A PORTA ABERTA ESTÁ

A PORTA ABERTA ESTÁ
Culto de Doutrina - terças às 18:30 / Culto de Consagração - quartas às 09:00 / Culto de Libertação - quintas às 15:00 / Evangelização e Culto ao Ar Livre - sábados às 17:00 / Escola Dominical às 09:00 / Culto Público aos domingos às 18:00

Translate

terça-feira, 29 de maio de 2018

E O SEMEADOR SAIU A SEMEAR: Corpus Christi, comemorado ou Reverenciado?

E O SEMEADOR SAIU A SEMEAR (Textos)
E O SEMEADOR SAIU A SEMEAR:
    Corpus Christi, comemorado ou Reverenciado?  (Mt. 26: 17 a 28).

17 – E, no primeiro dia da festa dos pães asmos, chegaram os discípulos junto de Jesus, dizendo: Onde queres que façamos os preparativos para comeres a páscoa?
18 – E ele disse: Ide à cidade a um certo homem, e dizei-lhe: O Mestre diz: O meu tempo está próximo; em tua casa celebrarei a páscoa com os meus discípulos.
19 – E os discípulos fizeram como Jesus lhes ordenara, e prepararam a páscoa.
20 – E, chegada a tarde, assentou-se à mesa com os doze.
21 – E, comendo eles, disse: Em verdade vos digo que um de vós me há de trair.
22 – E eles, entristecendo-se muito, começaram cada um a dizer-lhe: Porventura sou eu, Senhor?
23 – E ele, respondendo, disse: O que mete comigo a mão no prato, esse me há de trair.
24 – Em verdade o Filho do homem vai, como acerca dele está escrito, mas ai daquele homem por quem o Filho do homem é traído! bom seria para esse homem se não houvera nascido.
25 – E, respondendo Judas, o que o traía, disse: Porventura sou eu, Rabi? Ele disse: Tu o disseste.
26 – E, quando comiam, Jesus tomou o pão, e, abençoando-o, o partiu, e o deu aos discípulos, e disse: Tomai, comei, isto é o meu corpo.
27 – E, tomando o cálice, e dando graças, deu-lho, dizendo: Bebei dele todos;
28 – Porque isto é o meu sangue, o sangue do novo testamento. Que é derramado por muitos, para remissão dos pecados


               Nesta semana que se finda, estamos comemorando 3 anos que pregamos nesta localidade o Evangelho de Nosso Senhor e Salvador Jesus Cristo, não somente na distribuição dos folhetos, mas também na pregação de viva voz, pois é tempo de buscar ao Senhor. 
        Muitas pessoas ao pegarem o folheto o atiram ao chão, menosprezando os Escritos Sagrados, mas não nos importamos com isto, pois, cada um dará conta de seus atos. O importante é que, a grande maioria tem recebido com alegria as Boas Novas de Salvação. 
       Hoje estamos aqui para vos falar sobre a ultima Ceia que Jesus participou com seus discípulos, dizendo para eles que ali seria o último dia que estaria com eles, e assim foi, pois ao término daquela Ceia foi preso pelos soldados romanos, entregue pelo “discípulo” Judas Iscariotes. 
     Judas  traiu Jesus com um beijo na face. Este foi o tratado de Judas com os soldados romanos. Mas isto não mais importa, pois Jesus morreu na cruz sangrenta, porém,o terceiro dia RESSUCITOU!!! E Vivo está para salvar a você que hoje correndo passa, mas mesmo assim leva a mensagem, e todos quantos estão ao alcance da voz que apregoa a linda Promessa que Jesus ainda hoje faz, juntamente com o convite de Salvação!
        Receba hoje a Jesus como seu Salvador, na Promessa de uma Vida Eterna nos Céus.   PENSE NISTO!
 

LIÇÕES BÍBLICAS / DEUS FALA EM SONHOS! - Lição: 10

LIÇÕES BÍBLICAS
Classe: “Ovelhas do Bom Pastor”.
Data: - 03 – 06 – 2018.     
Titulo da Lição:                DEUS FALA EM SONHOS!   
Lição: 10
Texto Áureo: “Examine-se pois, o homem a si mesmo,”  (I Cor. 11: 28 a.)  
                                                 
Leitura Bíblica em Classe:         20  – 334  - HC                 (Sl. 74: 1 a 18).

1 – Ó DEUS, por que nos rejeitaste para sempre? Por que se acende a tua ira contra as ovelhas do teu pasto?
2 – Lembra-te da tua congregação, que compraste desde a antiguidade; da tua herança que remiste, deste monte de Sião, em que habitaste.
3 – Levanta-te contra as perpétuas assolações, contra tudo o que o inimigo tem feito de mal no santuário.
4 – Os teus inimigos bramam no meio dos lugares santos; põem neles as suas insígnas por sinais.
5 – Parecem-se com o homem que avança com o seu machado através a espessura do arvoredo.
6 – Eis que toda a obra entalhada quebram com machados e martelos.
7 – Lançaram fogo ao teu santuário; profanaram, derrubando-a até ao chão a morada do teu nome.
8 – Disserem nos seus corações: Despojemo-los duma vez. Queimaram todos os lugares santos de Deus na terra.
9 – Já não vemos os nossos sinais, já não há profeta: nem há entre nós alguém que saiba até quando isto durará.
10 – Até quando, ó Deus, nos afrontará o adversário? Blasfemará o inimigo o teu nome para sempre?
11 – Por que retiras a tua mão, sim a tua destra? Tira-a do teu seio, e consome-os.
12- Todavia, Deus é o meu Rei desde a antiguidade, operando a salvação no meio da terra.
13 – Tu dividiste o mar pela tua força; quebrantaste as cabeças dos monstros das águas.
14 – Fizeste em pedaços as cabeças do leviatã, e o deste por mantimento aos habitantes do deserto.
15 – Fendeste a fonte e o ribeiro: secaste os rios impetuosos.
16 – Teu é o dia e tua é a noite: preparaste a luz e o sol.
17 – Estabeleceste todos os limites da terra; verão e inverno tu os formaste.
18 – Lembra-te disto: que o inimigo afrontou ao Senhor, e que um povo louco blasfemou o teu nome. 

Título da Lição: DEUS FALA EM SONHOS!

Definição: Na lição passada, terminamos a meditação do cap. 2 do primeiro livro do profeta Samuel, estarrecidos com o procedimento do sacerdote Eli, no que diz respeito ao desrespeito de seus dois filhos devassos profanando o Templo do Senhor. Em prosseguimento ainda no cap. 2: verso 29 quando faz a Eli a pergunta; por que daí coices? Isto se referindo ao Altar da Casa do Senhor. Dali para frente estava acabado o sacerdócio deste homem chamado Eli, pois no verso a seguir o Senhor com grande tristeza, pois creio piamente que o Senhor nosso Deus, sendo Zeloso e acima de tudo Amoroso ao extremo, ao ponto de desde o Éden ter-nos feito a seguinte promessa: “E porei inimizade entre ti e a mulher, e entre a tua semente e a sua semente: esta te ferirá a cabeça, e tu lhe ferirá o calcanhar.” (Gn. 3: 15). Esta foi, a primeira promessa de um Salvador; Jesus Cristo! Acontece que o Senhor também havia feito promessas ao sacerdote Eli. Vejamos: “Portanto, diz o Senhor Deus de Israel: Na verdade tinha dito eu que a tua casa e a casa de teu pai andariam diante de mim perpetuamente; porém agora diz o Senhor: Longe de mim tal cousa, porque aos que me honram honrarei, porém os que me desprezam serão envilecidos. Eis que vem dias em que cortarei o teu braço e o braço da casa de teu pai, para que não haja velho algum em tua casa.” (I Sm. 2: 30, 31). Que coisa terrível é provocar a ira de Deus. Cuidado, existem várias maneiras de se provocar a ira do Senhor. Mas prossigamos; dali o Senhor prossegue dizendo o que aconteceria àqueles dois filhos de Eli: “E isto te será por sinal, a saber: o que sobrevirá a teus dois filhos, a Hofni e a Fineias, que ambos morrerão no mesmo dia.” (I Sm. 2: 34). Que tristeza! Mas muitos poderão dizer: mas isto acontecia no Velho Testamento, o chamado povo de Deus da atualidade, são pessoas tão desrespeitosas que se dirigem ao Antigo Testamento chamando-o de velho, mas para os que temem ao Senhor é denominado como Antigo, pois tudo quanto vem da antiguidade, principalmente se referindo aos Escritos Bíblicos são de grande Valor, e se renova a cada dia; assim são os Conselhos Antigos do Senhor: São firmeza e verdades. Mas ao término do capitulo 2 do primeiro Livro de Samuel vemos uma promessa Maravilhosa do Senhor onde Ele faz citação do Messias Prometido: “E eu suscitarei para mim um sacerdote fiel, que obrará segundo o meu coração e a minha alma, e eu lhe edificarei uma casa firme, e andará sempre diante do meu ungido.” (I Sm. 2: 35). É claro que este ungido o qual o Senhor se refere É Jesus Cristo! E o Sacerdote fiel quem será? Mas prossigamos neste aprendizado tão eficaz para os que verdadeiramente querem aprender para colocar em prática. Passemos para o capitulo 3 que, novamente faz menção do menino Samuel que mesmo em meio a toda essa devassa permanece firme no Caminho. “E O mancebo Samuel servia ao Senhor perante Eli: e a palavra do Senhor era de muita valia naqueles dias; não havia visão manifesta.” (I Sm. 3: 1). Passemos então a meditar na noite em que o Senhor fala com Samuel em sonhos, diz o texto que antes que a luz se Apagasse no templo do Senhor, em que estava a Arca de Deus, o Senhor chamou a Samuel, e ele respondendo disse àquela voz pensando ser o sacerdote Eli, e correndo foi até ao leito de Eli e dizendo: Eis-me aqui, e isto aconteceu por três vezes, na terceira vez Eli entendeu que era o Senhor querendo falar a Samuel, e assim foi por três vezes. Samuel sendo orientado pelo sacerdote que ficasse deitado e aguardasse: “Então veio o Senhor, e ali esteve, e chamou como das outras vezes: Samuel, Samuel, E disse Samuel: Fala porque o teu servo ouve. E disse o Senhor a Samuel: eis aqui vou eu fazer uma cousa em Israel, a qual todo o que ouvir lhe tinirão ambas as orelhas.” (I Sm. 3: 11). Mas não foi somente isto que o Senhor falou ao menino Samuel, profetizando contra a casa de Eli. Vemos que Eli foi advertido, o Senhor lhe deu tempo para que ele observasse a situação daqueles dois filhos, enviando profetas, e nem havia necessidade, pois aqueles moços não faziam nada as escondidas, profanavam todo o Templo abertamente, e aquele pai não tomava nenhuma providencia. É bom nunca esquecer qual a real e mais importante missão dos pais; a principal é o bom exemplo, daí segue-se a autoridade sem austeridade, a autoridade impõe o devido respeito através da moral e da ética tão combatida nesses dias atuais, não importa que o mundo está na devassa, mas nós fazemos menção do Nome do Senhor e principalmente de seus ensinamentos Bíblicos! É preciso que os pais façam um trabalho em sua própria alma diante de Deus, para que deixem o amorzinho, e usem de autoridade acompanhada do bom exemplo para com os filhos, e sejam firmes, atentos, observadores, tenham seus mancebos a idade que tiver. Mas voltemos ao que o Senhor determinou naquela casa de Eli, que tristeza! Vejamos: “E disse o Senhor a Samuel: Eis aqui vou eu fazer uma cousa em Israel, a qual todo o que ouvir lhe tinirão ambas as orelhas. Naquele mesmo dia suscitarei contra Eli tudo quanto tenho falado contra a sua casa: começá-lo-ei e acabá-lo-ei. Porque eu já lhe fiz saber que julgarei a sua casa para sempre, pela iniquidade que ele bem conhecia, porque, fazendo-se seus filhos execráveis, não os repreendeu. Portanto jurei à casa de Eli que nunca jamais será expiada a iniquidade da casa de Eli com sacrifício nem com oferta de manjares.” (I Sm. 3: 11 a 14). Pronto aqui vemos que o Senhor chegou ao extremo da paciência com Eli, é bom lembrar que Este é o mesmo Deus de hoje, Ele não mudou nem mudará, portanto tenhamos muito cuidado para que não estejamos perdendo nosso tempo indo e vindo à Casa do Senhor. Uma das coisas que o Senhor mais preza é o nosso lar, pois é continuidade do Templo e vice, versa. É dentro da casa de morada que deve proceder a ordem imperativa, papai e mamãe juntos ordenam aos filhos no bom caminho, logicamente com o devido respeito. Não tornando seu lar em várias ilhas, ou seja, filhos isolados, ninguém pode entrar no quarto do mancebo ou da mocinha porquê? Mas voltando um pouco a visão do Senhor, Samuel ficou deitado até pela manhã temendo relatar esta visão a Eli. Acontece que Eli também de uma certa forma foi tocado pelo Senhor, pois no dia seguinte perguntou a Samuel qual tinha sido a Palavra que o Senhor havia lhe falado? Daremos continuidade nesta história verídica, tão real e que muito acontece nestes dias.

quarta-feira, 23 de maio de 2018

E O SEMEADOR SAIU A SEMEAR / Jesus ao avistar Jerusalém Chorou!

E O SEMEADOR SAIU A SEMEAR (Textos)
E O SEMEADOR SAIU A SEMEAR:
               Jesus ao avistar Jerusalém Chorou! (Lc. 19: 33 a 44).

33 – E, quando soltaram o jumentinho, seus donos disseram: Porque soltais o jumentinho?
34 – E eles responderam: O Senhor o há de mister.
35 – E trouxeram-no a Jesus: e, lançando sobre o jumentinho os seus vestidos, puseram Jesus em cima.
36 – E, indo ele, estendiam no caminho os seus vestidos.
37 – E, quando já chegava perto da descida do monte das Oliveiras, toda a multidão dos discípulos, regozijando-se, começou a dar louvores a Deus em alta voz, por todas as maravilhas que tinham visto.
38 – Dizendo: Bendito o Rei que vem em nome do Senhor, paz no céu, e gloria nas alturas.
 39 – E disseram-lhe dentre a multidão alguns dos fariseus: Mestre, repreende os teus discípulos.
40 – E, respondendo ele, disse-lhes: Digo-vos que, se estes se calarem, as próprias pedras clamarão.
41 – E, quando ia chegando, vendo a cidade, chorou sobre ela,
42 – Dizendo: Ah! Se tu conhecesses também, ao menos neste teu dia, o que à tua paz pertence! Mas agora isto está encoberto aos teus olhos.
43 – Porque dias virão sobre ti, em que os teus inimigos te cercarão de trincheiras, e te sitiarão, e te estreitarão de todas as bandas;
44 – E te derribarão a ti e aos teus filhos que dentro de ti estiverem; e não deixarão em ti pedra sobre pedra, pois que não conheceste o tempo da tua visitação.
 

     Neste dia estamos trazendo até você esta mensagem verídica, acontecida lá em Jerusalém nos tempos em que Jesus por aqui andou. Ele, montado num jumentinho entrou em Jerusalém, acompanhado pelo povo, grande multidão, como diz o texto do Evangelho de São Mateus. 
       Porém, Jesus na entrada de Jerusalém ao contemplar aquela Cidade,  chorou sobre ela, e ali disse palavras não muito agradáveis de se ouvir, pois Ele, sendo o Filho de Deus enviado à terra, nascendo numa simples manjedoura trazendo salvação ao mundo, viu ali que aquela cidade estava repleta de pecados, tal qual está o mundo de então.
       Dali a poucos dias, Ele foi levado ao calvário por aquele mesmo povo que o aclamou ao entrar ali, o levou à morte de cruz.
        Mas tudo isto já estava escrito, como também já está escrito que Ele, Jesus, voltará, não mais para colocar seus pés nesta terra contaminada, mas ficará nos ares, sobre nuvens, e somente aqueles que o receberam como Salvador subirão aos Céus.  Esta foi a promessa que Ele deixou, antes de expirar na cruz. Ele se entregou àquela morte tão cruel por amor a mim e a você que recebe hoje este folheto. Tudo Ele fez por Amor. “Porque Deus amou o mundo de tal maneira, que deu o seu Filho unigênito, para que todo aquele que nele crê não pereça, mas tenha a vida eterna.” (Jo. 3: 16).    Pense Nisto!

LIÇÕES BÍBLICAS / SAMUEL, BENDITO DO SENHOR! - Lição: 09

LIÇÕES BÍBLICAS
  Classe: “Ovelhas do Bom Pastor”.
 Data: - 27 – 05 – 2018.     
Titulo da Lição:           SAMUEL, BENDITO DO SENHOR!   
 Lição: 09
Texto Áureo: “Alegrai-vos no Senhor, e regozijai-vos, vós os justos;” (Sl. 32: 11b.)  
                                                                                  
Leitura Bíblica em Classe:         254  – 239  - HC                 (Sm. 2: 1 a 11).

1 – ENTÃO orou Ana, e disse: O meu coração exulta ao Senhor, o meu poder está exaltado no Senhor: a minha boca se dilatou sobre os meus inimigos, porquanto me alegro na tua salvação.
2 – Não há santo como o Senhor; porque não há outro fora de ti: e rocha nenhuma há como o nosso Deus.
3 – Não multipliqueis palavras de altíssimas altivezas, nem saiam cousas árduas da vossa boca: porque o Senhor é o Deus da sabedoria, e por ele são as obras pesadas na balança.
4 – O arco dos fortes foi quebrado, e os que tropeçavam foram cingidos de força.
5 – Os fartos se alugaram por pão, e cessaram os famintos: até a estéril teve sete filhos, e a que tinha muitos filhos enfraqueceu.
6 – O Senhor é o que tira a vida e a dá: faz descer a sepultura e faz tornar a subir dela.
7 – O Senhor empobrece e enriquece: abaixa e também exalta.
8 – Levanta o pobre, do pó, e desde o esterco exalta o necessitado, para o fazer assentar entre os príncipes, para o fazer herdar o trono de gloria: porque do Senhor são os alicerces da terra, e assentou sobre ele o mundo.
9 – Os pés dos seus santos guardará porém os ímpios ficarão mudos nas trevas: porque o homem não prevalecerá pela força.
10 – Os que contendem com o Senhor serão quebrantados; desde os céus trovejará sobre eles: o Senhor julgará as extremidades da terra: e dará força ao seu rei, e exaltará o poder do seu ungido.
11 – Então Elcana foi-se a Ramá, à sua casa: porém o menino ficou servindo ao Senhor, perante o sacerdote Eli.

Título da Lição: SAMUEL, BENDITO DO SENHOR!

Definição: ... Tendo Ana, dito a seu marido que só subiria a Siló quando o menino Samuel fosse desmamado, Elcana concordou e lhe disse: “E Elcana, seu marido lhe disse: Faze o que bem parecer em teus olhos, fique até o desmames; tão-somente confirme o Senhor a sua palavra: assim ficou a mulher, e deu leite a seu filho, até que o desmamou.” (I Sm. 1: 23). E assim foi, diz os versos seguintes que Ana levou o menino a Siló para a Casa do Senhor ainda muito criança, numa faixa de 3 anos. Ao se deparar com o Sacerdote Eli, Ana se apresentou a ele dizendo ser aquela mulher que esteve ali atribulada, e agora estava lhe trazendo o menino. E assim cada ano Ana com toda sua casa subia a adorar ao Senhor e levava uma túnica para o menino. Mas voltando um pouco na história, vemos que o ambiente lá na casa do Sacerdote Eli não era dos melhores, pois seus dois filhos eram tão pecadores que o Senhor os classificou como filhos de Belial: “Eram porém os filhos de Eli filhos de Belial, não conheciam ao Senhor.” (I Sm. 2: 12). Esses moços filhos do Sacerdote Eli, eram sacerdotes auxiliares de seu pai, nas tarefas do Altar dos Holocaustos podemos dizer assim, pois tinham acesso aos sacrifícios  que eram ofertados pelo povo. Então o que acontecia? Vejamos: “Porquanto o costume daqueles sacerdotes com o povo era que, oferecendo alguém algum sacrifício, vinha o moço do sacerdote, estando-se cozendo a carne, com um garfo de três dentes em sua mão; e dava com ele, na caldeira, ou na panela, ou no caldeirão, ou na marmita: e tudo quanto o garfo tirava, o sacerdote tomava para si; assim faziam a todo o Israel que ia ali a Siló.” (I Sm. 2: 13, 14). Aqueles sacrifícios eram para Deus, não para comerem como se fosse banquete, estavam roubando do Senhor. E o Sacerdote Eli além de Sacerdote era o pai desses profanos, e nenhuma atitude tomava fazendo vista grossa nesta situação. É preciso que isto sirva de advertência aos pais que passam a mão por cima dos filhos. Esses mancebos não respeitavam nem as gorduras. Vejamos o que nos diz o verso 17 do cap. 2: “Era pois muito grande o pecado destes mancebos perante o Senhor, porquanto os homens desprezavam a oferta do Senhor.” Algo que também nos chama a atenção é o tipo de garfo; tridente. A Palavra do Senhor é Maravilhosa! Por esta razão não podemos deixar de meditá-la cada dia no mínimo: Duas horas e quarenta minutos. Este é o Dízimo do tempo, pois um dia contém 24 horas. Só assim teremos a oportunidade de aprender, e ficar atentos aos ensinamentos. Queremos até chamar a atenção dos irmãos que andam pelos montes orando contrariando o Mandamento de Jesus que diz: “Mas tu quando orares, entra no teu aposento, e, fechando a tua porta, ora a teu Pai que está em oculto; e teu Pai, que vê secretamente, te recompensará.” (Mt.6: 6). Outra coisa; quem anda pulando pelos montes são os cabritos, Ovelhas não, as ovelhas de Jesus andam à margem das águas tranquilas. É bom aproveitar todo tempo do dia e da noite para meditação das Escrituras para ser sábio e entendido, aliás, este versículo de Jesus é MANDAMENTO de Jesus. Portanto,o  que vai aos montes para orar, está transgredindo este Mandamento. Mas voltando a situação dos filhos do Sacerdote Eli, ali a situação estava muito séria, pior ainda estava a do Sacerdote, pois estava pondo em risco sua salvação. Vejamos agora, o crescimento espiritual do menino Samuel sendo ainda mancebo, já vestia um Éfode de linho, isto é muito sério e, torna-se em vergonha para muitos jovens já adultos, sim, pois com 17 ou 18 anos já está mais do que adulto. Mas Samuel ainda menino Ministrava no Altar do Senhor com vestes Sacerdotais, e já trazia no peitoril o Éfode, coisa que só os Sumos Sacerdotes podiam usar. Como diz a Palavra do Senhor; para Deus não há idade para ser santo, para o Senhor nosso Deus não há desculpas, Ele diz que: “Até a criança se dará a conhecer pelas suas ações, se a sua obra for pura e reta.” (Pv. 20: 11). Isto é coisa séria, que os pais devem estar apercebidos e tratando seus filhos com amor, mas principalmente com seriedade. Prossigamos em aprender sobre este menino que crescia em Graça diante do Senhor. E aquela família de Elcana prosseguia em anualmente subir ao Templo do Senhor, diz ainda neste mesmo capitulo 2 do primeiro Livro de Samuel que Ana foi visitada pelo Senhor e teve mais filhos: “Visitou pois o Senhor a Ana, e concebeu, e teve três filhos e duas filhas: e o mancebo Samuel crescia diante do Senhor.” (I Sm. 2: 21). E o Sacerdote Eli tomava conhecimento de tudo quanto seus filhos praticavam em todo o Israel, vejamos: “Era porém Eli já muito velho, e ouvia tudo quanto seus filhos faziam a todo o Israel, e de como se deitavam com as mulheres que em bandos se ajuntavam à porta da tenda da congregação. E disse-lhes: Por que fazeis tais coisas? Porque ouço de todo este povo os vossos malefícios.” (I Sm. 2: 22 a 23). Aqui nós vemos que Eli não tinha nenhuma autoridade com aqueles devassos, ele era conhecedor dos feitos dos filhos e não tomava nenhuma atitude, e o Altar do Senhor cada dia mais sendo profanado. Mas o mancebo Samuel cada dia mais consagrado ao Senhor, diz o verso 26: “E o mancebo Samuel ia crescendo, e fazia-se agradável, assim para com o Senhor como também para com os homens.” A seguir podemos ver a partir do verso 27 do capitulo 2 deste primeiro Livro que tem o nome do Profeta Samuel, a terrível profecia contra Eli e toda a sua casa. Diz o texto que; um homem de Deus, não sabemos o seu nome, veio trazendo uma triste profecia a Eli, deixando bem claro o motivo da desgraça que viria. O Senhor nosso Deus discorreu ali que o havia escolhido dentre toda as tribos  de Israel para sacerdote, para oferecer no Altar do Senhor, para acender incenso, e para trazer o éfode perante o Senhor, isto é coisa muito séria! Porque? Pois tudo quanto nos vem às mãos para fazer, devemos ter zelo, pois o Senhor é Deus zeloso, e não se deixa escarnecer. O Senhor ali usando aquele homem, disse que Eli deu coices contra o sacrifício, e contra a oferta de manjares... Vejamos: “Por que dai coices contra o sacrifício e contra a minha oferta de manjares, que ordenei na minha morada, e honras a teus filhos mais do que a mim, para vos engordardes do principal de todas as ofertas do meu povo de Israel?”. Depois desta, é necessário fazer um exame de consciência se alguém foi causa de alguma oferta não chegar ao altar do Senhor, é bom que se arrependa antes de ser tarde demais. Que nunca sejamos causador de nenhum dano na Casa de nosso Deus.

quinta-feira, 17 de maio de 2018

E O SEMEADOR SAIU A SEMEAR / A felicidade dos justos e o castigo dos ímpios

E O SEMEADOR SAIU A SEMEAR (Textos)
E O SEMEADOR SAIU A SEMEAR:
A felicidade dos justos e o castigo dos ímpios (Salmo 1).

1 – BEM-AVENTURADO o varão que não anda segundo o conselho dos ímpios, nem se detém no caminho dos pecadores, nem se assenta na roda dos escarnecedores.
2 – Antes tem o seu prazer na lei do Senhor, e na sua lei medita de dia e de noite.
3 – Pois será como a árvore plantada junto a ribeiros de águas, a qual dá o seu fruto na estação própria, e cujas folhas não caem, e tudo quanto fizer prosperará.
4 – Não são assim os ímpios; mas são como a moinha que o vento espalha.
5 – Pelo que os ímpios não subsistirão no juízo, nem os pecadores na congregação dos justos.
6 – Porque o Senhor conhece o caminho dos justos; mas o caminho dos ímpios perecerá.

  

            Neste dia estamos trazendo até você uma mensagem muito importante contida na Bíblia Sagrada, pois fala sobre felicidade. Há uma concepção de que cada um deve ser feliz à sua maneira, ou seja, o importante é ser feliz, mas como? Podemos dizer a você caro leitor que há muitos caminhos que ao homem parecem ser direito, mas no fim deles se transforma num caminho de morte, esta é uma realidade, pois são Palavras do Senhor Deus, vejam: “Há caminho que ao homem parece direito, mas o fim dele são caminhos da morte.” (Provérbios 14: 12). Então neste versículo vemos com clareza que para Deus é importante ser feliz, e o Senhor nosso Deus, em especial Jesus Cristo, deu a sua própria Vida numa cruz para que todos nós possamos ser felizes, porém num só Caminho Jesus Cristo! Ele mesmo disse: “Eu sou o caminho, a verdade e a vida”. Portanto não há outra maneira de ser verdadeiramente feliz.
É notório por toda parte, a situação do mundo atual, o cerco se fecha a cada dia na questão do pecado que tomou conta do ser humano, feitura de Deus Criador, mata-se os semelhantes como se matassem um inseto, não é verdade? Só prevalecem o matar, o roubar, o mentir, defraudar e etc. estes são os sinais da vinda de Jesus, para levar não aos Céus os crentes simplesmente, mas a todo aquele que o recebe como seu Salvador e anda segundo seus ensinamentos. PENSE NISTO.  Fique na Paz do Senhor.

terça-feira, 15 de maio de 2018

LIÇÕES BÍBLICAS / ANA, A MULHER PERSEVERANTE! - Lição: 08

 LIÇÕES BÍBLICAS
Classe: “Ovelhas do Bom Pastor”.
Data: - 20 – 05 – 2018.      
Titulo da Lição:           ANA, A MULHER PERSEVERANTE!    
Lição: 08
Texto Áureo: “O meu pé está posto em caminho plano; nas congregações louvarei ao senhor.” (Sl. 26: 12).   
                                                                                  
Leitura Bíblica em Classe: 
239  – 51  - HC   (Sl. 27).

1 – O SENHOR é a minha luz e a minha salvação; a quem temerei? O Senhor é a força da minha vida; de quem me recearei?
2 – Quando os malvados, meus adversários e meus inimigos, investiram contra mim, para comerem as minhas carnes, tropeçaram e caíram.
3 – Ainda que um exército me cercasse, o meu coração não temeria: ainda que a guerra se levantasse contra mim, nele confiaria.
4 – Uma cousa pedi ao Senhor, e a buscarei: que possa morar na casa do Senhor todos os dias da minha vida, para contemplar a formosura do senhor, e aprender no seu templo.
5 – Porque no dia da adversidade me esconderá no seu pavilhão: no oculto do seu tabernáculo me esconderá: pôr-me-á sobre uma rocha.
6 – Também a minha cabeça será exaltada sobre os meus inimigos que estão ao redor de mim: pelo que oferecerei sacrifício de júbilo no seu tabernáculo; cantarei, sim, cantarei louvores ao Senhor. 
7 – Ouve, Senhor, a minha voz quando clamo; tem também piedade de mim, e responde-me.
8 – Quando tu disseste: Buscai o meu rosto; o meu coração te disse a ti: O teu rosto, Senhor, buscarei.
9 – Não escondas de mim a tua face, não rejeites ao teu servo com ira: tu foste a minha ajuda, não me deixes nem me desampares, ó Deus da minha salvação.
10 – Porque, quando meu pai e minha mãe me desampararem, o Senhor me recolherá.
11 – Ensina-me, Senhor, o teu caminho, e guia-me pela vereda direita, por causa dos que me andam espiando.
12 – não me entregues à vontade dos meus adversários; pois se levantaram falsas testemunhas contra mim, e os que respiram crueldade.
13 – Pereceria sem duvida, se não cresse que veria os bens do Senhor na terra dos viventes.
14 – Espera no Senhor, anima-te, e ele fortalecerá o teu coração; espera pois no Senhor.

Título da Lição: ANA, A MULHER PERSEVERANTE!

Definição: É com grande alegria que damos inicio a mais um estudo dentro das Sagradas Escrituras, para que cada dia possamos ser agraciados pelos Dons Espirituais, principalmente no Dom da Palavra. O Senhor é taxativo na questão “Buscai conhecimento!” O Profeta Daniel no último cap. De seu livro diz com toda clareza assim: “E muitos dos que dormem no pó da terra ressuscitarão uns para a vida eterna, e outros para vergonha e desprezo eterno. os entendidos pois resplandecerão, como o resplendor do firmamento; e os que a muitos ensinam a justiça refulgirão como as estrelas sempre e eternamente.” (Dn. 12: 2, 3). Portanto, aqui estamos para dar inicio ao estudo do 1º Livro que trás a história do profeta Samuel e que tem o seu nome. A história começa contando acerca de um homem chamado Elcana, um levita morando no território de Efraim. Filho de Jeroão, que era filho de Eliú, filho de Toú, filho de Zufe, efrateu. Mas como poderemos ter certeza que Elcana era levita? Aí é a hora de examinarmos a genealogia, buscando as descendências, pois o Senhor no seu imenso cuidado para que nós hoje, tivéssemos todo o conhecimento da história de seu povo, deixou registrado através das geneologia (gens). Vejamos então a descendência de Elcana na listagem que Davi constituiu para o oficio do canto na Casa do Senhor, sabendo nós que, a tribo escolhida para louvar a Deus, foi a tribo de Levi. “Estes são pois os que estavam com seus filhos: dos filhos dos coatitas, Hemã, o cantor filho de Joel, filho de Samuel, filho de Elcana, filho de Jeroão, filho de Eliú, filho de toá.” (I Cron. 6: 33, 34). Para confirmar que este Elcana é o mesmo pai de Samuel, vamos ao inicio da História de Samuel. “HOUVE um homem de Ramataim de Zofim, da montanha de Efraim, cujo nome era Elcana, filho de Jeroão, filho de Eliú, filho de Toú, filho de Zufe, Efrateu.” (I Sm. 1: 1). Pronto confirmada a descendência. Eis aí a importância da genealogia. Mas vamos dando inicio a esta linda história, contendo uma mulher perseverante na oração, sendo muito provada na questão de ser estéril, e a esterilidade nos tempos antigos pesava sobre as mulheres como se fosse uma praga, ou um castigo Divino. Na tradição judaica conta que Ana era a primeira mulher de Elcana, mas pela Lei de Moisés, o homem teria direito a ter uma segunda mulher se a primeira não tivesse filhos. Sendo assim, Elcana casou-se com Penina, porém Elcana amava a Ana, e deixava isto muito claro, podemos até pensar que por esta razão Penina hostilizava a Ana: “Subia pois este homem da sua cidade de ano em ano a adorar e sacrificar ao Senhor dos Exercitos em Siló: e estavam ali os sacerdotes do Senhor, Hofni e Finéias, os dois filhos de Eli. E sucedeu que no dia que Elcana sacrificava dava ele porções a Penina, sua mulher, e a todos os seus filhos, e a todas as suas filhas. Porém a Ana dava uma parte excelente; porquanto ele amava Ana, porém o Senhor lhe tinha cerrado a madre.” (I Sm. 1: 3 a 5). Então Penina ali percebia este tratamento diferenciado de Elcana para com Ana, certamente por esta razão ela a irritava como diz o verso 6. Prosseguindo, não há como saber o tempo em que Ana perseverou em buscar a bênção da maternidade, mas que pela sua perseverança em buscar ao Senhor, numa das vezes em que foi a Siló para entregar ao Senhor seu sacrifício anual diz no verso 9 do primeiro cap. Do Livro que Ana ao término da refeição ela se levantou e foi fazer mais uma oração deprecatória ou seja; suplicante, diz o texto que o Sacerdote Eli estava assentado numa cadeira a observava, então no auge daquela amargura Ana faz um voto ao Senhor: “Ela pois, com amargura de alma, orou ao Senhor, e chorou abundantemente. E votou um voto, dizendo: senhor dos exércitos! se benignamente atenderes para a aflição da tua serva, e de mim te lembrares, e da tua serva te não esqueceres, mas à tua serva deres um filho varão, ao Senhor o darei por todos os dias da sua vida, e sobre a sua cabeça não passará navalha.” (1º Sam. 1: 10, 11). Lei de nazireu, uma das Leis mais antigas, pois vemos no livro de Números cap. 6, o Senhor advertindo a Moisés a falar aos filhos de Israel sobre este voto, portanto entende-se que, esta não foi uma Lei de Moisés, mas sim do Senhor. Pelo que temos aprendido, este voto de Nazireu (não cortar os cabelos) pode ser um voto perpétuo ou temporário. Temos uma citação em Atos dos Apóstolos cap. 18: 18: que diz: “...E Paulo, ficando ainda ali muitos dias, despediu-se dos irmãos, e dali navegou para a Síria, e com ele Priscila e Àquila, tendo rapado a cabeça em Cencréia, porque tinha voto”.  Mas voltando a Ana e seu voto, sem se aperceber, ela estava sendo observada pelo Sacerdote Eli, só que de uma maneira equivocada, pois ele pelo mexer dos lábios de Ana quando orava ao Senhor,  imaginou que ela estava embriagada. Isto é preocupante partindo de um Sacerdote, homem que por dever tem sua vida consagrada ao Senhor, o pior é que ele não apenas suspeitou, mas a acusou repreendendo-a, isto se chama juízo temerário, coisa séria, pois muitos de nós incorre nesse pecado, julgar pela aparência. Mas o Senhor ali já havia concedido a grande Bênção de Ana. “Porém Ana respondeu, e disse: Não, senhor meu, eu sou uma mulher atribulada de espírito; nem vinho nem bebida forte tenho bebido: porém tenho derramado a minha alma perante o Senhor. Não tenhas pois a tua serva por filha de Belial: porque da multidão dos meus cuidados e do meu desgosto tenho falado até agora.” (I Sm. 1: 15, 16). Dali, Eli respondeu, e disse para ela ir em paz desejando que Deus  concedesse a ela sua petição. Dali diz na sequencia que o semblante de Ana melhorou, já não aparentava tristeza, este foi o Sinal Maravilhoso, ou seja, Sinal de resposta positiva da parte do Senhor. Aqui podemos imaginar que seria preciso nascer alguém para por ordem na casa daquele Sacerdote. Podemos imaginar os dias atuais, ou seja, o estado do povo que se diz crente, pra baixo e pra cima subindo e descendo montes, e a Bíblia Sagrada fechada, ali ainda havia esperança na terra, hoje nossa única esperança é Jesus nas nuvens dos Céus, porém só os salvos o verão. Mas não muitos dias depois; Ana concebeu, e teve o filho tão esperado, e colocou o seu nome Samuel, pois dizia ela, tenho pedido ao Senhor. naquela ano Ana não subiu a Siló para sacrificar: “E subiu aquele homem Elcana com toda a sua casa, a sacrificar ao Senhor o sacrifício anual. Porém Ana não subiu; mas disse: a seu marido: quando o menino for desmamado o levarei,”...

quarta-feira, 9 de maio de 2018

E O SEMEADOR SAIU A SEMEAR / Estai atentos, Jesus está às portas

E O SEMEADOR SAIU A SEMEAR:

Estai atentos, Jesus está às portas! 
(Isaias 40: 3 a 9 ).

3 – Voz do que clama no deserto: Preparai o caminho do Senhor: endireitai no ermo vereda a nosso Deus.
4 – Todo o vale será exaltado, e todo o monte e todo o outeiro serão abatidos: e o que está torcido se endireitará, e o que é áspero se aplainará.
5 – E a gloria do Senhor se manifestará, e toda a carne juntamente verá que foi a boca do Senhor que isto disse.
6 – Voz que diz: Clama; e alguém disse: Que hei de clamar? Toda a carne é erva e toda a sua beleza como as flores do campo.
7 – Seca-se a erva, e caem as flores, soprando nelas o hálito do Senhor. na verdade o povo é erva.
8 – Seca-se a erva, e caem as flores, mas a palavra de nosso Deus subsiste eternamente.
9 - Tu, anunciador de boas novas a Sião, sobe tu a um monte alto. Tu, anunciador de boas novas a Jerusalém, levanta a tua voz fortemente; levanta-a, não temas, e dize às cidades de Judá: eis aqui o vosso Deus.
 Mais uma vez temos chegado até aqui para vos anunciar que num momento, num abrir e fechar de olhos algo de grande importância vai acontecer, algo que já há muito vem sendo anunciado; a vinda súbita de JESUS! Mas porque súbita? Pela simples razão de que estamos sempre anunciando esta vinda, mas acontece que, o povo não crê neste anuncio, semanalmente estamos saindo e anunciando que Jesus vem breve, e o povo de modo geral diz assim: há tanto tempo que ouço esta conversa de crente, e Jesus nunca vem.
     Acontece que o mesmo aconteceu nos tempos de Noé, aquele povo sempre estava ouvindo Noé anunciar que viria um dilúvio que exterminaria todos quantos não se arrependessem de seus pecados. E ali o povo zombava de Noé chamando-o de caduco, e etc. Mas quando menos esperavam aconteceu o dilúvio.
      Assim será quando Jesus aparecer sobre as nuvens dos Céus, somente os que estiverem com seus nomes escritos no Livro da vida lá no Céu subirão ao encontro de Jesus nos altos.
       Estas são as Boas Novas que semanalmente estamos anunciando, e entregando uma mensagem escrita para você. Está escrito no Livro Santo, a Bíblia que este encontro com Jesus nos ares será muito rápido, pois Jesus não porá mais os seus pés nesta terra contaminada pelo pecado, pois a dois mil anos e dezoito Ele nasceu, cresceu e aos 30 anos realizou Maravilhas na terra e deixou todos os seus Mandamentos escritos para que nós o cumpríssemos para termos direito à vida Eterna nos Céus com Ele. Pense nisto.

terça-feira, 8 de maio de 2018

LIÇÕES BÍBLICAS / OBEDE, RECREADOR DA ALMA - Lição: 07

                         LIÇÕES BÍBLICAS
Classe: “Ovelhas do Bom Pastor”.
Data: - 13 – 05 – 2018.     
Titulo da Lição:  OBEDE, RECREADOR DA ALMA   
Lição: 07
Texto Áureo: “E Salmom gerou a Boaz, e Boaz gerou a Obede.” (Rt. 4: 21).  
                                                                                  
Leitura Bíblica em Classe:
 328 – 306  -HC  (Sl. 147: 1 a 20).

1 – LOUVAI ao Senhor, porque é bom cantar louvores ao nosso Deus; isto é agradável; decoroso é o louvor.
2 – O Senhor edifica Jerusalém; congrega os dispersos de Israel;
3 – Sara os quebrantados de coração, e liga-lhes as feridas.
4 – Conta o numero das estrelas, chamando-as a todas pelos seus nomes.
5 – Grande é o nosso Senhor, e de grande poder; o seu entendimento é infinito.
6 – O Senhor eleva os humildes, e abate os ímpios até a terra.
7 – Cantai ao Senhor em ação de graças; cantai louvores ao nosso Deus sobre a harpa.
8 – Ele é que cobre o céu de nuvens, que prepara a chuva para a terra, e que faz produzir erva sobre os montes;
9 – Que dá aos animais o seu sustento, e aos filhos dos corvos, quando clamam.
10 – Não se deleita na força do cavalo, nem se compraz na agilidade do varão.
11 – O Senhor agrada-se dos que o temem e dos que  esperam na sua misericórdia.
12 – Louva ó Jerusalém, ao Senhor; louva, ó Sião, ao teu Deus.
13 – Porque ele fortaleceu os ferrolhos das suas portas; abençoa aos teus filhos dentro de ti.
14 – Ele é quem pacifica os teus termos, e da flor da farinha te farta;
15 – Quem envia o seu mandamento à terra; a sua palavra corre velozmente;
16 – Quem dá a neve como lã, esparge a geada como cinza.
17 – Quem lança o seu gelo em pedaços; quem pode resistir ao seu frio?
18 – Manda a sua palavra, e os faz derreter; faz soprar o vento, e correm as águas.
19 – Mostra a sua palavra a Jacó, os seus estatutos e os seus juízos a Israel.
20 – Não fez assim a nenhuma outra nação; e, quanto aos seus juízos, não os conhecem louvai ao Senhor.

Título da Lição: OBEDE, RECREADOR DA ALMA   
Definição: Nesta lição estaremos findando com alegria o quanto temos aprendido sobre a grandeza de nosso Deus. Mas não basta aprender, pois o mais importante é por em prática todo o aprendizado, do contrário estaremos todos perdendo tempo indo e vindo à Casa do Senhor. A história que tem o nome de Rute, de apenas 4 capítulos contém um aprendizado infinitamente Glorioso, pois mostra-nos o quanto é necessário ser convicto do grande Amor Divino, para com os seres humanos, temos escrito no livro Sagrado que; tudo que Ele criou, Ele viu que era bom, mas ao homem Ele amou, confeccionando-o com suas próprias Mãos. E o que Ele pede em troca é tão somente... “Dá-me, filho meu o teu coração, e os teus olhos observem os meus caminhos.” (Pv. 23: 26). Este observar, que na linguagem Divina representa o obedecer, ou cumprir com prazer os Preceitos do Senhor, vai resumindo ao ponto de abolir todo sofrimento, pois  a cada dia há Renovos. Mas vamos agora dando continuidade ao estudo deste último capitulo do livro de Rute: No verso 11 do cap. 3: vamos recordar as palavras ditas por Boaz à Rute acerca da promessa de casamento: “Agora pois, minha filha, não temas; tudo quanto disseste te farei, pois toda a cidade do meu povo sabe que és mulher virtuosa. Porém agora é muito verdade que eu sou remidor: mas ainda outro remidor há mais chegado do que eu. Fica aqui esta noite, e será que, pela manhã, se ele te redimir, bem está, ele te redima; porém, se te não quiser redimir, vive o Senhor, que eu te redimirei: deita-te aqui até amanhã.” (Rt. 3: 11 a 13). Este era o algo mais que Boaz expos a Rute, e assim foi, então ali Rute pernoitou. Ao amanhecer, Rute retorna a sua casa e ali relatou para sua sogra tudo quanto havia acontecido, e mostrou a Noemi as medidas de cevada que havia recebido de Boaz, e etc. E ali Noemi a tranquilizou dizendo que tinha certeza que naquele mesmo dia Boaz resolveria esta questão, vejamos a fala de Noemi: “Então disse ela: Sossega, minha filha, até que saibas como irá o caso, porque aquele homem não descançará até que conclua hoje este negócio.” (Rt. 3: 18). E realmente logo pela manhã diz que Boaz subiu à porta, e logo quem ele vê passando? Vejamos: “...e disse-lhe: Ó fulano, desvia-te para cá, assenta-te aqui. E desviou-se para ali, e assentou-se. Então tomou dez homens dos anciãos da cidade, e disse: Assentai-vos aqui. E assentaram-se.” E ali Boaz foi dizendo àquele seu parente, ou seja o remidor mais chegado sobre a situação de Noemi que havia retornado das terras de Moabe e havia vendido a terra, etc. Até aí o tal parente chegado foi concordando em redimir a Noemi recomprando as suas terras, mas quando Boaz entra no desfecho da remissão, que seria não somente reaver a terra, mas casar com Rute a viúva do parente Malom, aí a conversa muda, vejamos: “Disse porém Boaz: No dia em que tomares a terra da mão de Noemi, também a tomarás da mão de Rute, a moabita, mulher do defunto, para suscitar o nome do defunto sobre sua herdade. Então disse o remidor: Para mim não a poderei redimir, para que não dane a minha herdade: redime tu a minha remissão para ti, porque Eu não a poderei redimir.” (Rt. 4: 5, 6). Aqui vemos que o parente mais chegado concordou até o ponto de resgatar a terra para Noemi, daí casar com a viúva Rute não, ali ele passou para Boaz todo o direito de ser remidor de Rute, e isto diante de dez testemunhas. Esta decisão ante a Lei do levirato, ali no verso 6 do capitulo 4 este parente passa para Boaz o direito de desposa-la. Mediante esta decisão diante de dez testemunhas, passaram ali a cumprir toda a Lei: “Havia, pois, já de muito tempo este costume em Israel, quanto a remissão e contrato, para confirmar todo o negocio, que o homem descalçava o sapato e o dava ao seu próximo: e isto era por testemunho em Israel. Disse pois o remidor a Boaz: Toma-a para ti. E descalçou o sapato. Então Boaz disse aos anciãos e a todo o povo: Sois hoje testemunhas de que tomei tudo quanto foi de Elimeleque, e de Quiliom, e de Malom, da mão de Noemi, e de quem também tomo por mulher a Rute, a moabita, que foi mulher de Malom, para suscitar o nome do defunto sobre a sua herdade, para que o nome do defunto seja desarraigado dentre seus irmãos e da porta do seu lugar: disto sois hoje testemunhas.” (Rt. 4: 7 a 10). Dali vemos que todo aquele povo testemunhando este Ato da Lei de Israel, se alegrou, e no verso 11 diz que o povo parabenizou a Boaz pelo casamentocom Rute desejando felicidades ao casal, e nesta felicitação também citaram Raquel, Léa, como edificadoras da casa de Israel. ali também podemos sentir que houve no meio do povo palavras proféticas acerca do Messias Prometido, vejamos a parte b do verso 11: “...que entra na tua casa, como Raquel e como a Léia, que ambas edificaram a casa de Israel; e há-te já valorosamente em Efrata, e faze-te nome afamado em Belém.” Vemos aqui com toda clareza este povo se referindo ao Messias na citação a Efrata; “E tu, Belém Efrata posta que pequena entre milhares de Judá, de ti me sairá o que será Senhor em Israel, e cujas saídas são desde os tempos antigos, desde os dias da eternidade.” (Mq. 5: 2). E assim, ouve o casamento, a profecia se cumpre, pois desta união nasce Obede e vemos que todo o povo se alegrava com cada manifestação do Poder Divino na vida daquela família. Uma observação que devemos fazer para que não fique somente em nossas palavras, é a questão do versiculo15 do cap. 4, já finalizando esta linda história quando as mulheres da cidade parabenizavam a Noemi pela sua nora, pois diziam elas que Rute era melhor do que sete filhos. E não podemos deixar de nos atentar para o fato que confirma dentro destas Escrituras Sagradas, a maternidade de Noemi em relação ao menino que nasceu de Rute, vejamos: “E Noemi tomou o filho, e o pôs no seu regaço, e foi sua ama. E as vizinhas lhe deram um nome dizendo: A Noemi nasceu um filho. E chamaram seu nome Obede. Este é o pai de Jessé, pai de Davi.”. (Rt. 4: 16, 17). Duas observações muito importantes para nós: 1ª – confirma-se pela Palavra que o Senhor não reconhece o nome vó, nem vô, mas filhos dos filhos. 2ª –  as vizinhas que deram o nome ao filho de Rute e Noemi. Podemos até imaginar o porquê, pela história a fora percebemos o zelo daquele povo que habitava ali em Belém, povo unido, limpo, que se alegrou com o regresso de Noemi, quem sabe nunca esqueceram de orar por ela. e por isto o Senhor Deus permitiu que elas dessem  nome ao menino filho de Rute e Noemi. Fim da Historia.

quarta-feira, 2 de maio de 2018

Balanço 2017

Ano Bom, grandes conquistas.
Vivendo por fé não por vistas.
Sempre consciente do que sou,
Nada especial, mas sou o que sou.
Sem problemas, caminhando vou.

Cada dia um renovo,
Se bom, agradável ou não,
Vou aprendendo com quem me ensina
A conhecer cada caminho que trilho.
E nele me desvio dos desvios
Através dos renovos recebidos.

E assim iniciando um novo ano,
Aguardando a festa da colação,
Dizem que é de grau.
Não entendo muito bem isto,
Mas quero essa emoção alcançar.
E por ela passar. Vamos aguardar!

Maria da Gloria.

LIÇÕES BÍBLICAS / BOAZ, E A LEI DO LEVIRATO - Lição: 06

LIÇÕES BÍBLICAS
  Classe: “Ovelhas do Bom Pastor”.
  Data: - 06 – 05 – 2018.     
Titulo da Lição:  BOAZ, E A LEI DO LEVIRATO   
Lição: 06
Texto Áureo: “Nos seus dias florescerá o justo, e abundância de paz haverá enquanto durar a lua.” (Sl. 72: 7).  
                                                                                  
Leitura Bíblica em Classe: 
255 – 214  -HC         (Dt.32: 1 a 17).

1 – Inclinai os ouvidos, ó céus, e falarei; e ouça a terra as palavras da minha boca.
2 – Goteje a minha doutrina como a chuva, destile o meu dito como o orvalho, como chuvisco sobre a erva e como gotas de água sobre a relva.
3 – Porque apregoarei o nome do Senhor; dai grandeza a nosso Deus.
4 – Ele é a Rocha cuja obra é perfeita, porque todos os seus caminhos juízo são; Deus é a verdade, e não há nele injustiça; justo e reto é.
5 – Corromperam-se contra ele; seus filhos eles não são, e a sua mancha é deles; geração perversa e torcida é.
6 – Recompensais, assim, ao Senhor, povo louco e ignorante? Não é ele teu Pai, que te adquiriu, te fez e te estabeleceu?
7 – Lembra-te dos dias da antiguidade, atenta para os anos de muitas gerações; pergunta a teu pai, e ele te informará, aos teus anciãos, e eles to dirão.
8 – Quando o Altíssimo distribuía as heranças às nações, quando dividia os filhos de Adão uns dos outros, pôs os termos dos povos, conforme o numero dos filhos de Israel.
9 – Porque a porção do Senhor é o seu povo; Jacó é a parte da sua herança.
10 – Achou-o na terra do deserto e num ermo solitário cheio de uivos; trouxe-o ao redor, instruiu-o, guardou-o como a menina do seu olho.
11 – Como a águia desperta o seu ninho, se move sobre os seus filhos, estende as suas asas, toma-os e leva sobre as suas asas,
12 – Assim, só o Senhor o guiou: e não havia com ele deus estranho.
13 – Ele o fez cavalgar sobre as alturas da terra e comer as novidades do campo; e o fez chupar mel da rocha e azeite da dura pederneira,
14 – Manteiga de vacas e leite do rebanho, com a gordura dos cordeiros e dos carneiros que pastam em Basã, e dos bodes, com a gordura da flor do trigo; e bebeste o sangue das uvas, o vinho puro.
15 – E, engordando-se Jesurum, deu coices; engordaste-te, engrossaste-te e de gordura te cobriste; e deixou a Deus, que o fez, e desprezou a Rocha da sua salvação.
16 – Com deuses estranhos o provocaram a zelos; com abominações o irritaram.
17 – Sacrifícios ofereceram aos diabos, não a Deus; aos deuses que não conheceram, novos deuses que vieram há pouco, dos quais não se estremeceram vossos pais.

Título da Lição: BOAZ, E A LEI DO LEVIRATO

Definição: São maravilhosas as oportunidades que o Senhor nos dá para meditarmos em sua Palavra cada dia. E assim passar a conhecer as Leis bem antigas e sábias que só poderiam vir do Deus Poderoso, Senhor dos senhores. Recapitulando no Livro de Rute, o verso 10 do capitulo 2; diz que Rute caiu sobre o seu rosto e se inclinou à terra, agradecida pela bondade de Boaz, sendo ela estrangeira. Nos versos 11 e 12, vemos qual foi a resposta para ela: “E respondeu Boaz, e disse-lhe: Bem se me contou quanto fizeste à tua sogra, depois da morte de teu marido: e deixaste teu pai e a tua mãe, e a terra onde nasceste, e vieste para um povo que dantes não conheceste. O Senhor galardoe o seu feito: e seja cumprido o teu galardão do Senhor Deus de Israel, sob cujas asas te vieste abrigar.” Estes escritos maravilhosos nos mostra o quão é importante pertencer ao Senhor dos senhores, pois nos tornamos pessoas educadas, tratável, e acima de tudo santificadas para toda boa obra. Ali o encontro foi perfeito destes dois.  Sendo assim, o Senhor Deus poderia agora trabalhar na questão da Lei, verdadeira a Lei Divina. Dali Rute ao retornar a casa, contou para sua sogra todo o ocorrido naquele campo, e quando relatou para Noemi que o nome do homem com quem tinha trabalhado naquele dia era Boaz, houve uma reação em Noemi:“Então Noemi disse à sua nora: Bendito seja o Senhor, que ainda não tem deixado a sua beneficência nem para com os vivos nem para com os mortos. Disse-lhe mais Noemi: Este homem é nosso parente chegado, e um dentre os nossos remidores. E disse Rute, a moabita: Também ainda me disse: Com os moços que tenho te ajuntarás, até que acabem toda a sega que tenho.” (Rt. 2: 20, 21). Já vamos começar a entender a reação de Noemi, embora não fosse, ou não demonstrasse muita fé em Deus, uma coisa não podemos negar, de Lei ela entendia, pois ao ouvir o nome Boaz, ela se lembrou que ele era seu parente chegado, na verdade ele era parente de Elimeleque, pela Lei ele era remidor de seus bens terrenos, e isto só poderia acontecer havendo o casamento de Rute com ele, pela Lei do Levirato. Agora passemos a entender algo referente à Lei do Levirato: todos aqui já tem aprendido sobre a Lei que o Senhor determinou sobre a obrigatoriedade de se casar com a viúva de seu irmão: “Quando alguns irmãos morarem juntos, e algum deles morrer, e não tiver filhos, então a mulher do defunto não se casará com homem estranho de fora; seu cunhado entrará a ela, e a tomará por mulher, e fará a obrigação de cunhado para com ela.” (Dt. 25: 5). Esta foi a Lei que o Senhor deu aos filhos de Israel, mas como as Misericórdias do  Senhor são imensas, ele proveu algo mais, como por exemplo; vamos pensar na situação de Rute, ela ficou viúva e sem cunhado, mais um agravante; ela era moabita, acontece que, Rute se converteu ao Deus de Israel, agora sim passa a ter todos os privilégios do Senhor. Mas ainda temos que meditar numa outra providência Divina, podemos imaginar o Senhor nosso Deus que é: Maravilhoso, Conselheiro, Deus Forte, Pai da Eternidade, Príncipe da Paz, coloca uma emenda na Lei, criando a Lei do Levirato, esta Lei diz o seguinte: Se a viúva não tivesse nenhum cunhado como no caso de Rute, um parente do falecido que fosse solteiro poderia ser solicitado a cumprir esse dever, ou seja, casar com a viúva. Vemos que nesta questão Noemi não tinha nada de boba, ao chegar ao seu conhecimento que o moço que estava ajudando a Rute na questão de seu trabalho no campo era o parente de Elimeleque seu marido, num instante ela se lembrou da Lei do Levirato. Mais um pouco de esclarecimento quanto a esta Lei: Para que esta Lei do Levirato (palavra hebraica que significa: para irmão), ou seja o parente seria para a viúva o seu goel, que significa Remidor. Mas para que isto se cumprisse seria preciso que a viúva o fizesse saber, mas como? Mas Noemi ali estava para orientá-la, no verso 21 do cap. 2 Rute relatou para Noemi todo o ocorrido lá no campo e o que Boaz a havia orientado: “E disse Rute, a moabita: Também ainda me disse: Com os moços que tenho te ajuntarás, até que acabem toda a sega que tenho. E disse Noemi, à sua nora, Rute: Melhor é, filha minha, que saias com as suas moças, para que noutro campo não te encontrem.” (Rt. 2: 22, 22). Aqui nós vemos o quanto Rute era obediente a Noemi, fez exatamente como ela a orientou, por este relato podemos sentir que um bom tempo se passou, pois no verso 23 vemos que Rute trabalhou distante de Boaz até o término das cegas das cevadas e dos trigos. Então chega o momento de Noemi ter aquela conversa séria com Rute, pois para que a Lei do Levirato se cumprisse na vida de Rute, ela teria que demonstrar para ele o seu desejo. Então Noemi passa a orientá-la como fazer: Vejamos: “E DISSE-LHE Noemi, sua sogra: Minha filha, não hei de eu buscar descanso para que fiques bem? Ora pois, não é Boaz, com cujas moças estiveste, de nossa parentela? Eis que nesta noite padejará a cevada na eira. Lava-te pois, e unge-te, e veste os teus vestidos, e desce à eira: porém não te dês a conhecer ao homem, até que tenha acabado de comer e beber. E há de ser que, quando ele se deitar, notarás o lugar em que se deitar; então entra, e descobrir-lhe-ás os pés, e de deitarás, e Ele te fará saber o que deves fazer. E ela lhe disse: Tudo quanto me disseres, farei.” (Rt. 3: 1 a 5). Esta é uma situação que só podemos entender no Santo Espírito do Senhor, pois verdadeiramente os designos de Deus são vedados ao conhecimento humano, só os espirituais entendem. Era assim o procedimento para que se cumprisse a Lei do Levirato. Então Rute fez exatamente como foi instruída pela sua sogra. neste proceder de Rute, ou seja, o deitar sobre os pés de Boaz, ela estava pedindo a ele que fosse seu Goel, (Remidor). Ele conhecedor das Leis, então, quando se virou no meio da noite e sentiu algo nos seus pés...“E sucedeu que, pela meia-noite, o homem estremeceu, e se voltou: e eis que uma mulher jazia a seus pés. E disse ele: Quem és tu? E ela disse: Sou Rute, tua serva; estende pois tua aba sobre a tua serva, porque tu és o remidor. E disse ele: Bendita sejas tu do Senhor, minha filha; melhor fizeste esta tua última benificência do que a primeira, pois após nenhum mancebo foste, quer pobres quer ricos. Agora pois, minha filha, não temas; tudo quanto disseste te farei, pois toda a cidade do meu povo sabe que és mulher virtuosa.” Na continuidade veremos que Boaz citou algo importante...