Páginas

A PORTA ABERTA ESTÁ

A PORTA ABERTA ESTÁ

Assembleia de Deus - Google Notícias

Culto de Doutrina - terças às 18:30 / Culto de Consagração - quartas às 09:00 / Culto de Libertação - quintas às 15:00 / Evangelização e Culto ao Ar Livre - sábados às 19:00 / Escola Dominical às 09:00 / Culto Público aos domingos às 18:00

Postagem em destaque

Tens certeza que o Senhor é o dono do ouro e da prata?

De que maneira muitos estão se expressando acerca deste versículo que se encontra no Livro do profeta Ageu cap. 2: 8? É sempre bom atentarmo...

Pesquisar este blog

Vídeos

Falsidade Ideológica nas Igrejas Assembléia de Deus

Assista aos vídeos do Programa / Há sempre um oásis no deserto sobre o tema Falsidade ideológica nas igrejas Assembléia de Deus.
Parte 1
Parte 2
Parte 3
Parte 4

Clique na imagem

PARTICIPE DO NOSSO BLOG

DÊ A SUA OPINIÃO
O QUE VOCÊ ESTÁ ACHANDO DO NOSSO BLOG?
ENVIE FOTOS, VÍDEOS, ARTIGOS...

CLIQUE AQUI E ENVIE A SUA MENSAGEM
projetovindemeninos@gmail.com





domingo, 16 de julho de 2017

LIÇÕES BÍBLICAS / ALEGRAI-VOS! - Lição: 3

LIÇÕES BÍBLICAS
 Classe: “Ovelhas do Bom Pastor”.
 Data: - 16 – 07 – 2017.     
 Titulo da Lição:                    ALEGRAI-VOS!            
 Lição: 3
 Texto Áureo: “ALEGREI-ME quando me disseram: Vamos à casa do Senhor” (Sl. 122: 1).    
                                                 323 – 205 - HC – .
   Leitura Bíblica em Classe:                                      (Fip.3: 1 a  16)
1 – RESTA, irmãos meus, que vos regozijeis no Senhor. Não me aborreço de escrever-vos as mesmas coisas, e é segurança para vós.
2 – Guardai-vos dos cães, guardai-vos dos maus obreiros, guardai-vos da circuncisão;
3 – Porque a circuncisão somos nós, que servimos a Deus em espírito, e nos gloriamos em Jesus Cristo, e não confiamos na carne.
4 – Ainda que também podia confiar na carne: se algum outro cuida que pode confiar na carne, ainda mais eu,
5 – Circuncidado ao oitavo dia, da linhagem de Israel, da tribo de Benjamim, hebreu de hebreus, segundo a lei, fui fariseu,
6 – Segundo o zelo, perseguidor da igreja, segundo a justiça que há na lei, irrepreensível.
7 – Mas o que para mim era ganho reputei-o perda por Cristo.
8 – E, na verdade, tenho também por perda todas as coisas, pela excelência do conhecimento de Cristo Jesus, meu Senhor; pelo qual sofri a perda de todas estas coisas, e as considero como esterco, para que possa ganhar a Cristo.
9 – E seja achado nele, não tendo a minha justiça que vem da lei, mas a que vem pela fé em Cristo, a saber, a justiça que vem de Deus pela fé.
10 – Para conhecê-lo, e a virtude da sua ressurreição, e a comunicação de suas aflições, sendo feito conforme a sua morte;
11 – Para ver se de alguma maneira posso chegar à ressurreição dos mortos.
12 – Não que já tenha alcançado, ou que seja perfeito; mas prossigo para alcançar aquilo para o que fui também preso por Cristo Jesus.
13 – Irmãos, quanto a mim, não julgo que o haja alcançado; mas uma coisa faço, e é que, esquecendo-me das coisas que atrás ficam, e avançando para as que estão diante de mim,
14 – Prossigo para o alvo, pelo premio da soberana vocação de Deus em Cristo Jesus.
15 – Pelo que todos quantos já somos perfeitos sintamos isto mesmo, se sentis alguma coisa doutra maneira, também Deus vo-lo revelará.
16 – Mas, naquilo a que já chegamos, andemos segundo a mesma regra, e sintamos o mesmo.

Título da Lição: ALEGRAI-VOS!
Definição: Nesta manhã vamos tomando ciência dos dois quesitos do Fruto do Espírito Santo que se segue ao primeiro que o Amor. O segundo; é  a Alegria ou gozo  como bem expressa o Apóstolo Paulo, e o terceiro que se segue é a Paz, pois se estamos alegres temos Paz. Isto quer dizer: O gozo da Graça, ou seja, a Alegria de Cristo Jesus Príncipe da Paz. Pois Ele é a Graça de Deus enviada a nós. É por esta razão que o verdadeiro salvo em Jesus Cristo só tem alegrias, pois não carrega mais nenhum fardo pesado, muito pelo contrário, a troca Maravilhosa foi feita naquele faustoso dia da salvação. “Vinde a mim, todos os que estais cansados e oprimidos, e eu vos aliviarei. Tomai sobre vós o meu jugo, e aprendei de mim, que sou manso e humilde de coração; e encontrareis descanso para as vossas almas. Porque o meu jugo é suave e o meu fardo é leve.” (Mt. 11: 28). A partir daí é só Alegria, foi-se todos os pesos, encargos, e etc., pois, estas coisas não nos pertencem mais.Este gozo vindo da Graça, torna-se para nós um bem-estar espiritual, são as consequências de uma perfeita comunhão com o Criador, e isto trás renovo. Na Epístola aos Romanos cap. 12: 12, nos é relatada a alegria na esperança, se surgir alguma tribulação, este quesito do Fruto do Espírito sustentará a nossa alegria, pois ela uni-se a um outro quesito do mesmo Espírito Santo que é  a Esperança, é maravilhoso vermos, ou melhor aprendermos a sequência com que o Senhor trabalha; antes do quesito Esperança vem a alegria, pois o Senhor sabe muito bem que sem alegria, como vamos suportar passar pelas provas? Queremos mais uma vez deixar bem claro que as provas que o salvo em Jesus Cristo passa são bênçãos, fujamos das lutas, pois elas são sinais de desobediência aos Mandamentos do Senhor, portanto as provas para o Senhor, são apenas a certificação de que, os salvos não somente aprenderam sobre a sua Palavra, mas as colocam em prática. Por isso devemos amar as provas e não maldizê-las. Temos grandes exemplos na Bíblia Sagrada desde os tempos mais remotos, homens e mulheres passaram por duras provas cantando hinos consagrados ao Senhor, cantar é símbolo de Alegria, só canta quem está alegre. Em Cantares de Salomão temos uma promessa afirmativa dos tempos atuais para os que se tem separado do pecado: “O meu amado fala e me diz: Levanta-te, amiga minha, formosa minha, e vem. Porque eis que passou o inverno: a chuva cessou, e se foi: Aparecem as flores na terra, o tempo de cantar chega, e a voz da rola ouve-se em nossa terra: A figueira já deu os seus figuinhos, e as vides em flor exalam o seu aroma: Levanta-te amiga minha, e vem.” (Ct. 2: 10 a 13). Aí está o chamado do Noivo Amado Jesus à sua noiva, ou seja, todo aquele que tem recebido-o como Salvador e verdadeiramente recebe a Palavra escrita no Livro Santo. Desde o Antigo Testamento observamos o proceder do que está alegre em toda e qualquer circunstancia de sua vida; grande exemplo, nos deixou o profeta Habacuque, ele diz no final de seu Livro que acontecesse o que fosse, contudo ele se alegraria no Senhor. (Hc. 3: 17 a 19).   
Vejamos: “Porquanto ainda que a figueira não floresça, nem haja fruto na vide, o produto da oliveira minta, e os campos não produzam mantimento; as ovelhas da malhada sejam arrebatadas, e nos currais não haja vacas: todavia eu me alegrarei no Senhor: exultarei no Deus da minha salvação.” (Hc. 3: 17, 18) Vemos que ele também cita a figueira, o sinal da vinda de Jesus é quando a figueira começa a brotar. É certo que esta alegria que procede do Espírito Santo independe das ocorrências externas, e pode ser desfrutada em meio as provas, pois como já temos muitas vezes aprendido, as provas são maravilhosas, devemos fugir sim, das lutas que puxamos com nossas próprias mãos, ou seja, quando praticamos atos contrários à Palavra do Senhor, quando queremos ser bonzinhos, quando queremos trazer de volta os lixos que o Espírito Santo tirou de nossa vida quando o recebemos como Salvador, e etc., o profeta Habacuque estava naquele momento passando por dura prova, ele havia sido levado para o cativeiro  dos setenta anos junto àquele povo transgressor sem ter cometido nenhum agravo ao Senhor que o fizesse merecer ir àquele cativeiro, mas ele entendeu após o Senhor lhe dizer que, ao invés dele chorar por aquele povo transgressor, pegasse uma tábua e escrevesse uma mensagem de salvação e mostrasse ao que correndo passasse. (Hc. 2: 2). Daí ele entendeu qual era a sua missão, ou melhor, qual era a razão de não somente ele, mas outros profetas também foram enviados junto ao povo transgressor, para que, através deles os profetas, houvesse ainda salvação para Israel, e também para o rei Nabucodonosor. Este é o grande amor de Deus para com a humanidade. Nisto vemos com toda clareza o quanto o Senhor precisa de pelo menos por enquanto, ter  um povo aqui na terra que o adore em espírito e em verdade para, que leve uma palavra de salvação ao pecador, ao transgressor, àqueles que estão a beira do caminho sem paz e sem salvação. Mas isto, munidos destes três  Frutos do Espírito Santo, ou seja, com Amor, Alegria e Paz. Estamos também falando sobre o terceiro quesito que é a PAZ. Diz a estrofe daquele belíssimo poema cantado: “Se teu coração estiver em paz, verás que um arco-íris cada nuvem trás. Isto quer dizer que, qualquer tempestade passa, e logo o arco-íris aparece na nuvem, é a Aliança com Deus, isto é o que nos importa. O quesito que segue a Alegria realmente é a Paz. a Paz é uma dádiva Divina, “Em paz também me deitarei e dormirei, porque só tu Senhor, me fazes habitar em segurança.” (Sl. 4: 8). Se tem alegria, tem a Paz, entendemos bem o que é ter Paz: Na chegada de Jesus, ou seja através de seu Ministério aqui na terra, seu maior objetivo foi nos trazer paz, dentre seus projetos estava introduzida a Paz e consequentemente a Alegria entre duas situações: O oriente com o ocidente, ou seja, entre judeus e gentios, assim se expressa muito bem o Apóstolo Paulo em sua carta aos Efésios: “Mas agora em Cristo Jesus, vós que antes estáveis longe, já pelo sangue de Cristo chegastes perto. Porque ele é a nossa paz, o qual de ambos os povos fez um; e, derribando a parede que estava no meio. Na sua carne desfez a inimizade, isto é, a lei dos mandamentos, que consistia em ordenanças, para criar em si mesmo dos dois um novo homem, fazendo a paz. E pela cruz reconciliar ambos com Deus em um corpo, matando com ele as inimizades.” (Ef.2:13)

Nenhum comentário:

Postar um comentário