PARTICIPE DO NOSSO BLOG

DÊ A SUA OPINIÃO
O QUE VOCÊ ESTÁ ACHANDO DO NOSSO BLOG?
ENVIE FOTOS, VÍDEOS, ARTIGOS...

CLIQUE AQUI E ENVIE A SUA MENSAGEM
projetovindemeninos@gmail.com





terça-feira, 30 de outubro de 2018

LIÇÕES BÍBLICAS / DAVI, SEMPRE VENCEDOR! - Lição: 5

 LIÇÕES BÍBLICAS
 Classe: “Ovelhas do Bom Pastor”.
 Data: - 04 – 11 – 2018.     
Titulo da Lição:           DAVI,  SEMPRE VENCEDOR!
Lição: 5
Texto Áureo: “O SENHOR é o meu pastor: nada me faltará. ”  (Sl. 23: 1).
                                        
Leitura Bíblica em Classe:       372  – 378 - HC               (Sl. 18: 1 a 19).

1 – EU te amarei do coração, ó Senhor, fortaleza minha.
2 – O Senhor é o meu rochedo, e o meu lugar forte, e o meu libertador, o meu Deus, a minha fortaleza, em quem confio; o meu escudo, a força da minha salvação, e o meu alto refugio.
3 – Invocarei o nome do Senhor, que é digno de louvor, e ficarei livre dos meus inimigos.
4 – Cordéis de morte me cercaram, e torrentes de impiedade me assombraram.
5 – Cordas do inferno me cingiram, laços de morte me surpreenderam.
6 – Na angustia invoquei ao Senhor e clamei ao meu Deus: desde o seu templo ouviu a minha voz, aos seus ouvidos chegou o meu clamor perante a sua face.
7 – Então a terra se abalou e tremeu; e os fundamentos dos montes também se moveram e se abalaram, porquanto se indignou.
8 – Do seu nariz subiu fumo, e da sua boca saiu fogo que consumia; carvões se acenderam dele.
9 – Abaixou os céus, e desceu, e a escuridão estava debaixo de seus pés.
10 – E montou num querubim, e voou; sim, voou sobre as asas do vento.
11 – Fez das trevas o seu lugar oculto; o pavilhão que o cercava era a escuridão das águas e as nuvens dos céus.
12 – Ao resplendor da sua presença as nuvens se espalharam, e a saraiva e as brasas de fogo.
13 – E o Senhor trovejou nos céus, o Altíssimo levantou a sua voz; e havia saraiva  e brasas de fogo.
14 – Despediu as suas setas, e os espalhou: multiplicou raios, e os perturbou.
15 – Então foram vistas as profundezas das águas, e foram descobertos os fundamentos do mundo; pela tua repreensão Senhor, ao soprar das tuas narinas.
16 – Enviou desde o alto, e me tomou: tirou-me das muitas águas.
17 – Livrou-me do meu inimigo forte e dos que me aborreciam, pois eram mais poderosos do que eu.
18 – Surpreenderam-me no dia da minha calamidade; mas o Senhor foi o meu amparo.
19 – Trouxe-me para um lugar espaçoso; livrou-me, porque tinha prazer em mim.

Título da Lição: DAVI, SEMPRE VENCEDOR!

Definição:  Em continuação a perseguição deste tirano chamado Saul, Davi dali para frente continuou sendo guardado pelo Senhor nas fortalezas, ou seja; nos lugares fortes, embora fosse no deserto, sempre vencendo na força do Senhor. Da matança aos sacerdotes escapa um jovem filho do sacerdote Aimeleque chamado Abiatar, escapou e foi ao encontro de Davi anunciando a matança aos sacerdotes feita pelo mau Saul. Dali uniu-se a Davi que continuou a cumprir sua missão, ou seja, guerrear contra os filisteus que infestavam por toda a parte, desta vez a cidade de Queila, Davi consultou ao Senhor se iria ou não e o Senhor lhe disse: vai. O nome Queila significa cercada. E a missão dos filisteus era estar sempre saqueando, invadindo os campos, assim foi anunciado a Davi a peleja dos filisteus na cidade chamada Queila. Davi foi informado desta invasão e consultou ao Senhor se deveria ir livrar aquela cidade dos saqueadores filisteus, e a resposta do Senhor a Davi foi positiva; vai. Davi então como sempre vai lutar, e isto chega rapidamente ao conhecimento do mau Saul, mas vejamos o disparate de Saul: “E foi anunciado a Saul que Davi era vindo a Queila, e disse Saul: Deus o entregou nas minhas mãos, pois está encerrado, entrando numa cidade de portas e ferrolhos. Então Saul mandou chamar a todo o povo à peleja, para que descessem a Queila, e cercassem a Davi e os seus homens.” (I Sam. 23: 7, 8). Realmente este tal Saul estava fora de si ao colocar Deus nesta intenção criminosa. Mas, Davi ao tomar conhecimento dos planos do inimigo pensando que por estar Davi numa cidade cercada com portas e ferrolhos seria fácil matá-lo, acontece que Davi era guiado e orientado pelo Espírito do Senhor, Davi pede o éfode ao sacerdote Abiatar, filho do finado Aimeleque, até aqui vemos sempre Davi usando suas armas de guerra, mas agora ele pede o Éfode que é uma peça da vestimenta usada pelo Sumo sacerdote. Davi embainhou a espada e colocou o éfode,  este ato de Davi foi mais poderoso que qualquer espada desembainhada. Então Davi fala ao Senhor fazendo algumas interrogações acerca do perigo eminente, e o Senhor vai lhe respondendo confirmando toda a intenção maléfica de Saul, no verso 12 do cap. 23, reforça Davi:“Disse mais Davi: Entregar-me-iam os cidadãos de Queila, a mim e aos meus homens, nas mãos de Saul? E disse o Senhor: Entregariam. Então se levantou Davi com os seus homens, uns seiscentos, e saíram de Queila, e foram-se aonde puderam: e sendo anunciado a Saul, que Davi escapara de Queila, cessou de sair contra ele.” Aqui vemos com toda clareza o Poder que havia naquela peça, ou seja: o éfode. Desta maneira Davi não somente é salvo da morte, como salva toda uma cidade das garras de Saul. Esta história nos faz lembrar de um outro rei chamado Josafá, que também venceu duas guerras num só dia cantando hinos ao Senhor. E disse o Senhor ao rei Josafá: “Nesta peleja não tereis que pelejar: parai, estai em pé, e vede a salvação do Senhor para convosco, ó Judá e Jerusalém;” (II Crô. 20: 17). Voltando a Davi, dali em diante ele permaneceu no deserto, no lugar forte ficando em um monte no deserto de Zife, e Saul o buscava todos os dias, porém Deus mão o entregou na sua mão. Passou um bom tempo em que não havia mais encontro de Saul com Davi, tudo isto por providência Divina. Até que chega o dia em que houve uma prova muito grande da parte do Senhor para Davi, ou seja, uma oportunidade de se livrar daquele inimigo ferrenho, mas como está escrito: “Porém agora não subsistirá o teu reino: já tem buscado o Senhor para si um homem segundo o seu coração, e já lhe tem ordenado o Senhor; que seja chefe sobre o seu povo, porquanto não guardaste o que o Senhor te ordenou.” (I Sam. 13: 14). E esta promessa na vida de Davi, foi para todo o sempre. Por esta razão o Senhor provou a Davi ali naquelas penhas das cabras monteses quando mais uma vez Saul intenta matá-lo. Diz a história, que Saul entrou numa caverna pois estava cansado de perseguir a Davi, e cobrindo os seus pés ali adormeceu. Diz o texto do verso 4 do cap. 24 de I Sam. O seguinte: “Então os homens de Davi lhe disseram: Eis aqui o dia, do qual o Senhor te diz: eis que te dou o teu inimigo nas tuas mãos, e far-lhe-ás como te parecer bem aos teus olhos. E levantou-se Davi, e mansamente cortou a orla do manto de Saul.” Mesmo somente tendo cortado o manto de Saul, Davi se arrependeu e orou ao Senhor. Vejamos o que ele diz aos seus homens no verso 6, 7: “Sucedeu, porém, que depois o coração doeu a Davi, por ter cortado a orla do manto de Saul. E disse aos seus homens: O Senhor me guarde de que eu faça tal cousa ao meu Senhor, ao ungido do Senhor, estendendo eu a minha mão contra ele: pois é o ungido do Senhor.” E Davi proibiu que seus homens se levantassem contra Saul. Pouco depois Saul acordou e se levantou da caverna e seguiu seu caminho sem nada saber. Davi também se levantou e saiu e gritou por detrás de Saul, Dizendo: “Olha pois,  meu pai, vê aqui a orla do teu manto na minha mão; porque cortando-te eu a orla do manto, te não matei. Adverte, pois e vê que não há na minha mão nem mal nem prevaricação nenhuma, e não pequei contra ti; porém tu andas à caça da minha vida, para ma tirares.” (I Sam. 24: 11). Ali houve um choro de fingimento da parte de Saul, houve vãs profecias e etc. na verdade nunca houve nenhum arrependimento naquele ser. E assim enquanto houve fôlego de vida em Saul, houve perseguições e guerras contra Davi, houve uma segunda vez em que Davi poupa a vida de Saul, pois mais uma vez Saul dormia dentro de um lugar onde eram guardados uns carros e a sua lança pregada na terra livre na sua cabeceira, vejamos:”Então disse Abisai a Davi: Deus te entregou hoje nas  mãos a teu inimigo; deixa-mo pois agora encravar com a lança duma vez na terra, e não o ferirei segunda vez. E disse Davi a Abisai: Nenhum dano lhe faças: porque quem estendeu a sua mão contra o ungido do Senhor e ficou inocente?” (I Sam. 26: 8, 9). E assim Davi conversa com Abisai o seguinte: deixa que o seu dia chegará em que morra, ou descerá para a batalha e perecerá; mas que o Senhor nos guarde de estender as mãos contra o ungido do Senhor. São grandes as lições de vida que aprendemos sendo estudantes da Bíblia, realmente, as palavras santas tem poder de transformar vidas pecaminosas. Não são as orações, que salvam, mas sim o Saber.

Nenhum comentário:

Postar um comentário