Pesquisar este blog

E o semeador saiu a semear (áudios)

Vídeos

sexta-feira, 23 de fevereiro de 2018

LIÇÕES BÍBLICAS / ESTEVÃO, UM DOS TAIS! - Lição: 08

 LIÇÕES BÍBLICAS
  Classe: “Ovelhas do Bom Pastor”.
  Data: - 25 – 02 – 2018.     
  Titulo da Lição:          ESTEVÃO, UM DOS TAIS!
  Lição: 08
Texto Áureo:      “Muita paz tem os que amam a tua lei, ”  (Sl. 119: 165)                                                                                    
Leitura Bíblica em Classe:         340  – 158  - HC               (At. 6: 1 a 15: 7: 1 a 3)
1 – ORA naqueles dias, crescendo o numero dos discípulos, houve uma murmuração dos gregos contra os hebreus, porque as suas viúvas eram desprezadas no ministério quotidiano.
2 – E os doze, convocando a multidão dos discípulos, disseram: Não é razoável que nós deixemos a palavra de Deus e sirvamos às mesas.
3 – Escolhei pois, irmãos, dentre vós, sete varões de boa reputação, cheios do Espírito Santo e de sabedoria, aos quais constituamos sobre este importante negócio.
4 – Mas nós perseveraremos na oração e no ministério da palavra
5 – E este parecer contentou a toda a multidão, e elegeram Estêvão, homem cheio de fé e do Espírito Santo, e Filipe, e Prócoro, e Nicanor, e Timão, e Parmenas e Nicolau, prosélito de Antioquia.
6 – E os apresentaram ante os apóstolos, e estes, orando, lhes impuseram as mãos.
7 – E crescia a palavra de Deus, e em Jerusalém se multiplicava muito o numero dos discípulos, e grande parte dos sacerdotes obedecia a fé.
8 – E Estêvão cheio de fé e de poder, fazia prodígios e grandes sinais entre o povo.
9 – E levantaram-se alguns que eram da sinagoga chamada dos libertinos, e dos cirineus e dos alexandrinos, e dos que eram da Cilícia e da Ásia, e disputavam com Estêvão.
10 – E não podia resistir a sabedoria, e ao espírito com que falava.
11 – Então subornaram uns homens, para que dissessem: Ouvimos-lhe proferir palavras blasfemas contra Moisés e contra Deus.
12 – E excitaram o povo, os anciãos e os escribas; e, investindo contra ele, o arrebataram e o levaram ao conselho.
13 – E apresentaram falsas testemunhas, que diziam: Este homem não cessa de proferir palavras blasfemas contra este santo lugar e a lei;
14 – Porque nós lhe ouvimos dizer que esse Jesus Nazareno há de destruir este lugar e mudar os costumes que Moises nos deu.
15 – Então todos os que estavam assentados no conselho, fixando os olhos nele, viram o seu rosto como o rosto de um anjo.
1 - E DISSE o sumo sacerdote: Porventura é isto assim?
2 – E ele disse: Varões irmãos, e pais, ouvi. O Deus da gloria apareceu a nosso pai Abraão, estando na Mesopotâmia, antes de habitar em Harã,
3 – E disse-lhe: Sai da tua terra e dentre a tua parentela, e dirige-te à terra que eu te mostrar.

Título da Lição: ESTEVÃO, UM DOS TAIS!
Definição: Mas quem era Estevão? Um dos sete escolhidos para alegrar o coração do Senhor Jesus, você já foi escolhido? Para testificar, testemunhar de Jesus diante dos homens? Ou para cada dia crucificá-lo outra vez? Sim, pois cada vez que negamos recebê-lo e dar testemunho Dele, estaremos crucificando-o outra vez. Mas é com muita alegria que observamos logo de imediato os feitos deste jovem chamado Estevão. Sendo o primeiro da lista dos escolhidos, sob total direção Divina, para uma missão aparentemente material, ou seja, para servir as mesas, como está descrito nos versos 3 e 4 de nossa LBC, para que os Apóstolos pudessem estar no Ministério da Palavra. Após o derramamento do Espírito Santo ali no cenáculo, deu-se inicio a formação da Igreja, e cada dia ia crescendo o numero dos que de bom grado recebiam a Palavra de Salvação como o Senhor Jesus predisse, começou a acontecer: “E Jesus respondendo disse-lhes: Ide, e anunciai a João as coisas que ouvis e vedes: Os cegos veêm, e os coxos andam; os leprosos são limpos, e os surdos ouvem; os mortos são ressuscitados, e aos pobres é pregado o evangelho.” (Mt. 11: 4, 5). E muito mais após o dia de Pentecostes. Então Estevão foi um dos tais escolhidos para servir às mesas, ou seja, cuidar da parte material do Templo, como já mencionamos, ele foi o primeiro a ser chamado, acontece que ele era cheio do Espírito Santo, e principalmente tinha grande conhecimento das Sagradas Escrituras, aliás esta é a parte mais importante na vida de um ser humano, pois sem o devido conhecimento e prática das Sagradas Escrituras de que maneira poderá ser um bom cidadão? Estevão era muito mais do que se esperava, pois ele era atuante na operação de milagres e principalmente na pregação do Evangelho, e foi justamente por este motivo que ele passou a ser alvo na perseguição dos judeus. Por amor a Palavra do Senhor Estevão foi levado ao Sinédrio, acusado de ser blasfemador por falar a Verdade. Acontece que Estevão nada temeu, pois os Escritos Sagrados estavam sempre bem vivos, dentro dele, jovem afiado na Palavra, enfrentou, respondia as acusações contando para seus acusadores a história de Israel e com isto lançava-lhes em rosto o hediondo crime cometido contra Jesus crucificando-o. E mais se enfureceram quando Estevão cheio do Espírito Santo afirmou estar vendo Jesus de pé à mão direita de Deus. Mas passemos a ver características que esse jovem eloquente possuía: I – Um moço cheio da Graça. Dentre os sete escolhidos para o diaconato ele foi o primeiro nome a ser citado, na Gestão de Nosso Senhor Jesus, ele foi também o primeiro mártir a morrer enaltecendo o Nome de Jesus. Tudo isto é muito significativo. Estevão não somente falou aos judeus sobre Jesus Salvador, mas ele mostra para aqueles algozes as primeiras grandes revelações de Deus, ocorridas em terras bem distantes como por exemplo: Ur, Harã, Egito, Sinai. Ali eles cada vez mais se enfureciam por ver tanta sabedoria, Estevão sabiamente limita a narração da história de Israel entre Abrão e Salomão. Ali aquele algozes não tinham nenhuma saída, a fúria lhes aumentava por admitir que Estevão tornava-se para todos aqueles prosélitos uma grande ameaça, por conta daquele vil comércio,  igualzinho os dias atuais, o Evangelho nesses dias atuais está sendo cada dia mais deixado de lado, pois o que se diz crente não passa de crente, e crente não está com nada, ou seja, crente é comparado aos espíritos malignos, aliás a Bíblia diz que; os feitos dos crentes da atualidade já ultrapassou os feitos dos malignos, senão vejamos mais uma vez o que está escrito no livro do profeta Jeremias: “Engordam-se, alisam-se, e ultrapassam até os feitos dos malignos; não julgam a causa dos órfãos, para que eles prosperem: nem julgam o direito dos necessitados.” (Jr. 5: 28). Mas vamos continuar apreciando as virtudes desse moço chamado Estêvão:  II – Um moço cheio do Poder do Espírito Santo. Não podemos deixar de raciocinar sobre a sequência do trabalho Maravilhoso do Espírito Santo operado na vida do salvo; Primeiro; deve haver a salvação por meio do recebimento a Jesus como Único e Suficiente Salvador, do contrário nunca haverá alegria, não basta ser assistente de Culto, se a porta do coração permanece fechada para Jesus. Mas na vida de Estêvão foi diferente, ele recebeu a Jesus. Segundo: consequentemente o salvo tem sede de aprender, quer comer a Palavra de Deus, e Jesus se alegra, e pelo pouco que temos aprendido, temos exemplos vários em que o Senhor diz com toda clareza aos que procuram se dedicar ao Senhor e principalmente ao evangelismo para que comam dessa Palavra, vejamos alguns exemplos: “Achando-se as tuas palavras, logo as comi, e a tua palavra foi para mim o gozo e alegria do meu coração” (Jr. 15: 16). “DEPOIS me disse: Filho do homem, come o que achares; come este rolo, e vai, fala à casa de Israel. então abri a minha boca, e me deu a comer o rolo.” (Ez. 3: 1, 2). Estes são apenas dois versículos, mas existem muitas referencias nos exortando a comer a Palavra do Senhor, realmente trás grandes alegrias no corpo, na alma e no espírito. Por esta razão Estevão era forte e feliz. III – Ele era um moço cheio de esperança e amor. Nos versos a partir de 55 de Atos 6, após ele ter lançado sobre aqueles prosélitos perseguidores do Evangelho todas as suas imundícies ele vê o céu aberto para ele: “Mas ele, estando cheio do Espírito Santo, fixando os olhos no céu, viu a gloria de Deus, e Jesus que estava à direita de Deus; E disse: Eis que vejo os céus abertos, e o Filho do homem, que está em pé à mão direita de Deus. Mas eles gritaram com grande voz, taparam os seus ouvidos, e arremeteram unânimes contra ele.” (At. 7: 57). Dali Estevão foi expulso da cidade a poder de pedradas, também arrancaram suas vestes e depuseram aos pés do temido Saulo, cheio de autoridade romana. Mas Estevão não perdeu a sua alegria, ele nem sentiu as pedradas, pois o Senhor o anestesiou, e mostrou-lhe o Céu aberto. E ainda na sua integridade clamou por eles, vejamos no verso 60 a grandeza espiritual desse moço: “E, pondo-se de joelhos, clamou com grande voz: Senhor, não lhes imputes este pecado. e tendo dito isto, adormeceu.” (At. 7: 60). Muito mais teríamos para falar sobre este moço que deixou um legado de Fé, coragem, com convicções forte, cheio do Poder de Deus, altamente conhecedor das Escrituras, aliás esta é a parte fundamental para se chegar no ponto de Estevão. Será que na vinda do Senhor, Jesus achará essa Fé na terra? Ainda haverá tempo? E se for hoje?

Nenhum comentário:

Postar um comentário