Pesquisar este blog

E o semeador saiu a semear (áudios)

Vídeos

terça-feira, 20 de março de 2018

LIÇÕES BÍBLICAS / SENHOR, ALTO REFUGIO - Lição: 13

LIÇÕES BÍBLICAS
  Classe: “Ovelhas do Bom Pastor”.
  Data: - 25 – 03 – 2018.     
Titulo da Lição:       SENHOR,  ALTO REFUGIO
  Lição: 13
Texto Áureo: “Os céus manifestam a gloria de Deus”  (Sl. 19: 1).

Leitura Bíblica em Classe: 
262  - 379 - HC (Sl. 18: 1 a 20)

1 – Eu te amarei do coração, ó SENHOR, fortaleza minha.
2 – O SENHOR é o meu rochedo, e o meu lugar forte,  e o meu libertador; o meu Deus, a minha fortaleza em quem confio; o meu escudo, a força da minha salvação e o meu alto refugio.
3 – Invocarei o nome do SENHOR, que é digno de louvor, e ficarei livre dos meus inimigos.
4 – Cordéis de morte me cercaram, e torrentes de impiedade me assombraram.
5 – Cordas do inferno me cingiram, laços de morte me surpreenderam.
6 – Na angustia invoquei ao SEMHOR e clamei ao meu Deus; desde o seu templo ouviu a minha voz e aos seus ouvidos chegou o meu clamor perante a sua face.
7 – Então, a terra se abalou e tremeu; e os fundamentos dos montes também se moveram e se abalaram, porquanto se indignou.
8 – Do seu nariz subiu fumaça, e da sua boca saiu fogo que consumia; carvões se acenderam dele.
9 – Abaixou os céus e desceu, e a escuridão estava debaixo de seus pés.
10 – E montou num querubim e voou; sim, voou sobre as asas do vento.
11 – Fez das trevas o seu lugar oculto; o Pavilhão que o cercava era a escuridão das águas e as nuvens dos céus.
12 – Ao resplendor da sua presença as nuvens se espalharam, e a saraiva, e as brasas de fogo.
13 – E o SENHOR trovejou nos céus; o Altíssimo levantou a sua voz; e havia saraiva e brasas de fogo.
14 – Despediu as suas setas e os espalhou; multiplicou raios e os perturbou.
15 – Então, foram vistas as profundidades das águas, e foram descobertos os fundamentos do mundo; pela tua repreensão, SENHOR, ao soprar das tuas narinas.
16 – Enviou desde o alto e me tornou; tirou-me das muitas águas.
17 – Livrou-me do meu inimigo forte e dos que me aborreciam, pois eram mais poderosos do que eu.
18 – Surpreenderam-me no dia da minha calamidade; mas o SENHOR foi o meu amparo.
19 – Trouxe-me para um lugar espaçoso; livrou-me porque  tinha prazer em mim.
20 – Recompensou-me o SENHOR conforme a minha justiça e retribuiu-me conforme a pureza das minhas mãos.


Título da Lição: SENHOR,  ALTO REFUGIO

Definição: Todo o conteúdo do livro de Ester, é um verdadeiro manancial de tudo quanto se pode ter para uma vida de paz, alegrias, segurança, fé inabalável, comunhão perfeita com o Criador na Pessoa Magnífica de Nosso Senhor e Salvador Jesus Cristo! Nossas orações? Somente para agradecer, pois nada tem a pedir os que são retos de coração. É certo que esta condição é imprescindível. Mas, dando seguimento à meditação ainda no capítulo 6 do Livro, nos deparamos com algo bastante surpreendente; vejamos:“...Quanto ao homem de cuja honra o rei se agrada, traga a veste real de que o rei se costuma vestir, monte também o cavalo em que o rei costuma andar montado, e ponha-lhe a coroa real na sua cabeça; e entregue-se a veste e o cavalo à mão de um dos príncipes do rei,” E ali Hamã foi dizendo tudo quanto desejava para si, seu mau coração o levava a pensar que o rei estava se referindo a ele. Mas o Justo Senhor, Deus Grande e Poderoso que não perde de vista o seu povo, e faz Justiça, virou o cativeiro, pois toda a sugestão dada pelo mau Hamã o rei se agradou e disse:“Então disse o rei a Hamã: Apressa-te, toma a veste e o cavalo, como disseste, e faze assim para com o judeu Mardoqueu, que está assentado à porta do rei; e coisa nenhuma deixes cair de tudo quanto disseste.” (Et. 6; 10). E assim foi feito como bem sabemos, e podemos imaginar pelos escritos a seguir, a situação deplorável desse homem chamado Hamã, completamente derrotado, saiu correndo para casa de cabeça coberta, envergonhado, que tristeza é a alma sem Deus. Quanto a Mardoqueu, diz que depois disto tudo voltou calmamente para a porta do rei, não há nenhum relato de que ele demonstrou nenhum gesto de orgulho ou engrandecimento, mas cremos que interiormente a alegria de Mardoqueu deve ter sido muito grande por ver a maneira em que o Senhor respondeu àquele jejum, com certeza a alegria era muito grande, pois não somente por ele e sua filha, mas por todo o povo. Neste capitulo 6, vamos cada vez mais nos alegrando pelo movimento do Senhor, não somente em Israel ou onde estavam os cativos, já naquela fase de espalhados, mas era notório o cuidado do Senhor em difundir por toda a parte quem era o seu povo, nisto podemos ver uma divulgação aparentemente silenciosa, pois é puramente Obra do Espírito Santo o divulgar o Seu Poder em todo o mundo. É por isto que muitas vezes ficamos a imaginar; quão grande tem sido a tristeza do Senhor, muito mais agora nestes tempos, quando Ele lá dos altos Céus vê a deturpação de tudo quanto Ele deixou Escrito em sua Palavra, a devassa no meio dos que se dizem evangélicos, uma verdadeira devassa, principalmente em nossa terra chamada BRASIL. O que fizeram da Igreja Assembleia de Deus? Transformaram-na num covil de cães gulosos: “E estes cães são gulosos, não se podem fartar; e eles são pastores que nada compreendem; todos eles se tornam para o seu caminho, cada um para a sua ganância, cada um por sua parte.” (Is. 56: 11). A Sã Doutrina caiu, o povo anda de qualquer maneira, não há Mandamentos, não há mais quem ensine os preceitos Bíblicos nesta terra. Porque, estamos falando assim? Porque é o que se vê por toda a parte. Mas voltando à linda e real história do verdadeiro livramento de morte dos judeus, e isto através de uma arma secreta e poderosa. Diz o texto a seguir que, após ter que apregoar por todas as ruas da cidade a bênção de Mardoqueu, Hamã saiu enojado, correndo para casa, quanto a Mardoqueu voltou calmamente para o lugar de sempre; para a porta do rei, sem expressar nenhuma palavra, podemos imaginar com que emoção Mardoqueu estava, não pelo desfile na cidade, mas pelo mover do Senhor em favor de seu povo. Quanto ao mau Hamã, saiu correndo angustiado e coberta na sua cabeça. Vejamos agora algo que realmente nos chama muita a atenção acerca de nós mesmos: “E contou Hamã a Zeres, sua mulher, e a todos os seus amigos tudo quanto lhe tinha sucedido. Então, os seus sábios e Zeres, sua mulher, lhe disseram: Se Mardoqueu, diante de quem já começaste a cair, é da semente dos judeus, não prevalecerás contra ele; antes, certamente cairás perante ele.”(Et. 6: 13). Neste momento realmente temos que parar e muito pensar. Mas como pode isto? Ou seja: como na situação em que se encontrava aquele povo judeu, ainda na escravidão por motivo de desobediência aos Santos mandamentos do Senhor, agora numa situação de final de cativeiro, dispersos, em terra alheia, tendo que esconder sua verdadeira identidade e etc. Mas mesmo assim a Essência do Senhor estava sobre eles, através dos grandes feitos, verdadeiras Maravilhas chegavam ao conhecimento de toda a terra, pois o Senhor tem prazer em publicar Suas Obras Sobrenaturais. Muita gente, muitos povos se salvaram através do ouvir dizer, dos feitos do Senhor em favor de seu povo. Por exemplo, e especialmente um Fenômeno que surpreendeu toda a terra: foi a saída do povo do Egito, principalmente na travessia do mar vermelho. Portanto os Testemunhos do Senhor são Eternos. Na Pérsia, ali estavam refugiados, mas o Nome do Senhor engrandecido. A fala de Zeres e não somente dela, mas também os amigos de Hamã foram contundentes ao dizer: “...Se Mardoqueu, diante de quem já começaste a cair, é da semente dos judeus, não prevalecerás contra ele; antes certamente cairás perante ele.”Vejamos aí  e tenhamos muito zelo com o Santo Nome do Senhor, pois é pelo Santo Nome do Senhor que se deve ter Zelo, ai de nós dar escândalos, como muitos estão fazendo, escandalizando o Santo Nome do Senhor. Mas como assim? Quando não somos nem quentes, nem frios, mas mornos, sempre na mesmice, quando não atraímos pessoas para o reino de Deus, mas como assim? É! temos que ser atraentes, não no sentido pessoal, mas no sentido espiritual, através dos Dons Espirituais, no trabalho do Senhor, nos louvores, no falar, no caminhar, e também no calar, em fim, numa vida consagrada, dedicada nas 24 quatro horas do dia, é preciso estar sempre envolvido com o Senhor. Há um versículo muito interessante em que Jesus diz: “E eu quando for levantado da terra, todos atrairei a mim.” (Jo. 12: 32). Àquelas sete moças de Ester foram atraídas por ela, pela sua santificação, quem sabe no modo de se expressar, na doçura do tratar com elas, etc. o certo é que não houve nenhum embaraço para Ester e Mardoqueu nesta missão que o Senhor reservou para ambos. Eles deram conta da Missão que o Senhor delegou a eles. E nós? Continuaremos...

Nenhum comentário:

Postar um comentário