Translate

terça-feira, 27 de novembro de 2018

LIÇÕES BÍBLICAS / QUE HAJA PAZ EM TODA A TERRA! - Lição: 9

LIÇÕES BÍBLICAS
Classe: “Ovelhas do Bom Pastor”.
Data: - 02 – 12 – 2018.     
Titulo da Lição:   QUE HAJA PAZ EM TODA A TERRA!
Lição: 9
Texto Áureo: “Haja paz dentre de teus muros, e prosperidade dentro de teus palácios.” (Sl. 122: 7).
                                        
Leitura Bíblica em Classe:       372  – 600 - HC               (Sl. 97).

1 – O SENHOR reina; regozije-se a terra: alegrem-se as muitas ilhas.
2 – Nuvens e obscuridade estão ao redor dele; justiça e juízo são a base do seu trono.
3 – Adiante dele vai um fogo que abrasa os seus inimigos em redor.
4 – Os seus relâmpagos alumiam o mundo; a terra viu e tremeu.
5 – Os montes se derretem como cera na presença do Senhor, na presença do Senhor de toda a terra.
6 – Os céus anunciam a sua justiça, e todos os povos veem a sua gloria.
7 – Confundidos sejam todos os que servem imagem de escultura, que se gloriam de ídolos inúteis: prostrai-vos diante dele, todos os deuses.
8 – Sião ouviu e se alegrou; e os filhos de Judá se alegraram por causa da tua justiça, ó Senhor.
9 – Pois, tu, Senhor, és o Altíssimo em toda a terra; muito mais elevado que todos os deuses.
10 – Vós, que amais ao Senhor, aborrecei o mal: ele guarda as almas dos seus santos, ele os livra das mãos dos ímpios.
11 – A luz semeia-se para o justo, e a alegria para os retos de coração.
12 – Alegrai-vos, ó justos, no Senhor, e daí louvores em memória da tua santidade.

Título da Lição: QUE HAJA PAZ, EM TODA TERRA!

DefiniçãoPara definir bem o titulo de nossa lição desta manhã, se faz necessário uma pequena reminiscência dentro dos escritos Sagrados. Quando Abrão é trazido pelo Senhor para uma terra distante, para formar através dele uma grande Nação. É claro que Abrão duvidou, pois já avançado em idade e sua mulher estéril, então disse Abrão ao Senhor que adotaria um menino que nascesse em sua casa procedente de algum de seus criados, vejamos: “Disse mais Abrão: Eis que me não tens dado semente, e eis que um nascido na minha casa será meu herdeiro.” Porém vejamos o que o Senhor lhe disse: “E eis que veio a palavra do Senhor a ele, dizendo: Este não será o teu herdeiro; mas aquele que de tuas entranhas sair, esse será o teu herdeiro. Então o levou fora, e disse: Olha agora para os céus, e conta as estrelas, se as pode contar. E disse-lhe: Assim será a tua semente. E creu ele no Senhor, e foi-lhe imputado isto por justiça.” (Gn. 15: 4 a 6). E dali o Senhor continua a reforçar esta promessa, pois em seu coração estava sendo muito difícil conceber esta ideia de ser pai aos cem anos, e sua mulher com noventa? Abrão se lembrava de Ismael, aquele filho bastardo, que ele teve com a escrava Hagar, Num destes momentos de lembrança o Senhor lhe responde: “E quanto a Ismael, também te tenho ouvido; eis aqui o tenho abençoado, e fá-lo-ei frutificar, e fá-lo-ei multiplicar grandissimamente; doze príncipes gerará, e dele farei uma grande nação.” (Gn. 17: 20). Portanto, hoje falaremos sobre a Paz prometida desde o principio do mundo, pois o Criador sempre foi pela Paz, qual a razão? Pelo fato da Criação de todas as coisas que diz: “Ele estava no principio com Deus. Todas as coisas foram feitas por ele, e sem ele nada do que foi feito se fez.” (Jo. 1: 2, 3). Este não é outro senão Jesus Cristo, o Príncipe da Paz! Embora o mundo esteja em guerra, embora perdure aquela demanda entre a descendência de Ismael com a descendência de Isaque, a promessa Divina permanece de pé. Nesta lição o Santo Espírito do Senhor nos faz voltar cada dia à meditação das Sagradas Escrituras, pois somente assim teremos todas as respostas e esclarecimentos necessários para que se tenha a alma em edificação constante, pois são muitas as controvérsias. Na questão da “rivalidade” entre judeus e árabes, ou seja; os descendentes de Isaque filho de Sara, com os descendentes de Ismael filho da escrava Agar, e com isto vem sendo trazida uma grande confusão, principalmente para os que mantém a Bíblia Sagrada fechada. E há uma tremenda confusão sobre árabes e mulçumanos. É preciso entender quem são ao árabes e quem são os mulçumanos. É tão simples de entender: É tão somente ser estudante da Bíblia, pois são questões puramente espirituais, é claro que devemos por obrigação estar atentos a tudo que ocorre neste mundo criado por Deus Pai, Criador de toda as coisas. Os árabes são descendência de Ismael, filho de Abraão com a escrava Agar. Estamos falando de árabes, não mulçumanos. Os judeus são descendência de Isaque, filho de Abraão com Sara. Isaque é filho da promessa. Sabemos pela história, que a Religião do Islã, a qual grande parte dos árabes aderiram, com isto cresceu mais a hostilidade, sem se falar no tal de Alcorão contendo instruções que não concorda com os Escritos Sagrados, mas tudo isto faz parte da confusão existente no mundo, mas quando nos voltamos as Sagradas Escrituras, vamos ficando cada dia mais maravilhados com o que temos aprendido em nossas meditações diárias. Houve promessas Divina maravilhosas para a vida e descendência de Ismael, o Senhor disse que dele procederia doze príncipes, esses príncipes seriam seus doze filhos, o Senhor nunca colocou Ismael por baixo, mas sim praticamente o igualou ao filho da promessa, ou seja, Isaque. Vejamos: “E disse Deus: na verdade, Sara tua mulher te dará um filho, e chamarás o seu nome Isaque, e com ele estabelecerei o meu concerto, por concerto perpétuo para a sua semente depois dele. E quanto a Ismael, também te tenho ouvido; eis aqui o tenho abençoado, e fa-lo-ei frutificar, e fa-lo-ei multiplicar grandissimamente; doze príncipes gerará, e dele farei uma grande nação.” (Gn. 17: 19, 20). Aí está a beleza desta mensagem, mas voltando mais um pouco na história mundial sobre a confusão para os menos entendidos nos Escritos Sagrados, temos através de estudos visto que, após a segunda guerra mundial, as Nações Unidas deram uma porção de terra de Israel que era na época habitada pelos árabes os (palestinos)dali começou um protesto, a nação árabe se uniu e atacaram a Israel. mas quando nós nos voltamos para a História que fala a Verdade, encontramos um fato muito interessante, e que vem nos provar, ou melhor, nos mostrar a diferença do que está Escrito para o que se diz por aí, em certos noticiários. Vamos então voltar lá no que está escrito sobre o sepultamento do Patriarca Abraão: “E Abraão expirou e morreu em boa velhice, velho e farto de dias: e foi congregado ao seu povo; E sepultaram-no Isaque e Ismael, seus filhos, na cova de Macpela, no campo de Efrom, filho de Zoar heteu, que estava em frente de Manre.” (Gn. 25: 8, 9). E agora? Que podemos dizer sobre este fato acompanhado de um ato lindo da parte destes dois filhos? Vemos com toda clareza uma união perfeita! Havia Paz entre estes irmãos por parte de pai, pois juntos sepultaram a Abraão. Neste mesmo capitulo 25 de Gênesis, temos a listagem dos descendentes de Ismael, bem como segue-se a descendência de Isaque. Até agora em nossos dias somos advertidos e até mesmo requeridos pelo Senhor a orar pela paz de Israel, o homem, o humano faz guerra, mas devemos ter já em nossa existência recebido o Príncipe da Paz, que aliás, é um dos Cinco Nomes de Jesus, como está escrito: “Porque um menino nos nasceu, um filho se nos deu; e o principado está sobre os seus ombros; e o seu nome será: Maravilhoso, Conselheiro, Deus Forte, Pai da eternidade, Príncipe da paz.”. (Is. 9: 6). Aí está os Cinco Nomes mais lindos do mundo! Interessante que, estes nomes em cada um vem trazendo inspiração, para que sejamos pessoas maravilhosas,conselheiras, fortes, eternos, e pacificadores acima de tudo. Tudo isto é possível acontecer na vida cotidiana de cada um, que faz menção de seguir o Santo Evangelho, pois está escrito que o Evangelho é o Poder de Deus retratado em seu Filho Jesus. Tudo isto devemos aprender. Somente os sábios e entendidos subirão até as alturas. Pense nisto. 

quarta-feira, 21 de novembro de 2018

LIÇÕES BÍBLICAS / ABRÃO, CHAMADO POR DEUS! - Lição: 8

LIÇÕES BÍBLICAS
 Classe: “Ovelhas do Bom Pastor”.
 Data: - 25 – 11 – 2018.     
Titulo da Lição:      ABRÃO, CHAMADO POR DEUS!
Lição: 8
Texto Áureo: “Sai-te da tua terra e da tua parentela, e da casa de teu pai, para a terra que eu te mostrarei.” (Gn. 12: 1).
                                         
Leitura Bíblica em Classe:       406  – 377 - HC               (Sl. 139: 1 a 19).

1 – SENHOR, tu me sondaste, e me conheces.
2 – Tu conheces o meu assentar e o meu levantar: de longe entendes o meu pensamento.
3 – Cercas o meu andar; e o meu deitar; e conheces todos os meus caminhos.
4 – Sem que haja uma palavra em minha língua, eis que, ó Senhor, tudo conheces.
5 – Tu me cercaste em volta; e puseste sobre mim a tua mão.
6 – Tal ciência é para mim maravilhosíssima; tão alta que não a posso atingir.
7 – Para onde me irei do teu Espírito, ou para onde fugirei da tua face?
8 – Se subir ao céu, tu aí estás; se fizer no Seol a minha cama, eis que tu ali estás também.
9 – Se tomar as asas da alva, se habitar as extremidades do mar.
10 – Até ali a tua mão me guiará e a tua destra me susterá.
11 – Se disser: De certo que as trevas me encobrirão; então a noite será luz á roda de mim.
12 – Nem ainda as trevas me escondem de ti: mas a noite resplandece como o dia; as trevas e a luz são para ti a mesma cousa.
13 – Pois possuíste os meus rins; entreteceste-me no ventre de minha mãe.
14 – Eu te louvarei, porque de um modo terrível, e tão maravilhoso fui formado; maravilhosas são as tuas obras, e a minha alma o sabe muito bem.
15 – Os meus ossos não te foram encobertos, quando no oculto fui formado, e entretecido como as profundezas da terra.
16 – Os teus olhos viram o meu corpo ainda informe, e no teu livro todas as estas cousas foram escritas; as quais iam sendo dia-a-dia formadas, quando nem ainda uma delas havia.
17 – E quão preciosos me são, ó Deus, os teus pensamentos! Quão grandes são as somas deles.
18 – Se as contasse, seriam em maior número do que a areia: quando acordo ainda estou contigo.
19 – Ó Deus! tu matarás de certo o ímpio: apartai-vos portanto de mim, homens de sangue.

Título da Lição: ABRÃO, CHAMADO POR DEUS

Definição.  Lindíssima Foi, a chamada de Abraão! O Senhor traçou um plano para a vida daquele homem de fé, morando numa terra distante e contaminada; Ur dos Caldeus. Antes de darmos prosseguimento a lição, vamos tomar um pouco de conhecimento de detalhes que parecem pequenos, mas de suma importância para os estudantes da Bíblia Sagrada. Então houve uma ordem da parte do Senhor incluída nesta chamada: “ORA, o Senhor disse a Abrão: Sai-te da tua parentela e da casa de teu pai, para a terra que eu te mostrarei. E farte-ei uma grande nação, e abençoar-te-ei, e engrandecerei o teu nome e tu serás uma benção.” (Gn. 12: 1, 2). Onde morava este homem que o Senhor avistou de longe? Numa terra chamada; Ur dos Caldeus, esta cidade era próspera, povo imponente, mas o que significa a palavra Ur? Ur foi o pai de Elifal, este homem foi poderoso na terra, construtor, e esta cidade onde habitava Abrão com toda sua parentela ficava nas redondezas de Babel, mais tarde Babilônia. Em I Crônicas. 11: 35 vemos a citação: “Aião, filho de Sacar, o hararita, Elifal, filho de Ur,”. Veja a importância de estudarmos a Genealogia contida na Bíblia Sagrada, vemos aqui a relação dos valentes que Davi teve, vejamos o verso 10 do cap. 11 de I Cron: “E estes foram os chefes dos heróis que Davi tinha, e que o apoiaram fortemente no seu reino, com todo o Israel, para o fazerem rei, conforme a palavra do Senhor, no tocante a Israel.” Portanto, Elifal descendente de Ur. Nunca esquecer que só vai entrar nos Céus, com Jesus um povo sábio e entendido nas Sagradas Letras. “Os entendidos  pois resplandecerão, como resplendor no firmamento; e os que a muitos ensinam a justiça refulgirão como as estrelas sempre e eternamente.”(Dn. 12: 3). Ás vezes nos parece fácil seguir os Escritos Sagrados, mas não é assim tão fácil, somente através de uma verdadeira conversão total, pois muitas vezes o que o Senhor nos propõe ou nos ordena, não acompanha a lógica humana, mas O Amor Divino tudo pode, não há impossível para Deus, como se explica a ordem ou proposta do Senhor a Abrão quando disse que faria nele uma grande nação? Sendo ele avançado em idade e sua mulher estéril? Como poderia gerar uma grande nação? Acontece que o Senhor deu a ordem, Abrão obedeceu em parte, falhou quando levou aquele sobrinho, o pai e etc. Haviam da parte do Senhor: Ordens e Promessas: Ordem Divina contendo três elementos: a) – Sai-te da tua terra, b) - e da tua parentela c) - e da casa de teu pai, para a terra que eu te mostrarei. Promessa, com Sete Elementos: a) – De ti farei uma grande nação; b) – Abençoar-te-ei; c) – Engrandecerei o teu nome; d) – Tu serás uma benção; e) – Abençoarei os que te abençoarem; f) – Amaldiçoarei os que te amaldiçoares; g) – Em ti serão benditas todas as famílias da terra. Então vimos aqui, que a Promessa ampliou em grande proporção em comparação á ordem. Neste particular podemos ver que, ser estudante da Bíblia é perscrutar todos esses pormenores que muitas vezes passam batido pelos olhos de quem simplesmente lê a Bíblia. Mas, porquê? Foi a Promessa mais ampla do que a Ordem? Simplesmente por que; o que o Senhor quer fazer na vida do salvo, é infinitamente maior do que aquilo que Ele nos pede através de seus Mandamentos. Infelizmente Abrão obedeceu em parte a ordem, mas negligenciou levando seu sobrinho Ló com sua família junto com ele, também levou Terá seu pai, não havia nenhuma necessidade, pois eram ricos, Terá já estava adoentado desde que perdera seu filho Harã, mas ele tinha ali quem cuidasse dele, mas acontece que, Terá como patriarca da família não havia perdido sua autoridade sobre Abrão e sua casa apesar de Abrão já ser um homem casado, Terá tinha as rédeas na mão, isto vemos pelo que está escrito, vejamos: “E tomou Terá  a Abrão seu filho e a Ló filho de Harã, filho de seu filho e Sarai sua nora, mulher de seu filho Abrão e saiu com eles de Ur dos caldeus, para ir á terra de Canaã; e vieram até Harã, e habitaram ali.” (Gn. 11: 31). Isto confirma o que dissemos acima, qual foi a razão desta parada nesta terra chamada Harã? É o seguinte: Quando Terá avistou a terra, e viu que seu nome era o mesmo nome de seu filho falecido, ou seja, o pai de Ló, ele sentiu de ficar habitando ali, mas acontece que; 1º - A chamada do Senhor não era dele, ou seja de Terá mas  sim de Abrão. O pior é que Abrão só pode sair daquela cidade após o falecimento de seu pai Terá, por conta do saudosismo de seu filho que tinha coincidentemente o mesmo nome daquela terra. Daqui podemos entender com toda clareza que, realmente Terá tinha as rédeas na mão sobre o filho Abrão e toda a família, acontece que a chamada do Senhor foi para Abrão, para que ele seguisse somente com sua mulher Sarai, e fossem direto a terra que o Senhor lhe mostrasse, e nós sabemos que esta terra seria Canaã. Que esta lição nos sirva de despertamento quanto a nossa chamada, e aprendamos que as chamadas Divina é Especial em cada um que faz menção de seguir ao Senhor. Diz que a entrada ao Céu será um de cada vez, segundo os seus atos. Mas voltando ao nosso estudo, após o falecimento de seu pai, Abrão segue viagem para onde o Senhor lhe havia determinado, levando seu sobrinho Ló e sua família; mulher e duas filhas, bagagem indevida, pois houve efeitos trágicos pois, em Ló não havia nenhum Temor ao Deus Jeová, muito menos em sua mulher e filhas, eram totalmente desprovidas de Fé, Temor e mais tarde vamos ver o quanto eram desprovidas da moral e dos bons costumes. Vamos por consequências: A primeira consequência terrível foi o atraso na caminhada por conta do velho Terá. Depois tendo chegado à terra determinada não levou muitos dias e houve a contenda entre os pastores de Abraão e Ló, por conta dessa contenda tiveram que separar-se, vejamos: “E houve contenda entre os pastores do gado de Abrão, e os pastores do gado de Ló; e os cananeus e os fereseus habitavam então na terra.” (Gn. 13: 7). Nesse caso Abrão deixou que Ló livremente escolhesse dizendo: “Não está toda a terra diante de ti? Eia, pois, aparta-te de mim; se escolheres a esquerda, irei para a direita; e se a direita escolheres, eu irei para a esquerda.” (Gn. 13: 9). Neste exato momento Ló ambicioso levantou seus olhos, e viu toda a campina do Jordão, que era toda bem regada, antes do Senhor ter destruído Sodoma e Gomorra, e era como o Jardim do Senhor. Então Ló escolheu para si a campina...  

quinta-feira, 15 de novembro de 2018

E O SEMEADOR SAIU A SEMEAR / O Livramento prometido ao povo

E O SEMEADOR SAIU A SEMEAR (Textos)
E O SEMEADOR SAIU A SEMEAR:
                                                                                     (Is. 40: 1 a 8).
                            O Livramento prometido ao povo 

1 – CONSOLAI, consolai o meu povo, diz o vosso Deus.
2 – Falai benignamente a Jerusalém, e bradai-lhe que já a sua malícia é acabada, que a sua iniquidade está expiada e que já recebeu em dobro da mão do Senhor, por todos os seus pecados.
3 – Voz do que clama no deserto: Preparai o caminho do Senhor: endireitai no ermo vereda a nosso Deus.
4 – Todo o vale será exaltado, e todo o monte e todo o outeiro serão abatidos: e o que está torcido se endireitará, e o que é áspero se aplainará.
5 – E a gloria do Senhor se manifestará, e toda a carne juntamente verá que foi a boca do Senhor que isto disse.
6 – Voz que diz: Clama; e alguém disse: Que hei de clamar? Toda carne é erva e toda a sua beleza como as flores do campo.
7 – Seca-se a erva, e caem as flores, soprando nelas o hálito do Senhor. Na verdade o povo é erva.
8 – Seca-se a erva, e caem as flores, mas a palavra de nosso Deus subsiste eternamente. 
9 – Tu, anunciador de boas novas a Sião, sobe tu a um monte alto. Tu, anunciador de boas novas a Jerusalém, levanta a tua voz fortemente; levanta-a, não temas, e dize às cidades de Judá: Eis aqui o vosso Deus.              
(Is. 40: 1 a 8).
                  O Livramento prometido ao povo.

       Sabemos que o profeta Isaias foi o que mais profetizou sobre o Messias que havia de vir. Os profetas da antiguidade eram chamados por Deus para transmitir ao povo esta Promessa feita lá no Jardim do Éden quando Adão e Eva pecaram não obedecendo ao Criador.
       Desde então, o Senhor Deus Pai fez a Promessa de que viria um Salvador; Jesus Cristo que através de seu Sangue derramado na cruz fossem lavados todos os pecados da humanidade, basta crer e arrepender-se dos pecados cometidos, e receber a Jesus Cristo como seu único e suficiente Salvador.
        Estamos aqui neste dia trazendo esta Mensagem da parte de Deus, pois se aproxima a data das comemorações do Natal, nascimento daquele Menino ocorrido lá no meio do mato, numa tosca manjedoura.
       Naquele momento, nos conta as Sagradas Escrituras que, toda a natureza se alegrou, pois havia nascido o SALVADOR! Pense Nisto.

quarta-feira, 14 de novembro de 2018

LIÇÕES BÍBLICAS / A PALAVRA DO SENHOR É PARA SEMPRE! - Lição: 7

LIÇÕES BÍBLICAS
Classe: “Ovelhas do Bom Pastor”.
Data: - 18 – 11 – 2018.     
Titulo da Lição:  A PALAVRA DO SENHOR É PARA SEMPRE!
Lição: 7
Texto Áureo: “Torre forte é o nome do Senhor; para ela corre o justo, e estará em alto retiro.” (Pv. 18: 10).
                                        
Leitura Bíblica em Classe:       225  – 298 -HC               (Gn. 9: 1 a 15).

1 – E ABENÇOOU Deus a Noé e a seus filhos, e disse-lhes: Frutifica e multiplicai-vos, e enchei a terra.
2 – E será o vosso temor e o vosso pavor sobre todo o animal da terra, e sobre toda a ave dos céus; tudo o que se move sobre a terra, e todos os peixes do mar; na vossa mão são entregues.
3 – Tudo quanto se move, que é vivente, será para vosso mantimento; tudo vos tenho dado como a erva verde.
4 – A carne, porém, com sua vida, isto é, com seu sangue, não comereis.
5 – E certamente requererei o vosso sangue, o sangue das vossas vidas; da mão de todo o animal o requererei; como também da mão do homem, e da mão do irmão de cada um requererei a vida do homem.
6 – Quem derramar o sangue do homem, pelo homem o seu sangue será derramado; porque Deus fez o homem conforme a sua imagem.
7 – Mas vós frutificai e multiplicai-vos; povoai abundantemente a terra, e multiplicai-vos nela.
8 – E falou Deus a Noé, e a seus filhos com ele dizendo:
9 – E eu, eis que estabeleço o meu concerto convosco e com a vossa semente depois de vós.
10 – E com toda a alma vivente, que convosco está, de aves, de reses, e de todo o animal da terra convosco; desde todos que saíram da arca, até todo o animal da terra.
11 – E eu convosco estabeleço o meu concerto, que não será mais destruída toda a carne pelas águas do dilúvio; e que não haverá mais dilúvio para destruir a terra.
12 – E disse Deus: Este é o sinal do concerto que ponho entre mim e vós, e entre toda a alma vivente, que está convosco, por gerações eternas.
13 – O meu arco tenho posto na nuvem, este será por sinal do concerto entre mim e a terra.
14 – E acontecerá que, quando eu trouxer nuvens sobre a terra, aparecerá o arco nas nuvens.
15 – Então me lembrarei do meu concerto, que está entre mim e vós, e ainda toda alma vivente de toda carne; e as águas não tornarão mais em dilúvio, para destruir toda a carne.

Título da Lição: A PALAVRA DO SENHOR É PARA SEMPRE!

Definição.  Estamos dando inicio a uma reminiscência das Sagradas Escrituras, começando pelo primeiro Livro de nossa Bíblia Sagrada; Gênesis, ou seja o principio de tudo. A partir do capitulo 9 vamos renovando nossos conhecimentos sobre o pacto que o Senhor Criador fez com Noé. No cap. 6 de Gênesis, conta-nos que ao se multiplicar o gênero humano sobre a terra veio imediatamente a corrupção total, por esta razão começou haver a mistura. Tantas vezes temos aprendido que onde há mistura há corrupção. Vejamos: “Viram os filhos de Deus que as filhas dos homens eram formosas; e tomaram para si mulheres de todas as que escolheram.”(Gn. 6: 2). Dali o Senhor Deus começa a tomar certas medidas, como por exemplo: a primeira medida foi diminuir os anos de vida da humanidade, limitou a cento e vinte anos, isto vem confirmar o que muitas vezes já temos aprendido que, viver muito é Bênção Divina! Mas além do Senhor reduzir os anos de vida, Ele também considerou os filhos destas uniões ilícitas, nasceram gigantes e se tornaram os valentes da antiguidade. Vamos aprender que quando o Senhor se refere a esses tipos de homens como sendo valentes, na verdade o Senhor os está chamando de homens perversos, bandidos. Ser valente no SENHOR é ser; obediente as Sagradas Escrituras. Mas dando continuidade a esta Lição, vamos tomando conhecimento que tudo quanto estamos presenciando nos dias atuais vem de longe, ao ponto do Senhor arrepender-se de ter feito o homem: “Então arrependeu-se o Senhor de haver feito o homem sobre a terra, e pesou-lhe em seu coração. E disse o Senhor: Destruirei, de sobre a face da terra, o homem que criei, desde o homem até ao animal.” (Gn. 6; 7). Mas um homem lhe chamou atenção e caiu em suas Graças, Noé. Depois desta iniciação, vamos avançando, pois depois do dilúvio houve da parte do Senhor um Renovo, uma Esperança, sim, pois o Senhor Deus Pai é uma Pessoa, aliás, a Primeira Pessoa da Santíssima Trindade, e tem os mesmos sonhos no bom sentido como nós, por isto Ele nos fala através daquele sinal Maravilhoso, ou seja, o Arco: “O meu arco tenho posto na nuvem, esse será por sinal do concerto entre mim e a terra.”(Gn. 9; 13). E até nos dias atuais após uma chuva forte aparece aquele Arco com Sete cores. Sete, a Perfeição Divina. Mas vamos fazer mais um retrocesso na história para certificarmos mais uma vez que; assim como nos dias de Adão lá no Jardim toda a desavença, contra os Princípios Divinos começa lá em casa, vejamos: Logo após o dilúvio, quando aquela bela família desceu da arca e pisaram terra firme, Noé plantou uma vinha, com o bom resultado, ou seja, os frutos colhidos e feito o bom vinho Noé se excedeu no beber, então caiu-lhe um sono pesado, e durante a noite se descobriu, e um de seus filhos não respeitou o pai: “E viu Cam, o pai de Canaã, a nudez de seu pai, e fê-lo saber a ambos seus irmãos fora. Então tomaram Sem e Jafé uma capa, e puseram-na sobre ambos os seus ombros, e indo virados para trás, cobriram a nudez de seu pai, e os seus rostos eram virados de maneira que não viram a nudez de seu pai.”  (Gn. 9: 22, 23). Aí se vê mais uma vez que todo tipo de desgraça, desrespeito, começa em casa. Sabemos muito bem o que aconteceu com este filho desrespeitoso, pois no dia seguinte Noé tendo conhecimento do desrespeito de Cam para com ele, o amaldiçou. Mas, vamos continuando a lição: vamos aprender ou recordar sobre um personagem chamado Ninrode filho de Cuxe que é descendência daquele filho que não respeitou a nudez de seu pai Noé. Não poderia ser outro. Ninrode bisneto de Noé,  tornou-se um dos mais ambiciosos da terra, valente (bandido). O ambicioso Ninrode fundou as Cidades da Mesopotâmia, que mais tarde se tornaram impérios da Suméria. Por tudo que já sabemos deste personagem podemos dizer sem medo, que ele é  um tipo do anti Cristo. O seu nome tem o significado de: filho da rebelião. Extremamente ganancioso, diz o verso 9 do cap. 10 de Gn. que Ninrode foi um poderoso caçador, interessante que no verso 9 do cap. 10, podemos sentir uma certa interrogação: “...Como Ninrode, poderoso caçador diante do Senhor.” Que espécie de caça? É bom saber que Ninrode foi segundo a tradução do Targum, este é o nome dado às traduções e comentários em aramaico da Bíblia hebraica que, após a torre de Babel, esse tal Ninrode foi-se embrenhando, até chegar a África, chegando a ser pai dos da linhagem dos Faraós. Mas voltando aos Ideais de Nosso Senhor, Ele sempre desejou o melhor para seus filhos aqui na terra, sempre simplificando tudo, e o homem complicando, sempre foi assim desde o principio. Vejamos a partir do capitulo 11 de Gênesis: “E ERA toda a terra duma mesma língua, e duma mesma fala. E aconteceu que, partindo eles do Oriente, acharam um vale na terra de Sinar, e habitaram ali. E disseram uns aos outros: Eia, façamos tijolos, e queimemo-los bem. E foi-lhes o tijolo por pedra, e o betume por cal.” (Gn. 11: 1 a 3). Paremos um pouco aqui para começarmos a discernir os Divinos planos para com o homem na face da terra: Primeiro; o Senhor é Conservador, e sempre desejou que a sua criação permanecesse na ligação direta com Ele. As vezes pode nos parecer complicado entender o nosso Amado Criador, mas tudo se resume numa só Palavra: ZELO! O Senhor sempre teve Zelo, pois afinal somos todos Feitura de Suas Mãos. Quando estudamos sobre a torre de Babel na Bíblia, é impossível não falar acerca da confusão das línguas, pois foi ali que o Senhor confundiu a língua deles, e consequentemente de toda a face da terra. Há uma expressão por exemplo: “falar em línguas” significa; falar em diversos idiomas. Ali na ocasião da construção desta torre, todo ser humano falava um só idioma ou seja, o Hebraico, foi a língua em que Deus criou os Céus e a terra, Adão e Eva falavam o hebraico, inclusive, a literatura Rabínica continua seguindo a tradição antiga, e chama o Hebraico de: A Língua dos Anjos, e de Língua Santa. Agora podemos interrogar a nós mesmos, será que o tal Ninrode não tinha conhecimento destes pormenores? Claro que sim, acontece que ele, possuído do espírito do anti Cristo  não poderia agir de outra maneira. E ali o Senhor disse: “Eia, desçamos, e confundamos ali a sua língua, para que não entenda um a língua do outro.” (Gn.11: 7). Dali, aquele lugar passa a ser Babel, ou Babilônia = Confusão. Cont. 

quarta-feira, 7 de novembro de 2018

LIÇÕES BÍBLICAS / DAVI, REINO CONFIRMADO! - Lição: 6

LIÇÕES BÍBLICAS
 Classe: “Ovelhas do Bom Pastor”.
  Data: - 11 – 11 – 2018.     
Titulo da Lição:  DAVI,  REINO CONFIRMADO!
Lição: 6
Texto Áureo: “OUVE ó Deus, a minha voz na minha oração: livra a minha vida do horror do inimigo.” (Sl. 64: 1).
                                        
Leitura Bíblica em Classe:       176  – 177 -HC               (Sl. 56: 1 a  13).

1 – TEM misericórdia de mim, ó Deus, porque o homem procura devorar-me todo o dia.
2 – Os que me andam espiando procuram devorar-me todo o dia; pois são muitos os que pelejam contra mim, ó Altíssimo.
3 – No dia em que eu temer, hei de confiar em ti.
4 – Em Deus louvarei a sua palavra; em Deus pus a minha confiança e não temerei; que me pode fazer a carne?
5 – Todos os dias torcem as minhas palavras; todos os seus pensamentos são contra mim para o mal.
6 – Ajuntam-se, escondem-se, espiam os meus passos, como aguardando a minha morte.
7 – Porventura escaparão eles por meio da sua iniquidade? Ó Deus, derriba os povos na tua ira.
8 – Tu contaste as minhas vagueações: Poe as minhas lágrimas no teu odre: não estão elas no teu livro?
9 – Quando eu a ti clamar, então retrocederão os meus inimigos: isto sei eu, porque Deus está comigo.
10 – Em Deus louvarei a sua palavra: no Senhor louvarei a sua palavra.
11 -  Em Deus tenho posto a minha confiança; não temerei o que me possa fazer o homem.
12 -  Os teus votos estão sobre mim, ó Deus: eu te renderei ações de graças;
13 – Pois tu livraste a minha alma da morte, como também os meus pés de tropeçarem, para andar diante de Deus na luz dos viventes.


Título da Lição: DAVI, REINO CONFIRMADO!

Definição: Iniciamos a lição de hoje com o Salmo 56, Salmo de Davi que relata o período em que esteve aprisionado em Gate, pois já não suportava mais a perseguição de Saul; vejamos: “DISSE porém Davi no seu coração: Ora ainda algum dia perecerei pela mão de Saul; não há cousa melhor para mim do que escapar apressadamente para a terra dos filisteus, para que Saul perca a esperança de mim, e cesse de me buscar por todos os termos de Israel; e assim escaparei de sua mão.” (I Sam. 27; 1). E assim foi Davi falar com Aquis rei de Gate, e ali o rei lhe deu a cidade de Ziclague, esta é uma Cidade que pertence aos reis de Judá, e diz a história, que até ao dia de hoje. E foi pouco o tempo em que Davi permaneceu nesta Cidade, diz o verso 7 do cap. 27 de I Sam. Que foi apenas um ano e quatro meses. Vamos aqui parar um pouco para meditar nesta questão que tem trazido muitas controvérsias na cabeça de alguns crentes que não são estudantes da Bíblia, e por isto correm o grande risco de blasfemar contra as Sagradas Escrituras quando fazem leituras isoladas, isto é perigoso. Já ouvimos barbaridades acerca desta questão, mas, os que são espirituais entendem que, lá no meio daquela terra, o Senhor deu um Sinal Maravilhoso! Vejamos: O sinal é que; embora Davi estivesse como fugitivo do mau Saul, ele, Davi já havia sido ungido rei de Israel, para o Senhor Deus Saul já havia perdido toda a Unção, o Senhor já o havia riscado do Livro da Vida, e neste Sinal dado a Davi em Gate, ou seja, ele morar numa Cidade pertencente a linhagem de Judá, Davi era descendente desta tribo, e o mais importante não é Davi, mas Jesus Cristo Rei dos reis descendente da tribo de JUDÁ! Portanto devemos cada dia mergulhar nestas Maravilhas contidas nas Sagradas Escrituras. Mas vamos dando continuidade e finalizando este estudo que tem nos proporcionado grandes renovos espirituais. Prosseguindo em meio a todos estes acontecimentos, ou seja, as guerras nefandas de Saul contra Davi. No capítulo 28 vemos o que sucedeu naqueles dias, mais uma vez os filisteus se juntam para fazer guerra contra Israel, e já Samuel havia morrido e todo o Israel o tinha chorado e o tinha sepultado. Mas voltemos a situação de Saul que cada vez mais se aprofundava no pecado de morte, e para completar vendo o arraial dos filisteus temeu e estremeceu o seu coração, e diz que Saul consultou ao Senhor, porém o Senhor não lhe respondeu, procurou profetas, nenhum profeta lhe respondeu nada, nem por sonhos, em fim; Deus havia se calado para Saul, por conta de suas grandes maldades cometidas. Vejamos então que caminhos Saul vai seguindo:“Então disse Saul aos seus criados: Buscai-me uma mulher que tenha o espírito de feiticeira, para que vá a ela e a consulte. E os seus criados lhe disseram: Eis que em Em-Dor há uma mulher que tem espírito de adivinhar. E Saul se disfarçou e vestiu outros vestidos, e foi ele, e com ele dois homens, e de noite vieram à mulher; e disse: Peço-te que me adivinhes pelo espírito de feiticeira, e me faças subir a quem eu te disser.” (I Sam. 28: 7, 8). Este foi o ponto final da vida materialde Saul, pois o seu temor ao Senhor já há muito não existia em sua vida. Saul estava diante da mulher disfarçado, e realmente ela nem imaginava que estava ali falando com o próprio, mas como boa feiticeira lhe perguntou: “A mulher lhe disse: A quem te farei subir? E disse ele: Faze-me subir a Samuel.” (I Sam. 28: 11). Nesse momento a mulher se assustou e viu que era Saul que ali estava, e realmente começou a subir da terra o que nós já sabemos, um espírito ao qual pela informação da mulher, Saul entendeu que era Samuel, será que era mesmo Samuel? Vejamos rapidamente o que nos diz a Escritura quanto a isto:“Quando vos disserem: Consultai os que têm espíritos familiares e os adivinhos, que chilreiam e murmuram entre dentes; - não recorrerá um povo ao seu Deus? a favor dos vivos interrogar-se-ão os mortos? Á lei e ao testemunho! Se eles não falarem segundo esta palavra, nunca verão a alva.” ( IS. 8: 19, 20). Aí está com toda clareza o repúdio do Senhor a essas práticas, pois são praticas satânicas. Mas voltando ao dialogo de Saul com a pitonisa, claro que o que subiu da terra foi demônio na aparência de Samuel, no verso 14 a mulher descreve a figura. Mas, o mais importante e que vem confirmar ser um demônio foram as palavras daquele espírito imundo a Saul, vejamos: “Samuel disse a Saul: Porque me desinquetaste, fazendo-me subir? Ali Saul fala àquele espírito o seu desgosto e o silencio do Senhor para com ele, então o demônio  continua a falar com Saul: “Então disse Samuel: Por que pois a mim me perguntas, visto que o Senhor te tem desamparado, e se tem feito teu inimigo? Porque o Senhor tem feito contigo como pela minha boca te disse, e tem rasgado o reino da tua mão, e o tem dado ao teu companheiro Davi. Como tu não deste ouvidos à voz do Senhor, e não executastes o fervor da sua ira contra Amaleque, por isso o Senhor te fez hoje isto. E o Senhor entregará também a Israel contigo na mão dos filisteus, e amanhã tu e teus filhos estareis comigo; e o arraial de Israel o Senhor entregará na mão dos filisteus.” (I Sam. 28: 16 a 19). Dali Saul desfalece, caiu estendido por terra. A mulher pitoniza  vendo aquela perturbação em Saul, lhe ajuda lhe oferecendo pão, ele recusou, estava completamente perturbado com o que ouviu acerca de sua derrota, mesmo assim a mulher feiticeira mandou degolar a bezerra cevada e preparou uma boa refeição para Saul e seus criados e eles comeram e depois se foram naquela mesma noite. Não levou muitos dias e se cumpriu o que o demônio disse a Saul. Enquanto isto Davi permanece em Ziclague combatendo contra os amalequitas. No cap. 31 de I Sam. Chega o momento final de Saul e seus filhos. “E os filisteus apertaram com Saul e seus filhos: e os filisteus mataram a Jônatas, e a Abinadabe e a Malquisua, filhos de Saul.” Neste momento Saul pede ao pagem de armas que o mate, porém este se recusou, então Saul tomou a espada e se lançou sobre ela, cometendo assim suicídio. Seu pagem fez o mesmo se lançando sobre a espada. “Assim faleceu Saul, e seus três filhos e o seu pagem de armas,” I Sam. 31: 6). Seguiu-se as guerras até que Davi tomou os ossos de Saul e de Jonatas da terra de Jabes-Gileade e enterraram na terra de Benjamim. Só assim Deus se aplacou para com a terra. Os ossos de Saul e de Jonatas não foram queimados, mas sepultados.