A PORTA ABERTA ESTÁ

A PORTA ABERTA ESTÁ
Culto de Doutrina - terças às 18:30 / Culto de Consagração - quartas às 09:00 / Culto de Libertação - quintas às 15:00 / Evangelização e Culto ao Ar Livre - sábados às 17:00 / Escola Dominical às 09:00 / Culto Público aos domingos às 18:00

Translate

quarta-feira, 31 de outubro de 2018

HERANÇA DIVINA, COM QUEM ESTÁ?

HERANÇA DIVINA, COM QUEM ESTÁ?

Não é para aparecer, mas sim para viver,
Não é para ser maior, ou melhor,
Mas sim, para viver melhor.

Num mundo que caminha para a ruína,
Mas que, em um lugar qualquer, quem sabe,
Achar a mina do saber?  É só querer aprender.

Aprender o que? O que te fará aparecer? Sim,
Porque não? É assim mesmo que a banda
Precisa tocar e soar nos campos minados,

Num pequeno pedaço de chão invadido
Para ser destruído e, levada a herança Divina,
Meninos e meninas, que pena!
E assim elas aparecem, na condição pior,
Mas não é para aparecer, e sim para viver melhor.

Viver sua infância, como criança,
Que sonha, não para aparecer,
Mas para viver, curtir, e sorrir.
Na esperança de crescer e viver melhor.

Cadê papai? Cadê mamãe?

                                   Maria da Gloria

terça-feira, 30 de outubro de 2018

E O SEMEADOR SAIU A SEMEAR / O fim vem, é inevitável!

E O SEMEADOR SAIU A SEMEAR (Textos)
E O SEMEADOR SAIU A SEMEAR:
                                                                                     (Ez. 7: 1 a 7).
                                    O fim vem, é inevitável! 

1 – DEPOIS veio a palavra do Senhor a mim, dizendo:
2 – E tu, ó filho do homem, dize; assim diz o Senhor Jeová acerca da terra de Israel: Vem o fim, o fim vem sobre os quatro cantos da terra.
3 – Agora vem o fim sobre ti, porque enviarei sobre ti a minha ira, e te julgarei conforme os teus caminhos, e trarei sobre ti todas as tuas abominações.
4 – E não te poupará o meu olho, nem terei piedade de ti, mas porei sobre ti os teus caminhos, e as tuas abominações estarão no meio de ti; e sabereis que eu sou o Senhor.
5 – Assim diz o Senhor Jeová: Um mal eis que um só mal vem.
6 – Vem o fim, o fim vem, despertou-se contra ti; eis que vem.
7 – Vem a tua sentença, ó habitante da terra. Vem o tempo; chegado é o dia da turbação; e não da alegria, sobre os montes.

 (Ez. 7: 1 a 7).
                   
                                               
O fim vem, é inevitável!
  
      É triste, mas é a verdade, o fim de todas as coisas virá, está mais próximo do que se possa imaginar. Todo aquele que é estudante da Bíblia Sagrada, toma conhecimento de que realmente tudo quanto Nosso Senhor e Salvador Jesus Cristo pregou quando por aqui andou, já está se cumprindo em toda face da terra. Ele disse que no final o amor de muitos esfriaria, e por esta razão o pecado se multiplicaria. Por ventura não é o que estamos presenciando? É pai matando filhos, é filhos matando pai e quem atravessar em seu caminho.
        Não importa se muitos não creem, o importante é que chegará o grande dia da prestação de contas de todos os atos cometidos nesta vida sobre a terra. A morte física não é o fim, desde a fundação do mundo todos os que morreram estão dormindo, aguardando o grande dia do Juízo Final. Já, os que nesta vida recebem a Jesus Cristo como seu Salvador, ressuscitarão na vinda de Jesus, porém, os que rejeitaram a Salvação em Jesus passarão para o Juízo final, aí será muito difícil o perdão do Senhor Todo Poderoso.
       Portanto neste exato momento em que estamos hoje aqui pregando esta Palavra de Salvação, não endureça o seu coração creia e venha a Jesus, pois o fim vem, é inevitável, assim está escrito.

LIÇÕES BÍBLICAS / DAVI, SEMPRE VENCEDOR! - Lição: 5

 LIÇÕES BÍBLICAS
 Classe: “Ovelhas do Bom Pastor”.
 Data: - 04 – 11 – 2018.     
Titulo da Lição:           DAVI,  SEMPRE VENCEDOR!
Lição: 5
Texto Áureo: “O SENHOR é o meu pastor: nada me faltará. ”  (Sl. 23: 1).
                                        
Leitura Bíblica em Classe:       372  – 378 - HC               (Sl. 18: 1 a 19).

1 – EU te amarei do coração, ó Senhor, fortaleza minha.
2 – O Senhor é o meu rochedo, e o meu lugar forte, e o meu libertador, o meu Deus, a minha fortaleza, em quem confio; o meu escudo, a força da minha salvação, e o meu alto refugio.
3 – Invocarei o nome do Senhor, que é digno de louvor, e ficarei livre dos meus inimigos.
4 – Cordéis de morte me cercaram, e torrentes de impiedade me assombraram.
5 – Cordas do inferno me cingiram, laços de morte me surpreenderam.
6 – Na angustia invoquei ao Senhor e clamei ao meu Deus: desde o seu templo ouviu a minha voz, aos seus ouvidos chegou o meu clamor perante a sua face.
7 – Então a terra se abalou e tremeu; e os fundamentos dos montes também se moveram e se abalaram, porquanto se indignou.
8 – Do seu nariz subiu fumo, e da sua boca saiu fogo que consumia; carvões se acenderam dele.
9 – Abaixou os céus, e desceu, e a escuridão estava debaixo de seus pés.
10 – E montou num querubim, e voou; sim, voou sobre as asas do vento.
11 – Fez das trevas o seu lugar oculto; o pavilhão que o cercava era a escuridão das águas e as nuvens dos céus.
12 – Ao resplendor da sua presença as nuvens se espalharam, e a saraiva e as brasas de fogo.
13 – E o Senhor trovejou nos céus, o Altíssimo levantou a sua voz; e havia saraiva  e brasas de fogo.
14 – Despediu as suas setas, e os espalhou: multiplicou raios, e os perturbou.
15 – Então foram vistas as profundezas das águas, e foram descobertos os fundamentos do mundo; pela tua repreensão Senhor, ao soprar das tuas narinas.
16 – Enviou desde o alto, e me tomou: tirou-me das muitas águas.
17 – Livrou-me do meu inimigo forte e dos que me aborreciam, pois eram mais poderosos do que eu.
18 – Surpreenderam-me no dia da minha calamidade; mas o Senhor foi o meu amparo.
19 – Trouxe-me para um lugar espaçoso; livrou-me, porque tinha prazer em mim.

Título da Lição: DAVI, SEMPRE VENCEDOR!

Definição:  Em continuação a perseguição deste tirano chamado Saul, Davi dali para frente continuou sendo guardado pelo Senhor nas fortalezas, ou seja; nos lugares fortes, embora fosse no deserto, sempre vencendo na força do Senhor. Da matança aos sacerdotes escapa um jovem filho do sacerdote Aimeleque chamado Abiatar, escapou e foi ao encontro de Davi anunciando a matança aos sacerdotes feita pelo mau Saul. Dali uniu-se a Davi que continuou a cumprir sua missão, ou seja, guerrear contra os filisteus que infestavam por toda a parte, desta vez a cidade de Queila, Davi consultou ao Senhor se iria ou não e o Senhor lhe disse: vai. O nome Queila significa cercada. E a missão dos filisteus era estar sempre saqueando, invadindo os campos, assim foi anunciado a Davi a peleja dos filisteus na cidade chamada Queila. Davi foi informado desta invasão e consultou ao Senhor se deveria ir livrar aquela cidade dos saqueadores filisteus, e a resposta do Senhor a Davi foi positiva; vai. Davi então como sempre vai lutar, e isto chega rapidamente ao conhecimento do mau Saul, mas vejamos o disparate de Saul: “E foi anunciado a Saul que Davi era vindo a Queila, e disse Saul: Deus o entregou nas minhas mãos, pois está encerrado, entrando numa cidade de portas e ferrolhos. Então Saul mandou chamar a todo o povo à peleja, para que descessem a Queila, e cercassem a Davi e os seus homens.” (I Sam. 23: 7, 8). Realmente este tal Saul estava fora de si ao colocar Deus nesta intenção criminosa. Mas, Davi ao tomar conhecimento dos planos do inimigo pensando que por estar Davi numa cidade cercada com portas e ferrolhos seria fácil matá-lo, acontece que Davi era guiado e orientado pelo Espírito do Senhor, Davi pede o éfode ao sacerdote Abiatar, filho do finado Aimeleque, até aqui vemos sempre Davi usando suas armas de guerra, mas agora ele pede o Éfode que é uma peça da vestimenta usada pelo Sumo sacerdote. Davi embainhou a espada e colocou o éfode,  este ato de Davi foi mais poderoso que qualquer espada desembainhada. Então Davi fala ao Senhor fazendo algumas interrogações acerca do perigo eminente, e o Senhor vai lhe respondendo confirmando toda a intenção maléfica de Saul, no verso 12 do cap. 23, reforça Davi:“Disse mais Davi: Entregar-me-iam os cidadãos de Queila, a mim e aos meus homens, nas mãos de Saul? E disse o Senhor: Entregariam. Então se levantou Davi com os seus homens, uns seiscentos, e saíram de Queila, e foram-se aonde puderam: e sendo anunciado a Saul, que Davi escapara de Queila, cessou de sair contra ele.” Aqui vemos com toda clareza o Poder que havia naquela peça, ou seja: o éfode. Desta maneira Davi não somente é salvo da morte, como salva toda uma cidade das garras de Saul. Esta história nos faz lembrar de um outro rei chamado Josafá, que também venceu duas guerras num só dia cantando hinos ao Senhor. E disse o Senhor ao rei Josafá: “Nesta peleja não tereis que pelejar: parai, estai em pé, e vede a salvação do Senhor para convosco, ó Judá e Jerusalém;” (II Crô. 20: 17). Voltando a Davi, dali em diante ele permaneceu no deserto, no lugar forte ficando em um monte no deserto de Zife, e Saul o buscava todos os dias, porém Deus mão o entregou na sua mão. Passou um bom tempo em que não havia mais encontro de Saul com Davi, tudo isto por providência Divina. Até que chega o dia em que houve uma prova muito grande da parte do Senhor para Davi, ou seja, uma oportunidade de se livrar daquele inimigo ferrenho, mas como está escrito: “Porém agora não subsistirá o teu reino: já tem buscado o Senhor para si um homem segundo o seu coração, e já lhe tem ordenado o Senhor; que seja chefe sobre o seu povo, porquanto não guardaste o que o Senhor te ordenou.” (I Sam. 13: 14). E esta promessa na vida de Davi, foi para todo o sempre. Por esta razão o Senhor provou a Davi ali naquelas penhas das cabras monteses quando mais uma vez Saul intenta matá-lo. Diz a história, que Saul entrou numa caverna pois estava cansado de perseguir a Davi, e cobrindo os seus pés ali adormeceu. Diz o texto do verso 4 do cap. 24 de I Sam. O seguinte: “Então os homens de Davi lhe disseram: Eis aqui o dia, do qual o Senhor te diz: eis que te dou o teu inimigo nas tuas mãos, e far-lhe-ás como te parecer bem aos teus olhos. E levantou-se Davi, e mansamente cortou a orla do manto de Saul.” Mesmo somente tendo cortado o manto de Saul, Davi se arrependeu e orou ao Senhor. Vejamos o que ele diz aos seus homens no verso 6, 7: “Sucedeu, porém, que depois o coração doeu a Davi, por ter cortado a orla do manto de Saul. E disse aos seus homens: O Senhor me guarde de que eu faça tal cousa ao meu Senhor, ao ungido do Senhor, estendendo eu a minha mão contra ele: pois é o ungido do Senhor.” E Davi proibiu que seus homens se levantassem contra Saul. Pouco depois Saul acordou e se levantou da caverna e seguiu seu caminho sem nada saber. Davi também se levantou e saiu e gritou por detrás de Saul, Dizendo: “Olha pois,  meu pai, vê aqui a orla do teu manto na minha mão; porque cortando-te eu a orla do manto, te não matei. Adverte, pois e vê que não há na minha mão nem mal nem prevaricação nenhuma, e não pequei contra ti; porém tu andas à caça da minha vida, para ma tirares.” (I Sam. 24: 11). Ali houve um choro de fingimento da parte de Saul, houve vãs profecias e etc. na verdade nunca houve nenhum arrependimento naquele ser. E assim enquanto houve fôlego de vida em Saul, houve perseguições e guerras contra Davi, houve uma segunda vez em que Davi poupa a vida de Saul, pois mais uma vez Saul dormia dentro de um lugar onde eram guardados uns carros e a sua lança pregada na terra livre na sua cabeceira, vejamos:”Então disse Abisai a Davi: Deus te entregou hoje nas  mãos a teu inimigo; deixa-mo pois agora encravar com a lança duma vez na terra, e não o ferirei segunda vez. E disse Davi a Abisai: Nenhum dano lhe faças: porque quem estendeu a sua mão contra o ungido do Senhor e ficou inocente?” (I Sam. 26: 8, 9). E assim Davi conversa com Abisai o seguinte: deixa que o seu dia chegará em que morra, ou descerá para a batalha e perecerá; mas que o Senhor nos guarde de estender as mãos contra o ungido do Senhor. São grandes as lições de vida que aprendemos sendo estudantes da Bíblia, realmente, as palavras santas tem poder de transformar vidas pecaminosas. Não são as orações, que salvam, mas sim o Saber.

quinta-feira, 25 de outubro de 2018

E O SEMEADOR SAIU A SEMEAR / A corrupção do homem, sua Salvação provém de Deus!

E O SEMEADOR SAIU A SEMEAR
  (Sl. 12: 1 a 8).
                      
                     A corrupção do homem, sua Salvação provém de Deus!
1 – SALVA-NOS, Senhor, porque faltam os homens benignos; porque são poucos os fiéis entre os homens.
2 – Cada um fala com falsidade ao seu próximo: falam com lábios lisonjeiros e coração dobrado.
3 – O Senhor cortará todos os lábios lisonjeiros e a língua que fala soberbamente.
4 – Pois dizem: Com a nossa língua prevaleceremos: os beiços são nossos: quem é o Senhor sobre nós?
5 – Por causa da opressão dos pobres, e do gemido dos necessitados, me levantarei agora, diz o Senhor; porei em salvo aquele para quem eles assopram.
6 – As palavras do Senhor são palavras puras, como prata refinada em forno de barro, purificada sete vezes.
7 – Tu os guardarás, Senhor; desta geração os livrarás para sempre.
8 – Os ímpios circulam por toda a parte, quando os mais vis dos filhos dos homens são exaltados.

  (Sl. 12: 1 a 8).
                     A corrupção do homem . sua Salvação, provém de Deus !

           Mais uma vez estamos passando por aqui, para trazer uma Palavra de conforto, exortação e principalmente de SALVAÇÃO!
       Os dias vão passando muito rápido, toda a terra com seus habitantes num verdadeiro alvoroço, a grande parte da humanidade sem Paz e sem Salvação.
           Este é o quadro triste que, certamente o Senhor Deus lá dos altos Céus contempla, estamos falando do Deus Pai, o Criador de todas as coisas,  Criador de um Universo Lindo!
       Contendo tudo de bom para que a Obra Prima de suas Mãos, ou seja, o Homem não sentisse falta de coisa alguma, mas infelizmente aquela primeira família da terra transgrediu, desobedecendo não a uma ordem, mas sim, a um pedido, uma orientação da parte do Criador, que eles apenas não tocassem na Árvore que estava no meio do lindo Jardim.
         Mas vindo o tentador incorporado na serpente, os tentou a comer do fruto do qual o Senhor disse que não tocassem. Aliás, é bom que se esclareça: aquele fruto não é maçã, a Bíblia diz que é um FRUTO! Aquele casal foi expulso do Paraíso, porém o Criador em seu infinito Amor fez a Promessa de enviar um Salvador, seu Filho JESUS para que hoje todos, que ainda não tiveram um encontro com Jesus, possa ter, e recebê-lo como seu Salvador, somente assim haverá esperança para esta geração.

quarta-feira, 24 de outubro de 2018

Discriminação religiosa é crime. Conheça o Código Penal


LIÇÕES BÍBLICAS / DAVI NA CAVERNA DE ADULÃO - Lição: 4

LIÇÕES BÍBLICAS
 Classe: “Ovelhas do Bom Pastor”.
  Data: - 28 – 10 – 2018.     
Titulo da Lição:           DAVI NA CAVERNA DE ADULÃO
Lição: 4
Texto Áureo: “Se tu a minha habitação forte, à qual possa recorrer continuamente”  (Sl. 71: 3).
                                        
Leitura Bíblica em Classe:       212  – 372 - HC               (Sl. 35: 1 a 17).

1 – PLEITEIA, Senhor, com aqueles que pleiteiam comigo; peleja contra os que pelejam contra mim.
2 – Pega do escudo e da rodela, e levanta-te em minha ajuda.
3 – Tira da lança e obstrui o caminho aos que me perseguem; dize a minha alma: eu sou a tua salvação.
4 – Sejam confundidos e envergonhados os que buscam a minha vida: voltem atrás e envergonhem-se voltem atrás e envergonhem-se os que contra mim intentam mal.
5 – Sejam como pragana perante o vento, o anjo do Senhor os faça fugir.
6 – Seja o seu caminho tenebroso e escorregadio, e o anjo do Senhor os persiga.
7 – Porque sem causa encobriram de mim a rede na cova, que sem razão cavaram para a minha alma.
8 – Sobrevenha-lhe destruição sem o saber, e prenda-o á rede que ocultou; caia ele nessa mesma destruição.
9 – E a minha alma se alegrará no Senhor, alegrar-se-á na sua salvação.
10 – Todos os meus ossos dirão: Senhor, quem é como tu, que livras o pobre daquele que é mais forte do que ele? Sim, o pobre e o necessitado daquele que o rouba.
11 – Falsas testemunhas se levantaram: depuseram contra mim cousas que eu não sabia.
12 – Tornaram-me o mal pelo bem, roubando a minha alma.
13 – Mas, quanto a mim, quando estavam enfermos, o meu vestido era o saco; humilhava a minha alma com o jejum, e a minha oração voltava para o meu seio.
14 – Portava-me com ele como se fora meu irmão ou amigo; andava lamentando e muito encurvado, como quem chora por sua mãe.
15 – Mas eles com a minha adversidade se alegravam e se congregavam: os abjetos se congregavam contra mim, e eu não sabia; rasgavam-me, e não cessavam.
16 – Como Hipócritas zombadores nas festas, rangiam os dentes contra mim.
17 – Senhor, até quando verás isto? Resgata a minha alma das suas assolações, e a minha predileta das suas assolações.
Título da Lição: DAVI  NA CAVERNA DE ADULÃO

Definição: Em continuação, estamos no relato sobre as grandes aflições que Davi enfrentou ainda bem jovem por conta da insanidade de Saul, mas como Davi mesmo escreveu no Salmo 34: 19: que diz: “Muitas são as aflições do justo, mas o Senhor o livra de todas.” Mas prossigamos no relato de uma das piores provas que Davi passou naqueles desertos. Após o Sacerdote Aimeleque ter dado a Davi os Pães da Proposição, o qual, somente poderiam comer os Sacerdotes, mas já aprendemos que Jesus, não imputou isto como pecado a Davi, pois ele tinha boas reservas com Deus, ou seja boas obras realizadas durante sua infância e mocidade, sendo ainda tão jovem, era abençoado com as Bênçãos espirituais diante do Senhor Todo Poderoso. Davi já era revestido do Poder do Espírito Santo em seu corpo físico e espiritual, bem como seus pertences, como por exemplo: até seu instrumento musical, sua Harpa era ungida, cheia do poder de Deus, ao toca-la o espírito mau saia de Saul, batia em retirada. Mas naquele encontro com o sacerdote Aimeleque, após comer pão, Davi ainda pediu que lhe fosse dada uma lança ou uma espada, para que ele pudesse seguir sua jornada por aquelas paragens? Vejamos: “E disse Davi a Aimeleque: Não tens aqui á mão lança ou espada alguma? Porque não trouxe á mão nem a minha espada nem as minhas armas, porque o negócio do rei era apressado.” (I Sam. 21: 8). Veremos qual a resposta do sacerdote, mais um sinal de que Davi e seus feitos eram por demais conhecidos, e qual não foi a sua surpresa, quando o sacerdote lhe fala sobre a espada de Golias: “E disse o sacerdote: A espada de Golias, o filisteu, a qual tu feriste no vale do carvalho, eis que ela está aqui, está envolta num pano detrás do éfode: se tu a queres tomar, toma-a, porque nenhuma outra há aqui, senão aquela.” Davi aceitou levá-la com ele. Assim Davi fugiu o mais rápido possível, pois cada vez mais ele ficava assustado com aquela situação, Davi estava por demais conhecido, por toda parte em que ele chegava, era conhecido por seus feitos, mas o pior é que, toda aquela região estava minada pelos filisteus. Davi levantou-se e fugiu e foi a Àquis, rei de Gate, o mesmo aconteceu, na mesma hora os criados de Aquis lhes disseram: Não é este Davi, o rei da terra? E ali vamos tomando conhecimento dos relatos destes criados que, todos os feitos de Davi eram muito conhecidos, e Davi ia com isto ficando muito perturbado, pois para onde ele tentava fugir, dava de encontro com o perigo. Vejamos o que nos diz os versos 12 a 15 do cap. 21: “E Davi considerou estas palavras no seu animo, e temeu muito diante de Aquis, rei de Gate. Pelo que se contrafez diante dos olhos deles, e fez-se como doido entre as suas mãos, e esgravatava nas portas do portal, e deixava correr saliva pela barba. Então disse Aquis aos seus criados: Eis que bem vedes que este homem está louco; por que mo trouxestes a mim? Faltam-me a mim doidos, para que trouxésseis a este que fizesse doidices diante de mim? há de este entrar na minha casa? Então Davi se retirou dali, e se escapou para  outro lugar, a caverna de Adulão. Dali começa haver um pouco de esperança na vida de Davi, conta a história que; quando seus irmãos e toda a casa de seu pai tomaram conhecimento de que ele estava na caverna de Adulão, desceram até ele, e não somente seus parentes, mas diz o texto em I Sam cap. 22 que se ajuntou a ele todo homem que estava em aperto, homens endividados, os que estavam tristes, e ele se fez chefe deles: e eram com ele uns quatrocentos homens: vejamos: “E foi-ce Davi dali a Mizpa dos moabitas, e disse ao rei dos moabitas: Deixa estar meu pai e minha mãe convosco, até que saiba o que Deus há de fazer de mim. E trouxe-os perante o rei dos moabitas, e ficaram com ele os dias que Davi esteve no lugar forte.” (I Sam. 22: 3, 4). Vamos fazer uma observação sobre a citação de Davi sobre sua mãe, que até então nenhuma menção foi feita sobre ela na Bíblia Sagrada, somente seu nome consta nos livros das tradições judaicas: ela se chamava Nitzevet. Mas voltando a peregrinação de Davi numa fuga constante por conta da perseguição de Saul, vemos que neste capitulo 22 de I Samuel no exato momento em que Davi se despede do Sacerdote Aimeleque levando consigo a espada que pertenceu a Golias e foi a mesma com que Davi matou o tal Golias, e agora lhe é  doada pelo sacerdote. Doengue a tudo assistia e assim não perdeu tempo correu a relatar tudo a Saul, que manda matar todos os sacerdotes daquela cidade chamada Nobe. Vemos que no seu momento de fúria naquela guerra contra os sacerdotes de Nobe, ele faz uma pergunta: “Para que vós tenhais conspirado contra mim? E ninguém há que me dê aviso de que meu filho tem feito aliança com o filho de Jessé, e nenhum de vós há que se se doa de mim, e mo participe, pois meu filho tem contra mim sublevado a meu servo para me armar ciladas, com se vê neste dia.”(I Sam. 22: 8), no mesmo instante levanta-se Doengue e reponde: Naquele momento o mau Doengue disse tudo o que presenciou ali em Nobe entre Davi e o sacerdote Aimeleque: “Então respondeu Doengue, o edomita, que também estava com os criados de Saul, e disse: Ao filho de Jessé vi vir a Nobe, a Aimeleque, filho de Aitube, o qual consultou por ele ao Senhor e lhe deu mantimento, e lhe deu também a espada de Golias, o filisteu.” (I Sam. 22: 9). Naquele momento Saul manda chamar o sacerdote Aimeleque e toda a sua casa, todos os sacerdotes, toda a familia, ali houve uma sentença de morte a todos. Aimeleque tentou argumentar com Saul acerca de Davi, pois a maior queixa de Saul era que todos estavam contra ele, e que havia conspiração por todos os lados e etc. mas tudo inútil. Vejamos: “E respondeu Aimeleque ao rei, e disse: E quem, entre todos os seus criados, há tão fiel como Davi, o genro do rei, pronto na sua obediência, e honrado na tua casa? (I Sam. 22: 14). De nada adiantou os argumentos do sacerdote, Saul implacavemente manda matar todos os sacerdotes de Nobe, e o pior de tudo; Doengue foi o escolhido para extermina-los. Os sacerdotes eram oitenta e cinco.“Então disse o rei a Doengue: Vira-te tu, e arremete contra os sacerdotes, e matou naquele dia oitenta e cinco que vestiam éfode de linho.” (ISam. 22: 18). E assim daquela cidade todos foram mortos a mando de Saul. Desde homens, mulheres, crianças e todos os animais. Todos ao fio da espada. 

terça-feira, 16 de outubro de 2018

LIÇÕES BÍBLICAS / AS AFLIÇÕES DE DAVI! - Lição: 3

LIÇÕES BÍBLICAS
 Classe: “Ovelhas do Bom Pastor”.
 Data: - 21 – 10 – 2018.     
Título da Lição:               AS AFLIÇÕES DE DAVI!
Lição: 3
Texto Áureo: “BEM-AVENTURADO aquele cuja transgreção é perdoada, e cujo pecado é coberto”  (Sl. 32: 1).
                                        
Leitura Bíblica em Classe:       334  – 225 - HC               (Sl. 34: 1 a 22 ).

1 – LOUVAREI ao Senhor em todo o tempo: o seu louvor estará continuamente na minha boca.
2 – A minha alma se gloriará no Senhor: os mansos o ouvirão e se alegrarão.
3 – Engrandecei ao Senhor comigo, e juntos exaltemos o seu nome.
4 – Busquei ao Senhor, e ele me respondeu: livrou-me de todos os meus temores.
5 – Olharam para ele, e foram iluminados; e os seus rostos não ficarão confundidos.
6 – Clamou este pobre, e o Senhor o ouviu, e o salvou de todas as suas angustias.
7 – O anjo do Senhor acampa-se ao redor dos que o temem, e os livra.
8 – Provai e vede que o Senhor é bom; bem-aventurado o homem que nele confia.
9 – Temei ao Senhor, vós, os seus santos, pois não tem falta alguma aqueles que o temem.
10 – Os filhos dos leões necessitam e sofrem fome, mas aqueles que buscam ao senhor de nada têm falta.
11 – Vinde, meninos, ouvi-me: eu vos ensinarei o temor do Senhor.
12 – Quem é o homem que deseja a vida, que quer largos dias para ver o bem?
13 – Guarda a tua língua do mal, e os teus lábios de falarem enganosamente.
14 – Aparta-te do mal, e faze o bem: procura a paz e segue-a.
15 – Os olhos do Senhor estão sobre os justos, e os seus ouvidos atentos ao seu clamor.
16 – A face do Senhor está contra os que fazem mal, para desarraigar da terra a memória deles.
17 – Os justos clamam, e o Senhor os ouve, e os livra de todas as suas angustias.
18 – Perto está o senhor dos que tem o coração quebrantado, e salva os contritos de espírito.
19 – Muitas são as aflições do justo, mas o Senhor o livra de todas.
20 – Ele lhe guarda todos os seus ossos; nem sequer um deles se quebra.
21 – A malicia matará o ímpio, e os que aborrecem o justo serão punidos.
22 – O Senhor resgata a alma dos seus servos; e nenhum dos que nele confiam será condenado.

Título da Lição: AS AFLIÇÕES DE DAVI

Definição:  Continuando estas lições de vida, vemos a instrução de Jônatas a Davi acerca da lua nova que seria no dia seguinte. Davi teria que se ausentar durante três dias da presença do mau Saul. Vejamos: “E, ausentando-te tu três dias, desça apressadamente, e vai àquele lugar onde te escondeste no dia do negócio: e fica junto à pedra de Ezel.” (I Sam. 20: 19). Então, isto foi quando Jônatas o instruiu sobre a jogada das flechas e etc. Então, era necessário que Davi se ausentasse naqueles dias de lua nova, pois Saul iria assentar-se para comer pão, assim está escrito: “Escondeu-se, pois Davi no campo: e sendo lua nova, assentou-se o rei para comer pão. e assentando-se o rei no assento, como as outras vezes, no lugar junto à parede, Jônatas se levantou, e assentou-se  Abner ao lado de Saul: e o lugar de Davi apareceu vazio.” (I Sam. 20: 24, 25). Naquele dia Saul nada falou, mas acontece que, no dia seguinte novamente o lugar de Davi estava vazio, aí o rei Saul já chamou a atenção de Jônatas querendo saber porquê o filho de Jessé não veio nem ontem nem hoje comer pão? Jônatas respondeu que Davi o havia pedido para ir a Belém. É claro que Saul se levantou em grande ira contra seu próprio filho vejamos: “Então se acendeu a ira de Saul contra Jônatas, e disse-lhe: Filho da perversa em rebeldia; não sei eu que tens elegido o filho de Jessé para vergonha da nudez de tua mãe? Porque todos os dias que o filho de Jessé viver sobre a terra nem tu serás firme, nem o teu reino: pelo que envia e traze-mo nesta hora; porque é digno de morte.” (I Sam. 20: 30, 31). Dali houve uma calorosa discussão entre Jônatas e Saul, chegando ao ponto de Saul partir pra cima de Jônatas atirando-lhe com a lança para o ferir. Vemos nesta fala de Saul uma grande suspeita moral contra a amizade entre Jônatas e Davi. Mas prossigamos nesta história onde podemos ver que, Saul vai a cada dia se tornando um tormento na vida de Davi. Jônatas ficou muito encolerizado, no dia seguinte pela manhã, Jônatas saiu ao campo em busca de Davi, levando com ele um moço pequeno, depois de uma busca pelo campo Davi levantou-se da banda do sul, e lançou-se sobre o seu rosto em terra três vezes, e ali Davi e Jônatas choraram juntos, mas diz a Palavra que Davi chorava muito mais. Ali naquele encontro Jônatas se despede de Davi aconselhando-o a ir embora, jurando eterna amizade entre ambos. Diz o verso 43 do cap. 20: “então se levantou Davi, e se foi; e Jônatas entrou na cidade.” Nessas alturas podemos imaginar o estado d’alma de Davi, completamente perdido, confuso e assustado, afinal, ele era ainda muito jovem para passar por tantos perigos de morte, e o que é pior; sem causa, por estas circunstâncias estava muito só, nunca pode contar com seus irmãos, nem seu pai, longe de sua esposa, era realmente uma prova muito grande. Então Davi foi a uma cidade chamada Nobe, vejamos: “ENTÃO veio Davi a Nobe, ao sacerdote Aimeleque; e Aimeleque, tremendo saiu ao encontro de Davi, e disse-lhe: Por que vens só, e ninguém contigo? (I Sam. 21: 1). Realmente parece que quanto mais Davi fugia do perigo, mais perigo se chegava a ele. Como vemos neste verso que diz que Aimeleque tremendo saiu ao encontro de Davi, que situação! Era um com medo do outro. Estamos neste estudo para aprender que, em certas circunstâncias não se deve correr nem para um lado, nem para outro, vejamos o que nos ensina a Palavra do Senhor: “Nesta peleja não tereis que pelejar: parai, estai em pé, e vede a salvação do Senhor para convosco, ó Judá e Jerusalém; não temais, nem vos assusteis;” (II Cron. 20: 17). Nesta lição estamos vendo que Davi nesse corre, corre, vai se enveredando por caminhos perigosos, vejamos o que aconteceu: percebe-se que esse tal de Aimeleque era confuso, e sem que Davi soubesse ali estava também um tal, homem chamado Doengue, perigosíssimo! Vejam: “Estava, porém, ali naquele dia um dos criados de Saul, detido perante o Senhor; e era o seu nome Doengue, edomita, o mais poderoso dos pastores de Saul” (I Sam. 21: 7). Este homem era mau, violento e sanguinário, espião de Saul, ele estava passando uma temporada ali para ver se seria possível regeneração em sua vida. Davi fugindo de Saul, cai lamentavelmente no engano da mentira, vejamos o como um abismo vai chamando outro abismo: Quando Aimeleque lhe pergunta: Por que vens só, e ninguém contigo? Vejamos o que Davi respondeu: “E disse Davi ao sacerdote Aimeleque: O rei me encomendou um negócio, e me disse: Ninguém saiba deste negócio, pelo qual eu te enviei, e o qual te ordenei: quanto aos mancebos, apontei-lhes tal e tal lugar. Agora, pois, que tens à mão? Dá-me cinco pães na minha mão, ou o que se achar.” (I Sam. 21: 2 a 3). Davi, lamentavelmente caiu na mentira, no engano, ali ele se faz passar por um enviado de Saul, e isto lhe custou muito durante grande parte de sua vida, muita amargura. Podemos ver em alguns Salmos escritos por ele tempos depois, como por exemplo: o Salmo 32; 1 onde ele escreve agradecendo ao Senhor o seu perdão. Vejamos: “BEM AVENTURADO aquele cuja transgressão é perdoada, e cujo pecado é coberto.” (Sl. 32: 1). Este foi um dos Salmos em que Davi relata o seu pecado e o perdão do Senhor. Quando há arrependimento há o perdão Divino. Todos nós estamos propensos a pecar, não somos perfeitos, ainda. Mas o pior é que toda essa prosa que Davi teve com Aimeleque foi testemunhado pelo maligno Doengue. Ali Davi comeu dos pães sagrados da proposição, quanto a isto, Davi não foi punido, Jesus Cristo não o condenou por isto Vejamos: “NAQUELE tempo passou Jesus pelas searas, em um sábado; e os seus discípulos. Tendo fome, começaram a colher espigas, e a comer. E os fariseus, vendo isto, disseram-lhe: Eis que os seus discípulos fazem o que não é licito fazer num sábado. Ele porém, lhes disse: Não tendes lido o que fez Davi, quando teve fome e os que com ele estavam? (Mt. 12: 1 a 3). Pronto, aqui Jesus calou a boca dos faladores. Jesus Cristo não julga como julga o homem, Ele julga examinando uma vida inteira de dedicação, é preciso ter reservas com o Senhor, mas o que vem a ser isto? A Balança, que está nas Mãos de Jesus, a Verdadeira Balança da Justiça! Ele, somente Ele pode e sabe julgar nossas causas. Mas voltemos a história da vida do jovem Davi, que de maneira alguma perdeu a sua salvação, quando suas obras foram pesadas na Balança Divina! 

E o semeador saiu a semear / Bem-aventurada a Nação cujo Deus é o Senhor!

E O SEMEADOR SAIU A SEMEAR (Textos)
E O SEMEADOR SAIU A SEMEAR:
                                                                                     (Sl. 33: 1 a 12).
                      
                     Bem-aventurada a Nação cujo Deus é o Senhor! 

1 – REGOZIJAI-VOS no Senhor, vós justos, pois aos retos convém o louvor.
2 – Louvai ao Senhor com harpa, cantai a ele com saltério de dez cordas.
3 – Cantai-lhe um cântico novo: tocai bem e com jubilo.
4 – Porque a palavra do Senhor é reta, e todas as suas obras são fiéis.
5 – Ele ama a justiça e o juízo; a terra está cheia da bondade do senhor.
6 - Pela palavra do Senhor foram feitos os céus, e todo o exercito deles pelo espírito da sua boca.
7 – Ele ajunta as águas do mar como num montão; põe os abismos em tesouros.
8 – Tema toda a terra ao Senhor, temamo-no todos os moradores do mundo.
9 – Porque falou, e tudo se fez; mandou, e logo tudo apareceu.
10 – O Senhor desfaz o conselho das nações, quebranta os intentos dos povos.
11 – O conselho do Senhor permanece para sempre: os intentos do seu coração de geração em geração.
12 – Bem-aventurada a nação cujo Deus é o Senhor, e o povo que ele escolheu para sua herança.


Não Jogue Este folheto fora, Leia e Passe Adiante.
                                                                                           (Sl. 33: 1 a 12).
                   
                                    Bem-aventurada a Nação cujo Deus é o Senhor! 

          Mais uma vez trazemos para você ouvinte da Palavra do Deus Pai, e Jesus Cristo Rei dos reis e Senhor dos senhores! Não há como fugir desta Verdade, pode o mundo girar, mas a Palavra do Senhor sempre estará de pé, Viva nos corações contritos.
       Mas no dia chamado hoje, desejamos dizer para você que correndo passa, ou para os que param para ouvir a Palavra extraída das Sagradas Escrituras que é importante saber que o Criador dos Céus e da terra sempre desejou estar bem juntinho a nós nas orientações de cada dia.
         Mas o Livro Sagrado nos conta um história que muito entristeceu ao Senhor Deus Criador. Foi quando povo que se encaminhava muito bem com as orientações, leis, decretos, em fim tudo correndo de certa maneira bem, pois o povo era orientado pelo profeta do Senhor chamado Samuel, um grande orientador, pois ensinava ao povo tudo sob a vontade Divina. Mas quando o povo percebeu que outras nações tinham reis sobre elas, este povo passou a rejeitar o comando Divino através do profeta, e assim começaram a gritar dizendo: Queremos um rei, queremos um rei!
          O profeta Samuel muito se entristeceu e foi conversar com o Senhor Deus em oração, e o Senhor lhe disse que não ficasse triste, pois o que aquele povo estava fazendo não era contra o profeta, mas sim contra o próprio Deus Criador.
        Portanto neste dia te digo, que ainda  Há  tempo de você entregar sua vida, seu caminho ao Senhor Jesus, porque vão é o socorro da parte do homem. PENSE NISTO!

quarta-feira, 10 de outubro de 2018

E O SEMEADOR SAIU A SEMEAR / A Vinda Súbita de Jesus Salvador!

E O SEMEADOR SAIU A SEMEAR (Textos)
E O SEMEADOR SAIU A SEMEAR:
(Lc. 17: 22 a 34).

                        A Vinda Súbita de Jesus Salvador!

22 – E disse aos discípulos: Dias virão em que desejareis ver um dos dias do Filho do homem, e não o vereis.
23 – E dir-vor-ão: Ei-lo aqui, ou, Ei-lo ali; não vades nem os sigais.
24 – Porque, como o relâmpago ilumina desde uma extremidade inferior do céu até á outra extremidade, assim será também o Filho do homem no seu dia.
25 – Mas primeiro convém que ele padeça muito, e seja reprovado por esta geração.
26 – E, como aconteceu nos dias de Noé, assim será também nos dias do filho do homem.
27 – Comiam, bebiam, casavam, e davam-se em casamento, até ao dia em que Noé entrou na arca, e veio o dilúvio, e os consumiu a todos.
28 – Como também da mesma maneira aconteceu nos dias de Ló: comiam, bebiam, compravam, vendiam, plantavam e edificavam;
29 – Mas no dia em que Ló saiu de Sodoma choveu do céu fogo e enxofre, e os consumiu a todos.
30 – Assim será no dia em que o filho do homem se há de manifestar.
31 – Naquele dia, quem estiver no telhado, tendo as suas alfaias em casa, não desça a tomá-las; e, da mesma sorte, o que estiver no campo não volte para trás.
32  - Lembrai-vos da mulher de Ló.
33 – Qualquer que procurar salvar a sua vida, perde-la-á, e qualquer que a perder, salvá-la-á.
34 – Digo-vos que naquela noite, estarão dois numa cama; um será tomado, e outro será deixado.

 (Lu: 17: 22 a 34).
                   
       
A Vinda Súbita de Jesus Salvador! 
           
              Esta palavra que hoje trazemos até a você que correndo passa, e aos que estão de bom grado ouvindo a dissertação da mesma, há de compreender que; a Vinda de Jesus nas nuvens dos Céus não é um sonho ou uma estória da carochinha, mas sim uma das grandes verdades contidas nas Sagradas Escrituras, pois o próprio Senhor Jesus cita a mesma incredulidade daquele povo dos tempos de Noé. Noé profetizava para os seus contemporâneos, mas eles de forma alguma  acreditavam  nas palavras do profeta Noé, pois ele falava de uma coisa que não existia naquele tempo, ou seja, a chuva, como então poderia vir um dilúvio sobre a terra? O que eles conheciam era uma simples neblina que de vez em quando regava a terra. 
      Acontece que para Deus não há impossível, e tudo é possível ao que crê. Como nos dias de Noé, hoje, milhões de pessoas não estão crendo na Promessa feita por Jesus quando por aqui andou,  Promessa de vir nos ares, Ele não mais colocará seus pés na terra,  e dos  altos arrebatará uns poucos que nesta terra o recebeu como Salvador.
        Se você ainda não teve esta oportunidade, faça agora mesmo a sua entrega ao Senhor Jesus, ainda há tempo, ele pode vir hoje, receba agora a Jesus em seu coração, como seu Salvador, fuja do pecado, se prepare para este encontro maravilhoso!

terça-feira, 9 de outubro de 2018

LIÇÕES BÍBLICAS / DAVI EM RAMÁ! - Lição: 2

LIÇÕES BÍBLICAS
Classe: “Ovelhas do Bom Pastor”.
Data: - 14 – 10 – 2018.     
Titulo da Lição:                    DAVI  EM  RAMÁ!
Lição: 2
Texto Áureo:  “Ensina-me Senhor, o teu caminho, e guia-me pela vereda direita,”    ( Sl. 27: 11 ).
                                        
Leitura Bíblica em Classe:       212  – 225 - HC               (Sl. 25: 1 a 20).
1 – A TI, Senhor, levanto a minha alma.
2 – Deus meu, em ti confio, não me deixes confundido, nem que os meus inimigos triunfem sobre mim.
3 – Na verdade, não serão confundidos os que esperam em ti: confundidos serão os que transgridem sem causa.
4 – Faze-me saber os teus caminhos, Senhor, ensina-me as tuas veredas.
5 – Guia-me na tua verdade, e ensina-me, pois tu és o Deus da minha salvação; por ti estou esperando todo o dia.
6 – Lembra-te, Senhor, das tuas misericórdias e das tuas benignidades, porque são desde a eternidade.
7 – Não te lembres dos pecados da minha mocidade, nem das minhas transgressões: mas, segundo a tua misericórdia, lembra-te de mim, por tua bondade, Senhor.
8 – Bom e reto é o Senhor; pelo que ensinará o caminho aos pecadores.
9 – Guiará os mansos retamente: e aos mansos ensinará o seu caminho.
10 – Todas as veredas do Senhor são misericórdia e verdade para aqueles que guardam o seu concerto e os seus testemunhos.
11 – Por amor do teu nome Senhor, perdoa a minha iniquidade, pois é grande.
12 – Qual é o homem que teme ao Senhor? ele o ensinará no caminho que deve escolher,
13 – A sua alma pousará no bem, e a sua descendência herdará a terra.
14 – O segredo do Senhor é para os que o temem; ele lhes fará saber o seu concerto.
15 – Os meus olhos estão continuamente no Senhor; pois ele tirará os meus pés da rede.
16 – Olha para mim, e tem piedade de mim, porque estou solitário e aflito.
17 – As ânsias do meu coração se têm multiplicado; tira-me dos meus apertos.
18 – Olha para a minha aflição e para a minha dor, e perdoa todos os meus pecados.
19 – Olha para os meus inimigos, pois se vão multiplicando e me aborrecem com ódio cruel.
20 – Guarda a minha alma, e livra-me; não deixes confundido, porquanto confio em ti.

Título da Lição: DAVI EM RAMÁ

Definição:  Davi em Ramá significa que; Davi fugiu para escapar das garras do insano Saul, dali Samuel sai com Davi direto para o acampamento de profetas, na verdade era uma escola de profetas onde Samuel era o presidente e professor. Imediatamente Saul foi avisado pelos seus comparsas que Davi estava na cidade de Naiote em Ramá: “E, o anunciaram a Saul dizendo: Eis que Davi está em Naiote, em Ramá. Na mesma hora Saul mandou mensageiros para trazerem a Davi, mas quando os tais mensageiros bandidos avistaram o acampamento dos profetas profetizando, onde estava Samuel, diz a Palavra do Senhor que os tais começaram também a profetizar, certamente por permissão do Senhor, vamos aqui tomar muito cuidado para que ninguém fique confundido nesta questão, ou seja, com a Palavra do Senhor: quando nós lemos neste texto que se encontra em I Sam cap. 20, é preciso que haja sabedoria em nós para muito bem entender: àqueles capangas de Saul foi permitido por Deus um espírito para que profetizassem,  não que eles estivessem sendo usados pelo Espírito Santo, o sinal é evidente, pois, está escrito que era um espírito da parte de Deus, a palavra espírito nesta questão está em letra minúscula, portanto este tal espírito era Demônio! a questão ali era justamente para confundir, e impedir que levassem Davi até a Saul. Entendido? Vemos que; esta noticia chegou até a Saul, vejamos o que nos diz o verso 21 do cap. 19: “E, avisado disto Saul, enviou outros mensageiros, e também estes profetizaram: então enviou Saul outros terceiros mensageiros, os quais também profetizaram.” Vejam só; Saul só ia mandando mensageiros atrás de Davi, e eles não voltavam, ficavam por lá todos possessos de Demônios. Então ele, Saul, resolveu ir pessoalmente em busca de Davi. Vejam o que aconteceu: “Então foi ele mesmo a Ramá, e chegou ao poço grande que estava em Seco; e, perguntando, disse: Onde estão Samuel e Davi? E disseram-lhe: Eis que estão em Naiote, em Ramá. Então foi para Naiote, em Ramá: e o mesmo espírito de Deus veio sobre ele, e ia profetizando, até chegar a Naiote, em Ramá.” (I Sam. 19: 23). Vemos no verso seguinte que ele Saul incorporado com o tal espírito da parte de Deus começou a se despir e profetizando diante de Samuel, e assim passou a noite completamente nu, rolando por terra diante dos verdadeiros Profetas do Senhor. Enquanto isto, Davi tomava distância fugindo de Saul, foi a procura de Jônatas, Davi estava muito angustiado, vejamos o que ele diz ao chegar diante de  Jônatas: “ENTÃO fugiu Davi de Naiote em Ramá: e veio, e disse perante Jônatas: Que fiz eu? Qual é o meu crime? E qual é o meu pecado diante de teu pai, que procura tirar-me a vida? E ele lhe disse: Tal não seja: não morrerás; eis que meu pai não faz cousa nenhuma grande, nem pequena, sem primeiro me dar parte; por que  pois meu pai me encobriria este negócio? Não é assim.” (I Sam. 20: 1, 2). Realmente Davi estava muito angustiado com aquela perseguição que não terminava nunca da parte do endemoniado Saul. Mas como está escrito; haverá sempre um escape para os que são leais ao Senhor. Davi foi direcionado por Deus a procurar o amigo Jônatas, que embora fosse filho daquele tirano Saul, era amigo de verdade de Davi e havia uma aliança Divina entre eles, é impressionante os comentários que se ouve da parte dos sodomitas que andam por aí, denegrindo a imagem dos grandes Homens descritos na Bíblia Sagrada. Mas o bom é que haverá, ou melhor, chegará o dia em todos grandes e pequenos chegarão diante do Trono Branco e darão conta de todas as suas ações durante a vida terrena, sem se falar do Juízo Final. Mas voltando a nossa História Bíblica, falemos um pouco deste moço chamado Jônatas: Jônatas também era guerreiro de coragem e determinação, mas havia na vida deste moço algo muito importante; ele tinha humildade através da fé, aliás, só se recebe abnegação através da Fé, do amor ao Criador. Sua amizade por Davi era puramente divina, Davi precisava desta Bênção em sua vida, pois com mais ninguém ele poderia contar naquela situação terrível, naquela prova de ferro e fogo com o mau Saul. O nome Jônatas significa: Dado por Deus, ele sim poderia ser Rei em Israel, pois era valente e hábil nos combates, vimos isto lá no capitulo 14 de I Sam. 1 a 14. Mas o Senhor tinha algo mais importante na vida deste moço; Ser amigo de Davi. Está escrito: “DEUS é o nosso refúgio e fortaleza, socorro bem presente na angustia. Pelo que não temeremos, ainda que a terra se mude, e ainda que os montes se transportem para o meio dos mares.” (Sl. 46: 1, 2). Haverá sempre um escape para os que temem ao Senhor. Jônatas era também destituído de grandezas, não se preocupava com herança ou coisa que o valha, e manteve-se leal a Davi. Vamos então meditar um pouco no pacto de Jônatas com Davi: “Então disse Jônatas a Davi: Vem e saiamos ao campo. E saíram ambos ao campo. E disse Jônatas a Davi: O Senhor Deus de Israel, sondando eu a meu pai amanhã a estas horas, ou depois de amanhã, e eis que houver cousa favorável para Davi, e eu então não enviar a ti, e não to fazer saber, O Senhor faça assim com Jônatas outro tanto; mas se aprouver a meu pai fazer-te mal, também to farei saber, e te deixarei partir em paz.” (I Sam 20: 12, 13). E assim fez Jônatas esta aliança com Davi. Davi seguiu. Então Saul começou a sentir a ausência de Davi, e era lua nova vejamos: “E disse-lhe Jônatas: Amanhã é lua nova, e não te acharão no teu lugar, pois o teu assento se achará vazio. E ausentando-te tu três dias, desce apressadamente, e vai àquele lugar onde te escondeste no dia do negócio: e fica-te junto à pedra de Ezel. E eu atirarei três flechas para aquela banda, como se atirara ao alvo. E eis que mandarei o moço dizendo: Anda, busca as flechas: se eu expressamente disser ao moço: Olha que as flechas estão para cá de ti; toma-o contigo, e vem; porque há paz para ti, e não há nada, vive o Senhor. porém se disser ao moço assim: Olha que as flechas estão para lá de ti: vai-te embora; porque o Senhor te deixa ir.’ (I Sam. 20: 18 a 22). Que situação! Mas a providência Divina nunca faltou a Davi, assim como nunca faltará ao que faz menção de seguir a Jesus Salvador. diz a Palavra que: “Muitas são as aflições do justo, mas o Senhor os livra de todas.” (Sl. 34: 19). E assim vamos vencendo como Davi vencia cada batalha que se apresentava...