A PORTA ABERTA ESTÁ

A PORTA ABERTA ESTÁ
Culto de Doutrina - terças às 18:30 / Culto de Consagração - quartas às 09:00 / Culto de Libertação - quintas às 15:00 / Evangelização e Culto ao Ar Livre - sábados às 17:00 / Escola Dominical às 09:00 / Culto Público aos domingos às 18:00

Translate

quarta-feira, 28 de fevereiro de 2018

LIÇÕES BÍBLICAS / ESTER, FLOR DE MURTA! - Lição: 04

LIÇÕES BÍBLICAS
  Classe: “Ovelhas do Bom Pastor”.
  Data: - 04 – 03 – 2018.     
  Titulo da Lição:          ESTER, FLOR DE MURTA!
  Lição: 04
Texto Áureo: “Amai ao Senhor, vós todos que sois seus santos; porque o Senhor guarda os fiéis e retribui com abundância aos soberbos.”  (Sl. 31: 23)  
                                                                                 
Leitura Bíblica em Classe: 
212  - 253 -HC  (Sl. 27: 1 a 14)

1 – O SENHOR é a minha luz e a minha salvação; a quem temerei? O Senhor é a força da minha vida; de quem me recearei?
2 – Quando os malvados, meus adversários e meus inimigos, investiram contra mim, para comerem as minhas carnes, tropeçaram e caíram.
3 – Ainda que um exército me cercasse, o meu coração não temeria: ainda que a guerra se levantasse contra mim, nele confiaria.
4 – Uma cousa pedi ao Senhor, e a buscarei: que possa morar na casa do Senhor todos os dias da minha vida, para contemplar a formosura do Senhor, e aprender no seu templo.
5 – Porque no dia da adversidade me esconderá no seu pavilhão: no oculto do seu tabernáculo me esconderá: pôr-me-á sobre uma rocha.
6 – Também a minha cabeça será exaltada sobre os meus inimigos que estão ao redor de mim: pelo que oferecerei sacrifício de jubilo no seu tabernáculo; cantarei, sim, cantarei louvores ao Senhor.
7 – Ouve, Senhor, a minha voz quando clamo; tem também piedade de mim, e responde-me.
8 – Quando tu disseste: Buscai o meu rosto; o meu coração te disse a ti: O teu rosto, Senhor, buscarei.
9 – Não escondas de mim a tua face, não rejeites ao teu servo com ira: tu foste a minha ajuda, não me deixes nem me desampares, ó Deus da minha salvação.
10 – Porque, quando meu pai e minha mãe me desampararem, o Senhor me recolherá.
11 – Ensina-me, Senhor, o teu caminho, e guia-me pela vereda direita, por causa dos que me andam espiando.
12 – Não me entregues à vontade dos meus adversários; pois se levantaram falsas testemunhas contra mim, e os que respiram crueldade.
13 – Pereceria sem duvida, se não cresse que veria os bens do Senhor na terra dos viventes.
14 – Espera no senhor, anima-te, e ele fortalecera o teu coração; espera, pois no Senhor.

 Título da Lição: ESTER, FLOR DE MURTA!
 Definição: Tudo começa pelo nome, pois o nome é de grande significação diante do Senhor nosso Criador. Ester é chamada pelo Senhor carinhosamente de: flor de murta, um arbusto que crescia no meio de Israel, certamente a flor desta pequena árvore deve ser muito linda. O nome Ester lá pérsia significa; estrela, mas esta história que deu nome a um livro da Bíblia e que, não cita nem sequer uma vez o Santo nome do Senhor Deus, ainda há pessoas que se dizem crentes em Jesus que ignora este livro por esta razão, acontece que em cada página, em cada referencia, lá está vivo o Nome do Senhor. Esta linda história se passa em Susã, uma das capitais do império, outra capital da Pérsia era a Babilônia para onde o povo transgressor à Palavra de Deus foi parar no cativeiro dos setenta anos. Naquela ocasião em que havia recentemente alguns hebreus voltando do cativeiro, mas ainda estavam sob o domínio da Pérsia, e esta situação durou mais de 120 anos, vemos que a situação do povo hebreu era a pior possível, pois estavam espalhados a mercê da sorte. Mas vamos começar a meditar na chamada desta jovem santificada que tem o nome de Ester: a história começa com o desenlace, ou seja, o fim do casamento do rei Assuero por conta da recusa de sua esposa Vasti, ela se recusou a desfilar mostrando sua beleza aos convidados, inclusive aos príncipes. Ela se recusou, pois percebeu que o rei seu esposo estava completamente embriagado, sendo ela uma mulher séria não quis se expor desta maneira. Houve um ajuntamento entre os príncipes, conselheiros e todos que conheciam as Leis e o Direito para tratar do caso da rainha Vasti. Vejamos: “O que segundo a lei, se devia fazer da rainha Vasti, por não haver cumprido o mandado do rei Assuero, pela mão dos eunucos? Então disse Memucã na presença do rei e dos príncipes: Não somente pecou contra o rei a rainha Vasti, mas também contra todos os príncipes, e contra todos os povos que há em todas as províncias do rei Assuero,” (Et. 1: 15, 16). Aqui fica com toda clareza qual o mêdo desses todos, que cercavam o rei das consequências do ato, para eles, insano da rainha Vasti? É que, todas as mulheres poderiam seguir o exemplo e passar a não respeitar seus maridos. Mas nós sabemos que tudo isto foi providência Divina. Dali fica o rei sem esposa, passado algum tempo, o rei foi aconselhado por seus sábios a convocar todas as moças virgens e bonitas do reino para uma seleção, ele iria escolher sua nova esposa para ser rainha em lugar de Vasti. Morava naquela cidade um homem judeu, trazido cativo para a cidade de Susã. Este judeu tinha em sua companhia sua prima órfã criada por ele como filha, desde pequenina chamada Hadassa, traduzida por Ester na língua dos persas. E diz a história que Hadassa era linda. Passado algum tempo, Assuero seguindo seus conselheiros apregoou em todo o seu reino que reunissem todas as moças virgens e formosas e as reunissem para morar na casa das mulheres, sob os cuidados de Hegai um eunuco do rei, e que era guarda das mulheres, e que as enfeitassem para ficarem ainda mais bonitas. No meio dessa chamada lá estava Hadassa, moça escolhida para salvar da morte os seus irmãos judeus. Assim conservaria o Senhor para sempre seu povo na face da terra. Outra providência Divina, a questão do homem da porta, podemos assim chama-lo, ou seja, Mardoqueu, pois ao tomar conhecimento de que sua filha adotiva estava entre as moças escolhidas para ser esposa do rei: “E passeava Mardoqueu cada dia diante do pátio da casa das mulheres, para se informar de como Ester passava, e do que lhe sucederia.” (Et. 2: 11). Mas vamos meditar agora sobre o grau de santidade dessa moça, sabendo que santidade trás a Sabedoria do Alto, tanto ela como se pai de criação, eram oriundos do terrível cativeiro, aliás, podemos imaginar que Hadassa ou Ester para os persas, havia nascido em pleno cativeiro, e  recebendo instruções somente através de Mardoqueu, se converteu ao Deus de Israel. vivendo por ouvir dizer das coisas do Senhor, isto torna-se em vergonha para nós hoje que estamos vivendo na Plenitude dos Tempos. Mas vamos prosseguir nos feitos desta moça: Nos versos 9 e 10 começa o movimento do Senhor na causa dos judeus. Diz o verso 9 que levaram Ester à casa do rei, e alcançou graça perante ele, isto quer dizer que, ele:”... pelo que se apressou a dar-lhe os seus enfeites, e os seus alimentos, como também em lhe dar sete moças de respeito da casa do rei; e a fez passar com as suas moças ao melhor lugar da casa das mulheres.” (Et. 2: 9. Ester com sabedoria e obediência, não declarou o seu povo e a sua parentela. Chegando pois a vez de Ester se apresentar: “Assim foi levada Ester ao rei Assuero, à sua casa real. No décimo mês, que o mês de Tebete, no sétimo ano de seu reinado. Eo rei amou a Ester mais do que a todas as mulheres, e ela alcançou perante ele graça e benevolência mais do que todas as virgens: e pôs a coroa real na sua cabeça, e a fez rainha em lugar de Vasti.” E ali seguiu-se uma grande festa. Ester porém mantendo sua firmeza, não declarando sua origem. Até então ia tudo bem, acontece que era chegada a hora do Senhor manifestar o seu grande Poder através da grande conspiração do mau Hamã, denunciando ao rei o povo judeu: “E Hamã disse ao rei Assuero: existe espalhado e dividido entre os povos em todas as províncias do teu reino um povo, cujas leis são diferentes das leis de todos os povos, e que não cumprem as leis do rei pelo que não convém ao rei deixá-lo ficar.” (Et. 3: 8). Esta foi a grande oportunidade do Senhor entrar em ação através desta moça santificada, asantificação trás força e coragem. Nos versos 10 e 11 foi feito o decreto pelo rei Assuero: tirando ele seu anel o deu a Hamã e disse:“Essa prata te é dada, como também esse povo, para fazeres dele o que bem parecer aos teus olhos”. Dali veio a tristeza dos judeus quando foi apregoado em toda a província. Mardoqueu ao tomar conhecimento rasgou os seus vestidos, se vestiu de saco com cinza. E Mardoqueu levou ao conhecimento de Ester toda a situação. No verso 15 do cap. 4, vemos Ester lançando mão do único recurso que tinha naquela situação:“Então disse Ester que tornassem a dizer  a Mardoqueu: Vai ajunta a todos os judeus que se acharem em susã, e jejuai por mim, e não comais nem bebais por três dias, e eu e minhas moças também assim jejuaremos; e assim irei ter com o rei, ainda que não é segundo a lei; e, perecendo, pereço. Então Mardoqueu foi, e fez conforme a tudo quanto Ester lhe ordenou.” Daremos continuidade... 

sábado, 24 de fevereiro de 2018

E o semeador saiu a semear / A Felicidade dos que se convertem ao Senhor

E O SEMEADOR SAIU A SEMEAR
A Felicidade dos que se convertem ao Senhor: (Lc. 23: 33 a 43).

33 – E, quando chegaram ao lugar chamado a Caveira, ali o crucificaram, e aos malfeitores, um à direita e outro à esquerda.
34 – E dizia Jesus: Pai perdoa-lhes, porque não sabem o que fazem. E, repartindo os seus vestidos lançaram sortes.
35 – E o povo estava olhando. E também os príncipes zombavam dele, dizendo: Aos outros salvou, salve-se a si mesmo, se este é o Cristo, o escolhido de Deus.
36 – E também os soldados, o escarneciam chegando-se a ele, e apresentando-lhe vinagre,
37 – E dizendo: se tu és o Rei dos Judeus, salva-te a ti mesmo.
38 – E também por cima dele estava um título, escrito em letras gregas, romanas, e hebraicas: ESTE É O RI DOS JUDEUS.
39 – Um dos malfeitores que estavam pendurados blasfemava dele, dizendo: Se tu és o Cristo, salva-te a ti mesmo e nós.
40 – Respondendo, porém, o outro, repreendia-o, dizendo: Tu nem ainda temes a Deus, estando na mesma condenação?
41 – E nós na verdade, com justiça, porque recebemos o que os nossos feitos mereciam; mas este nenhum mal fez.
42 – E disse a Jesus: Senhor, lembra-te de mim, quando entrares no teu reino.
43 – E disse-lhe Jesus: Em verdade te digo que hoje estarás comigo no Paraíso.
Neste dia deixamos para você uma das mensagens mais lindas contidas em nossa Bíblia Sagrada, é quando Jesus ali naquela cruz já crucificado e ladeado por dois homens malfeitores. Ali Jesus estava sendo escarnecido terrivelmente por seus algozes, e por todo aquele povo que exigiu das autoridades romanas que o crucificasse.
      Jesus veio a este mundo para cumprir uma promessa feita lá no Jardim do Éden quando o homem pecou desobedecendo ao Senhor Deus Pai. Jesus o Salvador, que veio para salvar, perdoar os pecados, curar, libertar, mas o povo o rejeitou, não somente naquela ocasião da crucificação, mas hoje o povo continua rejeitando a Jesus Salvador, pois Ele foi morto, mas, Ressuscitou e onde houver dois ou três, ele aí está.
Mas voltando a Mensagem que queremos deixar para você no dia chamado hoje; em meio aquela multidão ali ao pé da cruz, Jesus agonizando, havia dois homens também crucificados por serem malfeitores, um escarnecia de Jesus, mas o outro naquele momento de agonia reconheceu que era um pecador, e creu que Jesus ali ao seu lado naquela cruz, era o Filho de Deus, o enviado, o Messias prometido para salvar o mundo, então rogou ao Senhor Jesus que se lembrasse dele ao chegar no Céu.
       E a resposta de Jesus foi tão linda para aquele moço, pois Jesus demonstrou claramente que o havia perdoado de todos os seus pecados, e que naquele mesmo dia aquele moço estaria estaria com Jesus no Paraíso, ou seja, no Céu, salvo, liberto para uma vida eterna com Jesus.
Se você ainda não teve uma experiência com Jesus, quem sabe quantas vezes você já recebeu um convite para recebê-lo como seu Salvador, mas por qualquer motivo vai adiando esta decisão, não retarde mais, receba-o e você provará uma alegria sobrenatural. Cristo é Real!

sexta-feira, 23 de fevereiro de 2018

LIÇÕES BÍBLICAS / ESTEVÃO, UM DOS TAIS! - Lição: 08

 LIÇÕES BÍBLICAS
  Classe: “Ovelhas do Bom Pastor”.
  Data: - 25 – 02 – 2018.     
  Titulo da Lição:          ESTEVÃO, UM DOS TAIS!
  Lição: 08
Texto Áureo:      “Muita paz tem os que amam a tua lei, ”  (Sl. 119: 165)                                                                                    
Leitura Bíblica em Classe:         340  – 158  - HC               (At. 6: 1 a 15: 7: 1 a 3)
1 – ORA naqueles dias, crescendo o numero dos discípulos, houve uma murmuração dos gregos contra os hebreus, porque as suas viúvas eram desprezadas no ministério quotidiano.
2 – E os doze, convocando a multidão dos discípulos, disseram: Não é razoável que nós deixemos a palavra de Deus e sirvamos às mesas.
3 – Escolhei pois, irmãos, dentre vós, sete varões de boa reputação, cheios do Espírito Santo e de sabedoria, aos quais constituamos sobre este importante negócio.
4 – Mas nós perseveraremos na oração e no ministério da palavra
5 – E este parecer contentou a toda a multidão, e elegeram Estêvão, homem cheio de fé e do Espírito Santo, e Filipe, e Prócoro, e Nicanor, e Timão, e Parmenas e Nicolau, prosélito de Antioquia.
6 – E os apresentaram ante os apóstolos, e estes, orando, lhes impuseram as mãos.
7 – E crescia a palavra de Deus, e em Jerusalém se multiplicava muito o numero dos discípulos, e grande parte dos sacerdotes obedecia a fé.
8 – E Estêvão cheio de fé e de poder, fazia prodígios e grandes sinais entre o povo.
9 – E levantaram-se alguns que eram da sinagoga chamada dos libertinos, e dos cirineus e dos alexandrinos, e dos que eram da Cilícia e da Ásia, e disputavam com Estêvão.
10 – E não podia resistir a sabedoria, e ao espírito com que falava.
11 – Então subornaram uns homens, para que dissessem: Ouvimos-lhe proferir palavras blasfemas contra Moisés e contra Deus.
12 – E excitaram o povo, os anciãos e os escribas; e, investindo contra ele, o arrebataram e o levaram ao conselho.
13 – E apresentaram falsas testemunhas, que diziam: Este homem não cessa de proferir palavras blasfemas contra este santo lugar e a lei;
14 – Porque nós lhe ouvimos dizer que esse Jesus Nazareno há de destruir este lugar e mudar os costumes que Moises nos deu.
15 – Então todos os que estavam assentados no conselho, fixando os olhos nele, viram o seu rosto como o rosto de um anjo.
1 - E DISSE o sumo sacerdote: Porventura é isto assim?
2 – E ele disse: Varões irmãos, e pais, ouvi. O Deus da gloria apareceu a nosso pai Abraão, estando na Mesopotâmia, antes de habitar em Harã,
3 – E disse-lhe: Sai da tua terra e dentre a tua parentela, e dirige-te à terra que eu te mostrar.

Título da Lição: ESTEVÃO, UM DOS TAIS!
Definição: Mas quem era Estevão? Um dos sete escolhidos para alegrar o coração do Senhor Jesus, você já foi escolhido? Para testificar, testemunhar de Jesus diante dos homens? Ou para cada dia crucificá-lo outra vez? Sim, pois cada vez que negamos recebê-lo e dar testemunho Dele, estaremos crucificando-o outra vez. Mas é com muita alegria que observamos logo de imediato os feitos deste jovem chamado Estevão. Sendo o primeiro da lista dos escolhidos, sob total direção Divina, para uma missão aparentemente material, ou seja, para servir as mesas, como está descrito nos versos 3 e 4 de nossa LBC, para que os Apóstolos pudessem estar no Ministério da Palavra. Após o derramamento do Espírito Santo ali no cenáculo, deu-se inicio a formação da Igreja, e cada dia ia crescendo o numero dos que de bom grado recebiam a Palavra de Salvação como o Senhor Jesus predisse, começou a acontecer: “E Jesus respondendo disse-lhes: Ide, e anunciai a João as coisas que ouvis e vedes: Os cegos veêm, e os coxos andam; os leprosos são limpos, e os surdos ouvem; os mortos são ressuscitados, e aos pobres é pregado o evangelho.” (Mt. 11: 4, 5). E muito mais após o dia de Pentecostes. Então Estevão foi um dos tais escolhidos para servir às mesas, ou seja, cuidar da parte material do Templo, como já mencionamos, ele foi o primeiro a ser chamado, acontece que ele era cheio do Espírito Santo, e principalmente tinha grande conhecimento das Sagradas Escrituras, aliás esta é a parte mais importante na vida de um ser humano, pois sem o devido conhecimento e prática das Sagradas Escrituras de que maneira poderá ser um bom cidadão? Estevão era muito mais do que se esperava, pois ele era atuante na operação de milagres e principalmente na pregação do Evangelho, e foi justamente por este motivo que ele passou a ser alvo na perseguição dos judeus. Por amor a Palavra do Senhor Estevão foi levado ao Sinédrio, acusado de ser blasfemador por falar a Verdade. Acontece que Estevão nada temeu, pois os Escritos Sagrados estavam sempre bem vivos, dentro dele, jovem afiado na Palavra, enfrentou, respondia as acusações contando para seus acusadores a história de Israel e com isto lançava-lhes em rosto o hediondo crime cometido contra Jesus crucificando-o. E mais se enfureceram quando Estevão cheio do Espírito Santo afirmou estar vendo Jesus de pé à mão direita de Deus. Mas passemos a ver características que esse jovem eloquente possuía: I – Um moço cheio da Graça. Dentre os sete escolhidos para o diaconato ele foi o primeiro nome a ser citado, na Gestão de Nosso Senhor Jesus, ele foi também o primeiro mártir a morrer enaltecendo o Nome de Jesus. Tudo isto é muito significativo. Estevão não somente falou aos judeus sobre Jesus Salvador, mas ele mostra para aqueles algozes as primeiras grandes revelações de Deus, ocorridas em terras bem distantes como por exemplo: Ur, Harã, Egito, Sinai. Ali eles cada vez mais se enfureciam por ver tanta sabedoria, Estevão sabiamente limita a narração da história de Israel entre Abrão e Salomão. Ali aquele algozes não tinham nenhuma saída, a fúria lhes aumentava por admitir que Estevão tornava-se para todos aqueles prosélitos uma grande ameaça, por conta daquele vil comércio,  igualzinho os dias atuais, o Evangelho nesses dias atuais está sendo cada dia mais deixado de lado, pois o que se diz crente não passa de crente, e crente não está com nada, ou seja, crente é comparado aos espíritos malignos, aliás a Bíblia diz que; os feitos dos crentes da atualidade já ultrapassou os feitos dos malignos, senão vejamos mais uma vez o que está escrito no livro do profeta Jeremias: “Engordam-se, alisam-se, e ultrapassam até os feitos dos malignos; não julgam a causa dos órfãos, para que eles prosperem: nem julgam o direito dos necessitados.” (Jr. 5: 28). Mas vamos continuar apreciando as virtudes desse moço chamado Estêvão:  II – Um moço cheio do Poder do Espírito Santo. Não podemos deixar de raciocinar sobre a sequência do trabalho Maravilhoso do Espírito Santo operado na vida do salvo; Primeiro; deve haver a salvação por meio do recebimento a Jesus como Único e Suficiente Salvador, do contrário nunca haverá alegria, não basta ser assistente de Culto, se a porta do coração permanece fechada para Jesus. Mas na vida de Estêvão foi diferente, ele recebeu a Jesus. Segundo: consequentemente o salvo tem sede de aprender, quer comer a Palavra de Deus, e Jesus se alegra, e pelo pouco que temos aprendido, temos exemplos vários em que o Senhor diz com toda clareza aos que procuram se dedicar ao Senhor e principalmente ao evangelismo para que comam dessa Palavra, vejamos alguns exemplos: “Achando-se as tuas palavras, logo as comi, e a tua palavra foi para mim o gozo e alegria do meu coração” (Jr. 15: 16). “DEPOIS me disse: Filho do homem, come o que achares; come este rolo, e vai, fala à casa de Israel. então abri a minha boca, e me deu a comer o rolo.” (Ez. 3: 1, 2). Estes são apenas dois versículos, mas existem muitas referencias nos exortando a comer a Palavra do Senhor, realmente trás grandes alegrias no corpo, na alma e no espírito. Por esta razão Estevão era forte e feliz. III – Ele era um moço cheio de esperança e amor. Nos versos a partir de 55 de Atos 6, após ele ter lançado sobre aqueles prosélitos perseguidores do Evangelho todas as suas imundícies ele vê o céu aberto para ele: “Mas ele, estando cheio do Espírito Santo, fixando os olhos no céu, viu a gloria de Deus, e Jesus que estava à direita de Deus; E disse: Eis que vejo os céus abertos, e o Filho do homem, que está em pé à mão direita de Deus. Mas eles gritaram com grande voz, taparam os seus ouvidos, e arremeteram unânimes contra ele.” (At. 7: 57). Dali Estevão foi expulso da cidade a poder de pedradas, também arrancaram suas vestes e depuseram aos pés do temido Saulo, cheio de autoridade romana. Mas Estevão não perdeu a sua alegria, ele nem sentiu as pedradas, pois o Senhor o anestesiou, e mostrou-lhe o Céu aberto. E ainda na sua integridade clamou por eles, vejamos no verso 60 a grandeza espiritual desse moço: “E, pondo-se de joelhos, clamou com grande voz: Senhor, não lhes imputes este pecado. e tendo dito isto, adormeceu.” (At. 7: 60). Muito mais teríamos para falar sobre este moço que deixou um legado de Fé, coragem, com convicções forte, cheio do Poder de Deus, altamente conhecedor das Escrituras, aliás esta é a parte fundamental para se chegar no ponto de Estevão. Será que na vinda do Senhor, Jesus achará essa Fé na terra? Ainda haverá tempo? E se for hoje?

domingo, 18 de fevereiro de 2018

LIÇÕES BÍBLICAS / O PAI PROCURA FÉ NA TERRA - Lição: 07

LIÇÕES BÍBLICAS
Classe: “Ovelhas do Bom Pastor”.
Data: - 18 – 02 – 2018.
Titulo da Lição:          O PAI PROCURA FÉ NA TERRA
Lição: 07
Texto Áureo: “Quando porém vier o Filho do homem, porventura achará fé na terra?”  (Lc. 18: 8)

Leitura Bíblica em Classe:         16  – 449  - HC                (Hb. 11: 1 a 15)

1 – ORA, a fé é o firme fundamento das coisas que se esperam, e a prova das coisas que se não veem.
2 – Porque por ela os antigos alcançaram testemunho.
3 – Pela fé entendemos que os mundos pela palavra de Deus foram criados; de maneira que aquilo que se vê não foi feito do que é aparente,
4 – Pela fé Abel ofereceu a Deus maior sacrifício do que Caim, pelo qual alcançou testemunho de que era justo, dando Deus testemunho dos seus dons, e por ela, depois de morto, ainda fala.
5 – Pela fé Enoque foi trasladado para não ver a morte, e não foi achado, porque Deus o trasladara; visto como, antes da sua trasladação alcançou testemunho de que agradara a Deus.
6 – Ora, sem fé é impossível agradar-lhe: porque é necessário que aquele que se aproxima de Deus creia que ele existe, e que é galardoador dos que o buscam.
7 – Pela fé Noé, divinamente avisado das coisas que ainda se não viam, temeu, e, para salvação da sua família preparou a arca, pela qual condenou o mundo, e foi feito herdeiro da justiça que é segundo a fé.
8 – Pela fé Abraão, sendo chamado, obedeceu, indo para um lugar que havia de receber por herança; e saiu, sem saber para onde ia.
9 – Pela fé habitou na terra da promessa, como em terra alheia, morando em cabanas com Isaque e Jacó, herdeiros com ele da mesma promessa.
10 – Porque esperava a cidade que tem fundamentos, da qual o artífice e construtor é Deus.
11 – Pela fé também a mesma Sara recebeu a virtude de conceber, e deu à luz já fora da idade; enquanto teve por fiel àquele que lho tinha prometido.
12 – Pelo que também de um, e esse já amortecido, descenderam tantos, em multidão, como as estrelas do céu, e como a areia inumerável que está na praia do mar.
13 – Todos estes morreram na fé, sem terem recebido as promessas, mas vendo-as, de longe e crendo-as e abraçando-as, confessaram que eram estrangeiros e peregrinos na terra.
14 – Porque, os que isto dizem, claramente mostram que buscam uma pátria.
15 – E se, na verdade, se lembrassem daquela donde haviam saído, teriam oportunidade de tornar.

Título da Lição: O PAI PROCURA FÉ NA TERRA

Definição: Nesta manhã estamos encerrando esta sequência de aprendizado sobre o que o Deus Pai e toda a Trindade Santa procura: FÉ na terra. Não vou dizer que os ouvintes da Palavra de Deus tenham aprendido, pois isto não nos compete, mas como está escrito, pelos frutos se conhece a árvore, palavras ditas por Jesus. Afinal foram Sete semanas consecutivas “aprendendo”, acho melhor dizer: escutando, infelizmente, a grande maioria não ouve a Palavra de Deus, somente a escuta por que não é surdo. Há uma grande diferença entre; ouvir e escutar. Em nenhuma parte das Sagradas Escrituras, encontramos o Senhor desde o Antigo Testamente exortando o povo a escutar, mas sim a ouvir, pois o que escuta não guarda, antes de sair na porta do Templo, já esqueceu tudo que foi ensinado no Altar do Senhor. Se assim não fosse, teríamos nesses dias, mais paz na face da terra, pois o Senhor Jesus ao ser recebido nos Céus deixou uma Missão finíssima para que seus seguidores realizassem; Ir por todo o mundo levando a Palavra de salvação. Mas como? Se não são estudantes da Bíblia? Se não há aprendizado das Sagradas Letras, nunca poderá haver Evangelismo. De que maneira alguém poderá sair para evangelizar o pecador sem conhecimento Bíblico? Sem Revestimento do Poder do Espírito Santo? Vejamos mais uma vez as instruções do Senhor Jesus minutos antes de ser recebido nos Céus: “E, estando com eles, determinou-lhes que não se ausentassem de Jerusalém, mas que esperassem a promessa do Pai, que (disse ele) de mim ouvistes. Porque na verdade, João batizou com água, mas vós sereis batizados com o Espírito Santo; não muito depois destes dias.” (At. 1: 4, 5). A prioridade do Senhor Jesus é que pela Fé todos devem ser Batizados com o Espírito Santo, por que? E para que? Porque o Senhor requer de seu povo perfeição, obra completa, é preciso que se receba estas Maravilhosas Bênçãos que na verdade se tornam em ferramentas de trabalho. Se não vejamos: “E disse-lhes: Ide por todo o mundo, pregai o evangelho a toda a criatura. Quem crer e for batizado será salvo; mas quem não crer será condenado. E estes sinais seguirão aos que crerem: Em meu nome expulsarão os demônios; falarão novas línguas; pegarão nas serpentes; e, se beberem alguma coisa mortífera, não lhes fará dano algum; e porão as mãos sobre os enfermos e os curarão.” (Mc. 16: 15 1 18). Aí está a razão deste Revestimento de Poder, tem que haver Sinais, para que o pecador veja, e sinta o Poder de Deus. Mas tudo isto é consequência da FÉ! Sem fé é impossível agradar a Deus. Mas o Pai procura fé na terra. Para receber Fé tem que estar na brecha, tapando o muro da incredulidade, deixando de ser fazedores de hora na Casa do Senhor. Nossa LBC, é rica em exemplos Magníficos de Fé. Mas para se ter  Fé, é preciso exercita-la, do contrario nada será feito. A Fé é Dom do Espírito Santo, ela faz parte dos Nove Dons, é só pedir, estão todos disponíveis, do contrário as almas perdidas continuarão perdidas. Só que, a responsabilidade fica por conta do apostatado, já há muito tempo temos aprendido que crente até os capetas são. É preciso exercitar a Fé para tornarmos  a  Igreja de Jesus. Alcançar Testemunho! Mas isto é por demais, significativo, alcançar testemunho do Senhor, assim como Jó alcançou, Assim como Daniel alcançou, Assim como Noé alcançou  e outros mais. Vamos ver: “Veio a mim a palavra do Senhor dizendo: Filho do homem, quando uma terra pecar contra mim, gravemente se rebelando, então estenderei minha mão contra ela, e tornarei instável o sustento do pão, e enviarei contra ela fome, e arrancarei dela homens e animais; Ainda que estivessem no meio dela estes três homens, Noé, Daniel e Jó, eles pela sua justiça livrariam apenas a sua alma, diz o Senhor Jeová.” (Ez. 14: 12 a 14). É muito sério. Uma observação; quando o Senhor se refere á terra como se referiu nestes versículos este termo torna-se paradoxal, ou seja: trás dois sentidos: terra, em termos geográficos, e terra corpos humanos, por qual razão? É simples de entender; somos feitos do pó da terra, na verdade o solo em que pisa nossos pés de nada tem culpa, mas sim os corpos humanos são os que cometem os atos abomináveis ao Senhor. Por isto é que sempre estamos aprendendo que; Oração não salva, não cura, não liberta, se não houver na vida do ser humano a sede de aprender nas Sagradas Escrituras como viver nesta terra, haverá perda de  tempo indo e vindo à casa do Senhor. Houve um profeta que  certa vez fez uma pergunta ao Senhor; vejamos: “Mas nem todos obedecem ao evangelho; pois Isaias diz: Senhor, quem creu na nossa pregação? De sorte que a fé é pelo ouvir, e o ouvir pela palavra de Deus. Mas digo: Porventura não ouviram? (Rm. 10: 16, 17). Se o profeta Isaias estivesse aqui nesta manhã, diríamos para ele; não Isaias, eles não ouvem, só escutam, e o que somente escuta não guarda, esquece rapidamente tudo que escutou no Culto, ou diretamente das Escrituras lendo-as. Mas os que ouvem guardam e cumprem, e tonam-se pessoas alegres, saudáveis, sem nenhum tipo de problemas, tudo isto é proveniente da Fé. Sem fé é impossível agradar a Deus, e quando não se agrada a Deus, tudo vai mal. É só observar a galeria dos heróis da fé, herói todo aquele que vence a tentação, herói todo aquele que alegra o coração do Senhor, recebe forças para ser vencedor, vence guerras cantando hinos de louvor a Deus como Josafá, como Paulo e Silas que, a meia noite cantavam hinos de louvor a Deus lanhados de varas, acorrentados na cela de uma cadeia, como João, depois de mergulhado num tonel de óleo fervente, escreve o livro de Apocalipse, descrevendo aquelas visões e revelações profundas, como Jó, após a noticia de que havia perdido tudo, incluindo todos os filhos, saúde, ficando num estado deplorável, nunca blasfemou contra o Senhor, e ainda repreendeu a sua mulher que o incitou a amaldiçoar a Deus, e matar-se, são muitos os exemplos mostrados para vergonha nossa, e por conta da falta de FÉ desses crentes da atualidade, nem para ser crente prestam. Já entramos num período de meditação, a Quaresma, os seja, quarenta dias que antecedem a Semana Santa. Tempo de meditação, de se fazer muito jejum pela alma penada, para ver se de alguma maneira estas almas saiam da penúria, antes que o demônio se aninhe, faça ninho no interior da alma. Deixo nesta manhã para encerrar as sete lições concernentes ao Pai que procura Fé na terra, uma pergunta: Vai tudo bem contigo mulher? Vai tudo bem contigo jovem? Vai tudo bem contigo homem?     

domingo, 11 de fevereiro de 2018

LIÇÕES BÍBLICAS / O PAI PROCURA HOMENS PARA SEREM UNGIDOS - Lição: 06

              LIÇÕES BÍBLICAS
  Classe: “Ovelhas do Bom Pastor”.
  Data: - 11 – 02 – 2018.     
  Titulo da Lição: O PAI PROCURA HOMENS PARA SEREM UNGIDOS
Lição: 06
Texto Áureo: “Achei a Davi meu servo, com meu santo óleo o ungi;” (Sl. 89: 20)
Leitura Bíblica em Classe:         16  – 449  - HC                (I Sm. 16: 1 a 14)

1 – ENTÃO disse o Senhor a Samuel: Até quando terás dó de Saul, havendo-o eu rejeitado, para que não reine sobre Israel? enche o teu vaso de azeite, e vem, enviarte-te-ei a Jessé o belemita; porque dentre os seus filhos me tenho provido de um rei.
2 – Porém disse Samuel: Como irei eu? Pois, ouvindo-o Saul, me matará. Então disse o Senhor: Toma uma bezerra das vacas em tuas mãos, e dize: Vim para sacrificar ao Senhor.
3 – E convidarás a Jessé ao sacrifício: e eu te farei saber o que hás de fazer, e ungir-me-ás a quem eu te disser.
4 – Fez pois Samuel o que dissera o Senhor, e veio a Belém: então os anciãos da cidade saíram ao encontro, tremendo, e disseram: De paz é a tua vinda?
5 – E disse ele: É de paz; vim sacrificar ao Senhor; santificai-vos e vinde comigo ao sacrifício. E santificou ele a Jessé e a seus filhos, e os convidou ao sacrifício.
6 – E sucedeu que, entrando eles, viu a Eliabe, e disse: Certamente está perante o Senhor o seu ungido.
7 – Porém o Senhor disse a Samuel: Não atentes para a sua aparência, nem para a altura da sua estatura, porque o tenho rejeitado, porque o Senhor não vê como vê o homem, pois o homem vê o que está diante dos olhos, porém o Senhor olha para o coração.
8 – Então chamou Jessé a Abinadabe: e o fez passar diante de Samuel, o qual disse: Nem a este tem escolhido o Senhor.
9 – Então Jessé fez passar a Sama: porém disse: Tão pouco a este tem escolhido.
10 – Assim fez passar Jessé a seus sete filhos diante de Samuel: porem Samuel disse a Jessé: O Senhor não tem escolhido a estes.
11 – Disse mais Samuel a Jessé: Acabaram-se os mancebos? E disse: Ainda falta o menor, e eis que apascenta as ovelhas. Disse Samuel a Jessé: Envia, e manda-o chamar, porquanto não nos assentaremos em roda da mesa até que ele venha aqui.
12 – Então mandou em busca dele e o trouxe (e era ruivo e formoso de semblante e de boa presença): e disse o Senhor: Levanta-te, e unge-o, porque este mesmo é.
13 – Então Samuel tomou o vaso do azeite, e ungiu-o no meio de seus irmãos: e desde aquele dia o espírito do Senhor se apoderou de Davi: então Samuel se levantou, e se tornou a Ramá.
14 – E o espírito do Senhor se retirou de Saul, e o assombrava um espírito mau da parte do Senhor.

Título da Lição: O PAI PROCURA HOMENS PARA SEREM UNGIDOS

Definição: Interessante que não é de hoje que o Pai procura homens para serem ungidos, na LBC com toda clareza vemos um desfile de homens, filhos de Jessé para que o profeta Samuel pudesse ungir um, para ser o Rei de Israel, todos fortes, de boa aparência, porém a nenhum desses sete filhos, foram contemplados pelo Senhor. Mas ainda havia um o oitavo, este estava trabalhando lá no campo cuidando de ovelhas. Façamos uma pausa para meditação: Meditar sobre a necessidade de sermos considerados pelo Senhor como trabalhadores, tanto no Evangelho como na vida secular. Geralmente, os estudantes da Bíblia, são homens e mulheres que trabalham na vida secular, pois como está escrito o Senhor nunca chamou preguiçoso para fazer nada em prol da única finalidade; Salvação das almas perdidas, e Jesus na Nova Aliança deu este grande exemplo, vejamos como surgiram as primeiras chamadas: “Jesus, porém, ouvindo que João estava preso, voltou para Galiléia. E, deixando Nazaré, foi habitar em Cafarnaum, cidade marítima, nos confins de Zebulom e Naftali; Para que se cumprisse o que foi dito pelo profeta Isaías, que diz: A terra de Zebulom, e a terra de Naftali, junto ao caminho domar, além do Jordão, a Galiléia das nações; O povo que estava em trevas viu uma grande luz. E Jesus, andando junto ao mar da Galiléia, viu a dois irmãos, Simão, chamado Pedro, e André, os quais lançavam as redes ao mar, porque eram pescadores; E disse-lhes: Vinde após mim, e eu vos farei pescadores de homens. Então eles, deixando logo as redes, seguiram-no.” (Mt. 4: 12 a 18). Aí está o grande Sinal da chamada, Jesus chamou os que estavam trabalhando. Nesta manhã percebemos através da LBC o Sinal Maravilhoso na chamada do jovem Davi. Oitavo filho de Jessé. A numerologia na casa de Jessé, ali já estava este Sinal Maravilhoso, o número Oito, o oitavo filho de Jessé confirmando  Jesus o Rei dos reis. Lá em Gênesis aprendemos que o homem natural carrega o numero 6, pois foi criado no sexto dia, mas quando recebe a Jesus como Salvador passa para o numero Sete pois, junto ao Deus Pai procura nas Sagradas Escrituras ser perfeito, ao contrário do adágio popular que diz: sete é conta do mentiroso. De onde terá vindo esta inspiração diabólica para fazer turbar a Palavra do Senhor, pois sete é a perfeição de Deus. Jesus além de ser o Oitavo para confirmar; vem da raiz e do tronco de Jessé. “PORQUE brotará um rebento do tronco de Jessé, e das suas raízes um renovo frutificará. E repousará sobre ele o espírito do Senhor, o espírito de sabedoria e de inteligência, o espírito de conselho e de fortaleza, o espírito de conhecimento e de temor do Senhor.” (Is. 11: 1, 2). Assim é formado o Reino do Messias. E este Reino provém do tronco de Jessé,  pai de Davi o Oitavo filho, pastor de ovelhas, cuidadoso, zeloso conhecedor de todas as mazelas, necessidades, carências de uma ovelha antes de conhecer bem o seu Pastor. Por estas razões é que, Ele, Jesus o Sumo Pastor, e o Pai, procuram homens para serem ungidos como Pastores nesta terra turbulenta, acontece que pelo que temos visto nesta manhã na Leitura Bíblica em Classe, a situação pecaminosa na terra vem de longe. Desde lá da casa de Jessé, parece que ali não havia muita correção da parte do pai para com aqueles mancebos, todos a toa dentro de casa, bonitões, tanto que o Senhor falou ao Profeta Samuel que não se iludisse com a aparência dos moços, mas que procurasse santidade, pois a santidade de alguém como temos aprendido na Lição passada, ela é transmitida através da alma,  e é refletida nos olhos. Mas o Senhor ordenou a Samuel: manda chamar o menor, fraquinho, ruivo, sem aparência, mas trabalhador. Este saberia cuidar do rebanho do Senhor, Jesus nos compara a ovelhas e carneiros, pois Ele como Pastor, sabe muito bem o trabalho que dá cuidar deste tipo de gado. Mas o título de nossa lição desta manhã é: o Pai procura: Homens para serem ungidos. Ter a Unção do Santo é ser em primeiro lugar: Trabalhador na Seara, ter sede da Palavra, ter voz para falar ao pecador, e ser trabalhador para sustentar a sua casa,  sua família. Mas o que se vê nestes dias de trevas sobre a face da terra são homens lobos, abrindo salões, colocando lá um titulo chamando aquele lugar de igreja, mas na verdade são igrejotas para viverem as custas dos trouxas que por sua vez não querem nada com as Verdades contidas na Palavra de Deus, são lobos vorazes, são cães gulosos como está escrito nas Sagradas Escrituras vejamos mais uma vez: “E estes cães são gulosos, não se podem fartar; e eles são pastores que nada compreendem: todos eles se tornam para o seu caminho, cada um para  a sua ganância, cada um por sua parte.” (Is. 56: 11). Coisa terríveis se andam fazendo como está escrito, já adulteraram a Bíblia, cada dia um versão nova apodrecida, é a tal de bíblia atualizada, toda adulterada, mas o pior é que cada dia essa devassa na face da terra contra a Palavra de Deus aumenta  porque? Porque não há mais ensinador da Palavra de Deus, TODOS se corromperam, chegaram a ao cúmulo de trocarem a Bíblia Sagrada  por uma garrafinha de água, esta garrafinha tomou o lugar de Jesus. “Fazendo milagres” será? Mas como está escrito: O povo assim o deseja. E assim esses cães gulosos vão sendo alimentados pelo gordos envelopes da prosperidade. Mas o Pai procura homens para serem ungidos. Diz a Bíblia Sagrada que o Senhor cumpriu a Promessa de que seria do tronco de Jessé sairia o Filho de Deus Jesus Cristo o Salvador! Se é do tronco somos árvores plantadas na Casa do Senhor, se é arvore dá flores e frutos para o Reino dos Céus, se não João Batista veio gritando pelo deserto: “E eu em verdade, vos batizo com água, para o arrependimento; mas aquele que vem após mim é mais poderoso do que eu; cujas alparcas não sou digno de levar; ele vos batizará com o Espírito Santo e com fogo. Em sua mão tem a pá, e limpará a sua eira, e recolherá no celeiro o seu trigo, e queimará  a palha com fogo que nunca se apagará.” (Mt. 3: 11, 12). É muito bom ter estas referencias na Palavra de Deus, pois é Deus Pai, Deus Filho e Deus Espírito Santo falando, quem tem ouvidos ouve, quem não tem continua na mesma batidinha, ou seja: Prostrado, apostatado, um morto, ou uma morta que caminha. E o Pai enquanto o Filho não vem, continua procurando homens para serem ungidos para o Pastorado, para a Evangelistas, para o Diaconato, em qualquer idade. Ele chamou quatro adolescentes para Babilônia na finalidade de salvar um dos mais terríveis chamado Nabucodonozor, e ele foi salvo. Chamou o jovem Timóteo para pastorear uma Igreja. E você, quando é que ele vai chamar?

sábado, 10 de fevereiro de 2018

E o semeadpr saiu a semear / Felicidade dos que se convertem ao Senhor: (Sl. 1: 1 a 6)

A Felicidade dos que se convertem ao Senhor: (Sl. 1: 1 a 6).

1 – BEM-AVfENTURADO o varão que não anda segundo o conselho dos ímpios, nem se detém no caminho dos pecadores, nem se assenta na roda dos escarnecedores.
2 – Antes tem o seu prazer na lei do Senhor e na sua lei medita de dia e de noite.
3 – Pois será como a árvore plantada junto a ribeiros de águas, a qual dá o seu fruto na estação própria, e cujas folhas não caem, e tudo quanto fizer prosperará.
4 – Não são assim os ímpios, mas são como a moinha que o vento espalha.
5 – Pelo que os ímpios não subsistirão no juízo, nem os pecadores na congregação dos justos.
6 – Porque o Senhor conhece o caminho dos justos; mas o caminho dos ímpios perecerá.


Neste dia estamos trazendo até você, uma mensagem contida nas Sagradas Escrituras, Neste Salmo 1º - que mais parece um lindo poema, trás em seu primeiro versículo um aconselhamento tão rico acompanhado da promessa de Bem-aventurança, ou seja, de felicidade, e felicidade é o que mais a humanidade precisa, e deseja, mas como alcança-la? Para se alcançar a felicidade é preciso que se alcance antes uma série de coisas: É preciso ter saúde, paz, alegrias constantes através de famílias bem estruturadas, filhos bem encaminhados, e etc., mas para que tudo isto possa se tornar em; BEM-AVENTURAÇA, é preciso procurar cumprir  todo o versículo deste salmo 1º, que diz: fugir do caminho dos pecadores, não se assentar na roda dos escarnecedores, mas antes ter o seu prazer na Lei do Senhor.
      Para que este Salmo tão lindo possa se cumprir em sua vida é preciso entrar no caminho do Autor do Salmo, ou seja, O Senhor Jesus Salvador!
      Sem Ele será impossível, pois Ele sempre espera que abramos a porta do nosso coração para recebê-lo, do contrario Ele vai continuar batendo à porta do seu coração até o fim de sua vida, pois assim está escrito.
Ele nunca vai invadir a sua vida, mas por amor, Ele te dá mais esta oportunidade de fazê-lo agora, você está com esta folheto, em suas mãos, é só tomar sua decisão. Veja o que ele deixa para você:
“Eis que estou à porta, e bato: se alguém ouvir a minha voz, e abrir a porta, entrarei em sua casa, e com ele cearei, e ele comigo.” (Ap. 3: 10).                                                                              

domingo, 4 de fevereiro de 2018

LIÇÕES BÍBLICAS / O PAI PROCURA FRUTOS NA TERRA - Lição: 05

                                                    LIÇÕES BÍBLICAS
  Classe: “Ovelhas do Bom Pastor”.
  Data: - 04 – 02 – 2018.     
  Titulo da Lição:           O PAI PROCURA FRUTOS NA TERRA
  Lição: 05
Texto Áureo: “Produzi pois frutos dignos de arrependimento;” (Mt. 3: 8)
Leitura Bíblica em Classe:         115  – 394  - HC                (Mt. 3: 1 a 17 e 4: 1)

1 – E, NAQUELES dias, apareceu João batista pregando no deserto da Judeia.
2 – E dizendo: Arrependei-vos, porque é chegado o reino dos céus.
3 – Porque este é o anunciado pelo profeta Isaias, que disse: Voz do que clama no deserto: Preparai o caminho do Senhor; endireitai as suas veredas.
4 – E este João tinha o seu vestido de pelos de camelo, e um cinto de couro em torno de seus lombos; e alimentava-se de gafanhotos e de mel silvestre.
5 – Então ia ter com ele Jerusalém, e toda a Judeia, e toda a província adjacente ao Jordão.
6 – E eram por ele batizados no rio Jordão, confessando os seus pecados.
7 – E, vendo ele muitos dos fariseus e dos saduceus, que vinham ao seu batismo, dizia-lhes: raça de víboras, quem vos ensinou a fugir da ira futura?
8 – Produzi pois frutos dignos de arrependimento;
9 – E não presumais, de vós mesmos, dizendo: Temos por pai a Abraão; porque eu vos digo que mesmo destas pedras Deus pode suscitar filhos a Abraão.
10 – E também agora está posto o machado à raiz das árvores; toda a árvore, pois, que não produz bom fruto, é cortada e lançada no fogo.
11 – E eu, em verdade, vos batizo com água, para o arrependimento; mas aquele que vem após mim é mais poderoso do que eu; cujas alparcas não sou digno de levar, ele vos batizará com o Espírito Santo e com fogo.
12 – Em sua mão tem a pá, e limpará a sua eira, e recolherá no celeiro o seu trigo, e queimará a palha com fogo que nunca se apagará.
13 – Então veio Jesus da Galiléia ter com João junto do Jordão, para ser batizado por ele.
14 – Mas João opunha-se-lhe, dizendo: Eu careço de ser batizado por ti, e vens tu a mim?
15 – Jesus, porém, respondendo, disse-lhe: Deixa por agora, porque assim nos convém cumprir toda a justiça. Então ele o permitiu.
16 – E, sendo Jesus batizado, saiu logo da água, e eis que se lhe abriram os céus, e viu o Espírito de Deus descendo como pomba e vindo sobre ele.
17 – E eis que uma voz dos céus dizia: Este é o meu Filho amado, em quem me comprazo.
1 – ENTÃO foi conduzido Jesus pelo Espírito ao deserto, para ser tentado pelo diabo.

Título da Lição: O PAI PROCURA FRUTOS NA TERRA

Definição: Acompanhando junto a Jesus o que o Pai procura nestes dias difíceis sobre a terra; Frutos, simplesmente frutos, mas principalmente os frutos de arrependimento. É preciso estar bem alerta sobre certas questões que as Santas Escrituras diz à seus estudantes; Não pode haver ocultismo na vida do salvo em Jesus Cristo, como assim? Vamos entender: há muitas pessoas se dizendo evangélicas usando certas expressões, por exemplo: eu tenho a minha fé, o Senhor me conhece, e etc. Porém na prática não é bem assim que temos aprendido nas Escrituras, vejamos o que Jesus diz em sua Palavra: “Vós sois a luz do mundo: não se pode esconder uma cidade edificada sobre um monte; Nem se acende a candeia e se coloca debaixo do alqueire, mas no velador, e dá luz a todos que estão na casa. Assim resplandeça a vossa luz diante dos homens, para que vejam as vossas boas obras e glorifiquem a vosso Pai, que esta nos céus.” (Mt. 5: 14 a 16). Aí está com toda clareza a situação da questão FRUTOS! Estes são princípios de uma vida de dedicação ao trabalho pronto dentro da alma. Sim, pois tudo procede da alma, isto é referente ao testemunho de vida, transparência, anuncio, proclames, pois afinal; o Senhor Deus Pai, Deus Filho e Deus Espírito Santo quer contemplar vasos transbordantes, e não vasos emborcados. Vejam um grande exemplo: “Sucedeu também um dia que, indo Eliseu a Suném, havia uma mulher grave, a qual o reteve a comer pão: e sucedeu que todas as vezes que passava por ali, se dirigia a comer pão. E ela disse a seu marido: Eis que tenho observado, que este que passa sempre por nós é um santo homem de Deus.”  (II Rs. 4: 8, 9). É magnífico o testemunho desta mulher em relação a Eliseu, entendemos pelo texto, que Eliseu até então não havia pronunciado palavras de salvação para ela, mas com certeza pelas feições de seu rosto, e principalmente, pelo seu olhar, nossos olhos carnais são espelhos da alma, refletem tudo que está dentro da alma. Isto que estamos falando não é simplesmente uma filosofia, mas vejamos a realidade contida nas Escrituras: “E ninguém, acendendo uma candeia, a põe em oculto, nem debaixo do alqueire, mas no velador, para que os que entram vejam a luz. A candeia do corpo é o olho. Sendo pois o teu olho simples, também todo o teu corpo será luminoso; mas se for mau, também o teu corpo será tenebroso. Vê pois que a luz que em ti há não sejam trevas.” (Lc. 11: 33 a 35). Aí está a prova cabal de que, ninguém se esconde da presença de Deus, e aos espirituais também nunca serão enganados, por que há um Deus que revela o oculto e o escondido, através de sua Palavra, ou seja, na meditação diária, pois são nelas que vamos encontrando estas Divinas Revelações das ocorrências muitas vezes dentro de nossas casas com pessoas que convivem conosco, e nas casas dos irmãos. É preciso estar de olho na Videira, é preciso ser observador, aliás, para ser sábio e entendido nas cousas Divinas, tem que ser observador. Temos muitas referencias a respeito dos olhares refletindo na face do crente pecador. Temos em nossa face tanto ouvidos como olhos, são dois sentidos muito importantes, pois são extremamente úteis na comunicação. Quando nos encontramos com Jesus, e Ele estende suas Mãos para nós e o recebemos como Salvador foi porque fizemos uso destes dois sentidos; pelo ouvir e pelo olhar. Conhecemos um homem através das Escrituras que duvidou em sua alma de determinada situação... “Filipe achou Natanael, e disse-lhe: Havemos achado aquele de quem Moisés escreveu na lei, e os profetas: Jesus de Nazaré, filho de José. Disse-lhe Natanael: Pode vir alguma coisa boa de Nazaré? Disse-lhe Filipe: Vem, e vê. Jesus viu Natanael vir ter com ele, e disse dele: Eis aqui um verdadeiro israelita, em quem não há dolo. Disse-lhe Natanael: Donde me conheces tu? Jesus respondeu, e disse-lhe: Antes que Filipe te chamasse, te vi eu estando tu debaixo da figueira.” (Jo. 1: 45 a 48). Somente desta maneira pode Natanael certificar-se de que o homem que estava diante dele era realmente Jesus de Nazaré. Aqui entra os dois principais sentidos colocados em nós pelas Mãos Criadoras do Senhor lá no Jardim. Os ouvidos para ouvir, e os olhos para contemplar as Maravilhas do Senhor, para que? Certamente para que, haja Frutos! Primeiramente de arrependimentos. E que sejam benditos os nossos olhos, e benditos nossos ouvidos, para que não haja em nosso meio nenhum rebelde, mas sim que todos possam dar frutos pela salvação das almas. O profeta Ezequiel quando foi levado para trabalhar no meio do cativeiro de 70 anos, por momentos se iludia com aquele povo, na esperança de pelo menos salvar alguns, então certo dia ouviu do Senhor as seguintes palavras: “Filho do homem tu habitas no meio da casa rebelde, que tem olhos para ver e não vê, e tem ouvidos para ouvir e não ouve; porque é casa rebelde.” (Ez. 12: 2). É bom saber que nesta ocasião o povo rebelde ainda não tinham ido para o cativeiro, a palavra que segue no verso 3 da parte do Senhor a Ezequiel, foi a última tentativa do Senhor com aquele povo antes de manda-lo para o cativeiro de 70 anos. Meditem em casa todo este capitulo de Ezequiel e verão que dali pra frente não houve mais salvação para aquele povo. O resultado nós tomamos conhecimento através do livro de Neemias. Tudo isto simplesmente por não se converterem ao Deus de Israel, nós também pertencemos a este povo, pois assim está escrito: “Assim como Abraão creu em Deus, e isso lhe foi imputado como justiça. Sabei pois que os que são da fé são filhos de Abraão. Ora,tendo a Escritura previsto que Deus havia de justificar pela fé os gentios, anunciou primeiro o evangelho a Abraão, dizendo: todas as nações serão benditas em ti.” (Gl. 3: 6 a 8). Ficou claro? Israel foi cortado porque não deu Frutos, exceto os profetas que foram para o cativeiro, através deles houve um grande fruto, dentre eles Nabucodonozor. Este foi através daqueles quatro adolescentes. O Pai procura frutos na terra, primeiramente frutos de arrependimento. Nesta manhã estamos todos convictos de que em nossa vida com Cristo está tudo bem? Se a trombeta soar agora subiremos todos? Nesta semana que findou falamos do amor de Cristo para alguém? Ou pelo menos conversamos com nossa alma, a fim de educa-la nesta semana que findou? Quais os meus planos para a semana que se inicia hoje? 

sábado, 3 de fevereiro de 2018

E O SEMEADOR SAIU A SEMEAR: / Lázaro ressuscitado por Jesus

E O SEMEADOR SAIU A SEMEAR
Lázaro ressuscitado por Jesus:
 (Jo. 11: 20 a 30).   
20 – Ouvindo, pois Marta que Jesus vinha, saiu-lhe ao encontro: Maria, porém, ficou assentada em casa.
21 – Disse, pois Marta a Jesus: Senhor se tu estivesses aqui, meu irmão não teria morrido.
22 – Mas também agora sei que tudo quando pedires a Deus; deus to concederá.
23 – Disse-lhe Jesus: teu irmão há de ressuscitar.
24 – Disse-lhe Marta: eu sei que há de ressuscitar na ressurreição do último dia.
25 – Disse-lhe Jesus: Eu sou a ressurreição e a vida; quem crê em mim, ainda que esteja morto, viverá.
26 – E todo aquele que vive, e crê em mim, nunca morrerá. Crês tu isto
27 – Disse-lhe ela: Sim, Senhor, creio que tu és o Cristo, o Filho de Deus, que havia de vir ao mundo.
28 – E, dito isto, partiu, e chamou em segredo a Maria, sua irmã, dizendo: O Mestre está cá, e chama-te.
29 – Ela, ouvindo isto, levantou-se logo, e foi ter com ele.
30 – (Ainda Jesus não tinha chegado à aldeia, mas estava no lugar onde Marta o encontrara.)
A Mensagem deste dia que trazemos para você é uma história bastante conhecida, pois nos fala sobre a ressurreição de Lázaro. E quando chegou ao conhecimento de Jesus que era amigo daquele jovem, já se fazia quatro dias ebestava sepultado.
Suas irmãs muito tristes diziam a Jesus que se ele estivesse ali seu irmão não teria morrido, diziam assim, pois, era muito grande a Fé que tinham em Jesus, elas não tinham nenhuma dúvida que Jesus era o Messias Prometido, que viria para salvar, libertar e curar toda sorte de enfermidades, e principalmente perdoar pecados, salvar da morte eterna, preparar um povo para um dia morar nos Céus para todo sempre.
O verso 25 Jesus declarou para Marta que Lázaro iria ser ressuscitado, pois Ele é a ressurreição e a vida, e disse: Quem crer em mim, ainda que esteja morto viverá; e disse mais: E todo aquele que vive, e crê em mim, nunca morrerá.
E é firmados nesta promessa que hoje podemos dizer para você caro leitor, isto é real. O salvo em Jesus Cristo não morre, dorme no Senhor, pois o Céu para onde Jesus ao Ressuscitar foi recebido, é o mesmo Céu que receberá todos os que aqui nesta terra, tão contaminada pelo pecado tiver a coragem como um ato de Fé e recebê-lo como seu Único e Suficiente Salvador sentirá ainda nesta terra uma mudança radical em sua vida, sentirá a alegria da salvação.
Pense nisto!