Translate

domingo, 25 de janeiro de 2015

LIÇÕES BÍBLICAS / QUEM ENTRARÁ? - Lição: 04

LIÇÕES BÍBLICAS

Classe: “Ovelhas do Bom Pastor.”.
Data: 25 – 01 – 2015.
Lição: 04.      
Título da Lição
 QUEM ENTRARÁ?

Texto Áureo: E FALOU o Senhor a Moisés, dizendo: Envia homens que espiem a terra de Canaã, que eu hei de dar aos filhos de Israel, de cada tribo de seus pais enviareis um homem, sendo cada qual maioral entre eles. (Nu. 13: 1, 2) 
HINOS SUGERIDOS: 
346 – 107 - HC
Leitura Bíblica em Classe (Nu. 13: 17 a 25)
17 – Envio-os, pois Moisés a espiar a terra de Canaã: e disse-lhes: Subi, por aqui para a banda do sul, e subi à montanha:
18 – E vede que terra é, e o povo que nela habita; se é forte ou fraco; se pouco ou muito;
19 – E qual é a terra em que habita se boa ou má: e quais são as cidades em que habita se em arraiais, se em fortalezas.
20 – Também qual é a terra, se grossa ou magra, se nela há árvores, ou não: e esforçai-vos, e tomai do fruto da terra. E eram aqueles dias os dias das primícias das uvas.
21 – Assim subiram, e espiaram a terra desde o deserto de Zim, até Reobe, à entrada de Ramate.
22 – E subiram para a banda do sul, e vieram até Hebrom; e estavam ali Aimã, Sesai, e Talmai, filhos de Anaque: e Hbrom foi edificada sete anos antes de Zoá no Egito.
23 – Depois vieram até ao vale de Escol, e dali cortaram um ramo de vide com um cacho de uvas, o qual trouxeram dois homens sobre uma verga: como também romãs e figos.
24 – Chamaram àquele lugar o vale de Escol, por causa do cacho, que dali cortou os filhos de Israel.
25 – Depois voltaram de espiar a terra, ao fim de quarenta dias.

INTRODUÇÃO:
I – QUEM ENTRARÁ?

Definição: Muitos deixarão de entrar no lindo Céu por conta da incredulidade. Esta é a triste realidade, o povo que se diz povo de Deus não consegue cultivar em si mesmo nem 1% das promessas Divinas. Vamos definir o que seria cultivar: tratar, cuidar, ter apreço, ou seja, amar aquilo que você recebeu em sua vida de livre espontânea vontade, ou seja, a salvação de sua alma. Afinal a salvação sempre vem através de no mínimo uma PROMESSA. Vamos citar aqui apenas um texto: (Sl. 37: 5). Ao tirar Israel da escravidão do Egito o Senhor lhes faz promessas, e não ficou nas promessas, mas eles vivenciaram as maravilhas operadas em favor deles. Bastaria a travessia do Mar Vermelho (Êxodo. 14: 15 a 26) Mas é fácil de entender: Acontece que os hebreus estavam pouco ligando, ou nada ligando para os Sinais e Maravilhas do Senhor, muito menos nas promessas, pois nenhum deles era convertido ao Deus de Israel, exceto Josué e Calebe, os demais só queriam se livrar da escravidão, dos trabalhos pesados ali no Egito. Hoje estaremos meditando na grandíssima promessa de uma terra boa que nana leite e mel. Os espias voltaram com um belo relatório de tudo quanto presenciaram na terra a qual foram espiar, inclusive trouxeram um lindo cacho de uvas, tão grande que foi preciso dois homens para carregá-lo. No mistério dos doze, somente dois voltaram alegres, prontos a entrar. Como já aprendemos a Alegria é a primeira preciosidade que acompanha o salvo, ou seja, a Igreja de Jesus até aos Céus. Daqueles doze homens escolhidos, pois o Senhor disse a Moisés que queria que fosse um maioral de cada tribo (Nu. 13: 2), imaginem a situação, a decepção que causaram ao Senhor. Interessante é que eles reconheceram que na verdade a terra era boa, vejamos os versos 26 a 28. Mas quando viram o tipo de gente que habitava ali temeram, mas porque temeram? Porque além de não terem a alegria do salvo, não reconheciam a Força do Senhor (II Cron. 32: 7, 8). Em Êxodo cap. 12: 37, 38 diz que saíram do Egito cousa de 600.000 mil de pé somente de homens, sem contar os meninos e as mulheres, e sem contar a mistura de gente (os vulgos) que saíram com eles, era muita gente. Onde há mistura nada dá certo. Aquela gente feiticeira que saiu com eles, contribuía muito para a descrença no Deus verdadeiro, era uma força contrária, exatamente como está acontecendo em nossos dias. Mas voltando a lição, no verso 30 de Nu. 13 vemos que Calebe fez calar o povo de suas murmurações contra o Senhor, mas de nada adiantou o incentivo de Calebe, a sua alegria não contagiou aquele povo pelo contrário, o povo descarou o Senhor, infamando a terra (verso 32). No cap. 14 murmuram contra o Senhor até não poder mais, e já estavam querendo levantar outro chefe e voltar para o Egito (verso 3, 4). Do verso 6 a 10 os israelitas e os demais que com eles estavam decretaram o seu destino. A mim chama muito atenção a parte “a” do verso 8 do capítulo 13 de Números: “Se o Senhor se agradar de nós, então nos porá nesta terra,”... Muitos de nós ainda não chegamos à compreensão, que o Senhor precisa das nossas glorificações por meio de nossos atos de comportamento, não necessariamente cantar um hino, mas engrandecê-lo com a FÉ. A Fé trás além de muitas alegrias, nos mostra quão grande é a Força do Senhor. “Se o Senhor se agradar de nós, então nos porá nos Céus”. Mas voltando aos fracassados hebreus, a ira do Senhor se levantou (verso 11 cap. 13), pouco adiantou o pedido de clemência por parte de Moisés, pois o Senhor permaneceu firme na condição de que não entrariam naquela terra, o Senhor fez perfeitamente o que tinha que fazer, pois Ele não se deixa escarnecer (Gal. 6: 7, 8). Às vezes fico pensando muito sobre a Real vontade de nosso Pai juntamente ao Filho Jesus, no desprendimento do Pai e da aceitação do Filho em deixar toda a sua Gloria para vir passar o que Ele passou para que tivéssemos um pouco de compreensão do grande Amor a nós dispensado, não há como mensurar esse Amor, o Apóstolo João disse que o Senhor amou o mundo de “TAL” maneira. Essa expressão nos leva a uma visão de um Amor sem limites. No inicio da lição falamos sobre uma questão de que o versículo, ou o texto, ou o capitulo inteiro que fica marcado o dia da salvação sempre trás Promessas, Mas muitos se esquecem, que trás também sempre uma condição, por exemplo: No Salmo 30, recebi a salvação do primeiro versículo a 10, no verso 11 vem o meu agradecimento, e no verso 12 vem o requerimento do Senhor para a minha vida. Ele me salvou dando-me força para lutar contra tudo que me oprimia, com alegria veio a liberdade, a grande pedra rolou, a doença foi embora, e o mais importante: muitas provas!

domingo, 18 de janeiro de 2015

LIÇÕES BÍBLICAS / FAÇA DO SEU ALIMENTO O SEU REMÉDIO - Lição: 03

LIÇÕES BÍBLICAS

Classe: “Ovelhas do Bom Pastor.”.
Data: 18 – 01 – 2015.
Lição: 03.      
Título da Lição
 FAÇA DO SEU ALIMENTO O SEU REMÉDIO

Texto Áureo: “E para fazer diferença entre o santo e o profano e entre o imundo e o limpo, e para ensinar aos filhos de Israel todos os estatutos que o Senhor lhes tem falado pela mão de Moisés”. (Lev. 10: 10, 11)
HINOS SUGERIDOS: 
252 – 253 - HC

Leitura Bíblica em Classe. (Lev. 11: 1 a 10)
1 – E FALOU o Senhor a Moisés e a Arão, dizendo-lhes:
2 – Falai aos filhos de Israel dizendo: Estes são os animais, que comereis de todos os animais que há sobre a terra.
3 – Tudo que tem unhas fendidas, e a fenda das unhas se divide em duas, e remói, entre os animais, aquilo comerás.
4 – Destes porém não comereis, dos que remoem ou dos que têm unhas fendidas: o camelo que remói,  mas não tem unhas fendidas; este vos será imundo.
5 – E o coelho, porque remói, mas não tem as unhas fendidas, este vos será imundo.
6 – E a lebre, porque remói, mas não tem as unhas fendidas.
7 – Também o porco, porque tem unhas fendidas, e a fenda das unhas se dividem em duas, mas não remói; este vos será imundo.
8 – Da sua carne não comereis, nem tocareis no seu cadáver; estes vos serão imundos.
9 – Isto comereis de tudo o que há nas águas, tudo que tem barbatanas e escamas nas águas, nos mares, e nos rios; aquilo comereis.
10 – Mas tudo o que não tem barbatanas nem escamas, nos mares e nos rios, todo reptil das águas, estes serão para vós abominação.

INTRODUÇÃO:

I – FAÇA DO SEU ALIMENTO O SEU REMÉDIO
(Definição: Esta foi a recomendação do homem considerado o Pai da Medicina. Hipócrates  nasceu  460 anos antes de Cristo e morreu com apenas 83 anos, no ano 370 a.C. Mas porque estamos incluindo o nome desse homem em nosso estudo? Porque ele apesar de ser um filosofo, deu crédito aos ensinos Divinos. E hoje estaremos conhecendo um pouco desse Livro tão importante chamado Levítico, diferente dos demais livros do Pentateuco, pois inclui-se nele as Leis, para que Moisés pudesse governar aquele povo recém saído do Egito na sua vida religiosa, civil, dietética, e diária. O Livro de Levítico é TÓPICO, esse termo significa que vai diretamente no ponto certo, por exemplo: No caso de uma medicação antibiótica, ela vai diretamente no local da infecção, onde está a bactéria e a destrói. No mesmo acontece com a alimentação, tudo que ingerimos se houver algum ponto de contaminação no alimento, é questão de poucos minutos começa-se a sentir os efeitos, o organismo começa a dar sinal de que alguma coisa não vai bem, é uma dor de cabeça, uma tonteira, ou náuseas, e etc. Até mesmo um mau humor pode ser causado por uma má alimentação, aliás, temos que voltar ao Pai da medicina, ele fala sobre um termo médico chamado – Eucrasia – Bom temperamento = bom humor, segundo ele, de acordo com a alimentação diária, se for uma alimentação bem equilibrada, trás bem estar. Também fala de outro termo médico: Discrasia – Perturbação por conta da má ingestão de líquidos no organismo e no sangue. É claro que tudo quanto ingerimos vai diretamente para o sangue, pois sangue é vida.  Mas quem teve o cuidado esmerado para com a sua Obra Prima? Ou seja o homem? O Senhor, usando ali aquele que foi preparado desde o seu nascimento,  Moisés. Foram 613 Leis que Moisés escreveu, e o Senhor aprovou. Isto aconteceu logo após o término do Tabernaculo no deserto (Lev. 1: 1). Dali começam todas as ordenanças, sempre visando o bem estar do povo, e principalmente que houvesse separação, SANTIDADE. Estamos focando o capítulo 11 de Levítico, onde encontramos uma riqueza de detalhes, pois não somente cuida da saúde física e mental, mas também da espiritual,  separação na alimentação trás bom testemunho do Senhor.
É sempre bom estar atento quanto ao nosso corpo. Tudo quanto o Senhor chamar de imundo é nosso dever respeitar e se afastar, se é que cremos que os escritos Bíblicos com seus conselhos antigos são firmeza e verdade (Is. 25: 1). É bom termos a clareza de que não somos obrigados a obedecer ao Senhor, podemos tomar a decisão hoje mesmo de deixar de estar nos enganado. O Senhor tem muitas queixas, em Isaias cap. 65 verso 2 e a parte “a” do verso 3: Ele diz: Estendi as minhas mãos todo o dia a um povo rebelde, que caminha por caminho que não é bom, após os seus pensamentos: Povo que me irrita diante da minha face de continuo,...” Cuidado, pois cada vez que eu digo não gosto de comer legumes, ou outro tipo de alimento ordenado pelo Senhor, estarei provocando a ira de Deus, eu penso que isso não será bom para mim no futuro. A prova nós temos na Bíblia. Lá no antigo Testamento praticamente todo aquele povo que irritava ao Senhor pereceu no deserto. Somente dois entraram na terra prometida. Josué e Calebe. No Livro de Josué vemos a sua determinação junto aos seus familiares e aos que estavam ao redor, (Js. 24: 14, 15) – Sobre Calebe também temos um bom testemunho, bom não, EXCELENTE! (Js. 14: 7 a 11). Portanto, temos em Levitico 11 bem explicada a lista de compras dos alimentos saudáveis. Nesta lista contém as carnes, quanto aos vegetais, vamos encontra-la em Gênesis cap. 1: 29 a 31. Vemos aqui o alerta também aos animais. No verso 30 o Senhor orienta ao homem que alimente a todo animal da terra dizendo que, toda a erva verde seria o seu alimento. Hoje vemos que até os animais estão sendo prejudicados na alimentação, se alimentando de produtos industrializados, as famosas rações, mas no principio não foi assim. Uma coisa que me deixa muito feliz é saber que pelo menos em alguns Zoológicos os animais são alimentados com produtos naturais, ou seja, frutas, legumes e verduras, e capim e feno dependendo da espécie. São tratados por estudantes de Biologia, que procuram respeitar a condições dos animais, pois afinal os animais pertencem ao habitat natural, devem viver em contato com a natureza. O Senhor não os criou para viverem em cativeiro (Prov. 12: 10). Isto quer  dizer que todos são responsáveis pelos animais que Deus criou. Não que você deva ter um animal específico. 

domingo, 11 de janeiro de 2015

LIÇÕES BÍBLICAS / O BEZERRO DE OURO - Lição: 02

LIÇÕES BÍBLICAS

Classe: “Ovelhas do Bom Pastor.”.
Data: 11 – 01 – 2015.
Lição: 02.      
Título da Lição
 O BEZERRO DE OURO

Texto Áureo: “Então disse o Senhor a Moisés: Vai, desce; porque o teu povo, que fizeste subir do Egito, se tem corrompido,” (Êxodo. 32: 7).
      
HINOS SUGERIDOS:
443 – 334 - HC

Leitura Bíblica em Classe. (Êxodo. 31: 1 a 10)
1 – DEPOIS falou o Senhor a Moisés, dizendo:
2 – Eis que eu tenho chamado por nome a Bezalel, o filho de Uri, filho de Ur, da tribo de Judá,
3 – E o enchi do espírito de Deus, de sabedoria, e de entendimento, e de ciência, em todo o artifício,
4 – Para inventar invenções, e trabalhar em ouro, em prata, e em cobre,
5 – E em lavramento de pedras para engastar, e em artifício de madeira, para obrar em todo o lavor.
6 – E eis que eu tenho posto com ele a Aoliabe, o filho de Aisamaque, da tribo de Dã, e tenho dado sabedoria ao coração de todo aquele que é sábio de coração, para que façam tudo o que te tenho ordenado;
7 – A saber, a tenda da congregação, e a arca do testemunho, e o propiciatório que estará sobre ela, e todos os vasos da tenda;
8 – E a mesa com os seus vasos, e o castiçal puro com todos os seus vasos e o altar do incenso.
9 – E o altar do holocausto com todos os seus vasos, e a pia com sua a base;
10 – E os vestidos do ministério, e os vestidos santos de Arão o sacerdote, e os vestidos de seus filhos, para administrarem o sacerdócio.

INTRODUÇÃO:

I – O BEZERRO DE OURO
(Definição:) O bezerro de ouro = Idolatria a deuses pagãos. Assim era o povo que veio do Egito, assim somos nós quando não aguentamos mais, e aí nos lembramos de que existe um Deus que os crentes dizem ser bom. Na verdade o Senhor Deus a tudo contempla, portanto de tudo é sabedor e tinha ciência de tudo quanto aquele povo obstinado estava passando ali no Egito. Mas um dia... Ele ouviu o clamor (Êxodo. 3: 7 a 9). O verso 9 diz que: - Agora o clamor chegou a mim... Isto nos deixa muito claro que, enquanto dá para aguentar, vão aguentando. Interessante é que o Senhor com certeza via aquela situação com muita tristeza, pois afinal Ele não fez com as suas próprias Mãos o ser humano para sofrer, nem para serem escravos uns dos outros, mas o pecado original rebaixou a criatura de Deus, dessa forma o Senhor não intervém, Ele espera que venham a Ele, afinal a Promessa do Salvador está, e estará sempre de pé.
Mas Onde Estava Moisés Quando foi Erguido o Bezerro de Ouro? Sendo Moisés escolhido para ser um Tipo de Cristo, foi enviado pelo Senhor Jeová ao monte. (Êxodo. 24: 12 a 14). Tudo certo, tudo no esquema do Senhor, Josué sobe com Moisés, porém os demais ficam. Moisés ali ordenou a Arão e Hur que ficassem no comando, na mesma sintonia de Moisés e Josué, e não compactuar com a loucura do povo, vemos que no verso 14 que, tanto Arão quanto Hur, e também o povo foram até ao pé do monte, e ouviram muito bem as instruções de Moisés. Essas coisas acontecem até aos dias de hoje, quantos Ministérios existem em que nem todos estão na mesma sintonia, em concordância com a diretriz da Casa do Senhor, é por isso que muitas Congregações já caíram. Muitas rebeliões já aconteceram, se fazem amigos entre si, e não amigos do Senhor Jesus (João 15: 14). Vemos ai com clareza, que na verdade o que aquele povo queria lá no Egito era sair daquela escravidão de trabalhos, mas para seguir o Senhor Deus de Israel? Nunca! Eis ai uma das muitas provas que eles deram ao Senhor: Mas antes vamos voltar a Êxodo 31: 1 a 11. Aqui estamos resumindo falando somente do Tabernáculo, do Altar, e etc. É bom lembrar que Moises ficou no monte quarenta dias. Agora vamos ver no cap. 32 aquele em que Moisés confiou uma grande tarefa, sendo seu próprio
irmão, Arão não pensou duas vezes em satisfazer a vontade daquele povo idólatra, transgressor, (Êxodo. 32: 1 a 7). Assim procedem muitos de nós quando recebe todas as orientações na Casa do Senhor e não praticam, vão praticar outras coisas, ou continuar nas mesmas práticas do Egito. Fico imaginando nos dias atuais, o mesmo Senhor virando-se para o Filho Jesus e dizendo: Olha lá como está o teu povo! E como Moisés, o Senhor Jesus vai intercedendo, clamando ao Pai mais um pouco de paciência, afinal neste presente tempo, Ele está como Intercessor, mas até quando? Moisés dali mesmo intercedeu pelo povo (versos 10 a 14).
Será que As Tábuas de Pedra Deram Trabalho para Fazer? Não temos em parte alguma nas Escrituras o tamanho, ou seja, a metragem das Tábuas da Lei, mas podemos calcular pela metragem da Arca do Concerto que elas não deveriam ser muito grandes, mas não há como calcular o trabalho e o desgaste de quem a escreveu. Na verdade diz o texto que os escritos foram esculpidos pelo Dedo de Deus (Êxodo. 32: 16), você sabe o que é esculpir na madeira com o dedo? Ninguém pode imaginar, pois só o Senhor se dedicaria tanto por um povinho tão cruel. É realmente uma crueldade para com Deus, transgredir as Suas Palavras, pois é Fruto de Sacrifício, e esse Sacrifício teve inicio lá atrás, no dia exato em que o homem pecou. O Senhor ali já pode sentir o que seria dali para frente. Satanás conseguiu injetar até a alma humana sua essência em forma de fruto (Gl. 5: 16 a 21). Eis a razão de o Senhor haver proibido tocar naquele fruto. A Bíblia nos fala sobre caminhos tortuosos: Esse povo que estava ali no Egito sofrendo simplesmente as suas próprias consequências, de geração a geração, por quê? Por que um dia lá no passado essa geração vendeu seu irmão como escravo. Bem, já sabemos bem essa história. Mas o Senhor se compadeceu e os livrou só que, não houve nenhum reconhecimento, ou arrependimento da parte desse povo, é como se diz: Eles saíram do Egito, mas o Egito não saiu deles. Com muitos de nós acontece o mesmo, dizem ter recebido a Jesus, passam pelas águas batismais, e até recebem o batismo com o Espírito Santo, porém continuam com as mesmas práticas pagãs, colocando Jesus no meio de suas misturas. Mas Jesus está muito tranquilo: (Mat. 5: 48)    

domingo, 4 de janeiro de 2015

LIÇÕES BÍBLICAS / O ENCONTRO COM A PEDRA PRINCIPAL DA ESQUINA - Lição: 01

LIÇÕES BÍBLICAS

Classe: “Ovelhas do Bom Pastor.”.
Data: 04 – 01 – 2015.
Lição: 01.      
Título da Lição
 O ENCONTRO COM A PEDRA PRINCIPAL DA ESQUINA.

Texto Áureo: “Então disse Jacó à sua família, e a todos os que com ele estavam: Tirai os deuses estranhos, que há no meio de vós, e purificai-vos, e mudai os vossos vestidos”. (Gên. 35: 2)

HINOS SUGERIDOS:
176 – 310 - HC

Leitura Bíblica em Classe. (I Ped. 2: 1 a 8)
1 – DEIXANDO, pois toda a malicia, e todo o engano, e fingimentos, e invejas, e todas as murmurações,
2 – Desejai afetuosamente, como meninos novamente nascidos, o leite racional, não falsificado, para que por ele vades crescendo:
3 – Se é que já provaste que o Senhor é benigno:
4 – E, chegando-vos para ele – pedra viva, reprovada, na verdade, pelos homens, mas para com Deus eleita e preciosa.
5 – Vós também, como pedras vivas, sois edificados casa espiritual e sacerdócio santo, para oferecer sacrifícios espirituais agradáveis a Deus por Jesus Cristo.
6 – Pelo que também na Escritura se contém: Eis que ponho em Sião a pedra principal da esquina, eleita e preciosa; e quem nela crer não será confundido.
7 – E assim para vós, os que credes, é preciosa, mas para os rebeldes, a pedra que os edificadores reprovaram essa foi a principal da esquina.

8 – E uma pedra de tropeço e rocha de escândalo, para aqueles que tropeçam na palavra, sendo desobedientes; para o que também foram destinados.

INTRODUÇÃO

I – O ENCONTRO COM A PEDRA PRINCIPAL DA ESQUINA.
(Definição:) Desde o principio, é o Senhor Jeová quem escolhe o lugar do encontro das trevas com a Luz. Há muitos e muitos séculos atrás, havia uma família vivendo em trevas, era a família de Jacó. Certo dia o Senhor desperta Jacó e manda que se levante e suba com toda a sua casa a um lugar chamado Betel, (Cidade Luz) e deu ordem para que ali fosse levantado um Altar (Gên. 35: 1).
     Jacó se despertou e entendeu direitinho o que o Senhor estava requerendo dele como pai de família, e os demais que habitavam com ele, (versos 2 a 5). Vamos aqui nos atentar para o Mistério do verso 5, o texto fala da Guarda do Senhor ao redor de todos os que estavam com Jacó, entendemos a providencia do Senhor em leva-los à Cidade que tinha por nome Luz (verso 6), tirando-os do meio daquela gente pecaminosa, e principalmente mudar radicalmente a vida de Jacó, inclusive o seu nome (9 a13). Dali Jacó imediatamente pôs uma Coluna de pedra no lugar onde Deus lhe falara  (Verso 14), e derramou sobre ela uma libação (Nu. 15: 7). Porque o Senhor nessas alturas da vida de Jacó muda o seu nome? Porque na verdade o nome Jacó tem o significado de enganador, e era chegado o tempo de mudanças, tempo de preparar-se para a vinda do Messias.
     O nome de Jacó foi mudado para Israel, que abrange e faz jus a toda uma Nação. Diz a Bíblia que nesse tempo presente, todo aquele que vencer receberá uma pedra branca, e nela um novo nome (AP. 2: 17). Vencer o que? As condições se encontram na Leitura Bíblica em Classe: O pedido do Senhor é que cresçamos na Graça e fé, a Graça que é Jesus é forte e nos fortalece, pois é Pedra, é Rocha Preciosa! Onde se faz o encontro da pedra de escândalo com a Pedra Preciosa? Certamente é em Sião, e onde está Sião? Aqui, Ela se encontra na Rua da Associação Nº 21.
     Quando o encontro verdadeiramente acontece, as pedras de escândalo que são os pecadores, elas se transformam em Pedras Vivas! A principal característica de quem é Pedra.
Viva, é quando há total libertação de tudo. (João 8: 32) A libertação é maravilhosa porque trás a liberação, o que isto quer dizer? Quer dizer que o liberto não mente, muito menos dá desculpas, tentando justificar uma situação em que a pessoa se vê constrangida a fazer, ou ir aonde não quer. É preciso ser transparente em tudo. Jesus quando por aqui andou deixou esse exemplo. Ele tinha sempre uma boa resposta para tudo, nunca se preocupou se alguém ia gostar ou não. Portanto o que ainda está faltando em muitos de nós é essa transparência, muitos dizem que tudo está bem quando não está. Ainda estamos muito divididos, e ao mesmo tempo envolvidos com coisas que não mais nos diz respeito. Se não houver mudança fatalmente ficaremos por aqui, não chegaremos lá.
Pedra de Tropeço, Ou Geração Eleita?
       É bom começar a pensar nessa situação desde hoje, sendo o primeiro Domingo do mês e do ano. Pedra de tropeço como diz o verso 8 da leitura Bíblica em classe, são os que tropeçam na Palavra de Deus. Tropeçar todos já sabem que é desobedecer. Mas precisamos pensar muito no verso 9 e 10. É coisa séria, por quê? Vejamos alguns textos que vai falar por si só: Já paramos para pensar na responsabilidade de ser geração eleita e sacerdócio real? É ter virtude para anunciar as Virtudes daquele que nos chamou das trevas para a sua maravilhosa luz. Isto enquanto estamos aqui na terra, e depois, quando chegar aos Céus? (Mat. 19: 28, 29; Mat. 12: 41, 42; II Ped. 2: 4; Jd. 14, 15). Nestes textos ficamos bastante esclarecidos quanto à razão porque o Senhor deseja fazer-nos sacerdócio real já aqui nessa terra, é na verdade como um estágio, precisamos ser aprovados, mostrar nossa força e coragem. Vejamos o que diz o profeta Joel 3: 9 a 11. Eis aí o estágio em forma de guerra, combate, e quase sempre esse combate começa dentro de nós, pois na verdade não é fácil VENCER certas convicções, certas tradições, certas maneiras de viver, e etc. Mas é preciso vencer. Em todas as Cartas endereçadas às Sete Igrejas que estavam na Ásia, o Senhor sempre termina a mensagem fazendo as Maravilhosas promessas, mas antes dizendo: Ao que Vencer... São Sete Promessas, isto é muito significativo, pois nos lembra de que, o Senhor Deus é Perfeito, só os Perfeitos poderão julgar.