A PORTA ABERTA ESTÁ

A PORTA ABERTA ESTÁ
Culto de Doutrina - terças às 18:30 / Culto de Consagração - quartas às 09:00 / Culto de Libertação - quintas às 15:00 / Evangelização e Culto ao Ar Livre - sábados às 17:00 / Escola Dominical às 09:00 / Culto Público aos domingos às 18:00

Translate

terça-feira, 25 de junho de 2019

LIÇÕES BÍBLICAS / JOÃO VIU! - Lição: 13

LIÇÕES BÍBLICAS
 Classe: “Ovelhas do Bom Pastor”.
 Data: - 30 – 06 – 2019.     
Titulo da Lição: JOÃO VIU!
Lição: 13
Texto Áureo: “SENHOR, quem habitará no teu tabernáculo? Quem morará no teu santo monte?” (Sl. 15: 1)
                                       
Leitura Bíblica em Classe:      277 – 312 -  HC                       (Mt. 5: 17 a 29)

 17 – Não cuideis que vim destruir a lei ou os profetas: não vim ab-rogar, mas cumprir.
18 – Porque em verdade vos digo que, até que o céu e a terra passem, nem um jota ou um til se omitirá da lei, sem que tudo seja cumprido.
19 – qualquer pois que violar um destes mais pequenos mandamentos, e assim ensinar aos homens, será chamado o menor o menor no reino dos céus; aquele, porém, que os cumprir e ensinar será chamado grande no reino dos céus.
20 – Porque vos digo que, se a vossa justiça não exceder a dos escribas e fariseus, de modo nenhum entrareis no reino dos céus.
21 – Ouvistes que foi dito aos antigos: Não matarás; mas qualquer que matar será réu de Juízo.
22 – Eu, porém, vos digo que qualquer que, sem motivo, se encolerizar contra seu irmão, será réu de Juízo, e qualquer que lhe disser: Louco, será réu do fogo do inferno.
23 – Portanto, se trouxeres a tua oferta ao altar, e aí te lembrares de que teu irmão tem alguma coisa contra ti,
24 – Deixa ali diante do altar a tua oferta, e vai e reconciliar-te primeiro com teu irmão, e depois vem e apresenta a tua oferta.
25 – Concilia-te depressa com teu adversário, enquanto estais no caminho com ele, para que não aconteça que o adversário te entregue ao juiz, e o juiz te entregue ao oficial, e te encerrem na prisão.
26 – Em verdade te digo que de maneira nenhuma sairás dali enquanto não pagares o último ceitil.
27 – Ouvistes que foi dito aos antigos: não cometerás adultério.
28 – Eu porém, vos digo que qualquer que atentar numa mulher para a cobiçar, já em seu coração cometeu adultério com ela.
29 – Portanto, se teu olho direito te escandalizar, arranca-o e atira-o para longe de ti, pois te é melhor que se perca um dos teus membros do que seja todo o seu corpo lançado no inferno.   

Título da Lição: JOÃO VIU!

Definição: Verdadeiramente João viu coisas inefáveis, ou seja, que não se pode exprimir ali naquela Ilha chamada Patmos, localizada na extremidade do mar Egeu, Ásia Menor na Turquia. Mas estamos iniciando um novo estudo das Sagradas Escrituras, o último Livro da Bíblia Sagrada que trás o nome de Apocalipse, considerado pelo chamado povo de Deus como um dos mais difíceis de entender, acontece que, para entender as Profecias contidas na Bíblia, é preciso que haja uma conversão, que significa; aceitação, em primeiro lugar: a Pessoa de Jesus Cristo como Único e Suficiente Salvador, do contrario nunca haverá no ser humano uma abertura para o Sagrado, ou seja, abertura do coração, interessante é: “E eis que estou á porta, e bato: se alguém ouvir a minha voz, e abrir a porta, entrarei em sua casa, e com ele cearei, e ele comigo.”(Ap. 3: 20). Aí está, a condição para que se possa entender, compreender as Sagradas Escrituras.  Da mesma forma o Senhor Jesus quando por aqui andou realizou este mesmo ato na vida de um homem pecador, odiado por todos, aquele de baixa estatura chamado Zaqueu, mas quando ele reconheceu que era um pecador, desejou ver a Jesus, então  subindo numa árvore muito alta, ouviu  as Palavras de salvação e, em seu profundo coração creu, Jesus então olhando para o alto daquela árvore o chamou: “E, quando Jesus chegou àquele lugar, olhando para cima, viu-o e disse-lhe: Zaqueu, desce depressa, porque hoje me convém pousar em tua casa.” Lc. 19: 5). E todos nós bem já conhecemos a linda história daquele homem chamado Zaqueu. Jesus é o mesmo, continua salvando, perdoando, batizando com Seu Santo Espírito, dando poder aos seus discípulos para realizar a obra da Evangelização com Sinais, mas estamos entrando num estudo sobre o Livro do Apocalipse: Logo no capitulo 1º, o autor do livro de Apocalipse se identifica como João, ou seja o Apóstolo, aquele que ficou até ao fim, ao pé da cruz. Segundo a tradição da história paralela aos escritos Bíblicos, conta que João foi desterrado na Ilha de Pátmos, após ter sido mergulhado num tonel de óleo fervente, e ali naquela ilha foi mostrada a ele as coisas que em breve hão de acontecer. Quando se diz em breve; alguns até argumentam: desde que nasceram se ouve dizer que Jesus vem, e até agora não aconteceu, mas é bom continuar aguardando, pois estar pronto para ir aos Céus demora, Jesus deixou em sua Palavra uma parábola muito significativa; a parábola das dez virgens e suas lamparinas cheias de azeite, este azeite simboliza a santificação, a pureza, a Luz de Jesus refletida na face do salvo em Jesus Cristo. Mas vamos ao primeiro capitulo do Livro de Apocalipse: “REVELAÇÃO DE JESUS CRISTO, a qual Deus lhe deu, para mostrar aos seus servos as coisas que brevemente devem acontecer; e pelo seu anjo as enviou, e as notificou a João seu servo; O que testificou da palavra de Deus, e do testemunho de Jesus Cristo, e de tudo o que tem visto. Bem-aventurado aquele que leu, e os que ouvem as palavras desta profecia, e guardam as coisas que nela estão escritas; porque o tempo está próximo.” (Ap. 1: 1 a 3). Assim damos inicio ao nosso estudo sobre este Livro que muitos fazem polêmica. Façamos aqui uma observação; muitos tem o Livro de Apocalipse como uma profecia apenas para o futuro, mas isto é extremamente errado, pois devemos observá-lo no dia a dia de nossa existência, pois é renovo, notamos que logo de imediato o Senhor Jesus já começa a dedicar em primeiro lugar a quem? À sua Igreja, ou melhor as suas Sete Igrejas da Ásia. Tudo diante do Senhor tem significado; Sete é o numero da Perfeição de Deus, por que? A Numerologia é Divina, o Número de Deus Pai é Sete, veio Jesus seu Número é Oito, pois é a segunda Pessoa da Santíssima Trindade, juntando ao Espírito Santo forma-se um Trindade. Só para recordar o que já temos aprendido na Congregação: O Senhor Deus Pai criou o homem no sexto dia da criação, o homem natural feito do pó da terra, ao receber Jesus como Salvador recebe o Número 7. Mas acontece que este homem pecou, e ao pecar lá no Jardim do Èden o Senhor disse: “Então disse o Senhor Deus: eis que o homem é como um de nós, sabendo o bem e o mal; ora, pois, para que não estenda a sua mão, e tome também da árvore da vida, e coma e viva eternamente: O Senhor Deus, pois, o lançou fora do jardim do Éden, para lavrar” (Gn. 3: 22). Aí está, aquela primeira família perdeu por conta do pecado. Mas voltemos ao nosso estudo do primeiro cap. De Ap. Então já haviam por conta do trabalho maravilhoso  dos Apóstolos  Sete Igrejas (congregações) na Ásia. E João foi parar naquela Ilha arrebatado em espírito, e foi no dia do Senhor, isto trás sempre para nós uma advertência acerca do dia do Senhor, que todos nós sabemos que se refere ao primeiro dia da semana que o Domingo, vejamos a especificidade do assunto: “Eu fui arrebatado em espírito no dia do Senhor, e ouvi detrás de mim uma grande voz, como de trombeta, Que dizia: O que vês, escreve-o num livro, e envia-o ás sete igrejas que estão na Ásia: a Éfeso, e a Smirna, e a Pérgamo, e a Tiatira, e a Sardo, e a Filadélfia, e a Laudicéia. E virei-me para ver quem falava comigo. E, virando-me, vi sete castiçais de ouro;”  (Ap. 1: 10 a 12). E no meio destes castiçais estava o Filho do homem, ou seja, Jesus Cristo com Poder e Grande Gloria! E ali deu-se inicio a série de cartas escritas para serem enviadas às Sete Igrejas, cada uma o Senhor tinha algo para corrigir. Hoje temos livremente um Livro Sagrado dia e noite em nossas mãos, como está escrito:  “Não se aparte da tua boca o livro desta lei; antes medita nele de dia e de noite, para que tenhas cuidado de fazer conforme a tudo quanto nele está escrito; porque então farás prosperar o teu caminho, e então prudentemente te conduzirás.” (Js. 1: 8).  Vemos que a Igreja de Éfeso foi a primeira citada por Jesus ao Apóstolo João neste arrebatamento de espírito. Paulo muito trabalhou nesta Igreja, é emocionante a despedida de Paulo aos irmãos de Éfeso, e as recomendações feitas por ele: “Portanto, vigiai, lembrando-vos de que durante três anos não cessei, noite e dia, de admoestar com lágrimas cada um de vós. Agora pois, irmãos, encomendo-vos, de ninguém cobicei a prata, nem o ouro, nem o vestido. Vós mesmos sabeis que para o que me era necessário a mim, e aos que estão comigo, estas mãos me serviram. (At.20:31.

terça-feira, 18 de junho de 2019

LIÇÕES BÍBLICAS / EZEQUIEL UM TIPO DE CRISTO - Lição: 12

LIÇÕES BÍBLICAS
Classe: “Ovelhas do Bom Pastor”.
Data: - 23 – 06 – 2019.     
Titulo da Lição: EZEQUIEL UM TIPO DE CRISTO
Lição: 12
Texto Áureo: “Num momento, num abrir e fechar de olhos" (I Cor. 15: 52)
                                       
Leitura Bíblica em Classe:      20 –  HC  142                      (Ap. 18: 1 a 13)

1 – E DEPOIS destas coisas vi descer do céu outro anjo, que tinha grande poder, e a terra foi iluminada com a sua gloria.
2 – E clamou fortemente com grande voz, dizendo: Caiu caiu a grande Babilônia, e se tornou morada de demônios,  e coito de todo o espírito imundo, e coito de toda ave imunda e aborrecível.
3 – Porque todas as nações beberam do vinho da ira da sua prostituição, e os reis da terra se prostituíram com ela; e os mercadores da terra se enriqueceram com a abundância de  suas delicias.
4 – E ouvi outra voz do céu que dizia: Sai dela, povo meu, para que não sejas participantes dos seus pecados, e para que não incorras nas suas pragas.
5 – Porque já os seus pecados se acumularam até ao céu, e Deus se lembrou das iniquidades dela.
6 – Tornai-lhe a dar como ela vos tem dado, e retribui-lhe em dobro conforme as suas obras: no cálice em que vos deu de beber dai-lhe a ela em dobro.
7 – Quanto ela se glorificou, e em delicias esteve, foi-lhe outro tanto de tormento e pranto; porque diz em seu coração: Estou assentada como rainha, e não sou viúva, e não verei o pranto.
8 – Portanto, num dia virão as suas pragas, a morte, e o pranto, e a fome, e será queimada no fogo; porque é forte o Senhor Deus que a julga.
9 – E os reis da terra, que se prostituíram com ela, e viveram em delicias, a chorarão, e sobre ela prantearão, quando virem o fumo do seu incêndio.
10 – Estando de longe pelo temor do seu tormento, dizendo: ai, ai daquela grande Babilônia, aquela forte cidade! Pois numa hora veio o seu juízo.
11 – E sobre ela choram e lamentam os mercadores da terra; porque ninguém mais compra as suas mercadorias.
12 – Mercadorias de ouro, e de prata, e de pedras preciosas, e de pérolas, e de linho fino, e de púrpura, e de seda, e de escarlata; e toda a madeira odorífera, e todo o vaso de marfim, e todo o vaso de madeira preciosíssima, de bronze e de ferro, e de mármore;
13 – E cinamomo, e amomo, e perfume, e mirra, e incenso, e vinho, e azeite, e flor de farinha, e trigo, e cavalgaduras, e de carros, e de corpos e de almas de homens.

Título da Lição: EZEQUIEL UM TIPO DE CRISTO

Definição: Estamos nesta lição encerrando este estudo do livro do profeta Ezequiel, pois, após contemplarmos no capítulo 37 aquele vale de ossos secos, e o que o Senhor operou ali: Vejamos: “E profetizei como ele me deu ordem: então o espírito entrou neles e viveram, e se puseram de pé, um exército grande em extremo.” (Ez. 37: 8). Esta foi a grande oportunidade pois,  estavam mais que mortos, só restavam ossos sequíssimos! Nos capítulos que se seguem percebemos com toda clareza que o Senhor passa a tratar da vinda do Messias, começa um preparo, o profeta começa a receber mensagens do Senhor contra Gogue, e Magogue, pois esses tais sempre foram inimigos do povo de Deus, vem de longe essa descendência dos filhos de Noé que se espalharam pelo mundo. Mas vamos seguindo esta lição e observando que após o capitulo 40 do livro de Ezequiel, já começamos a contemplar referências alusivas ao Homem que tinha o cordel em suas mãos. Vejamos o que o profeta viu: “Em visões de Deus me levou à terra de Israel e me pós sobre um monte muito alto, e havia sobre ele um como edifício de cidade para a banda do sul. E havendo me levado ali, eis que um homem cuja aparência era como a aparência do cobre, tendo um cordel de linho na sua mão e uma cana de medir, estava em pé na porta. E disse-me: Filho do homem, vê com os teus olhos, e ouve com teus ouvidos, e põe no teu coração tudo quanto eu te fizer ver; porque, para to mostrar foste tu aqui trazido; anuncia pois, à casa de Israel tudo quanto tu vires.” (Ez. 40: 2 a 4). E dali o Senhor foi mostrando ao profeta a estrutura do futuro Templo, seria Glorioso, e ali cada detalhe da estrutura do Templo. No capitulo 47, tudo está pronto, agora Ele, o Senhor que bem podemos perceber ali a figura de Jesus Cristo, pois já temos aprendido que as referências ao Homem vestido de linho é Jesus Cristo, e todas as vezes que a Igreja de Jesus se reúne, aí está no meio dela o Homem vestido de linho, e sempre com o Cordel em suas mãos. E no cap. 47 de Ez. Jesus se apresenta como as Águas Purificadoras, e sabemos muito bem que estas Águas são a Palavra de Deus escritas em nossa Bíblia Sagrada, pois ela representa para nós pecadores; água, que lava os pecados, que purifica as imundícies de nosso interior e exterior, são através das Palavras doutrinárias que talvez alcancemos a Pátria Celestial. No capitulo 48 o Senhor faz alusão às doze tribos de Israel, descendência do Patriarca Abraão. O cap. 47 descreve os termos gerais do novo Israel, ou seja; ao se levantar aquele grande exercito no vale de ossos secos, se levantou um renovado exército, agora como sempre, o Senhor espera que daí pra frente aquele povo possa seguir com veracidade, com amor o Deus dos Exércitos, Aquele que está sempre pronto  a perdoar, e a preparar um povo para estar sempre com Ele, o Salvador! No capitulo 48 vai esclarecendo de que maneira o Senhor quer repartir e destinar terras para as tribos: As tribos do reino do norte, que havia deixado de existir, pois a Assíria havia conquistado, ou seja, o povo havia perdido para a Assíria por conta dos pecados cometidos, pela desobediência aos preceitos do Senhor. E ali o Senhor faz com que seu povo tenha suas terras de volta, e no meio das terras está o Templo de Deus no centro de tudo, com um lugar em torno do Templo para os sacerdotes e os levitas, pois eles foram separados pelo Senhor para cuidar do Templo, dos cânticos, e foi a única tribo que vivia dos dízimos dos dízimos, não herdaram as terras como seus onze irmãos, porém eram de grande valia o Senhor! Hoje nós vemos um bando de crentes sem nenhuma instrução dentro das Escrituras cantando por aí a fora musicas que nem hinos são, querendo ser artistas, ficando ricos ás custas dos trouxas e se dizendo levitas do Senhor, que blasfêmia! E o pior é que, não há pastores na terra para chamar esses tais cantorzinhos e essas tais cantorazinhas e ensinar-lhes qual era a verdadeira função da tribo dos levitas. Mas voltando a posição dos levitas, eles moravam ao redor do Templo para o guardar,  e o Senhor no centro da vida deles. E nós? Temos colocado o Senhor Deus no centro de nossa vida?  Mas o que estamos aprendendo nesta lição é que, o último capítulo do Livro do Sacerdote, Profeta e Atalaia Ezequiel nos retrata a Cidade Santa que está nos Céus, e que breve irá descer em Jerusalém, assim está escrito, pois João viu: “E VI um novo céu, e uma nova terra. Porque já o primeiro céu e a primeira terra passaram, e o mar já não existe. E eu, João vi a santa cidade, a nova Jerusalém, que de Deus descia do céu, adereçada como uma esposa ataviada para o seu marido. E ouvi uma grande voz do céu, que dizia: Eis aqui o tabernáculo de Deus com os homens, pois com eles habitará, e eles serão o meu povo, e o mesmo Deus estará com eles, e será o seu Deus. E Deus limpará de seus olhos toda a lágrima; e não haverá mais morte, nem pranto, nem clamor, nem dor; porque já as primeiras coisas são passadas.” (Ap. 21: 1 a 4). Aí está a grande promessa, a qual nos o gentios alcançados por Jesus, ou seja, todo aquele que tem feito voto de seguir os Mandamentos, desde Gênesis a Apocalipse alcançará morada nesta Cidade que descerá dos Céus, pois assim está escrito, é Promessa! Podemos nos certificar desta promessa revelada aos seus Apóstolos quando por aqui andaram, vejamos o que o Senhor diz através do apostolo Pedro: “AMADOS, escrevo-vos agora esta segunda carta em ambas as quais desperto com exortação o vosso ânimo sincero; Sabendo primeiro isto: que nos últimos dias virão escarnecedores, andando segundo as suas próprias concupiscências, e dizendo: Onde está a promessa da sua vinda? Porque desde que os pais dormiram todas as coisas permanecem como desde o principio da criação.” (II Pd. 3: 1 a 4). É assim mesmo, isto é próprio dos incrédulos, dos desobedientes à Palavra Escrita do Senhor, mas é bom estar atento na questão da obediência aos Mandamentos, pois também está escrito que; a Vinda do Senhor será num abrir e fechar de olhos. “Num momento, num abrir e fechar de olhos, ante a última trombeta; porque a trombeta soará, e os mortos ressuscitarão incorruptíveis, e nós seremos transformados.” (I Corint. 15: 52). E assim encerramos este estudo do livro de Ezequiel, que nos deixa um aprendizado muito bom, que guardemos com zelo tudo aprendido, e principalmente praticando, e um dia veremos Um Novo Céu e uma Nova Terra!

quarta-feira, 12 de junho de 2019

LIÇÕES BÍBLICAS / EZEQUIEL NO VALE - Lição: 11

LIÇÕES BÍBLICAS
Classe: “Ovelhas do Bom Pastor”.
Data: - 16 – 06 – 2019.     
Titulo da Lição: EZEQUIEL NO VALE
Lição: 11
Texto Áureo: “ESCUTAI a minha lei, povo meu: inclinai os vossos ouvidos às palavras da minha boca” (Sl. 78: 1)
                                       
Leitura Bíblica em Classe:      20 – 432 HC                        (Sl. 77: 1 a 18)
1 – CLAMEI ao Senhor com a minha voz: a Deus levantei a minha voz, e ele inclinou para mim os ouvidos.
2 – No dia da minha angustia busquei ao Senhor: a minha mão se estendeu de noite, e não cessava; a minha alma recusava ser consolada.
3 – Lembrava-me de Deus, e me perturbei: queixava-me, e o meu espírito desfalecia. (Selá.)
4 – Sustentaste os meus olhos vigilantes: estou tão perturbado que não posso falar.
5 – Considerava os dias da antiguidade, os anos dos tempos passados.
6 – De noite chamei à lembrança o meu cântico: meditei em meu coração, e o meu espírito investigou:
7 – Rejeitará o Senhor para sempre e não tornará a ser favorável?
8 – Cessou para sempre a sua benignidade? Acabou-se já a promessa que veio de geração em geração?
9 – Esqueceu-se deus de ter misericórdia? Ou encerrou ele as sua misericórdias na sua ira? (Selá.)
10 – E eu disse: isto é enfermidade minha; e logo me lembrei dos anos da destra do Altíssimo.
11 – Lembrar-me-ei, pois, das obras do Senhor: certamente que me lembrarei das tuas maravilhas da antiguidade.
12 – Meditarei também em todas as tuas obras, e falarei dos teus feitos.
13 – O teu caminho, ó Deus, está no santuário. Que Deus é tão grande como o nosso Deus?
14 – Tu és o Deus que fases maravilhas: tu fizeste notória a tua força entre os povos.
15 – Com o teu braço remiste o teu povo, os filhos de Jacó e de José. (Selá.)
16 – As águas te viram, ó Deus, as águas te viram, e tremeram; os abismos também se calaram.
17 – Grossas nuvens se desfizeram em água; os céus retumbaram: as tuas flechas correram duma para outra parte.
18 – A voz do teu trovão repercutiu-se nos ares; os relâmpagos alumiaram o mundo; a terra se abalou e tremeu.

Título da Lição: EZEQUIEL NO VALE 
Definição: Dando nós continuidade ao estudo sobre o vale de ossos secos. Esta é a terceira e última parte do livro do profeta Ezequiel, onde encontraremos a promessa de restauração para aquele povo exilado em Babilônia, onde a cada dia se transformavam em ossos secos num vale. Que coisa horrível é cair num vale, temos nas Sagradas Escrituras referências sobre eles, vejamos: “Bem-aventurado os que habitam em tua casa: louvar-te-ão continuamente, (Selá.) Bem-aventurado o homem cuja força está em ti, em cujo coração estão os caminhos aplainados. O qual passando pelo vale de Baca, faz dele uma fonte; a chuva também enche os tanques.” (Sl. 84: 4 a 6). Baca; significa vale de lágrimas, e ali estava diante do profeta, quando levado em arrebatamento de espírito contemplou um vale de ossos secos, representando o povo de Deus que transgrediu os Mandamentos. Nos dias atuais os que são espirituais estão contemplando os crentes caídos num vale de lágrimas, as enfermidades, as pestes e as pragas do Egito estão aí, só se vê crentes correndo, de um lado o outro buscando bênçãos, mas como alcançarão se as Palavras Doutrinárias de Jesus já ficaram para trás? Vamos mais uma vez recordar o que o Senhor disse logo após a travessia do Mar Vermelho: “E disse: Se ouvires atento à voz do Senhor teu Deus, e obrares o que é reto diante de seus olhos, e inclinares os seus ouvidos aos seus mandamentos, e guardares todos os seus estatutos, nenhuma das enfermidades porei sobre ti, que pus sobre o Egito; porque eu sou o Senhor que te sara.” (Ex. 15: 26). Esta promessa está de pé, o Senhor não muda, a terra está lotada de pestes e pragas, cada dia surgem pestes novas, estejamos atentos e imunizados através do cumprimento das Escrituras. Está mais que provado nas Sagradas Escrituras que as doenças que atingem o corpo físico das pessoas são consequências de pecado, são incontáveis os exemplos que temos tomado conhecimento através dos Escritos Bíblicos, e esta referencia que acabamos de ler foi a primeira promessa ao saírem da escravidão do Egito. Na maioria das vezes as pessoas não pecam contra o seu próximo, peca contra o seu próprio corpo, não tendo cuidado com a saúde, e o Senhor vai requerendo,  pois, Ele deixou a receita completa escrita de Gênesis a Apocalipse, de que maneira devemos cuidar do corpo físico, isto também faz parte dos Mandamentos, ou seja, Ele manda e nosso dever, principalmente os que dizem ter recebido a Jesus como Salvador. O segredo é: OBEDECER. Portanto, os Mandamentos abrangem tanto o corpo espiritual, como o corpo físico. Vamos deixar uma referencia a este respeito; o 3º-  Livro da Bíblia no capitulo 11, temos ali uma perfeita listagem do que se deve comer e do que não se deve comer, além de muitas outras Leis Divinas, é só obedecer. Mas voltemos ao vale; ali estava aquela visão horrível. Este capitulo 37 de 1 ao 14 fala da ressurreição daqueles ossos secos. E disse ao profeta Ezequiel: “Então me disse: Profetiza sobre estes ossos secos, e dize-lhes: Ossos secos, ouvi a palavra do Senhor. Assim diz o Senhor Jeová a estes ossos: Eis que farei entrar em vós o espírito, e vivereis. E porei nervos sobre vós, e farei crescer carne sobre vós, e sobre vós estenderei pele, e porei em vós o espírito, e vivereis, e sabereis que eu sou o Senhor.” (Ez. 37: 4 a 6). E ali Ezequiel fez conforme o mandato do Senhor, e quando começava a profetizar sobre aqueles ossos, houve um ruído, enquanto ele profetizava se fez um reboliço, era o barulho dos ossos se juntando osso ao seu osso, e o profeta relata; Vejamos: “E ele me disse: Profetiza ao espírito, profetiza, ó filho do homem, e dize ao espírito: assim diz o Senhor Jeová: Vem dos quatro ventos, ó espírito,  e assopra  sobre estes mortos, para que vivam. E profetizei como ele me deu ordem: então o espírito entrou neles e viveram, e se puseram em pé, um exército grande em extremo. Então me disse: Filho do homem, estes ossos são toda a casa de Israel:”  (Ez. 37: 9 a 11ª). Aí está com toda clareza a situação mostrada ao profeta naquele vale, mas que espírito seria esse invocado pelo profeta? Aquele mesmo fôlego de vida soprado nas narinas de Adão no sexto dia da criação, Vejamos: “E formou o Senhor Deus o homem do pó da terra, e soprou em seus narizes o fôlego da vida; e o homem foi feito alma vivente” (Gn. 2: 7). E assim fica o esclarecimento deste grande Poder Divino, é bom não transgredir, nem sequer falar duvidando, questionando os Mistérios de Deus Criador. O certo é que ali, aquele fôlego de vida voltou àqueles ossos, e foram se juntando osso com seu osso, podemos imaginar o barulho daquele reboliço, pois eram numerosos e demasiadamente sequíssimos. Para Deus não há impossível. Mas estamos nesta lição aprendendo acerca de uma visão, ou seja; o Senhor mostrou ao profeta a situação daquele povo naquele exílio, e hoje, nestes dias em que estamos vivendo na face desta terra, podemos imaginar que, dos altos Céus o Senhor está contemplando grande parte de seu povo como mortos, pois já não se prega mais a Sã Doutrina, o mundanismo tem entrado pelas portas dos templos, o primeiro pecado que entrou no Éden foi a cobiça através da mentira, Satanás incorporado na serpente, observando ali no Jardim a Eva, percebeu nela algo que poderia perfeitamente encaixar com seus propósitos de vingança contra o seu Criador. Então a pegou pela cobiça, ou seja querer ser como o Criador. Então  lançou sobre ela a palavra de mentira, pois ele, como está escrito é o pai da mentira. Vejam: “Vós tendes por pai o diabo, e quereis satisfazer os desejos de vosso pai: ele foi homicida desde o principio, e não se firmou na verdade, porque não há verdade nele; quando ele profere mentira, fala do que lhe é próprio, porque é mentiroso, e pai da mentira.” (Jo. 8: 44). Chegando ao Novo Testamento, vindo Jesus a Jerusalém e ali entrando, encontrou o comércio a todo vapor: vejamos: “E entrou Jesus no templo de Deus, e expulsou todos os que vendiam e compravam no templo, e derrubou as mesas dos cambistas e as cadeiras dos que vendiam pombas. E disse-lhes: Está escrito: A minha casa será chamada casa de oração, mas vós a tendes convertido em covil de ladrões.”  (Mt. 21: 12, 13). E hoje? Está bem pior pois, até bloco de carnaval já se colocam no Altar da casa do Senhor, sem se falar das festas juninas, que se transformaram em jesuinas, um verdadeiro escândalo  diante do Senhor. É o fim!

segunda-feira, 3 de junho de 2019

LIÇÕES BÍBLICAS / EZEQUIEL O PROFETA - Lição: 10

LIÇÕES BÍBLICAS
Classe: “Ovelhas do Bom Pastor”.
Data: - 09 – 06 – 2019.     
Titulo da Lição:  EZEQUIEL O PROFETA
Lição: 10
Texto Áureo: “O Senhor é meu pastor, nada me faltará ” (Sl. 23: 1)
                                       
Leitura Bíblica em Classe:      374 – 432  HC                        (Is. 65: 1 a 13)

1 – FUI buscado dos que não perguntavam por mim; fui achado daqueles que me não buscavam a um povo que se não chamava do meu nome eu disse: Eis-me aqui.
2 – Estendi as minhas mãos todo o dia a um povo rebelde, que caminha por caminho que não é bom, após os seus pensamentos.
3 – Povo que me irrita diante da minha face de continuo, sacrificando em jardins e queimando incenso sobre tijolos;
4 – Assentando-se junto a sepulturas, e passando as noites junto aos lugares secretos: comendo carne de porco e caldo de cousas abomináveis nos seus vasos.
5 – E dizem: Retira-te, e não te chegues a mim, porque sou mais santo do que tu. Estes são um fumo no meu nariz um fogo que arde todo o dia.
6 – Eis que está escrito de mim: Não me calarei; mas eu pagarei, sim, deitar-lhe-ei a recompensa no seu seio.
7 – As vossas iniquidades, e juntamente as iniquidades de vossos pais, diz o Senhor, que queimaram incenso nos montes, e me afrontaram nos outeiros; pelo que lhes tornarei a medir as suas obras antigas no seu seio.
8- Assim diz o Senhor: Como quando se acha mosto num cacho de uvas, dizem: Não o desperdices, pois há benção nele; assim farei por amor de meus servos, para que  os não destruas a todos.
9 – E produzirei descendência a Jacó,  e a Judá um herdeiro, que possua os meus montes; e os meus eleitos herdarão a terra e os meus servos habitarão ali.
10 – E Sarom servirá de curral de ovelhas, e o vale de Acor de acolheita de gados, para o meu povo, que me buscou.
11 – Mas a vós, os que vos apartais do Senhor, os que vos esqueceis do meu santo monte, os que preparais uma mesa para a fortuna, e que misturais vinho para o Destino.
12 – Também vos destinarei à espada, e todos vos encurvareis à matança; porquanto chamei, e não respondestes; falei, e não ouvistes: mas fizestes o que mal parece aos meus olhos, e escolhestes aquilo em que não tinha prazer.
13 – Pelo que assim diz o Senhor Jeová: Eis que os meus servos comerão, mas vós padecereis fome: eis que os meus servos beberão, mas vós tereis sede: eis que os meus servos se alegrarão, mas vós vos envergonhareis.
Título da Lição: EZEQUIEL O PROFETA

Definição: Ainda vamos nos deter um pouco no capitulo 34 de Ezequiel, pois em meio a toda tristeza do Senhor por ver suas ovelhas sendo cada dia deixadas ao léu por seus “pastores,” Ele faz uma promessa que tem chegado aos nossos dias; Vejamos:“Porque assim diz o Senhor Jeová: Eis que eu, eu mesmo, procurarei as minhas ovelhas, e as buscarei. Como o pastor busca o seu rebanho, no dia em que está no meio das suas ovelhas dispersas, assim buscarei as minhas ovelhas; e as farei voltar de todos os lugares por onde andam espalhadas, no dia da nuvem e da escuridão. E as tirarei dos povos, e as farei vir dos diversos países, e as trarei à sua terra, e as apascentarei nos montes de Israel, junto às correntes, e em todas as habitações da terra.” (Ez. 34: 11 a 13). Este pequeno texto nos faz lembrar do cumprimento desta Palavra, quando, Ele diz; que fará vir as ovelhas espalhadas em outros países, assim aconteceu aqui em nossa terra chamada Brasil, em 1910, pois as ovelhas brasileiras de Jesus estavam sem a Sã Doutrina, estavam nas garras da maçonaria, pois as duas denominações que haviam em nossa terra, seus lideres eram maçons, e permanecem até os dias atuais, mas cumpriu-se o que o Senhor falou lá no tempo do Sacerdote, Profeta e Atalaia Ezequiel. E os Missionários suecos junto ao Pastor Jesus chegaram ao Brasil com TUDO! Não somente a Palavra pura de Salvação, mas trouxeram também o Pentecostes, Poder do Alto, e este Movimento revolucionou, as almas iam recebendo Jesus como Salvador e sendo batizadas com o Espírito Santo e o Sinal evidente, que é Falar a Língua dos anjos. Que Maravilha, quando somos alcançados pelas Divinas Promessas. Mas infelizmente foi por pouco tempo, pois hoje nós vemos com tristeza a situação da nossa saudosa Assembleia de Deus, denominação que recebeu este nome por Revelação do Espírito Santo, e o primeiro Pastor consagrado pelos Missionários suecos, permaneceu doutrinando a Igreja de Jesus, porém após seu falecimento, tudo mudou, novamente as ovelhas do rebanho do Senhor foram sendo dispersas, o mundanismo entrou, a maçonaria tomou conta, hoje o tal que se intitulou pastor daquela que foi a Primeira Assembleia de Deus, tornou-se grã-mestre na maçonaria, o campo de Madureira foi entregue por ele ao bruxo da Coreia do Sul. Novamente o Senhor dos altos Céus contempla suas ovelhas desgarradas, estão largadas, perdidas pelos montes, expostas ao lobo devorador, não há mais chamada de pastores, pois não há consagração, não há Palavra Doutrinária, escreveram outras bíblias, tudo isto é o preparo  para a manifestação do anticristo, que aliás, já está em nosso meio. Mas vamos dar seguimento ao estudo do Livro de Ezequiel. Passemos então ao capitulo 37 que nos fala de um vale de ossos secos, que tristeza! Ali Ezequiel foi levado em espírito para contemplar uma coisa horrível, um vale que estava cheio de ossos secos, vejamos: “VEIO sobre mim a mão do Senhor e o Senhor me levou em espírito, e me pôs no meio de um vale que estava cheio de ossos. E me fez andar ao redor deles; e eis que eram mui numerosos, sobre a face  do vale, e estavam sequíssimos. E me disse: Filho do homem, poderão viver esses ossos? E eu disse: Senhor Jeová, tu o sabes. Então me disse Profetiza sobre esses ossos, e dize-lhes: Ossos secos, ouvi a palavra do Senhor. Assim diz o Senhor Jeová a estes ossos: eis que farei entrar em vós o espírito, e vivereis.” (Ez. 37: 1 a 5). Infelizmente é uma comparação que podemos imaginar para o Profeta Ezequiel a tristeza em ver ainda que em arrebatamento de espírito uma cena tão deprimente, diz o texto que além de sequíssimos aqueles ossos, eles estavam separados entre si, ou seja, misturados, perna de um com cabeça de outro, em fim, horrível de se ver. Ossos desarticulados e misturados, vem nos mostrar a desorganização de vida. Vão morrendo em vida, sem a Divina Luz, as Lamparinas apagaram-se, por falta do renovo contido nos Mandamentos do Senhor, Mandamento e Doutrina é a mesma coisa, e é isto que está faltando no meio de um povo que se diz povo de Deus, mas na verdade já deixaram de ser, por conta das misturas mundanas, que foram entrando nos Templos. Vejamos o que nos diz o Salmo 1º : “BEM-AVENTURADO o varão que não anda segundo o conselho dos ímpios, nem se detém no caminho dos pecadores, nem se assenta na roda dos escarnecedores. Antes tem o seu prazer na lei do Senhor; e na sua lei medita de dia e de noite.” (Sl. 1:1). Aí está, este pequeno versículo contém um dos maiores ensinamentos contidos nas Sagradas Escrituras. Ter prazer na lei do Senhor é ter vida e vida com abundancia, esta palavra abundancia abrange tudo que precisamos nesta vida, me faz lembrar também outro versículo maravilhoso: “Os que estão plantados na casa do Senhor florescerão nos átrios do nosso Deus. Na velhice ainda darão frutos: serão viçosos e florescentes; para anunciarem que o Senhor é reto: ele é a minha rocha, e nele não há injustiça.” (Sl. 92: 13 a 15). Aí está, o resultado dos que seguem as Doutrinas. Voltando aquele vale triste, desarticulado e misturado mostra a desordem dos últimos dias, muitos crentes andando de um lado para o outro sem direção, as enfermidades tomando conta dos crentes, e assim vão ficando impossibilitados de pregar o Evangelho da Salvação, pois de que maneira? pregar o que? Se são mortos que caminham, doentes, tristes, cheios de problemas. Não encontramos nas Escrituras desde Gênesis a Apocalipse nenhum profeta ou discípulo de Jesus doente, todos trabalhando na Seara com saúde, doente não pode trabalhar. Houve um rei que ficou doente com gangrena, o Senhor mandou um profeta até ele: Vejamos: “NAQUELES dias adoeceu Ezequias de morte: e o profeta Isaias, filho de Amoz, veio a ele, e lhe disse: Assim diz o Senhor: Ordena a tua casa porque morrerás e não viverás, (II Rs. 20: 1). O profeta Isaias falou e foi saindo. Ezequias virou para a parede e chorou amargamente, podemos sentir que esta questão de colocar sua casa em ordem era algo muito intimo, pois diz o texto que Ezequias chorou e se arrependeu seja lá o que for, o certo é que Isaias ainda não havia chegado até a porta de saída, já o Senhor mandou que ele voltasse e dissesse ao rei: Ouvi a tua oração, e vi as tuas lágrimas; eis que eu te sararei e acrescentarei aos teus dias quinze anos.” O salvo não morre, dorme no Senhor!