A PORTA ABERTA ESTÁ

A PORTA ABERTA ESTÁ
Culto de Doutrina - terças às 18:30 / Culto de Consagração - quartas às 09:00 / Culto de Libertação - quintas às 15:00 / Evangelização e Culto ao Ar Livre - sábados às 17:00 / Escola Dominical às 09:00 / Culto Público aos domingos às 18:00

Translate

domingo, 25 de outubro de 2015

LIÇÕES BÍBLICAS / JESUS, LUZ E VIDA! - Lição: 04

LIÇÕES BÍBLICAS
Classe: “Ovelhas do Bom Pastor.”.
Data: 25 – 10 – 2015.
Lição: 04.                                          Título da Lição
 JESUS, LUZ E VIDA!
Texto Áureo: “Nele estava a vida, e a vida era a luz dos homens; E a luz resplandece nas trevas, e as trevas não a compreenderam”. (Jo. 1: 4, 5)
                                       
                                                      16 – 103 - HC.

 Leitura Bíblica em Classe:                                       (Mt. 10: 1 a 16).
1 – E, CHAMANDO os seus doze discípulos, deu-lhes poder sobre os espíritos imundos, para os expulsarem, e para curarem toda a enfermidade e todo o mal.
2 – Ora, os nomes dos doze apóstolos são estes: O primeiro, Simão, chamado Pedro; Tiago, filho de Zebedeu, e João, seu irmão;
3 – Filipe e Bartolomeu, Tomé e Mateus, o publicano; Tiago filho de Alfeu, e Lebeu, apelidado Tadeu;
4 – Simão Cananita, e Judas Iscariotes, aquele que o traiu.
5 – Jesus enviou estes doze, e lhes ordenou, dizendo: Não ireis pelo caminho das gentes, nem entreis em cidade de samaritanos;
6 – Mas ide antes as ovelhas perdidas da casa Israel;
7 – E, indo, pregai, dizendo: É chegado o reino dos céus;
8 – Curai os enfermos, limpai os leprosos, ressuscitai os mortos, expulsai os demônios: de graça recebestes, de graça daí.
9 – Não possuais ouro, nem prata, nem cobre, em vossos cintos;
10 – Nem alforjes pelo caminho, nem duas túnicas, nem alparcas, nem bordão; porque digno é o operário do seu alimento.
11 – E, em qualquer cidade ou aldeia em que entrardes, procurai saber quem nela seja digno, e hospedai-vos aí até que vos retireis.
12 – E, quando entrardes nalguma casa, saudai-a;
13 – E, se a casa for digna, desça sobre ela a vossa paz; mas se não for digna, torne para vós a vossa paz.
14 – E, se ninguém vos receber, nem escutar as vossas palavras, saindo daquela casa ou cidade, sacudi o pó dos vossos pés.
15 – Em verdade vos digo que, no dia do juízo, haverá menos rigor para o país de Sodoma e Gomorra do que para aquela cidade.
16 – Eis que vos envio como ovelhas ao meio dos lobos; portanto sedes prudentes como as serpentes e símplices como as pombas. 


 INTRODUÇÃO:

I – JESUS, LUZ E VIDA!

Definição: De que maneira pode ser definida a Luz de Jesus na vida de alguém? Quando toda a sua casa está iluminada! Esta casa que podemos nesta manhã nos referir, é o corpo físico, a alma, e o espírito que, já muitas vezes aprendemos que se refere à consciência. E essa chamada consciência está no cérebro, cabeça, que transmitindo para a alma, ilumina toda a casa (corpo). Você se lembra da ilustração, feita por Jesus lá no Sermão da Montanha sobre a candeia? Vamos ver: (Mt. 5: 14 a 16). Bom, este foi sempre o objetivo do Senhor Deus Pai. Por esta razão Ele não poupou o Seu Único Filho, e este Filho veio como Mestre, ensinando de uma forma bem intelegível, fazendo comparações com objetos, natureza, em fim, da melhor maneira que pudéssemos entender. O exemplo da candeia: É sensacional! Pois, amplia a compreensão. Nesta comparação, Jesus fala sobre a Luz que resplandece dentro da casa de morada, e ao mesmo tempo, Ele se refere ao mundo, ou seja, aos homens, a todos os moradores da terra. Este exemplo nos chama atenção quanto a possíveis escândalos que possam ocorrer na vida do que se diz crente em Jesus Cristo, porém lhe falta uma sã consciência do que é receber de verdade a Pessoa de Jesus em seu coração. E isto pode trazer ante as pessoas que nos cercam e que precisam ter uma mudança de vida. Mas por conta de nosso mau testemunho, elas não querem nem ouvir falar em crente. É grande a responsabilidade, Tudo procede da ALMA. A vida daqueles doze homens foi mudada de repente, Jesus os alcançou com seu Amor, e os enviou para uma excelente missão, a de transformar o mundo. É bom lembrar que eram humanos como eu, também tinham falhas, porém foram se deixando lapidar por Jesus, ou seja, dando credito aos ensinamentos do Mestre, exceto Judas Iscariotes. Mas precisamos atentar para um fato muito importante na vida pelo menos de alguns: Um dia João Batista estava à beira do rio com dois de seus discípulos, e vendo Jesus passar, disse: Eis aí o Cordeiro de Deus, vamos ver o que aconteceu: (Jo. 1: 35 a 42), façamos aqui uma pausa para meditação: Este texto nos fala da alegria que aqueles homens vão sentindo, à medida que vão tendo o encontro de salvação através do Jesus mencionado por João o Batista. Que sinal maravilhoso! Sinal de salvação, de alegria, de vida nova, e tantas coisas que poderíamos dizer sobre este fato! André imediatamente foi ao encontro de seu irmão Simão e logo anunciou: “... Achamos o Messias (que traduzido, é o Cristo). E levou-o a Jesus”. No dia seguinte, sai Jesus para a Galiléia, e achando Filipe disse; segue-me... (43 a 51). Interessante, cada um que recebia a Jesus, imediatamente anunciava a Salvação, a outros, ali estava a Luz e a Vida! Mas para que tudo isto aconteça é preciso que a casa espiritual esteja completamente iluminada. Vemos que, como temos aprendido, a salvação vem através do toque do Espírito Santo, junto à limpeza de imediato na alma, pois assim está escrito na Epístola de Paulo ao discipulo Tito: “Não pelas obras de justiça que houvéssemos feito, mas segundo a sua misericórdia, nos salvou pela lavagem da regeneração e da renovação do Espírito Santo, que abundantemente Ele derramou sobre nós por Jesus Cristo nosso Salvador” (Tt. 3: 5, 6). Portanto quando a alma está limpa, também fica iluminada. Jesus é: Luz e Vida. Interessante, foi a primeira instrução de Jesus aos doze, concernente a irem primeiro as ovelhas perdidas da casa de Israel, e anunciar que era chegado o reino dos céus. Jesus fez essa recomendação a eles, pois sentiu grande compaixão por aquele povo que andava em trevas, e precisava receber a Luz. No capitulo 9 versos 35 a 38, temos esse relato. O Senhor Deus ao confeccionar o homem lá no Jardim do Éden, colocou nesse homem todos os seus atributos, sendo o maior de todos: O Amor. Mas ao pecar o homem vai perdendo a essência, pois começa a haver o afastamento das coisas celestiais através da queda, descida do Jardim que ali representava o Céu aqui na terra. Sem que se percebesse, aquele paraíso chamado Éden vai retornando, voltando aos Céus. Isto, podemos compreender muito bem, através do texto que se encontra em Gênesis: 3: 23, 24: “O Senhor Deus, pois, o lançou fora do jardim do Éden, e uma espada inflamada andava ao redor, para guardar o caminho da árvore da vida”. Isto fica muito claro, pois todos sabem muito bem que a árvore da vida ali no jardim representava a Pessoa de Jesus Cristo, e era a figura central do jardim, esse caminho o qual o Senhor se refere neste texto, era o caminho de volta, subindo aos Céus, o homem já havia descido, perdido a presença constante de Jesus, agora não havia mais nenhuma razão para que aquela árvore (Jesus) ficasse na terra. Mas houve ali uma promessa, um dia Ele virá como o Cordeiro que tira o pecado do mundo, e o sinal evidente, foi, quando o Senhor rapidamente sacrifica cordeiros para cobrir a nudez do casal que havia perdido a inocência (Gen. 3: 21). No livro e capitulo de Mateus, que estamos meditando nesta manhã, sobre o clímax da missão de Jesus como; LUZ E VIDA. Isto expressa todo o objetivo do Senhor desde os tempos mais remotos da história da humanidade. É como se fosse, e realmente é, a renovação da Esperança que o Senhor alimentou durante muitos séculos, de que, enviando o seu Único Filho como um Cordeiro para ser sacrificado, e assim todo o pecado seria perdoado através de tão grande sacrifício. O Senhor Jesus sabia que o tempo de seu Ministério terreno seria bem resumido, e havia muito povo para ser alcançado pelo Santo Evangelho. Era necessário preparar trabalhadores,  na verdade a seara é grande, mas poucos são os trabalhadores. Outro ponto muitíssimo importante, é a questão do desprendimento dos anunciadores de Boas Novas: Dar de graça o que de graça recebeu. Nunca pregar prosperidade, mas sim anunciar o reino dos céus. E ensinar todos os dias a Doutrina da Redenção (Deut. 32: 2), nunca negar ao pecador os Ensinamentos do Antigo Testamento, pois são Leis esculpidas pelo próprio Dedo de Deus (Êx. 32: 16). Cuidado com os falsos profetas da prosperidade. O Caminho é estreito, só os santos, sábios e entendidos na Palavra entrarão no Reino dos Céus (Mt. 7: 13).

domingo, 18 de outubro de 2015

LIÇÕES BÍBLICAS / JESUS, O TODO PODEROSO! - Lição: 03

                                                           LIÇÕES BÍBLICAS
Classe: “Ovelhas do Bom Pastor.”.
Data: 18 – 10 – 2015.
Lição: 03.                                          Título da Lição
 JESUS, O TODO PODEROSO!
Texto Áureo: “E, chegando-se Jesus, falou-lhes, dizendo: É-me dado todo o poder no céu e na terra”.  (Mt. 28: 18)
                                       
                                                      394 – 227 - HC.

 Leitura Bíblica em Classe: (Mt. 8: 21 a 34).
21 – E outro de seus discípulos lhe disse: Senhor, permite-me que primeiramente vá sepultar meu pai.
22 – Jesus, porem, disse-lhe: Segue-me, e deixa aos mortos sepultar os seus mortos.
23 – E, entrando ele no barco, seus discípulos o seguiram;
24 – E eis que no mar se levantou uma tempestade, tão grande que o barco era coberto pelas ondas; ele, porem, estava dormindo.
25 – E os seus discípulos, aproximando-se o despertaram dizendo: Senhor, salva-nos que perecemos.
26 – E disse-lhes: Por que temeis, homens de pouca fé? Então, levantando-se, repreendeu os ventos e o mar, e seguiu-se uma grande bonança.
27 – E aqueles homens se maravilharam, dizendo: Que homem é este, que até os ventos e o mar lhe obedecem?
28 – E, tendo chegado a outra banda, à província dos gergesenos, saíram-lhe ao encontro dois endemoninhados, vindos dos sepulcros; tão ferozes eram que ninguém podia passar por aquele caminho.
29 – E eis que clamaram dizendo: Que temos nós contigo, Jesus Filho de Deus? Vieste aqui atormentar-nos antes do tempo?
30 – E andava pastando distante deles uma grande manada de porcos.
31 – E os demônios rogaram-lhe, dizendo: Se nos expulsas, permite-nos que entremos naquela manada de porcos.
32 – E ele lhes disse: Ide. E, saindo eles, se introduziram na manada dos porcos; e eis que toda aquela manada de porcos se precipitou no mar por um despenhadeiro, e morreram nas águas.
33 – Os porqueiros fugiram, e, chegando à cidade, divulgaram tudo o que acontecera aos endemoninhados.
34 – E eis que toda aquela cidade saiu ao encontro de Jesus, e, vendo-o, rogaram-lhe que se retirasse dos seus termos.

INTRODUÇÃO:

I – JESUS, O TODO PODEROSO!

Definição: Dando continuidade a nossa meditação sobre a situação social e espiritual, do povo habitante naquelas regiões, na plenitude do tempo em que Jesus dá inicio ao seu Ministério terreno. As hostes infernais da maldade haviam tomado conta de tudo, principalmente dos corpos humanos, vejamos a situação horripilante dos homens que moravam nos sepulcros; no Evangelho segundo São Marcos temos uma maior explanação sobre essa ocorrência. Mas antes vamos entender um pouco a questão das versões feitas pelos evangelistas: O relato dos endemoninhados gadarenos, foi feito por três evangelistas: Mateus, Marcos e Lucas, para os céticos, isto é um bom motivo para duvidar das Sagradas Escrituras, mas para nós isto é muito bom e, excelente para fazermos uma boa análise, ou seja, quando temos uma mesma história em diferentes Evangelhos. Vejamos o que o evangelista Marcos nos relata acerca desse encontro de Jesus com os homens endemoninhados: (Mc. 5: 1 a 10). Neste texto vemos com clareza, não só a situação física e espiritual desse homem, mas com que astúcia aquela legião chega diante do Filho de Deus. Ali reconhecendo perfeitamente o Todo Poderoso, o verso 7 confirma a fala dos demônios no Evangelho de Mateus 8 verso 29: “E eis que clamaram, dizendo: Que temos nós contigo, Jesus Filho de Deus”? Vieste aqui atormentar-nos antes do tempo? Agora vejamos o relato do evangelista Lucas: (Lc. 8: 26 a 33). Temos então o mesmo relato, nos três Evangelhos. A Bíblia é inerrante, vemos que, as situações mais dramáticas em termos de curas e libertações foram a caminho do mar, confirmando assim a profecia de Isaias que diz: (Is. 9: 1, 2). Mas voltando a situação terrível daqueles homens, podemos recordar o que já temos aprendido várias vezes que, os demônios são espíritos imundos, ávidos por habitar em corpos, principalmente corpos humanos para assim, poder extravasar seus intentos malignos, pois vivem a vagar desde a criação do mundo. Quando Lúcifer com todos os seus anjos foram expulsos do Céu, houve uma revirada, tudo que estava por cima veio para baixo (Ez. 28: 13, 15), este Monte Santo o qual o Senhor se refere, era o Céu, as pedras preciosas vemos claramente era a sua cobertura. Lúcifer também sempre teve conhecimento da existência do Filho de Deus, pois ele conviveu com toda a Trindade entre as pedras afogueadas (Ez. 28: 14 a 17). Por conta disto a terra ficou sem forma e vazia, todo o resplendor das pedras preciosas por onde ele andava virou de ponta cabeça, diz o texto que se encontra em Gênesis 1: 1, 2 – neste pequeno texto vemos qual foi a reação do Senhor após a rebelião no Céu. Toda aquela beleza que havia lá, virou num tenebroso abismo. Mas um fato importante é atentarmos para o mover do Espírito Santo sobre a face do abismo. Ali a antiga serpente estava enroscada e presa sob a Presença do Espírito Santo que se movia, atento.  E o diabo ficou ali preso por tempo incontável. E naquela situação ficou a terra sem forma e vazia. Até que o Senhor se decidisse a criar um universo com tudo de mais belo que pudesse criar, e criou. Junto a Seu Amado Filho Jesus, que tomando uma posição Magnífica tornou-se a Palavra viva, ou seja, o Verbo, com toda a autoridade: HAJA! (Jo. 1: 1 a 3). E assim foi sendo criado todo o Universo, tudo sendo feito com muito esmero. O livro de Jó é riquíssimo nesse particular (Jó. 38: 4 a 11). Após o Senhor ter concluído toda a criação, e separado o Jardim do Éden, soltou Satanás e todos os seus demônios, então passaram a vagar pela terra, pelos montes, pelos espaços, em fim, por toda a parte, ávidos por corpos tanto de animais como humanos. Satanás extravasa toda a sua ira tornando-se opositor ao Senhor, pronto a contradizer toda a Palavra Divina. Mas voltando a situação mais recente nesta era cristã, por falta da Palavra Jesus encontra em seu Ministério terreno aquele caos espiritual, podemos imaginar e até questionar, o que levou àqueles homens gadarenos ficarem naquela situação tão feroz, diz o texto que ninguém podia passar por aqueles arredores ali, as pessoas eram atacadas pelos espíritos imundos que estavam naqueles homens. Eles confessaram a Jesus que o nome deles era legião, pois eram muitos, sabemos que uma legião são no mínimo seis mil demônios naqueles corpos. Hoje não está muito diferente, podemos presenciar por toda a parte situações idênticas, o pecado da desobediência no mundo e em especial em nossa terra chamada Brasil, onde as governanças junto à maldita bancada evangélica tornaram nosso país numa coisa denominada de país laico, o que mais se vê são pessoas; homens, mulheres, jovens e crianças drogadas, completamente possuídas pelos demônios, não há lei, não há Deus, não se pode ensinar sobre os preceitos divinos principalmente nas escolas. As “Igrejas” chamadas evangélicas aboliram o Antigo Testamento, sem o Antigo Testamento não tem a Lei de Deus, sem se falar nas alterações que se fazem nas Sagradas Escrituras. Se não há a Palavra de Deus, não há moral, se não há moral, não há famílias, família é: Papai e mamãe e os filhos. O Senhor não criou homem para casar com homem, nem mulher para casar com mulher,  isto é abominável, imoral, Jesus diz com todas as letras: “O céu e a terra passarão, mas as minhas palavras não hão de passar”. (Mt. 24:35). Não existe religião, Jesus nunca pregou nenhuma religião, mas sim a veracidade de sua Palavra. Em seu ministério terreno Ele foi passando e curando, limpando, perdoando os pecados nas curas que fazia. Mas voltando a importância do relato feito sobre os endemoninhados dos sepulcros, observamos que aquela legião fez perguntas a Jesus; “Que temos nós contigo, Jesus Filho de Deus?  Viste aqui atormentar-nos antes do tempo? Isto mostra que Satanás e todos os seus demônios sabem que todo o Poder foi dado ao Filho de Deus, e que será Ele quem vai manda-los todos para o lago de fogo, preparado desde a fundação do mundo. (Ap. 20: 10), o texto diz claramente que serão atormentados para sempre. E quem os lançará é o Rei dos reis Jesus Cristo! Então fica clara a razão da pergunta feita pela legião. Mas aquele homem ficou liberto e retornou a sua casa  apregoando sua libertação. (Lc. 8: 38, 39).