, neste capitulo 28 teremos com toda clareza este fato. Hiram se engrandeceu tanto que passou a praticar nesta terra o mesmo que Lúcifer praticou nos Céus, tudo por conta da ambição de riquezas. Como poderemos contestar o que está Escrito nas Sagradas Escrituras? Então ficamos pensando muitas vezes a situação dos pastores da atualidade, quando só trabalham em prol dos envelopes, os eletrônicos  quando fazem uso da Palavra de Deus, estão falando e os números da conta bancário estão correndo no rodapé da televisão, só visam o dinheiro, se tornaram cães gulosos, assim está escrito sobre esses tais “pastores’’, “E estes cães são gulosos, não se podem fartar; e eles são pastores que nada compreendem: todos eles se tornaram para o seu caminho, cada um para a sua ganância, cada um por sua parte.” (Is. 56: 11). Voltando a lição; com toda clareza, o Senhor a partir dos versos 11 do capitulo 28 diz: “Filho do homem, levanta uma lamentação sobre o rei de Tiro, e dize-lhe: Assim diz o Senhor Jeová: Tu és o aferidor da medida, cheio de sabedoria e perfeito em formosura. Estavas no Éden, Jardim de Deus: toda a pedra preciosa era a sua cobertura, a sardônia, o topázio, o diamante, a turquesa, o ônix, o jaspe, a safira, o carbúnculo, a esmeralda e o ouro: a obra dos teus tambores e dos teus pífaros estava em ti, no dia em que foste criado foram preparados. Tu eras querubim ungido para proteger, e te estabeleci: no monte santo de Deus estavas, no meio das pedras afogueadas andavas. Perfeito eras nos teus caminhos, desde o dia em que foste criado, até que achou iniquidade em ti. Na multiplicação do teu comércio se encheu o teu interior de violência, e pecaste; pelo que te lançarei profanado fora do monte de Deus, e te farei perecer, ó querubim protetor, entre pedras afogueadas. (Ez. 28: 12 a 16). Aí está, a situação de todo aquele que se envereda pelo caminho da ganância, em todo este texto o Senhor comparou aquele homem chamado Hiram pela sua ganância a Lúcifer, e assim também é comparado os tais cães gulosos “pastores” que andam por aí. Mas voltando a história havia ainda outra cidade chamada Sidom, o qual o Senhor mandou que Ezequiel profetizasse contra ela. Estes tais são os descendentes da Canaã filho de Noé, aquele que pecou contra seu pai Noé. Os  sidomitas  sempre perseguiram a Israel. E assim o Senhor vai deixando com toda clareza a situação dos dias atuais, no mundo e nas chamadas casas de Deus. Vejamos o que o Senhor diz contra Sidom: “E veio a mim a palavra do Senhor dizendo: Filho do homem, dirige o teu rosto contra Sidom, e profetiza contra ela, E dize: Assim diz o Senhor Jeová: Eis-me contra ti, ó Sidom, e serei glorificado no meio de ti; e saberão que eu sou o Senhor, quando nela executar juízos e nela me santificar. (Ez. 28: 20 a 22). E assim vamos dando continuidade a este estudo sobre os opositores ao Reino Divino.

terça-feira, 30 de abril de 2019

LIÇÕES BÍBLICAS / EZEQUIEL O PROFETA - Lição: 5

LIÇÕES BÍBLICAS
Classe: “Ovelhas do Bom Pastor”.
Data: - 05 – 05 – 2019.     
Titulo da Lição:  EZEQUIEL O PROFETA
Lição: 5
Texto Áureo: “Ah! se o meu povo me tivesse ouvido! Se Israel andasse nos meus caminhos” (Sl. 81: 13).                                         
Leitura Bíblica em Classe:      178  – 385  HC                             (Sl. 37: 1 a 22)

1 – NÃO te indignes por causa dos malfeitores, nem tenhas inveja dos que obram a iniquidade.
2 – Porque cedo serão ceifados como a erva, e murcharão como a verdura.
3 – Confia no Senhor e faze o bem; habitarás na terra, e verdadeiramente serás alimentado.
4 – Deleita-te também no Senhor, e ele te concederá o que deseja o teu coração.
5 – Entrega o teu caminho ao Senhor; confia nele, e ele tudo fará.
6 – E ele fará sobressair a tua justiça como a luz, e o teu juízo como o meu dia.
7 – Descansa no Senhor, e espera nele, não te indignes por causa daquele que prospera em teu caminho, por causa do homem que executa astutos intentos.
8 – Deixa a ira, e abandona o furor; não te indignes para fazer o mal.
9 – Porque os malfeitores serão desarraigados; mas aqueles que esperam no Senhor herdarão a terra.
10 – Pois ainda um pouco, e o ímpio não existirá; olharás para o seu lugar, e não aparecerá.
11 – Mas os mansos herdarão a terra, e se deleitarão na abundancia de paz.
12 – O ímpio maquina contra o justo, e contra ele range os dentes.
13 – O Senhor se rirá dele, pois vê que vem chagando o seu dia.
14 – Os ímpios puxarão da espada e entesarão o arco, para derribarem o pobre e necessitado, e para matarem os de reto caminho.
15 – Mas a sua espada lhe entrará no coração, e os seus arcos se quebrarão.
16 – Vale mais o pouco que tem o justo, do que as riquezas de muitos ímpios.
17 – Pois os braços dos ímpios se quebrarão, mas o Senhor sustém os justos
18 – O Senhor conhece os dias dos retos, e a sua herança permanecerá para sempre.
19 – Não serão envergonhados nos dias maus, e nos dias de fome se fartarão.
20 – Mas os ímpios, perecerão, e os inimigos do Senhor serão como a gordura dos cordeiros: desaparecerão e em fumo se desfarão.
21 – O ímpio toma emprestado, e não paga; mas o justo se compadece e dá.
22 – Porque aqueles que ele abençoa herdarão a terra, e aqueles que forem por ele amaldiçoados, serão desarraigados.

Título da Lição: EZEQUIEL O PROFETA

Definição: Em prosseguimento ao estudo sobre o livro de Ezequiel, já estando no capitulo 25, certificaremos mais uma vez o grande amor que o Senhor tem para com seu povo, em meio a tantos pecados cometidos contra o Criador, mesmo assim, o Senhor nunca deixou de amá-los com verdadeiro Amor Paternal. Como está escrito: “Eu repreendo e castigo a todos quantos amo: sê pois zeloso, e arrepende-te. eis que estou à porta, e bato: se alguém ouvir a minha voz, e abrir a porta, entrarei em sua casa, e com ele cearei, e ele comigo.” (Ap. 3: 19, 20). Assim vamos prosseguindo nosso estudo no cap. 25. Neste capitulo o Senhor Deus dirige sua Palavra à algumas nações vizinhas a Israel. O Senhor não permite nenhum tipo de escárneo contra seu povo, por mais errado que estejamos. Era com muita tristeza que o Senhor os estava transportando ao cativeiro de 70 anos, voltando a dizer; o Senhor nunca deixou de amá-los, portanto se dirigiu ao Profeta Ezequiel e disse-lhe: “E VEIO a mim a palavra do Senhor, dizendo: Filho do homem, dirige o teu rosto contra os filhos de Amom, e profetiza contra eles. e dize aos filhos de Amom: Ouvi a palavra do Senhor Jeová: Assim diz o Senhor Jeová: Visto que tu disseste: Ah! ah! acerca do meu santuário, quando foi profanado; e acerca da terra de Israel, quando foi assolada; e acerca da casa de Judá, quando foi para o cativeiro;” (Ez. 25: 1 a 3). E dali o Senhor foi descortinando todas as nações que estavam fora dos parâmetros Divino. Mas vamos agora recordar a origem dessas nações: As duas primeiras nações são: Amom e Moabe, foram homens, dois  frutos de um incesto cometido pelas filhas de Ló,  isto sabemos através dos Escritos Sagrados em Gênesis cap. 19: 30 a 38. Através deste texto tomamos conhecimento do incesto cometido pelas filhas de Ló: Embriagaram o pai com muito vinho e se deitaram com ele, engravidaram do próprio pai. A mais velha deu a luz a um filho e o chamou de Moabe, a filha menor deu a luz a um filho e o chamou de Amom. Estes filhos mais  tarde se tornaram duas nações  que o Senhor abominou por serem frutos do pecado. E estas nações, como as demais abomináveis viviam sempre ao redor de Israel tomando conhecimento de todas as ocorrências em Israel. Infelizmente, Israel transgrediu tanto que o Senhor não teve outra alternativa a não ser manda-los para o cativeiro de 70 anos. Mesmo assim o Senhor nunca deixou de amar o seu povo, pois reagia contra estas nações abomináveis. A terceira nação abominável foi Edom, ou os Edomitas; originária de Esaú, irmão de Jacó. donde procede o gigante Golias. Mas vejamos o que diz o texto que afirma ser Esaú receptor deste nome pelo motivo de haver trocado sua primogenitura por um prato de lentilha, por esta razão o Senhor passou a chama-lo de Edom, e todos os seus descendentes passaram a ser Edomitas. Vejamos: “Portanto Esaú habitou na montanha de Seir; Esaú é Edom. Estas pois são as gerações de Esaú, pai dos edomitas, na montanha de Seir.” (Gên. 36: 8, 9). Aí está com toda clareza a origem dos edomitas. Na Bíblia temos respostas para a edificação da nossa Fé! E assim vamos prosseguindo em conhecer um pouco cada nação. Em seguida, vemos agora os filisteus, povo vizinho de Israel, lutavam muito com os hebreus, o mais conhecido foi o gigante Golias, mas o pequeno Davi deu conta dele. Eles se instalaram na terra de Canaã, junto ao mar Mediterrâneo, depois tentaram invadir o Egito, porém não conseguiram. Disse o Senhor através do Profeta Ezequiel: “Portanto assim diz o Senhor Jeová: Eis que eu estendo a minha mão contra os filisteus, e arrancarei os quereteus, e destruirei o resto da costa do mar.” (Ez. 25: 16). Aqui finda o capitulo 25, porém no capitulo seguinte, vemos uma situação ainda pior, pois nos deparamos com Hiram, rei da cidade chamada de Tiro, esse homem havia sido muito ligado ao rei Salomão, eis o perigo, maçom, teve grande participação na construção do grande templo fornecendo madeira de cedro do Líbano e etc. Mas aqueles dia foram ficando para trás. Este homem, ou seja, Tiro tornou-se muito próspero através do seu comercio com madeiras de cedro, a procedência não era de forma legal, e toda essa ilegalidade contaminou o grande templo de Salomão, foi por esta razão que Jesus quando por aqui andou disse contemplando ali o grande orgulho dos judeus, ao contemplar aquele templo, vejamos: “E, QUANDO Jesus ia saindo do templo, aproximaram-se dele os seus discípulos para lhe mostrarem a estrutura do templo. Jesus, porém, lhes disse: Não vedes tudo isto? Em verdade vos digo que não ficará pedra sobre pedra que não seja derribada.” (Mt. 24: 1, 2). Aí está, hoje vemos os falsos pastores, bispos levantando o templo que Jesus derrubou, e o povinho que se diz crente acompanhado estes opositores, o Senhor Jesus derrubou e chamou aquele templo de abominação da desolação, vejamos: “Quando pois virdes que a abominação da desolação, de que falou o profeta Daniel, está no lugar santo; quem lê atenda;” (Mt. 24: 15). Tudo isto já se cumpriu, hoje vemos carnaval nos púlpitos dos templos das Assembleias de Deus, não falta mais nada a acontecer, próximo está o fim. Mas voltando ao nosso estudo sobre Ez. cap. 26, que nos fala sobre o homem contribuinte do material mais caro do templo de Salomão Hiram o rei de Tiro, mas diz o cap. 26 que esse rei representa nos dias de hoje através da maçonaria praticamente todos os pastores da atualidade, maçons, é triste dizer isto, mas é a verdade. Mas voltando a história, vemos que toda esta prosperidade desse rei não durou, os babilônios que destruíram Jerusalém também haveriam de destruir o império de Tiro, assim o Senhor profetizou e assim foi, vejamos: “Porque assim diz o Senhor Jeová: Eis que eu trarei contra Tiro a Nabucodonozor, rei de Babilônia, desde o norte, o rei dos reis, com cavalos, e com carros, e com cavaleiros, e companhias, e muito povo. As tuas filhas no campo ele as matará à espada, e fará um baluarte contra ti, e fundará uma tranqueira contra ti, e levantará rodelas contra ti.” (Ez. 26: 7, 8). E assim foi, quem se endureceu contra o Senhor Deus e teve paz? Ninguém! Portanto amemos ao Senhor, e estejamos sempre alegres, pois temos o Senhor conosco! 

segunda-feira, 22 de abril de 2019

LIÇÕES BÍBLICAS / EZEQUIEL FILHO DO HOMEM - Lição: 4

LIÇÕES BÍBLICAS
Classe: “Ovelhas do Bom Pastor”.
Data: - 28 – 04 – 2019.     
Titulo da Lição:  EZEQUIEL FILHO DO HOMEM
Lição: 4
Texto Áureo: “Bem-aventurados os que tem fome e sede de justiça, por que eles serão fartos.” (Mt. 5: 6).                                       
Leitura Bíblica em Classe:      79  – 139  HC                             (Sl.69: 1 a 16)
1 – LIVRA-ME, ó Deus, pois as águas entraram até à minha alma.
2 – Atolei-me em profundo lamaçal, onde se não pode estar em pé; entrei na profundeza das águas, onde a corrente me leva.
3 – Estou cansado de clamar; secou-se-me a garganta: os meus olhos desfalecem esperando o meu Deus.
4 – Aqueles que me aborrecem sem causa são mais do que os cabelos da minha cabeça; aqueles que procuram destruir-me sendo injustamente meus inimigos, são poderosos; então restituí o que não furtei.
5 – Tu, ó Deus, bem conheces a minha insipiência; e os meus pecados não te são encobertos.
6 – Não sejam envergonhados por minha causa aqueles que esperam em ti, Ó Senhor; Senhor dos Exércitos: não sejam confundidos por minha causa áqueles que te buscam, ó Deus de Israel.
7 – Porque por amor de ti tenho suportado afrontas; a confusão cobriu o meu rosto.
8 – Tenho-me tornado como um estranho para com os meus irmãos, e um desconhecido para com os filhos de minha mãe.
9 – Pois o zelo da tua casa me devorou, e as afrontas dos que te afrontam caíram sobre mim.
10 – Chorei, e castiguei com jejum a minha alma, mas até isto se me tornou em afrontas.
11 – Pus, por vestido um saco, e me fiz um provérbio para eles.
12 – Aqueles que se assentam à porta falam contra mim; sou a canção dos bebedores de bebida forte.
13 – Eu porém faço a minha oração a ti, ó Senhor, num tempo aceitável: ó Deus, ouve-me segundo a grandeza da tua misericórdia, segundo a verdade da tua salvação.
14 – Tira-me do lamaçal, e não me deixes atolar; seja eu livre dos que me aborrecem e das profundezas das águas.
15 – Não me leve a corrente das águas e não me sorvas o abismo, nem o poço cerre a sua boca sobre mim.
16 – Ouve-me, Senhor, pois boa é a tua misericórdia: olha para mim segundo a tua muitíssima piedade.

Título da Lição: EZEQUIEL FILHO DO HOMEM

Definição: À medida em que vamos avançando em nosso estudo sobre a vida e obra do Profeta Ezequiel, vamos adquirindo conhecimentos dos Escritos Sagrados, pois está escrito que, isto é agradável ao Senhor quando diz em sua Palavra: “Antes crescei na graça e conhecimento de nosso Senhor e Salvador, Jesus Cristo. a ele seja dada a gloria, assim agora, como no dia da eternidade. Amém.” (II Pd. 3: 18). Então vamos dando continuidade ao estudo sobre a grande responsabilidade que o Senhor colocou nas mãos do Sacerdote e Profeta Ezequiel. Coisas mui excelentes, vamos aprender na segunda parte do capitulo 24 do Livro, a partir dos versos 15 passamos a compreender uma situação por demais triste para o coração de nosso Senhor, foi a predição da ruína de Jerusalém. Temos descrito nos versos de 1 a 3 do cap. 24, vejamos: “E VEIO a mim a palavra do Senhor, no nono ano, no décimo mês, dizendo: Filho do homem, escreve o nome deste dia, deste mesmo dia; porque o rei de Babilônia se aproxima de Jerusalém neste mesmo dia.” Esta é a quarta referência fornecida por Ezequiel, vamos agora tomar um certo conhecimento que é, e sempre será de grande valia, principalmente para os que estão no campo da evangelização, mas, continuando vejamos; quando os escritos sagrados se referem ao nono ano, no décimo mês  corresponde a data de; 588  antes de Cristo  ao mês de janeiro em nosso calendário, este foi o dia em que Nabucodonozor, rei de Babilônia se pôs a atacar Jerusalém, e Ezequiel foi ordenado a relatar sobre este dia. Este capitulo 24 do livro o Senhor se refere a chegada  de Nabucodonozor para a destruir totalmente, então o Senhor faz a comparação para com a casa rebelde, ou seja, o seu povo com suas transgressões, se tornaram responsáveis pela destruição que estava por vir em Jerusalém. O mesmo está acontecendo nestes últimos dias, nós os que professamos o Santo Nome do Senhor, somos responsáveis por tudo quanto está acontecendo no mundo, principalmente o terrível derramamento de sangue, a situação moral dos pequeninos, e etc., pois já há muito o povo que se diz crente ou evangélicos, deixaram a Sã Doutrina, dentro dos “templos” virou aquela panela que está escrita neste capitulo 24 do livro de Ezequiel, vejamos o que o Senhor ordenou ao profeta: “Filho do homem, escreve o nome deste dia, deste mesmo dia; porque o rei de Babilônia se aproxima de Jerusalém neste mesmo dia. E usa de uma comparação para com a casa rebelde, e dize-lhe: Assim diz o Senhor Jeová: Põe a panela ao lume, põe-na, e deita-lhe água dentro, ajunta nela bons pedaços, as pernas e as espáduas, enche-a de ossos escolhidos. Pega no melhor do rebanho, e queima também os ossos debaixo dela; fá-la ferver bem, e cozam-se dentro dela os seus ossos. Portanto, assim diz o Senhor Jeová: Ai da cidade sanguinária, da panela que escuma, e cuja escuma não saiu dela! Aí está a indignação do Senhor, no verso seguinte Ele fala sobre o pecado do derramamento de sangue, e todo o povo se envolveu nisto, tal qual nos dias atuais, o tal povo de Deus todos envolvidos com toda sorte de  bandidagem, traficantes de armas, de drogas, se intitulando pastores, missionários e etc. todos estão envolvidos nos derramamentos de sangue, nos desabamentos, em fim; o mundo se tornou naquela grande panela descrita no livro de Ezequiel, sem se falar das feitiçarias, as “irmãs” feitiçando nos montes, uma devassa. Por esta razão o Senhor nos faz recordar o clamor dos injustiçados desde a terra: Vejamos: “E disse Deus: Que fizeste? A voz do sangue do teu irmão clama a mim desde a terra.” (Gn. 4: 10). Aí está, esta é a situação atualíssima. Sabemos desde o principio que o Senhor fez uma promessa lá no Èdén, ou seja: a Promessa de um Salvador, e sabemos muito bem de quem se tratava; Jesus Cristo, e Jesus sempre fez comparação da Igreja (os salvos), como sua noiva, da mesma maneira Ele, o Senhor Deus Pai, nos tempos de Ezequiel tinha Jerusalém como esposa amada, então estando Jerusalém prestes a destruição pelo rei de Babilônia, o Senhor declarou com muita tristeza o que iria acontecer, porém manteve-se firme no seu propósito, vejamos: “Na tua imundícia está a infâmia, pois te purifiquei, e tu não te purificaste; nunca mais serás purificada da tua imundícia, enquanto eu não fizer descansar sobre ti a minha indignação.” (Ez. 24: 13). Dali o Senhor após esta declaração, sentiu grande tristeza, mas, palavra de Rei não volta atrás, como já dissemos; o Senhor tinha Jerusalém como uma esposa muito amada, neste caso passamos a compreender melhor o porquê de tantas vezes, ou seja, 93 vezes o Senhor se referir ao profeta, o chamando de Filho do homem!?  Esta segunda parte do capitulo 24 do livro de Ezequiel a partir dos versos 15 é predita a total ruína de Jerusalém, fica mais evidente a comparação que o Senhor faz de sua profunda tristeza que iria ter, com, a que o profeta passaria. Vejamos o que o Senhor profetizou para Ezequiel: “E veio a mim a palavra do Senhor dizendo: Filho do homem, eis que tirarei de ti o desejo dos teus olhos dum golpe, mas não lamentarás, nem chorarás, nem te correrão as lágrimas. Refreia o teu gemido, não tomarás luto por mortos; ata o teu turbante, e mete nos pés os teus sapatos; e não te rebuçarás e o pão dos homens não comerás.” (Ez. 24: 15 a 17). Aqui vemos o sentimento, a tristeza que o Senhor reprimiu retratada no profeta, Tipo de Cristo, assim o Senhor o determinou: O desejo dos teus olhos, se refera a esposa, para o Senhor Deus; Jerusalém, para o profeta sua esposa, ambos perderam o amor de suas vidas, e isto teria que ser reprimido. Este fato de; tanto o profeta, como o Senhor não lamentar essas perdas ilustram o sofrimento Divino diante da morte de sua esposa Jerusalém, pois aquela nação merecia, ou seja, fez por merecer, não dando ouvidos aos conselhos e a sua purificação com que o Senhor a havia purificado. Da mesma maneira acontecerá no final dos nossos tempos, estamos pregando ensinando todos os dias no Templo e fora dele, e o povo não se atentando para as Promessas. Está escrito: JESUS VEM! A mesma tristeza Jesus terá para com os que ficarem. A vinda de Jesus será num piscar de olhos. “Num momento, num abrir e fechar de olhos, ante a última trombeta; porque a trombeta soará, e os mortos ressuscitarão incorruptíveis, e nós seremos transformados.” (I Cor. 15: 52).