Translate

domingo, 26 de junho de 2016

LIÇÕES BÍBLICAS / CRENTES FEITICEIROS - Lição: 13

LIÇÕES BÍBLICAS
Classe: “Ovelhas do Bom Pastor”.
Data: - 26 – 06 – 2016.       
Titulo da Lição:             CRENTES FEITICEIROS            
Lição: 13.
Texto Áureo: “Quando vos disserem: Consultai os que tem espíritos familiares e os adivinhos que chilreiam e murmuram entre dentes; não recorrerá um povo ao seu Deus?.”                                         (Is. 8: 19).
                                                 505 – 306 – HC -         
Leitura Bíblica em Classe:                                   (Dt. 18: 19: 1).
1 – QUANDO o Senhor teu Deus desarraigar as nações, cuja terra te dará o Senhor teu Deus, e tu as possuíres, e morares nas suas cidades e nas suas casas;
Três cidades separarás no meio da tua terra, que te dará o Senhor teu Deus para possuíres.                                   
9 – Quando entrares na terra que o Senhor teu Deus te der, não aprenderás a fazer conforme as abominações daquelas nações,
10 – Entre ti não achará quem faça passar pelo fogo o seu filho ou a sua filha, nem adivinhador, nem prognosticador, nem agoureiro, nem feiticeiro;
11 – Nem encantador de encantamentos, nem quem consulte um espírito adivinhante, nem mágico, nem quem consulte os mortos:
12 – Pois todo aquele que faz tal cousa é abominação ao Senhor; e por estas abominações o Senhor teu Deus as lança fora de diante dele.
13 – Perfeito serás, como o Senhor teu Deus.
14 – Porque estas nações, que hás de possuir, ouvem os prognosticadores e os adivinhadores: porém a ti o Senhor teu Deus não permitiu tal cousa.
15 – O Senhor teu Deus te despertará um profeta do meio de ti, de teus irmãos, como eu; a ele ouvireis;
16 – Conforme a tudo que pediste ao Senhor teu Deus em Horebe, no dia da congregação, dizendo: Não ouvirei mais a voz do Senhor meu Deus, nem mais verei este grande fogo, para que não morra.
17 – Então o Senhor me disse: Bem falaram naquilo que disseram.
18 – Eis que lhes suscitarei um profeta do meio de seus irmãos, como tu, e porei as minhas palavras na sua boca, e ele lhes falará tudo o que eu lhe ordenar.
19 – E será que qualquer que não ouvir as minhas palavras, que ele falar em meu nome, eu o requererei dele.
20 – Porém o profeta que presumir soberbamente de falar alguma palavra em meu nome, que eu lhe não tenho mandado falar, ou o que falar em nome de outros deuses, o tal profeta morrerá.
21 – E, se disseres no teu coração: como conheceremos a palavra que o Senhor não falou?
22 – Quando o tal profeta falar em nome do Senhor, e tal palavra se não cumprir, nem suceder assim, esta é palavra que o Senhor não falou: com soberba a falou o tal profeta: não tenhas temor dele.
INTRODUÇÃO: CRENTES FEITICEIROS

Definição: Definindo bem a Leitura Bíblica em Classe, vemos logo de inicio uma séria recomendação da parte do Senhor, que é sobre o envolvimento, a mistura com povos que não professam o Nome do Senhor. Professar o Nome do Senhor, é obedecer a TODO seu mandato, por quê? Porque a tendência do ser humano desde o pecado original é desobedecer a tudo que vem de Deus. Para que isto não aconteça, só através de uma vida pautada a cada instante nas Sagradas Escrituras, do contrário, será só corrupção, por esta razão o Senhor lá no Éden, no mesmo dia em que Adão e sua digníssima esposa transgrediram a Lei, a Ordem de não tocar, muito menos comer da Árvore da Ciência do bem e do mal, fez a promessa de enviar o Salvador. Mas vamos dar inicio nesta manhã, sobre algo muito sério que, pior do que o Senhor previa, aconteceu, e cada dia mais está acontecendo o fato dos que se dizem salvos em Jesus, não se misturarem com os que NÃO adoram o Senhor Criador e Salvador de toda a terra. E em especial o Senhor faz uma declaração explícita, quanto às práticas da feitiçaria. Feitiçaria é uma obra própria de todos aqueles que estão na carne, e não no Espírito do Senhor, junto a feitiçaria vem a idolatria, obra da trindade satânica. Vamos recordar lá atrás quando o Senhor se apiedou de seu povo escravizado no Egito, e os tirou com mão forte de lá, eles trouxeram muitos estrangeiros com eles daquela terra, vemos quanto mal foi causado por aquela gente, que o Senhor chamou de “vulgo”. “E o vulgo que estava no meio deles, veio a ter grande desejo: pelo que os filhos de Israel tornaram a chorar; e disseram: Quem nos dará carne a comer?” (Nu. 11: 4). Aqui vemos com grande clareza a influencia causada pela mistura, podemos pensar que esta foi apenas uma das milhares de experiências que o Senhor passou com aquela gente, sim pois o Senhor é uma Pessoa que muitas vezes se surpreende porque, existe Nele a Esperança, fruto do Seu Próprio  Espírito, muitos poderão também argumentar; porque então o Senhor não os proibiu de sair do Egito com o seu povo? Acontece que; existe uma promessa, que não podemos esquecer, a promessa feita a Abraão, de que ele seria pai das famílias de todas as nações até aos confins da terra. “Para que a bênção de Abraão chegasse aos gentios por Jesus Cristo, e para que pela fé nós recebamos a promessa do Espírito.” (Gl. 3: 14). Então, se assim não fosse, de que valeria a promessa? O Senhor jamais iria proibir a saída daquele povo que não era israelita, mas que poderia também entrar na terra prometida, mas sob uma condição; se convertendo ao Deus Verdadeiro, e isto só poderia acontecer se o povo escolhido fosse convertido ao Senhor, podemos ter plena certeza de que; a Esperança do Senhor sempre esteve pautada nos ensinos passados para seu povo, pois desde a eternidade Ele não se apresenta cara a cara, vemos que quando Jesus veio cumprir toda a Escritura da Promessa teve que vir em forma humana, ou seja, como um de nós, mas antes de passar por todo o seu calvário, ele deixou uma recomendação; que nos santificássemos e fossemos levar o Seu Evangelho a toda criatura, e isto só pode ser feito se nós formos pessoas que estejam em condições, ou seja, SANTIFICADAS (separadas) do pecado, das praticas mundanas, das pessoas que praticam feitiçarias, isto não quer dizer que não podemos ter paz com elas, mas comunhão não. Feitiçaria é bruxaria, encantamentos, magia, mandinga. Hoje se comete feitiçaria nos “templos evangélicos” a todo vapor, muitas vezes se começa pelos títulos que se coloca na congregação, a trindade satânica de inicio vai trabalhando na inspiração dos títulos, pois ele sabe muito bem que este povinho trazido lá do Egito com a Mão Forte do Senhor, estava lá dando muitas alegrias a Satanás, lá o povo estava a vontade, por estarem bem a vontade, sem os preceitos Divinos que duraram lá só até a morte de José. Aliás por falar em José, vamos lembrar que tudo começou em Labão, você sabe quem foi Labão? Vejam que muitas vezes Satanás não tem pressa, ele sabe que o povinho crente é fácil de enganar, eles não leem a Bíblia, mas, a promessa do Senhor para Jacó estava em Raquel, mas Labão seu pai usado pelo diabo escravizou Jacó por sete anos, sob a promessa de dar a sua filha Raquel em casamento, mas no final deu a Léa, e Jacó teve que trabalhar mais sete anos por Raquel, sendo assim no final Jacó ficou com duas esposas, até aí Jacó não pecou por ter duas esposas, pois ainda não haviam as Leis. Vejam este texto em: (Gn. 29: 18 a 31). Então, de Jacó nasceram doze filhos varões de suas duas mulheres; Léia e Raquel, sendo que, José era filho de Raquel a prometida pelo Senhor, e Jacó muito amava aquele filho, entre os irmãos de José foi crescendo o ciúme do pai, por causa de José que, ia crescendo na beleza da santidade do Senhor, Satanás calmamente ia acompanhando todo o resultado  de sua obra realizada em Labão. Satanás não tem pressa, pois sabe que os trouxas, desobedientes a Palavra, mais cedo ou mais tarde vão cair  nas sua tramas. Assim, o diabo coloca no coração dos onze filhos de Jacó matar seu Irmão José. E o resto nós já sabemos. Mas voltando a situação atual, não se esqueçam; Satanás, está cada vez mais afiado nas suas artimanhas, pois já ficou prático no trabalho de tentar, principalmente depois que conseguiu acabar com a vocação sacerdotal. Vemos que não há mais chamada de Deus ao pastorado, pois não há homens santos nos “templos”, Satanás agora induz as mulheres desocupadas para serem pastoras, assim as  Leis do Senhor que vem desde o Antigo Testamento foram totalmente abolidas. A feitiçaria solta no meio deste povinho crente, como já dissemos, os títulos são chamativos: por exemplo: Assembleia de Deus do Café Forte, isto lembra as oferendas ao demônio que ganhou apelido de preto velho. Interessante que, a denominação que mais foi atacada pela trindade satânica, foi aquela trazida por Revelação Divina pelos missionários suecos, Gunnar Vingrem e Daniel Berg, pois esta durante muito tempo foi referência de santidade, o povo andava na Sã Doutrina da Palavra de Deus. Satanás tem vários apelidos, um deles lhe cabe bem; ele é opositor a tudo que se diz santidade, salvação. É claríssima a questão da mistura, através das rebeliões que Satanás promove no meio dos que não cumprem as Escrituras, ele foi ao longo dos tempos inspirando a colocação de sobrenome na Assembleia de Deus. Daí vem a mistura. Vamos dar continuidade a esse assunto sobre feitiçaria, pois o espaço é pequeno. Mas estejam em alerta, é chegado o tempo de buscar ao Senhor enquanto Ele está perto.

domingo, 19 de junho de 2016

LIÇÕES BÍBLICAS / SEJAS LUZ, E NÃO TREVAS - Lição: 12

LIÇÕES BÍBLICAS
Classe: “Ovelhas do Bom Pastor”.
Data: - 19 – 06 – 2016.       
Titulo da Lição:             SEJAS LUZ, E NÃO TREVAS            
Lição: 12.
Texto Áureo: “Assim, sabe o Senhor livrar da tentação os piedosos, e reservar os injustos para o dia do juízo para serem castigados.” (II Pd. 2: 9).
                                                 334 – 432 – HC -         
Leitura Bíblica em Classe:                                           (II Pd. 2: 1 a 15)  
1 – E TAMBÉM houve entre o povo falsos profetas, como entre vós haverá também falsos doutores, que introduzirão encobertamente heresias de perdição, e negarão o Senhor que os resgatou, trazendo sobre si mesmos repentina perdição.
2 – E muitos seguirão as suas dissoluções, pelos quais será blasfemado o caminho da verdade.
3 – E por avareza farão de vós negócio com palavras fingidas; sobre os quais já de largo tempo não será tardia a sentença, e a sua perdição não dormita.
4 – Porque, se Deus não perdoou aos anjos que pecaram, mas, havendo-os lançado no inferno, os entregou às cadeias da escuridão, ficando reservados para o juízo;
5 – E não perdoou ao mundo antigo, mas guardou a Noé, pregoeiro da justiça, com mais sete pessoas, ao trazer o dilúvio sobre o mundo dos ímpios.
6 – E condenou a subversão as cidades de Sodoma e Gomorra, reduzindo-as à cinza, e pondo-as para exemplo aos que vivessem impiamente.
7 – E livrou o justo Ló, enfadado da vida dissoluta dos homens abomináveis.
8 – (Porque este justo, habitando entre eles, afligia todos os dias a sua alma justa, pelo via e ouvia sobre as suas obras injustas.
9 – Assim, sabe o Senhor livrar da tentação os piedosos, e reservar os injustos para o dia do juízo, para serem castigados.
10 – Mas principalmente que segundo a carne andam em concupiscências de imundícia, e desprezam as dominações; atrevidos, obstinados, não receando blasfemar das dignidades;
11 – Enquanto os anjos sendo maiores em força e poder não pronunciam contra eles juízo blasfemo diante do Senhor.
12 – Mas estes, como animais irracionais, que seguem a natureza, feitos para serem presos e mortos, blasfemando do que não entendem, perecerão na sua corrupção.
13 – Recebendo o galardão da injustiça; pois que tais homens têm prazer nos deleites cotidianos; nódoas são eles e máculas, deleitando em seus enganos, quando se banqueteiam  convosco.
14 – Tendo os olhos cheios de adultério, e não cessando de pecar, engodando as almas inconstantes, tendo o coração exercitado na avareza, filhos de maldição;
15 – Os quais deixando o caminho direito, erraram seguindo o caminho de Balaão, filho de Bosor, que amou o prêmio da injustiça;
INTRODUÇÃO: SEJAS LUZ, E NÃO TREVAS.
Definição: Disse o salmista Num, que a Palavra de Deus é lâmpada para os pés, e luz para o caminho em que andamos (Sl. 119: 105), desde o Éden Satanás nunca mais deixou de tentar os que habitam na terra, este é o intento dele durante todos os milhares de séculos. Embora seja fraco, derrotado, vencido, imundo, enfim, perdeu tudo, porque transgrediu contra o Senhor Todo Poderoso. Mas vencendo vem Jesus! E vencedores serão todos aqueles que andarem na Luz que é Jesus. Ser piedoso; o Apóstolo Pedro diz em nosso texto áureo, sobre o destino dos que são piedosos: Ser piedoso; é ter piedade de sua própria alma, velando para que com seu espírito  ou seja, o livre arbítrio, não venha a lançar no inferno sua alma que é o centro da vida. Na verdade, somos nós mesmos quem nos levamos aos Céus ou ao inferno. Nunca poderemos esquecer do direito de escolha que o Senhor nos concede, Satanás sabe de tudo embora não tenha nenhum poder, mas uma coisa ele faz, é tentar os que habitam na terra. Vejamos o que nos diz as Escrituras: “esta é, pois, a parábola: A semente é a palavra de Deus. E os que estão junto do caminho, estes são os que ouvem; depois vem o diabo, e tira-lhes do coração a palavra, para que se não se salvem, crendo;” (Lc. 8: 11, 12). Para Satanás o mais importante é adulterar a Palavra de Deus, e isto infelizmente temos que reconhecer que ele tem conseguido, pois é incontável o numero de pessoas que estão presas, dominadas pelos falsos profeta. Aliás, é bom que fique bem claro, na terra não existem mais homens chamados por Deus para o Santo Ministério de Pastor, e os que restam por aí com o título de pastor já há muito se desviaram do Caminho, pois aderiram a modernidade. As Bíblias estão sendo cada dia adulteradas, é uma tal de bíblia da atualidade, bíblia da mulher, bilha da vovó, e etc., um verdadeiro escárnio à Palavra de Deus, como se o Senhor se modernizasse  com esses devassos, que se desviaram das Leis do Antigo Testamento, cada um com sua própria doutrina, a nossa antiga Assembleia de Deus, já não existe mais, o que se vê por aí é uma denominação dantes tão respeitada por sua Doutrina provinda do Antigo Testamento, onde os irmãos seguiam os conselhos antigos do Senhor, que são firmeza e verdade (Is. 25: 1), hoje já não se reconhece mais  por conta de tanta heresia,  até sobrenome os rebelados colocaram  na Assembleia de Deus. hoje estão todos juntos e misturados com as práticas mundanas. As rebeliões contra os ensinos Antigos do Senhor é cumprimento dos escritos no livro de Apocalipse, quando se refere a Satanás que também é uma trindade: ele é: o dragão, a besta e o falso profeta. O diabo quando tentou a Jesus na descida do monte após Ele ter jejuado quarenta dias e quarenta noites, o tentou pela Palavra, mas foi vencido, porque o Senhor Jesus o respondeu a altura, ou seja, com a Palavra, deixando este grande exemplo para nós hoje, mostrando que todos seriam provados pela Palavra. Existem na Bíblia Sagrada vários exemplos de como resistir ao diabo para que ele fuja, é simplesmente ter uma vida pautada na Palavra de Deus. Os que são estudantes e praticantes de todos os Escritos Sagrado, jamais, cairão nas teias do diabo, mas, todo aquele que anda segundo o modelo de Satanás, o terá como pai, pois se transformarão em mentirosos, negando a eficácia dos ensinamentos e dos conselhos antigos do Senhor. Satanás é uma trindade que trabalha em oposição ao Senhor. Mas vamos meditar um pouco sobre a trindade satânica: “E da boca do dragão, e da boca da besta, e da boca do falso profeta vi sair três espíritos imundos, semelhantes a rãs. Porque são espíritos de demônios, que fazem prodígios; os quais vão ao encontro dos reis de todo o mundo, para os congregar para a batalha, naquele grande dia do Deus Todo Poderoso.” Então fica bem claro o intento de Satanás, infelizmente ele já tem conseguido realizar grande parte de seus planos, essa trindade satânica se opõe a Deus Pai, a Deus Filho e a Deus Espírito Santo, nesta oposição a principal arma de Satanás contra a Palavra Santa é justamente  tentar os líderes para que não ensine aos crentes  o verdadeiro Evangelho. Assim ele fez lá no Jardim do Éden, tentou a Eva e ela caiu na mentira de Satanás. E assim ao longo da história, vem havendo deturpação da Palavra, até que chegamos a um verdadeiro caos, pois já não se distingue mais quem é santo (separado do pecado). Mas vamos discernir os versos acima; grande parte de seus intento a trindade satânica já conseguiu, vejamos; houve uma época em que os convertidos em Jesus se abstinham das coisas terrenas, aquelas que não convinham, por exemplo, não tinham televisão em casa, não se entremetiam na política, homens, mulheres e crianças andavam vestidos conforme o modelo do Senhor, havia temor, a nossa extinta Assembleia de Deus, era uma denominação respeitada, e o Senhor ia acrescentando a cada dia o numero dos que haveriam de se salvar. O povo de Deus na terra tinha um sinal, era o Brilho do Espírito Santo. Mas com a mistura, por exemplo: Os crentes  na política, crentes no funk, crentes cometendo heresias ao ponto de blasfemar o Nome de Jesus com suas festas pagãs, e muitas vezes dentro dos pseudos templos, como por exemplo: As festas jesuínas, esta é uma das piores blasfêmias que se pode cometer, pois estão usando o Santo Nome de Jesus, há também as passeatas pra Jesus, coisa que o Senhor sempre condenou, desde o Antigo Testamento, as procissões, aliás os homens travestidos de pastores mandam que ninguém leia os livros do Antigo Testamento, sem se falar nas tais bíblias  atualizadas, pois ali, até versículos inteiros tem sido tirados por conveniência. Sem se falar nas desocupadas mulheres, querendo tomar o lugar que foi outorgado somente aos homens, ou seja,  as pastoras. Tudo isto por influência da trindade satânica:  o dragão, a besta e o falso profeta. Jesus tanto adverte em sua Palavra sobre o falso profeta, mas o povo se corrompe por não dar creditos a Palavra do Senhor. “Acautelai-vos, porém, dos falsos profetas, que vêm até vós vestidos como ovelhas, mas interiormente  são lobos devoradores.” (Mt. 7:15. E assim tem se cumprido tudo quanto o Senhor Jesus advertiu em sua Palavra. Infelizmente, o caos no meio dos “evangélicos” está instalado, todo o sacrifício de Cristo no calvário torna-se em vão quando não há obediência, temor e tremor. “Ah! se o meu povo me tivesse ouvido! se Israel andasse nos meus caminhos!” (Sl. 81: 13). 

domingo, 12 de junho de 2016

LIÇÕES BÍBLICAS / ALIANÇA COM NOÉ - Lição: 11

    LIÇÕES BÍBLICAS
Classe: “Ovelhas do Bom Pastor”.
Data: - 12 – 06 – 2016.       
Titulo da Lição:                 ALIANÇA COM NOÉ            
Lição: 11.
Texto Áureo: “E fez Noé conforme a tudo o que o Senhor lhe ordenara.” (Gn. 7: 5).
                                                 65 – 62 – HC -          
Leitura Bíblica em Classe:                                           (Gn. 9: 1 a 16)
1 – E ABENÇOOU Deus a Noé e a seus filhos, e disse-lhes: Frutificai e multiplicai-vos, e enchei a terra.
2 – E será o vosso temor e o vosso pavor sobre todo o animal da terra, e sobre toda a ave dos céus; tudo o que se move sobre a terra, e todos os peixes do mar, na vossa mão são entregues.
3 – Tudo quanto se move, que é vivente, será para vosso mantimento; tudo vos tenho dado como a erva verde.
4 – A carne porém, com sua vida, isto é, com seu sangue, não comerás.
5 – E certamente requererei o vosso sangue, o sangue das vossas vidas; da mão de o animal o requererei; como também da mão do homem, e da mão do irmão de cada um requererei a vida do homem.
6 – Quem derramar o sangue do homem, pelo homem o seu sangue será derramado; porque Deus fez o homem conforme a sua imagem.                                             
7 – Mas vós frutificai-vos; povoai abundantemente a terra, e multiplicai-vos nela.
8 – E falou Deus a Noé, e a seus filhos com ele, dizendo:
9 – E eu, estabeleço o meu concerto convosco e com a vossa semente depois de vós.
10 – E com toda a alma vivente, que convosco está, de aves, de reses, e de todo o animal da terra convosco; desde todos que saíram da arca, até todo o animal da terra.
11 – E eu convosco estabeleço o meu concerto, que não será mais destruída toda a carne pelas águas do dilúvio; e que não haverá mais dilúvio para destruir a terra.
12 – E disse Deus: este é o sinal do concerto que ponho entre mim e vós, e entre toda a alma vivente, que está convosco, por gerações eternas.
13 – O meu arco tenho posto na nuvem, este será por sinal do concerto entre mim e a terra.
14 – E acontecerá que, quando eu trouxer nuvens sobre a terra, aparecerá o arco nas nuvens.
15 – Então me lembrarei do meu concerto, que está entre mim e vós, e ainda toda alma vivente de toda carne; e as águas não se tronarão mais em dilúvio, para destruir toda a carne .
16 – E estará o arco nas nuvens, e eu o verei, para me lembrar do concerto eterno entre Deus e toda alma vivente de toda a carne, que está sobre a terra.

INTRODUÇÃO: - ALIANÇA COM NOÉ.
Definição: O Senhor havia se arrependido de ter criado o homem, por conta da corrupção generalizada na terra. “Então arrependeu-se o Senhor de haver feito o homem sobre a terra, e pesou-lhe em seu coração. E disse o Senhor: Destruirei, de sobre a face da terra, o homem que criei, desde o homem até ao animal, até ao réptil, e até a ave dos céus; porque me arrependo de os haver feito.” Este arrependimento teve  uma razão de ser; houve mistura no meio dos que eram considerados filhos de Deus, eles tomaram para si mulheres, filhas de homens não tementes ao Senhor. Desde o principio o Senhor não suporta a mistura, pois mistura trás contaminação, discórdia quanto aos princípios morais. Mas havia um homem que, em meio a toda aquela devassidão, mantinha a sua integridade, e que ao nascer recebeu de seu pai Lameque o nome de Noé: “E viveu Lameque cento e oitenta e dois anos; e gerou um filho. E chamou o seu nome Noé, dizendo: Este nos consolará acerca de nossas obras, e do trabalho de nossas mãos, por causa da terra que o Senhor amaldiçoou.” (Gn. 5: 28, 29). Então o significado do nome Noé é consolador. Interessante que, o Senhor havia se arrependido de ter criado tudo, principalmente os humanos e os animais, porém ao ver a fidelidade de um único homem,  nesse caso estamos falando de Noé, resolveu fazer com ele uma aliança. Podemos dizer com base nas Escrituras que uma observação  foi feita por parte do senhor em relação a família de Noé, uma família bem unida, então o Senhor vai conversar com ele propondo uma aliança; “Então disse Deus a Noé: O fim de toda a carne é vindo perante a minha face; porque a terra está cheia de violência; e eis que os desfarei com a terra.” (Gn. 6: 13), dali o Senhor deu a Noé todas as orientações necessárias para a construção de uma grande arca para comportar um casal de cada espécie de animais, como todos já conhecem a história, que  não é nenhum conto de fadas como muitos pensam, mas é real como tudo quanto está escrito na Bíblia Sagrada. E o Senhor propôs uma Aliança com Noé, após ter relatado para ele que exterminaria toda a criação com um dilúvio de quarenta dias, mas com ele estabeleceria um pacto, a ele e toda a sua família. É muito bom que estejamos em alerta quanto a situação atual neste mundo, não somente no Brasil, mas por toda a parte, a humanidade está nas mesmas condições calamitosas dos tempos de Noé. Veio o dilúvio porque o Senhor não suportou mais contemplar em que estado se encontrava o homem, que Ele fez com suas próprias mãos, à sua imagem e Semelhança. Igualzinho os tempos modernos, o Senhor ao chegar diante de Noé disse que exterminaria a todos porque a terra estava cheia de violência, e nesses dias atuais, que dizer? Porventura não estamos habitando numa terra também cheia de violência? Mas voltando a lição desta manhã sobre a aliança feita com Noé; Noé obedeceu a tudo quanto o Senhor lhe ordenou que fizesse, quanto a confecção daquela grande arca para comportar um casal de cada espécie de animais, aves repteis, etc. e durante anos Noé trabalhou na confecção de tudo, trabalhando e apregoando a Palavra do Senhor, esperando que houvesse pelo menos alguns que se arrependesse de seus pecados, mas não houve arrependimento, pois como nos dias atuais, a maldade era tão grande que as pessoas, tanto homens,  como as mulheres e até mesmo as crianças eram como se estivessem possessos por tanta violência em toda a face da terra. Mas havia uma família em meio a toda esta devassa, a família de Noé. O Apóstolo Pedro faz menção de Noé na sua segunda carta: “Porque, se Deus não perdoou os anjos que pecaram, mas havendo-os lançado no inferno, os entregou às cadeias da escuridão, ficando reservado para o juízo; E não perdoou o mundo antigo, mas guardou a Noé, pregoeiro da justiça, com mais sete pessoas, ao trazer o dilúvio sobre o mundo dos ímpios;” (II Pd. 2: 4, 5). Falando sobre a corrupção generalizada do capítulo 6 de Gênesis, no verso 4 diz que, haviam naqueles dias gigantes na terra, homens valentes, que campeavam por toda a parte, e aqueles dias a qual o Senhor se refere era o mundo antigo, e lá estava Noé homem temente a Deus. Mas veio o dilúvio e exterminou toda a carne. Quando o dilúvio passou, Noé e toda a sua família sai da arca, e Noé edifica um Altar ao Senhor, e oferece de todo o animal limpo, e de toda ave limpa holocaustos sobre o Altar. Vejamos que interessante: “E o Senhor cheirou o suave cheiro e disse o Senhor em seu coração: Não tornarei mais a amaldiçoar a terra por causa do homem; porque a imaginação do coração do homem é má desde a sua meninice, nem tornarei mais a ferir todo o vivente, como fiz”. (Gn. 8: 21). O Senhor se agradou do holocausto oferecido por Noé, pois teve o cuidado de oferecer o melhor, os animais limpos. E o Senhor colocou um arco na nuvem, para servir de sinal de concerto entre Ele e a terra, e nós sabemos que este sinal é o lindo arco-íris quando após cada temporal ele aparece com suas sete cores. A Aliança de Deus é sempre eterna, bem como a Promessa do Salvador Jesus para conosco. Apesar de todas as calamidades que presenciamos neste mundo, devemos manter a esperança da salvação zelando pela nossa alma, mediante a Fé no Escritos Sagrados, e apregoando o Santo Evangelho para que alguns ainda possam se salvar. Como o Senhor prometeu o mundo não vai se acabar, mas haverá sim, a vinda do Senhor Jesus nas nuvens do Céu em busca de sua Igreja, a noiva pura imaculada, ou seja, todo aquele que guarda a Aliança com Cristo Jesus, pois as suas promessas são para sempre. Mas voltando a Noé, ao sair da arca havia apenas a sua família. “E Deus disse a Noé: Este é o sinal do concerto que tenho estabelecido entre mim e toda a carne que está sobre a terra. E os filhos de Noé, que da arca saíram, foram Sem, e Cam, e Jafé, e Cam é o pai de Canaã. Estes três foram os filhos de Noé, e destes se povoou toda a terra.” (Gn. 9: 17 a 19). Após a terra estar povoada, o Senhor leva avante o seu planejamento em relação as famílias, por isto faz chamada à Abraão da terra de Ur, para que seja o pai de todas as famílias da terra. Para concluir, podemos ter certeza que; Noé é um dos maiores personagem da Bíblia. Sua vida integra e reta diante de Deus, fez com que ele e sua família fossem salvos do dilúvio. Mesmo vivendo em meio a uma geração corrompida e perversa, ele não se misturou com o pecado, por isso alcançou testemunho de que era justo e reto, e andava com Deus. De sua descendência veio mais tarde Abraão, pai das famílias da terra.  

domingo, 5 de junho de 2016

LIÇÕES BÍBLICAS / ANDAR COM DEUS - Lição: 10

LIÇÕES BÍBLICAS
Classe: “Ovelhas do Bom Pastor”.
Data: - 5 – 06 – 2016. 
Titulo da Lição: 10              ANDAR COM DEUS
Lição: 10 
Texto Áureo: “E andou Enoque com Deus; e não se viu mais; porquanto Deus para si o tomou”.                      (Gn. 5: 24)
                                              485 – 103 – HC -
Leitura Bíblica em Classe:                                        (Is. 40: 9 a 18; 26 a31).
9 – Tu, anunciador de boas novas a Sião, sobe tu a um monte alto. Tu, anunciador de boas novas a Jerusalém, levanta a tua voz fortemente; levanta-a, não temas, e dize às cidades de Judá: Eis aqui está o vosso Deus.
10 – Eis que o Senhor Jeová virá como o forte, e o seu braço dominará: eis que o seu galardão vem com ele, e o seu salário diante da sua face.
11 – Como pastor apascentará o seu rebanho; entre os seus braços recolherá os cordeirinhos, e os levará no seu regaço: as que amamentam, ele guiará mansamente.
12 – Quem mediu com o seu punho as águas, e tomou a medida dos céus aos palmos, e recolheu numa medida o pó da terra e pesou os montes e os outeiros em balanças?
13 – Quem criou o Espírito do Senhor? e que conselheiro o ensinou?
14 – Com quem tomou conselho, para que lhe desse entendimento, e lhe mostrasse as veredas do juízo e lhe ensinasse sabedoria, e lhe fizesse notório o caminho da ciência?
15 – Eis que as nações são consideradas por ele como a gota dum balde, e como o pó miúdo das balanças: eis que lança por aí as ilhas como a uma cousa pequeníssima.
16 – Nem todo o Líbano basta para o fogo, nem os seus animais bastam para holocaustos.
17 – Todas as nações são como nada perante ele; ele considera-as menos do que nada e como uma cousa vã.
18 – A quem, pois, fareis semelhante a Deus: ou com que o comparareis?
26 – Levantai ao alto os vossos olhos, e vede quem criou estas cousas, quem produz por conta o seu exército, quem a todas chama pelos seus nomes; por causa da grandeza das suas forças, e pela grandeza do seu poder, nenhuma faltará.
27 – Por que pois dizes, ó Jacó, e tu falas ó Israel: O meu caminho está encoberto ao Senhor, e o meu juízo passa de largo pelo meu Deus?
28 – Não sabes, não ouvistes que o eterno Deus, o Senhor, o Criador, dos fins da terra, nem se cansa nem se fatiga? Não há esquadrinhação do seu entendimento.
29 – Dá esforço ao cansado, e multiplica as forças ao que não tem nenhum vigor.
30 – Os jovens se cansarão e se fatigarão, e os mancebos certamente cairão.
31 – Mas os que esperam no Senhor renovarão as suas forças, subirão com asas como águias: correrão, e não se cansarão; caminharão, e não se fatigarão.                                                       
                                  
INTRODUÇÃO: - ANDAR COM DEUS.

Definição: Como definir a questão “andar com Deus”? Vamos meditar sobre um tempo em que, nem ainda havia as Leis Divinas. Lá em Gênesis cap. 4, havia muita tristeza no universo que o Senhor criou, pelo ato abominável de Caim, matando a seu irmão Abel, também no coração de Eva, por haver perdido seu filho, na verdade ela perde os dois filhos. Mas vejamos o que tempos depois aconteceu: “E tornou Adão a conhecer a sua mulher; e ela teve um filho, e chamou o seu nome Sete; porque, disse ela, Deus me deu outra semente em lugar de Abel; porquanto Caim o matou.” (Gn. 4: 25). Claramente vemos a ação do Senhor na vida daquela primeira família da terra. Eva agora estava feliz, pois através deste novo filho ela entendeu o plano do Senhor, e a reaproximação do Senhor em sua vida e na vida de seu lar. Mas só depois que Sete cresceu e se tornou pai de Enos, que significa: Ser humano, mortal, então se começou a invocar o nome do Senhor na terra. “E a Sete mesmo também nasceu um filho; e chamou o seu nome Enos: então se começou a invocar o nome do Senhor.” (Gn. 4: 26). Vemos então com muita clareza, no desenrolar da História da Criação do Senhor desde os Sete dias da Criação de tudo, o Criador, junto ao Verbo (Jesus), quando ordenava desde o primeiro dia: Haja Luz! E assim foi até que se completo todo Universo. Na feitura do homem e da mulher desce o Criador, e Seu Filho Jesus, e com o casal permanece. Jesus na figura da Árvore da Vida no meio do Jardim, e o Senhor Deus falando com eles na virada das tardes. Mas quando acontece a primeira desobediência, começa junto, o afastamento tanto do Senhor, quanto do Filho, pois daí a Árvore escoltada por querubins e o Jardim vão retornando aos Céus. Fora do Jardim, o pecado toma conta do lar daquela primeira família da terra, até que nasce Sete o último, do ventre da mulher Eva, confeccionada pelas mãos do Criador. Vamos percebendo ao longo da história, o afastamento cada vez mais da criatura do seu Criador, pelo significado do nome do filho de Sete, Enos = Ser humano, ou mortal. Vale lembrar que, a Trindade disse lá no cap. Primeiro de Gênesis, verso 26: “Façamos o homem à nossa imagem e semelhança”. Ou seja, para nunca envelhecer ou morrer. Mas voltando a questão: Andar com Deus. Estamos falando de Enoque, descendência de Sete, homem que verdadeiramente andou com Deus. “E viveu Enoque sessenta e cinco anos; e gerou a Metusalém. E andou Enoque com Deus, depois que gerou a Metusalém, trezentos anos; e gerou filhos e filhas. E foram todos os dias de Enoque trezentos e sessenta e cinco anos. E andou Enoque com Deus; e não se viu maisporquanto Deus para si o tomou.” (Gn. 5: 21 a 24). Apesar de sabermos muito pouco sobre a vida de Enoque, podemos imaginar que ele foi um homem que constituiu família, pois, foi pai muitos filhos e filhas, deveria trabalhar, cuidar de sua casa etc. não teve uma vida de clausura só orando, orando, mas como conseguiu andar com Deus a ponto de ser arrebatado? Andar com Deus não significa isolamento, ter que se afastar de tudo, e de todos. Muito pelo contrário, andar com Deus implica, em primeiro lugar: ter comunhão com Ele, caminhar com a consciência de que Ele está presente, ou seja, observando constantemente que caminho se está trilhando,  porque não observar o caminho da águia no céu, esta ave foi feita para as alturas, e nós? Também fomos feitos para estar nas alturas, o primeiro caminho que encontramos quando passamos a ter certa consciência, é a Pessoa de Jesus Cristo, ou seja, o Caminho, a Verdade e a Vida, e este Caminho nos conduz aos Céus, se conduz aos Céus é subida, é para o alto. Então nosso caminhar passa a ser um caminhar SobrenaturalSendo assim, ainda nesta vida, se deve procurar olhar sempre para o alto, como as águias que procuram estar sempre sobre o cume das penhas nos lugares seguros. “Ou se remonta a águia ao teu mandado, e põe no alto o seu ninho? Nas penhas mora e habita; no cume das penhas, e nos lugares seguros.” (Jó. 39: 27, 28). Atentemos bem para a afirmativa; a águia coloca sua prole, faz a sua casa no cume das penhas. Assim podemos crer ter sido a vida de Enoque descendência de Sete, que durante toda a sua existência andou com Deus. Podemos meditar também sobre a questão; Enoque filho do último filho de Eva, isto nos trás uma boa meditação sobre a ligação direta com o Senhor Criador, pois como a Ele não Foi possível contemplar o primeiro casal, feitura de suas Mãos, vivendo eternamente, ou seja, nunca jamais provariam a morte,  por terem recebido em si todas as Virtudes, Semelhança e a Imagem, mas infelizmente eles caíram na mentira de Satanás, e a consequência foi a morte física e espiritual. Vejamos como é interessante, os anos em que Enoque andou com Deus, ele viveu exatamente 365 anos, a conta exata dos dias que completa um ano. Isto significa; caminhar diariamente. Foram muitos anos vivendo na terra, caminhando cada dia com Deus, num período em que ainda não havia pregador, muito menos quem ensinasse a Palavra de Deus, todas as viradas das tardes, como era no principio com aquele casal. Nesse tempo de Enoque, o Senhor falava por medida, mas mesmo assim houve um contato direto entre o Senhor e Enoque, havia nele a essência do Senhor, e assim, Enoque o servia verdadeiramente em espírito e em verdade. Tudo era realmente muito Sobrenatural. Na verdade temos poucas referências sobre Enoque nas Escrituras. Mas na galeria da Fé vemos com muita clareza: “Pela fé Enoque foi trasladado para não ver a morte, e não foi achado, porque Deus o trasladara; visto como antes da sua trasladação alcançou testemunho de que agradara a Deus.” (Hb. 11: 5). E isto ficou em memorial até hoje. O texto diz com toda clareza que a Maravilhosa trasladação  acontecida na vida de Enoque foi pela FÉ! Para que ele não visse a morte, pela Fé, apenas por ouvir as histórias contadas de pais para filhos. E hoje? Quem dentre os chamados crentes da atualidade, está verdadeiramente andando com Deus? É impossível, com tantos falsos mestres andando por aí. Vejamos: “E destes profetizou também Enoque, o sétimo depois de Adão, dizendo: eis que é vindo o Senhor com milhares de seus santos; Para fazer juízo contra todos e condenar dentre eles todos os ímpios, por todas as suas obras de impiedade, que impiamente cometeram, e por todas as duras palavras que ímpios pecadores disseram contra ele. (Jd. 1: 14, 15). Neste texto, o Senhor ainda o usou para profetizar o tempo de fim.