A PORTA ABERTA ESTÁ

A PORTA ABERTA ESTÁ
Culto de Doutrina - terças às 18:30 / Culto de Consagração - quartas às 09:00 / Culto de Libertação - quintas às 15:00 / Evangelização e Culto ao Ar Livre - sábados às 17:00 / Escola Dominical às 09:00 / Culto Público aos domingos às 18:00

Translate

terça-feira, 18 de junho de 2019

LIÇÕES BÍBLICAS / EZEQUIEL UM TIPO DE CRISTO - Lição: 12

LIÇÕES BÍBLICAS
Classe: “Ovelhas do Bom Pastor”.
Data: - 23 – 06 – 2019.     
Titulo da Lição: EZEQUIEL UM TIPO DE CRISTO
Lição: 12
Texto Áureo: “Num momento, num abrir e fechar de olhos" (I Cor. 15: 52)
                                       
Leitura Bíblica em Classe:      20 –  HC  142                      (Ap. 18: 1 a 13)

1 – E DEPOIS destas coisas vi descer do céu outro anjo, que tinha grande poder, e a terra foi iluminada com a sua gloria.
2 – E clamou fortemente com grande voz, dizendo: Caiu caiu a grande Babilônia, e se tornou morada de demônios,  e coito de todo o espírito imundo, e coito de toda ave imunda e aborrecível.
3 – Porque todas as nações beberam do vinho da ira da sua prostituição, e os reis da terra se prostituíram com ela; e os mercadores da terra se enriqueceram com a abundância de  suas delicias.
4 – E ouvi outra voz do céu que dizia: Sai dela, povo meu, para que não sejas participantes dos seus pecados, e para que não incorras nas suas pragas.
5 – Porque já os seus pecados se acumularam até ao céu, e Deus se lembrou das iniquidades dela.
6 – Tornai-lhe a dar como ela vos tem dado, e retribui-lhe em dobro conforme as suas obras: no cálice em que vos deu de beber dai-lhe a ela em dobro.
7 – Quanto ela se glorificou, e em delicias esteve, foi-lhe outro tanto de tormento e pranto; porque diz em seu coração: Estou assentada como rainha, e não sou viúva, e não verei o pranto.
8 – Portanto, num dia virão as suas pragas, a morte, e o pranto, e a fome, e será queimada no fogo; porque é forte o Senhor Deus que a julga.
9 – E os reis da terra, que se prostituíram com ela, e viveram em delicias, a chorarão, e sobre ela prantearão, quando virem o fumo do seu incêndio.
10 – Estando de longe pelo temor do seu tormento, dizendo: ai, ai daquela grande Babilônia, aquela forte cidade! Pois numa hora veio o seu juízo.
11 – E sobre ela choram e lamentam os mercadores da terra; porque ninguém mais compra as suas mercadorias.
12 – Mercadorias de ouro, e de prata, e de pedras preciosas, e de pérolas, e de linho fino, e de púrpura, e de seda, e de escarlata; e toda a madeira odorífera, e todo o vaso de marfim, e todo o vaso de madeira preciosíssima, de bronze e de ferro, e de mármore;
13 – E cinamomo, e amomo, e perfume, e mirra, e incenso, e vinho, e azeite, e flor de farinha, e trigo, e cavalgaduras, e de carros, e de corpos e de almas de homens.

Título da Lição: EZEQUIEL UM TIPO DE CRISTO

Definição: Estamos nesta lição encerrando este estudo do livro do profeta Ezequiel, pois, após contemplarmos no capítulo 37 aquele vale de ossos secos, e o que o Senhor operou ali: Vejamos: “E profetizei como ele me deu ordem: então o espírito entrou neles e viveram, e se puseram de pé, um exército grande em extremo.” (Ez. 37: 8). Esta foi a grande oportunidade pois,  estavam mais que mortos, só restavam ossos sequíssimos! Nos capítulos que se seguem percebemos com toda clareza que o Senhor passa a tratar da vinda do Messias, começa um preparo, o profeta começa a receber mensagens do Senhor contra Gogue, e Magogue, pois esses tais sempre foram inimigos do povo de Deus, vem de longe essa descendência dos filhos de Noé que se espalharam pelo mundo. Mas vamos seguindo esta lição e observando que após o capitulo 40 do livro de Ezequiel, já começamos a contemplar referências alusivas ao Homem que tinha o cordel em suas mãos. Vejamos o que o profeta viu: “Em visões de Deus me levou à terra de Israel e me pós sobre um monte muito alto, e havia sobre ele um como edifício de cidade para a banda do sul. E havendo me levado ali, eis que um homem cuja aparência era como a aparência do cobre, tendo um cordel de linho na sua mão e uma cana de medir, estava em pé na porta. E disse-me: Filho do homem, vê com os teus olhos, e ouve com teus ouvidos, e põe no teu coração tudo quanto eu te fizer ver; porque, para to mostrar foste tu aqui trazido; anuncia pois, à casa de Israel tudo quanto tu vires.” (Ez. 40: 2 a 4). E dali o Senhor foi mostrando ao profeta a estrutura do futuro Templo, seria Glorioso, e ali cada detalhe da estrutura do Templo. No capitulo 47, tudo está pronto, agora Ele, o Senhor que bem podemos perceber ali a figura de Jesus Cristo, pois já temos aprendido que as referências ao Homem vestido de linho é Jesus Cristo, e todas as vezes que a Igreja de Jesus se reúne, aí está no meio dela o Homem vestido de linho, e sempre com o Cordel em suas mãos. E no cap. 47 de Ez. Jesus se apresenta como as Águas Purificadoras, e sabemos muito bem que estas Águas são a Palavra de Deus escritas em nossa Bíblia Sagrada, pois ela representa para nós pecadores; água, que lava os pecados, que purifica as imundícies de nosso interior e exterior, são através das Palavras doutrinárias que talvez alcancemos a Pátria Celestial. No capitulo 48 o Senhor faz alusão às doze tribos de Israel, descendência do Patriarca Abraão. O cap. 47 descreve os termos gerais do novo Israel, ou seja; ao se levantar aquele grande exercito no vale de ossos secos, se levantou um renovado exército, agora como sempre, o Senhor espera que daí pra frente aquele povo possa seguir com veracidade, com amor o Deus dos Exércitos, Aquele que está sempre pronto  a perdoar, e a preparar um povo para estar sempre com Ele, o Salvador! No capitulo 48 vai esclarecendo de que maneira o Senhor quer repartir e destinar terras para as tribos: As tribos do reino do norte, que havia deixado de existir, pois a Assíria havia conquistado, ou seja, o povo havia perdido para a Assíria por conta dos pecados cometidos, pela desobediência aos preceitos do Senhor. E ali o Senhor faz com que seu povo tenha suas terras de volta, e no meio das terras está o Templo de Deus no centro de tudo, com um lugar em torno do Templo para os sacerdotes e os levitas, pois eles foram separados pelo Senhor para cuidar do Templo, dos cânticos, e foi a única tribo que vivia dos dízimos dos dízimos, não herdaram as terras como seus onze irmãos, porém eram de grande valia o Senhor! Hoje nós vemos um bando de crentes sem nenhuma instrução dentro das Escrituras cantando por aí a fora musicas que nem hinos são, querendo ser artistas, ficando ricos ás custas dos trouxas e se dizendo levitas do Senhor, que blasfêmia! E o pior é que, não há pastores na terra para chamar esses tais cantorzinhos e essas tais cantorazinhas e ensinar-lhes qual era a verdadeira função da tribo dos levitas. Mas voltando a posição dos levitas, eles moravam ao redor do Templo para o guardar,  e o Senhor no centro da vida deles. E nós? Temos colocado o Senhor Deus no centro de nossa vida?  Mas o que estamos aprendendo nesta lição é que, o último capítulo do Livro do Sacerdote, Profeta e Atalaia Ezequiel nos retrata a Cidade Santa que está nos Céus, e que breve irá descer em Jerusalém, assim está escrito, pois João viu: “E VI um novo céu, e uma nova terra. Porque já o primeiro céu e a primeira terra passaram, e o mar já não existe. E eu, João vi a santa cidade, a nova Jerusalém, que de Deus descia do céu, adereçada como uma esposa ataviada para o seu marido. E ouvi uma grande voz do céu, que dizia: Eis aqui o tabernáculo de Deus com os homens, pois com eles habitará, e eles serão o meu povo, e o mesmo Deus estará com eles, e será o seu Deus. E Deus limpará de seus olhos toda a lágrima; e não haverá mais morte, nem pranto, nem clamor, nem dor; porque já as primeiras coisas são passadas.” (Ap. 21: 1 a 4). Aí está a grande promessa, a qual nos o gentios alcançados por Jesus, ou seja, todo aquele que tem feito voto de seguir os Mandamentos, desde Gênesis a Apocalipse alcançará morada nesta Cidade que descerá dos Céus, pois assim está escrito, é Promessa! Podemos nos certificar desta promessa revelada aos seus Apóstolos quando por aqui andaram, vejamos o que o Senhor diz através do apostolo Pedro: “AMADOS, escrevo-vos agora esta segunda carta em ambas as quais desperto com exortação o vosso ânimo sincero; Sabendo primeiro isto: que nos últimos dias virão escarnecedores, andando segundo as suas próprias concupiscências, e dizendo: Onde está a promessa da sua vinda? Porque desde que os pais dormiram todas as coisas permanecem como desde o principio da criação.” (II Pd. 3: 1 a 4). É assim mesmo, isto é próprio dos incrédulos, dos desobedientes à Palavra Escrita do Senhor, mas é bom estar atento na questão da obediência aos Mandamentos, pois também está escrito que; a Vinda do Senhor será num abrir e fechar de olhos. “Num momento, num abrir e fechar de olhos, ante a última trombeta; porque a trombeta soará, e os mortos ressuscitarão incorruptíveis, e nós seremos transformados.” (I Corint. 15: 52). E assim encerramos este estudo do livro de Ezequiel, que nos deixa um aprendizado muito bom, que guardemos com zelo tudo aprendido, e principalmente praticando, e um dia veremos Um Novo Céu e uma Nova Terra!

Nenhum comentário:

Postar um comentário