Páginas

Pesquisar este blog

E o semeador saiu a semear (áudios)

Vídeos

domingo, 14 de janeiro de 2018

LIÇÕES BÍBLICAS / O PAI PROCURA ADORADORES Lição: 02


LIÇÕES BÍBLICAS
Classe: “Ovelhas do Bom Pastor”.
Data: - 14 – 01 – 2018.
Titulo da Lição: O PAI PROCURA ADORADORES
Lição: 02
Texto Áureo: “Mas a hora vem, e agora é, em que os verdadeiros adoradores adorarão o Pai em
espírito e em verdade;” (Jo. 4: 23 a.)
Leitura Bíblica em Classe: 124 – 51 - HC (Sl. 50: 1 a 23)
1 – O DEUS poderoso, o Senhor falou e chamou a terra desde o nascimento do sol até ao seu ocaso.
2 – Desde Sião a perfeição da formosura, resplandeceu Deus.
3 – Virá o nosso Deus, e não se calará; adiante dele um fogo irá consumindo, e haverá grande
tormenta ao redor dele.
4 – Chamará os céus, do alto, e a terra, para julgar o seu povo.
5 – Congregai os meus santos, aqueles que fizeram comigo um concerto com sacrifícios.
6 – E os céus anunciarão a sua justiça; pois Deus mesmo é o Juiz. (Selá.)
7 – Ouve, povo meu, e eu falarei; ó Israel, e eu, Deus, o teu Deus, protestarei contra ti.
8 – Não te repreenderei pelos teus sacrifícios, ou holocaustos, de continuo perante mim.
9 – Da tua casa não tirarei bezerro nem bodes dos teus currais.
10 – Porque meu é todo o animal da selva, e as alimárias sobre milhares de montanhas.
11 – Conheço todas as aves dos montes; e minhas são todas as feras do campo.
12 – Se eu tivesse fome, não to diria, pois meu é o mundo e a sua plenitude.
13 – Comerei eu carne de touros? Ou beberei sangue de bodes?
14 – Oferece a Deus sacrifício de louvor, e paga ao Altíssimo os teus votos.
15 – E invoca-me no dia da angustia eu te livrarei, e tu me glorificarás.
16 – Mas ao ímpio diz Deus: Que tens tu que recitar os meus estatutos, e que tomar o meu concerto na
tua boca,
17 – Pois aborreces a correção, e lanças as minhas palavras para detrás de ti?
18 – Quando vês o ladrão, consentes com ele, e tens a tua parte com adúlteros.
19 – Soltas a tua boca para o mal, e a tua língua compõe o engano.
20 – Assentas-te a falar contra teu irmão; falas mal contra o filho de tua mãe.
21 – Estas cousas tens feito, e eu me calei; pensava que era como tu; mas eu te arguirei, e, em sua
ordem, tudo porei diante dos teus olhos.
22 – Ouvi pois isto, vós que vos esqueceis de Deus; para que vos não faça em pedaços, sem haver
quem vos livre.
23 – Aquele que oferece sacrifício de louvor me glorificará; e aquele que bem ordena o seu caminho
eu mostrarei a salvação de Deus.
Título da Lição: O PAI PROCURA ADORADORES
Definição: De que maneira poderemos definir esta questão? O verso que separamos nesta manhã,
para a 2ª Lição do Novo ano, nos fala algo muito importante dentro do texto Áureo sobre o que o
Senhor ainda hoje está procurando, ou seja, os verdadeiros adoradores. Porém dentro deste texto
percebemos que Jesus fala de uma promessa positiva, pois ao mesmo tempo em que Ele no diálogo
com a mulher samaritana diz que, a hora vem, e agora é, em que os verdadeiros adoradores adorarão
ao Pai em espírito e em verdade. Nisto sentimos que não há mais tempo a perder, esta foi a mensagem
que deixou para ela, e para tantos quantos estejam ao alcance desta promessa. Nós hoje por exemplo:
O que estamos vivendo é uma crise de infidelidade no mundo inteiro, os “irmãos” em Cristo na
maioria das vezes são infiéis em seus compromissos na causa do Senhor, infiéis uns para com os
outros, a causa provém do descompromisso com os Mandamentos da Lei de Deus. Não há nenhuma
condição de adoração ao Senhor, se não houver fidelidade em todos os sentidos. Tudo isto provém da
Fé, “Ora, sem fé é impossível agradar-lhe: porque é necessário que aquele que se aproxima de
Deus creia que ele existe, e que é galardoador dos que o buscam.” (Hb. 11: 6). Portanto é
extremamente necessário que em nós haja adoração ao Senhor, pois ela é sinal evidente do amor a
Ele. Este amor em forma de adoração, é demonstrada pelas atitudes, é através do vaso transbordante,
sem nenhum interesse material, mas sim na demonstração diária na alegria de viver, nos testemunhos sobre a Graça de Deus, revelada a cada dia, nos Glorias e Aleluias que devemos
expressar do profundo da alma. Na Leitura Bíblica em Classe, ou seja, especificamente no Salmo 50, o
Senhor deixa bem claro que Ele não quer nenhum sacrifício de seus filhos, como muitos mercenários
que andam por aí apregoando curas que não existem, e o povinho crente que não quer nada com as Sagradas Escrituras, vão seguindo os cães gulosos trocando as Sagradas Escrituras por garrafinhas de água, elas é que vão, salvar, curar, e levar para os Céus? Jamais, pois o Senhor abomina tais práticas, o Senhor procura adoradores, pois quando se recebe Jesus como Salvador, se recebe todas as bênçãos, assim está escrito: “Bendito o Deus e Pai de nosso Senhor Jesus Cristo, o qual nos abençoou com todas as bençãos espirituais nos lugares celestiais em Cristo; como também nos elegeu nele antes da fundação do mundo, para que fossemos santos e irrepreensíveis diante dele em caridade.” (Ef. 1: 3, 4). E agora? Depois desta declaração será que ainda há motivos para não dar Glorias a Deus bem alto? Que temos mais a pedir? Nosso tempo está livre para trabalhar, ir por todo o mundo levando esta Palavra de esclarecimento ao povo transgressor, principalmente aos que não estão recebendo as Divinas orientações pela escassez de ensinos das Sagradas Escrituras. Mas para que fique bem esclarecida a questão Adoração: Ela se resume numa pequena palavra: FÉ! “Ora sem fé é impossível agradar-lhe: porque é necessário que aquele que se aproxima de Deus creia que ele existe, e que é galardoador dos Que o buscam.” (Hb. 11: 6). Vemos com muita clareza na LBC a verdadeira adoração ao Senhor. O tema central do Salmo 50: “Oferece a Deus sacrifício de louvor; e paga ao Altíssimo os teus votos. E invoca-me no dia da angustia, eu te livrarei, e tu me glorificarás.” Que conselho maravilhoso da parte de nosso Amado Salvador, vemos que o verso anterior nos fala acerca das oferendas abomináveis que se fazem em nome do Senhor, um povo que não busca nenhum conhecimento das Escrituras, aliás é conveniente que o povo que anda seguindo os mercenários da atualidade, não tenha mesmo nenhum contato com a Sagradas Escrituras, pois assim fica mais fácil a ilusão das garrafinhas de água milagrosa. O senhor quer adoração em outro sentido; Com cânticos espirituais, com orações em ações de graças, e principalmente com uma vida separada do pecado, dedicação e aplicação no que diz respeito às Escrituras Santas. A verdadeira Adoração ao Criador teve inicio na sua própria criação; vejamos o primeiro verso do Salmo 50: “O DEUS poderoso, o Senhor, falou e chamou a terra desde o nascimento do sol até ao seu ocaso. Desde Sião, a perfeição da formosura, resplandeceu Deus.” Em nossa adoração diária ao Senhor, deve sempre estar incluída a beleza de sua natureza, por exemplo: Pelas manhãs ao abrir nossa porta, contemplar um novo dia, nunca devemos denominar os dias que o Senhor nos apresenta de mau dia simplesmente por estar chovendo, ou geando, mas sim adorar ao Senhor agradecendo mais um dia que amanhece. Neste Magnífico Salmo 50, podemos observar quantas preciosidades temos em relação à Adoração ao Criador. Os estudantes da Bíblia conhecem muito bem, que a verdadeira adoração a Deus Pai nos trás Reverência e Temor, disto temos exemplos: Houve reações de Temor a Deus na vida de alguns homens ao se deparar com Ele, vejamos: Quando o Senhor encontrou-se com Moisés: “Disse mais o Senhor: eu sou o Deus de teu pai, o Deus de Abraão, o Deus de Isaque, e o Deus de Jacó. E Moisés encobriu o seu rosto, porque temeu olhar para Deus.” (Êx. 3: 6). Isaias também temeu: “Então disse eu: Ai de mim, que vou perecendo! Porque eu sou um homem de lábios impuros e habito no meio dum povo de impuros lábios: e os meus olhos viram o rei, o Senhor dos Exércitos!” (Is. 6: 5). Temos ainda Elias: “E depois do terremoto um fogo, porém o Senhor não estava no fogo: e depois do fogo uma voz mansa e delicada. E sucedeu que, ouvindo-a Elias envolveu o seu rosto na sua capa, e saiu para fora, e pôs-se à entrada da caverna: e eis que veio a ele uma voz mansa e delicada.” (I Rs. 19: 12, 13). Esses homens verdadeiramente adoravam a Deus com tremor e temor, e consequentemente com louvor. Adoravam-no. Bastaríamos olhar para a galeria dos heróis da fé; esta galeria nos trás uma Mostra incomparável, todos estes homens e mulheres que provaram pela Fé, o verdadeiro amor ao Senhor transformaram-se em verdadeiros Adoradores, e mais; Relíquias do Senhor Todo Poderoso! Façamos uma meditação bem profunda sobre todo o capítulo 11 do Livro de Hebreus, talvez assim, começaremos a entender o que é verdadeiramente ser Adorador do Senhor. E para encerrar esta Lição: “O meu povo foi destruído, porque lhe faltou conhecimento;” (Os. 4: 6).

domingo, 7 de janeiro de 2018

LIÇÕES BÍBLICAS / O PAI PROCURA INTERCESSORES - Lição: 01

LIÇÕES BÍBLICAS
Classe: “Ovelhas do Bom Pastor”.
Data: - 07 – 01 – 2018.
Titulo da Lição:           O PAI PROCURA  INTERCESSORES
Lição: 01
Texto Áureo: “Depois disto ouvi a voz do Senhor, que dizia: A quem enviarei, e quem há de ir por nós?” (Is. 6: 8)
Leitura Bíblica em Classe:         156  – 378  - HC  (Os. 4: 1 a 15)

1 – OUVI a palavra do Senhor, vós, filhos de Israel, porque o Senhor tem uma contenda com os habitantes da terra, porque não há verdade, nem benignidade, nem conhecimento de Deus na terra.
2 – Só prevalecem o perjurar, e o mentir, e o matar, e o furtar, e o adulterar, e há homicídios sobre homicídios.
3 – Por isso a terra se lamentará, e qualquer que morar nela desfalecerá com os animais do campo e com as aves do céu; e até os peixes do mar serão tirados.
4 – Todavia, ninguém contenda, nem qualquer repreenda; porque o teu povo é como os que contendem com o sacerdote.
5 – Por isso cairás de dia, e o profeta contigo cairá de noite; e destruirei a tua mãe.
6 – O meu povo foi destruído, porque lhe faltou o conhecimento; porque tu rejeitaste o conhecimento, também eu te rejeitarei, para que não sejas sacerdote diante de mim; visto que te esqueceste da lei do teu Deus, também eu me esquecerei de teus filhos.
7 – Como eles se multiplicaram, assim contra mim pecaram: eu mudarei a sua honra em vergonha.
8 – Alimentam-se do pecado do meu povo, e da maldade dele têm desejo ardente.
9 – Por isso, como é o povo, assim será o sacerdote; e visitarei sobre ele os seus caminhos, e lhe darei a recompensa das suas obras.
10 – Comerão, mas não se fartarão, entregar-se-ão à luxuria, mas não se multiplicarão; porque deixaram de olhar para o Senhor.
11 – A incontinência, e o vinho, e o mosto tiram a inteligência.
12 – O meu povo consulta a sua madeira, e a sua vara lhe responde, porque o espírito de luxuria os engana, e eles se corrompem, apartando-se da sujeição do seu Deus.
13 – Sacrificam sobre os cumes dos montes, e queimam incenso sobre os outeiros, debaixo do carvalho, e do álamo, e do olmeiro, porque é boa a sua sombra; por isso as vossas filhas se prostituem, e as vossas noras adulteram.
14 – Eu não castigarei vossas filhas, que se prostituem, nem vossas noras, quando adulteram; porque eles mesmos com as prostitutas se desviam e com as meretrizes sacrificam: pois o povo que não tem entendimento será transtornado.
15 – Se tu, ó Israel, queres corromper-te, não se faça culpado Judá; não venhas a Gilgal, e não subais a Bete-Áven, e não jureis, dizendo: Vive o Senhor.

Título da Lição: O PAI PROCURA INTERCESSORES

Definição: Mais um ano se findou, Novo Ano tem inicio, novas perspectivas na vida de todo aquele que procura a Paz e segue-a.
Iniciaremos também em nossa Congregação uma busca muito interessante sobre as cousas, que nosso Pai celeste procura encontrar em cada um de seus filhos aqui na terra. Na verdade, o ser humano vive procurando coisas, procuram lugar para morar, procuram um bom emprego, procuram drogas, procuram bisbilhotar a vida alheia, e tantas e tantas coisas.
Muitas delas sem nenhuma valia para uma vida de paz. Até parece estranho falar que o Nosso Deus na Pessoa de seu Filho Jesus também procura algo, na verdade só se procura algo que está perdido, mesmo sendo Deus Onipotente, Onipresente e Onisciente, Ele ainda procura coisas, ás quais vamos aprender nestas primeiras semanas do novo ano nas Lições de Escola Dominical. Para começar vamos recordar que o Número de Deus é SETE. E há Sete coisas que o Senhor ainda procura. 1ª – Deus procura Intercessores: “Ao povo da terra oprimem gravemente, e andam roubando, e fazem violência ao aflito e ao necessitado, e ao estrangeiro oprimem sem razão. E busquei dentre eles um homem que estivesse tapando o muro, e estivesse na brecha perante mim por esta terra, para que eu não a destruísse; mas a ninguém achei.” (Ez. 22: 29, 30). Neste texto do profeta Ezequiel o Senhor está falando dos pecados que estão assolando o mundo, mas porque ele não encontrou, e ainda hoje mais do que nunca Ele não encontra um que esteja tapando o muro? Porque os crentes que existem na face de toda a terra não estão aptos para interceder por ninguém, qual a razão? A resposta é; Ainda não compreenderam os Escritos Sagrados para suas próprias vidas. Estão apegados a feitiçarias, estão apegados aos pecados dos filhos, estão juntos e misturados com mal feitores, sem se falar que, a grande maioria está seguindo os falsos pastores e suas heresias, não discernindo a real vontade do Senhor. Para ser intercessor junto a Jesus; é preciso estar na brecha. Mas o que é na verdade ser intercessor? Ser intercessor é ser medianeiro, advogado, pessoa que entende de Leis, que as estuda a fundo, que ao abrir a sua boca na causa alheia, abra com segurança. Hoje especificamente falaremos de um moço que se consagrou ao Senhor duma tal maneira que, foi um dos escolhidos para estar junto aos cativos de Babilônia naquele cativeiro dos setenta anos. Aos 25 anos foi cativo com o povo rebelde, aos 30 anos foi chamado para Profeta em meio ao cativeiro vejamos: “E DISSE-ME: filho do homem, põe-te em pé, e falarei contigo. Então entrou em mim o espírito, quando falava comigo, e me pôs em pé, e ouvi o que me falava. E disse-me: Filho do homem, eu te envio aos filhos de Israel, às nações rebeldes que se rebelaram contra mim; eles e seus pais prevaricaram contra mim, até este mesmo dia.” (Ez. 2: 1 a 3).
Esta foi a chamada de Deus. É certo que tanto Ezequiel como tantos outros foram levados cativos sem terem transgredido as Leis do Senhor, esta é a prova do grande amor de Deus para com os transgressores. Mas voltando a condição de intercessor, como alguém pode querer ser intercessor de alguém diante de Deus Pai sem ter nenhum conhecimento das Sagradas Escrituras? Já temos muitas vezes aprendido que se não formos estudante da Bíblia Sagrada jamais teremos condições de orar nem sequer o Pai Nosso. Quando vemos no capítulo 2 de Ezequiel a chamada maravilhosa que o Senhor lhe fez: Põe-te de pé e falarei contigo... Esta foi a chamada. É bom que fique bem clara a questão; desde aqueles tempos até aos dias atuais para ser intercessor, ou seja, orar pelas causas das pessoas e dos irmãos em Cristo há uma condição muito séria. Vejamos: “DEPOIS me disse: Filho do homem, come o que achares; come este rolo, e vai, fala à casa de Israel. então abri a minha boca, e me deu a comer o rolo. E disse-me: Filho do homem, dá de comer ao teu ventre, e enche as tuas entranhas deste rolo que eu te dou. Então o comi, e era na minha boca doce como o mel. E disse-me: Filho do homem, vai entra na casa de Israel, e dize-lhe as minhas palavras. Porque tu não és enviado a um povo de estranha fala, nem de língua difícil, mas à casa de Israel.” (Ez. 3: 1 a 5). Intercessor! Chamada realmente muito bonita e de grande valia, mas de que maneira? Sair por aí impondo as mãos precipitadamente sobre as pessoas? Há um chavão no meio de um povinho crente que não quer nada com a leitura das Sagradas Escrituras; Vamos orar! É só isso que se ouve. Vejamos o que diz Paulo sobre isto: “A ninguém imponhas precipitadamente as mãos, nem participes dos pecados alheios: conserva-te a ti mesmo puro.” (I Tm. 5: 22). Ficou clara esta questão?
Portanto, para que se receba o Ministério de Intercessão é preciso antes, estar afiado nas Sagradas Escrituras, comer o Rolo diariamente.
A verdadeira intercessão acontece na maioria das vezes no Ministrar a Palavra Santa. A grande maioria dos pedidos de oração que o chamado povo de Deus lança aos irmãos, são, problemas puramente fácil de resolver com uma boa aula de Escola Dominical, pois são problemas adquiridos por falta de obediência as Escrituras, aos Mandamentos da Lei de Deus. Vemos que desde o Antigo Testamento o Senhor levantava profetas para apregoar a Palavra do Senhor ao povo, mas o povo sempre rejeitou, o povo só quer oração, mas oração nada resolve quando há desobediência. Agora nesta Nova Aliança temos um Intercessor por Excelência Jesus Cristo! Todo o Poder foi-lhe dado, e Ele está sempre pronto a nos ouvir e muito deseja que o conservemos como nosso Mestre para sempre. Mas voltando a questão que Deus procura intercessores, mas para ser intercessor é preciso estar na brecha; como assim? Estar na brecha é estar, em plena obediência as Sagradas Escrituras, na Doutrina, nos conselhos antigos do Senhor, pois não se pode tirar um til nem uma vírgula da Palavra. Portanto como está escrito “ Ó SENHOR, tu és o meu Deus; exaltar-te-ei, a ti, e louvarei o teu nome, porque fizeste maravilhas: os teus conselhos antigos são verdades e firmeza.” (Is. 25: 1). Estar na brecha é resistir o mal na porta do coração, na porta de morada, em fim por onde andar estar firmado na Rocha que é Jesus Cristo nosso Salvador. Intercessor aqui na terra é ser SEMEADOR da Palavra, pois Jesus está na Glória recebendo o bom trabalho de seus discípulos do século 21. Onde estão os tais?

domingo, 31 de dezembro de 2017

Culto do Dia 31 de dezembro / 2017

A PORTA ABERTA ESTÁ
Tivemos no dia 31 de dezembro o último culto de 2017. 
A seguir a oração inicial, a congregação cantou vários hinos da Harpa Cristã.
A leitura oficial foi feita pelo Diácono João de Aquino.
Além da leitura do relatório anual, tivemos também a entrega dos cartões aos novos membros: irmãs Maria José, Sueli, Arlete e a irmã Vilma.
Os trabalhos da comissão de visita foram reativados em março, e de lá, prá cá, o resultado tem sido positivo. Fazem parte da comissão as irmãs Maria José e Vilma que a partir de agora contarão com o apoio da irmã Arlete que foi integrada a esta comissão. Detalhe: no momento de sua posse e da entrega dos cartões, toda a congregação cantou o hino 433 (HC) - Sois bem vindos.
Não poderia faltar a tradicional troca de mensagens e confraternização antes da pregação, foi um dos momentos mais emocionantes do culto.










LIÇÕES BÍBLICAS / O SEMPRE PRESENTE! - Lição: 13

LIÇÕES BÍBLICAS
  Classe: “Ovelhas do Bom Pastor”.
  Data: - 31 – 12 – 2017.     
  Titulo da Lição:                  O SEMPRE PRESENTE!   
  Lição: 13
Texto Áureo: “E eis que o véu do templo se rasgou em dois, de alto a baixo; e tremeu a terra, e fenderam-se as pedras..” (Mt. 27: 51.).
Leitura Bíblica em Classe:       – 72 - HC                (Êx. 25: 10 a 22. 26: 31 a 33)

10 – Também farão uma arca de madeira de cetim: o seu comprimento será de dois côvados e meio, e a sua largura dum côvado e meio, e dum côvado e meio a sua altura.
11 – E cobri-la-ás de ouro puro, por dentro e por fora a cobrirás: e farás sobre ela uma coroa de ouro ao redor.
12 – E fundirás para ela quatro argolas de ouro, e as porás nos quatro cantos dela: duas argolas dum lado dela, e duas argolas noutro lado dela.
13 – E farás varas de madeira de cetim, e as cobrirá com ouro,
14 – E meterás as varas nas argolas, aos lados da arca, para se levar com elas a arca.
15 – As varas estarão nas argolas da arca, não se tirarão dela.
16 – Depois porás na arca o testemunho, que eu te darei.
17 – Também farás um propiciatório, de ouro puro: o seu comprimento será de dois côvados  e meio, e a sua largura dum côvado e meio.
18 – Farás também dois querubins de ouro: de ouro batido os farás, nas duas extremidades do propiciatório.
19 – Farás um querubim na extremidade duma parte, e o outro querubim na extremidade da outra parte: de uma só peça com o propiciatório fareis os querubins nas duas extremidades dele.
20 – Os querubins estenderão as suas asas por cima, cobrindo com as suas asas o propiciatório; as faces deles uma defronte da outra: as faces dos querubins estarão voltadas para o propiciatório.
21 – E porás o propiciatório em cima da arca, depois que houveres posto na arca o testemunho que eu te darei.
22 – E ali virei a ti, e falarei contigo de cima do propiciatório, do meio dos dois querubins (que estão sobre a arca do testemunho), tudo o que eu te ordenar para os filhos de Israel.
31 – Depois farás um véu de azul, e púrpura, e carmesim de linho fino torcido; com querubins de obra prima se fará.
32 – E o porá sobre quatro colunas de madeira de cetim, cobertas de ouro, sobre quatro bases de prata.
33 – Pendurarás o véu debaixo dos colchetes, e meterás a arca do testemunho ali dentro do véu: e este véu vos fará separação do santuário no lugar santíssimo.

Título da Lição: O SEMPRE PRESENTE!

Definição: Encerrando este estudo sobre O TABERNÁCULO no deserto, estamos nos preparando para investigar a última Sala do Tabernáculo. em cada uma de nossas lições temos descoberto retratos do Senhor Jesus. Mas antes de podermos entrar na segunda Sala, vamos ver esta porta de cortinas que separa o Santo Lugar do Lugar Santíssimo. Esta Sala, ou seja, esta porta de cortinas é chamada de Véu, um véu é usado para esconder ou cobrir alguma coisa. O véu da porta do Lugar Santíssimo estava lá para esconder a presença de Deus. Nesta época Deus não estava presente em forma humana, porém sua presença era mostrada através de uma nuvem resplandecente, e era por causa de sua presença que esta parte do Tabernáculo era chamada: Lugar Santíssimo. No Véu azul havia querubins bordados nele = Entrada Celestial. Vamos levantar o Véu e entrar no Lugar Santíssimo, onde Ele Jesus está sempre presente. Esta Sala (4, 50 m. por 5 mt.) É menor. Nesta sala havia apenas um utensílio: a Arca, a parte de baixo desta peça é uma caixa de madeira ou baú de 1, 20 mt de comprimento por 90 centimetros de largura e altura. A caixa é coberta de ouro por dentro e por fora. Ela chama-se arca. Geralmente as caixas são feitas para guardar alguma coisa, e a Arca também foi feita para isso. Três coisas posteriormente foram guardadas nesta Arca; as Tabuas de pedra com os Dez Mandamentos, um Pote com o Maná e a Vara de Arão que floresceu. Dois querubins foram forjados da chapa de ouro maciço um de cada lado, e tinham suas asas estendidas e olhavam para o Propiciatório = Propiciar, tornar favorável ou ter misericórdia e conceder bondade ou perdão que não merecemos. E por falar em Misericórdia, é bom estarmos sempre atentos quanto á questão do uso da palavra Misericórdia, pois não temos autonomia para estar lançando esta palavra sobre as pessoas, somente o Senhor pode usar de misericórdia para com alguém. Devemos sim, todos os dias usufluir da Misericórdia que recebemos do Senhor Jesus quando o recebemos como Salvador, pois esta Misericórdia serve de revestimento em nossa alma. Mas voltando ao nosso estudo. Uma vez por ano o Sumo Sacerdote Arão entrava nesta Sala e aspergia sobre o propiciatório entre os querubins. O Lugar Santíssimo = O Sempre Presente = Jesus Cristo Sempre Presente no interior de nossa alma: “Eis que estou á porta, e bato: se alguém ouvir a minha voz, e abrir a porta, entrarei em sua casa, e com ele cearei, e ele comigo.” (Ap. 3: 20). Vejamos agora o valor, a importância deste Véu feito com tanto esmero, para fazer separação entre as coisas que não condizem com uma vida de misturas, transgressões, rebeliões, desrespeitos dentro e fora dos Templos onde nos Altares está o: Sempre Presente, Jesus Cristo! A função do Véu: a) – Escondia a presença do Senhor. Isto nos chama muito a atenção sobre a questão de estar a todo momento expondo o Santo Nome do Senhor Jesus em vão, os dizeres abomináveis que os crentes inventam e saem espalhando. Por exemplo: Só Jesus na causa, esta é uma das gírias mais recentes deste povinho medíocre chamado de Crente, clamar o Sangue de Jesus é outra coisa abominável diante do Senhor, pois a função do Sangue de Jesus não é outra senão lavar o pecador de todos os pecados no ato da conversão: “Mas, se andarmos na luz, como ele na luz está, temos comunhão uns com os outros e o sangue de Jesus nos purifica de todo o pecado.” (I Jo. 1: 7). Esta é a verdadeira função do Sangue de Jesus, mas é bom saber que; este ato ocorre apenas uma vez, ou seja; no momento exato em que o pecador recebe a Jesus como Salvador. Mas, como os que são apenas crentes, estão sempre assombrados, por esta razão vivem pedindo um dos maiores absurdos que se possa pedir; “Jesus me cobre com seu sangue”, isto é ABOMINÁVEL  diante de Deus, pois são sinais evidentes de que esses tais que assim procedem nunca abriram as Sagradas Escrituras para ler e aprender as Maravilhas que o Senhor deixou em seus escritos Sagrados. É bom ter muito cuidado, pois está escrito no último capitulo do livro de Daniel: “E muitos dos que dormem no pó da terra ressuscitarão uns para a vida eterna, e outros para vergonha e desprezo eterno. os entendidos pois resplandecerão, como o resplendor do firmamento; e os que a muitos ensinam a justiça refulgirão como as estrelas sempre e eternamente.” (Dn. 12: 2, 3). Aí está, portanto busquemos conhecimento dentro das Escrituras. b) – A Cortina azul bordada com querubins; representa a entrada nos Céus, nos lugares celestiais, ou mansões celestiais, esta questão é muito séria, pois não será tão fácil assim passar por esta cortina, pelos estudos já feitos a recepção será feita por querubins, eis a razão deles estarem bordados na cortina de entrada. c) O Véu foi rasgado de alto a baixo, quando isto aconteceu? Vejamos: “E eis que o véu do templo se rasgou em dois, de alto a baixo; e tremeu a terra, e fenderam-se as pedras. E abriram-se os sepulcros, e muitos corpos de santos que dormiam foram ressuscitados; E, saindo dos sepulcros, depois da ressurreição dele, entraram na cidade santa, e apareceram a muitos.” (Mt. 27: 51 a 53). Portanto no exato momento em que Jesus expirou na cruz a arca subiu, e isto está provado, pois João viu: “E abriu-se no céu o templo de Deus, e a arca do seu concerto foi vista no seu templo: e houve relâmpagos, e vozes, e trovões, e terremotos e grande saraiva.” (Ap. 11: 19). Aí fica esclarecido para nós que fazemos menção da Palavra Santa onde está a Arca? Nos Céus. Portanto esta arca tornou-se para os salvos em Jesus Cristo uma aliança = Presença de Deus. Presença que renova, pela cura interior através de uma vida dedicada a aprender sempre. O Testemunho o qual Moises falou que colocaria dentro da Arca foram: As Tábuas da Lei, o Pote com o Maná e a Vara de Arão que floresceu. A Propiciação de Cristo = Salvos por Ele. O Sumo Sacerdote = Jesus Salvador: “Assim Arão levará os nomes dos filhos de Israel no peitoral do juízo sobre o seu coração, quando entrar no santuário, para memória diante do Senhor continuamente.” (Êx. 28: 29). “Visto que temos um grande sumo sacerdote, Jesus Cristo, Filho de Deus, que penetrou nos céus, retenhamos firmemente a nossa confissão.” (Hb. 4: 14). Portanto o salvo tem em sua alma o Sempre Presente: Jesus Cristo! 

domingo, 24 de dezembro de 2017

CULTO DE NATAL (2017) / “Ele é desde a Eternidade”

“Ele é desde a Eternidade”
CULTO DE NATAL, ÀS 18 HORAS / 24 – 12 – 2017
I – Oração Inicial
II – Hinos: 46, 139, 112.
III – Leitura Bíblica Oficial: “Ele é Desde a Eternidade!” 
(PV. 22:30)
IV – Testemunhos
V – Cânticos Natalinos
VI – Prédica sob o texto do profeta Miqueias (Cap. 5: 2, 4).
VII – Oração final - Tríplice Amém!