Translate

domingo, 31 de agosto de 2014

LIÇÕES BÍBLICAS / O VOTO DE JEFTÉ - Lição 9

LIÇÕES BÍBLICAS
Classe: “Ovelhas do Bom Pastor.”.
Data: 31 – 08 – 2014.
Lição - 9
Título da Lição

O VOTO DE JEFTÉ
Texto Áureo

“O sacrifício dos ímpios é abominável ao Senhor, mas a oração dos retos é o seu contentamento.” (Prov. 15: 8).

HINOS SUGERIDOS
103 – 306
Leitura Bíblica em Classe.  (Ecl. 5: 1 a 6)
1 – GUARDA o teu pé, quando entrares na casa de Deus; e inclina-te mais a ouvir do que a oferecer sacrifícios de tolos, pois não sabem que fazem mal.

2 – Não te precipites com a tua boca, nem o teu coração se apresse a pronunciar palavra alguma diante de Deus; porque Deus está nos céus, e tu estás sobre a terra; pelo que sejam poucas as tuas palavras.

3 – porque, da muita ocupação vêm os sonhos, e a voz do tolo da multidão das palavras.

4 – Quando a Deus fizeres algum voto, não tardes em cumpri-lo; porque não se agrada de tolos: o que votares, paga-o.

5 – Melhor é que não votes do que votes e não pagues.

6 – Não consintas que a tua boca faça pecar a tua carne, nem digas diante do anjo que foi erro: por que razão se iraria Deus contra a tua voz, de sorte que destruísse a obra das tuas mãos? 

INTRODUÇÃO:
I – CUIDADO COM OS VOTOS EM NOME DO SENHOR!

Definição – Fazer um voto ao Senhor é fazer-lhe uma promessa, e isto é muito sério.
     Vamos raciocinar; para que tenhamos condição de fazer uma promessa ou voto ao Senhor, é preciso estar muito bem adestrado na Palavra Divina para não cairmos no fracasso em que caiu um homem chamado Jéfter.
     Conta a história que esse homem não era hebreu, isso para principio de conversa, ele pertencia a Gileade, ou seja, era gileadita, filho de uma prostituta, Gileade era seu pai. Jefté era meio cananeu. (Jz. 11: 1)
Servidão Sob os Filisteus E os Amonitas. (Jz 10. 6 a 18).
     Esse belíssimo texto nos deixa clara a situação em que se encontrava o povo de Israel. No momento em que seriamente se arrependem e dão sinais de conversão ao verdadeiro Deus, vemos que o Senhor se compadece desse povo (Verso16). Daqui começamos a ver uma pequena história a qual devemos prestar muita atenção: (Jz 11: 1 a 3), Jefté não tem bons antecedentes pelo que se vê. Foi expulso da casa do pai por ser bastardo, filho de prostituta, indo para rua da amargura homens levianos (bandoleiros) se juntaram com ele e ele consentiu. Mas passados algum tempo (verso 4), a partir do verso 5 houve uma proposta da parte dos anciões de Gileade, foram a Jefté fazer uma proposta (versos 5 a 10). A partir do verso (11 a 29), perante o Senhor em Mispa (Torre de Vigia), o Espírito do Senhor vem sobre Jefter!
     Paremos aqui e meditemos: Aqui vemos com alegria o quanto o Nosso Senhor está atento a tudo, Ele prestando muita atenção naquela mensagem enviada por Jefté ao rei dos filhos de Amom (versos 12 a 15...), vemos até aqui o grau de conhecimento histórico desse moço chamado Jefté, ele até poderia não ser filho de Israel, nem obediente aos Mandamentos divinos, mas mostrava-se justo quanto à verdade dos fatos. Por isso moveu-se o Espírito do Senhor (verso 29). E o Espírito do Senhor o impulsiona a chegar.
    Diante dos filhos de Amom (verso 29). Não haveria nenhuma necessidade de se fazer voto ao Senhor, pois, a guerra já estava ganha. O Senhor era com ele. Jefté não sentiu dessa maneira porque não era na verdade um homem ligado ao Senhor, temente a Ele. Ele apenas conhecia a história de Israel, como muitos eruditos hoje com grande conhecimento, porém conhecer a Deus e amá-lo em espírito e em Verdade é outra coisa.
      No verso 30 ele faz um voto de tolo, pois nenhum Temor santo havia nele, ele não tinha base espiritual para fazer principalmente esse tipo de voto. Só os Sacerdotes poderiam oferecer holocausto de sangue ao Senhor, porém nunca de seres humanos. Quem poderia sair de dentro de sua casa senão um ser humano?
      Voltando um pouco ao verso 29, para que fique bem claro o reconhecimento do Senhor às palavras de Jefté ali diante do rei dos amonitas. O Senhor decidiu usar a Jefté naquela missão pela veracidade de suas palavras em prol da defesa de Israel, e ele está contado na galeria dos heróis da fé (Hb. 11: 32). Isso é para que nós entendamos que o Senhor leva em conta qualquer gesto nosso por menos que seja fica registrado no Livro das memórias no Céu. (Mat. 10:42.). Há também a questão da salvação (Mat. 8: 11, 12).

Mas Afinal Jefté Sacrificou a Filha em Holocausto ou Não?
     Há muitas falácias acerca desta situação por conta dos bonzinhos. O certo é que após a grande batalha Jefté foi vencedor, não pelo voto, mas pelo que o Senhor já havia decretado no verso 29 de Juízes cap. 11. O ato de Jefté, ou seja, o voto é comparado aos atos dos crentes sem fé, aliás, basta ser crente para não ter nenhuma fé. E agora? Que fazer ante essa situação arrasadora, vendo ali sua linda filha, tão feliz, dançando, tão cheia de vida, querendo se casar agora condenada pelo próprio pai a morrer. Jefté se angustiou muito (34, 35), como falamos acima ele era conhecedor de toda a história, sabia que após um voto ao Senhor não poderia revogar, mas o pior é que ele não tinha o conhecimento espiritual, ele não conhecia os rituais Santos, ou seja, o que servia para o Senhor e o que não servia. O certo é que: no verso 36 com tristeza a filha se submete ao holocausto e ele é cumprido no verso 39. É preciso que fique claro que o Senhor não recebeu esse holocausto. Cuidado, Pense Bem Antes de Fazer Votos ao Senhor!  

domingo, 24 de agosto de 2014

LIÇÕES BÍBLICAS / A ABOMINAÇÃO DA DESOLAÇÃO - Lição 8


LIÇÕES BÍBLICAS

Classe: “Ovelhas do Bom Pastor.”
Data: 24 – 08 – 2014.

Lição 8.               Título da Lição 

A ABOMINAÇÃO DA DESOLAÇÃO 
Texto Áureo 
“E, SAINDO ele do templo, disse-lhe um de seus discípulos: Mestre olha que pedras, e que edifícios! E respondendo Jesus disse-lhe: Vês estes grandes edifícios? Não ficará pedra sobre pedra que não seja derribada.” (Mc. 13: 1 2). 

    HINOS SUGERIDOS:
 461 - 416

Leitura Bíblica em Classe. (2 Cron. 2: 1 a 5) 

1 – E DETERMINOU Salomão edificar uma casa ao nome do Senhor, como também uma casa para o seu reino.

2 – E contou Salomão setenta mil homens de carga, e oitenta mil, que cortassem na montanha: três mil seiscentos inspetores sobre eles.

3 – E Salomão enviou a Hirão, rei de Tiro, dizendo: Como usaste com Davi meu pai, e lhe mandaste cedros, para edificar uma casa em que morasse, assim também usa comigo.

4 – Eis que estou para edificar uma casa ao nome do Senhor meu Deus, para lhe consagrar, para queimar perante ele incenso aromático, e para o pão contínuo da proposição, e para os holocaustos da manhã e da tarde, nos sábados, e nas luas novas, e nas festividades do Senhor nosso Deus: o que é perpetuamente a obrigação de Israel.

5 – E a casa que estou para edificar há de ser grande; porque o nosso Deus é maior do que todos os deuses.
INTRODUÇÃO
I – CUIDADO COM O QUE O SENHOR ABOMINA 

Definição – Abominar: Sentir horror, detestar.
      A história que precede a construção do Templo em Jerusalém nos diz que Davi muito desejava construir um Templo para o Senhor, e um dia em sua casa conversando com o profeta Natã dizia... (1º- Cron. 17: 1, 2). Mas naquela mesma noite estando Natã já em sua casa veio a Palavra do Senhor e lhe disse: (versos 3 ao 12).
     Passaram-se os anos, finalmente chega o tempo da edificação (2º - Cron. 2: 1 a 5) (ver leitura B. em classe).  Para principio de conversa, esse homem chamado Hirão era maçom, bem como o homem que a pedido de Salomão foi enviado por meio de Hirão. Sem se falar do peso em ouro que dali pra frente era enviado a cada ano para Salomão (1º - Rs. 10: 14). Esse peso de ouro equivalia a 10 toneladas de ouro. Porém trazia em si o número da besta. (666).

Salomão e Sua Idolatria (1º - Rs. 11. 1 a 6).

     A origem de seu fracasso foi a sua atração por mulheres estrangeiras e pagãs. (Deut. 7: 1 a 4).
    Tão grande foi a devassa que o Senhor permitiu que esse templo fosse destruído pelos babilônios cerca de 420 anos mais tarde. Nabucodonozor estava a frente desta destruição. Mas o Senhor escondeu a Arca da Aliança.
     Cerca de 90 anos após, o templo foi substituído por uma versão mais simples, construída por Zorobabel, Governador de Judá. (Ageu. 2: 1 a 9). Nisto vemos com clareza o cuidado do Senhor em preservar a ARCA que representava a Sua Presença.
      Até aqui podemos falar com firmeza o que temos observado nesses acontecimentos. Então vejamos: o Grande Templo construído por Salomão foi contaminado desde a sua construção. Foram materiais ilícitos, peças de ouro representando a besta do Apocalipse, e consequentemente a devassa de Salomão.
Mas o Quase Pior Ainda Estava Por Vir
Pois no século II aC. O Templo com uma versão simples reconstruído por Zorobabel príncipe dos judeus, foi profanado por Antíoco IV Epifânio, pois mandou sacrificar uma porca sobre o Altar.
     Mas quem foi esse homem e em que parte de nossa Bíblia se faz menção dele? Em Daniel cap. 8: 8 a 11.
     Esse homem foi um rei da Síria no século II a C. este incidente deu origem à revolta dos Macabeus. A insatisfação do Senhor está escrita em Malaquias cap. 1: 14. Nesse caso fica claro que o Senhor Jeová não se fazia presente naquela casa. Ele chamou aquele holocausto (a porca) de cousa vil. 

Mas Agora Sim, Vem o Pior
     Agora vem Herodes e ordena que uma remodelação seja feita ao templo, considerada por alguns judeus como uma profanação, pois entendiam que na verdade o propósito de Herodes era agradar a César. E diz a história que milhares de homens estiveram envolvidos na construção. Todo coberto de laminas de ouro, em fim, uma obra esmerada, mas o Senhor não estava lá, apesar da Arca da Aliança estar, mas apenas guardada pelo Senhor.
     Esta situação ficou muito delicada, só mesmo o Senhor Deus Pai para saber resolver. E sua resolução vem através da esperança em Seu Filho Jesus. Deus sabe aguardar. Era necessário que Jesus cumprisse toda a Escritura acerca de sua paixão e morte. Para que assim fosse resgatada para sempre a Arca da Aliança que na terra representava a presença de Deus. No momento exato em que Jesus expirou na cruz, o Véu do templo foi rasgado literalmente de alto a baixo e a Arca subiu! (Mat. 27: 50, 51).
     Neste exato momento quando o véu do templo é rasgado, a Arca sobe com Jesus aos Céus. Entre os anos  93 a 96 dC. Na Ilha de Ptmos João viu (Ap. 11: 19). E é por isto que o Senhor Jesus disse: (Mc. 13: 1. 2). Essa palavra afirmativa de Jesus cumpriu-se no ano 70 de nossa era cristã (Mat. 24: 15 a 18).

domingo, 17 de agosto de 2014

LIÇÕES BÍBLICAS / QUAL A PESSOA MAIS IRADA DA BÍBLIA? - Lição 7


LIÇÕES BÍBLICAS
Classe: “Ovelhas do Bom Pastor.”
Lição 7.               Título da Lição

QUAL A PESSOA MAIS IRADA DA BÍBLIA?
Data: 17 – 08 – 2014.

Texto Áureo
““ Porque do céu se manifesta a ira de Deus sobre toda a impiedade e injustiça dos homens, que detêm a verdade em injustiça”. (Rom. 1: 18).
    HINOS SUGERIDOS:
37, 369, 90 (Harpa Cristã)

Leitura Bíblica em Classe. (Ez, 18: 1 a 9) 

1 – E VEIO a mim a palavra do Senhor dizendo:
2 – Que tendes vós, vós que dizeis esta parábola acerca da terra de Israel, dizendo: os pais comeram uvas verdes, e os dentes dos filhos se embotaram?
3 – Vivo eu, diz o Senhor Jeová, que nunca mais direis este provérbio em Israel.
4 – Eis que todas as almas são minhas; como a alma do pai, também a alma do filho é minha: a alma que pecar, essa morrerá.
5 – Sendo pois o homem justo, e fazendo juízo e justiça.
6 – Não comendo sobre os montes, nem levantando os seus olhos para os ídolos da casa de Israel, nem contaminando a mulher do seu próximo, nem se chegando à mulher na sua separação;
7 – Não oprimindo a ninguém, tornando ao devedor o seu penhor, e não roubando, dando o seu pão ao faminto, e cobrindo ao nu com vestido,
8 – Não dando o seu dinheiro à usura, e não recebendo demais, desviando a sua mão da injustiça, e fazendo verdadeiro juízo entre homem e homem;

INTRODUÇÃO 
I – A PESSOA MAIS IRADA DA BÍBLIA É DEUS.

Definição – Definindo o que é a ira? E por que podemos dizer que a Pessoa mais irada da Bíblia é Deus?

Quando o Senhor Deus observa o mal no meio de seu povo, e mais ainda quando o povo adere o mal e pratica o que não é reto segundo as suas ordenanças, a sua ira se acende.
Será que a ira de Deus é injusta? Atentemos bem para o Texto Áureo... Vemos aí que Ele é justo em todos os seus caminhos e não permite que seus filhos ajam de modo diferente.
Se temos em nós a Sua Essência, se somos feitura de suas Mãos recebendo em nós a sua imagem, ou seja, herdando todos os seus atributos (qualidades de vida), e depois de tomarmos conhecimento de tudo isto através das Sagradas Escrituras não nos é mais permitido errar.
Com o Fato de que Deus muitas vezes se ira, diz-nos algo muito importante. A ira pode ser absolutamente certa, apropriada, e até bela, de que maneira? Da maneira justa contra atos diabólicos, porém sem pecar (Ef. 4: 26).
Porventura quando nós andamos em Espírito, já não mais sob o pecado da carne, quando vemos tantas desgraças bem ao lado de nossas casas não nos iramos com tais situações?
Mas a Palavra acima nos orienta a não pecar, a não deixar que o sol se ponha sobre a nossa ira, o que quer isto dizer? Isto quer dizer que, pelo conhecimento que já adquirimos através das Escrituras devemos entender que não adianta falar ou cultivar esse sentimento chamado ira, nem nos deixar abater.  Havia um provérbio bem antigo quando alguém questionava acerca dos pecados do povo então diziam: “Deixa Deus com o seu mundo”. Então deixa Deus resolver, nada passa despercebido aos olhos de Deus.
A ira de Deus nunca é caprichosa nem mal humorada. Ele responde imparcialmente ao que é errado e ofensivo. Mas Ele não tem prazer na morte dos ímpios, desde que eles “se convertam de seus maus caminhos” (Ez. 18: 23).
  
Os Crimes que Provocam a Ira de Deus:
Por que podemos chamar de crimes os pecados que provocam a ira de Deus? Porque tudo que é condenável nas ordenanças Divinas são crimes. Se me condena a viver a eternidade no lago de fogo, então é porque me tornei uma CRIMINOSA.
Mas vejamos os tais crimes que provocam a ira de Deus: Traição, rebelião, fraude, blasfêmias, adultério. O coração do homem é traiçoeiro, nós desejamos crer em qualquer coisa, menos naquilo que é realmente verdadeiro sobre Deus, deixam o Senhor na maior tranquilidade e vão seguir ídolos.  (Jer. 16: 11, 12)
Aí está a confirmação dentro do Livro Sagrado (A Bíblia). Não é isto que estamos presenciando aqui em nossa terra? É incrível sentir a dureza dos corações ante a Palavra Santa. Deus seria menos que bom se não se irasse com essas maldades.
Quem é a Pessoa Mais Amorosa da Bíblia?
Deus é essa Pessoa! E o Seu Filho Jesus que exprime a Riqueza do Seu Amor. Nós às vezes deixamos de ver que a ira e o amor de Deus são inteiramente consistentes entre si, tal como diferentes expressões da Sua bondade e Sua Gloria.
Os dois sentimentos funcionam em conjunto: “Jesus ardia em ira contra os erros que Ele encontrava na Sua jornada através da vida humana, um exemplo: (Mat. 21: 12,13)”.
O mesmo Jesus sentia compaixão à vista da multidão sem paz e sem salvação (Mat. 9: 36). E é a partir destes dois atributos, que provem a Sua Eterna Bondade.