Você é o visitante

domingo, 30 de outubro de 2016

LIÇÕES BÍBLICAS / JESUS, ÁGUA VIVA - Lição: 5

 LIÇÕES BÍBLICAS
Classe: “Ovelhas do Bom Pastor”.
Data: - 30 – 10 – 2016.        
Titulo da Lição:                    JESUS, ÁGUA VIVA
Lição: 5. 
Texto Áureo: “Mas a hora vem, e agora é, em que os verdadeiros adoradores adorarão o Pai em espírito e em verdade.” (Jo. 4: 23 a.)
                                                 16 - 67 – HC.
Leitura Bíblica em Classe:                                (João. 4:1 a 19).
1 – E QUANDO o Senhor entendeu que os fariseus tinham ouvido que Jesus fazia e batizava mais discípulos do que João.
2 – (Ainda que Jesus mesmo não batizava, mas os seus discípulos),
3 – Deixou a Judéia, e foi outra vez para a Galiléia.
4 – E era-lhe necessário passar por Samaria.
5 – Foi pois a uma cidade, de Samaria, chamada Sicar, junto da herdade que Jacó tinha dado a seu filho José.
6 – E estava ali a fonte de Jacó. Jesus, pois, cansado do caminho, assentou-se assim junto da fonte. Era isto quase a hora sexta.
7 – Veio uma mulher de Samaria tirar água; disse-lhe Jesus: Dá-me de beber.
8 – Porque os seus discípulos tinham ido à cidade comprar comida.
9 – Disse-lhe pois a mulher samaritana: Como, sendo tu judeu, me pedes de beber a mim, que sou mulher samaritana? (porque os judeus não se comunicam com os samaritanos).
10 – Jesus respondeu, e disse-lhe: Se tu conheceras o dom de Deus, e quem é o que te diz – Dá-me de beber, tu lhe pedirias, e ele te daria água viva.
11 – Disse-lhe a mulher: Senhor, tu não tens com que tirar, e o poço é fundo; onde pois tens a água viva?
12 – És tu maior do que o nosso pai Jacó, bebendo ele próprio dele, e os seus filhos, e o seu gado?
13 – Jesus respondeu e disse-lhe: Qualquer que beber dessa água tornará a ter sede;
14 – Mas aquele que beber da água que eu lhe der nunca terá sede, porque a água que eu lhe der se fará nele uma fonte d’água que salte para a vida eterna.
15 – Disse-lhe a mulher: Senhor, dá-me dessa água, para que não mais tenha sede, e não venha aqui tirá-la.
16 – Disse-lhe Jesus: Vai chama o teu marido, e vem cá.
17 – A mulher respondeu e disse: Não tenho marido. Disse-lhe Jesus: Disseste bem: não tenho marido.
18 – Porque tiveste cinco maridos, e o que agora tens não é teu marido; isto disseste com verdade.
19 – Disse-lhe a mulher: Senhor vejo que és profeta.
  
INTRODUÇÃO: JESUS ÁGUA VIVA
Definição: Dando continuidade ao estudo sobre Missão Evangelística, pois é de suma importância a questão; importante porque de outra forma nem o Senhor poderá avaliar qual a intenção dos que se dizem salvos em Jesus Cristo. Vejamos a advertência de Jesus: “EU SOU a videira verdadeira e meu Pai é o lavrador.Toda vara em mim, que não dá fruto, a tira; e limpa toda aquela que dá fruto, para que dê mais fruto. Nisto é glorificado meu Pai, que deis muito fruto; e assim sereis meus discípulos.” (Jo. 15: 1,2 e 8). Vemos aqui, que a coisa é séria mesmo, Ele, o Pai só vai nos considerar como discípulos seus se dermos fruto. Pensem nisto. Mas nesta manhã, vamos recordar um pouco da História dos hebreus sobre a questão: Judeus não se comunicavam com os samaritanos. Após a morte do rei Salomão, o reino de Israel foi dividido em: Reino do Norte, e Reino do Sul. Reino do Norte: Conhecido como Israel. Reino do Sul: Conhecido como Reino de Judá. Aconteceu que; o reino do Norte era mais populoso contendo 9 tribos, ou seja, era a maior parte do território de Israel. Cada um dos reinos seguiu uma história diferente. O Reino do Norte tempos depois acabou sendo tomado pala Assíria, e seus habitantes foram deportados, então esses habitantes que ficaram em Samaria foram perdendo sua crença no Senhor Deus de Israel, misturando-se com os pagãos, ou seja, nas práticas pagãs. Já o reino do Sul, cuja capital era Jerusalém ainda sobreviveu mais uns duzentos anos quando por volta de 587 anos, a capital foi destruída e o que restou foram levados ao cativeiro em Babilônia. No regresso tentaram reconstruir o templo então, vem os samaritanos e tentam impedir, aí entraram em litígio, passaram a não se comunicar. Mas segundo a história, com toda as dificuldades, grande parte dos samaritanos se preservaram na fé em Jeová, o Deus único como eles mencionavam. Neste pequeno e muito resumido histórico do povo hebreu, já podemos tirar duas importantes questões que ao longo do tempo vem causando muitos males ao povo que o Senhor escolheu para ser o seu povo, é a questão da: mistura e a divisão  no meio do povo. Certa vez Jesus disse com muita propriedade: “E, se um reino se dividir contra si mesmo, tal reino não pode subsistir; E se uma casa se dividir contra si mesma, tal casa não pode subsistir;”. (Mc. 3: 24, 25). Então é extremamente perigoso, a questão das misturas e divisões. Mas vamos a linda história de salvação da mulher samaritana através do encontro com Jesus. A principio ela não estava entendo, mas a medida em que Ele ia discorrendo para ela, o valor da água não a água daquele  poço, mas da Água Viva! A Palavra que vem de Deus, ao entender a mensagem, ela pede; dá-me dessa água, então o Senhor começa a mostrar os sinais, ou seja, passa a falar-lhe de sua vida familiar, de seus relacionamentos ilícitos, de seus pecados, suas fraquezas, porém sem nenhuma ofensa, muito pelo contrário, com mansidão e amor. Ela então sentiu que estava diante de um profeta, e passa a relatar a ele todo o seu conhecimento sobre  o Messias Prometido, e mais que conhecimento ela afirma crer na vinda do Messias. Então ele se declara para ela.     
Vejamos os versos 25, 26: “A mulher disse-lhe: Eu sei que o Messias (que se chama o Cristo) vem; quando ele vier, nos anunciará tudo. Jesus disse-lhe: Eu o sou, eu que falo contigo.”Dali aquela mulher largou na mesma hora o seu cântaro e foi imediatamente evangelizar. Mais uma pedra que rolou antes das primeiras doze horas! Sinal evidente de salvação. Dali ela passou a ser uma das mulheres mais atuantes na obra da missão de evangelizar. Nunca poderemos deixar de mencionar e viver duas importantes ordenanças do Senhor: Missão e Evangelização: Este deve ser o propósito fundamental da Igreja, na verdade não é missão de crente, mas sim da IGREJA DE JESUS. Um ponto muito importante nesta lição é a questão dos Sinais, vemos que Jesus ali apresentou Sinais para aquela mulher tão sofrida de Samaria,  que procurava sempre ir apanhar sua água depois das outras mulheres, pois era mau vista pela sua má conduta, mas o Salvador ficou ali esperando-a enquanto descansava, e o Sinal para ela foi Jesus discorrer  sua vida intima. Vemos que no verso 29 e 30 de João cap. 4, ela vai até a cidade dizer a Maravilha que o Senhor fez em sua vida, vejamos: “Vinde, vede um homem que me disse tudo quanto tenho feito: porventura não é este o Cristo? Saíram pois da cidade e foram ter com ele.” Interessante é que ela fez chamada para aqueles homens ali na cidade, chamando-os a vir ver o homem que havia falado com ela, outro fato interessante é que ela largou o cântaro pra lá, a alegria da salvação é muito grande pois, é instantânea, o mais importante para ela não era o almoço que pelas horas já estava atrasado, o mais importante agora é apregoar de graça o que de graça havia recebido naquele diálogo com Jesus. Diz o verso 30 que aqueles homens saíram da cidade e foram ter com Jesus. Podemos até imaginar a revolução causada pela missionária samaritana. Vejamos o texto: “E muitos dos samaritanos creram nele, pela palavra da mulher, que testificou: Disse-me tudo quanto tenho feito. Indo pois ter com ele os samaritanos, rogaram-lhe que ficassem com eles; e ficou ali dois dias. E muitos mais creram nele, por causa da sua palavra.” (Jo. 4: 39 a 41). Nem temos palavras para descrever o grau da conversão desta mulher, este é um dos maiores testemunhos de conversão, pois este é o sinal evidente de conversão, diferente de convencimento. Uma cidade foi revolucionada através da conversão desta mulher dantes tão sofrida. Como toda a humanidade ela sabia que havia um Deus e até já tinha ouvido acerca do Messias prometido, mas não havia ainda tido um encontro com Ele. Um fato importante na evangelização são os Sinais, Jesus foi a ela com sinais, ele usou o Dom da Revelação, dizendo tudo de sua vida, isto é muito importante, pois no trabalho da Missão é preciso ter as ferramentas, é Bíblico, vejamos o que Jesus disse em Marcos 16: 17: “E estes sinais seguirão aos que crerem: Em meu nome expulsarão os demônios; falarão novas línguas; pegarão nas serpentes; e, se beberem alguma coisa mortífera, não lhes farão dano algum; e porão as mãos sobre os enfermos e os curarão.” Mas para ter esses sinais é preciso estar CONVERTIDO ao Evangelho, e o maior sinal de conversão é quando faço como a mulher samaritana, largo o cântaro para trás e vou correndo à cidade levar de graça o que de graça tenho recebido

terça-feira, 25 de outubro de 2016

Várias Poesias de maria da Gloria

AO MESTRE
O Mestre é um regente que cuida de gente.
Gente de toda parte, que precisa ser observada,
Pelo Mestre dedicado que parte e reparte...
Sem partidarismo, nesta regência,
Será sempre vencedor,no labor de ser Mestre regente,
Que cuida de gente.

NUNCA ENVELHEÇA

É melhor crescer, antes de envelhecer, 
Buscando cada dia a sabedoria para vencer.
Assim será gostoso, ver o tempo passando, 
A aurora da vida crescendo, e brilhando,
Brilhando até ser dia perfeito!

Por isso é melhor crescer, antes de envelhecer,
Com sabedoria viver desde manhã até ao anoitecer!
Nunca esmoreça, cresça. Não envelheça,
Sem antes ser sábio, e assim cresça e floresça.

Ser sábio é ter vida, a idade pouco importa,
Importante  é não envelhecer, importante é sempre crescer,
Por isso não envelheça, cresça!


CADA DIA UMA ALEGRIA

A vida não é um vai e vem,
A vida vai, e vai, até chegar; quem sabe onde?
O que foi não volta, e o que se deixa para trás?
 Não se recupera jamais.

Por isso é bom aprender a viver. 
Viver é plantar cada dia, e viver.
Na paz e na alegria continuando a viver.

O que se planta permanece para sempre,
Nem vai, nem vem, fica comigo e com você,
Por todo o nosso viver.

Viva o dia chamado hoje,
Amanhã nova aurora virá,
Na manhã de um novo dia,
Plantar, plantar e esperar.

Pois o que se planta permanece,
Pois a vida não é um vai e vem.
A vida vai e vai e vai...
O importante é saber que:
Cada dia há uma nova alegria de viver!

AOS ABNEGADOS MESTRES

Professor, nunca desanimar, 
Mas sempre avançar nesse caminho lindo
E brilhante de ensinar.

Ainda que haja manifestações sem eco,
Sem respostas, reivindicações sem retorno,
Em ti basta o adorno que te convence
A continuar.

Gemendo ou chorando,
Com ou sem recursos, mas convicto de que:
Através da transmissão de seus saberes,

Alguns, talvez nem todos os alunos que hoje infantes,
Um dia crescerão e de ti se lembrarão com AMOR
Que os ensinos passados, recebidos e guardados,
Foram tão importantes! Foram de tanto VALOR!


A SOMBRA DE UM ABACATEIRO

À sombra de um abacateiro
Passarei o dia inteiro brincando,
E sonhando na minha infância
Como criança.
Que desfruta do bem, que sempre será... 
Alguém que chora, que ri, e aprende, 
Que a vida é muito linda,
Quando se tem uma família querida!

domingo, 23 de outubro de 2016

LIÇÕES BÍBLICAS / O CAMPO ESTÁ BRANCO PARA A CEIFA - Lição: 4

 LIÇÕES BÍBLICAS
Classe: “Ovelhas do Bom Pastor”.
Data: - 23 – 10 – 2016.       
Titulo da Lição:   O CAMPO ESTÁ BRANCO PARA A CEIFA
   
Lição: 4. 
Texto Áureo: “O fruto do justo é árvore de vida, e o que ganha almas sábio é.”     (Pv. 11:30).
65 - 601 – HC.
Leitura Bíblica em Classe:                                (Fm: 1 a 19)
                             
1 – PAULO, prisioneiro de Jesus Cristo, e o irmão Timóteo, ao amado Filemom, nosso cooperador,
2 – E à nossa irmã Àfia, e a Arquipo, nosso camarada, e à igreja que está em tua casa;
3 – Graça a vós e paz da parte de Deus nosso Pai, e da do Senhor Jesus Cristo.
4 – Graças dou ao meu Deus, lembrando-me sempre de ti nas minhas orações;
5 – Ouvindo a tua caridade e a fé que tens para com o Senhor Jesus Cristo, e para com todos os santos.
6 – Para que a comunicação da tua fé seja eficaz no conhecimento de todo o bem que em vós há por Cristo Jesus.
7 – Tive grande gozo e consolação da tua caridade, porque por ti, ó irmão, as entranhas dos santos foram recreadas.
8 – Pelo que, ainda que tenha em Cristo grande confiança para te mandar o que te convém,
9 -  todavia peço-te antes por caridade, sendo eu tal como sou, Paulo o velho, e também agora prisioneiro de Jesus Cristo.
10 – Peço-te por meu filho Onésimo, que gerei nas minhas prisões;
11 – O qual noutro tempo te foi inútil, mas agora a ti e a mim muito útil; eu to tornei a enviar.
12 – E tu torna a recebê-lo como as minhas entranhas.
13 – Eu bem o quisera conservar comigo, para que por ti me servisse nas prisões do evangelho;
14 – Mas nada quis fazer sem o teu parecer, para que o teu beneficio não fosse como por força, mas voluntário.
15 – Porque bem pode ser que ele se tenha separado de ti por algum tempo, para que o retivesses para sempre.
16 – Não já como servo, antes, mais do que servo, como irmão amado, particularmente de mim: e quanto mais de ti, assim na carne como no Senhor?
17 – Assim pois, se me tens por companheiro, recebe-o como a mim mesmo.
18 – E, se te fez algum dano, ou te deve alguma coisa, Poe isso à minha conta.
19 – Eu, Paulo, de minha própria mão o escrevi; eu o pagarei, para te não dizer que ainda mesmo a ti próprio a mim te deves.

INTRODUÇÃO: O CAMPO ESTÁ BRANCO PARA A CEIFA
Definição: Podemos definir nossa lição desta manhã como sendo uma linda história de reconciliação, através do trabalho de Missão. É de suma importância estar na Missão Evangelística, o Apóstolo Paulo mesmo em cadeias, nunca viu portas fechadas, mas sim um campo branco para a ceifa. Assim devemos ser nós que fazemos menção do Nome do Senhor Jesus Cristo. Há na alma do convertido ao Evangelho uma sede muito grande de levar a Semente, e esta Semente é a Palavra de Deus. Mas hoje vamos aprender mais um pouco sobre o valor da missão, e como o Senhor coopera com seus trabalhadores no campo, por isso encontramos nas Escrituras um pedido de Jesus a nós, que desejamos estar na Missão: “E percorria Jesus por todas as cidades e aldeias, entrando nas sinagogas deles, e pregando o evangelho do reino, e curando todas as enfermidades e moléstias entre o povo. E vendo a multidão teve grande compaixão deles, porque andavam desgarrados e errantes, como ovelhas que não tem pastor. Então disse aos seus discípulos: Rogai pois ao Senhor da seara que mande ceifeiros para sua seara.” (Mt. 9: 35, 36 e 38). Mas é oportuno falar sobre a carta que Paulo enviou de seu próprio punho ao seu amigo Filemom, que também foi seu filho na Fé, pois foi através da pregação de Paulo que Filemom recebeu Jesus como seu Salvador, e nestas alturas já tinha se tornado um grande cooperador no trabalho da evangelização, pois já em sua casa havia uma Igreja, ou seja; pessoas salvas congregando ali. Este homem chamado Filemom era muito rico. Mas a história, ou seja, a Epístola foi escrita por Paulo como já dissemos dentro de uma cadeia, Paulo e Timóteo estavam presos por causa do Evangelho. E nesta mesma cadeia foi preso um jovem chamado Onésimo, o qual é o pivô desta carta. Foi por causa dele que Paulo escreve a seu amigo e irmão na fé. Onésimo era um escravo fugitivo pelo fato de haver roubado seu senhor que no caso era Filemom e esse moço chamado Onésimo foi cair justamente na mesma cadeia em que Paulo estava. Isto não é nenhuma coincidência, mas sim, plano Divino. O Apóstolo Paulo estava preso em Roma e Filemom morando na cidade de Colossos, bem distante. Mas voltando aos planos Divinos; há ocasiões em que somos levados aos necessitados da Palavra, e há ocasiões em que os necessitados são conduzidos até nós pela Graça de Jesus. É por isto que devemos sempre estar de plantão. Vimos na lição passada o que aconteceu com Paulo e Silas, pretendiam ir a uma cidade, mas na véspera da viagem apareceu um varão que os indicou para outra cidade, ou seja, para Macedônia. Hoje já estamos nos alegrando com esta lição o qual o Senhor envia aquele Onésimo fugindo de uma cidade distante chamada Colossos para estar na mesma cela onde Paulo estava preso, como sempre acorrentado, pois o crime de Paulo era muito terrível perante os magistrados, era o crime de levar a Palavra de salvação, mesmo assim Paulo não perdeu tempo e evangelizou aquele moço, e pelo conteúdo da carta vemos que o moço verdadeiramente se converteu, vejamos o que diz: “Peço-te por meu filho Onésimo, que gerei nas minhas prisões; O qual noutro tempo te foi inútil, mas agora a ti e a mim muito útil; eu te tornei a enviar. E tu torna a recebê-lo como às minhas entranhas.” (Fm. 11). Então neste tópico podemos ver com clareza que: 1º -  Não foi de um dia para a noite a conversão desse moço, com certeza levou algum bom tempo, podemos sentir que embora não temos relato de quanto tempo ele permaneceu naquela cela com Paulo, mas podemos crer que Onésimo foi solto, e Paulo continuou na cadeia. 2º -  Paulo fala que ele, lhe estava sendo útil, de que maneira? Com certeza se uniu aos irmãos que visitavam Paulo, passando a trabalhar também no Evangelho. O testemunho do Apóstolo acerca de Onésimo a Filemom foi coisa de grande responsabilidade, pois  No verso 13 da carta Paulo ainda diz: “Eu bem o quisera conserva-lo comigo, para que por ti me servisse nas prisões do evangelho;” Portanto analisando, vemos que o moço Onésimo estava realmente convertido ao Senhor. Paulo também refere já estar velho, durante toda a sua vida dedicou-se à pregação do Evangelho, de cadeia em cadeia,  até o fim de seus dias aqui na terra, e foi morto executado preso dentro de sua própria casa em que morava. Mas nunca desistiu da Missão, nunca colocou nenhum obstáculo, à sua chamada, das cadeias e em viagens ele cuidava das muitas igrejas que se levantavam nos lares por onde ele passava com seus companheiros de Missão. Mas será que a chamada à Missão é para alguns ou é para todos? A chamada é obrigatória ou é por vocação? Como saber se tenho chamada para evangelizar? Qual será o prazo certo para começar a evangelizar? São tantas as interrogações, mas tão poucas as ações. A chamada vem exatamente na hora em que me converto ao Senhor, conversão é mudança imediata, a conversão trás muitas alegrias, e a principal delas é sair e levar a mensagem de salvação, dando de graça o que de graça recebeu. Mesmo que ainda não saiba nem muito bem o que vai falar, mas a alma alegre vai, nem que seja observar como os irmãos trabalham na missão.Vai com o grupo, e ali fica aprendendo como é que se faz. Nós temos exemplos dentro das Escrituras de pessoas que estavam caminhando para a Casa do Senhor, porém ainda não estavam convertidas: Vejamos o relato de Isaias sobre o dia em que ele se converteu: Disse que estava no templo, e começou a contemplar visões dos Céus, viu o Trono do Senhor, viu serafins que voavam de um lado para outro, e ouvia também os anjos cantando, adorando e sentiu ali a sua indignidade perante o Senhor, e ali confessou o seu pecado, as suas fraquezas, mas foi tão rápida a ação do Senhor. De repente sai voando um dos serafins já com uma brasa viva do Altar e purificou os lábios de Isaias, pois ele confessou seu terrível pecado, ele tinha os lábios impuros, ou seja, ele falava palavrões e isto é abominável, entristece ao Espírito Santo. Mas logo após esta linda libertação na vida de Isaias, ele pode sentir-se preparado para ser um pregoeiro da Verdade, ou seja, da Palavra de Deus. Então quando ouviu a Voz do Senhor dizendo: “A quem enviarei, e quem há de ir por nós? Então disse eu: Eis-me aqui, envia-me a mim. Então disse ele: Vai. Então vemos que a ação do Senhor é rápida. Esta lição nos trás maior responsabilidade sobre a Missão, cada alma que se converte pode ser um lar restaurado, um drogado fora das drogas, um doente sarado, uma criança amparada, um suicídio impedido, PENSE NISTO! 

domingo, 16 de outubro de 2016

LIÇÕES BÍBLICAS / CRÊ NO SENHOR JESUS - Lição: 3

LIÇÕES BÍBLICAS
Classe: “Ovelhas do Bom Pastor”.
Data: - 16 – 10 – 2016.        
Titulo da Lição:               CRÊ NO SENHOR JESUS
    
Lição: 3. 
Texto Áureo: “Disse-lhe Jesus: Não te hei dito que, se creres, verás a gloria de Deus?” (Jo. 11: 40)
515 - 449 – HC.
Leitura Bíblica em Classe:                               (At.16: 9 a 11; 16 a 28, 30, 31). 
9 - E Paulo teve de noite uma visão, em que se apresentou um varão da Macedônia, e lhe rogou, dizendo: Passa a Macedônia, e ajuda-nos.
10 – E, logo depois desta visão, procuramos partir para a Macedônia, concluindo que o Senhor nos chamava para lhes anunciarmos o evangelho.
11 – E, navegando de Trôade, fomos correndo em caminho direito para a Samotrácia, e no dia seguinte para Neápolis; 
16 – E aconteceu que, indo nós à oração, nos saiu ao encontro uma jovem, que tinha espírito de adivinhação, a qual, dava grande lucro aos seus senhores.
17 – Esta, seguindo a Paulo e a nós, clamava, dizendo: Estes homens, que nos anunciam o caminho da salvação, são servos do Deus Altíssimo;
18 – E isto fez ela por muitos dias. Mas Paulo, perturbado, voltou-se e disse ao espírito: Em nome de Jesus Cristo, te mando que saias dela. E na mesma hora saiu.
19 – E, vendo seus senhores que a esperança do seu lucro estava perdida, prenderam Paulo e Silas, e os levaram à praça, à presença dos magistrados.
20 – E, apresentando-os aos magistrados, disseram: Estes homens sendo judeus, perturbaram a nossa cidade.
21 – E nos expõe costumes que nos não é licito receber nem praticar, visto que somos romanos.
22 – E a multidão se levantou unida contra eles, e os magistrados, rasgando-lhes os vestidos, mandaram açoitá-los com varas. 
25 – E, perto da meia-noite, Paulo e Silas oravam e cantavam hinos a Deus, e os outros presos os escutavam.
26 – E de repente sobreveio um tão grande terremoto, que os alicerces do cárcere se moveram, e logo se abriram todas as portas, e foram soltas as prisões de todos.
27 – E, acordando o carcereiro, e vendo abertas as portas da prisão, tirou a espada, e quis matar-se, cuidando que os presos já tinham fugido.
28 – Mas Paulo clamou com grande voz, dizendo: Não te faças nenhum mal, que todos aqui estamos.
30 – E, tirando-os para fora, disse: Senhores, que é necessário que eu faça para me salvar?
31 – E eles disseram: Crê no Senhor Jesus, e serás salvo, tu e a tua casa.

INTRODUÇÃO: CRÊ NO SENHOR JESUS

Definição: Esse termo Crê, que hoje se destaca como o título de nossa Lição Bíblica, atualmente não se destina apenas para o que muitas vezes chamamos de incrédulo, pecador. Mas, muito mais está se aplicando aos crentes, sim àqueles que se dizem salvos em Jesus Cristo. Isto é incrível, e porque não dizer; terrível, mas é a pura verdade. Sempre houve e atualmente muito mais, duas classes de pessoas que transitam na Casa do Senhor; os crentes e a Igreja de Jesus. Lá eles ficam ambos sentadinhos nos bancos, é o joio e trigo, os humanos não percebem, pois essas duas classes são aparentemente muito iguais, só Jesus vê. Porém os que são espirituais percebem a diferença, e sabe que é chegado o tempo da colheita. Certa vez os discípulos pediram ao Senhor Jesus que lhes esclarecessem a respeito da parábola do joio: “Explica-nos a parábola do joio do campo. E ele, respondendo, disse-lhes: O que semeia a boa semente, é o Filho do homem; O campo é o mundo; e a boa semente são os filhos do reino; e o joio são os filhos do maligno; O inimigo, que semeou, é o diabo; e a ceifa é o fim do mundo, e os ceifeiros são os anjos.” (Mt. 13: 36 a 39). Estamos abrindo esse parêntese sobre o titulo da lição, para que fique bem claro que, não basta crer, é preciso obedecer todos os Mandamentos do Senhor, desde o Antigo ao Novo Testamento. Na verdade nosso estudo hoje se refere a um homem que na sua incredulidade se desesperou ante uma situação como acabamos de ver na Leitura Bíblica em Classe, simplesmente o conhecemos como: O carcereiro. Mas é sempre importante fazer essa ressalva, pois é tempo de despertar do sono da indolência. Os que procuram a salvação de sua alma devem procurar conhecer os Maravilhosos planos do Senhor para alcançar as almas perdidas sem paz, e sem salvação, assim foi o movimento na vida do apóstolo Paulo e seus companheiros de missão. Estava tudo preparado para uma viagem missionária a um determinado lugar,  estavam numa cidade chamada Mísia, porém os planos foram mudados, através daquela visão que Paulo teve à noite. Esta Maravilha na vida de alguém só acontece quando se tem a vida no Altar do Senhor, ou seja, quando obedecemos a Palavra que diz: “Entrega o teu caminho ao Senhor; cofia nele, e ele tudo fará.” (Sl. 37: 5). E o resultado na vida de quem assim procede é semelhante à vida não só de Paulo, mas como de todos os demais que se entregaram a Missão de levar a mensagem do Evangelho. Programaram ir para uma cidade, mas o Espírito Santo os conduziu a outra, a Macedônia. Ali chegando houve salvação entre as mulheres, eles pensaram em procurar a margem do rio para orar,  “E no dia de sábado saímos fora das portas, para a beira do rio, onde julgávamos ter lugar para oração; e, assentando-nos, falamos às mulheres que ali se ajuntaram.” (At. 16: 13). Mas o plano do Senhor ali não era oração, mas sim ação de salvação entre as mulheres que ali estavam, dentre elas, Lídia a vendedora de púrpura, e diz o texto que ela já servia a Deus, mas não havia sido ainda batizada nas águas, nesta oportunidade a beira do rio, Paulo não perdeu tempo a batizou, e na mesma hora ela abriu a sua casa para ali ser um ponto de pregação. Ali estava confirmada a entrada do Evangelho naquela cidade da Macedônia, por revelação Divina. Mas vamos falar sobre a salvação do carcereiro. Esta salvação custou uma boa provação na vida dos missionários Paulo e Silas, devemos sempre ter muito apreço pelas provas, pois elas são a certeza do Poder do Mestre Jesus em nossa vida. Como saberemos se estamos aprovados ou não sem as provas? Diz o texto em estudo que houve verdadeira revolução ali naquela cidade por conta dos Sinais e Maravilhas operadas por intermédio dos missionários Paulo e Silas. Foram levados aos magistrados que lhes rasgaram as roupas e os açoitaram com varas, sob alegação de que estavam perturbando a cidade deles. Eles eram romanos. E assim foram levados a prisão, acorrentados, feridos pelos açoites, porém estavam muito alegres, pois diz o texto que: “E, perto da meia-noite, Paulo e Silas oravam e cantavam hinos a Deus, e os outros presos os escutavam.” (At. 16: 25). De repente como diz a seguir o texto, houve como que um terremoto e as cadeias se abriram. Agora chega a hora da salvação daquele homem, o clímax da festa, da razão de todo o movimento desde de Trôade onde ocorreu a visão. Aquele homem desesperado pela ocorrência, ou seja a cadeia se abriu, o terremoto foi muito violento,  e ele por instantes pensou na sua grande responsabilidade com todos aqueles presos ali; e se eles fugissem o que seria de sua vida, então pensou em dar cabo de sua própria vida. mas o Senhor Jesus ali estava para salvar, diz o texto acima que quando os missionários Paulo e Silas cantavam, os outros presos os escutavam, podemos até crer que a salvação não chegou ali somente para o carcereiro, mas para todos, pois não houve nenhuma fuga naquela oportunidade que tiveram de fugir, Paulo ali clamou com grande voz, calma ninguém fugiu, estão todos aqui. Naquele momento o carcereiro pediu luz e saltou dentro do cárcere trêmulo fez a pergunta prostrado diante de Paulo e Silas disse:“Senhores, que é necessário que eu faça para me salvar? E eles disseram crê no Senhor Jesus Cristo, e serás salvo, tu e a tua casa.” Agora devemos parar um pouco para nossa meditação, este foi o resultado que com certeza muito deve ter alegrado aos missionários. Acontece que o objetivo maior nesta manhã de Escola Dominical não é apenas focar na salvação do carcereiro, mas sim no que alguns de nós está pretendendo fazer com sua alma? Quem poderá cantar o hino 515? E o 449? A salvação do carcereiro foi apenas desfecho daquela missão naquela cidade, mas vimos o quanto o Senhor operou ali na vida de muitos, aquela jovem que tinha espírito de adivinhação, o diabo a usava para dar lucro aos seus senhores, ali vemos claramente a “astucia” do espírito imundo naquela jovem usando-a para fazer falsos elogios a Paulo e Silas, mas Paulo cheio do Espírito Santo o expulsou da jovem, causando toda aquela revolta na cidade, enfim. Quem hoje dirá: Eis-me aqui? É preciso amar a Deus sobre todas as coisas para ser valente, quando se está no campo da missão, tudo pode acontecer, mas o Senhor garante, Ele está á frente, na vanguarda. Há muitas pessoas que estão na situação daquele carcereiro, daquela  jovem, da Lidia, não se pode reter o que o Senhor tem nos ensinado. É preciso compreender que, há uma ordem no ar; “E disse-lhes: Ide por todo o mundo, pregai o evangelho a toda criatura.” (Mc. 16: 15)    

domingo, 9 de outubro de 2016

LIÇÕES BÍBLICAS / NASCER DE NOVO - Lição: 2

LIÇÕES BÍBLICAS
Classe: “Ovelhas do Bom Pastor”.
Data: - 09 – 10 – 2016.       
Titulo da Lição:                NASCER DE NOVO
   
Lição: 2. 
Texto Áureo: “E de Sião se dirá: Este e aquele nasceram ali: e o mesmo Altíssimo a estabelecerá.”                  (Sl. 87: 5)
440 - 447 – HC.
Leitura Bíblica em Classe:                                  (Jo. 3: 1 a 18).
1 – E HAVIA entre os fariseus um homem, chamado Nicodemos, príncipe dos judeus.
2 – Este foi ter de noite com Jesus. E disse-lhe: Rabi, bem sabemos que és Mestre, vindo de Deus: porque ninguém pode fazer estes sinais que tu fazes, se Deus não for com ele.
3 – Jesus respondeu, e disse-lhe: Na verdade, na verdade te digo que aquele que não nascer de novo, não pode ver o reino de Deus.
4 – Disse-lhe Nicodemos: Como pode um homem nascer, sendo velho? porventura pode entrar no ventre de sua mãe, e nascer?
5 – Jesus respondeu: Na verdade, na verdade, te digo que aquele que não nascer da água e do Espírito, não pode entrar no reino de Deus.
6 – O que é nascido da carne é carne, e o que é nascido do Espírito é espírito.
7 – Não te maravilhes de te ter dito: Necessário vos é nascer de novo.
8 – O vento assopra onde quer, e ouves a sua voz, mas não sabes donde vem, nem para onde vai; assim é todo aquele que é nascido do Espírito.
9 – Nicodemos respondeu, e disse-lhe: Como pode ser isso?
10 – Jesus respondeu-lhe e disse: Tu és mestre de Israel, e não sabes isto?
11 – Na verdade, na verdade te digo: que nós dizemos o que sabemos e testificamos o que vimos, e não aceitais o nosso testemunho.
12 – Se vos falei de coisas terrestres, e não crestes,  como crereis, se vos falar das celestiais?
13 – Ora ninguém subiu aos céus, senão o que desceu do céu, o Filho do homem, que está no céu.
14 – E, como Moises levantou a serpente no deserto, assim importa que o Filho do homem seja levantado;
15 – Para que todo aquele que nele crê não pereça, mas tenha a vida eterna.
16 – Porque Deus amou o mundo de tal maneira que deu o seu Filho unigênito, para que todo aquele que nele crê não pereça, mas tenha a vida eterna.
17 – Porque Deus enviou o seu Filho ao mundo, não para que condenasse o mundo, mas para que o mundo fosse salvo por ele.
18 – Quem crê nele não é condenado, mas quem não crê já está condenado; porquanto não crê no nome do Unigênito Filho de Deus.

INTRODUÇÃO: NASCER DE NOVO
Definição: Podemos muito bem definir a questão Nascer de Novo olhando a Natureza, como renasce o dia cada manhã; O sol raiando a cada manhã é lindo! Assim também acontece com os que estão plantados na Casa do Senhor, são renovados todos os dias, vejamos que lindo o Senhor deixou escrito para nós: “Não entres na vereda dos ímpios, nem Andes pelo caminho dos maus. Evita-o; não passes por ele: desvia-te dele e passa de largo. Pois não dormem, se não fizerem mal, e foge deles o sono se não fizerem tropeçar alguém. Porque comem o pão da impiedade, e bebem o vinho das violências. Mas a vereda dos justos é como a luz da aurora que vai brilhando mais e mais até ser dia perfeito.” (Pr. 4: 14 a 18). Assim é também a caminhada da Igreja. Igreja é todo aquele que ama a Lei do Senhor, o salmista Mem no Salmo 119: 97: diz: “Oh! Quanto amo a tua lei é a minha meditação em todo o dia.” Vamos perceber que ele se refere à meditação na lei do Senhor o dia todo, e não somente todos os dias,  isto faz muita diferença. Mas falemos sobre a lição desta manhã que trás como titulo:Nascer de novo, Jesus estando em Jerusalém por ocasião da Páscoa do ano 30, e C. sempre realizando Sinais e Maravilhas, curando, e principalmente, anunciando o Reino de Deus. Por ali estava presente um homem chamado Nicodemos, membro do Sinédrio (tribunal judaico), príncipe dos judeus, e ficou impressionado com o que ouviu e presenciou da parte do Senhor Jesus, ou seja, os Atos de Jesus ali no meio do povo. Quando chega a noite, ele procura se encontrar com Jesus. (LBC). Neste texto, algo nos chama muito atenção; no verso 2. Porquê?  Porque Nicodemos usa a expressão: “bem sabemos,” isto deixa claro que ele está se referindo não somente a ele, mas há mais alguém com ele ansiando por salvação. Imediatamente o Senhor que tudo sabe, passa para ele qual a condição de se salvar: NASCER DE NOVO. Isto trás certo embaraço para Nicodemos, afinal ele era um fariseu entre os fariseus é o que diz o verso primeiro de nossa LBC. A principio houve em Nicodemos dúvidas, dificuldade para entender o que Jesus estava querendo revelar para ele acerca da salvação de sua alma, Jesus se referia ao nascer da água e do Espírito Santo, do contrário é impossível entrar no reino de Deus. Nesses dias atuais todos sabem muito bem o que representa essa água que Jesus fala a Nicodemos; esta Água é a Palavra de Deus falada, escrita,  lida, e explanada todos os dias em que a Igreja se reúne. Do Espírito porque, toda a Escritura foi inspirada pelo Espírito Santo do Senhor. É por esta razão que, todo aquele que se rebela contra a Palavra do Senhor, não tem perdão, pois blasfema diretamente contra o Espírito Santo. Durante todo o dialogo de Jesus com Nicodemos, percebemos o interesse daquele homem pela dissertação de Jesus, e a conversa vai sendo encerrada brilhantemente como  brilhante é a verdadeira Luz: “E a condenação é esta: Que a luz veio ao mundo, e os homens amaram mais as trevas do que a luz, porque as suas obras eram más. Porque todo aquele que faz o mal aborrece a luz, e não vem para a luz para que as suas obras não sejam reprovadas. Mas quem pratica a verdade vem para a luz, afim de que suas obras sejam manifestas, porque são feitas em Deus” (J. 19 a 21). E agora, como saberemos se afinal Nicodemos se salvou ou não? Podemos crer que houve salvação na vida de Nicodemos, muitas pregações existem por aí sobre o procedimento de Nicodemos ter ido procurar Jesus a noite, sozinho para conversar, como se ele estivesse com medo de seus companheiros do Sinédrio, mas podemos crer que, o que estava havendo no coração deste homem, príncipe dos judeus, mestre de Israel era um desejo enorme de salvação. Ele queria conversar com Jesus em paz, longe dos tumultos, pois, por onde Jesus passava havia tumultos, e para receber a paz da salvação é preciso reflexão. Nicodemos era sábio, e fez o que achou melhor fazer, falar com o Mestre dos mestres a sós, em paz. É preciso compreender que os fariseus eram uma classe de homens que só ensinavam a Torá. O que isto significa? Eles, os fariseus se limitavam ao ensino grotescamente da Torá, ou seja, o Pentateuco, os cinco primeiros livros da Bíblia Sagrada, de repente aparece João Batista pregando e anunciando o Reino do Messias, em seguida vem Jesus trazendo com Sinais, Prodígios e Maravilhas, as curas das enfermidades, libertando, expulsando os demônios das várias pessoas que há anos estavam aprisionadas por Satanás, uma verdadeira revolução no meio daqueles prosélitos carnudos, mas Nicodemos  gostou, e com ele mais alguns sentiram o toque Daquele que dantes nunca tinham ouvido falar, ou seja, o toque do Poder do Santo Espírito do Senhor! Sabiamente Nicodemos foi até Jesus, ele queria entender de onde provinha aquela Maravilha que ele e seus contemporâneos nunca tinham ouvido falar, pois estavam mergulhados em condicionamentos farisaicos enquanto que todo aquele povo estava ali se acabando com enfermidades, possessos de demônios, sofridos, enfim, uma calamidade por falta da Palavra de Deus. Diz as Escrituras que Jesus chorou ao ver o estado daquela gente; “Para que se cumprisse o que foi dito pelo profeta Isaias que diz: A terra de Zebulom, e a terra de Naftali, junto ao caminho do mar, além do Jordão, a Galiléia das nações; O povo, que estava assentado em trevas, viu uma grande luz; e aos que estavam assentados na região e sobra da morte a luz raiou.” (Mt. 4: 14 a 16). E a luz raiou também na vida de Nicodemos, ao se encontrar com Jesus a noite, pela manhã do dia seguinte Nicodemos era outro homem, renascido, agora da água e do Espírito. No texto acima diz que Jesus encontrou aquela gente sofrida, porquê? É fácil de saber; havia sido instalada a abominação da desolação no Templo, na Casa do Senhor ali em Jerusalém, onde transitavam os fariseus. Quando isto acontece, toda a humanidade sofre, pois, quer queiram ou não, do Senhor é a terra e toda a sua plenitude! Jesus diz em Sua Palavra que; todas as abominações passaram a existir na face da terra, pecados abomináveis, De nada adiantou a reação que Ele teve ao adentrar o Templo e se deparar com aquele comércio, mercadorias que ninguém sabe qual era a procedência. Mas voltando a Nicodemos; Vamos encontra-lo ao pé da cruz, no translado do Corpo do Senhor, lá estava Nicodemos levando um composto aromático junto a José de Arimatéia (Jo. 19: 38 a 42). Depois daquele encontro com Jesus a noite, no alvorecer da manhã, Nicodemos NASCEU DE NOVO. 

domingo, 2 de outubro de 2016

LIÇÕES BÍBLICAS / CELEBRAI COM JÚBILO AO SENHOR! - Lição: 1

LIÇÕES BÍBLICAS
Classe: “Ovelhas do Bom Pastor”.
Data: - 02 – 10 – 2016.       
Titulo da Lição:     CELEBRAI COM JÚBILO AO SENHOR!
   
Lição: 1. 
Texto Áureo: “Aparecem as flores na terra, o tempo de cantar chega, e a voz da rola ouve-se em nossa terra:”                  (Ct. 2: 12)
124 - 388 – HC.
Leitura Bíblica em Classe:                                  (Sl. 92: 1 a 15; 149: 1 a 5).
   
1 – BOM é louvar ao Senhor, e cantar louvores ao teu nome, ó Altíssimo;
2 – Para de manhã anunciar a tua benignidade, e todas as noites a tua fidelidade:
3 – Sobre um instrumento de dez cordas, e sobre o saltério: sobre a harpa com som solene.
4 – Pois tu, Senhor me alegraste com os teus feitos: exultarei nas obras das tuas mãos.
5 – Quão grande são, Senhor, as tuas obras! mui profundas são os teus pensamentos.
6 – O homem brutal nada sabe, e o louco não entende isto.
7 – Brotam os ímpios como a erva, e florescem todos os que praticam a iniquidade, mas para serem destruídos para sempre.
8 – Mas tu, Senhor, és o Altíssimo para sempre.
9 – Pois eis que os teus inimigos, Senhor, eis que os teus inimigos perecerão; serão dispersos todos os que praticam a iniquidade.
10 – Mas tu exaltarás o meu poder, como o do unicórnio: serei ungido com óleo fresco.
11 – Os meus olhos verão cumprido o meu desejo sobre os meus inimigos, e os meus ouvidos dele se certificarão quanto aos malfeitores que se levantam contra mim.
12 – O justo florescerá como a palmeira; crescerá como o cedro no Líbano.
13 – Os que estão plantados na casa do Senhor florescerão nos átrios do nosso Deus.
14 – Na velhice ainda darão frutos: serão viçosos e florescentes;
15 – Para anunciarem que o Senhor é reto: ele é a minha rocha, e nele não há injustiça.
1 – LOUVAI ao Senhor. Cantai ao Senhor um cântico novo, e o seu louvor na congregação dos santos.
2 – Alegre-se Israel naquele que o fez, regozijem-se os filhos de Sião no seu Rei.
3 – Louvem o seu nome com flauta, cantem-lhe o seu louvor com adufe e harpa.
4 – Porque o Senhor se agrada do seu povo; ele adornará os mansos com a salvação.
5 – Exultem os santos na gloriacantem de alegria nos seus leitos.

INTRODUÇÃO: CELEBRAI COM JÚBILO AO SENHOR!
Definição: Muitos dizem que os tempos são findos, isto por conta dos últimos acontecimentos terríveis preditos pelo próprio Senhor Jesus, quando por aqui andou: “Nesse tempo muitos serão escandalizados, e trair-se-ão uns aos outros, e uns aos outros se aborrecerão. E surgirão muitos falsos profetas e enganarão a muitos. E por se multiplicar a iniquidade o amor de muitos esfriará. Quando, pois virdes que a abominação da desolação, de que falou o profeta Daniel, está no lugar santo; quem lê, atenda;” (Mt. 24: 10 a 13; 15). Tudo quanto foi predito desde os antigos profetas, e sendo confirmado pelo próprio Jesus torna-se notório. A referência feita ao profeta Daniel sobre a abominação da desolação no lugar santo, ou seja, no meio dos que se dizem crentes em Jesus. Mas queremos nesta manhã renascer junto à estação da Primavera, tantas vezes citada nas Sagradas Escrituras. Dentre os versículos escritos no Salmo de nossa Leitura Bíblica em Classe, podemos destacar os versos: 12 e 13: “O Justo florescerá como a palmeira; crescerá como cedro no Líbano. Os que estão plantados na casa do Senhor florescerão nos átrios do nosso Deus.” (Sl. 92: 12, 13). Portanto é chegada a Primavera, aparecem as flores na terra, é tempo de cantar, sorrir, pois as promessas são infinitas, e certas para o que persevera na Fé. É muito significativa a questão; estar plantado na Casa do Senhor, toda planta tem raiz, e quando a terra é adubada as raízes se aprofundam, e uma raiz aprofundada, é impossível arrancá-la. Por falar em estar plantado na Casa do Senhor, vamos ouvir o que o rei Davi afirmou certa ocasião No Salmo 52: 8, e 9 diz assim: “Mas eu sou como a oliveira verde na casa de Deus; confio na misericórdia de Deus para sempre, eternamente. Para sempre te louvarei, porque tu isso fizeste, e esperarei no teu nome, porque é bom diante de teus santos.” Salmo de Davi. Podemos crer que, entre outros, Davi foi o homem que mais amou a Casa do Senhor. São incontáveis as declarações de amor espalhadas em toda a Escritura por Davi. Vemos uma afirmativa muito significativa quando diz ser oliveira verde na casa do Senhor. Nesta fala para quem conhece o valor e a serventia do fruto verde da oliveira (azeitona), naqueles tempos primitivos, quando se extraia o azeite para diversas funções. Davi com muita alegria referia-se a si mesmo como Oliveira verde. Podemos raciocinar sobre a questão verde na Casa de Deus, coisa sempre nova, buscando um amadurecimento sadio, no tempo certo. As oliveiras tornam-se árvores muito frondosas, de raízes muito profundas, que não se abalam com qualquer ventinho que passe, porque estão bem firmadas na terra Santa. Podemos, e devemos muito, estar sempre alegres com as afirmações e promessas contidas nas Escrituras, pois o pequeno espaço que o Senhor escolhe para ali edificar a sua Casa é considerado por Ele; Terra Santa. Quando o Senhor chamou a Moisés que ia levando o rebanho de Jetro atrás do deserto, se aproximando do monte de Deus, a Horebe, Moisés  ali contemplou o anjo do Senhor em uma chama de fogo, no meio de uma sarça, e pode perceber que a sarça queimava, mas não se consumia, mas  Moisés ao tentou se aproximar, aquele anjo bradou do meio da sarça: “Moisés, Moisés. E ele disse: Eis-me aqui. E disse: Não te chegues para cá; tira os teus sapatos de teus pés; porque o lugar em que tu estás é terra santa.” (Ex. 3: 3 a 5). Aquele anjo que nós sabemos muito bem que, era o próprio Senhor Jesus, pois já temos aprendido que, todas as vezes que encontrarmos na Bíblia alguma referência ao anjo do Senhor, sabemos que se trata da Pessoa de Jesus Cristo. Mas voltando ao texto, era Jesus ali no meio da sarça que fumegava. Da mesma maneira Salomão adverte o povo a ter cuidado com os pés ao adentrar a Casa do Senhor. Voltando a questão Oliveira verde, podemos aprender mais algumas maravilhosas lições com os Escritos Sagrados. É muito interessante quando Davi expressa e afirma ser uma Oliveira verde; na verdade, ele se refere ao fruto da oliveira, ou seja, a azeitona, no período contemporâneo a Davi a azeitona que é fruto da oliveira, era muito utilizada para produzir alguns tipos de azeite, o fruto era prensado. O Primeiro azeite; extraído, era considerado especial, e era para o uso do Templo, para a unção e adoração ao Senhor, as azeitonas eram prensadas por pedras muito pesadas. O Segundo azeite; era para alimentação, com o peso da terceira pedra, era extraído O Terceiro azeite, este então servia para a parte da iluminação, para abastecer as lâmpadas do Templo, e ainda havia A Quarta extração de azeite das azeitonas verdes, através da quarta pedra prensa, a este azeite de quarta categoria era misturada aos resíduos da prensagem anterior e era destinado ao fabrico de sabão. Mediante o aprendizado sobre os valores contidos no fruto da oliveira, lá naquele tempo remoto, com tantas dificuldades na fabricação, ou seja, na extração do azeite, o Rei Davi convivendo, participando de todo esse processo, escreve em seu poema no Salmo 52, expressando, ou melhor, afirmando: “Mas eu sou como a oliveira verde na casa de Deus:”. Davi assim expressou com segurança, essa segurança é o que trás alegrias, vemos que o primeiro óleo extraído da azeitona é para o Altar do Senhor, isto significa; vida no altar, as premissas, dentro da alma, fonte das emoções existe um altar. O segundo azeite era para a alimentação, quando a pessoa se coloca por inteiro no Altar, é só alegria e desejo de cada dia estar aprendendo mais e mais do Senhor, aprendendo só não basta, é preciso por em prática o aprendizado, O terceiro azeite, para as lâmpadas, como estão as lamparinas da casa do Senhor? Tem azeite? E as espevitadeiras onde estão? Será que eu, você, todos estão se deixando  aparar pelas espevitadeiras? Ou seja, as Palavras Doutrinárias que são ensinadas a cada Culto, a cada Reunião que se faz na Casa do Senhor? Davi muito desejou ser azeitona, pois ele sabia o valor que se extrai de um fruto tão pequeno. Mas vamos ver agora o valor do quarto azeite: era impregnado dos resíduos, que sobravam de todas as moendas anteriores.  Essa massa transformava-se em sabão. O sabão é um produto ativo numa boa limpeza, às vezes só com água não se tira a imundície de algum objeto, é preciso um produto forte, e esse resíduo com que se fabricava o sabão lá em Israel, através de azeitonas prensadas, Davi fez comparação com a limpeza que o Espírito Santo faz no interior de cada pessoa que assim o desejar. Davi desejou e afirmou ser uma Oliveira verde. “Denominou-te o Senhor oliveira verde , formosa por seus deliciosos frutos;” (Jr. 11: 16 a.)