PARTICIPE DO NOSSO BLOG

DÊ A SUA OPINIÃO
O QUE VOCÊ ESTÁ ACHANDO DO NOSSO BLOG?
ENVIE FOTOS, VÍDEOS, ARTIGOS...

CLIQUE AQUI E ENVIE A SUA MENSAGEM
projetovindemeninos@gmail.com





quarta-feira, 31 de julho de 2019

LIÇÕES BÍBLICAS / SARDO A IGREJA MORTA! - Lição: 4

LIÇÕES BÍBLICAS
Classe: “Ovelhas do Bom Pastor”.
Data: - 04 – 08 – 2019.     
Titulo da Lição: SARDO A IGREJA MORTA
Lição: 4
Texto Áureo:“Pelo que diz: Desperta tu que dormes, e Cristo te esclarecerá” (Ef. 5: 14)
                                     
Leitura Bíblica em Classe:      447 – 372 - HC                       (Ef. 2: 1 a 15)

1 – E VOS vivificou, estando vós mortos em ofensas e pecados.
2 – Em que noutro tempo andastes segundo o curso deste mundo, segundo o príncipe das potestades do ar, do espírito que agora opera nos filhos da desobediência.
3 – Entre os quais todos nós também antes andávamos nos desejos da nossa carne e dos pensamentos; e éramos por natureza filhos da ira, como os outros também.
4 – Mas Deus, que é riquíssimo em misericórdia, pelo seu muito amor com que nos amou,
5 – Estando nós ainda mortos em nossas ofensas, nos vivificou juntamente com Cristo (pela graça sois salvos),
6 – E nos ressuscitou juntamente com ele e nos fez assentar nos lugares celestiais, em Cristo Jesus.
7 – Para mostrar nos séculos vindouros as abundantes riquezas da sua graça, pela sua benignidade para conosco em Cristo Jesus.
8 – Porque pela graça sois salvos, por meio da fé; e isto não vem de vós; é dom de Deus.
9 – Não vem das obras, para que ninguém se glorie.
10 – Porque somos feitura sua, criados em Cristo Jesus para as boas obras, as quais Deus preparou para que andássemos nelas.
11 – Portanto, lembrai-vos de que vós noutro tempo éreis gentios na carne, e chamados incircuncisão pelos que na carne se chamam circuncisão feita pelas mãos dos homens.
12 – Que naquele tempo estáveis sem Cristo, separados da comunidade d’Israel,  e estranhos aos concertos da promessa, não tendo esperança, e sem Deus no mundo.
13 – Mas agora em Cristo Jesus, vós, que antes estáveis longe, já pelo sangue de Cristo chegastes perto.
14 – Porque ele é a nossa paz, o qual de ambos os povos fez um; e, derribando a parede de separação que estava no meio.
15 – Na sua carne desfez a inimizade, isto é, a lei dos mandamentos, que consistia em ordenanças, para criar em si mesmo dos dois um novo homem fazendo a paz,


Título da Lição: SARDO A IGREJA MORTA!

Definição: Dando sequencia ao estudo sobre as Sete Igrejas da Ásia Menor, trazendo um pouco da história desta cidade chamada Sardo, fundada em, 700 antes de Cristo, localizada a 50 milhas á leste de Éfeso. Mas o tempo passou, Jesus em seu Ministério terreno foi chamando homens trabalhadores, pescadores e os preparando para que se tornassem pescadores de almas. E assim foi o Evangelho de Nosso Senhor Jesus Cristo chegando até nós. Através do trabalho evangelístico dos Apóstolos, crescia a cada dia o número dos que se salvavam, e as Igrejas geralmente nasciam nos lares, simbolizando a Família de Jesus, formando o Corpo de Cristo. Mas voltando ao estudo sobre a Igreja que estava em Sardo; sendo a quarta carta direcionada ao Pastor daquela Congregação vejamos: “E AO ANJO da igreja que está em Sardo escreve: Isto diz o que tem os sete Espíritos de Deus, e as sete estrelas: Eu sei as tuas obras, que tens nome de que vives, e estás morto.” (Ap. 3: 1). Gravíssima a situação ali, pois se o pastor da Igreja está morto, que se dirá do restante? Na verdade, aquela igreja estava vivendo de aparências, como tantas da atualidade, vivendo por tradições, mas sob os olhos do Senhor Jesus, o Fundador da Igreja na face da terra, eles não passavam de um cemitério cheio de mortos, porém, no verso 2 da carta, o Senhor Jesus menciona os restantes que estavam para morrer, ou seja, havia na Congregação algumas pessoas que ainda não haviam se contaminado; vejamos: “Mas também tens em Sardo algumas pessoas que não contaminaram seus vestidos, e comigo andarão de branco; porquanto são dignas disso.” (Ap. 3: 4). Trazendo para os nossos dias, contemplando o estado deplorável dos crentes da atualidade, como estará Jesus contemplando toda esta devassa na terra? Os pouquíssimos que ainda conservam a Sã Doutrina estão sentindo pelos acontecimentos desastrosos a tristeza do Amado Salvador, os sinais estão aí, só não vê quem não quer, o mundo jaz no maligno, e a responsabilidade é toda deste povinho crente sendo dirigidos por homens lobos devoradores, sem se falar nas mulheres desocupadas, se dizendo pastoras, ABOMINAÇÃO É AO SENHOR! E o povo morrendo, derramamento de sangue, barreiras descendo morro abaixo, em fim; todos os sinais estão ai, só não vê quem não quer, falamos com toda firmeza, pois o Senhor deixou um povo na terra com uma grande incumbência: Pregar o Evangelho até aos confins da terra, pois quanto mais almas ganhas para Jesus, menos ladrões, menos assassinos, menos prostitutas,  menos traficantes, aliás, por falar em traficantes; tem até “pastor” traficante de armas! Não adianta dizer que não, não adianta querer fugir, a Igreja Imaculada foi Constituída na terra para interceder diante do Pai pelo mundo, pelas almas penadas, pelas crianças, onde estão os cordeirinhos de Jesus pastores de Sardo? Lá em Sardo acontecia o mesmo com aquele pastor que o Senhor chamou de morto, vejamos o verso 3 da carta: “Lembra-te pois do que tens recebido e ouvido, e guarda-o, e arrepende-te. E, se não vigiares, virei sobre ti como um ladrão, e não saberás a que hora sobre ti virei.” (Ap. 3: 3). Da mesma maneira a promessa está de pé para os dias atuais. Sendo nosso Senhor Justo, contemplou ali naquela Congregação alguns que embora estivessem no meio da devassa não se contaminaram: “Mas também tens em Sardo algumas pessoas que não contaminaram seus vestidos, e comigo andarão de branco; porquanto são dignas disso.” (AP. 3: 4). Interessante, que o Senhor Jesus sempre mencionando as vestes brancas, sem mancha, sem rugas, pois é pela aparência exterior que vai sendo mostrado o interior, a grande maioria dos crentes pregam o contrário; dizem que Deus vê o coração, enganoso é o coração, bonzinho nunca entrará no Reino de Deus, todo bonzinho torna-se conivente com o pecado. Vejamos o que nos diz um texto muito significativo dentro deste contexto: “Porque o amor do dinheiro é a raiz de toda espécie de males; e nessa cobiça alguns se desviaram da fé, e se traspassaram a si mesmos com muitas dores. Mas tu ó homem de Deus, foge destas coisas, e segue a justiça, a piedade, a fé, a caridade, a paciência, a mansidão. Milita a boa milícia da fé, toma posse da vida eterna, para a qual também foste chamado, tendo já feito boa confissão diante de muitas testemunhas.” (I Tim. 6: 10 a 12). Aí está com toda clareza a real orientação ao homem a qual o Senhor Jesus chama ao pastorado, sim pois a chamada é Divina, e não do querer humano, assim nós observamos quando no exato momento em que Jesus aos 30 anos deu inicio ao seu Ministério terreno vejamos: “Desde então começou Jesus a pregar, e a dizer: Arrependei-vos, porque é chegado o reino dos céus. E Jesus andando junto ao mar da Galiléia, viu dois irmãos, Simão, chamado Pedro, e André, os quais lançavam as redes ao mar, porque eram pescadores; E disse-lhes: Vinde após mim, e eu vos farei pescadores de homens.”  (Mt. 4: 17 a 19). Por momento eles deixaram ali as redes, seguindo a Jesus, porém sabemos muito bem que; continuaram a ser pescadores, pois tinham famílias para sustentar, nunca encontraremos ociosos, na obra do Senhor. mas voltando a Igreja na cidade de Sardos, Jesus ao mencionar a triste situação daquela Congregação aconselha a que se arrependam dando-lhes tempo e como não poderia deixar de ser; ainda o Senhor Jesus com todo o seu Amor vai encerrando a Carta com aquela promessa Maravilhosa: “O que vencer será vestido de vestes brancas, e de maneira nenhuma riscarei o seu nome do livro da vida; e confessarei o seu nome diante de meu Pai e diante de seus anjos.  Quem tem ouvidos,  ouça o que o Espírito diz às igrejas.” (Ap. 3: 5, 6). Quanto a questão riscar o nome do Livro da Vida, isto é muito sério, pois quantos de nós andando por aí, pra baixo e pra cima crente que tudo vai bem,  e o  nome riscado do livro da Vida?  Não vamos nos iludir, vejamos o que está escrito: “O que é instruído na palavra reparta de todos os seus bens com aquele que o instrui. Não erreis:  Deus não se deixa escarnecer; porque tudo que o homem semear, isso também ceifará.” (Gl. 6: 7). E assim vamos encerrando esta maravilhosa lição, cheia de advertência para nós que fazemos menção de seguir ao Mestre Jesus, com toda alegria, pois  dele temos recebido de Graça a grande Promessa de chegar à Pátria Celestial! 

domingo, 28 de julho de 2019

Escola Dominical / 28/07/2019

Data: 28 – 07 – 2019. Relato da Escola Dominical com a Lição sobre a 4ª Igreja da Ásia, na Cidade de Tiatira, denominada pelo Senhor Jesus como; a Igreja da porta larga. Tivemos uma boa cooperação nesta manhã, com a Igreja participativa. Foi uma manhã de Escola Dominical bem alegre.

sexta-feira, 26 de julho de 2019

LIÇÕES BÍBLICAS / TIATIRA, A IGREJA DA PORTA LARGA! - Lição: 3

LIÇÕES BÍBLICAS
Classe: “Ovelhas do Bom Pastor”.
Data: - 28 – 07 – 2019.     
Titulo da Lição: TIATIRA, A IGREJA DA PORTA LARGA!
Lição: 3
Texto Áureo:“Entrai pela porta estreita; ”                                  (Mt. 7: 13a)
                                     
Leitura Bíblica em Classe:      447 372 - HC                       (Tg. 4: 7 a 17)

7 – Sujeitai-vos pois a Deus, resisti ao diabo, e ele fugirá de vós.
8 – Chegai-vos a Deus, e ele se chegará a vós, Alimpai as mãos, pecadores; e, vós de duplo ânimo, purificai os corações.
9 – Senti as vossas misérias, e lamentai, e chorai: converta-se o vosso riso em pranto, e o vosso gozo em tristeza.
10 – Humilhai-vos perante o Senhor, e ele vos exaltará.
11 – Irmãos, não faleis mal uns dos outros. Quem fala mal de um irmão, e julga a lei; e, se tu julgas a lei já não és observador da lei, mas juiz.
12- Há um só legislador e um juiz que pode salvar e destruir. Tu, porém, quem és, que julgas a outrem?
13 – Eia agora vós, que dizeis: Hoje ou amanhã, iremos a tal cidade, e lá passaremos um ano, e contrataremos, e ganharemos;
14 – Digo-vos que não sabeis o que acontecerá amanhã. Por que, que é a vossa vida? É um vapor que aparece por um pouco, e depois se desvanece.
15 – Em lugar do que devíeis dizer: Se o Senhor quiser, e se vivermos, faremos isto ou aquilo.
16 – Mas agora vos gloriais em vossas presunções: toda a gloria tal como esta é maligna.
17 – Aquele pois que sabe fazer o bem e o não faz, comete pecado.

Título da Lição: TIATIRA, A IGREJA DA PORTA LARGA!

Definição: Passemos a meditar sobre a Quarta Igreja da Ásia, alvo de grande apreço pelo Fundador Jesus Cristo. A Cidade de Tiatira foi agraciada por ter ali  a representação do Céu na terra, assim deveria ser a visão geral do chamado povo de Deus aqui na terra. Voltando a dizer; a Igreja em Tiatira foi a quarta das sete a receber carta do Senhor Jesus através do Apóstolo João desterrado na Ilha de Patmos. Vejamos: “E ao anjo da igreja de Tiatira escreve: Isto diz o Filho de Deus, que tem seus olhos como chama de fogo, e os pés semelhantes ao latão reluzente: Eu conheço as suas obras, e a tua caridade, e o teu serviço, e a tua fé, e a tua paciência, e que as suas últimas obras são mais do que as primeiras. Mas tenho contra ti que toleras Jezabel, mulher que se diz profetisa, ensinar e enganar os meus servos,” (Ap. 2:18 a 19). Daqui já podemos começar a sentir com toda clareza que o anjo (pastor) que Jesus havia colocado à frente daquela Congregação começou bem o seu trabalho, porém ao dar à sua mulher certas autonomias dentro do trabalho Eclesiástico que compete ao pastor, e não à sua esposa, daí começou a cair, e passou a ser conhecida como a Igreja corrompida e sem compromisso com o Evangelho. É bom lembrar que, neste período do cristianismo, a Igreja da Idade Média entre os séculos V e XV, foi o período que a Igreja Romana dominava a Europa e o Oriente próximo. Assim numa ocasião em que constantes lutas pela conquista da Terra Santa que era muito conhecida como Cruzadas. Mas voltando a espiritualidade da Igreja em Tiatira: o Senhor ordenou ao Apóstolo João que escrevesse ao anjo daquela Igreja sobre o espírito de Jezabel, aquela prostituta lá do passado, Antigo Testamento segundo Palavras de Jesus aquele espírito mau, usava a esposa do pastor de Tiatira. Neste item vemos que a coisa vem de longe, ou seja, mulheres querendo tomar o Ministério outorgado aos homens, para reger a Casa do Senhor. Vejamos de onde veio,  a origem desta tal Jezabel: Em I Reis 17: 29 nos conta a história do reinado de Acabe durante vinte e dois anos reinando em Israel... “E fez Acabe, filho de Onri, o que parecia mal aos olhos do Senhor, mais do que todos que foram antes dele. E sucedeu que (como se fora cousa leve andar nos pecados de Jeroboão, filho de Nebate), ainda tomou por mulher a Jezabel, filha de Etbaal, rei dos sidônios: e foi e serviu a Baal, e se encurvou diante dele. E levantou um altar a Baal, na casa de Baal que edificara em Samaria.” (I Rs. 16: 29 a 32). E assim este mesmo espírito mau, anda por toda parte, agora mais do nunca, pois estamos nos tempos finais da Igreja na face de toda a terra, isto podemos afirmar pelos sinais. Tudo nos mostra que Cristo já volta. Acautelai-vos para que ninguém vos engane, esta é a ordem de Jesus: “E, estando assentado no monte das Oliveiras, chegaram-se a ele os seus discípulos, em particular, dizendo: Dize-nos quando serão essas coisas, e que sinal haverá da tua vinda e do fim do mundo? E Jesus, respondendo, disse-lhes: Acautelai-vos, que ninguém vos engane; Porque muitos virão em meu nome, dizendo: Eu sou o Cristo; e enganarão a muitos.” (Mt. 24: 4, 5). Voltando à Carta a Igreja em Tiatira. No Versículo 21 da carta o Senhor diz àquele pastor o que sucederá à sua mulher: “E dei-lhe tempo para que se arrependesse da sua prostituição; e não se arrependeu. Eis que a porei numa cama, e sobre os que adulteram com ela virá grande tribulação, se não se arrependerem das suas obras. E ferirei de morte a seus filhos, e todas as igrejas saberão que eu sou aquele que sonda os rins e os corações. E darei a cada um de vós segundo as vossas obras.”  (Ap. 2: 21 a 23). Assim o Senhor foi implacável com a banda podre que ali estava seguindo a tal mulher, pois sabemos que nem todos os membros  a seguiam, sabemos também que bem poucos são os que ficam ao lado da Verdade, e nosso Amado Jesus sabe isto melhor do que nós. Interessante é que, em cada final de Carta o Senhor menciona uma promessa maravilhosa! Ao que vencer! Mas é bom estarmos atentos quanto a esta questão vencer, vencer a que? a quem? Vencer a nós mesmos, ao nosso EU, nunca contra a carne nem o sangue, mas a nos mesmos, nossas convenções, maneiras de pensar, e etc. Resistindo a toda sorte de tentações eisógenas, (forjadas por nós mesmos). É assim que Jesus quer nos ver lá dos Altos Céus, e poder se alegrar de nós, sabemos muito bem que o opositor vai até aos Céus pedir para nos tocar, precisamos ter em nós o mesmo que houve em , integridade, lealdade à Palavra Escrita em nossas mãos e cravadas no coração, na alma. Mas voltando a Carta a Tiatira; vemos que o Senhor se voltou a falar aos que restaram e disse: “Mas o que tendes retende-os até que eu venha. E ao que vencer, e guardar até ao fim as minhas obras, eu lhe darei poder sobre as nações, E com vara de ferro as regerá: e serão quebradas como vasos de oleiro; como também recebi de meu Pai. E dar-lhe-ei a estrela da manhã. Quem tem ouvidos, ouça o que o Espírito diz às igrejas.” (Ap. 2: 25 a 29). Mas que pena! Nestes últimos dias cada vez mais vemos e sabemos que por toda a parte cada dia aumenta o numero dos desvairados, os antigos pastores se corromperam, os novos que se apresentam não são chamados por Jesus, se chamam, se intitulam, os Púlpitos não são respeitados, não há decoro de espécie alguma, o comércio a todo vapor dentro dos salões de Culto, até salão de beleza já se instalam no mesmo salão de Culto, sem se falar das festas do milho, um verdadeiro escárnio ao Senhor. Nesta oportunidade queremos também mencionar a situação mundial em termos de crimes hediondos, por toda parte, nós que fazemos menção do Nome do Senhor somos responsáveis sim, por toda esta desgraça que se tornou desde nossa terra chamada Brasil e mundo afora, pois nunca poderemos esquecer que, Jesus minutos antes de ser recebido nos Céus pela nuvem ali no monte das Oliveiras disse: “Mas recebereis a virtude do Espírito Santo, que há de vir sobre vós; e ser-me-eis testemunhas, tanto em Jerusalém como em toda a Judéia e Samaria, e até aos confins da terra. E quando dizia isto, vendo-os eles, foi elevado as alturas, e uma nuvem o ocultou” (At. 1: 8). Esta foi a recomendação de Jesus para nós, sermos missionários, levando o Evangelho da Salvação por todo o mundo, e não transformar a Casa de Deus em casa de prostituição.

terça-feira, 23 de julho de 2019

LIÇÕES BÍBLICAS / AO QUE VENCER, RECEBERÁ UM NOVO NOME! - Lição: 2

LIÇÕES BÍBLICAS
Classe: “Ovelhas do Bom Pastor”.
Data: - 14 – 07 – 2019.     
Titulo da Lição: AO QUE VENCER, RECEBERÁ UM NOVO NOME!
Lição: 2
Texto Áureo: “E odiados de todos sereis por causa do meu nome:”   (Mt. 10: 22)
                                     
Leitura Bíblica em Classe:      440 – 400 - HC                       (Is. 11: 1 a 13)

1 – PORQUE brotará um rebento do tronco de Jessé, e das suas raízes um renovo frutificará.
2 – E repousará sobre ele o espírito do Senhor, o espírito de sabedoria e de inteligência, o espírito de conselho e de fortaleza, o espírito de conhecimento e de temor do Senhor.
3 – E deleitar-se-á no temor do Senhor: e não julgará segundo a vista dos seus olhos, nem repreenderá segundo o ouvir de seus ouvidos;
4 – Mas julgará com justiça os pobres e repreenderá com equidade os mansos da terra; e ferirá a terra com a vara de sua boca, e com o sopro dos seus lábios matará o ímpio.
5 – E a justiça será o cinto dos seus lombos, e a verdade o cinto dos seus rins.
6 – E morará o lobo com o cordeiro, e o leopardo com o cabrito se deitará, e o bezerro, e o filho de leão e a nédia ovelha viverão juntos, e um menino pequeno os guiará.
7 – A vaca e a ursa pastarão juntas, e seus filhos juntos se deitarão; e o leão comerá palha como o boi.
8 – E brincará a criança de peito sobre a toca do áspide, e o já desmamado meterá sua mão na cova do basilisco.
9 – Não se fará mal nem dano algum em todo o monte da minha santidade, porque a terra se encherá do conhecimento do Senhor, como as águas cobrem o mar.
10 – E acontecerá naquele dia que as nações perguntarão pela raiz de Jessé, posta por pendão dos povos, e o lugar do seu repouso será glorioso.
11 – Porque há de acontecer naquele dia que o Senhor tornará a estender a sua mão para adquirir outra vez os resíduos do seu povo, que restarem da Assíria, e do Egito, e de Sinar, e de Hamate, e das ilhas do mar.
12 – E levantará um pendão entre as nações, e ajuntará os desterrados de Israel, e os dispersos de Judá congregará desde os quatro confins da terra.
13 – E desterrar-se-á a inveja de Efrain, e os adversários de Judá serão desarraigados: Efrain não invejará a Judá e Judá não oprimirá a Efrain.

 Título da Lição: AO QUE VENCER, RECEBERÁ UM NOVO NOME!

Definição:  Entrando no estudo da terceira carta á Igreja que estava na Cidade de Pérgamo, vemos o Senhor ali entrando com uma atitude bem mais enérgica, pois ali estava acontecendo o que mais Ele abomina; as misturas. As misturas demonstram ao Senhor que, nada de bom tem entrado em nosso coração em relação á sua Palavra. Por esta razão tantas desgraças no mundo, sem se falar nos corações facciosos, dentro dos Templos. Mas que significa, ou melhor, quais os danos que podem causar ou trazer ao Corpo de Cristo (Igreja)? Um espírito faccioso? Vejamos o que nos diz o Apóstolo Tiago no cap. 3: dos versos 13 a 18 em sua imensa sabedoria: “Quem dentre vós é sábio e entendido? Mostre pelo seu bom trato as suas obras em mansidão de sabedoria. Mas se tendes amarga inveja, e sentimento faccioso em vosso coração, não vos glorieis, nem mintais contra a verdade: Essa não é a sabedoria que vem do alto, mas é terrena, animal e diabólica. Porque onde há inveja e espírito faccioso aí há perturbação e toda a obra perversa.” (Tg. 3: 13 a 16). Dando continuidade a nossa lição, vemos com toda clareza a fala do Apóstolo Tiago acerca do espírito faccioso que tanto campeia no meio dos irmãos. Espírito totalmente diabólico, pois semeia contenda entre os irmãos. O irmão faccioso passa a suspeitar coisas que não existem no meio da Congregação. Vamos falar agora dentro desta lição um pouco da nossa Congregação que, coiscidentemente tem muitos pontos a ver com a Igreja em Pérgamo. Vejamos: “E ao anjo da igreja que está em Pérgamo escreve: Isto diz aquele que tem a espada aguda de dois fios: eu sei as tuas obras, e onde habitas, que é onde está o trono de Satanás; e reténs o meu nome, e não negaste a minha fé, ainda nos dias de Antipas, minha fiel testemunha, o qual foi morto entre vós, onde Satanás habita.” (Ap. 2: 12, 13). Aí estão os pontos idênticos aos de Pérgamo, conosco aqui na Malvina. Nossa Congregação foi plantada no centro da favela, onde também está plantado o trono de Satanás. Acontece que, o nosso Amado Salvador a preparou para nós e  centralizou a sua Igreja que somos nós, e não o trono do capeta. Porém isto faz com que o diabo fique ainda cada dia mais furioso, e é por esta razão que nós devemos nos unir cada vez mais, e não ter o procedimento dos nossos irmãos de Pérgamo, que não vigiaram e pecaram entrando em litígio (confusão) com os irmãos. Agora mais uma vez quero fazer uma pergunta: O que nós estamos fazendo com os nove quesitos do Fruto do Espírito Santo? Ou não sabemos, ou esquecemos o que venha a ser Fruto do Espírito Santo? Vamos refrescar nossa memória? “Mas o fruto do Espirito Santo é: caridade, gozo, paz, longanimidade, benignidade, bondade, fé, mansidão, temperança. Contra estas coisas não há lei. E os que são de Cristo crucificaram a carne com suas concupiscências.” (Gl. 5: 22). Aí está explicitamente o que o Senhor Jesus depois de padecer numa cruz, dando sua vida por nós, ficar lá dos altos céus contemplando aqui na terra um povinho mediucre, que não se converte nunca!!! 
Voltando ao trono de Satanás aqui na favela, o diabo nunca vai desistir de nos tentar dentro da Congregação, qual o objetivo dele? Que o Templo se esvazie e se fechem as portas, ai sim, ele, o diabo poderá voltar com o seu trono como dantes, mas acontece que; o Senhor foi quem abriu esta porta, e a porta que Ele abre ninguém fecha! A grande arma que podemos e devemos fazer uso é o Amor Fraterno colocando em prática tudo quanto temos aprendido nestes 29 anos, exercitando entre nós a Paz, refletindo a Palavra do Senhor, olhando para dentro de nós, pois na verdade não estamos prontos ainda. Como está escrito na carta aos Colossenses cap. 3: “PORTANTO, se já ressuscitaste com Cristo, buscai as coisas que são de cima, onde Cristo está assentado à destra de Deus. Pensai nas coisas que são de cima e não nas que são da terra; Porque já estais mortos, e a vossa vida está escondida com Cristo em Deus.” (Cl. 3: 1, 2). A Igreja que estava em Pérgamo correu grande risco de ser banida na sua totalidade, pois era ministrado, dentro do Templo doutrinas estranhas, como por exemplo; o pastor que foi colocado à frente do trabalho adotou  a doutrina da Balaão, o qual lançavam tropeços diante dos filhos de Israel, vejamos: “Mas umas poucas de coisas tenho contra ti: porque tens lá os que seguem a doutrina de Balaão, o qual ensinava Balaque a lançar tropeços diante dos filhos de Israel, para que comessem dos sacrifícios da idolatria, e se prostituíssem.”  (Ap. 2: 14). Nestes últimos dias em que estamos passando na face desta terra, percebemos ao buscar conhecimentos doutrinários dentro das Sagradas Escrituras, o quanto estamos longe da Santificação, ao contemplar o estado deplorável em que se encontram as Denominações atuais, não há mais homens sendo chamados por Deus ao pastorado, eles se chamam, se intitulam como tal, sem se falar na enxurrada imunda de mulheres sem ocupação se intitulando pastoras, coisa que não há nenhum respaldo na Bíblia Sagrada, o comércio dentro da Casa do Senhor, festas mundanas como por exemplo:  As festas juninas dentro do templos, nossa saudosa Igreja Assembleia de Deus já não existe mais, em fim, a única conclusão que podemos chegar é que; JESUS ESTÁ ÀS PORTAS! Será como está escrito: “Num momento, num abrir e fechar de olhos, ante a última trombeta; porque a trombeta soará, e os mortos ressuscitarão incorruptível, e nós seremos transformados.” (I Cor. 15: 52). Portanto, os sinais já estão aí. Mas dando continuidade a Carta à Igreja que estava em Pérgamo, no verso 16 Jesus os adverte. Vejamos: “Arrepende-te, pois, quando não em breve virei a ti, e contra eles batalharei com a espada da minha boca. Quem tem ouvidos, ouça o que o Espírito diz ás igrejas: “ (Ap. 2: 16, 17). É preciso que haja primeiro o reconhecimento dos pecados cometidos para que possa haver arrependimento, do contrário todos estaremos irremediavelmente perdidos por conta dos pecados nos templos. O término desta carta endereçada à Igreja em Pérgamo nos trás da parte de Jesus Cristo o Fundador da Igreja, uma das Promessas mais lindas, ao que vencer o pecado que tão de perto nos rodeia: “Ao que vencer darei eu a comer do maná escondido, e dar-lhe-ei uma pedra branca, e na pedra um novo nome escrito, o qual ninguém conhece senão aquele que o recebe.”(Ap. 2: 17)  

sábado, 20 de julho de 2019

Título da Lição: “Ao que vencer, receberá um novo nome”

Título da Lição:     “Ao que vencer, receberá um novo nome”
Texto Áureo: “E odiados de todos sereis por causa do meu nome:” (Cant. 10: 22).
Leitura Bíblica em Classe: (Is. 11: 1 a 16). Hinos: 440 – 400.

     Entrando no estudo da 3ª carta à Igreja que estava na cidade de Pérgamo, vemos o Senhor ali entrando com uma atitude bem mais enérgica, pois ali estava acontecendo o que mais Ele abomina; as misturas.

      As misturas demonstram ao Senhor que, nada de bom tem entrado em nosso coração em relação à Sua Palavra. Por esta razão tantas desgraças no mundo, sem se falar nos corações facciosos, dentro dos Templos.

      Mas que significa, ou melhor, quais os danos que podem causar ou trazer ao Corpo de Cristo (a Igreja)? Um espírito faccioso? Vejamos o que nos diz o Apóstolo Tiago no cap. 3: dos versos 13 a... em sua imensa Sabedoria:

13 – Quem dentre vós é sábio e entendido? Mostre pelo seu bom trato as suas obras em mansidão de sabedoria.
14 – Mas, se tendes amarga inveja, e sentimento faccioso em vosso coração, não vos glorieis, nem mintais contra verdade:
15 – Essa não é a sabedoria que vem do alto, mas é terrena, animal e diabólica.
16 – Porque onde há inveja e espírito faccioso aí há perturbação e toda a obra perversa.
17 – Mas a sabedoria que do alto vem é, primeiramente pura, depois pacífica, moderada, tratável, cheia de misericórdia e de bons frutos, sem parcialidade, e sem hipocrisia.
18 – Ora, o fruto da justiça semeia-se na paz, para os que exercitam a paz.

      Dando continuidade a nossa lição, vemos com toda clareza a fala do Apóstolo Tiago acerca do espírito faccioso que tanto campeia no meios dos “irmãos”. Espírito totalmente diabólico, pois semeias contenda entre os irmãos. O irmão faccioso passa a suspeitar coisas que não existem no meio da Congregação.
     Vamos falar agora dentro desta lição um pouco da nossa Congregação que, coincidentemente  tem  muitos pontos a ver com a Igreja em Pérgamo. Vamos abrir:  

Ap. 2: 12, 13: vejamos:

12 - E ao anjo da igreja que está em Pérgamo escreve: Isto diz aquele que tem a espada aguda de dois fios:
13 – Eu sei as tuas obras, e onde habitas, que é onde está o trono de Satanás; e reténs o meu nome, e não negaste a minha fé, ainda nos dias de Antipas, minha fiel testemunha, o qual foi morto entre vós, onde Satanás habita.

    Aí estão os pontos idênticos  de Pérgamo conosco aqui na Malvina. Nossa Congregação foi plantada no centro da favela, onde também está plantado o trono do Satanás.
      Acontece que o Nosso Amado Salvador  a preparou para nós e  Centralizou a sua Igreja que somos nós e não o trono do capeta. Porém  isto faz com que o Diabo fique ainda cada dia mais furioso, e  é por esta razão que nós devemos nos unir cada vez mais e não ter o procedimento dos nossos irmãos de Pérgamo, que não vigiaram e pecaram entrando em litigio (confusão) com os irmãos.

       Agora mais uma vez quero fazer uma pergunta: O que nós estamos fazendo com os Nove quesitos do Fruto do Espírito Santo? Ou não  sabemos ou esquecemos o que venha a ser Fruto do Espírito? Vamos refrescar  nossa  memória?

       Gal, 5: 22 a 26.

22 – Mas o fruto do Espírito é: caridade, gozo, paz, longaminidade, benignidade, bondade, fé, mansidão, temperança.
23 – Contra estas coisas não há lei.
24 – E os que são de Cristo crucificaram a carne com suas concupiscencias
25 – Se vivemos em Espírito, andemos também em Espírito.
26 – Não sejamos cobiçosos de vanglorias, irritando-nos uns aos outros, invejando-nos uns aos outros.

       Aí está explicitamente o que o Senhor Jesus depois de padecer numa cruz, dando Sua vida por nós, ficar lá dos altos  Céus contemplando aqui na terra um povinho  medíocre,  que não se converte nunca!!!

    Voltando ao trono de Satanás aqui nesta favela, o Diabo nunca vai desistir de nos tentar  aqui dentro da Congregação, para que este Templo se esvazie e feche, aí sim, ele poderá colocar seu trono, mas acontece que; o Senhor foi quem abriu esta Porta, e a Porta que Ele abre ninguém fecha!!!

     A grande Arma que podemos e devemos fazer uso é o Amor, colocando em pratica  tudo que temos aprendido, nunca suspeitar maledicências, pois na verdade nenhum de nós está pronto pra subir aos Céus, vigiemos pois, e estejamos sempre alegres, vamos seguir aquele texto Bíblico que se encontra em Colossenses cap. 3:

       “PORTANTO, se já ressuscitaste com Cristo, buscai as coisas que são de cima , onde Cristo está assentado à destra de Deus. Pensai nas coisas que são de cima, e não nas que são da terra; Porque já estais mortos, e a vossa vida escondida com Cristo em Deus.”  (Col. 3: 1 a 3).

      E assim nossa lição sobre a Igreja em Pérgamo encerra com uma das promessas mais lindas para nós:

“Ao que vencer darei eu a comer do maná escondido, e dar-lhe-ei uma pedra branca, e na pedra um novo nome escrito, o qual ninguém conhece senão aquele que o recebe.” (Ap. 2: 17).

domingo, 14 de julho de 2019

14 / 07 / 2019... Passo a relatar as lindas ocorrências na Escola Dominical desta manhã

Nesta segunda lição sobre o Livro de Apocalipse, onde foi ensinado sobre o proceder da Igreja de Jesus na cidade de Smirna, considerada pelo Senhor como - Igreja Aprovada! 
Durante a lição explanada  o que mais chamou atenção dos irmãos foi  a inserção do Fruto do Espírito Santo em nossa vida, pois somente através dos nove quesitos do Fruto é que poderemos alcançar a salvação. 
Mas, após o término da lição, chamamos o aniversariante do més que foi o menino Bruno Martins que completou seus cinco anos no dia de ontem, e temos aprendido na Bíblia que a idade certa para se levar uma criança a Cristo, ou seja, fazer o apelo para que ela receba Jesus como seu Salvador é nesta faixa etária de 3 a 5 anos, e assim fizemos o apelo, e ele recebeu Jesus com a mãozinha levantada, foi muito bonito, ganhou uma Bíblia de presente e mais uma lembrancinha da Congregação. 
Fizemos assim, pois ele tem sido trazido pela mãe a Escola Dominical, e tenho percebido que de certa maneira ele participa, ele tem um hino da Harpa que quase sempre  pede para que cantemos, é o hino 372.  
Assim encerramos a Escola com uma oração. 

sexta-feira, 12 de julho de 2019

11/07/2019 - Culto de Libertação

Nesta quinta-feira às 15 Horas, tivemos mais um Culto de Libertação, sob a mensagem que se encontra no Livro de Provérbios capítulo 24: de 1 a 10. Esta é uma Mensagem de incentivo a que se cuide bem de sua própria casa, com sabedoria e ação. E o versículo 10 que encerra a mensagem nos adverte: "Se te mostrares frouxo no dia da angustia, a tua força será pequena." Portanto,  nós temos que realizar em nossa vida, nosso lar , ou melhor, colocar em prática todo o aprendizado contido nas Sagradas Escrituras. Portanto é Ação e não oração. 
       
Missionária Maria da Gloria
Este Culto de Libertação em nossa Congregação acontece desde 1988, teve inicio na Rua Catolé 62. Em 1989 deu continuidade nesta Congregação. 

terça-feira, 9 de julho de 2019

09/07/2019 - Culto de Doutrina

Culto de Doutrina sob o texto Bíblico que se encontra no Evangelho segundo Mateus capitulo12: dos versículos 38 a 50. Que nos relata sobre a grande missão do Profeta Jonas na Cidade de Nínivi. 
Em seguimento dos versos 47 em diante meditamos sobre a família de Jesus. Encerramos o Culto deixando para meditação de todos os seguintes versículos: “E disse-lhe alguém: Eis que estão ali fora tua mãe e teus irmãos, que querem falar-te. Porém ele, respondendo, disse ao que lhe falara: Quem é minha mãe? e quem são meus irmãos? E, estendendo a sua mão para os seus discípulos, disse: eis aqui minha mãe e meus irmãos; Porque, qualquer que fizer a vontade de meu Pai que está nos céus, este é meu irmão, e irmã e mãe.” (Mat. 12: 47 a 50).

segunda-feira, 8 de julho de 2019

LIÇÕES BÍBLICAS / SMIRNA A IGREJA APROVADA! - Lição: 2

 
LIÇÕES BÍBLICAS
Classe: “Ovelhas do Bom Pastor”.
Data: - 14 – 07 – 2019.     
Titulo da Lição: SMIRNA A IGREJA APROVADA!
Lição: 2
Texto Áureo: “O que vencer não receberá o dano da segunda morte” (Ap. 2: 11)
                                     
Leitura Bíblica em Classe:      378 – 251 - HC                       (Tg. 1: 1 a 18)

1 – TIAGO, servo de Deus, e do Senhor Jesus Cristo, às doze tribos que andam dispersas, saúde.
2 – Meus irmãos, tendes grande gozo quando cairdes em várias tentações:
3 – Sabendo que a prova da vossa fé obra a paciência.
4 – Tenha, porém, a paciência a sua obra perfeita, para que sejais perfeitos e completos, sem faltar em coisa em coisa alguma.
5 – E, se algum de vós tem falta de sabedoria, peça-a a Deus, que a todos dá liberalmente, e o não lança em rosto, e ser-lhe-á dada.
6 – Peça-a, porém com fé, não duvidando; porque o que duvida é semelhante à onda do mar, que é levada pelo vento e lançada de uma para outra parte.
7 – Não pense tal homem que receberá do Senhor alguma coisa.
8 – O homem de coração dobre é inconstante em todos os seus caminhos.
9 – Mas glorie-se o irmão abatido na sua exaltação,
10 – E o rico em seu abatimento; porque ele passará como flor da erva.
11 – Porque sai o sol com ardor, e a erva seca, e a sua flor cai, e a formosa aparência do seu aspecto perece: assim se murchará também o rico em seus caminhos.
12 – Bem-aventurado o varão que sofre a tentação; porque, quando for provado, receberá a coroa da vida, a qual o Senhor tem prometido aos que o amam.
13 – Ninguém, sendo tentado, diga: De Deus sou tentado; porque Deus não pode ser tentado pelo mal, e a ninguém tenta.
14 – Mas cada um é tentado, quando atraído e engodado pela sua própria concupiscência.
15 – Depois, havendo a concupiscência concebido, dá a luz o pecado; e o pecado, sendo consumado, gera a morte.
16 – Não erreis, meus amados irmãos.
17 – Toda boa dádiva e todo o dom perfeito vem do alto, descendo do Pai das luzes, em quem não há mudança nem sombra de variação.
18 – Segundo a sua vontade, ele nos gerou pela palavra da verdade, para que fôssemos como primícias das suas criaturas. 


Título da Lição: SMIRNA, A IGREJA APROVADA!

Definição:  Estaremos nesta lição estudando a segunda carta à Igreja da Ásia em Smirna, esta foi a Missão que o Senhor Jesus Ressuscitado determinou ao seu amado discípulo João, desterrado na Ilha de Patmos, que escrevesse tudo quanto avistasse ali naquela ilha, e João viu. Eram Sete Igrejas (conjunto de pessoas), e ali Jesus foi discernindo para ele seus Mistérios Gloriosos. Vejamos: “Escreve as coisas que tens visto, e as que são, e as que depois destas hão de acontecer. O mistério das sete estrelas, que viste na minha destra, e dos sete castiçais de ouro. As sete estrelas são os anjos das sete igrejas, e os sete castiçais, que viste, são as sete igrejas.” (Ap. 1: 19, 20). Ali ficou esclarecida qualquer duvida que João pudesse ter, e a nós também, fica muito clara a questão; quando o Senhor se refere as sete estrelas são os pastores, homens chamados por Deus ao Santo Ministério, isto é coisa muito séria, que, aliás, nestes finais de tempos, já não mais acontece, o Senhor Jesus que é o Sumo Pastor podemos dizer por todos os terríveis acontecimentos no meio dos crentes, que já não há mais chamada pastoral. Qual será a razão? Não há mais quem pregue a Sã Doutrina, as Bíblias que eram Sagradas se tornaram mundanas, já escreveram a bíblia da mulher de hoje, como será a mulher de hoje aos olhos do Senhor Jesus? Dentro dos “templos”, a mulherada vestida de homem, blocos de carnaval nos púlpitos, festas juninas sendo realizadas dentro dos templos em fim, o mundanismo pecaminoso,  blasfemo, escarnecedor dentro do que eles chamam de igreja. Sabem o que isto significa? Que Jesus está ás portas, pois lá no livro do profeta Daniel está escrito. Vejamos: “E ouvi o homem vestido de linho, que estava sobre as águas do rio, quando levantou a sua mão direita, e a sua mão esquerda ao céu, e jurou por aquele que vive eternamente que depois de um tempo, de tempos e metade de um tempo, e quando tiverem acabado de destruir o poder do povo santo, todas estas cousas serão cumpridas.” (Dn. 12: 7). Aí está, é chegado esse tempo, o que se há de fazer mais para derrubar o Fundamento, o alicerce da Igreja de Jesus? Mas vamos dar continuidade ao nosso estudo sobre a segunda carta à Igreja que estava em Smirna. Dentre as sete cartas destinadas as Igrejas de Apocalipse apenas duas não recebem palavras de desaprovação. Na verdade o que Jesus viu naquela Igreja? Jesus ditando, e João escrevendo: “E ao anjo da igreja que está em Smirna, escreve: Isto diz o primeiro e o último, que foi morto e reviveu: eu sei as tuas obras, e tribulação, e pobreza (Mas tu és rico), e a blasfêmia dos que se dizem judeus, e não o são, mas são a sinagoga de Satanás. Nada temas das coisas que hás de padecer. Eis que o diabo lançará alguns de vós na prisão, para que sejais tentados; e tereis uma tribulação de dez dias. Sê fiel até a morte, e dar-te-ei a coroa da vida. Quem tem ouvidos, ouça o que o espírito diz ás igrejas: o que vencer não receberá o dano da segunda morte.” (Ap. 2: 8 a 11).  Na verdade não houve nenhuma repreensão a esta Igreja, muito pelo contrário, Jesus demonstrou  muita alegria naquela Igreja.  
E como está escrito, o Senhor usa de benevolência a todos que o ama do profundo da alma, vemos que esta carta não foi para os corrigir em alguma falta, mas sim para os encorajar, e mais, avisar a todos ali congregados sobre o perigo da tentação, o Senhor também menciona as poucas condições financeiras daquela Igreja, mas em compensação eles eram vistos por Jesus como ricos, isto denota FÉ! E como está escrito: “Ora, sem fé é impossível agradar-lhe: porque é necessário que aquele que se aproxima de Deus creia que ele existe, e que é galardoador dos que o buscam.” (Hb. 11: 6). Mas voltemos à carta endereçada a Igreja de Smirna, estava havendo realmente uma perseguição da parte dos judeus, pois bem vemos no verso 10 o que o Senhor Jesus diz a João acerca do que deveria escrever; Nada temas das coisas que hás de padecer: “Eis que o diabo lançará alguns de vós na prisão, para que sejais tentados; e tereis uma tribulação de dez dias”, porém o mais importante é que o Senhor sempre nos avisa antes, isto acontece até nos dias atuais, pois o Senhor Jesus é o mesmo que zela por todo aquele que faz menção de o seguir, há uma ligação constante entre os verdadeiros seguidores da Palavra Santa, como certa vez o Apostolo Pedro disse palavras que agradaram ao Senhor Jesus quando por aqui andou: “ Respondeu-lhe pois Simão Pedro: Senhor, para quem iremos nós? Tu tens as palavras da vida eterna” (Jo: 6: 68). Este fato aconteceu quando um determinado dia, estando Jesus com seus discípulos na sinagoga dos judeus disse palavras doutrinárias muito fortes, e grande parte da assistência foi se retirando, então Jesus perguntou aos doze se não queriam sair também? Mas eles permaneceram seguindo o Mestre até o fim. Assim permaneceu esta segunda Igreja mencionada em Smirna, e os escritos finais desta carta se resume numa das mais lindas promessas para os que são fieis aos Mandamentos do Senhor, mas como toda promessa divina vem sempre acompanhada de uma condição, pois é realmente necessária as condições descritas no Livro Santo; vejamos: “O que vencer não receberá o dano da segunda morte.” (Ap. 2: 11b). Mas vencer o que? O desamor a Deus na Pessoa de seu Filho Amado Jesus Cristo, mas qual a razão? O Amor! Pois tudo Ele fez, se submeteu ao Pai por amor. Será que está havendo no meio do povo que se diz crente em Jesus este tal amor? O que nos poderá levar aos Céus é o Amor: é nas simples coisas que o Senhor nos observa lá dos altos mediante o primeiro Mandamento, vejamos que não é tão fácil como parece seguir o Mestre, em nossa pequena Congregação, onde temos tantas vezes aprendido sobre o primeiro Mandamento, estamos estudando justamento o livro de Apocalipse, e vamos nos deparando com as Sete Igrejas da Ásia, de que maneira o Senhor lá dos Altos Céus está contemplando nossa Congregação aqui no Bairro de Irajá? É, precisamos estar atentos, pois maior será o Juízo, temos alegria de vir aos Cultos do Senhor? Temos recebido fortalecimento não somente espiritual, mas no corpo físico? Ou estamos negando a Palavra que diz: “Mas os que esperam no Senhor renovarão as suas forças, subirão com asas como águias: correrão, e não se cansarão; caminharão, e não se fatigarão.” (Is. 40: 31). Não façamos Deus mentiroso, pois Ele não é. O que está escrito, está escrito.

domingo, 7 de julho de 2019

Culto de Adoração ao Senhor

Dia: 07/07/2019 - 18:00 Horas: Culto de Adoração ao Senhor, com a participação do Conjunto Vozes do Jordão, louvando com os hinos: Igreja Viva e Água Viva. 
Mensagem do Culto, lida e explanada: Salmos 122: “ALEGREI-ME quando me disseram: Vamos a casa do Senhor.
Encerramento, ás 20: 00 horas, com oração e o tríplice Amem!

terça-feira, 2 de julho de 2019

LIÇÕES BÍBLICAS / A IGREJA DE JESUS! - Lição: 1

LIÇÕES BÍBLICAS
Classe: “Ovelhas do Bom Pastor”.
Data: - 07 – 07 – 2019.     
Titulo da Lição: A IGREJA DE JESUS!
Lição: 1
Texto Áureo: “Sê fiel até a morte, e dar-te-ei a coroa da vida ?” (Ap. 2: 10)
                                       
Leitura Bíblica em Classe:      215 – 266 -  HC                       (Mt. 5: 13 a 26)

13 – Vós sois o sal da terra; e se o sal for insípido, com que se há de salgar? Para nada mais presta senão para se  lançar fora, e ser pisado pelos homens.
14 – Vós sois a luz do mundo: não se pode esconder uma cidade edificada sobre um monte.
15 – Nem se acende a candeia e se coloca debaixo do alqueire, mas no velador, e dá luz a todos que estão na casa.
16 – Assim resplandeça a vossa luz diante dos homens, para que vejam as vossas obras e glorifiquem a vosso Pai, que está nos céus.
17 – Não cuideis que vim destruir a lei ou os profetas: não vim ab-rogar, mas cumprir.
18 – Porque em verdade vos digo que, até que o céu e a terra passem, nem um jota ou um til se omitirá da lei, sem que tudo seja cumprido.
19 – Qualquer pois que violar um destes mais pequenos mandamentos, e assim ensinar aos homens, será chamado o menor no reino dos céus; aquele, porém, que os cumprir e ensinar será chamado grande no reino dos céus.
20 – Porque vos digo que, se a vossa justiça não exceder a dos escribas e fariseus, de modo nenhum entrareis no reino dos céus.
21 – Ouviste o que foi dito aos antigos: Não matarás; mas qualquer que matar será réu de juízo.
22 – Eu, porém, vos digo que qualquer que, sem motivo, se encolerizar contra seu irmão, será réu de juízo, e qualquer que disser a seu irmão: Raca, será réu do sinédrio; e qualquer que lhe disser: Louco, será réu do fogo do inferno.
23 – Portanto, se trouxeres a tua oferta ao altar, e aí lembrares de que teu irmão tem alguma coisa contra ti,
24 – Deixa ali diante do altar a tua oferta, e vai reconciliar-te primeiro com teu irmão, e depois vem e apresenta a tua oferta.
25 – Concilia-te depressa com o teu adversário, enquanto está no caminho com ele, para que não aconteça que o adversário te entregue ao juiz , e o juiz te entregue ao oficial, e te encerrem na prisão.
26 – Em verdade te digo que de maneira nenhuma sairás dali enquanto não pagares o último ceitil.

Título da Lição: JOÃO VIU!

Definição: Dando inicio ao estudo sobre o Livro de Apocalipse, de imediato podemos ver quão grande é o Zelo do Senhor, em especial na Pessoa de Jesus Cristo o qual recebeu do Pai todo o Poder como está escrito: “E, chegando-se Jesus, falou-lhes, dizendo: É me dado todo o poder no céu e na terra. Portanto ide, ensinai todas as nações, batizando-as em nome do Pai, e do Filho, e do Espírito Santo;” (Mt. 28: 18, 19). Foi muito grande a alegria de Jesus ao receber todo o Poder, principalmente a responsabilidade com aqueles que formam a Igreja lavada e remida pelo Sangue de Jesus. Por esta razão, observamos que bem no inicio do Livro do Apocalipse Jesus começa logo, de imediato o seu trabalho em prol da santificação de cada Congregação alcançada por seus discípulos. Pelos estudos paralelos, temos o ano em que foi escrito o Livro do Apocalipse  + ou – década de 90. O mais importante é que, Jesus ao ser recebido nos Céus começou de imediato a trabalhar em prol de sua Igreja, Ele não criou nenhum tipo de título para as reuniões que se faziam nos lares, muitas vezes temos aprendido que, a Igreja de Jesus nascia nos lares. Mas voltando, vamos pegar bem do inicio; ouçamos o que Jesus falou aos doze Apóstolos minutos antes de ser recebido nos Céus: “E disse-lhes: Não vos pertence saber os tempos ou as estações que o Pai estabeleceu pelo seu próprio poder. Mas recebereis a virtude do Espírito Santo, que há de vir sobre vós; e ser-me-eis testemunhas, tanto em Jerusalém como em toda a Judeia e Samaria, e até aos confins da terra. E quando dizia isto, vendo-o eles, foi elevado às alturas, e uma nuvem o recebeu, ocultando-o a seus olhos. E estando com os olhos fitos no céu, enquanto ele subia, eis que junto deles se puseram dois varões vestidos de branco, os quais lhes disseram: Varões galileus, por que estais olhando para o céu? Esse Jesus que dentre vós foi recebido em cima no céu, há de vir assim como para o céu o vistes ir.” (At. 1: 7 a 11). Aí está com toda clareza o futuro da Igreja de Jesus, ela não tem títulos, mas sim, para Jesus continua sendo todos os que se separam do pecado, e segue os Escritos Sagrados, contemplarão o que aqueles dois varões vestidos de branco falaram. Mas dando prosseguimento a nossa lição; vemos que dali, aqueles discípulos foram direto para a casa de Marcos, e ali, deu-se inicio a primeira igreja, Marcos era bem jovem, adolescente, vivia com sua mãe que se chamava Maria, e naquela casa, ali no cenáculo (sala de jantar) todos os discípulos se reuniam para cultuar ao Senhor, ali nascia  a primeira Igreja de Jesus,  oito dias depois que Jesus foi recebido nos Céus, cumpriu-se a promessa do Pentecostes, ou seja a descida do Espírito Santo, e todos foram revestidos do Poder do Alto. Ali todos estavam preparados para sair mundo afora pregando o Evangelho de Nosso Senhor Jesus Cristo com Sinais. Sem este Revestimento do Espírito Santo fica impossível realizar uma obra completa. Mas, voltemos ao Livro de Apocalipse no capitulo 2,  pois se refere a primeira Igreja da Ásia Menor que se reunia na cidade de Éfeso, Igreja onde a Apóstolo Paulo muito trabalhou. Mas quem é o verdadeiro fundador da Igreja? Jesus Cristo! Naqueles três anos de seu Ministério na terra Ele juntou doze Apóstolos, e treino-os para serem futuramente os líderes de suas Igrejas que haveriam de crescer. A Igreja de Jesus não é uma estrutura de cimento armado, mas sim um conjunto de pessoas salvas, felizes, saudáveis, que trabalham incessantemente em prol do crescimento de almas salvas, passando de graça o que de graça tem recebido. Mas o tempo passou, o numero de salvos foi aumentando e com isto começou haver os deslizes, havia na Ásia menor Sete Igrejas, conta a história que a Igreja em Éfeso foi dotada de Ministros, os obreiros que por lá passaram fizeram um bom trabalho, podemos mencionar aquele casal dedicado, que muito ajudou ao apóstolo Paulo, e outros obreiros que por lá passaram como o jovem Timóteo, Tíquico e João, o discípulo amado.  Ali não eram ensinadas nenhuma filosofia, mas sim era anunciada a salvação através da santidade com que todos deveriam viver. Mas com o passar dos tempos, os antigos Apóstolos já dormiam no Senhor, as coisas foram mudando para pior, então Jesus dos altos Céus, chamou aquele discípulo que ficou com Ele até o fim ao pé da cruz, e em arrebatamento de espírito, foi escrevendo ao Anjo (Pastor) de cada Cidade o que o Senhor Jesus lhe ia ditando, e a primeira carta foi endereçada a Cidade de Éfeso. Mas vejamos agora qual foi a queixa do Senhor Jesus:“Eu sei as tuas obras, e o teu trabalho, e a tua paciência, e que não podes sofrer os maus; e puseste à prova os que dizem ser apóstolos e o não são, e tu os achaste mentirosos. E sofreste, e tens paciência; e trabalhaste pelo meu nome, e não te cansaste. Tenho, porém, contra ti que deixaste a tua primeira caridade. lembra-te pois donde caíste, e arrepende-te, e pratica as primeiras obras; quando não brevemente a ti virei, e tirarei do seu lugar o teu castiçal, se mão te arrependeres.” (Ap. 2: 2 a 5). Eis aí está queixa do Senhor em relação a esta primeira Igreja mencionada por Jesus a João na Ilha de Patmos. O dirigente daquela Igreja foi esmorecendo no doutrinar a Igreja, foi-se degenerando, esfriando, atrofiando na pratica do Amor, ela passa a ser uma Igreja fria, sem o vigor de uma Igreja Pentecostal. Vejamos o que nos diz o Senhor em Romanos cap. 12: 11. “Não sejais vagarosos no cuidado: sede fervorosos no espírito,  servindo ao Senhor; Alegrai-vos na esperança, sede pacientes na tribulação, perseverai na oração.” Era assim, desta maneira que o Senhor queria rever aquela Igreja, Igreja alegre é aquela que cumpre os Mandamentos da Lei de Deus, para que haja alegria em seus membros, e a promessa final desta primeira carta foi: “Ao que vencer, dar-lhe-ei a comer da árvore da vida, que está no meio do paraíso de Deus.” (Ap. 2: 7). É muito interessante o que já podemos sentir nesta primeira carta ao responsável da Igreja que estava na Cidade de Èfeso, que o Senhor denomina como Anjo, sim Jesus faz essa comparação do Pastor de sua Igreja a um Anjo pelo seguinte: Os anjos no passado, ou seja, no Antigo Testamento quando vinham a terra cumprir uma missão dada pelo Senhor, executavam exatamente como o Senhor ordenava, sem dó nem piedade, pois eram extremamente obedientes. Assim deve ser o homem consagrado a Pastor