A PORTA ABERTA ESTÁ

A PORTA ABERTA ESTÁ
Culto de Doutrina - terças às 18:30 / Culto de Consagração - quartas às 09:00 / Culto de Libertação - quintas às 15:00 / Evangelização e Culto ao Ar Livre - sábados às 17:00 / Escola Dominical às 09:00 / Culto Público aos domingos às 18:00

Translate

quinta-feira, 28 de abril de 2011

A Lei Moral de Deus e o Pentateuco

Pentateuco é na verdade os Cinco Primeiros Livros da Bíblia Sagrada, chamados de: os Livros da Lei de Deus.   
Jesus diz lá em Mateus cap. 5: 17. 18.  O seguinte: “Não cuideis que vim destruir a lei ou os profetas: não vim ab-rogar, mas cumprir. Porque em verdade vos digo que, até que o céu e a terra passem, nem um jota ou um til se omitirá da lei, sem que tudo seja cumprido.”
Entendemos assim que os Cinco Primeiros Livros da Bíblia são a Base para que se tenha uma vida de FÉ bem firmada, Jesus sendo a própria Sabedoria deixa isto bem claro nestes dois versiculos acima. No Novo Testamento é confirmado que ninguem de forma alguma poderia se firmar na fé, que tem poder de vencer o mundo (1 João: 5: 4), se não meditar e fazer cumprir em sua vida cotidiana todos os ensinamentos contidos nos Cinco Primeiros livros da Bíblia que vai de Gênesis a Deutereonômio.
Na Epístola aos Romanos 3: 31 vemos com clareza como se expressa o Apóstolo: “Anulamos, pois, a lei pela fé? De maneira nenhuma, antes estabelecemos a lei.” Porque estamos dizendo tudo isto? É porque está acontecendo uma coisa muito séria e perigosa provindo do falso profeta televisivo, esse tal, está malignamente induzindo o povo que o segue a abolir os Cinco Primeiros Livros da Bíblia. Fica bem claro aos espirituais qual é a real intenção deste falso pastor, induzir o povo principalmente às mulheres que o seguem a não cumprir os Mandamentos da Lei de Deus contida nos Cinco Primeiros Livros da Bíblia, pois, se ele for ensinar conforme a Lei Moral de Deus sua “igreja” certamente se esvaziará, e como ele vai poder FATURAR em cima de um povo nescio (ignorante às coisas de Deus), que, aliás, ele mesmo os chama de trouxas. Para o falso pastor torna-se muito fácil enganar esse povinho crente, que já têem comichão nos ouvidos à Sã Doutrina, portanto é só abolir as Leis Morais de Deus contidas nos Cinco Primeiros Livros da Bíblia, e mostrar para eles que Jesus só quer uma BOA oferta, mais nada. Ah! Mas que beleza! É justamente isso que o povinho quer ouvir, saber que podem viver sem nenhum compromisso com a Verdade, não cumprirem  nenhuma ordenança Divina em suas vidas, nada, nada, nada, é só ser PARCEIRO, e lançar a semente (dinheiro) nos bolsos dele, e estará tudo certo, o lugarzinho no céu estará garantido. Agora, uma coisa temos que concordar: a coragem deste tal é muito grande, chegar ao ponto de tocar nos Livros da Lei Moral de Deus é realmente ter muita coragem! Mas isto também é compreensivel, pois, quando uma pessoa chega ao estado total de apostasia (afastamento da fé), tem coragem pra isto e muito mais, torna-se uma pessoa até perigosa. É que o estado de ganância não tem limites, quanto mais se tem mais se quer ter.  É como está escrito no Livros de Isaias cap. 56: 11, são cães gulosos que nunca se fartam.
Por tudo que Jesus falou ensinando quando por aqui andou nos advertindo contra o falso profeta destes tempos em que estamos vivendo, não poderiamos nem sequer imaginar que esses falsos pastores brotariam como erva daninha, justamente de uma denominação (Assembléia de Deus), dantes tão respeitada por levar a sério as Leis Morais de Deus. Mas, ainda nos resta uma esperança, como está escrito lá em Apocalipse cap. 3: 4. “Mas também tens em Sardo algumas pessoas que não contaminaram seus vestidos, e comigo andarão de branco; porquanto são dignas disto”.

terça-feira, 19 de abril de 2011

A Lei Moral de Deus, e a Reforma Protestante

Houve um tempo não tão distante assim, em que muitos perderam suas vidas, deram seu sangue em defesa, ou melhor, por quererem preservar o Santo Evangelho de Nosso Senhor e Salvador Jesus Cristo. Sei que ainda está bem nítida na mente de todos nós a chamada: “Reforma Protestante”, onde muitos homens durante séculos pelejaram contra os abusos, e a total deturpação à Lei Moral de Deus com todas as suas Doutrinas, costumes, ensinamentos divinos que são contidos nas Sagradas Escrituras. Porém durou  pouco tempo, bem pouco tempo mesmo, o retorno aos ensinamentos primitivos, onde homens verdadeiramente chamados por Deus levavam a sério a ministração da Palavra de Deus exatamente como foi escrita. As admoestações e exortações Bíblicas enfim, todos os ensinamentos eram dados a um povo que se chegava aos Templos, e assim recebiam as Boas-Novas de salvação, e não um evangelho de deturpações, cheio de promessas vãs, onde troxeram de volta todos os abusos, todos os escárneos, todas as crendisses, todas as feitiçarias abomináveis aos olhos do Senhor, e o que é pior, todas essas abominações não estão sendo praticadas por pessoas de outros seguimentos religiosos não, todas essas abominações estão sendo praticadas pelos próprios que se dizem crentes em Jesus, é esse povinho abominável que anda pra baixo e pra cima (dos montes) que está trazendo toda confusão no mundo. Podemos assim falar, pois está diante dos olhos de todo o mundo o que esse povinho faz seguindo os falsos profetas fantasiados de pastores, mulheres enfeitadas de pastoras, e tantas, mais tantas aberrações que só nos resta meditar nas palavras deixadas nas Escrituras: “Porque virá tempo em que não sofrerão a Sã doutrina; mas, tendo comichão nos ouvidos, amontoarão para si doutores conforme as suas próprias concupisciências; e desviarão os ouvidos da verdade, voltando às fábulas.” (2 Tm. 4: 3, 4).
É exatamente o que está acontecendo, na verdade sempre houveram os falsos profetas, podemos ver isto claramente desde o Antigo Testamento, mas por se multiplicar a iniquidade, o amor a Deus se esfriou (Mt. 24: 12), e já nesse atual tempo temos certeza de que não haverá mais nenhum tipo de reforma no meio desse povinho, o Senhor Deus nunca mais vai levantar homem algum afim de Reforma, daqui pra frente só nos resta aguardar o dia da Redenção (Mt. 24: 12 a 14).
Sabemos por experiência própria que está sendo um tanto difícil levar a Sã Doutrina às pessoas, pois, a situação está exatamente como Jesus disse em sua parábola sobre o semeador que saiu a semear, a semente está caindo numa terra  cheia de cardos e espinhos que crescem e sufocam a Boa Semente, tudo isto por conta dos maus exemplos dos crentes. Volto sempre a dizer que Jesus não veio a terra edificar crentes, os crentes nunca serão edificados, pois crente não passa de crente, até o opositor é crente. Mas o que a Palavra de Deus diz em Mateus cap. 16: 18, 19:  é bem diferente: “Pois também te digo que tu és Pedro, e sobre esta pedra edificarei a minha Igreja, e as portas do inferno não prevalecerão contra ela; E eu te darei  as chaves do reino dos céus; e tudo que ligares na  terra será ligado nos céus.”
Portanto a edificação é para a IGREJA de Jesus. A Igreja de Jesus não falsifica a Palavra de Deus, a Igreja de Jesus segue as Doutrinas e Costumes da Palavra de Deus, a Igreja de Jesus é Santa,  a Igreja de Jesus não está na mídia, a Igreja de Jesus é a noiva que aguarda o Cordeiro. Mas como aprenderão se não há mais quem ensine?

terça-feira, 12 de abril de 2011

DIA DAS MÃES? QUE MÃES?

Mães que não comparecem,
Mães que se esquecem,
Sua função maior:
Amar aos pequeninos,
As meninas e aos meninos
Que por Deus lhes foi confiado.

Mães que não estão nem aí
Aos problemas que vem cercando,
Suas crianças e deixando-as
Num curral imundo
Onde as marcas que voam
Em todo o mundo
Nunca se apagarão.

Dia das mães? Que mães?
Mães Que nunca se interessam
Em saber em que caminho
Trilha o seu pequenino?
Ele vai onde quer,
Quando quiser.

Casa da mãe? Que mãe?
Casa sem muro, sem ferrolho
Onde o pimpolho entra e sai,
E a mãe nem sabe onde:
Ele ou ela vai.

Sem se falar nos maus exemplos
Do palavriado obceno
Sendo passado dia a dia
Numa eterna folia
Aos pequeninos que tudo assiste
E por isso não resiste
Em trilhar o mesmo trilho
Na verdade descarrilho
Por onde fatalmente tombarão.
Sem que haja cura.
Não há ternura!

quarta-feira, 6 de abril de 2011

Programa / Há sempre um oásis no deserto / Clássicos da música evangélica (primeira parte)

Há sempre um oásis no deserto (a crônica à luz da Bíblia) também dá título a uma seção do Campinarte Dicas e Fatos assinada pela Missionária Maria da Gloria da Igreja Assembléia de Deus – Rua da Associação, Irajá / RJ .
Para este primeiro programa (da nossa Rádio Campinarte) foi feita uma pequena seleção de grandes clássicos da música evangélica de todos os tempos.
Do CD “Mensagem Celestial” (Volume II) do Grupo De Las Alturas De Los Andes abriremos com três hinos da Harpa Cristã, pela ordem: Óh! Jesus me ama / Alma abatida / Conversão...
Para encerrar ouviremos do Cantor Cristão o hino “Vencendo vem Jesus” na interpretação do mesmo grupo.