Pesquisar este blog

E o semeador saiu a semear (áudios)

Vídeos

sábado, 23 de junho de 2018

Quando Entramos no Caminho do Amor Eterno!

Quando Entramos no Caminho do Amor Eterno!
                     
Existem problemas quando o Caminho é o Amor?
Existem barreiras quando o Caminho é o Amor?
Existem tristezas quando o Caminho é o Amor?

Quando o Caminho é o Amor, vai tudo bem,
Quando o Caminho é o Amor, há luz no horizonte,
Não há secura na fonte, quando o Caminho é o Amor,
Na vida da gente.

Quando o Caminho é o Amor, o escuro se faz claro,
Quando o Caminho é o Amor, nunca estamos tristes,
Pois o Amor do Caminho não nos deixa sozinhos,
Com Ele, o Amor, vamos, pois a tudo resiste!

Quando o Caminho é o Amor, e por ele entramos,
Todos os tropeços vão ficando para trás,
Quando o Caminho é o Amor, tudo novo se faz,
Novos horizontes, olhando para os montes,
Socorro nos trás.

Quando o Caminho e o Amor reluzente,
Que entra na vida da gente, tudo se faz novo,
Pois o Amor do Caminho é JESUS!
Que me deu a Luz para sempre!

Confiante prossigo, neste Caminho,
Caminhando juntinho ao Amor que é Jesus,
Seguindo a Palavra do verso 6, do cap. 14 que diz...
Eu sou o Caminho e a Verdade e a Vida!
Caminhando vou neste Caminho de pura LUZ!

Nenhum mal pode resistir quando; o Caminho e o Amor!

Mª da Gloria. 23 – 06 – 2018.

quarta-feira, 20 de junho de 2018

E O SEMEADOR SAIU A SEMEAR: Haja Paz em tua casa!

E O SEMEADOR SAIU A SEMEAR:
Haja Paz em tua casa!

1 – AlEGREI-ME quando me disseram: Vamos à casa do Senhor.
2 – Os nossos pés estão dentro das tuas portas, ó Jerusalém.
3 – Jerusalém está edificada como uma cidade bem sólida.
4 – Onde sobem as tribos, as tribos do Senhor, como testemunho de Israel, para darem graças ao nome do Senhor.
5 – Pois ali estão os tronos do juízo, os tronos da casa de Davi.
6 – Orai pela paz de Jerusalém, prosperarão aqueles que te amam.
7 – Haja paz dentro de teus muros, e prosperidade dentro dos teus palácios.
8 – Por causa dos meus irmãos e amigos, direi: Haja paz em ti.
9 – Por causa da casa do Senhor, nosso Deus, buscarei o teu bem.
Haja Paz em tua casa!
           Separamos para trazer até você neste dia um Salmo muito bonito e sugestivo, pois logo no primeiro versículo há uma expressão de alegria, quando o salmista Davi diz: Alegrei-me quando me disseram: Vamos à casa do Senhor, realmente é um bom convite, pois é na casa do Senhor um local de paz, meditação e direção de vida através dos ensinamentos que se recebe através do Livro Santo a Bíblia Sagrada.


      Estamos vivendo dias trabalhosos como está escrito, dias em que a paz parece que tomou certa distância de todos os moradores da terra, só prevalecem o matar, o roubar, o transgredir, há homicídios sobre homicídios e etc. Por isto temos, todos nós uma grande necessidade de buscar a Deus independente de religião, aliás, o Senhor Deus na Pessoa de seu Filho Jesus não deixou nenhuma religião, mas sim uma Palavra muito simples, mas de grande profundidade que diz:“Eu sou o caminho, e a verdade e a vida. ninguém vem ao Pai, senão por mim.” (Jo. 14: 6). Para que haja paz em sua vida, em sua casa e em toda a família entre neste Caminho que é Jesus, o receba como seu Salvador e verás que mudança haverá em sua vida. Fique na Paz do Senhor!

LIÇÕES BÍBLICAS / O VALOR DA LEI DO SENHOR! - Lição: 13

LIÇÕES BÍBLICAS
Classe: “Ovelhas do Bom Pastor”.
Data: - 24 – 06 – 2018.     
Titulo da Lição:     O VALOR DA LEI DO SENHOR!   
Lição: 13
Texto Áureo: “Lâmpada para os meus pés é a tua palavra, e luz para o meu caminho”. (Sl. 119: 105).    
                                            
Leitura Bíblica em Classe: 
374   – 423  -HC                    (Sl. 119: 1 a 22).
1 – BEM-AVENTURADOS os que trilham caminhos retos, e andam na lei do Senhor.
2 – Bem-aventurados os que guardam os seus testemunhos, e o buscam de todo o coração.
3 – E não praticam a iniquidade, mas andam em seus caminhos.
4 – Tu ordenastes os teus mandamentos, para que diligentemente os observássemos.
5 – Oxalá os meus caminhos fossem dirigidos de maneira a poder eu observar os teus estatutos.
6 – Então não ficaria confundido, atentando eu para todos os teus mandamentos.
7 – Louvar-te-ei com retidão de coração, quando tiver aprendido os teus justos juízos.
8 – Observarei os teus estatutos: não me desampares totalmente.
9 – Como purificará o mancebo o seu caminho? Observando-o conforme a tua palavra.
10 – De todo o meu coração te busquei, não me deixes desviar dos teus mandamentos.
11 – Escondi a tua palavra no meu coração, para eu não pecar contra ti.
12 – Bendito és tu, ó Senhor, ensina-me os teus estatutos.
13 – Com os meus lábios declararei todos os juízos da tua boca.
14 – Folgo mais com o caminho dos teus testemunhos, do que com todas as riquezas.
15 – Em teus preceitos meditarei, e olharei para os teus caminhos.
16 – Recrear-me-ei nos teus estatutos: não me esquecerei da tu palavra.
17 – Faze bem ao teu servo para que viva e observe a tua palavra.
18 – Desvenda os meus olhos para que veja as maravilhas da tua lei.
19 – Sou peregrino na terra: não escondas de mim, os teus mandamentos.
20 – A minha alma está quebrantada de desejar os teus juízos em todo mo tempo.
21 – Tu repreendeste asperamente os soberbos, amaldiçoados, que se desviaram dos teus mandamentos.
22 – Tira de sobre mim o opróbrio e o desprezo, pois guardei os teus testemunhos.

 Título da Lição: O VALOR DA LEI DO SENHOR!

Definição:   Na continuidade desta triste história, vemos que uma família  perece da maneira mais trágica por não respeitar os preceitos do Senhor. É grandíssima a quantidade de pessoas que perecem por todo o mundo por não reconhecer o Senhor Todo Poderoso, como Deus único que rege todo o Universo. Esta foi a principal causa do Senhor Jesus se submeter ao Sacrifício da cruz, vemos isto claramente, na Oração de interseção feita por Jesus: “E a vida eterna é esta: que te conheçam, a ti só, por único Deus verdadeiro, e a Jesus Cristo, a quem enviaste.” (Jo. 17: 3). Mas estamos nos referindo ao Sumo sacerdote Eli e a seus dois filhos; Hofni e Finéias que perderam suas vidas e o que é pior, condenados a morte eterna, ou seja, perderam o privilégio de um dia morar nos Céus. Assim estão muitos crentes nestes dias também correndo este grande risco, por profanarem o templo do Senhor. Num só dia morrem os filhos, morrendo também o pai, e mais... “E, entrando sua nora, a mulher de Finéias, grávida, e próxima ao parto, e ouvindo estas novas, de que a arca de Deus era tomada, e de que seu sogro e seu marido morreram, encurvou-se e deu a luz; porquanto as dores lhe sobrevieram. E, ao tempo em que ia morrendo, disseram as mulheres que estavam com ela: Não temas, pois tiveste um filho. Ela porém não respondeu, nem fez caso disso. E chamou ao menino Icabô, dizendo: Foice a gloria de Israel.”(I Sm. 4: 20 a 21 a). Podemos até entender que por essas palavras ditas pela nora de Eli, que havia nela pelo menos conhecimentos do Deus de Israel, pois no momento de sua morte ela demonstra Temor e respeito pela Arca do Concerto, ela sabia que a Arca tomada pelos filisteus representava a Gloria de Deus que saiu do meio de Israel. Este foi o resultado amargo, aí vemos a terrível consequência do pecado numa única família, pôde causar um transtorno num pais inteiro. Um membro do corpo de Cristo desajustado trás um peso, presença maligna na Congregação do Senhor, é necessário que todos os que fazem parte deste Corpo, ou seja, o Corpo de Cristo tenha essa consciência. Por isto a necessidade de haver nos lares que professam o Nome Santo do Senhor; diariamente o Culto doméstico, pois é uma grande oportunidade de papai e mamãe observar seus filhos e incentiva-los a buscar ao Senhor com seriedade. Também são nos Cultos domésticos que a família é preparada para testemunhar no Domingo sendo o primeiro dia da semana, o que vamos levar à Congregação, as Bênçãos recebidas durante a semana, pode-se preparar também um lindo hino para louvar ao Senhor. O Senhor ama os louvores, Ele se alegra porque espera que seus filhos aqui na terra não tenham nenhum problema, pois afinal Ele deu a Sua Vida por nós. Não era assim na casa do Sacerdote Eli, por esta razão estamos aprendendo quão terrível foi a derrota, tocando no que de mais precioso havia; a Arca do Concerto. A tradução do nome Icabô; vejam que terrível: Icabode = “Foi-se a gloria de Israel. Cada dia tomamos mais e mais conhecimento e certeza da veracidade dos Escritos Sagrados, pois não deixa nenhuma duvida em nosso coração. Que tristeza quando a Gloria de Deus vai embora de nosso lar, que tristeza quando a Gloria de Deus vai embora de nossa vida, e etc. vemos na antiguidade, ou seja, no principio da história do povo de Israel, era costume quando chegavam das suas peregrinações, onde paravam colocavam uma pedra, e erigiam um Altar, e em cada uma delas o Senhor realizava suas Obras mais profundas. Vejamos o primeiro passo importante na vida de Abraão: “E apareceu o Senhor a Abrão, e disse: Á tua semente darei esta terra. E edificou ali um altar ao Senhor, que lhe aparecera.”(Gn. 12: 7). Tempos depois o mesmo acontece a Jacó: “Então levantou-se Jacó pela manhã de madrugada, e tomou a pedra que tinha posto por sua cabeceira, e a pôs por coluna, e derramou azeite em cima dela.” (Gn. 28: 18). Estas são as pedras pela qual Jesus citou quando por aqui andou. Jesus disse para aquela tão grande multidão que pedia a Ele que fizesse calar o povo “E respondendo ele, disse-lhes: Digo-vos que, se estes se calarem, as próprias  pedras clamarão.” (Lc. 19: 40). Entenderam? Maldito aquele que despreza o Antigo Testamento, pois nunca chegaremos ao pleno conhecimento da Verdade sem os Escrito Antigos. Mas voltando ao capitulo 5 de I Sm. 5, Vemos que os filisteus trouxeram a arca de Ebenezer a Asdode e o que é pior: “E tomaram os filisteus a arca do concerto, e a meteram na casa de Dagom, e a puseram junto a Dagom.” (I Sm. 5: 2). Mas vamos nos atentar por um momento sobre a questão; Pedras. É o seguinte: além das Duas pedras guardadas dentro da Arca do Concerto nas quais estavam ali escritos os Dez Mandamentos que falam, não podemos esquecer que haviam muitas outras pedras com grandes significados e onde o Senhor se revelava a seu povo através delas... Os filisteus ao tomarem posse da arca passaram pela localidade chamada Ebenezer. Mas voltemos ao cap. 5 e vamos tomando conhecimento do desrespeito absurdo dos filisteus: “E tomaram os filisteus a arca de Deus, e a meteram na casa de Dagom, e a puseram junto a Dagom. Levantando-se porém de madrugada os de Asdode, no dia seguinte, eis que Dagom estava caído com o rosto em terra diante da arca do Senhor. (I Sm: 5: 2). E de nada adiantou levanta-lo porque chegou o dia em que somente o tronco ficou de Dagom. Mas voltemos a grande desgraça que se abateu sobre os de Asdode pelo desrespeito a Arca do Concerto. Os filisteus fizeram o que bem queriam, mas em compensação só caíram aflições sobre eles: “Porém a mão do Senhor se agravou sobre os de Asdode, e os assolou: e os feriu com hemorroidas, a Asdode e aos seus termos. Vendo então os homens de Asdode que assim era, disseram: Não fique conosco a arca do Deus de Israel; pois a sua mão é dura sobre nós, e sobre Dagom nosso deus.” (I Sm. 5: 6 a 7). E ali cada vez mais aquela terrível enfermidade ia se alastrando por eles terem levado a arca do Concerto, diz o verso 12 que: “E os homens que não morriam eram tão feridos com hemorroidas que o clamor da cidade subia até ao céu.” Tudo isto aconteceu em apenas sete meses, então os filisteus resolveram chamar os sacerdotes e os adivinhos, para saber o que fazer com aquela arca? Os filisteus estavam desesperados com a situação. Continuaremos...

sexta-feira, 15 de junho de 2018

E O SEMEADOR SAIU A SEMEAR / Do Senhor é a Terra e toda sua plenitude

E O SEMEADOR SAIU A SEMEAR:

1 – Do Senhor é a terra e a sua plenitude, o mundo e aqueles que nele habitam.
2 – Porque ele a fundou sobre os mares e a firmou sobre os rios.
3 – Quem subirá ao monte do Senhor, ou quem estará no seu lugar santo?
4 – Aquele que é limpo de mãos e puro de coração, que não entrega a sua alma à vaidade, nem jura enganosamente.
5 – Este receberá a bênção do Senhor e a justiça do Deus da sua salvação.
6 – Esta é a geração daqueles que buscam, daqueles que buscam a tua face, ó Deus de Jacó. (Selá).
7 – Levantai, ó portas, as vossas cabeças, levantai-vos, ó entradas eternas, e entrará o Rei da Gloria.
8 – Quem é este Rei da gloria? O Senhor forte e poderoso, o Senhor poderoso na guerra.
9 – Levantai, ó portas as vossas cabeças, levantai-vos, ó entradas eternas,  e entrará o Rei da Gloria.
10 – Quem é este Rei da Gloria? O Senhor dos Exércitos; ele é o Rei da Gloria. (Selá.)


 Neste dia estamos nesta localidade trazendo mais uma Palavra da parte de Deus, que fala sobre toda a terra e sua plenitude, ou seja,  o mundo em que estamos habitando nestes dias tão difíceis, não somente no Brasil, mas em toda face da terra, há uma interrogação da parte do Senhor;“Quem subirá aos Céus?” E a resposta vem do próprio Senhor Deus que diz;“Aquele que é limpo de mãos e puro de coração, que não entrega a  a sua alma à vaidade, nem jura enganosamente”.
 Portanto, a salvação provém do Senhor mediante uma decisão da parte de tantos quantos neste dia ouve a sua Palavra. Palavra decisão de  receber a Jesus Cristo como único e Suficiente Salvador.
 Assim deixamos também para os que correndo passa, este pequeno folheto. Não o lance pelo chão, antes leia e passe adiante. Agradecemos a sua atenção.

quarta-feira, 13 de junho de 2018

LIÇÕES BÍBLICAS / NÃO BRINQUES COM DEUS! - Lição: 12

  LIÇÕES BÍBLICAS
Classe: “Ovelhas do Bom Pastor”.
Data: - 17 – 06 – 2018.     
Titulo da LiçãoNÃO BRINQUES COM DEUS! 
 Lição: 12
Texto Áureo: “O HOMEM que muitas vezes repreendido endurece a cerviz, será quebrantado de repente sem que haja cura.”                    (Pv. 29: 1).    
                                           
Leitura Bíblica em Classe:
334 – 432  -HC     (Sl 78: 1 a 20).
1 – ESCUTAI a minha lei, povo meu: inclinai os vossos ouvidos às palavras da minha boca.
2 – Abrirei a minha boca numa parábola: proporei enigmas da antiguidade.
3 – Os quais temos ouvido e sabido, e nossos pais no-los tem contado.
4 – Não os encobriremos aos seus filhos, mostrando à geração futura os louvores do Senhor; assim como a sua força e as maravilhas que fez.
5 – Porque ele estabeleceu um testemunho em Jacó, e pôs uma lei em Israel, e ordenou aos nossos pais que a fizessem conhecer a seus filhos.
6 – Para que a geração vindoura a soubessem; os filhos que nascessem se levantassem  e a contassem a seus filhos;
7 – Para que pusessem em Deus a sua esperança, e se não esquecessem das obras de Deus, mas guardassem  os seus mandamentos.
8 – E não fossem como seus pais, geração que não regeu o seu coração, e cujo espírito não foi fiel para com Deus.
9 – Os filhos de Efraim, armados e trazendo arcos, retrocederam no dia da peleja.
10 – Não guardaram o concerto de Deus, e recusaram andar na sua lei.
11 – E esqueceram-se das suas obras e das maravilhas que lhes fizera ver.
12 – Maravilhas que ele fez à vista de seus pais na terra do Egito, no campo de Zoá.
13 – Dividiu o mar, e os fez passar por ele; fez com que as águas parassem em  como num montão.
14 – De dia os guiou com uma nuvem, e toda a noite com um clarão de fogo.
15 – Fendeu as penhas no deserto; e deu-lhes de beber como de grandes abismos.
16 – Fez sair fontes da rocha, e fez correr as águas como rios.
17 – E ainda prosseguiram em pecar contra ele, provocando ao Altíssimo na solidão.
18 – E tentaram a Deus nos seus corações, pedindo carne para satisfazerem o seu apetite.
19 – E falaram contra Deus, e disseram: Poderá Deus por ventura preparar-nos uma mesa no deserto?
20 – Eis que feriu a penha, e águas correram dela, rebentaram ribeiros em abundancia: poderá também dar-nos pão, ou preparar carne para o seu povo?

Título da Lição: NÃO BRINQUES COM DEUS

Definição: Estamos dando continuidade a História contida no livro de I Samuel quando após a Revelação do Senhor ao jovem Samuel, deixando-o a par do que iria acontecer na vida e na família do sacerdote Eli. Nos dois últimos versículos do capitulo 3, podemos sentir quão grande era a Unção do Espírito Santo na vida do pequeno Samuel, e todo o povo sentia esta Unção, isto é Maravilha Celestial, pois a maior alegria do Senhor é contemplar a santidade na vida de seus filhos aqui na terra, filhos através da entrega total que se faz ao Amado Salvador Jesus Cristo. Somente quem verdadeiramente recebe a Jesus pode dar alegrias a toda Trindade Santa. E Samuel foi um dos tais, e Deus fez com que todo aquele povo contemplasse a Santidade em Samuel. Interessante é que os filhos de Deus que são consagrados fala, mesmo estando calado, pelo andar, pelo simples passar. Mas para que isto aconteça é preciso que este filho de Deus já tenha prestado muito serviço ao Senhor, temos na Bíblia Sagrada um jovem que em determinado lugar o Senhor o usou nesta estratégia, porém, quantos milagres através do Espírito Santo ele já havia realizado em sua vida? Estamos falando do jovem Elizeu.“E ela disse a seu Marido: Eis que tenho observado, que este que passa sempre por nós é um santo homem de Deus.” (II Rs. 4: 9). Mas prossigamos com Samuel, pois na verdade agora é que vai mesmo começar o grande trabalho prestado ao Senhor por este jovem. Entrando no capítulo 4 de I Sam. Veio a Palavra de Samuel a todo o Israel, começamos a perceber o inicio da chamada de profeta na vida de Samuel. Dá-se inicio a guerra dos filisteus contra Israel, consequência da devassa daquela família desajustada, únicos responsáveis pela derrota na batalha e pela perda da Arca. Interessante que os filisteus reconheciam que os hebreus eram um povo abençoado por Deus, os filisteus tinham pleno conhecimento de tudo quanto havia sucedido no Egito, como o Senhor Deus Poderoso havia tirado seu povo de lá, ou seja, com grandes Sinais e Maravilhas, e até por vezes demonstravam temor ao Deus de Israel, porém não o obedeciam. ao saberem através da alegria dos hebreus quando trouxeram a Arca do Concerto ao arraial sendo carregada pelos devassos filhos de Eli, ouvindo eles aquele barulho de alegria, os filisteus disseram: “E os filisteus ouvindo a voz de jubilo, disseram: Que voz de tão grande jubilo é esta no arraial dos Hebreus? Então souberam que a arca do Senhor era vinda ao arraial. Pelo que os filisteus se atemorizaram: E diziam mais: Ai de nós! que tal nunca jamais sucedeu antes. Ai de nós! quem nos livrará da mão destes grandiosos deuses? Estes são os deuses que feriram aos egípcios com todas as pragas junto ao deserto.” (I Sm. 4: 6 a 8). Portanto, fica bem claro que os filisteus reconheciam e temiam o Deus de Israel! É como o diabo com todos os seus demônios, tremem diante do Senhor, porém o ódio que sentem por terem sido expulsos dos Céus é que gera toda desgraça no mundo por conta dos crentes desobedientes. Mas voltando aos filisteus, vemos que com todo o conhecimentos que eles tinham sobre o Poder de Deus, mantinham-se inimigos.
Eles nunca se converteram ao Deus de Israel. Mas afinal quem eram os filisteus? Os filisteus são mencionados no Pentateuco. Na antiguidade eram chamados de:  “os povos do mar”, foram citados desde o Egito por Ramessés III, e nos tempos  dos juízes os filisteus residiam no sul de Canaã. Portanto era um povo que vivia em guerra contra os Hebreus, porém por permissão do Senhor. Vejamos: “E OS filhos de Israel tornaram a fazer o que parecia mal aos olhos do Senhor, e o Senhor os entregou na mão dos filisteus por quarenta anos.” (Jz. 13: 1). Mas voltemos a situação de Israel no cap. 4 de I Sm. Trouxeram a Arca do Concerto, mas quem vinha carregando a Arca? Os quais jamais poderiam, nem sequer de longe olhar para ela. “Enviou, pois o povo a Siló e trouxeram de lá a arca do concerto do Senhor dos exércitos, que habita entre os querubins: e os dois filhos de Eli, Hofni e Finéias, estavam ali com a arca do concerto de Deus.” (I Sm. 4: 4). Ali ao mesmo tempo que, os filisteus temiam o Deus de Israel, criaram coragem e disseram: “Esforçai-vos, e sede homens ó filisteus, para que porventura não venhas a servir aos hebreus, como eles serviram a vós; sede pois homens e pelejai. Então pelejaram os filisteus, e Israel foi ferido, e fugiram cada um para a sua tenda; e foi tão grande o estrago, que caíram de Israel trinta mil homens de pé. E foi tomada a arca de Deus: e os dois filhos de Eli, Hofni e Finéias, morreram.”. (I Sm. 4: 9 a 11). Que tristeza quando decretamos em nosso coração não amar a Deus, não querer dar alegrias ao Senhor que nos deu a vida, que só pede uma única coisa: “Dá-me, filho meu, o teu coração, e os teus olhos observem os meus caminhos.” (Pv. 23: 26). Então ali vemos o cumprimento do que disse o Senhor acerca daqueles devassos filhos de Eli, diz a história que um homem de Benjamim logo correu do jeito que estava com vestidos rotos, e terra sobre a cabeça, foi logo dando a triste noticia a Eli que estava sentado sobre uma cadeira. Diz o texto que Eli estava com seu coração tremendo pela Arca de Deus, e no mesmo instante em que o homem chegou houve-se voz de alvoroço e Eli perguntou: Que cousa sucedeu, filho meu? “Então respondeu o que trazia as novas, e disse: Israel fugiu de diante dos filisteus, e houve também grande destroço entre o povo: e, demais disto, também teus dois filhos Hofni e Finéias, morreram, e a arca de Deus é tomada. E sucedeu que, fazendo ele menção da arca de Deus, Eli caiu da cadeira para trás, da banda da porta, e quebrou-se-lhe o pescoço, e morreu: porquanto o homem era velho e pesado; e Tinha ele julgando a Israel quarenta anos.” (I Sm. 4: 17 a 18). Eis aí o Juízo de Deus, não basta dizer; sou crente, pois os demônios também são, não basta dizer não perco um Culto, os demônios também não, é preciso algo mais, é preciso Amar a Deus sobre todas as coisas, é preciso amar a sua Palavra e coloca-la em prática, abrindo a boca e indo levar de graça o que de graça tens recebido. Vemos nesta parte da história que por conta daqueles sacerdotes devassos o povo também já não tinha apreço pelo Senhor, na verdade observamos claramente que a Arca do Concerto já tinha virado um amuleto, eles estavam confiantes na vitória daquela guerra na Arca e não no Senhor. Confiaram na Arca, mas, ela estava sendo levada por mãos sujas.