A PORTA ABERTA ESTÁ

A PORTA ABERTA ESTÁ
Culto de Doutrina - terças às 18:30 / Culto de Consagração - quartas às 09:00 / Culto de Libertação - quintas às 15:00 / Evangelização e Culto ao Ar Livre - sábados às 17:00 / Escola Dominical às 09:00 / Culto Público aos domingos às 18:00

Translate

domingo, 3 de janeiro de 2016

LIÇÕES BÍBLICAS / SETE, A PERFEIÇÃO DE DEUS - Lição: 01

LIÇÕES BÍBLICAS
Classe: “Ovelhas do Bom Pastor.”.
Data:  – 03 – 01 - 2016.
Lição: 01                                          Título da Lição
 SETE, A PERFEIÇÃO DE DEUS

Texto Áureo: “Pela fé, Enoque foi trasladado para não ver a morte e não foi achado, porque Deus o trasladara, visto como, antes da sua trasladação, alcançou testemunho de que agradara a Deus.” (Hb. 11: 5)                                                 
                                               124 – 10 – HC -    
 Leitura Bíblica em Classe:                                   (Gn. 5: 1 a 18)
1 – Este é o livro das gerações de Adão. No dia em que Deus criou o homem, à semelhança de Deus o fez.
2 – Macho e fêmea os criou, e os abençoou, e chamou o seu nome Adão, no dia em que foram criados.
3 – E Adão viveu cento e trinta anos, e gerou um filho à sua semelhança,  conforme a sua imagem, e chamou o seu nome Sete.
4 – E foram os dias de Adão, depois que gerou a Sete, oitocentos anos, e gerou filhos e filhas.
5 – E foram todos os dias que Adão viveu novecentos e trinta anos; e morreu
6 – E viveu Sete cento e cinco anos e gerou a Enos.
7 – E viveu Sete, depois que gerou a Enos, oitocentos e sete anos e gerou filhos e filhas.
8 – E foram todos os dias de Sete novecentos e doze anos; e morreu.
9 – E viveu Enos noventa anos; e gerou a Cainã.
10 – E viveu Enos, depois que gerou a Cainã, oitocentos e quinze anos e gerou filhos e filhas.
11 – E foram todos os dias de Enos novecentos e cinco anos; e morreu.
12 – E viveu Cainã setenta anos e gerou a Maalaleu, oitocentos e quarenta anos e gerou filhos e filhas.
13 – E viveu Cainã, depois que gerou Maalalel, oitocentos e quarenta anos e gerou filhos e filhas.
14 – E foram todos os dias de Cainã novecentos e dez anos; e morreu.
15 – E viveu Maalaleu sessenta e cinco anos e gerou a Jarede.
16 – E viveu Maalaleu, depois que gerou a Jarede, oitocentos e trinta anos e gerou filhos e filhas.
17 – E foram todos os dias de Maalaleu oitocentos e cinco anos; e morreu.
18 – E viveu Jarede cento e sessenta e dois anos e gerou a Enoque.

INTRODUÇÃO: 
I – SETE, A PERFEIÇÃO DE DEUS.
Definição: Após  Adão e Eva, terem recebido todos os ensinamentos da parte do Senhor e Criador dos céus e da terra ali no Jardim do Éden, ou seja, de como tudo começou, a fundação dos mundos, e principalmente de que maneira foram confeccionados pelas próprias Mãos do Criador, e pela assistência diária que recebiam todas as virada das tardes. Mas vamos iniciar este novo ano voltando ao Principio, ao livro do Gênesis, recordando assim qual foi a razão da terrível desgraça que se abateu na família de Adão? A resposta já sabemos,  mas é sempre bom meditar nos Escritos Sagrados, pois são deles que podemos extrair conhecimentos e bons exemplos e procurar aplicar em nossa vida. Aquele casal gozava da presença diária do Senhor Deus, em tudo foram ensinados, porém eles não ouviam, apenas escutavam, há uma diferença muito grande em ouvir e escutar; nunca se lerá nas Escrituras a palavra: Escuta filho meu, mas sim; OUVE, pois o que ouve guarda a Palavra. Por essa razão foram facilmente enganados pelo diabo dentro do belo Jardim preparado para eles. Por essa razão foram excluídos, distanciados de Deus. E assim, foi originado o pecado, pecado de transgreção à Palavra do Senhor. Adão ao ser chamado a atenção pelo Senhor ainda tentou contender com Ele, acusando ao Senhor pela mulher que havia recebido de suas Mãos. Há um texto no livro de Jó que diz:  “Se quiser contender com ele, nem a uma de mil coisas lhe poderá responder. Ele é sábio de coração, poderoso em forças; quem se edureceu contra ele e teve paz?” (Jó. 9: 3, 4). A partir daquele momento a Graça divina se afastou e a consequência foi inevitável. Houve então o primeiro crime de sangue dentro daquela família. Foi necessário que passassem por essa terrível dor. No capítulo 4 verso 25 Eva reconheceu o Poder de Deus sobre ela ao escolher o nome do novo filho: “E tornou Adão a conhecer sua mulher; e ela teve um filho, e chamou o seu nome Sete; porque disse ela, Deus me deu outra semente em lugar de Abel; porquanto Caim o matou”. Isto prova o arrependimento e o reconhecimento da parte de Eva. Foi ela que deu nome ao seu novo filho, e este nome representa a Perfeição de Deus. E foi através deste filho que se começou então a invocar o nome do Senhor na terra. Podemos imaginar o caos, aquelas terras desde o pecado original passou a ser laica, não se invocava o Nome do Senhor. Mesmo assim nunca mais houve paz total na terra, pois o Paraíso voltou aos Céus. É certo que um dia esse Paraíso voltará a terra, mas para isso acontecer é preciso que haja não somente invocação a Deus, mas conversão a Deus. Mas voltando ao principio, quando começaram a invocar o Senhor na terra, é certo que nem todos, e com o crescimento da população, junto vem a propagação do pecado em forma de corrupção, e de modo geral como nos relata o capítulo 6 do livro de Gênesis. Mas em meio a tudo isto Havia uma família na terra, a família de Noé, aliás, família é o que o Senhor mais preza neste mundo, a família para o Senhor é intocável, só que já tocaram e procuram dia a dia destituí-la da face da terra. Mas voltando ao cap. 6 de Gênesis, vemos ali o retrato de nossos dias, principalmente em nosso Brasil, ou seja, uma corrupção generalizada. Só que agora o Senhor não levantará mais nenhum Noé e sua família, mesmo porque está muito difícil encontrar na face da terra uma família digna, estão havendo muitos arranjos abomináveis sendo chamados de família, para quem ainda não sabe família é: Papai e mamãe juntos, criando seus filhos nos preceitos divinos.  Mais isso é pedir demais num país laico, onde até as escolas de ensino fundamental estão proibidas de falar sobre Deus. Portanto a corrupção aí está principalmente no meio dos crentes, um povo que deveria estar cuidando acerca da preservação da família na face da terra, mas como, se não existem mais pastores? O que existe por aí são homens cobiçosos, fazendo qualquer negócio. Os que se dizem pastores estão todos imbuídos na destruição das famílias, pois um homem que se diz pastor e faz casamento de divorciados, o que se pode esperar desse individuo? Faço uma pergunta: Será que o Senhor Deus chamaria um homem ao pastorado, ou seja, para cuidar de seu rebanho de acordo com divorcio,? E o que é pior, fazendo casamento de divorciados? Tenho certeza que não. Portanto o que se pode esperar nesta situação é que a corrupção aumente cada dia mais. Mas é bom falar de Noé e sua família, todos ali num só pensamento, os filhos na obediência aos seus pais. Então o Senhor olhou a terra é só encontrou uma família, a de Noé: “Noé porém achou graça aos olhos do Senhor. Estas são as gerações de Noé: Noé era varão justo e reto em suas gerações: Noé andava com Deus.” (Gn. 6: 8, 9). Quantas famílias o Senhor Jesus vai encontrar na sua vinda? O cap. 6 de Gênesis diz que a razão do aumento da corrupção foi a mistura do santo com o profano. Só havia agora uma saída; como diz o verso 13 do cap. 6: O Senhor ali anunciou o dilúvio a Noé. E deu a ele todas as devidas orientações na confecção da arca. Todo esse acontecimento foi anunciado ao povo não somente pelo Senhor, mas também Noé apregoava, mas o povo não deu crédito a pregação de ninguém “Porquanto, assim como, nos dias anteriores ao dilúvio, comiam, bebiam, casavam e davam-se em casamento, até ao dia em que Noé entrou na arca,” (Mt. 24: 38). Costumamos sempre dizer; Ano Novo, vida nova, é realmente necessário fazer um balanço, procurando o equilíbrio, mas, sempre olhando para o Fiel da balança, sem se preocupar com essa ou aquela religião, mas simplesmente olhe um pouco para dentro de si mesmo e também para o alto, fazendo um exame de consciência, pois uma coisa é certa; todos os seres humanos um dia chegarão diante do Trono Divino, isto é inevitável, pois assim está escrito: “Porque todos devemos comparecer ante o tribunal de Cristo, para que cada um receba segundo o que tiver feito por meio do corpo, ou bem, ou mal.” (II Cor. 5: 10). A numerologia Divina nos ensina que, Deus Pai = 7, Jesus Cristo é + 1 = 8. Fujamos do 666 = A besta.

Nenhum comentário:

Postar um comentário