Pesquisar este blog

E o semeador saiu a semear (áudios)

Vídeos

terça-feira, 17 de abril de 2018

LIÇÕES BÍBLICAS / BUSCAI CONHECIMENTO - Lição: 04

 LIÇÕES BÍBLICAS
  Classe: “Ovelhas do Bom Pastor”.
  Data: - 22 – 04 – 2018.      
Titulo da Lição:          BUSCAI CONHECIMENTO
  Lição: 04 
Texto Áureo: “Celebrai com júbilo ao Senhor, todos os moradores da terra”  (Sl. 100: 1).   
                                                                                  
Leitura Bíblica em Classe:
  330 - 305  - HC     (Mt. 1: 1 a 17) 

1 – LIVRO da geração de Jesus Cristo, filho de Davi, filho de Abraão.
2 – Abraão gerou a Isaque; e Isaque gerou a Jacó; e Jacó gerou a Judá e a seus irmãos;
3 – E Judá gerou de Tamar a Farés e a Zará; e Farés gerou a Esrom; e Esrom gerou a Arão.
4 – E Arão gerou a Aminadabe; e Aminadabe gerou a Naassom; e Naassom gerou a Salmom;
5 – E Salmom gerou de Raabe a Booz, e Booz gerou de Rute a Obede; e Obede gerou a Jessé;
6 – E Jessé gerou ao rei Davi; e o rei Davi gerou a Salomão da que foi mulher de Urias;
7 – E Salomão gerou  a Roboão; e Roboão gerou a Abias: e Abias gerou a Asa;
8 – E Asa gerou a Josafá; e Josafá gerou a Jorão; e Jorão gerou a Ozias;
9 – E Ozias gerou a Joatão; e Joatão gerou a Acaz; e Acaz gerou a Ezequias;
10 – E Ezequias geroua a Manasses; ; e Manassez gerou a Amom; e Amom gerou a Josias;
11 – E Josias gerou a Jeconias e a seus irmãos na deportação para Babilônia.
12 – E, depois da deportação para a Babilônia, Jeconias gerou a Salatiel; e Salatiel gerou a Zorobabel;
13 – E Zorobabel gerou a Abiúde; e Abiúde gerou a Eliaquim; e Eliaquim gerou a Azor.
14 – A Azor gerou a Sadoque; e Sadoque gerou a Aquim; e Aquim gerou a Eliúde;
15 – E Eliúde gerou a Eliazar; e Eliazar gerou a Matã; e Matã gerou a Jacó;
16 – E Jacó gerou a José marido de Maria, da qual nasceu Jesus, que se chama o Cristo.
17 – De sorte que todas as gerações, desde Abraão até Davi, são catorze gerações; e desde Davi a até à deportação para Babilônia, catorze gerações; e desde a deportação para Babilônia até Cristo, catorze gerações.

Título da Lição: BUSCAI CONHECIMENTO

Definição: Dando continuidade a história de uma família que morava numa Cidade Especial, de nome especial: Belém! Quão importante para Deus são os nomes próprios ou de Cidades, Vilas ou Ruas, coisa que para nós pouco ou nenhum valor costumamos dar. Mas hoje em nossa Leitura Bíblica de Classe estaremos buscando conhecimentos dentro das genealogias, pois é de suma importância que assim passamos a fazer. Vemos que na genealogia de Jesus Cristo, encontramos cinco nomes de mulheres citadas, que muito representaram na História, ou seja, na genealogia de Jesus nosso Salvador. Elas assim fizeram parte na descendência de Jesus. Vejamos seus nomes: Tamar, Raabe a mulher que morava sobre o muro de Jericó, Rute, a moabita, Bate-Seba mãe de Salomão, e Maria mãe de Jesus. Cada uma delas tem uma história que marcou, embora num tempo em que as mulheres nem eram contadas pelos homens, porém o Senhor Criador as teve em grande estima, dentre elas algumas eram de origem estrangeira; Tamar era Cananeia, procure conhecer quem foi esta mulher, sua história está em Gênesis cap. 38. Raabe era de Jericó, Rute de Moabe, Bate-Seba era Betsabeia,  mulher de Urias um homem heteu. Somente Maria mãe de Jesus era povo de Deus. Mas vamos dando continuidade na história de uma família que infelizmente havia se distanciado do Caminho que conduz a salvação, estamos nos referindo a família de Elimeleque. Naquela peregrinação nas terras de Moabe, Noemi muito angustiada, com suas duas noras; Orfa e Rute, ali estavam três mulheres viúvas, longe de suas terras de origem. Então vamos dando continuidade a esta história verídica que muito pode servir de exemplo para alguns que muitas vezes se apavoram com as provas de cada dia, na verdade não discernindo o que é prova do que é luta. Muitas vezes temos aprendido com o Senhor a diferença, aliás é extremamente necessário  que aprendamos a diferença entre luta e prova, a luta vem pelo desobediência a Palavra do Senhor, mas as provas para que o Senhor possa nos avaliar, e ver o quanto temos assimilado os seus ensinamentos. Mas vejamos o dialogo de Noemi com suas duas noras pelo caminho: “Então se levantou ela  com as suas noras e voltou dos campos de Moabe, porquanto, na terra de Moabe, ouviu que o SENHOR tinha visitado o seu povo, dando-lhe pão. Pelo que saiu do lugar onde estivera, e as suas duas noras com ela. E, indo elas caminhando, para voltarem para a terra de Judá...” (Rt. 1: 6, 7). Mas que medo, que preocupação a de Noemi de passar necessidade, mas é compreensível em se tratando da pessoa distanciada do Caminho que é Jesus, aliás nem é preciso estar totalmente desviado para temer certos revezes na vida, é preciso constantemente estar buscando conhecimentos no Livro Santo, pois é através do conhecimento e consequentemente a obediência aos Mandamentos do Senhor para que se tenha uma vida de Paz, pois escrito está; “De sorte que a fé é pelo ouvir, e o ouvir pela palavra de Deus.” (Rm. 10: 17). Portanto, não basta ouvir, é necessário por em pratica todo o aprendizado, para que no momento em que vier a prova, estar firme.  
Mas vamos continuar a meditar no lindo desfecho da história desta família. No meio do caminho Noemi parou e... “disse Noemi às suas duas noras: Ide, voltai cada uma à casa de sua mãe; e o SENHOR use convosco de benevolência, como usastes com os defuntos e comigo.” (Rt. 1: 8). Mas como já temos aprendido, ali as noras insistiram para segui-la , no fim Orfa resolveu voltar para casa, mas Rute já havia se convertido ao Deus de Israel, mesmo Noemi ainda bem amargurada, com certeza fazia menção do nome do Deus de Israel e até cultuava junto delas e Rute pela sua reação havia aprendido através das historias, dos feitos do Senhor se converteu ao Deus de Israel. É Magnífica a reação de Rute após a insistência de Noemi para que elas Orfa e Rute voltassem para a casa de suas respectivas mães. Orfa voltou, mas Rute não, e faz uma das mais lindas revelação do que o Senhor já havia realizado no coração dela. Está escrito que a boca fala do que está cheio o coração, esta expressão o Senhor Jesus falou àqueles hipócritas que o seguia pelo caminho: Mt. 12: 34. Mas em se tratando da jovem Rute, ela expressou palavras que só podem ser ditas por uma pessoa altamente convertida ao Senhor, vejamos: “Então, levantaram a sua voz e tornaram a chorar; e Orfa beijou a sua sogra; porém Rute se apegou a ela. Pelo que disse: eis que voltou tua cunhada ao seu povo e aos seus deuses; volta tu também após a tua cunhada. Disse, porém, Rute: Não me instes para que te deixes e me afaste de ti; porque; onde quer que tu fores, irei eu e, onde quer que pousares à noite, ali pousarei eu; o teu povo é o meu povo, o teu Deus é o meu Deus. onde quer que morreres, morrerei eu e ali serei sepultada; me faça assim o Senhor e outro tanto, se outra coisa que não seja a morte me separar de ti.” (Rt. 1: 14 a 17). Que sinal Maravilhoso de salvação na vida desta moça! Que declaração de Fé e amor. aqui vemos com toda clareza a diferença do salvo, pois não havia nela nenhum medo do porvir, das dificuldades que pudesse passar, ela estava plenamente confiante, firme e forte, pelo desenrolar da história no parece que elas voltaram a Belém a pé. E assim foi a volta de Noemi à sua terra, mas a angustia ainda se fazia muito presente no coração, na vida de Noemi. Sua amargura era muito grande vemos na expressão de suas palavras ao chegarem em Belém, diz o texto no verso 19 do cap. 1, que ao entrarem em Belém toda a cidade se comoveu por causa delas, e diziam: Não é esta Noemi? Vejamos: “... Porém ela lhes dizia: Não me chameis Noemi; chamai-me Mara, porque grande amargura me tem dado o Todo-Poderoso. Cheia parti, porém vazia me fez tornar; por que, pois, me chamareis Noemi? Pois o Senhor testifica contra mim, e o Todo-poderoso me tem afligido tanto.” (Rt. 1: 20, 21). Aqui podemos imaginar que o povo daquela cidade ao ouvir essas palavras de amargura, provinda da boca de Noemi devem ter ficado horrorizados, e sem palavras. E nós vemos que em todo o tempo ela acusa o Senhor. o mesmo acontece nesses dias atuais, muitos crentes murmuram constantemente contra o Senhor, mas existe uma pergunta que o senhor nos faz: “De que se queixa, pois, o homem vivente? Queixe-se cada um dos seus pecados”. (Lam. 3: 39). Tenhamos muito cuidado para não acusar o Senhor, pois Ele é Perfeito! Cuidemos de nossa salvação. Continuaremos esta linda história.

domingo, 15 de abril de 2018

Culto em Ação de Graças pela conversão ao Evangelho da Missionária Maria da Glória


Dia 15 de abril foi realizado Culto em Ação de Graças pela conversão ao Evangelho da Missionária Maria da Glória; fato que ocorreu em 16 de abril de 1976, no Templo da Igreja Metodista do Brasil (Vista Alegre - Pastor Armando).
Detalhe: A conversão ocorreu no exato momento em que o Pastor Armando fazia uma explanação sobre o Salmo 30...
(EXALTAR-TE-EI, ó Senhor, porque tu me exaltaste e; não fizeste com que meus inimigos se alegrassem sobre mim.
2 - Senhor, meu Deus, clamei a ti, e tu me saraste.
3 - Senhor, fizeste subir a minha alma da sepultura: conservaste-me a vida para que não descesse ao abismo.
4 - Cantai ao Senhor, voz que sois seus santos, e celebrai a memória da sua santidade.
5 - Porque a sua ira dura só um momento; no seu favor está a vida; o choro pode durar uma noite, mas a alegria vem pela manhã.)
Veja alguma imagens:

 

quinta-feira, 12 de abril de 2018

E O SEMEADOR SAIU A SEMEAR: A falsidade dos homens e a veracidade de Deus.

E O SEMEADOR SAIU A SEMEAR:

A falsidade dos homens
 e a veracidade de Deus. (Salmo: 12: 1 a 8).

1 – SALVA-NOS, Senhor, porque faltam os homens benignos; porque são poucos os fiéis entre os filhos dos homens.
2 – Cada um fala com falsidade ao seu próximo: falam com lábios lisonjeiros e coração dobrado.
3 – O Senhor cortará todos os lábios lisonjeiros e a língua que fala soberbamente.
4 – Pois dizem: Com a nossa língua prevaleceremos: os beiços são nossos: quem é o Senhor sobre nós?
5 – Por causa da opressão dos pobres, e do gemido dos necessitados, me levantarei agora, diz o Senhor; porei em salvo aquele para quem eles assopram.
6 – As palavras do Senhor são palavras puras, como prata refinada em forno de barro, purificada sete vezes.
7 – Tu os guardarás, Senhor; desta geração os livrarás para sempre.
8 – Os ímpios circulam por toda a parte, quando os mais vis dos filhos dos homens são exaltados.
          Estamos neste dia trazendo mais uma mensagem da parte de Deus nosso Senhor. Mensagem que vem retratando toda uma situação bem atual nesses dias.
       Dias de trevas sobre toda a face da terra, pois a humanidade na sua maior parte tem se distanciado de Deus, sim esta é a dura realidade, o povo procura religião para ser feliz, coisa que não existe, mas quando alguém olha para Jesus e chama por Ele, pode ter certeza que, Ele, lá dos altos Céus ouvirá e responderá a súplica seja ela qual for, pois vida com Paz? Só em Jesus, pois para isto se entregou na morte de cruz para que tivéssemos vida, e vida com alegrias, porque ele é a porta de saída. Assim está escrito: “Eu sou a porta; se alguém entrar por mim, salvar-se-á, e entrará, e sairá, e achará pastagens. O ladrão não vem senão a roubar, a matar, e a destruir: eu vim para que tenham vida, e a tenham com abundância. Eu sou o bom Pastor: o bom Pastor dá a sua vida pelas ovelhas.” (Jo. 10: 9 a 11).
      Aí está a mensagem, que você está recebendo neste dia, não endureça o seu coração, mas creia que os Escritos Bíblicos são a única esperança que ainda se pode ter nesses dias na face desta terra.

quarta-feira, 11 de abril de 2018

LIÇÕES BÍBLICAS / BELÉM, CASA DE PÃO - Lição: 03

LIÇÕES BÍBLICAS
  Classe: “Ovelhas do Bom Pastor”.
  Data: - 15 – 04 – 2018.     
Titulo da Lição:    BELÉM, CASA DE PÃO
  Lição: 03
Texto Áureo: “O anjo do Senhor acampa-se ao redor dos que o temem, e os livra ”  (Sl. 34: 7).  
                                                                                  
Leitura Bíblica em Classe: 
 321 - 388  -HC (Sl.Jz. 2: 1 a 14 )

1 – E subiu o anjo do Senhor de Gilgal a Boquim e disse: Do Egito vos fiz subir, e vos trouxe à terra que a vossos pais tinha jurado, e disse: Nunca invalidarei o meu concerto convosco.
2 – E, quanto a voz, não fareis concerto com os moradores desta terra; antes, derrubareis os teus altares. Mas vós não obedecestes à minha voz. Por que fizestes isso?
3 – Pelo que também eu disse: Não os expelirei de diante de vós; antes, estarão às vossas costas, e os seus deuses vos serão por laço.
4 – E sucedeu que, falando o anjo do Senhor estas palavras a todos os filhos de Israel, o povo levantou a sua voz e chorou.
5 – Pelo que chamaram àquele lugar Boquim; e sacrificaram ali ao Senhor.
6 – E, havendo Josué despedido o povo, foram-se os filhos de Israel, cada um à sua herdade, para possuírem a terra.
7 – E serviu o povo ao Senhor todos os dias de Josué e todos os dias dos anciãos que prolongaram os seus dias depois de Josué e viram toda aquela grande obra do Senhor, a qual ele fizera a Israel.
8 – Faleceu, porém, Josué, filho de Num, servo do Senhor, da idade de cento e dez anos.
9 – E sepultaram-no no termo da sua herdade, em Timnate-Heres, no monte de Efraim, para o norte do monte Gaás.
10 – E foi também congregada toda aquela geração a seus pais, e outra geração após eles se levantou, que não conhecia o Senhor, nem tampouco a obra que fizera a Israel.
11 – Então fizeram os filhos de Israel o que parecia mal aos olhos do Senhor; e serviram aos baalins.
12 – E deixaram ao Senhor, Deus de seus pais, que os tirara da terra do Egito, e foram-se após outros deuses, dentre os deuses das gentes que havia ao redor deles, e encurvaram-se a eles, e provocaram ao Senhor à ira.
13 – Porquanto deixaram ao Senhor e serviram a Baal e a Astarote.
14 – Pelo que a ira do Senhor se acendeu contra Israel, e os deu na mão dos roubadores, e os roubaram; e os entregou na mão dos seus inimigos ao redor; e não puderam mais estar em pé diante dos seus inimigos.

Título da Lição: BELÉM, CASA DE PÃO

Definição:  Iniciando novos aprendizados através do Livro Santo, onde contém histórias verdadeiras sobre um povo que, embora tenha sido escolhido por Deus, deu muito mais trabalho do que alegrias. Mas será que o Senhor se enganou com este povo de Israel? Não, Ele sabia de toda a obstinação daquela Nação, mas sempre existiu e sempre existirá em Nosso Amado Senhor uma coisa chamada Esperança. Esperança é um dos quesitos do fruto do Espírito Santo, por isto o Senhor nunca desistiu, pois havia uma Promessa de pé, desde o Éden. Outra coisa muito importante é que o Senhor não se preocupa com quantidades, mas sim, qualidade. Ao criar o ser humano a Trindade Santa disse: Façamos o homem segundo a nossa imagem e semelhança, tempos depois criou a mulher e a dotou de todos os predicados, e assim foi, mesmo assim o Senhor que de tudo é sabedor nunca os deixou só, todos os dias pela virada da tarde lá estava, ensinado-os, doutrinando-os em tudo. Mas vamos ao inicio de nosso estudo sobre uma família que morava numa Cidade abençoada chamada Belém. Os fatos que vamos relatar aconteceu nos dias em que os Juízes julgavam na terra. É importante aprendermos o que o Senhor nos ensina através do Livro sagrado, a Bíblia, sobre os relacionamentos. No livro Bíblico que tem o nome de Rute, ele é bem pequeno, poucos capítulos mas, de um conteúdo espetacular, em forma de ensinamentos. Vejamos o primeiro versículo: “E sucedeu que, nos dias em que os juízes julgavam, houve uma fome na terra; pelo que um homem de Belém de Judá saiu a peregrinar nos campos de Moabe, ele, e sua mulher, e seus dois filhos.” (Rt. 1: 1). Vamos fazer uma parada aqui para começarmos a compreender todos os propósitos de Deus para com a humanidade; por qual razão os juízes julgavam? Então para entender precisamos dar uma voltinha na terra para ver qual a razão: “E serviu o povo ao Senhor todos os dias de Josué e todos os dias dos anciãos que prolongaram os seus dias depois de Josué e viram toda aquela grande obra do Senhor, a qual ele fizera a Israel.” (Jz. 2: 7). Então parece que já podemos começar a compreender a razão da desgraça de uma família, ou seja, a família de Elimeleque. A história de Rute tem fundamento nos dias em que os juízes julgavam. Imediatamente à morte de Josué o povo dá inicio a sua rebelião contra o Senhor, fazendo o que o Senhor mais abomina na vida de seu povo; a mistura vejamos então qual foi a infidelidade do povo após a morte de Josué: “Então, fizeram os filhos de Israel o que parecia mal aos olhos do Senhor; e serviram aos baalins. E deixaram o Senhor Deus de seus pais, que os tirara da terra do Egito, e foram-se após outros deuses, dentre os deuses das gentes que havia ao redor deles, e encurvaram-se a eles, e provocaram o Senhor à ira.” (Jz. 2: 11, 12). Aí está, a razão pela qual o Senhor naquela ocasião mandou a fome sobre a terra. A família de Elimeleque estava morando numa terra boa, aliás até o nome daquela cidade é muito significativo, pois Belém é casa de pão. Mas acontece que aquela família estava totalmente desviada do Caminho do Senhor, isto podemos ver com toda clareza desde a escolha dos nomes dos filhos, vemos que desde o Antigo Testamento os nomes principalmente nomes próprios eram dados sob direção Divina, vejamos: Elimeleque significa: Deus é rei, Noemi significa: deleite, muito bem, mas este casal que era “povo de Deus”, mostra que desde a ocasião do nascimento de seus dois filhos já estavam desviados do Caminho do Senhor, pois veremos agora os nomes e seus significados dos dois meninos seus filhos: O primogênito recebeu o nome de Malom que significa: doentio, o segundo recebeu o nome de: Quiliom que significa tuberculose. A mesma coisa está acontecendo, ou melhor, sempre aconteceu as escolhas dos nomes para os filhos, as pessoas vão colocando nomes que nem sabem o significado, isto sempre foi um dos maiores cuidados que o Senhor teve desde o principio do mundo. Mas voltando a história, pelo nome de Elimeleque podemos sentir pelo seu significado que, na ocasião de seu nascimento a terra estava em paz. Mas a história é pautada também na questão dos relacionamentos, ou seja, nas misturas com os que se rebelaram contra a Palavra do Senhor, podemos até passando por eles cumprimenta-los; não com a Paz do Senhor, pois quem tem a Paz do Senhor vive em união. Isto pode até parecer cruel, mas não é, isto é amar ao Nosso Deus como nosso Pai Verdadeiro. Toda a ruína desta família proveio do seu desvio do Senhor, as pessoas que se rebelam contra o Senhor passam a não ter mais nenhuma direção Divina, assim estava a família de Elimeleque. Ao saírem de Belém, foram justamente para uma terra de que representava um povo que nunca pertenceu ao povo de Deus, pois foi fruto de um incesto, fruto do pecado: “Então, a primogênita disse a menor: Nosso pai é já velho, e não há varão na terra que entre a nós, segundo o costume de toda a terra. Vem, demos a beber vinho a nosso pai e deitemo-nos com ele, para que em vida, conservemos semente de nosso pai.” (Gn. 19: 31, 32.). Penso que não é preciso falar o quão grande foi esse pecado. As duas filhas de Ló conceberam e deram a luz, a primogênita teve um menino o qual colocou o nome de Moabe. Ao crescer foi dono de uma terra a qual recebeu o nome; terra de Moabe e foi para lá que o senhor Elimeleque deixou a Casa de Pão para morrer nas terras de Moabe. Vamos cada dia tomar como exemplo o saber passar pelas provas que o Senhor Nosso Deus tem para nós, esta família de quatro pessoas não teve prazer na prova da escassez de alimentos. Voltando a história vemos que o primeiro a morrer foi o marido de Noemi, os filhos tomaram para si mulheres moabitas: “E morreu Elimeleque, marido de Noemi; e ficou ela com os seus dois filhos, os quais tomaram para si mulheres moabitas; e era o nome de uma Orfa, e o nome da outra, Rute; e ficaram ali quase dez anos. E morreram também ambos, Malom e Quiliom, ficando assim esta mulher desamparada dos seus dois filhos e de seu marido.” (Rt. 1: 3 a 4). Que situação. Bem no inicio da história vemos que eles, durante todos estes anos peregrinaram naquela terra, peregrinar é símbolo de luta, peregrinar é não ter morada certa, pois estavam em terra alheia, povo que não era seu povo, gente sem a proteção Divina, fruto de incesto, não adianta se rebelar contra o Senhor, pois o que está escrito se cumpre. Mas quando há arrependimento embora com revolta, o Senhor tem benevolência.

terça-feira, 3 de abril de 2018

LIÇÕES BÍBLICAS / CANTAI UM CÂNTICO NOVO - Lição: 02

LIÇÕES BÍBLICAS
  Classe: “Ovelhas do Bom Pastor”.
  Data: - 08 – 04 – 2018.   
Titulo da Lição:  CANTAI  UM CÂNTICO NOVO
Lição: 02
Texto Áureo: “Celebrai com júbilo ao Senhor, todos os moradores da terra”  (Sl. 100: 1). 
                                                                               
Leitura Bíblica em Classe: 
212 - 213  -HC   (Sl. 105: 1 a 25)

1 – Louvai ao SENHOR e invocai o seu nome; fazei conhecidas as suas obras entre os povos.
2 – Cantai-lhe cantai-lhe salmos; falai de todas as maravilhas.
3 – Gloriai-vos no seu santo nome; alegre-se o coração daqueles que buscam ao Senhor.
4 – Buscai ao SENHOR e a sua força; buscai a sua face continuamente.
5 – Lembrai-vos das maravilhas que fez, dos seus prodígios e dos seus juízos da sua boca.
6 – Vós, descendência de Abraão, seu servo, vós, filhos de Jacó, seus escolhidos.
7 – Ele é o SENHOR, nosso Deus; os seus juízos estão em toda a terra.
8 – Lembra-se perpetuamente do seu concerto, da palavra que mandou, até milhares de gerações.
9 – Do concerto que fez com Abraão e do seu juramento a Isaque.
10 – O qual ele confirmou a Jacó por estatuto e a Israel por concerto eterno.
11 – Dizendo: A ti darei a terra de Canaã por limite da vossa herança.
12 – Quando eram ainda poucos homens, sim, muito poucos, e estrangeiros nela.
13 – Quando andavam de nação em nação e de um reino para outro povo,
14 – Não permitiu a ninguém que os oprimisse, e por amor deles repreendeu reis, dizendo:
15 – Não toqueis nos meu ungidos, e não maltrateis os meus profetas.
16 – Chamou a fome sobre a terra; fez mirrar toda a planta do pão.
17 – Mandou adiante deles um varão, que foi vendido por escravo: a José,
18 – Cujos pés apertaram com grilhões e a quem puseram em ferros.
19 – Até ao tempo em que chegou a sua palavra; a palavra do SENHOR o provou.
20 – Mandou o rei e o fez soltar; o dominador dos povos o soltou.
21 – Fê-lo senhor da sua casa e governador de toda a sua fazenda.
22 – Para, a seu gosto, sujeitar os seus príncipes e instruir os seus anciãos.
23 – Então Israel entrou no Egito, e Jacó peregrinou na terra de Cam.
24 – E ele multiplicou sobremodo o seu povo e o fez mais poderoso do que os seus inimigos.
25 – Mudou o coração deles para que aborrecessem o seu povo, para que tratassem astutamente aos seus servos.

Título da Lição: CANTAI UM CÂNTICO NOVO

Definição: Estamos partindo para o encerramento desta linda história de Ester, sim, pois o livro de Ester faz parte da coletânea dos livros históricos da Bíblia Sagrada. Na própria história encontramos o seu escritor, vejamos: “E Mardoqueu escreveu essas coisas e enviou cartas a todos os judeus que se achavam em todas as províncias do rei Assuero, aos de perto e aos de longe, ordenando-lhes que guardassem o dia quatorze do mês de adar e o dia 15 do mesmo, todos os anos.”(Et. 9: 20). Adar significa: Mês de Março. Portanto fica bem claro que o escritor do livro de Ester é Mardoqueu. Os judeus sempre tiveram essa orientação desde o Pentateuco ali aprendendo com Moisés, que tudo deve ficar escrito em memorial diante do Senhor. Estamos nesta manhã findando este estudo tão maravilhoso sobre o cuidado do Senhor para com seu povo, hoje muito mais do que nunca, pois, cumpriu-se o que foi prometido desde o Éden; a Nova Aliança para os que estão alegres com o Senhor. Voltando a história; a Festa de Purim realizada pelo povo judeu em comemoração a grande libertação concedida, através da santificação de dois filhos de Israel abnegados: Ester e Mardoqueu. O nome “Purim” vem da palavra hebraica “Pur” que significa sorteio. Alias, vejamos o que Hamã já havia intentado: “Porque Hamã, filho de Hamedata, o agagita, inimigo de todos os judeus, tinha intentado destruir os judeus; e tinha lançado Pur, isto é a sorte para os assolar e destruir. Mas vindo isso perante o rei, mandou ele por cartas que o seu mau intento, que intentara contra os judeus, se tornasse sobre a sua cabeça; pelo que o enforcaram a ele e a seus filhos numa forca.” (Et. 9: 24, 25). Hamã tinha dez filhos. (Et.9: 12). Aí ficamos muitas vezes pensando; mas o que os filhos tinham a ver com os atos do pai? Tudo! Para Deus tornava-se semente maligna, e nós não temos que nos entremeter nas coisas do Senhor. Vemos nos versos que se seguem no capítulo 9: “Depois disso, escreveu a rainha Ester, filha de Abiail, e Mardoqueu, o judeu, com toda a força, para confirmarem segunda vez esta carta de Purim. E mandaram cartas a todos os judeus, às cento e vinte e sete províncias do reino de Assuero, com palavras de paz e fidelidade, para confirmarem esses dias de Purim nos seus tempos determinados, como Mardoqueu, o judeu, e a rainha Ester lhes tinham estabelecido sobre si e sobre a sua semente, acerca do jejum  do seu clamor.” (Et. 9: 29 a 31). E ali houve muita festa, banquetes, folguedos, pois os judeus sempre foram alegres e gostava de danças, já vimos tantas vezes, por exemplo: Quando findou a travessia  do Mar Vermelho;“Então Miriã. A profetisa, a irmã de Arão, tomou o tamboril na sua mão, e todas as mulheres saíram atrás dela com tamboris e com danças. E Miriã respondia: Cantai ao Senhor, porque sumamente se exaltou e lançou no mar o cavalo com seu cavaleiro.” (Ex. 15: 20, 21). E lá na festa do Purim no foi diferente, pois os judeus fizeram muita festa por conta desta grande libertação. Outro fato importante foi a sabedoria de Ester quando da ocasião do Jejum, ela teve a Divina orientação de fazer a Mardoqueu.
Não somente participar ao povo sobre o Jejum, mas também que o povo entrasse no mistério do Jejum por ela vejamos mais uma vez: “...Então disse Ester que tornassem a dizer a Mardoqueu: Vai, e ajunta todos os judeus que se acharem em Susã, e jejuai por mim, e não comais, nem bebais por três dias nem de dia, nem de noite, e eu e as minhas moças também assim jejuaremos; e assim irei ter com o rei, ainda que é segundo a lei; e, perecendo, pereço.” ( Et. 4: 16, 17). Vemos que, além de tudo no final desta fala de Ester ela tinha consciência que estava infligindo á lei dos persas, mesmo assim foi em frente pela Fé. Mas o que podemos também tirar desses dois versículos foi a sabedoria de Ester quanto a envolver o seu povo na história, ou seja,  no Jejum, isto nos chama muito a atenção sobre acomunicação que deve haver sempre, entre os que se dizem povo de Deus. Não é bem assim o que está ocorrendo muitas vezes em nosso meio, daí se conhece os que são, e os que não são leais uns para com os outros. Aprendemos muito com esta irmã na Fé chamada Ester, sua integridade é magnífica. Outro detalhe muito importante nesta linda história é que, como vimos acima no verso 29 do capitulo 9 que Ester também foi escritora do livro, e escreveu com toda a força para confirmarem segunda vez esta carta de Purim, e mandaram a todos os judeus, e também às vinte e sete províncias do reino de Assuero, com que? Com palavras de Paz. As lições contidas neste livro de Ester não é somente para ficarmos achando linda, e comentando; é linda e etc. nada disto, estas lições são para que haja mudança, e mudança radical em cada um de nós, mudou, ou não? Vemos quanta coisa mudou em Mardoqueu, em Ester, no rei Assuero, sem se falar no que deve ter mudado na vida das damas de companhia da rainha Ester, nos eunucos, podemos imaginar a alegria generalizada. Aliás, o capitulo 10, ou seja: o último capítulo nos mostra parte das mudanças. Susã que significa Lírio tornou-se uma cidade magnífica, muitas obras de artes e etc. interessante que no livro de Daniel capitulo 8 a partir do verso 2, lá está a visão. Aquela visão de Daniel retrata tudo o que iria acontecer a Mardoqueu. Leiam, estudem a Palavra de Deus. Nunca esqueça que o nosso Senhor trabalha muitas vezes em silêncio. Mas para irmos encerrando este estudo vemos que tudo foi esclarecido, isto é muito importante que atentemos, o Senhor nosso Deus é Perfeito, Ele não deixa nada para trás, tudo vem à tona, por isto é que devemos estar em alerta, veio ao conhecimento do rei Assuero que Ester e Mardoqueu eram descendentes do primeiro rei de Israel; Saul filho de Quis, consequentemente Ester também da mesma descendência. Por esta razão o rei Assuero: “Depois disto, pôs o rei Assuero tributo sobre a terra e sobre as ilhas do mar. E todas as obras do seu poder e do seu valor e a declaração da grandeza de Mardoqueu, a quem o rei engrandeceu, porventura, não estão escritas no livro das crônicas dos reis da Média e da Pérsia? Porque o judeu Mardoqueu foi o segundo depois do rei Assuero, e grande para com os judeus, e agradável para com a multidão de seus irmãos, procurando o bem do seu povo e trabalhando pela prosperidade de toda a sua nação.” (Cap. 10). Assim findamos este estudo que com certeza, faz mudar os modos de vida do que quer ser mudado. Agradeçamos a Deus  pelo que nos resta: Termos uma BÍBLIA nas mãos.