Páginas

Pesquisar este blog

E o semeador saiu a semear (áudios)

Vídeos

domingo, 24 de setembro de 2017

LIÇÕES BÍBLICAS / ALEGRAI-VOS NO ESPÍRITO DE DEUS! - Lição: 13

 LIÇÕES BÍBLICAS
  Classe: “Ovelhas do Bom Pastor”.
  Data: - 24 – 09 – 2017.     
  Titulo da Lição:   ALEGRAI-VOS NO ESPÍRITO DE DEUS!       
  Lição: 13
  Texto Áureo: “E há diversidade de ministérios, mas o Senhor é o mesmo” (I Co. 11: 5).   
                                                 234– 379 – HC
Leitura Bíblica em Classe:                                      (Rm. 12: 1 a 18 ).
1 – ROGO-VOS pois, irmãos, pela compaixão de Deus, que apresenteis os vossos corpos em sacrifício vivo, santo e agradável a Deus, que é o vosso culto racional.
2 – E não vos conformeis com este mundo, mas transformai-vos pela renovação de vosso entendimento, para que experimenteis qual seja a boa, agradável, perfeita vontade de Deus.
3 – Porque, pela graça que me é dada, digo a cada um dentre vós que não saiba mais do que convém saber, mas que saiba com temperança, conforme a medida da fé que Deus repartiu a cada um.
4 – Porque assim como em um corpo temos muitos membros, e nem todos os membros têm a mesma operação,
5 – Assim nós, que somos muitos, somos um só corpo em Cristo, mas individualmente somos membros uns dos outros.
6 – De modo que, tendo diferentes dons, segundo a graça que nos é dada, se é profecia, seja ela segundo a medida da fé;
7 – Se é ministério, seja em ministrar; se é ensinar haja dedicação ao ensino;
8 – Ou o que exorta, use esse dom em exortar; o que reparte, faça-o com liberalidade; o que preside, com cuidado; o que exercita misericórdia, com alegria.
9 – O amor seja não fingido. Aborrecei o mal e apegai-vos ao bem.
10 – Amai-vos cordialmente uns aos outros com amor fraternal, preferindo-vos em honra uns aos outros.
11 – Não sejais vagarosos no cuidado: sede fervorosos no espírito, servindo ao Senhor;
12 – Alegrai-vos na esperança, sede pacientes na tribulação, perseverai na oração;
13 – Comunicai com os santos nas suas necessidades, segui a hospitalidade;
14 – Abençoai aos que vos perseguem, abençoai e não amaldiçoeis.
15 – Alegrai-vos com os que se alegram; e chorai com os que choram;
16 – Sede unânimes entre vós; não ambicioneis coisas altas, mas acomodai-vos às humildes; não sejais sábios em vós mesmos;
17 – A ninguém torneis mal por mal; procurai as coisas honestas, perante todos os homens.
18 – Se possível, quando estiver em vós, tende paz com todos os homens.

Título da Lição: ALEGRAI-VOS NO ESPÍRITO DE DEUS!
Definição: Dando continuidade as Lições Dominicais sobre o Poder do Espírito Santo na vida do salvo em Jesus Cristo, lições que nos envolve de tal maneira que, nos trás grande alegria, pelo menos isto é o que espera o Senhor Jesus de nós. Afinal Ele deu a sua vida para que tivéssemos vida, e vida com alegria, através da saúde, paz, compreensão e aceitação de tudo quanto está escrito nas Sagradas Letras. Os nove Dons do Espírito Santo trás em cada um incontáveis ramificações, dependendo da dedicação de cada um, e mais, buscando essas virtudes para o que for útil à Casa do Senhor, aos irmãos, ao trabalho da evangelização, e principalmente a si mesmo. É preciso que; o que busca essas Maravilhas do Santo Espírito, se esvazie de qualquer vaidade espiritual, pois a dedicação aos Ministérios do Espírito Santo é para o que for útil, e não para vanglorias. Os nove Dons do Espírito são classificados em três grupos. São: 1º - Dons de Revelação: Neste Dom, estão incluídos a: Palavra de Sabedoria, Palavra do Conhecimento, Discernimento dos espíritos. 2º - Dons de Poder: Neste Dom, estão incluídos os: Dom da Fé, Dons de curar, Operação de Milagres. 3º - Dons de Inspiração: Nestes estão, a: Profecia, Línguas, Interpretação de línguas. Vamos agora procurar definir cada Dom dentro de seu contexto: a) - Palavra da Sabedoria – É bom que se aprenda que esta Sabedoria não é a sabedoria que se adquire nas escolas, mas sim, a que vem do alto, assim se expressa o Apóstolo Tiago: “Toda a boa dádiva e todo o dom perfeito vem do alto, descendo do Pai das luzes, em quem não há mudança nem sobra de variação.” (Tg. 1: 17). b) – Palavra do conhecimento ou da ciência – Este Dom bem semelhante ao da Sabedoria, porém tem uma maior profundidade, pois, entra no campo do Discernimento dos espíritos, saber se alguém fala pelo Espírito de Deus, da carne ou pelo demônio. Vamos agora definir os Dons de Poder: a) – A Fé – Aqui não se trata da Fé salvadora, mas sim a Fé como Dom do Espírito Santo, ou seja uma fé especial, que faz Maravilhas, o Dom da Fé está ligadíssimo ao Dom de operar milagres. Temos vários exemplos desde o antigo Testamento, tanto na vida de Elias, depois na vida de seu sucessor Elizeu e de muitos outros, tanto homens como mulheres que se dedicaram a ter uma vida santificada.  b) – Dons de curar – Como já temos aprendido, este Dom é o único em plural, pois cura primeiro a alma, pois só com uma vida em obediência plena, pode-se adquirir a saúde no corpo físico. Nisto podemos ter certeza, pois somos aqueles mesmos que saíram lá do Egito e recebemos a primeira Maravilhosa Promessa do Senhor Jeová que disse: “E disse: Se ouvires atento a voz do Senhor teu Deus, e obrares o que é reto diante de seus olhos, e inclinares os teus ouvidos aos seus mandamentos, e guardares todos os teus estatutos, nenhuma das enfermidades porei sobre ti, que pus sobre o Egito; porque eu sou o Senhor que te sara.” (Ex. 15: 26). Portanto, se não houver arrependimento de pecado, nunca haverá cura no corpo.
“A casa dos ímpios se desfará, mas a tenda dos retos florescerá. Há caminhos que ao homem parece direito, o fim dele são os caminhos da morte.” (Prv. 14: 11, 12). Então para finalizar vamos definir os Dons de Inspiração. A definição desses Dons torna-se mais complexa que os Dons de Revelação e Dons de Poder, por conta dos pensamentos contrários, pois, abrange: a Profecia, Línguas e Interpretação de Línguas: a) – a palavra Profetizar significa: Expressar palavras inspiradas pelo Espírito Santo. No momento em que alguém que tenha recebido o Dom da Profecia, toda a Igreja se cala para ouvir o Senhor falar, verdadeiramente o Santo Espírito usa a fala, a língua do irmão ou da irmã para transmitir uma mensagem profética, direcionado a um dos irmão, ou a toda a Igreja. Este é um dos Dons de maior responsabilidade, pois no Templo é preciso que haja irmãos com Dom de discernir os espíritos, para que a Igreja não seja enganada por falsas mensagens que podem vir da carne, ou do diabo. Não se pode receber uma mensagem profética, provinda de uma pessoa que não tenha pleno conhecimento das Escrituras. Observar também que; uma mensagem profética diretamente do Espírito Santo tomando a língua do irmão ou irmã, esta mensagem tem três finalidade apenas: Edificar, Consolar e Exortar, nunca o Espírito Santo usará nenhum de seus filhos para prometer, ou confirmar casamento, emprego e nem lançar maldição em ninguém. Entendido? Por Esta razão o Apostolo Paulo foi muito cauteloso em seu Ministério, pois ele deixou esta advertência à Igreja: “Quando vos ajuntais, cada um de vós tem salmo, tem doutrina, tem revelação, tem língua, tem interpretação. Faça-se tudo para edificação. E se alguém falar língua estranha, faça-se isso por dois, ou quando muito três,  e haja interprete. Mas, se não houver interprete, esteja calado na igreja, e fale consigo mesmo, e com Deus.” (I Co. 14: 26 a 28). Aí está uma bela advertência, Paulo falou forte ali, pois aquela foi a igreja que mais deu trabalho ao Apostolo, todos aqueles membros ali, foram agraciados pelo Batismo com o Espírito Santo, porém não havia uma santificação em todos, grande parte deles andavam  desordenados, transformando o Culto do Senhor numa baderna. Mas voltando ao Dom da mensagem profética; que fique bem claro que, o Espírito Santo nunca vai usar a boca juntamente com a língua de alguém que não tenha pleno conhecimento das Sagradas Escrituras, pois quando o Apostolo diz :um profetize e os outros julguem, ou seja estejam atentos, se as tais palavras condizem com as Escrituras. Quem não for estudante da Bíblia, jamais será usado em Dom algum. Só ficará com o sinal evidente; Batismo, mais nada. Como temos aprendido, é preciso após o sinal evidente que o falar em língua estranha, imediatamente deve-se receber o Dom de línguas, aí sim é ponto de partida para se aprofundar nas Sagradas Letras e guardar o aprendido. Portanto penso que nesta lição desta manhã podemos encerrar este trimestre, pois hoje finda-se mais um trimestre de estudos sobre tudo que concerne ao Espírito Santo com os nove quesitos de seu Fruto Maravilhoso, bem como, o total Revestimento de Poder pelo seus Dons.

Nenhum comentário:

Postar um comentário