Translate

domingo, 28 de janeiro de 2018

LIÇÕES BÍBLICAS / O PAI PROCURA FIÉIS NA TERRA - Lição: 04

                                                    LIÇÕES BÍBLICAS
  Classe: “Ovelhas do Bom Pastor”.
  Data: - 28 – 01 – 2018.     
  Titulo da Lição:           O PAI PROCURA FIÉIS NA TERRA
  Lição: 04
Texto Áureo: “Se fiel até a morte, e dar-te-ei a coroa da vida.” (Ap. 2: 10)
Leitura Bíblica em Classe:         206  – 449  - HC                  (II Tm. 2: 1 a 20).

1 – TU, pois, meu filho, fortifica-te na graça que há em Cristo Jesus.
2 – E o que de mim, entre muitas testemunhas, ouviste, confia-o a homens fieis, que sejam idôneos para também ensinarem os outros.
3 – Sofre, pois, comigo, as aflições como bom soldado de Jesus Cristo.
4 – Ninguém que milita se embaraça com negócios desta vida, a fim de agradar àquele que o alistou para a guerra.
5 – E, se alguém também milita, não é coroado se não militar legitimamente.
6 – O lavrador que trabalha deve ser o primeiro a gozar dos frutos.
7 – Considera o que digo, porque o Senhor te dará entendimento em tudo.
8 – Lembra-te de que Jesus Cristo, que é da descendência de Davi, ressuscitou dos mortos, segundo o meu evangelho;
9 – Pelo que sofro trabalhos e até prisões, como um malfeitor; mas a palavra de Deus não está presa.
10 – Portanto tudo sofro por amor dos escolhidos, para que também eles alcancem a salvação que está em Cristo Jesus com gloria eterna.
11 – Palavra fiel é esta: que, se morrermos com ele viveremos;
12 – Se sofremos, também com ele reinaremos; se o negarmos, também ele nos negará;
13 – Se formos infiéis, ele permanece fiel: não pode negar-se a si mesmo.
14 – Traze estas coisas à memória, ordenando-lhes diante do Senhor que não tenham contendas de palavras, que para nada aproveitam e são para perversão dos ouvintes.
15 – Procura apresentar-te a Deus aprovado, como obreiro que não tem de que se envergonhar, que maneja bem a palavra da verdade.
16 – Mas evita os falatórios profanos, porque produzirão maior impiedade.
17 – E a palavra desses roerá como gangrena; entre os quais são Himeneu e Fileto;
18 – Os quais se desviaram da verdade, dizendo que a ressurreição era já feita, e perverteram a fé de alguns.
19 – Todavia o fundamento de Deus fica firme, tendo este selo: O Senhor conhece os que são seus, e qualquer que profere o nome de Cristo aparte-se da iniquidade.

20 – Ora numa grande casa não somente há vasos de ouro ou de prata, mas também de pau e de barro; uns para honra, outros para desonra.

Título da Lição: O PAI PROCURA FIÉIS NA TERRA

Definição: A questão da fidelidade é algo por demais séria, pois é condutora de uma vida reta, honesta, transparente, ao contrário dos que usam de engano, trazendo confusão no meio de um povo que se diz andar na Luz. Quem é esta Luz? Jesus! Atentemos bem para o seguinte texto: “Os meus olhos procurarão os fiéis da terra, para que estejam comigo: o que anda num caminho reto, esse me servirá.” (Sl. 101: 6). O Senhor quer pessoas com Ele que sejam idôneas, e fiéis até a morte. É preciso estar na brecha, mais uma vez vamos relembrar que estar na brecha é estar diariamente observando as Escrituras, se maravilhando pela renovação dia a dia. Uma coisa o Senhor quer nos deixar nesta lição sobre a fidelidade: Não pode haver na vida, no dia a dia de um seguidor de Jesus apostasia, o que se apostata da fé torna-se um fracassado.  Como saber? Pelos frutos. Davi se alegrava com ele mesmo, isto é muito importante, as pessoas que não se alegram com elas mesmas, se tornam fracassadas. Se auto valorizar agrada ao Senhor, afinal Ele tem todas as formas, todo o material necessário para que nos tornemos pessoas felizes pela realização pessoal, espiritual, ministerial e etc. Davi disse com todas as forças de sua alma: “Mas eu sou como a oliveira verde na casa de Deus; confio na misericórdia de Deus para sempre, eternamente.” (Sl. 52: 8). O Senhor se agrada quando nos alegramos pelos movimentos que o Santo Espírito opera em nossa vida espiritual, de outra maneira, vamos nos tornando um robô inútil, com os olhos espirituais fechados, não observando nada ao redor, numa batidinha  que vai dia a dia provocando a ira de Deus. Está escrito que, em determinados comportamentos de pessoas mortas espiritualmente, as labaredas se acendem nos céus, isto significa a ira Divina. Fidelidade, o fiel consequentemente é trabalhador na Seara do Senhor, doutra forma se torna inútil como está escrito; para nada mais presta a não ser para ser lançada numa fogueira. Infiel pode dar frutos para o Reino de Deus? De que maneira? O infiel não passa de um ouvinte, apenas ouvinte, e ser apenas ouvinte não agrada ao Senhor. Se não vejamos: “Pelo que, rejeitando toda a imundícia e superfluidade de malicia, recebei com mansidão a palavra em vós enxertada, a qual pode salvar as vossas almas. E sede cumpridores da palavra, e não somente ouvintes, enganando-vos com falsos discursos. Porque, se alguém é ouvinte da palavra, e não cumpridor, é semelhante ao varão que contempla ao espelho o seu rosto natural; porque se contempla a si mesmo, e foi-se, e logo se esqueceu de que tal era. Aquele, porém, que atenta bem para a lei perfeita da liberdade, e nisso persevera, não sendo ouvinte esquecido, mas fazedor da obra, este tal será bem-aventurado no seu feito.” (Tg. 1: 22 a 25). Aí está com toda clareza a situação do apostatado da fé, não está comendo a Palavra de Deus diariamente, muito menos procurando coloca-la em prática, indo, em busca das almas perdidas, se não arde em nós falar do amor de Deus ao pecador, é porque nunca recebemos a Jesus como Salvador.
Mas o Pai procura os fiéis da terra, pois a fé sem obras é morta. O mesmo Apóstolo Tiago em sua Sabedoria deixou escrito: “Assim também a fé senão tiver obras, é morta em si mesma. Mas dirá alguém: Tu tens a fé e eu tenho as obras: mostra-me a tua fé sem as tuas obras, e eu te mostrarei a minha fé pelas minhas obras.” (Tg. 2: 17, 18). Portanto fica claríssimo que a fé sem obras não existe. Só provamos nossa fé através das obras. A ausência de obras na vida dos crentes está provocando a ira do Senhor, e isto está se tornando perigoso na vida dos dormentes, pois é preciso que haja sinais do amor as almas perdidas, se não arde nos corações este amor, então é palha seca. Ao se cumprir a profecia de Isaias concernente ao Messias prometido... “A terra de Zebulom, e a terra de Naftali, junto ao caminho do mar, além do Jordão, a Galiléia das nações. E Jesus andando junto ao mar da Galiléia, viu a dois irmãos, Simão chamado Pedro, e André, os quais lançavam as redes ao mar, porque eram pescadores; E disse-lhes: Vinde após mim, e eu vos farei pescadores de homens. Então eles deixando logo as redes, seguiram-no.” (Mt. 4: 15 a 19). Então vemos que, quando experimentamos a alegria da salvação somos impulsionados a chamar outros para que sintam o mesmo que nós, ou seja, a alegria da salvação. Nunca esquecer, de lições passadas, sobre as Coroas, por exemplo: A Coroa de Gozo (alegria), “Porque, qual é a nossa esperança, ou gozo, ou coroa de gloria? Porventura não o sois vós também diante de nosso Senhor Jesus Cristo em sua vinda? Na verdade vós sois a nossa gloria e gozo.” (I Ts. 2: 19). O Apóstolo Paulo muito se alegrava por ter sido salvo por Jesus naquele caminho de Damasco, dali em diante ele não poupou esforços para levar o Evangelho de Jesus, desejando todos os Galardões possíveis, pois isto não é pecado, pecado é negar Jesus ao pecador. Mas voltando a esta Coroa de gozo que representa a fidelidade do salvo em Jesus, talvez seja a primeira Coroa a ser recebida na entrada dos Céus, pois na verdade a obra principal diante do Senhor Jesus é, o IDE! Pois através da salvação de almas passaremos para o Senhor o que está escrito em Provérbios cap. 11 verso 30: “O fruto do justo é árvore de vida, e o que ganha almas sábio é.” O fruto do justo tornar-se-á em árvore frondosa na presença do Senhor Jesus, é preciso fazer a semeadura do jeitinho que Ele ensinou na parábola do semeador, e deixa cair, pois não compete a nós saber se aquela ou esta caiu em boa terra, só a Eternidade mostrará, como diz a estrofe do Hino 449 de nossa Harpa Cristã: “Quando a jornada terminar, E o fim da estrada se aproximar, conhecerás muitos na multidão que receberam de Deus salvação.” Mas o Pai continua procurando os fiéis da terra, fidelidade é: Resultado de uma vida dedicada a: Meditação diária das Escrituras Sagradas, resultado dos minutos que passamos cantando os belos hinos consagrados dos nossos hinários, resultado do dízimo do tempo diário: (duas hora e quarenta minutos) na meditação, na reflexão, no ato de contrição (arrependimento de falhas cometidas no dia a dia), na evangelização diária; falando de Jesus a pelo menos uma alma por dia. “Toda vara em mim, que não dá fruto, a tira; e limpa toda aquela que dá fruto, para que dê mais fruto.” (Jo. 15: 2). 

domingo, 21 de janeiro de 2018

LIÇÕES BÍBLICAS / O PAI PROCURA TRABALHADORES - Lição: 03

 LIÇÕES BÍBLICAS
  Classe: “Ovelhas do Bom Pastor”.
  Data: - 21 – 01 – 2018.     
  Titulo da Lição:           O PAI PROCURA TRABALHADORES 
  Lição: 03
Texto Áureo: “Então disse aos seus discípulos: A seara é realmente grande, mas poucos os ceiferos.” (Mt. 9: 37)
Leitura Bíblica em Classe:         67  – 65  - HC                  (Mt. 10: 1 a 20).

1 – E CHAMANDO os seus discípulos, deu-lhes poder sobre os espíritos imundos, para os expulsarem e para curarem toda a enfermidade e todo o mal.
2 – Ora, os nomes dos doze apóstolos são estes: O primeiro, Simão, chamado Pedro, e André, seu irmão; Tiago, filho de Zebedeu, e João, seu irmão;
3 – Filipe e Bartolomeu; Tomé e Mateus, o publicano; Tiago filho de Alfeu, e Lebeu, apelidado Tadeu;
4 – Simão Cananita, e Judas Iscariotes aquele que o traiu.
5 – Jesus enviou estes doze, e lhes ordenou, dizendo: Não ireis pelo caminho das gentes, nem entrareis em cidade de samaritanos;
6 – Mas ide antes as ovelhas perdidas da casa d’Israel;
7 – E, indo, pregai, dizendo: É chegado o reino dos céus.
8 – Curai os enfermos, limpai os leprosos, ressuscitai os mortos, expulsai os demônios: de graça recebestes, de graça dai.
9 – Não possuais ouro, nem prata, nem cobre, em vossos cintos;
10 – Nem alforge para o caminho, nem duas túnicas, nem alparcas, nem bordão; porque digno é o operário do seu alimento.
11 – E, em qualquer cidade ou aldeia em que entrardes, procurai saber quem nela seja digno, e hospedai-vos aí até que vos retireis.
12 – E, quando entrardes nalguma casa, saudai-a;
13 – E, se a casa for digna, desça sobre ela a vossa paz; mas, se não for digna, torne para vós a vossa paz.
14 – E, se ninguém vos receber, nem escutar as vossas palavras, saindo daquela casa ou cidade, sacudi o pó dos vossos pés.
15 – Em verdade vos digo que, no dia do juízo, haverá menos rigor para o país de Sodoma e Gomorra do que para aquela cidade.
16 – Eis que vos envio como ovelhas ao meio de lobos; portanto sede prudentes como as serpentes e símplices como as pombas.
17 – Acautelai-vos, porém, dos homens; porque eles vos entregarão aos sinédrios, e vos açoitarão nas suas sinagogas;
18 – E sereis até conduzidos à presença dos governadores e dos reis por causa de mim, para lhes servir de testemunho a eles e aos gentios.
19 – Mas, quando vos entregarem, não vos dê cuidado como, ou o que haveis de falar, porque naquela mesma hora vos será ministrado o que haveis de dizer.
20 – Porque não sois vós quem falará, mas o Espírito de vosso Pai é que fala em vós.

Título da Lição: O PAI PROCURA TRABALHADORES

DefiniçãoSegundo o texto Áureo, hoje mais do que nunca, tornou-se grande a seara, pois ao longo do tempo surgiram novas cidades, novos países e etc. a questão é que houve uma queda muito grande em termos de gente preparada para tão grande missão. Como bem se expressou o nosso Amado Jesus; a seara será sempre e cada vez mais extensa, consequentemente cresce a iniquidade (pecado). “E surgirão muitos falsos profetas, e enganarão a muitos. E, por se multiplicar a iniquidade, o amor de muitos esfriará.” (Mt. 24: 11, 12). Tudo isto é fato, estamos vivenciando esta situação caótica por conta dos maus obreiros, (pastores) denominados pelo Senhor de cães gulosos. “E estes cães são gulosos, não se podem fartar; e eles são pastores que nada compreendem: todos eles se tornam para o seu caminho, cada um para a sua ganância, cada um por sua parte.” (Is. 56: 11). Mas a Palavra do Senhor permanece para sempre. E se eles, os mercenários crescem a cada dia o numero dos tais, é porque o povo assim o deseja, vejamos o que nos diz o Senhor por intermédio do profeta Jeremias acerca dos maus pastores da atualidade: “Como uma gaiola cheia de pássaros, são as suas casas cheias de engano; por isso se engrandeceram, e enriqueceram. Engordam-se, alisam-se, e ultrapassam até os feitos dos malignos; não julgam  a causa dos órfãos, para que eles prosperem: nem julgam o direito dos necessitados. Não castigaria eu estas cousas? Diz o Senhor; não se vingaria a minha alma de uma nação como esta? Cousa espantosa e horrenda se anda fazendo na terra. Os profetas profetizam falsamente, e os sacerdotes dominam pelas mãos deles, e o meu povo assim o deseja: e que fareis no fim disto? (Jr. 5:27 a 31). Todo este texto é atualíssimo e até poderia nem nos causar tanto espanto, mas o que nos causa espanto é o final do texto; pois diz que o desgraçado do povo que se diz evangélico, gosta dessa situação, deseja que cada vez mais sejam deturpadas as Sagradas Escrituras, esse povo não quer nada com a verdade. Durante todo o meu Ministério, nunca encontrei em parte alguma um irmão ou irmã que chegasse diante de mim para pedir alguma explicação sobre um versículo que fosse, mas encontro todos os dias irmãos que pedem oração. É só o que se sabe cogitar: Ora por mim, ora por mim, ora por mim. Estes crentes estão sempre em luta, infelizes, desgraçados. Mas o Pai continua procurando trabalhadores. Para ser trabalhador no Evangelho é preciso conhecer o Pai, o Filho e o Espírito Santo, mas onde poderei me encontrar com Esta Trindade Santa, e daí passar a me relacionar com Ela, e daí me tornar um trabalhador na sua seara? A resposta é: Sendo estudante da Bíblia Sagrada! Para ser trabalhador no Evangelho de Nosso Senhor e Salvador Jesus Cristo é preciso estar na brecha. Estar na brecha, tapando os muros fendidos pelos pecados que tão de perto nos rodeia. É preciso amar a Deus sobre todas as coisas, para ama-lo é preciso conhecê-lo, para conhecê-lo é preciso ser estudante da Bíblia Sagrada. Para ser trabalhador no Evangelho é preciso ser batizado no Espirito Santo. Assim determinou o Senhor Jesus poucos minutos antes de ser recebido nos Céus: “E, estando com eles, determinou-lhes que não se ausentassem de Jerusalém, mas que esperassem a promessa do Pai, que (disse ele) de mim ouvistes. Porque na verdade, João batizou com água, mas vós sereis batizados com o Espírito Santo; não muito depois destes dias.” (At. 1: 4, 5). No meio desta promessa tão maravilhosa, seus discípulos quiseram saber quando seria a restauração dos tempos e etc. Mas Ele, Jesus lhes respondeu que não os pertencia saber os tempos ou as estações, e disse-lhes: “Mas recebereis a virtude do Espírito Santo, que há de vir sobre vós; e ser-me-eis testemunhas, tanto em Jerusalém como em toda a Judeia e Samaria, e até aos confins da terra.” (At. 1: 8). Aí está a Grandíssima Promessa do Pai que ainda hoje procura trabalhadores. E esta promessa se cumpriu em apenas dez dias depois, ali no cenáculo onde estavam reunidos. Esta Promessa chegou também ao Brasil, nossa Pátria, pois o Senhor se lembrou de nós. Aqui nesta terra haviam duas denominações formadas pela maçonaria, porém na Suécia os olhos do Pai que procura trabalhadores para sua seara, contemplaram dois homens que eram estudantes da Bíblia, e que haviam sido revestidos do Poder do Alto, ou seja; batizados com Espírito Santo, e os trouxe para implantar em nossa terra uma Igreja segundo as Promessas feitas lá em Jerusalém pelo Filho Jesus. E esta Igreja recebeu o nome de Assembleia de Deus, este título foi dado aos missionários suecos por revelação, quando se reuniram para organizar e denominar um nome para o novo Templo que abrigaria o grande numero de salvos pelo trabalho de campo empreendido pelos missionários e suas famílias. Esta Igreja se tornou um grande referencial de homens e mulheres comprometidos com a Verdade (Escritos Sagrados). Enquanto guardaram a Palavra de Deus, iam crescendo a cada dia o numero dos que haviam de ser salvos, em cada cidade, em cada povoado lá estava o marco Maravilhoso. Mas infelizmente esta denominação também se corrompeu, e hoje o que vemos é um povo fracassado pelo pecado da incredulidade um dos maiores campos da Assembleia de Deus no Brasil; o campo de Madureira entregue a feitiçaria e toda sorte de imundície cheirando mal nas narinas do Senhor. A maçonaria tomou conta, sinais do final dos tempos como está escrito. “MAS o Espírito expressamente diz que nos últimos tempos apostatarão alguns da fé, dando ouvidos e espíritos enganadores, e a doutrina de demônios; pela hipocrisia de homens que falam mentiras, tendo cauterizada sua própria consciência;” (I Tm. 4: 1, 2). Exatamente o que está acontecendo em todo o mundo, mas uma coisa é certa, todos os que trabalharam em prol do Evangelho de maneira nenhuma perderá seu Galardão, pois todas as obras estão em memorial diante do Senhor, embora lembrando com saudade do tempo em que pregava o Amor Divino, quando se cantava os lindos hinos da Harpa Cristã, quando muitas vezes o pregador nem tinha muita leitura como se dizia, mas quando tomava posse da Palavra a Igreja estremecia no Poder de Deus, e almas eram salvas, pois a cada dia o Senhor ia acrescentado. Mas eu creio que ainda hoje, nosso Pai Celestial ainda procura trabalhadores. PENSEM NISTO!

domingo, 14 de janeiro de 2018

LIÇÕES BÍBLICAS / O PAI PROCURA ADORADORES - Lição: 02

LIÇÕES BÍBLICAS
Classe: “Ovelhas do Bom Pastor”.
Data: - 14 – 01 – 2018.
Titulo da Lição: O PAI PROCURA ADORADORES
Lição: 02
Texto Áureo: “Mas a hora vem, e agora é, em que os verdadeiros adoradores adorarão o Pai em espírito e em verdade;” (Jo. 4: 23 a.)
Leitura Bíblica em Classe: 124 – 51 - HC (Sl. 50: 1 a 23)

1 – O DEUS poderoso, o Senhor falou e chamou a terra desde o nascimento do sol até ao seu ocaso.
2 – Desde Sião a perfeição da formosura, resplandeceu Deus.
3 – Virá o nosso Deus, e não se calará; adiante dele um fogo irá consumindo, e haverá grande tormenta ao redor dele.
4 – Chamará os céus, do alto, e a terra, para julgar o seu povo.
5 – Congregai os meus santos, aqueles que fizeram comigo um concerto com sacrifícios.
6 – E os céus anunciarão a sua justiça; pois Deus mesmo é o Juiz. (Selá.)
7 – Ouve, povo meu, e eu falarei; ó Israel, e eu, Deus, o teu Deus, protestarei contra ti.
8 – Não te repreenderei pelos teus sacrifícios, ou holocaustos, de continuo perante mim.
9 – Da tua casa não tirarei bezerro nem bodes dos teus currais.
10 – Porque meu é todo o animal da selva, e as alimárias sobre milhares de montanhas.
11 – Conheço todas as aves dos montes; e minhas são todas as feras do campo.
12 – Se eu tivesse fome, não to diria, pois meu é o mundo e a sua plenitude.
13 – Comerei eu carne de touros? Ou beberei sangue de bodes?
14 – Oferece a Deus sacrifício de louvor, e paga ao Altíssimo os teus votos.
15 – E invoca-me no dia da angustia eu te livrarei, e tu me glorificarás.
16 – Mas ao ímpio diz Deus: Que tens tu que recitar os meus estatutos, e que tomar o meu concerto na tua boca,
17 – Pois aborreces a correção, e lanças as minhas palavras para detrás de ti?
18 – Quando vês o ladrão, consentes com ele, e tens a tua parte com adúlteros.
19 – Soltas a tua boca para o mal, e a tua língua compõe o engano.
20 – Assentas-te a falar contra teu irmão; falas mal contra o filho de tua mãe.
21 – Estas cousas tens feito, e eu me calei; pensava que era como tu; mas eu te arguirei, e, em sua ordem, tudo porei diante dos teus olhos.
22 – Ouvi pois isto, vós que vos esqueceis de Deus; para que vos não faça em pedaços, sem haver quem vos livre.
23 – Aquele que oferece sacrifício de louvor me glorificará; e aquele que bem ordena o seu caminho eu mostrarei a salvação de Deus.

Título da Lição: O PAI PROCURA ADORADORES
Definição: De que maneira poderemos definir esta questão? O verso que separamos nesta manhã, para a 2ª Lição do Novo ano, nos fala algo muito importante dentro do texto Áureo sobre o que o Senhor ainda hoje está procurando, ou seja, os verdadeiros adoradores. Porém dentro deste texto percebemos que Jesus fala de uma promessa positiva, pois ao mesmo tempo em que Ele no diálogo com a mulher samaritana diz que, a hora vem, e agora é, em que os verdadeiros adoradores adorarão ao Pai em espírito e em verdade. Nisto sentimos que não há mais tempo a perder, esta foi a mensagem que deixou para ela, e para tantos quantos estejam ao alcance desta promessa. Nós hoje por exemplo: O que estamos vivendo é uma crise de infidelidade no mundo inteiro, os “irmãos” em Cristo na maioria das vezes são infiéis em seus compromissos na causa do Senhor, infiéis uns para com os outros, a causa provém do descompromisso com os Mandamentos da Lei de Deus. Não há nenhuma condição de adoração ao Senhor, se não houver fidelidade em todos os sentidos. Tudo isto provém da Fé, “Ora, sem fé é impossível agradar-lhe: porque é necessário que aquele que se aproxima de Deus creia que ele existe, e que é galardoador dos que o buscam.” (Hb. 11: 6). Portanto é extremamente necessário que em nós haja adoração ao Senhor, pois ela é sinal evidente do amor a Ele. Este amor em forma de adoração, é demonstrada pelas atitudes, é através do vaso transbordante, sem nenhum interesse material, mas sim na demonstração diária na alegria de viver, nos testemunhos sobre a Graça de Deus, revelada a cada dia, nos Glorias e Aleluias que devemos expressar do profundo da alma. Na Leitura Bíblica em Classe, ou seja, especificamente no Salmo 50, o Senhor deixa bem claro que Ele não quer nenhum sacrifício de seus filhos, como muitos mercenários que andam por aí apregoando curas que não existem, e o povinho crente que não quer nada com as Sagradas Escrituras, vão seguindo os cães gulosos trocando as Sagradas Escrituras por garrafinhas de água, elas é que vão, salvar, curar, e levar para os Céus? Jamais, pois o Senhor abomina tais práticas, o Senhor procura adoradores, pois quando se recebe Jesus como Salvador, se recebe todas as bênçãos, assim está escrito: “Bendito o Deus e Pai de nosso Senhor Jesus Cristo, o qual nos abençoou com todas as bençãos espirituais nos lugares celestiais em Cristo; como também nos elegeu nele antes da fundação do mundo, para que fossemos santos e irrepreensíveis diante dele em caridade.” (Ef. 1: 3, 4). E agora? Depois desta declaração será que ainda há motivos para não dar Glorias a Deus bem alto? Que temos mais a pedir? Nosso tempo está livre para trabalhar, ir por todo o mundo levando esta Palavra de esclarecimento ao povo transgressor, principalmente aos que não estão recebendo as Divinas orientações pela escassez de ensinos das Sagradas Escrituras. Mas para que fique bem esclarecida a questão Adoração: Ela se resume numa pequena palavra: FÉ! “Ora sem fé é impossível agradar-lhe: porque é necessário que aquele que se aproxima de Deus creia que ele existe, e que é galardoador dos Que o buscam.” (Hb. 11: 6). Vemos com muita clareza na LBC a verdadeira adoração ao Senhor. O tema central do Salmo 50: “Oferece a Deus sacrifício de louvor; e paga ao Altíssimo os teus votos. E invoca-me no dia da angustia, eu te livrarei, e tu me glorificarás.” Que conselho maravilhoso da parte de nosso Amado Salvador, vemos que o verso anterior nos fala acerca das oferendas abomináveis que se fazem em nome do Senhor, um povo que não busca nenhum conhecimento das Escrituras, aliás é conveniente que o povo que anda seguindo os mercenários da atualidade, não tenha mesmo nenhum contato com a Sagradas Escrituras, pois assim fica mais fácil a ilusão das garrafinhas de água milagrosa. O senhor quer adoração em outro sentido; Com cânticos espirituais, com orações em ações de graças, e principalmente com uma vida separada do pecado, dedicação e aplicação no que diz respeito às Escrituras Santas. A verdadeira Adoração ao Criador teve inicio na sua própria criação; vejamos o primeiro verso do Salmo 50: “O DEUS poderoso, o Senhor, falou e chamou a terra desde o nascimento do sol até ao seu ocaso. Desde Sião, a perfeição da formosura, resplandeceu Deus.” Em nossa adoração diária ao Senhor, deve sempre estar incluída a beleza de sua natureza, por exemplo: Pelas manhãs ao abrir nossa porta, contemplar um novo dia, nunca devemos denominar os dias que o Senhor nos apresenta de mau dia simplesmente por estar chovendo, ou geando, mas sim adorar ao Senhor agradecendo mais um dia que amanhece. Neste Magnífico Salmo 50, podemos observar quantas preciosidades temos em relação à Adoração ao Criador. Os estudantes da Bíblia conhecem muito bem, que a verdadeira adoração a Deus Pai nos trás Reverência e Temor, disto temos exemplos: Houve reações de Temor a Deus na vida de alguns homens ao se deparar com Ele, vejamos: Quando o Senhor encontrou-se com Moisés: “Disse mais o Senhor: eu sou o Deus de teu pai, o Deus de Abraão, o Deus de Isaque, e o Deus de Jacó. E Moisés encobriu o seu rosto, porque temeu olhar para Deus.” (Êx. 3: 6). Isaias também temeu: “Então disse eu: Ai de mim, que vou perecendo! Porque eu sou um homem de lábios impuros e habito no meio dum povo de impuros lábios: e os meus olhos viram o rei, o Senhor dos Exércitos!” (Is. 6: 5). Temos ainda Elias: “E depois do terremoto um fogo, porém o Senhor não estava no fogo: e depois do fogo uma voz mansa e delicada. E sucedeu que, ouvindo-a Elias envolveu o seu rosto na sua capa, e saiu para fora, e pôs-se à entrada da caverna: e eis que veio a ele uma voz mansa e delicada.” (I Rs. 19: 12, 13). Esses homens verdadeiramente adoravam a Deus com tremor e temor, e consequentemente com louvor. Adoravam-no. Bastaríamos olhar para a galeria dos heróis da fé; esta galeria nos trás uma Mostra incomparável, todos estes homens e mulheres que provaram pela Fé, o verdadeiro amor ao Senhor transformaram-se em verdadeiros Adoradores, e mais; Relíquias do Senhor Todo Poderoso! Façamos uma meditação bem profunda sobre todo o capítulo 11 do Livro de Hebreus, talvez assim, começaremos a entender o que é verdadeiramente ser Adorador do Senhor. E para encerrar esta Lição: “O meu povo foi destruído, porque lhe faltou conhecimento;” (Os. 4: 6).

domingo, 7 de janeiro de 2018

LIÇÕES BÍBLICAS / O PAI PROCURA INTERCESSORES - Lição: 01

LIÇÕES BÍBLICAS
Classe: “Ovelhas do Bom Pastor”.
Data: - 07 – 01 – 2018.
Titulo da Lição:           O PAI PROCURA  INTERCESSORES
Lição: 01
Texto Áureo: “Depois disto ouvi a voz do Senhor, que dizia: A quem enviarei, e quem há de ir por nós?” (Is. 6: 8)
Leitura Bíblica em Classe:         156  – 378  - HC  (Os. 4: 1 a 15)

1 – OUVI a palavra do Senhor, vós, filhos de Israel, porque o Senhor tem uma contenda com os habitantes da terra, porque não há verdade, nem benignidade, nem conhecimento de Deus na terra.
2 – Só prevalecem o perjurar, e o mentir, e o matar, e o furtar, e o adulterar, e há homicídios sobre homicídios.
3 – Por isso a terra se lamentará, e qualquer que morar nela desfalecerá com os animais do campo e com as aves do céu; e até os peixes do mar serão tirados.
4 – Todavia, ninguém contenda, nem qualquer repreenda; porque o teu povo é como os que contendem com o sacerdote.
5 – Por isso cairás de dia, e o profeta contigo cairá de noite; e destruirei a tua mãe.
6 – O meu povo foi destruído, porque lhe faltou o conhecimento; porque tu rejeitaste o conhecimento, também eu te rejeitarei, para que não sejas sacerdote diante de mim; visto que te esqueceste da lei do teu Deus, também eu me esquecerei de teus filhos.
7 – Como eles se multiplicaram, assim contra mim pecaram: eu mudarei a sua honra em vergonha.
8 – Alimentam-se do pecado do meu povo, e da maldade dele têm desejo ardente.
9 – Por isso, como é o povo, assim será o sacerdote; e visitarei sobre ele os seus caminhos, e lhe darei a recompensa das suas obras.
10 – Comerão, mas não se fartarão, entregar-se-ão à luxuria, mas não se multiplicarão; porque deixaram de olhar para o Senhor.
11 – A incontinência, e o vinho, e o mosto tiram a inteligência.
12 – O meu povo consulta a sua madeira, e a sua vara lhe responde, porque o espírito de luxuria os engana, e eles se corrompem, apartando-se da sujeição do seu Deus.
13 – Sacrificam sobre os cumes dos montes, e queimam incenso sobre os outeiros, debaixo do carvalho, e do álamo, e do olmeiro, porque é boa a sua sombra; por isso as vossas filhas se prostituem, e as vossas noras adulteram.
14 – Eu não castigarei vossas filhas, que se prostituem, nem vossas noras, quando adulteram; porque eles mesmos com as prostitutas se desviam e com as meretrizes sacrificam: pois o povo que não tem entendimento será transtornado.
15 – Se tu, ó Israel, queres corromper-te, não se faça culpado Judá; não venhas a Gilgal, e não subais a Bete-Áven, e não jureis, dizendo: Vive o Senhor.

Título da Lição: O PAI PROCURA INTERCESSORES

Definição: Mais um ano se findou, Novo Ano tem inicio, novas perspectivas na vida de todo aquele que procura a Paz e segue-a.
Iniciaremos também em nossa Congregação uma busca muito interessante sobre as cousas, que nosso Pai celeste procura encontrar em cada um de seus filhos aqui na terra. Na verdade, o ser humano vive procurando coisas, procuram lugar para morar, procuram um bom emprego, procuram drogas, procuram bisbilhotar a vida alheia, e tantas e tantas coisas.
Muitas delas sem nenhuma valia para uma vida de paz. Até parece estranho falar que o Nosso Deus na Pessoa de seu Filho Jesus também procura algo, na verdade só se procura algo que está perdido, mesmo sendo Deus Onipotente, Onipresente e Onisciente, Ele ainda procura coisas, ás quais vamos aprender nestas primeiras semanas do novo ano nas Lições de Escola Dominical. Para começar vamos recordar que o Número de Deus é SETE. E há Sete coisas que o Senhor ainda procura. 1ª – Deus procura Intercessores: “Ao povo da terra oprimem gravemente, e andam roubando, e fazem violência ao aflito e ao necessitado, e ao estrangeiro oprimem sem razão. E busquei dentre eles um homem que estivesse tapando o muro, e estivesse na brecha perante mim por esta terra, para que eu não a destruísse; mas a ninguém achei.” (Ez. 22: 29, 30). Neste texto do profeta Ezequiel o Senhor está falando dos pecados que estão assolando o mundo, mas porque ele não encontrou, e ainda hoje mais do que nunca Ele não encontra um que esteja tapando o muro? Porque os crentes que existem na face de toda a terra não estão aptos para interceder por ninguém, qual a razão? A resposta é; Ainda não compreenderam os Escritos Sagrados para suas próprias vidas. Estão apegados a feitiçarias, estão apegados aos pecados dos filhos, estão juntos e misturados com mal feitores, sem se falar que, a grande maioria está seguindo os falsos pastores e suas heresias, não discernindo a real vontade do Senhor. Para ser intercessor junto a Jesus; é preciso estar na brecha. Mas o que é na verdade ser intercessor? Ser intercessor é ser medianeiro, advogado, pessoa que entende de Leis, que as estuda a fundo, que ao abrir a sua boca na causa alheia, abra com segurança. Hoje especificamente falaremos de um moço que se consagrou ao Senhor duma tal maneira que, foi um dos escolhidos para estar junto aos cativos de Babilônia naquele cativeiro dos setenta anos. Aos 25 anos foi cativo com o povo rebelde, aos 30 anos foi chamado para Profeta em meio ao cativeiro vejamos: “E DISSE-ME: filho do homem, põe-te em pé, e falarei contigo. Então entrou em mim o espírito, quando falava comigo, e me pôs em pé, e ouvi o que me falava. E disse-me: Filho do homem, eu te envio aos filhos de Israel, às nações rebeldes que se rebelaram contra mim; eles e seus pais prevaricaram contra mim, até este mesmo dia.” (Ez. 2: 1 a 3).
Esta foi a chamada de Deus. É certo que tanto Ezequiel como tantos outros foram levados cativos sem terem transgredido as Leis do Senhor, esta é a prova do grande amor de Deus para com os transgressores. Mas voltando a condição de intercessor, como alguém pode querer ser intercessor de alguém diante de Deus Pai sem ter nenhum conhecimento das Sagradas Escrituras? Já temos muitas vezes aprendido que se não formos estudante da Bíblia Sagrada jamais teremos condições de orar nem sequer o Pai Nosso. Quando vemos no capítulo 2 de Ezequiel a chamada maravilhosa que o Senhor lhe fez: Põe-te de pé e falarei contigo... Esta foi a chamada. É bom que fique bem clara a questão; desde aqueles tempos até aos dias atuais para ser intercessor, ou seja, orar pelas causas das pessoas e dos irmãos em Cristo há uma condição muito séria. Vejamos: “DEPOIS me disse: Filho do homem, come o que achares; come este rolo, e vai, fala à casa de Israel. então abri a minha boca, e me deu a comer o rolo. E disse-me: Filho do homem, dá de comer ao teu ventre, e enche as tuas entranhas deste rolo que eu te dou. Então o comi, e era na minha boca doce como o mel. E disse-me: Filho do homem, vai entra na casa de Israel, e dize-lhe as minhas palavras. Porque tu não és enviado a um povo de estranha fala, nem de língua difícil, mas à casa de Israel.” (Ez. 3: 1 a 5). Intercessor! Chamada realmente muito bonita e de grande valia, mas de que maneira? Sair por aí impondo as mãos precipitadamente sobre as pessoas? Há um chavão no meio de um povinho crente que não quer nada com a leitura das Sagradas Escrituras; Vamos orar! É só isso que se ouve. Vejamos o que diz Paulo sobre isto: “A ninguém imponhas precipitadamente as mãos, nem participes dos pecados alheios: conserva-te a ti mesmo puro.” (I Tm. 5: 22). Ficou clara esta questão?
Portanto, para que se receba o Ministério de Intercessão é preciso antes, estar afiado nas Sagradas Escrituras, comer o Rolo diariamente.
A verdadeira intercessão acontece na maioria das vezes no Ministrar a Palavra Santa. A grande maioria dos pedidos de oração que o chamado povo de Deus lança aos irmãos, são, problemas puramente fácil de resolver com uma boa aula de Escola Dominical, pois são problemas adquiridos por falta de obediência as Escrituras, aos Mandamentos da Lei de Deus. Vemos que desde o Antigo Testamento o Senhor levantava profetas para apregoar a Palavra do Senhor ao povo, mas o povo sempre rejeitou, o povo só quer oração, mas oração nada resolve quando há desobediência. Agora nesta Nova Aliança temos um Intercessor por Excelência Jesus Cristo! Todo o Poder foi-lhe dado, e Ele está sempre pronto a nos ouvir e muito deseja que o conservemos como nosso Mestre para sempre. Mas voltando a questão que Deus procura intercessores, mas para ser intercessor é preciso estar na brecha; como assim? Estar na brecha é estar, em plena obediência as Sagradas Escrituras, na Doutrina, nos conselhos antigos do Senhor, pois não se pode tirar um til nem uma vírgula da Palavra. Portanto como está escrito “ Ó SENHOR, tu és o meu Deus; exaltar-te-ei, a ti, e louvarei o teu nome, porque fizeste maravilhas: os teus conselhos antigos são verdades e firmeza.” (Is. 25: 1). Estar na brecha é resistir o mal na porta do coração, na porta de morada, em fim por onde andar estar firmado na Rocha que é Jesus Cristo nosso Salvador. Intercessor aqui na terra é ser SEMEADOR da Palavra, pois Jesus está na Glória recebendo o bom trabalho de seus discípulos do século 21. Onde estão os tais?