Páginas

Vídeos

Assembleia de Deus - Google Notícias

Leia também

domingo, 15 de outubro de 2017

LIÇÕES BÍBLICAS / PRÓXIMO ESTÁ O REINO DO MESSIAS! - Lição: 3

LIÇÕES BÍBLICAS
  Classe: “Ovelhas do Bom Pastor”.
  Data: - 15 – 10 – 2017.     
  Titulo da Lição:   PRÓXIMO ESTÁ O REINO DO MESSIAS!       
  Lição: 3
  Texto Áureo: “ ” (SENHOR, quem habitará no teu tabernáculo? Sl. 15: 1 a).   
                                                 – 442 – HC - 590 HC
Leitura Bíblica em Classe:                                      (Is. 33: 13 a 24; 34: 1, 2).

13 – Ouvi, vós os que estais longe, o que tenho feito: e vós que estais vizinhos, conhecei o meu poder.
14 – Os pecadores de Sião se assombraram, o tremor surpreendeu os hipócritas. Quem dentre nós habitará com o fogo consumidor? quem dentre nós habitará com as labaredas eternas?
15 – O que anda em justiça, e o que fala com retidão; o que arremessa para longe de si o ganho de opressões; o que sacode de suas mãos todo o presente; o que tapa os seus ouvidos para não ouvir falar de sangue, e fecha os seus olhos para não ver o mal.
16 – Este habitará nas alturas: as fortalezas das rochas será o seu alto refugio, o seu pão lhe será dado, as suas águas serão certas.
17 – Os teus olhos verão o Rei na sua formosura, e verão a terra que está longe.
18 – O teu coração considerará em assombro, dizendo: Onde o escrivão, onde o pagador? Onde o que conta as torres?
19 – Não verás  mais aquele povo cruel, povo de fala tão profunda, que não se pode perceber, e de língua tão estranha que não se pode entender.
20 – Olha para Sião, a cidade das nossas solenidades: os teus olhos verão a Jerusalém, habitação quieta, tenda que não será derribada, cujas estacas nunca serão arrancadas, e das suas cordas nenhuma se quebrará.
21 – Mas o Senhor ali nos será grandioso, lugar de rios e correntes largas; barco nenhum de remo passará por eles, nem navio grande navegará por eles.
22 – Porque o Senhor é o nosso Juiz; o Senhor é o nosso Legislador; o Senhor é o nosso Rei: ele nos salvará.
23 – As tuas cordas estão frouxas, não puderam ter firme o seu mastro, e vela não estenderam: então a presa de abundantes despojos se repartirá; e até os coxos roubarão a presa.
24 – E morador nenhum dirá: Enfermo  estou; porque o povo que habitar nela será absolvido da sua iniquidade.
1 – CHEGAI-VOS, nações, para ouvir, e vós povos, escutai: ouça a terra, e a sua plenitude, o mundo, e tudo quanto produz.
2 – Porque a indignação do Senhor está sobre todas as nações, e o seu furor sobre todo o exército delas: ele as destruiu totalmente, entregou-as à matança. 

Título da Lição: PRÓXIMO ESTÁ O REINO DO MESSIAS!
Definição: Podemos muito bem dar inicio a esta lição de Escola Dominical, com a pergunta feita pelo salmista e Rei Davi: “SENHOR, quem habitará no teu tabernáculo? quem morará no teu santo monte? Esta indagação nos faz lembrar sobre as Promessas Maravilhosas que vem caindo sobre os que olham para Sião. O verso 20, de nossa: Leitura Bíblica em Classe, é o ponto Alto desta lição, do contrário estaremos todos perdendo tempo em caminhar para a Casa do Senhor que é a Embaixada dos Céus, e os filhos de Deus alcançados por Jesus Cristo são os Embaixadores aqui na terra. Vejamos a profundidade deste verso 20 da LBC: “Olha para Sião, a cidade das nossas solenidades: os teus olhos verão a Jerusalém, habitação quieta, tenda que não será derribada, cujas estacas nunca serão arrancadas, e das suas cordas nenhuma se quebrará.” Aí está a dissertação desta Mensagem vinda diretamente do coração do Senhor. Olhar para Sião é avistar o Céu, é avistar a Cidade Santa que está preparada no Céu, olhar para Sião é olhar a Casa do Senhor, o Templo onde vamos para cumprir duas alegrias que recebemos no dia em que Jesus nos tirou do lamaçal do pecado, e nos direcionou à sua Casa aqui na terra. Estas duas primeiras de tantas e tantas alegrias que vamos recebendo pela vida afora são: chegar à Casa do Senhor para: 1º - Contemplar a formosura do Senhor; 2º - Aprender no seu Templo. Esta expressão do salmista Davi, diz com toda clareza, vejamos: “Uma cousa pedi ao Senhor e a buscarei: que possa morar na casa do Senhor todos os dias da minha vida, para contemplar a formosura do Senhor, e aprender no seu templo.” Sl. 27: 4). Mas voltando a questão, ou seja: Olha para Sião, a cidade das nossas solenidades; isto é muito representativo pois, é da Casa do Senhor, através dos ensinamentos recebidos, e a conversão que é constante, é que vamos aprendendo qual será a Cidade, ou melhor, o Monte em que a Cidade Santa trazendo a Noiva de Cristo pousará para sempre? É claro que será no Monte das Oliveiras, em Jerusalém! E será linda, esta descida ali, Jesus na frente com sua Noiva a Igreja, acompanhada por um cortejo de Anjos,  Arcanjos e Querubins! Daí o aconselhamento do Senhor; “Olha para Sião a cidade das nossas solenidades”. Mas para que este Evento prometido aconteça, é preciso desemborcar o vaso e deixar a Semente da Palavra de Deus cair em boa terra, porque se a terra do coração (vaso), estiver contaminada pelo pecado, cheio de amargura, escorpiões, certamente a Semente não germinará, mas morrerá. Vemos na história do povo hebreu, aquele povo escolhido por Deus para receber tudo de bom e de melhor, porém rejeitaram, simplesmente por não quererem obedecer aos Mandamentos Divinos. Sendo assim, foram morrendo pelo deserto, cheios de pragas, doenças incuráveis, e etc. mas voltando a Cidade de Sião, vemos pela história, que em Israel haviam muitas cidades e aldeias, porém era um privilégio morar em Jerusalém, pois esta cidade era também conhecida pelos escritos do Senhor Como, Monte de Sião. Jerusalém esta edificada sobre as montanhas da Judeia, portanto é alta esta Cidade. Por esta razão observamos a pergunta contida no Salmo 15: SENHOR, quem habitará no teu tabernáculo? quem morará no teu santo monte? Esta dupla pergunta nos faz refletir a questão: primeiro o salmista se refere ao tabernáculo (Casa), daí já podemos refletir se na verdade estamos habitando na Casa do Senhor? Ou simplesmente vindo aos Cultos? Há uma grande diferença. Temos muitas vezes aprendido sobre dois tipos de pessoas que veem a Casa do Senhor; os salvos e os  não salvos. Os salvos são aqueles que dão bons frutos, pois estão plantados na Casa do Senhor: “Os que estão plantados na casa do Senhor florescerão nos átrios do nosso Deus. Na velhice ainda darão frutos: serão viçosos e florescentes.” (Sl. 92: 13, 14). E qual será a situação dos que não estão plantados na Casa do Senhor,  ou seja, os ímpios? “Não são assim os ímpios; mas são como a moinha que o vento espalha. Pelo que os ímpios não subsistirão no juízo, nem os pecadores na congregação dos justos.” Aí está a situação triste dos ímpios. Muitas vezes  o Apóstolo Paulo se angustiava por conta dos que deturpavam a Palavra do Senhor, por mais que ele ensinasse as Sagradas Escrituras, sempre haviam as rebeliões dentro dos Templos. Vejamos um lindo relato na Epístola aos Filipenses: “Sede também meus imitadores, irmãos, e tende cuidado, segundo o exemplo que tendes em nós, pelos que assim andam. Porque muitos há, dos quais muitas vezes vos disse, e agora também digo, chorando, que são inimigos da cruz de Cristo. Cujo fim é a perdição; cujo Deus é o ventre, e cuja gloria é para confusão deles, que só pensam nas coisas terrenas. Mas a nossa cidade está nos céus, donde também esperamos o Salvador, o Senhor Jesus Cristo. Que transformará o nosso corpo abatido, para ser conforme o seu corpo glorioso, segundo o seu eficaz poder de sujeitar também a si todas as coisas.” (Fl. 3: 17 a 21). O final deste texto faz jus ao verso 20 da LBC, que diz: Olha para Sião! Ali voltamos a dizer, literalmente a Cidade Santa que vai descer dos Céus para o Juízo final lá em Jerusalém, e pousará no monte Sião, é Promessa. Uma observação também importante é o que a história dos hebreus conta acerca de Israel, ali haviam muitas cidades e aldeias, entretanto era para aquele povo um privilégio morar em Jerusalém que eles já conheciam como monte Sião, eles também o chamavam de Cidade dos príncipes. Temos relatado no livro de Neemias que, somente um de dez foi separado para habitar em Jerusalém: “E OS príncipes do povo habitaram em Jerusalém, mas o resto do povo lançou sortes, para tirar um de dez, que habitasse na santa cidade de Jerusalém, e as nove partes nas outras cidades.” (Ne. 11: 1). Vemos que Jerusalém já era mencionada como santa cidade. Portanto, é bom estarmos bem preparados, passando com boas notas nas provas de cada dia com o Senhor, e com alegria, não olhando nem para a direita, nem para a esquerda, mas sim olhando para Sião a Cidade das nossas solenidades. Próximo está o Reino do Messias!  

Nenhum comentário:

Postar um comentário