A PORTA ABERTA ESTÁ

A PORTA ABERTA ESTÁ
Culto de Doutrina - terças às 18:30 / Culto de Consagração - quartas às 09:00 / Culto de Libertação - quintas às 15:00 / Evangelização e Culto ao Ar Livre - sábados às 17:00 / Escola Dominical às 09:00 / Culto Público aos domingos às 18:00

Translate

terça-feira, 11 de dezembro de 2018

LIÇÕES BÍBLICAS / FIRME NA PROMESSA! - Lição: 11

LIÇÕES BÍBLICAS
Classe: “Ovelhas do Bom Pastor”.
Data: - 16 – 12 – 2018.     
Titulo da Lição:          FIRME NA PROMESSA!
Lição: 11
Texto Áureo: “Tu és Pedro, e sobre esta pedra edificarei a minha igreja.” (Mt. 16: 16).
                                        
Leitura Bíblica em Classe:       107  – 377 -HC               (Sl 19: 1 a 14).

1 – OS céus manifestam a gloria de Deus e o firmamento anuncia a obra das suas mãos.
2 – Um dia faz declaração a outro dia, e uma noite, e uma noite mostra sabedoria a outra noite.
3 – Sem linguagem, sem fala, ouvem-se as suas vozes,
4 – Em toda a extensão da terra, e as suas palavras até ao fim do mundo. Neles pôs uma tenda para o sol.
5 – Que é qual noivo que sai do seu tálamo, e se alegra, como um herói, a correr o seu caminho
6 – A sua saída é desde uma extremidade dos céus, e o seu curso até a outra extremidade deles; e nada se furta ao seu calor.
7 – A lei do Senhor é perfeita, e refrigera a alma: o testemunho do Senhor é fiel, e dá sabedoria aos símplices.
8 – Os preceitos do senhor são retos, e alegram o coração: o mandamento do senhor é puro, e alumia os olhos.
9 – O temor do Senhor é limpo, e permanece eternamente; os juízos do senhor são verdadeiros e justos juntamente.
10 – Mais desejáveis são do que o ouro, sim, do que muito ouro fino; e mais doces do que o mel e o licor dos favos.
11 – Também por eles é admoestado o teu servo; e em os guardar há grande recompensa.
12 – Quem pode entender os próprios erros? Expurga-me tu dos que me são ocultos.
13 – Também da soberba guarda o teu servo, para que se não assenhorei de mim: então serei sincero, e ficarei limpo de grande transgressão.
14 – sejam agradáveis as palavras da minha boca e a meditação do meu coração perante a tua face, Senhor, rocha minha e Libertador meu!

Título da Lição: FIRME NA PROMESSA!

Definição.  Estaremos nesta manhã dando continuidade a trajetória de Jacó, este moço escolhido por Deus para ter o grande privilégio de ser um instrumento nas mãos do Senhor Todo Poderoso. Jacó, separado desde o ventre de sua mãe Rebeca, para fazer cumprir a primeira Promessa de um Salvador feita lá no Jardim do Éden, quando aquele casal pecou, transgredindo a ordem do Criador para que não tocassem na Árvore que estava no meio do Jardim. Por esta razão, na virada da tarde como era de costume, o Senhor veio falar com Adão e Eva, mediante o comportamento de ambos o Senhor fez a primeira Promessa de um Salvador; “E disse o Senhor à mulher: Por que fizeste isto? E disse a mulher: A serpente me enganou, e eu comi. Então o Senhor disse à serpente: Porquanto fizeste isto, maldita serás mais que toda a besta, e mais que todos os animais do campo: sobre o teu ventre andarás, e pó comerás todos os dias da tua vida. E porei inimizade entre ti e a mulher, e entre a tua semente e a sua semente: esta te ferirá a cabeça, e tu lhe ferirás o calcanhar.” (Gn. 3: 13 a 15). Ali naquele exato momento foi feita a Primeira Promessa do Salvador Jesus Cristo. A Semente da mulher chamada Maria. Observemos algo também muito sério e que muitas vezes não atentamos, é a fala do Senhor diretamente ao animal que o próprio Adão deu o nome de serpente, pois este animal era brilhante, brilhava à luz do sol, o Senhor ali chamou a atenção da serpente quando Eva querendo se justificar dizia; a serpente me enganou; vejamos:“Então o Senhor disse a serpente: Porquanto fizeste isto, maldita serás mais que toda a besta, e mais que todos os animais do campo.” Isto então nos faz saber que, todos os animais também devem obediência ao Criador. Foram criados mansos para adornar o Universo, mas mediante o comportamento do homem, toda a natureza se revoltou. Não podemos esquecer também do primeiro sinal do Sangue dos cordeiros que foram imolados, e das peles, o Senhor fez túnicas para Adão e Eva. Este foi o sinal evidente da Promessa daquele que seria o Fundador da Igreja; Jesus Cristo! Voltando a Jacó ali naquela terra distante, após ter acordado daquele sonho Divino, disse: “Acordado pois, Jacó do seu sono, disse: Na verdade o Senhor está neste lugar; e eu não sabia. E temeu, e disse; Quão terrível é este lugar! Este não é outro lugar senão a casa de Deus; e esta é a porta dos Céus.” (Gn. 28: 16, 17). Levantando-se Jacó, ainda de madrugada ele tomou aquela pedra que lhe serviu de cabeceira, e a pôs por coluna e derramou azeite sobre ela, e chamou aquele lugar de Betel. O significado da palavra Betel é; Casa de Deus. Interessante que dantes o nome daquela Cidade era Luz. Então ali foi sem sombra de dúvidas instituído o inicio da Igreja, seu primeiro membro foi Jacó, o mais importante; por Revelação Divina. Vejamos agora o proceder deste primeiro membro da Casa de Deus: “E Jacó votou um voto dizendo: Se Deus for comigo, e me guardar nesta viagem que faço, e me der pão para comer, e vestidos para vestir; E eu em paz tornar à casa de meu pai, o Senhor será omeu Deus; E esta pedra que tenho posto por coluna será casa de Deus; e de tudo quanto me deres, certamente te darei o dízimo.” (Gn. 28: 20 a 22). Perfeita, a atitude de Jacó nesta arrumação ordeira da Casa do Senhor,  naquele deserto, sem nenhum recurso financeiro, tudo por Fé. Interessante também foi a questão do voto que ele fez de, restituir tudo que o Senhor lhe desse para sobrevivência entregaria ao Senhor o dízimo, ali naquele deserto sozinho, tendo apenas a estrada para caminhar. Mas prossigamos, e ali como diz o texto; pôs-se Jacó a pé à terra dos filhos do oriente, ali chegando olhou e contemplou um poço no campo, e três rebanhos de ovelhas deitados junto ao poço. Ali era como um ponto de encontro, pois se juntavam todos os rebanhos de ovelhas e tiravam a tampa do poço e elas bebiam daquele poço. Jacó foi se aproximando daquele local cheio de sede, fome procurou se comunicar com os que ali estavam cuidando de seus rebanhos: “E disse-lhes Jacó: Meus irmãos, donde sois? E disseram: Somos de Harã. E ele lhes disse: conheceis a Labão, filho de Naor? E disseram conhecemos. Disse-lhes mais: Está ele bem? E disseram: Está bem, e eis aqui Raquel, sua filha, que vem com as ovelhas.” (Gn. 29: 4 a 6). Dali temos pouco relato do prosseguimento desta viagem, o certo é que Jacó chegou a terra dos filhos do Oriente. Ali ele chega a cidade de Harã cheio de vigor, certamente com sua alma alegre pelos lindos acontecimentos em Betel. E ali ante aquele poço houve o encontro com Raquel que, como Jacó era também pastora de ovelhas, e ele como pastor notou ali naquele campo  coisas bem diferentes na maneira de apascentar os rebanhos, ele percebeu que  o poço não ficava aberto até que todos os rebanhos bebessem, mas era um tal de abrir e fechar a tampa do poço, e ali Jacó não se conteve e quis saber a razão? Vejamos: “E ele disse: Eis que ainda é muito dia, não é tempo de ajuntar o gado; daí de beber as ovelhas, e ide apascenta-as. E disseram: Não podemos até que todos os rebanhos se ajuntem, e removam a pedra de sobre a boca do poço, para que demos de beber ás ovelhas.” (Gn. 29: 7, 8). Ali houve uma explicação da parte daquele pastores, o importante é que sentimos o zelo, o cuidado com os animais, pois ficavam ali curtindo sede por conta de protocolos. Um bom pastor zeloso foi Jacó, o primeiro membro, a primeira Igreja da Casa do Senhor! sim, pois o povo de Deus precisa aprender que: Nós não vamos à Igreja, nós somos a Igreja de Jesus que vai à Casa do Senhor. Mas prossigamos nesta história, no exato momento em que Jacó falava àqueles pastores chega Raquel com as ovelhas de seu pai, sabemos que Raquel era prima de Jacó: “E aconteceu que, vendo Jacó a Raquel, filha de Labão, irmão de sua mãe, chegou Jacó, e revolveu a pedra de sobre a boca do poço, e deu de beber às ovelhas de Labão, irmão de sua mãe. E Jacó beijou a Raquel, e levantou a sua voz e chorou.” Ali Jacó declarou a sua prima Raquel que era filho de Rebeca irmã de seu pai. Dali Raquel correu para casa com a noticia da chegada do parente. Ao chegar, Labão como era costume dos orientais ao ver Jacó abraçou-o, beijando-o, com alegria. Na hora da refeição em família, houve muita emoção por conta dos relatos de Jacó durante a sua viagem. Dali uma grande prova virá para Jacó...  

Nenhum comentário:

Postar um comentário