Translate

segunda-feira, 25 de março de 2019

LIÇÕES BÍBLICAS / EZEQUIEL E A IDOLATRIA - Lição: 13

 
LIÇÕES BÍBLICAS
Classe: “Ovelhas do Bom Pastor”.
Data: - 31 – 03 – 2019.     
Titulo da Lição:    EZEQUIEL E A IDOLATRIA
Lição: 13
Texto Áureo: “E disse-me: Escreve: Bem-aventurados aqueles que são chamados á ceia das bodas do Cordeiro”  (Ap. 19: 9).                                       
Leitura Bíblica em Classe:       204 – 202  HC                       (Apc. 22: 6 a 21)

6 – E disse-me: estas palavras são fieis e verdadeiras; e o Senhor, o Deus dos santos profetas, enviou o seu anjo, para mostrar aos seus servos as coisas que em breve hão de acontecer.
7 – Eis que presto venho: Bem-aventurado aquele que guarda as palavras da profecia deste livro.
8 – E eu, João, sou aquele que vi e ouvi estas coisas. e, havendo-as ouvido e visto, prostrei-me aos pés do anjo que mas mostrava para o adorar.
9 – E disse: Olha não faças tal; porque eu sou conservo teu e de teus irmãos, os profetas, e dos que guardam as palavras deste livro; porque próximo está o tempo.
10 – E disse-me: Não seles as palavras da profecia deste livro; porque próximo está o tempo.
11 – Quem é injusto, faça injustiça ainda; e quem está sujo, suje-se ainda; e quem é santo, seja santificado ainda.
12 – E eis que cedo venho, e o meu galardão está comigo, para dar a cada um segundo a sua obra.
13 – Eu sou o Alfa e o Ômega, o principio e o fim, o primeiro e o derradeiro.
14 – Bem-aventurados aqueles que lavam as suas vestiduras no sangue do Cordeiro, para que tenham direito a árvore da vida, e possam entrar na cidade pelas portas.
15 – Ficarão de fora os cães e os feiticeiros, e os que se prostituem, e os homicidas, e os idólatras, e qualquer que ama e comete a mentira.
16 – Eu, Jesus, enviei o meu anjo, para vos testificar estas coisas nas igrejas: eu sou a raiz e a geração de Davi, a resplandecente estrela da manhã.
17 – E o Espírito e a esposa dizem: Vem. e quem ouve, diga: Vem. e quem tem sede, venha; e quem quiser, tome de graça da água da vida.
18 – Porque eu testifico a todo aquele que ouvir as palavras da profecia deste livro que se alguém lhes acrescentar alguma coisa, Deus fará vir sobre ele as pragas que estão escritas neste livro;
19 – E, se alguém tirar quaisquer palavras do livro desta profecia, Deus tirará a sua parte da árvore da vida, e da cidade santa, que estão escritas neste livro.
20 – Aquele que testifica estas coisas diz: Certamente cedo venho. Amém. Ora vem, Senhor Jesus.

Título da Lição: EZEQUIEL E A IDOLATRIA

Definição: Falar sobre a abominável idolatria no meio de um povo que se diz crente em Jesus, tornou-se nesses dias muito difícil, pois esta prática está cada dia na face da terra mais evidente do que nunca. A idolatria é um dos pecados mais abomináveis que se possa imaginar, a idolatria é um ramo muito perigoso pois, sendo de procedência maligna, vai sutilmente arrastando, persuadindo pessoas, ou seja, irmãos em Cristo a se envolver em sua trama. Isto é o que de imediato passamos a compreender logo nos primeiros versículos do capitulo 14 do livro do Profeta Ezequiel. “E VIERAM a mim alguns homens dos anciãos de Israel, e se assentaram diante de mim. Então veio a mim a palavra do Senhor dizendo: Filho do homem, estes homens levantaram os seus ídolos nos seus corações, e o tropeço da sua maldade puseram diante da sua face; devo eu de alguma maneira ser interrogado por eles?” (Ez. 14: 1 a 3).  paremos aqui, e vamos meditar nesta questão: O texto relata que bastou àqueles anciões se assentarem diante de Ezequiel, para que o Senhor imediatamente o advertisse a exortá-los com rigor, vejamos a interrogação do Senhor:  “... devo eu de alguma maneira ser interrogado por eles?” Vamos agora discernir esta fala do Senhor, trazendo para os nossos dias; A idolatria para o Senhor, resume todos os pecados, pois esta prática é contrária às Doutrinas contidas na Bíblia Sagrada, desde Gênesis a Apocalipse. Vejamos: Doutrina das vestes: “Não haverá trajo de homem na mulher, e não vestirá o homem vestido de mulher: porquequalquer que faz isto abominação é ao Senhor teu Deus.” (Deut. 22: 5).  Doutrina dos cabelos: “Ou não vos ensina a mesma natureza que é desonra para o varão ter cabelo crescido? Mas ter a mulher cabelo crescido lhe é honroso, porque o cabelo lhe foi dado em lugar de véu.” (I Cor. 11: 14, 15). Estamos apenas dando uma pequeníssima amostra, pois não haveria espaço para relatar o Maravilhoso caudal de Doutrinas e Costumes contidos nas Sagradas Escrituras, sendo também que, as idolatrias referentes ao capitulo 14 de Ezequiel eram muito mais perigosas, pois eram literalmente envolvidas com as feitiçarias que contém inúmeros ídolos. E ali o Senhor advertiu ao profeta Ezequiel que estivesse em vigilância, pois já sendo descoberta as práticas idólatras deste povo misturados com feitiçarias, e toda sorte de abominações, o profeta que intercedesse ao Senhor em favor dessa gente seria exterminado. Vejamos: “E se o profeta for enganado, e falar alguma cousa, eu, o Senhor, persuadi esse profeta; e estenderei a minha mão contra ele, e destrui-lo-ei do meio do meu povo Israel;” (Ez. 14: 9). Aí está, isto nos ensina que; não podemos estar orando, intercedendo diante do Senhor, por qualquer pedido que nos façam, principalmente para os que estão fora da Doutrina do Senhor. Vejamos mais o que o Senhor falou a este respeito: “Filho do homem, quando uma terra pecar contra mim, gravemente se rebelando, ainda que estivessem no meio dela estes três homens, Noé, Daniel e Jó, eles pela sua justiça livrariam apenas a sua alma, diz o Senhor Jeová.” (Ez. 14: 13ª e 14). Portanto, devemos ter muito cuidado com as tais orações, pois está provado por esta Palavra que o Senhor não ouve, o que está escrito se cumpre. Nisto cada dia vamos nos certificando que; o importante não são as orações, mas sim o Conhecimento das Escrituras, pois como está escrito no livro do profeta Daniel: “E muitos dos que dormem no pó da terra ressuscitarão uns para a vida eterna, e outros para vergonha e desprezo eterno. Os entendidos pois resplandecerão, como o resplendor do firmamento; e os que a muitos ensinam a justiça refulgirão como as estrelas sempre e eternamente.” (Dn. 12: 2, 3). Portanto, essas pessoas atribuladas por conta das idolatrias, feitiçarias, precisam receber e colocar em prática as Palavras contidas nas Escrituras, que são Palavras de Vida Eterna, e não de orações. Mas prosseguindo neste capitulo 14 do Profeta Ezequiel, vemos que o Senhor vai mencionado no verso 15 as assolações na terra, que aliás está em evidência, ou seja atualíssima, embora muitos não creem, mas é cumprimento das Escrituras. vejamos:“se eu fizer passar pela terra nocivas alimárias, e elas a assolarem, que fique assolada, e ninguém possa passar por ela por causa das feras; ainda que estes três homens estivessem no meio dela, vivo eu, diz o Senhor Jeová, que nem filhos nem filhas livrariam; eles só ficariam livres, e a terra seria assolada.” E ali o Senhor começou a comparar aquele povo rebelde num pau inútil da videira, o qual não tem nenhuma serventia. Trazendo esta mensagem para nossos dias, contemplamos a mesma situação calamitosa no meio do povinho crente, andando em busca de profetas, de orações, mas, só na questão material, é porta de emprego, são filhos nas drogas, enfermidades, e etc. Nunca chegam à casa do Senhor num Culto de Libertação reconhecendo seus pecados, ou pedindo libertação para seus maus costumes, nunca se curvando aos pés do Senhor para um ato de contrição. E nisto vamos  percebendo o estado deplorável que se encontra um povo na face da terra usando o Santo Nome do Senhor, seguindo mulheres desocupadas que se intitulam pastoras, subindo montes, os seus “pastores” todos envolvidos na maçonaria, em fim; o mundo está prontinho para a grande tribulação, pois como está escrito no capitulo 15 de Ezequiel; o Senhor comparou àquele povo que estava indo para o cativeiro de 70 anos ao pau inútil da videira, ou seja um povo sem nenhuma serventia. Vejamos: “Filho do homem, que mais é o pau da videira que qualquer outro, o sarmento que está entre as árvores do bosque? Toma-se dele madeira para fazer alguma obra? ou toma-se dele alguma estaca, para se pendurar algum traste?  Eis que é lançado no fogo, para ser consumido; ambas as suas extremidades consome o fogo, e o meio dele fica também queimado: serviria, pois, para alguma obra? (Ez. 15: 2 a 4). Que tristeza! Aqui nós sentimos que está próxima a grande tribulação, ela virá logo após o arrebatamento da Igreja, pois já temos aprendido várias vezes que; Naquele dia o Espírito Santo subirá com os arrebatados, então a Bíblia Sagrada se tornará uma carta enigmática, os que ficarem procurarão ler, mas não a compreenderão, pois o que nos faz hoje entender os Escritos Sagrados é o Espírito Santo, sem Ele, os que ficarem nada entenderão. PENSE NISTO! 

quarta-feira, 20 de março de 2019

AS FLORES, DO JARDIM DE DEUS, ONDE ESTARÃO

AS  FLORES,  DO JARDIM DE DEUS, ONDE ESTARÃO?

As minhas queridas flores que falam, onde estão?
Não as vejo mais neste jardim sempre preparado
Para recebê-las com alegria, mas onde estão?
Ninguém sabe, ninguém viu, sumiu!

Haviam tantas flores plantadas em nosso Jardim,
Havia roseiras, havia cravinhos, e jasmins,
Havia rostinhos sardentos, boquinhas banguelas,
Hoje  as procuro, não vejo mais nenhuma delas.

Havia peles pretinhas, havia até quem perguntava...
O que eu estou  fazendo aqui?
Também daqui se foi, minha lindinha,
Só restando saudades daquela lourinha.

Flores que morrem sem o adubo familiar,
Morrem na terra seca, sem água, sem luz,
Sem mãe, sem pai, sem lar,
Sem alegrias, sem direção e sem Jesus!

 Maria da Gloria. 20 – 03 – 2019.

terça-feira, 19 de março de 2019

LIÇÕES BÍBLICAS / EZEQUIEL E OS FALSOS PROFETAS! - Lição: 12

LIÇÕES BÍBLICAS
Classe: “Ovelhas do Bom Pastor”.
Data: - 24 – 03 – 2019.     
Titulo da Lição:  EZEQUIEL E OS FALSOS PROFETAS!
Lição: 12
Texto Áureo: “E surgirão muitos falsos profetas, e enganarão a muitos“ (Mt. 24: 11).                                        
Leitura Bíblica em Classe:       302 – 301 HC                       (Sl.78: 1 a 20)

1 – ESCUTAI a minha lei, povo meu: inclina os vossos ouvidos às palavras da minha boca.
2 – Abrirei a minha boca numa parábola: proporei enigmas da antiguidade.
3 – Os quais temos ouvido e sabido, e nossos pais no-los têm contado.
4 – Não os encobriremos aos seus filhos, mostrando à geração futura os louvores do Senhor, assim como a sua força e as maravilhas que fez.
5 – Porque ele estabeleceu um testemunho em Jacó, e pôs uma lei em Israel, e ordenou aos nossos pais que a fizessem conhecer a seus filhos.
6 – Para que a geração vindoura a soubesse; os filhos que nascessem se levantassem e a contassem a seus filhos.
7 – Para que pusessem em Deus a sua confiança, e se não esquecessem das obras de Deus, mas guardassem os seus mandamentos.
8 – E não fossem como seus pais, geração contumaz e rebelde, geração que não regeu o seu coração, e cujo espírito não foi fiel para com Deus.
9 – Os filhos de Efraim, armados e trazendo arcos, retrocederam no dia da peleja.
10 – Não guardaram o concerto de Deus, e recusaram andar na sua lei.
11 – E esqueceram-se das suas obras e das maravilhas que lhes fizera ver.
12 – Maravilhas que ele fez à vista de seus pais na terra do Egito, no campo de Zoá.
13 – Dividiu o mar, e os fez passar por ele; fez com que as águas parassem como num montão.
14 – De dia os guiou com uma nuvem, e toda a noite com um clarão de fogo.
15 – Fendeu as penhas no deserto; e deu-lhes de beber como de grandes abismos.
16 – Fez sair fontes da rocha, e fez correr as águas como rios.
17 – E ainda prosseguiram em pecar contra ele, provocando ao Altíssimo na solidão.
18 – E tentaram a Deus nos seus corações, pedindo carne para satisfazerem o seu apetite.
19 – E falaram contra Deus, e disseram: Poderá Deus por ventura preparar-nos uma mesa no deserto?
20 – Eis que feriu a penha, e águas correram dela; rebentaram ribeiros em abundância: poderá também dar-nos pão, ou preparar carne para seu povo? 

Título da Lição: EZEQUIEL E OS FALSOS PROFETAS!

Definição: Em prosseguimento ao estudo sobre Ezequiel e sua chamada como profeta, na verdade Ezequiel havia sido consagrado pelo Senhor para Ministrar o Altar do Senhor, porém, o Senhor observou em Ezequiel que; ele, além de Sacerdote estava pronto também para o exercício de profeta. E ali o Senhor muito se alegrava em Ezequiel, pois isto só acontece na vida dos que verdadeiramente fazem voto de seguir ao Senhor, de deixar a vida velha cheia de enganos, de tristezas, de fracassos generalizados e seguem a Jesus, Aquele que será o Mestre para sempre. Já há muito isto não mais acontece, pois, por se multiplicar o pecado no mundo, o amor de muitos tem se esfriado. Mas vamos dando continuidade ao estudo sobre o Ministério de Ezequiel, sendo ele preparado para ir ao cativeiro em Babilônia. Estamos no capitulo 13 do Livro, este capítulo contém 23 versículos, Ezequiel estava ali com uma boa remessa de povo se preparando para seguir viagem ao cativeiro que se desenrolava em Babilônia, sob a chibata do rei Nabucodonozor. Na lição passada vimos no cap. 12 o Senhor ordenando a Ezequiel que preparasse a mobília para a mudança. Acontece que, pelo que podemos compreender do capitulo 13 é que; no meio daquela remessa de povo que viajaria com o profeta, estavam os falsos profetas, tanto de homens como de mulheres, as mulheres trabalhando nas feitiçarias, e os homens profetizando mentiras, em fim; uma feitiçaria generalizada, pois é altamente condenável o uso da mentira, vejamos o que o Senhor fala acerca desta pratica: “Vós tendes por pai ao Diabo, e quereis satisfazer os desejos do vosso pai: ele foi homicida desde o principio, e não se firmou na verdade, porque não há verdade nele; quando ele profere mentira, fala do que lhe é próprio, porque é mentiroso, e pai da mentira.” (Jo. 8: 44). Mas voltando a nossa lição; neste capitulo 13 do livro de Ezequiel veremos a astúcia daquele povo, pois começaram a contradizer a palavra que saia da boca do profeta Ezequiel, a qual o Senhor mandou que ele profetizasse contra os falsos profetas embutidos no meio do povo, vejamos: “E VEIO a mim a palavra do Senhor, dizendo: filho do homem, profetiza contra os profetas de Israel que são profetizadores, e dize aos que só profetizam o que vê o seu coração: Ouvi a palavra do Senhor: Assim diz o Senhor Jeová: Ai dos profetas loucos, que seguem o seu próprio espírito e cousas que não viram! Os seus profetas, ó Israel, são como raposas nos desertos.” (Ez. 13: 1, 2). Aí está a situação daquela gente, completamente desprovida de qualquer senso de seriedade, ou de temor ao Senhor, sem se falar das mulheres que trabalhavam incessantemente nas feitiçarias, isto nos faz pensar que; ao saírem do Egito com a Mão forte do Senhor, por conta de seus gemidos, trouxeram com eles todas as práticas abomináveis ao Senhor. Na verdade eles saíram do Egito, mas o Egito nunca saiu deles. Da mesma maneira vemos nos dias atuais, as práticas mundanas dentro dos templos, e o que é pior; nos Altares da Casa do Senhor, como até carnaval nos Púlpitos. Estes são sinais evidentes de que está muito próxima a vinda do Senhor nas nuvens do Céu, sim, pois Ele Jesus, jamais colocará seus pés nesta terra imunda, tudo quanto tinha a realizar nesta terra Ele já realizou, e deixou uma advertência na terra: “Nesse tempo muitos serão escandalizados, e trair-se-ão uns aos outros, e uns aos outros se aborrecerão. E surgirão muitos falsos profetas, e enganarão a muitos. E, por se multiplicar a iniquidade, o amor de muitos se esfriará. Mas aquele que perseverar até ao fim será salvo. E este evangelho do reino será pregado em todo o mundo, em testemunho a todas as gentes, e então virá o fim.” (Mt. 24: 10 a 14). Assim será. Praticamente este Evangelho do reino já tem ultrapassado fronteiras, e pelos acontecimentos, não temos mais nenhuma dúvida de que este fim está mais próximo do que se possa imaginar, pois enquanto as badernas com seus baderneiros estavam fora da casa do Senhor, ainda havia esperança de salvação dos pecadores, mas acontece que, nestes dias bem atuais, a baderna, o escárnio, as devassas, e até as feitiçarias já chegaram, já entraram pelas portas dos templos e chegaram aos púlpitos, ao Altar do Santíssimo! Que, aliás, já vem sendo minado com todo tipo de iniquidade, nas tais coreografias, e etc. É bom pensar que, os que praticam iniquidades são os que já estão possuídos pelo demônio, sim, pois ser pecador já é terrível, porém é coisa de humano, mas imaginem ser iníquo, ultrapassou todos os limites, são pessoas que já se entregaram de corpo e alma aos demônios, igualzinho àquele povo lá do capitulo 13 do profeta Ezequiel. O pior é que, este tipo de gente,  são, além de tudo praticantes de feitiçarias, pois o iníquo que sem sombra de dúvidas é o diabo, ele não se contenta em apenas manifestações mundanas nos Templos do Senhor, ele quer sempre mais, o principal, que é manifestar-se nos corpos físicos e mentais das pessoas, ou seja dos crentes, e estes tais crentes, principalmente nas mulheres, ele gosta de transformá-las em feiticeiras. Vejamos o que aconteceu lá  no cap. 13 de Ezequiel o que o Senhor está dizendo: “E tu, ó filho do homem, dirige o teu rosto contra as filhas do teu povo, que profetizam de seu coração, e profetiza contra elas. E dize: Assim diz o Senhor Jeová: Ai das que cosem almofadas para todos os sovacos, e que fazem travesseiros para cabeças de toda estátua, para caçarem as almas! Porventura caçareis as almas do meu povo? e guardareis vivas as almas para vós?” (Ez. 13: 17, 18). Aí está, e esta situação está bem em evidencia nesses últimos dias, as feiticeiras estão inseridas no meio do povo dentro dos Templos do Senhor. Aquele tipo de feitiçaria era para morte do povo do Senhor. Estas práticas demoníacas, eram feitas com travesseiros e almofadas utilizados na intenção de caçar as almas, na verdade era para morte das pessoas, elementos utilizados em rituais ocultistas no Oriente Médio antigo. Essas profetisas seriam punidas da mesma forma, ou com o mesmo julgamento que cairia sobre os falsos profetas. Portanto, este capitulo 13 do Profeta Ezequiel contendo apenas 23 versículos tratando desta situação que, como já dissemos acima; é atualíssima. Quantos nestes últimos dias estão subindo montes, na maioria mulheres, levando nomes de pessoas suas desafetas e colocam sob os joelhos, isto aos olhos do Senhor é feitiçaria. Jesus nunca ordenou ir a montes...

quarta-feira, 13 de março de 2019

LIÇÕES BÍBLICAS / EZEQUIEL E A DISPERSÃO! - Lição: 11


LIÇÕES BÍBLICAS
Classe: “Ovelhas do Bom Pastor”.
Data: - 17 – 03 – 2019.     
Titulo da Lição:  EZEQUIEL E A DISPERSÃO!
Lição: 11
Texto Áureo: “OUVI isto, vós todos os povos; inclinai os ouvidos, todos os moradores do mundo“ (Sl. 49: 1).    
                                    
Leitura Bíblica em Classe:      137 –  461  - HC           (Sl. 50: 1 a 22)

1 – O DEUS poderoso, o Senhor, falou e chamou a terra desde o nascimento do sol até ao seu ocaso.
2 – Desde Sião, a perfeição da formosura, resplandeceu Deus.
3 – Virá o nosso Deus, e não se calará; adiante dele um fogo irá consumindo, e haverá grande tormenta ao redor dele.
4 – Chamará os céus, do alto, e a terra, para julgar o seu povo.
5 – Congregai os meus santos, aqueles que fizeram comigo um concerto com sacrifícios.
6 – E os céus anunciarão a sua justiça; pois Deus mesmo é o Juiz. (Selá.)
7 – Ouve, povo meu, e eu falarei, ó Israel, e eu, Deus, o teu Deus, protestarei contra ti.
8 – Não te repreenderei pelos teus sacrifícios, ou holocaustos, de continuo perante mim.
9 – Da tua casa não tirarei bezerro nem bodes dos teus currais.
10 – Porque meu é todo o animal da selva, e as alimárias sobre milhares de montanhas.
11 – Conheço todas as aves dos montes; e minhas são todas as feras do campo.
12 – Se eu tivesse fome, não to diria, pois meu é o mundo e a sua plenitude.
13 – Comerei eu carne de touros? Ou beberei sangue de bodes?
14 – Oferece a Deus sacrifício de louvor. E paga ao Altíssimo os teus votos,
15 – E invoca-me no dia da angustia eu te livrarei, e tu me glorificarás.
16 – Mas ao ímpio diz Deus: Que tens tu que recitar os meus estatutos, e que tomar o meu concerto na tua boca,
17 – Pois aborreces a correção, e lanças as minhas palavras para detrás de ti?
18 – Quando vês o ladrão, consentes com ele, e tens a tua parte com adúlteros.
19 – Soltas a tua boca para o mal, e a tua língua compõe o engano.
20 – Assentas-te a falar contra teu irmão; falas mal contra o filho de tua mãe.
21 – Estas cousas tens feito, e eu me calei; pensavas que era como tu; mas eu te arguirei, e, em sua ordem, tudo porei diante dos teus olhos.
22 – Ouvi pois isto, vós que vos esqueceis de Deus; para que vos não faça em pedaços, sem haver quem vos livre.
Título da Lição: EZEQUIEL E A DISPERSÃO!

Definição: Em prosseguimento ao estudo sobre o Sacerdote e profeta Ezequiel, estando já no capitulo 11, certificamos que, o profeta ainda não havia sido ordenado a ir literalmente a Babilônia, agora sim, haveria a mudança, até aqui, ele estava sendo preparado para viajem. Vamos entender: Quando o Senhor decretou em seu coração levar todo o seu povo a um cativeiro de 70 anos, para que todos eles, que aliás, não eram poucos, pudessem sentir ali, saudades da liderança direta do Senhor na terra de Israel, e do seu Amor incomparável. Mas vamos neste capitulo 12 esclarecer que o profeta ainda permanecia em Israel, sendo preparado para tal através das visões dos querubins, do que ele iria passar lá em Babilônia junto ao povo que lá estava, mas, nem todos. É o seguinte: O Senhor não enviou  todo aquele povo de uma só vez, por exemplo; pelo que podemos entender, os primeiros a ir ao cativeiro foram aqueles moços; Sadraque, Mesaque, Abdinego e Daniel, estes moços que aliás eram bem jovens, adolescentes, foram direto para a Corte de Nabucodonozor, pois havia no Coração do Senhor, muitos alvos e planos para seu povo, ou seja: Para seu povo a salvação, pois o Senhor esperava que todo aquele povo provasse o sofrimento do cativeiro, e com isto sentisse saudades do Amor Divino, e de sua terra. E o segundo alvo do Senhor nosso Deus ali em Babilônia, a salvação daquele rei, o Nabucodonozor. Então voltando ao profeta Ezequiel, ele foi um pouco de tempo depois com mais uma remessa de povo. E assim o Senhor preparou Ezequiel antes desta viagem, de que maneira? Foi mostrando a ele desde já aquelas visões de querubins, o arrebatando de espírito como vimos nos capítulos 2 e 4, que, em arrebatamento de espírito, ele até comeu pão amassado com fezes, ali foi a predição de como seria, ou o que iria literalmente acontecer ao chegar lá em Babilônia. Mas vamos agora ao capitulo 12: Portanto, após este esclarecimento vemos nos primeiros versículos o seguinte: “E VEIO a mim a palavra do Senhor, dizendo: Filho do homem, tu habitas no meio da casa rebelde, que tem olhos para ver e não vê, e tem ouvidos para ouvir e não ouve; porque é casa rebelde. Tu, pois, ó filho do homem, prepara mobília para mudares de país, e de dia muda de lugar à vista deles; bem pode ser que reparem nisso, ainda que eles são casa rebelde.” (Ez. 12: 1 a 3). A Maravilha de tudo isto é que, o Senhor faz tudo no tempo certo, não adianta orações deprecatórias diante do Senhor, pois quando somos dele através da nossa abnegação, respeito e amor acima de tudo, podemos nos considerar as pessoas mais felizes do mundo inteiro, pois nas Mãos Dele está o mundo. Dizemos isto pois,  foi na hora, no momento certo a saída do profeta dali, pois em breve Jerusalém seria sitiada pelos inimigos, e assim Jerusalém ficaria num estado muito pior do que lá em Babilônia. Então como já dissemos,  a ida de Ezequiel a Babilônia foi quase no mesmo período dos moços Daniel, Sadraque, Mesaque e Abdenego, só que, com eles o Senhor já tinha determinado a salvação de Nabucodonozor. Mas vamos à meditação do capitulo 12 do Livro de Ezequiel. Interessante é que, quando estamos estudando o exílio de 70 anos, vamos aos poucos compreendendo o propósito do Senhor, que não era outro senão provar àquele povo que não existe outro Deus igual, que tenha tanto amor, tanta paciência, em fim; Ele é a totalidade do Fruto do Espírito Santo. Então o quesito do Fruto do Espírito que o Senhor Jeová mais usou nesta questão do cativeiro, foi a Esperança de que o povo ali faria comparação entre o Amor Divino e a tirania daquele rei. Mas trazendo para os nossos dias, o que estamos vendo; um povo se dizendo salvos em Jesus Cristo, o qual deu a sua Vida numa cruz em resgate de todos, e que de nada adiantou todo o Sacrifício. Por toda parte vemos toda espécie de carnalidade, não somente nos corpos físicos, mas o que é pior; nos templos, um pouco pior, nos Altares da Casa de Deus. Cuidado, pois nesses últimos dias só há uma promessa que se cumprirá: A vinda de Jesus nos ares, pois Ele não porá mais seus pés nesta terra, está escrito que o rapto da Igreja será num abrir e fechar de olhos, só os salvos o verão, então seguir-se-á uma grande tribulação na terra, e nesta tribulação não haverá em toda a terra nenhum profeta do Senhor, pois todos estarão nos Céus com Jesus. Vejamos o que nos diz as Escrituras: “Bem-aventurados aqueles que lavam as suas vestiduras no sangue do Cordeiro, para que tenham direito à árvore da vida, e possam entrar na cidade pelas portas. Ficarão de fora os cães e os feiticeiros, e os que se prostituem, e os homicidas, e os idolatras, e qualquer que ama e pratica a mentira.” (Ap. 22: 14, 15). Muito clara esta mensagem, e é com tristeza que o Senhor tem olhado para a terra em baixo, e contemplado as mesmas ou piores aberrações dos tempos do cativeiro de 70 anos, no meio de um povo que se diz crente em Jesus. Mas voltando ao cap. 12 de Ezequiel: O Senhor mandou que o profeta saísse imediatamente. O foco desta mensagem é a desgraça iminente dos judeus que ainda estavam em Judá no cativeiro do rei Zedequias. Então seria que, enquanto Ezequiel seguia para Babilônia, para advertir os que lá estavam, Jeremias levava sua mensagem ao rei Zedequias. Após a captura de Zedequias, uma boa quantidade de judeus foram dispersos entre as nações. A verdadeira razão de todas estas desgraças na vida deste povo chamado povo de Deus, é a dureza dos corações. Palavras, nunca faltou, nem no passado, nem no presente tempo, vejamos o que nos diz o Senhor: “E eu vos enviei todos os meus servos, os profetas, madrugando e enviando a dizer: Ora não façais esta cousa abominável que aborreço. Mas eles não deram ouvidos, nem inclinaram a sua orelha, para se converterem da sua maldade, para não queimarem incenso a deuses estranhos. Derramou-se pois a minha indignação e a minha ira, e acendeu-se nas cidades de Judá, e nas ruas de Jerusalém; e elas tornaram-se em deserto e em assolação, como hoje se vê.” (Jr. 44: 4 a 6). Aí está, a causa da dispersão. Nesta Nova Aliança, ou seja, na Gestão do Senhor Jesus há uma linda Promessa para os que estiverem na obediência da Palavra Santa: “Num momento, num abrir e fechar de olhos, ante a última trombeta, porque a trombeta soará, e os mortos ressuscitarão incorruptíveis, e nós seremos transformados.” ( I Cor. 15: 52). É só se converter de verdade! Cont..

terça-feira, 5 de março de 2019

LIÇÕES BÍBLICAS / EZEQUIEL E O COMBATE ÀS MISTURAS! - Lição: 10

LIÇÕES BÍBLICAS
 Classe: “Ovelhas do Bom Pastor”.
 Data: - 10 – 03 – 2019.     
Título da Lição:  EZEQUIEL E O COMBATE ÀS MISTURAS!
Lição: 10
Texto Áureo: “BEM-AVENTURADO o varão que não anda segundo o conselho dos ímpios, nem se detém no caminho dos pecadores, nem se assenta na roda dos escarnecedores.“ (Sl. 1: 1).  
                                    
Leitura Bíblica em Classe:         –   - HC           (Sl. 90: 1 a 16)

1 – SENHOR, tu tens sido o nosso refugio, de geração em geração,
2 – Antes que os montes nascessem, ou que tu formasses a terra e o mundo, sim, de eternidade a eternidade, tu és Deus.
3 – Tu reduzes o homem à destruição; e dizes: Volvei filhos dos homens.
4 – Porque mil anos são aos teus olhos como o dia de ontem que passou, e como a vigília da noite.
5 – Tu os levas como corrente d’água: são como um sono: são como a erva que cresce de madrugada.
6 – De madrugada cresce e floresce: à tarde corta-se e seca.
7 – Pois somos consumidos pela tua ira, e pelo teu furor somos angustiados.
8 – Diante de ti puseste as nossas iniquidades: os nossos pecados ocultos à luz do teu rosto.
9 – Pois todos os nossos dias vão passando na tua indignação; acabam-se nossos anos como um conto ligeiro.
10 – A duração da nossa vida é de setenta anos, e se alguns, pela sua robustez, chegam a oitenta anos, o melhor deles é canseira e enfado, pois passa rapidamente e nós voamos.
11 – Quem conhece o poder da tua ira? É a tua cólera, segundo o temor que te é devido?
12 – Ensina-nos a contar os nossos dias, de tal maneira que alcancemos corações sábios.
13 – Volta-te para nós, Senhor; até quando? E aplaca-te para com teus servos.
14 – Sacia-nos de madrugada com a tua benignidade, para que nos regozijemos, e nos alegremos todos os nossos dias.
15 – Alegra-nos pelos dias em que nos afligiste, e pelos anos em que vimos o mal.
16 – Apareça a tua obra aos teus servos, e a tua gloria sobre teus filhos.
17 – E seja sobre nós a graça do Senhor, nosso Deus: e confirma sobre nós a obra das nossas mãos; sim, confirma a obra das nossas mãos.   

Título da Lição: EZEQUIEL E O COMBATE ÀS MISTURAS!

Definição: Este sempre foi o combate do Senhor Nosso Deus sobre as misturas, ou seja; um povo que se diz crente em Jesus aderindo em suas vidas as práticas mundanas, ímpias, sim, pois passa a cometer impiedade, passando a ser impiedoso a si próprio. Isto sempre foi abominável ao Senhor, grande foi o sacrifício feito por Moisés para tirar do Egito com mão forte a descendência de Jacó, vivendo ali escravizada. E a ordem do Senhor era que de lá não trouxessem absolutamente nada pertencente aos egípcios, tão somente os ossos de José a pedido dele. Vejamos: “E tomou Moisés os ossos de José consigo, porquanto havia este estreitamente ajuramentado aos filhos de Israel, dizendo: Certamente Deus vos visitará; fazei pois subir daqui os meus ossos convosco.” (Ex. 13: 19). E assim foi feito, ao saírem do Egito, o qual é representado pelo Senhor hoje nos dias em que vivemos, como sendo o mundo de perdição. E assim vem o Senhor, ainda procurando com seus olhos os fieis da terra, os que fogem da prostituição generalizada como está também escrito: “Os meus olhos procurarão os fiéis da terra, para que estejam comigo: o que anda num caminho reto, esse me servirá.” (Sl. 101: 6). Mas voltemos a meditação do cap. 11: Voltando a grande preocupação do profeta Ezequiel,  podemos assim perceber pela indagação que fez ao Senhor no verso 13, no exato momento em que profetizava, viu morrer Pelatias, então clamou: “E aconteceu que, profetizando eu, morreu Pelatias, filho de Benaías; então cai sobre o meu rosto, e clamei com grande voz e disse: Ah! Senhor Jeová! Darás tu fim ao resto de Israel?” (Ez. 11: 13). Esta foi uma reação, ou seja; a preocupação de Ezequiel, indagando ao Senhor se Ele não deixaria com vida nenhum remanescente? A partir dos versos 16, o Senhor responde a Ezequiel e o tranquiliza, vejamos o que o Senhor diz: “Portanto dize: Assim diz o Senhor Jeová: Ainda que os lancei para longe entre as nações, e ainda que os espalhei pelas terras, todavia lhes servirei de santuário, por um pouco, nas terras para onde foram. Portanto, dize: Assim diz o Senhor Jeová: Hei de ajuntar-vos do meio dos povos, e vos recolherei das terras para onde fostes lançados, e vos darei a terra de Israel.” (Ez. 11: 16, 17).  Este é o grande amor de Deus, e por este amor incomparável, Ele vai através do perdão fazendo cumprir em nossa vida o que lhe é próprio; o Fruto do Espírito Santo com todos os seus quesitos, e em especial; a esperança que produz a Paciência, e a Longanimidade. E é por esta razão que muitos abusivamente andam dizendo que, desde que nasceram ouvem dizer que Jesus vem, e até agora não aconteceu, mas vai acontecer, e será num abrir e fechar de olhos. E assim vamos caminhando nesta lição que representa o grande amor Divino. No verso 17 do cap. 11, o Senhor promete que os hebreus voltariam à terra prometida, esta era uma questão de honra, pois, havia sido feita uma aliança com Abrão, vejamos:“ORA, o Senhor disse a Abrão: Sai-te da tua terra, e da tua parentela e da casa de teu pai, para a terra que eu te mandarei. E far-te-ei uma grande nação, e abençoar-te-ei, e engrandecerei o teu nome e tu serás uma benção. E abençoarei os que te abençoarem e amaldiçoarei os que te amaldiçoarem; e em ti serão benditas todas as famílias da terra.” (Gn. 12: 1 a 3). Esta promessa foi renovada com o profeta Jeremias que disse:  “Mas este é o concerto que farei com a casa de Israel depois daqueles dias, diz o Senhor: Porei a minha lei no seu interior, e a escreverei no seu coração; e eu serei o seu Deus e eles serão o meu povo.” (Jr. 31: 33). Este é o Senhor Maravilhoso que temos feito menção, Ele nunca é perdedor, nem que seja com dois ou três, ele realiza os seus propósitos, Ele considerará para sempre todo aquele que se volta para Ele e diz; Senhor eis-me aqui, o próprio Senhor Jesus quando por aqui andou deixou escrito: “Porque onde estiverem dois ou três reunidos em meu nome, aí estou eu no meio deles.” (Mt. 18: 20), e mais: “Todo o que o Pai me dá virá a mim; e o que vem a mim de maneira nenhuma o lançarei fora.” (Jo. 6: 37). Mas voltemos a ao cap. 11 de Ezequiel no verso 17 que o senhor fez promessas boas inclusive de dar-lhes novamente a terra de Israel, como dissemos acima, o Senhor pratica para conosco o Fruto do Espírito Santo, na questão da Esperança, Ele espera sempre com longanimidade, isto é prova de seu grande Amor; Vejamos: “Mas de vós, ó amados, esperamos coisas melhores, e coisas que acompanham a salvação, ainda que assim falamos.” (Hb. 6: 9). Isto é próprio dos santos. Mas nos versos 18 a 20 de Ezequiel 11, vemos que o Senhor naquela esperança de que seu povo remanescente se arrependesse de seus maus caminhos, desse a Ele a alegria de os fazer retornar à sua terra, abominando totalmente a idolatria, pois este tal pecado foi sempre abominável aos olhos do Senhor, a idolatria  é sempre o ponto de entrada às misturas, e misturas corrompem o corpo, a alma e o espírito da criatura humanaOutra cousa que o Senhor sempre primou para seu povo foi a união fraternal, unidos em um só propósito, atualmente a desunião é uma constante no meio dos “crentes’, pois arrancaram do Livro Santo chamado; Bíblia Sagrada o Antigo Testamento, negando assim o Mandamento de Jesus Cristo que diz: “Não cuideis que vim destruir a lei ou os profetas: não vim ab-rogar, mas cumprir. Porque em verdade vos digo que, até que o céu e a terra passem, nem um jota ou um til se omitirá da lei, sem que tudo seja cumprido.” (Mt. 5: 17, 18). Aí está, infelizmente esta é a nossa realidade atual, por isto está acontecendo em toda a face da terra a desunião dos povos que se dizendo crentes em Jesus estão fragmentados, divididos, desunidos, e o pecado tomando conta do mundo, é bom não esquecer que nós que fazemos menção do Senhor somos responsáveis sim por todas as desgraças mundiais, pois fomos chamados e escolhidos para levar até aos confins da terra o Evangelho de Jesus Cristo, para que assim houvesse salvação de almas. Voltando ao versículo 19 de Ezequiel 11 vemos a promessa do Senhor ao retorná-los a sua terra: “E lhes darei um mesmo coração, e um espírito novo porei dentro deles; e tirarei da sua carne o coração de pedra, e lhes darei um coração de carne; para que andem nos meus estatutos, e guardem os meus juízos, e os executem;”