Translate

quarta-feira, 7 de março de 2012

Curandeiros e mercenários

O caso está ficando cada vez mais sério no mundo dos falsos crentes, dos falsos pregoeiros de curas, não discernindo os "Dons de curar". 
É altamente condenável e biblicamente injustificável a propaganda e o sensacionalismo que estão fazendo ligado à cura divina. Nas últimas cinco décadas a "cura divina" tem sido plataforma exclusiva de pessoas inescrupulosas querendo ganhar fama através deste Dom do Espírito Santo que é restrito e está inserido nos sinais maravilhosos que Cristo fala aos seus discípulos no Evangelho de Marcos cap.16: 17, 18. "E estes sinais seguirão aos que crerem: Em meu nome expulsarão os demônios; falarão novas línguas; pegarão nas serpentes, e se beberem alguma coisa mortífera, não lhes fará dano algum; e porão as mãos sobre os enfermos, e os curarão." 
Estes sinais seriam obviamente usados no caminho da evangelização, pois afinal aqueles homens estavam revestidos de poder, pois haviam cumprido os dias de Pentecostes e recebido às promessas do batismo com o Espírito Santo, e é de suma importância que os que vão pelo caminho, de porta em porta cumprindo o IDE de Jesus tenham os sinais, pois o pecador precisa ser tocado no profundo de sua alma através dos sinais do Espírito Santo. Assim aconteceu com aquela mulher samaritana lá no poço de Jacó. Após aquele dialogo com Jesus ela saiu de sua presença alegre e dizendo a todos que encontrou pelo caminho que verdadeiramente ela havia encontrado o Cristo, pois falou tudo de sua vida (João 4: 28 a 30). Isto não é espírito de adivinhação, isto é Poder de Deus, pois o próprio Cristo disse que seríamos suas testemunhas e pediu que os discípulos ficassem em Jerusalém até que do alto fossem revestidos de poder (At. 1: 8). 
Os Dons do Espírito Santo é coisa santíssima, não pode estar sendo assim vulgarizado por pessoas que buscam oportunidades através da desorientação de um povo que por sua vez voltamos a dizer - não quer nenhum compromisso com a Verdade e por isso vão atrás destes mercenários blasfemos, heréticos que apregoam, anunciam por sua conta e risco "curas divinas". 
Os Dons espirituais são circunstancias àqueles que estão com seriedade no caminho do ide e não para sensacionalismo mexendo com a emoção das pessoas, sim, pois o que estamos presenciando por toda a parte é pura emoção que nada tem a ver com a operação divina, haja vista que principalmente a cura divina é o único Dom do Espírito Santo que está em plural, por quê? É muito simples: está no plural por que exerce duas funções, ou seja, primeiro a cura da alma para que assim o corpo possa também ser curado, explicando melhor: a cura da alma é o perdão de pecados, pois toda doença é conseqüência da desobediência aos Mandamentos independente de religião, a Palavra de Deus pela morte vicária de Cristo na cruz é para toda a humanidade, portanto desobediência é pecado e o pecado gera doenças e morte. (Ex. 15: 26). 
O próprio Jesus quando por aqui andou curando toda sorte de enfermidades dizia uma palavra que dá o que pensar: "a tua fé te salvou", veja um exemplo dentre tantos da mulher que há doze anos tinha um fluxo de sangue: Marc. 5: 34. "E ele lhe disse: Filha, a tua fé te salvou; vai-te em paz, e sê curada deste teu mal". Portanto para que haja cura no corpo, primeiro tem que haver cura na alma (arrependimento de pecados). Mas não é assim o procedimento nem poderia ser, pois já não há mais seriedade principalmente para quem quer ficar atrás de câmeras, holofotes, microfones, palanques, e etc., etc., o negócio agora é muita propaganda, pois a propaganda é a alma do negocio, e vão por ai usando em vão o Nome do Senhor, isto é muito fácil para quem há muito perdeu o Temor ao Senhor. 
Porém chegará o dia da prestação de contas que não será aqui nesta terra mas diante do tribunal de Cristo onde todos receberão segundo o que tiver feito por meio do corpo, ou bem ou mal. (2 Cor. 5: 10).