Translate

segunda-feira, 29 de dezembro de 2014

UM TOQUE DE POESIA / A PORTA ABERTA ESTÁ - Maria da Gloria

A PORTA ABERTA ESTÁ
 
Quando leio mesmo em devaneio,
Os escritos tão confortantes
Quem vem de um tempo distante,
E perdura até o dia chamado hoje.
 
Quando me lembro daquela manhã,
Quando o dia nem ainda despontava,
Já de pé eu me aprontava para ir,
Onde? No lugar aplainado nunca
Dantes pisado por meus passos incertos.
 
Era a voz do coração? Ou a voz do Amor Eterno?
Não sei, só sei que naquela manhã aqui entrei.
Lentamente andando, também me informando,
Onde poderia quem sabe um dia aqui se abrir
Uma porta que eu entrasse, e não mais saísse.
 
Seguindo o caminho, bem pertinho avistei,
Quando mais perto cheguei, um barraquinho!
Tão caidinho, tão, pobrinho! Oh! Mas quanto inho?
A porta já estava aberta, aliás, nem porta havia.
Franca estava a entrada, e uma longa estrada a
Percorrer. 25 Anos.

domingo, 28 de dezembro de 2014

LIÇÕES BÍBLICAS / VOCÊ JÁ PASSOU TRÊS DIAS SEM JESUS? - Lição: 13

LIÇÕES BÍBLICAS

Classe: “Ovelhas do Bom Pastor.”.
Data: 28 – 12 – 2014.
Lição: 13.      
Título da Lição
 VOCÊ JÁ PASSOU TRÊS DIAS SEM JESUS?
Texto Áureo: “E o menino crescia e se fortalecia em espírito, cheio de sabedoria; e a graça de Deus estava sobre ele.” (Luc. 2: 40)

HINOS SUGERIDOS:
205 – 179 - HC

Leitura Bíblica em Classe. (Luc. 1: 26 a 35)
26 – E, no sexto mês, foi o anjo Gabriel enviado por Deus a uma cidade da Galiléia, chamada Nazaré,
27 – A uma virgem desposada com um varão, cujo nome era José, da casa de Davi, e o nome da virgem era Maria.
28 – E, entrando o anjo aonde ela estava, disse: Salve agraciada; o Senhor é contigo: bendita és tu entre as mulheres.
29 – E, vendo-o ela, turbou-se muito com aquelas palavras, e considerava que saudação seria esta.
30 – Disse-lhe então o anjo: Maria, não temas, porque achaste graça diante de Deus;
31 – E eis que em teu ventre conceberás e darás à luz um filho, e por-lhe-ás o nome de Jesus.
32 – Este será grande, e será chamado filho do Altíssimo; e o Senhor Deus lhe dará o trono de Davi, seu pai.
33 – E reinará eternamente na casa de Jacó, e o seu reino não terá fim.
34 – E disse Maria ao anjo: como se fará isto, visto que não conheço varão?
35 – E, respondendo o anjo, disse-lhe: Descerá sobre ti o Espírito Santo, e a virtude do Altíssimo te cobrirá com a sua sombra; pelo que também o Santo, que de ti há de nascer, será chamado Filho de Deus.

INTRODUÇÃO

I – VOCÊ JÁ PASSOU TRÊS DIAS SEM JESUS?
(Definição: Podemos imaginar o espanto e a alegria que Maria sentiu no momento em que o anjo Gabriel se apresentou repentinamente diante dela). Certamente Maria junto a seus pais tinha conhecimento acerca das profecias referentes ao nascimento do Messias, mas jamais poderia imaginar ser ela a virgem escolhida para ser a mãe do Salvador. Passado o momento de espanto, vemos no verso 38 a sua expressão: “Disse então Maria: Eis aqui a serva do Senhor, cumpra-se em mim segundo a tua palavra. E o anjo ausentou-se dela.”.
     Dali em diante mãe e filho passam a conviver todo o tempo juntos, desde a gestação, e após o nascimento do menino (Luc. 2: 40, 41).

Maria Passou Três Dias Sem Jesus.

      Maria e José foram levar Jesus ao Templo, no inicio de sua adolescência e o deixaram lá. O que mais nos chama a atenção é que passados três dias, quando desesperados, procurando-o por toda a parte decidiram voltar a Jerusalém, e onde o encontraram? No Templo. (Luc. 2: 42 a 46) – Podemos imaginar a aflição de Maria, procurando o Menino Jesus por toda a parte. Porém o sinal Maravilhoso que Jesus deixa nessa experiência é que Ele não era uma criança, ou seja, um adolescente qualquer, Ele era e É JESUS, que veio para salvar o ser humano de toda sorte de males. Portanto é preciso estar sempre no Templo, é lá que Ele permanece. Posso Fazer de Minha Alma o Templo de Jesus? Não só pode como deve. (I Cor. 3: 16) – Isto é importante, pois quando se carrega Jesus no coração (alma) por onde quer que estejamos, resolvendo isto ou aquilo, Ele ai está, então é ligação total, corpo, alma e espírito, não passamos da hora, por exemplo, do Culto, das nossas responsabilidades na Casa do Senhor ou fora dela, nada pode desvirtuar nossa atenção, pois o maior Amor, é o Amor a Deus. Outra coisa interessante e importante, é que desde que recebemos Jesus Salvador, e passamos a frequentar a Casa do Senhor, procuramos lógo, saber os dias e horários de Culto, normalmente a diferença entre um dia e outro está sempre dentro de um prazo máximo de dois dias de um Culto para o outro. O Senhor Jesus quer estar conosco sempre, todos os dias, se não estamos no Templo, o temos no corpo e na alma. Vejamos uma prova que o Senhor fez Davi passar: (Sal. 84: 1 a 4), o Senhor algumas vezes nos faz passar por provas muito boas, aliás, toda prova é excelente, pois nos edifica, mexe lá dentro, e ficamos surpresos o quanto amamos ao Senhor! É preciso sentir isto de vez em quando.

Os Três Dias dos Discípulos do Caminho de Emaús: (Luc. 24: 13 a 21) - A sensação de abandono. Vemos nessa situação uma grande diferença da situação de Davi. Davi estava sendo provado, pois guardava a Palavra do Senhor no coração, por isso não caiu na sua fé, e teve até oportunidade de acabar com a vida de seu perseguidor, porém manteve-se santo. (I Sam. 24: 2 a 6) – O que guarda a Palavra é provado, nunca entra em luta. Já os dois discípulos lá do caminho de Emaús, não tinham guardado nenhuma das Palavras ditas pelos profetas. Vejamos o verso 25, 26. Mas voltando a Maria: Porque às Vezes Perdemos Jesus de Vista? – a) – Por que passamos à sua frente. (Luc. 2: 44, a 46) – Quem gosta de ficar embrulhado no meio de parentes? Jesus? – b) – Por que alguns ainda duvidam do Poder de Jesus? – A resposta é sempre a mesma, ouvem, mas não guardam as Palavras de Jesus (Mat. 28: 16, 17). Portanto mais uma vez estamos sendo advertidos quanto às Palavras de Vida 
Eterna. Cuidado, Jovens e adultos! Não perca Jesus de vista. O diabo tem muitos filhos, podemos destacar três, seus nomes são: Tô nem aí, quê que tem, e tem nada a ver. Muitos pecados que afastam os crentes de Jesus se apresentam com estes nomes para enganar. Devemos constantemente estar analisando TUDO, ou qualquer situação que se apresente diante de nós. Examinando sempre, para não deixarmos que certas situações venham nos enrolar, o espírito maligno está em todo tempo ao derredor, bramando, buscando a quem possa tragar (I Pd. 5: 8). Se você diz que ama ao Senhor, prove. Não passe nem um dia sem Jesus. (Mat. 6: 33). 

quarta-feira, 24 de dezembro de 2014

Culto de Natal / 24 / 12 / 2014

Processamento do Culto de Natal – 24 – 12 – 2014. As 18 Horas.

TEMA DO CULTO:  Jesus, a Estrela que Veio do Oriente”.


I – Oração Inicial.

II – Hinos– 41, 21, 135, 272, (HC).

III – Abertura do Culto – Mateus cap. 2: 1 a 7.

IV – Oração de Agradecimento pela abertura do Culto.
V – Apresentação dos cooperadores de 1ª vez

V I– Oportunidades aos Oficiais da Igreja (Tema: Natal também é Família)

VII – Solo. Mis. Maria da Gloria. Hino Que Maravilha, (Feliciano Amaral).

VIII– Jardim de Deus e sua Apresentação: “Jesus, a Estrela que Veio do Oriente”

IX  – Encerramento com o Hino: Bom Natal.

X  - Oração final.

BOM NATAL

Quero ver você não chorar
Não olhar pra trás
Nem se arrepender do que fez.

Quero ver o Amor nascer,
Mas se a dor crescer, você
Resistir e sorrir.

Se você pode ser assim,
Tão enorme assim eu vou crer,
Que o Natal existe,

E ninguém é triste,
E que o mundo é só de Amor!

Bom Natal, um Feliz Natal,
Muita Paz e amor pra você,

Pra você!

domingo, 21 de dezembro de 2014

Lições Bíblicas / CINCO COROAS, COMO ALCANÇAR? - Lição: 12

LIÇÕES BÍBLICAS

Classe: “Ovelhas do Bom Pastor.”.
Data: 21 – 12 – 2014.
Lição: 12.      
Título da Lição
 CINCO COROAS, COMO ALCANÇAR?
Texto Áureo:
“Porque um menino nos nasceu, um filho se nos deu; e o principado está sobre os seus ombros; e o seu nome será: Maravilhoso, Conselheiro, Deus Forte, Pai da eternidade, Príncipe da paz.”

HINOS SUGERIDOS:
85 – 16 - HC

Leitura Bíblica em Classe. (I Cor. 3: 10 a 17)
10 – Segundo a graça de Deus que me foi dada, pus eu, como sábio arquiteto, o fundamento, e outro edifica sobre ele; mas veja cada um como edifica sobre ele.
11 – Porque ninguém pode por outro fundamento, além do que já está posto, o qual é Jesus Cristo.
12 – E, se alguém sobre este fundamento formar um edifício de ouro, prata, pedras preciosas, madeira, feno, palha,
13 – A obra de cada um se manifestará: na verdade o dia a declarará, porque pelo fogo será descoberta; e o fogo provará qual seja a obra de cada um.
14 – Se a obra que alguém edificou nessa parte permanecer, esse receberá galardão.
15 – Se a obra de alguém se queimar, sofrerá detrimento; mas o tal será salvo, todavia como pelo fogo.
16 – Não sabeis vós que sois templo de Deus, e que o Espírito de Deus habita em vós?

17 – Se alguém destruir o templo de Deus, Deus o destruirá; porque o templo de Deus que sois vós, é santo.

INTRODUÇÃO

I – CINCO COROAS, COMO ALCANÇAR?
(Definição: As Coroas ou Galardões prometidos aos salvos após o arrebatamento serão Prêmios por serviços prestados a sua própria alma).
    Na leitura Bíblica vimos com muita clareza à questão ali levantada pelo Apóstolo Paulo acerca da dissensão que já começava haver no meio daqueles crentes, ou seja, o povo deixando o Caminho (Jesus) e enveredando no caminho da rebelião (I Cor. 3: 3,4). O Fundador da Igreja sempre foi e sempre será Jesus Cristo, o lugar de Culto quem escolhe e determina sempre foi, e sempre será o Deus Pai, e todos devem estar unidos numa só Fé, numa só Doutrina. O Senhor não reconhece denominações. Ele diz: Eu sou o Caminho a Verdade e a Vida (João 14: 6).
Ninguém Pode Por Outro Fundamento
    Infelizmente estamos presenciando uma situação muito confusa, em relação à Palavra de Deus na face da terra, são tantos Apolos, tantos Cefas, tantos Paulos, e o Verdadeiro Evangelho de Nosso Senhor Jesus Cristo nem de longe é mencionado. Mas voltando aos Galardões, o Apóstolo Paulo ali na Cidade de Corinto foi bem explicito para aquele povo sobre a questão da edificação do corpo, alma e espírito, Verso 16, 17 da leitura B. em classe.
Coroa: - Incorruptível – (I Cor 9: 24 25). Esse prêmio é comparado ao que corre no estádio, sabemos que todo atleta se domina, se prepara para a competição, há o cuidado com o corpo, não pode comer o que quer, não pode beber o que quer, há uma dieta certa, e etc.(verso 25). O que significa abster-se? Deixar certas práticas existe um texto na Bíblia que deixa muito clara a questão ser incorrupto (I Ped. 5: 7, 8). 2ª Coroa: - A Coroa da Vida – (Tg. 1: 12; Apo. 2: 10). Essa Coroa é prometida àqueles que resistem as provações, é prometida aos mártires, àqueles que deram suas vidas em prol do Evangelho, isso é sinal do amor a Deus. É certo que nem todos receberão essa Coroa, essa é só para os que são fieis até a morte. 3ª Coroa: - A Coroa da Justiça – (II Tim. 4: 7, 8).
Para receber essa Coroa é preciso antes de tudo ser obediente a Deus e também ser imitador do Apóstolo Paulo, aliás, ele até pediu que fôssemos seus imitadores, como ele era de Cristo. Paulo deixou tudo para seguir a Jesus, sendo um homem cheio de cultura, judeu com cidadania romana, teve alto cargo no Império, tudo isso ele deixou para seguir a Jesus, daí foi trabalhar fazendo e concertando tendas para sua sobrevivência. Absteve-se de se casar para dedicar todo o seu tempo nas coisas do Senhor (I Cor. 7: 8, 9). Combater o bom combate – fácil ou difícil? 4ª – Coroa: - A Coroa de Gozo – (I Tes. 2: 19, 20). A quem pertence essa Coroa? Aos que trabalham na seara do Senhor com alegria. Aos que vão gemendo e chorando levando a semente e voltam trazendo seus molhos (Sal. 126: 5, 6). Portanto essa Coroa é para os ganhadores de almas (Prov., 11: 30). A função da Igreja na face da terra não é ficar o tempo todo só aprendendo, aprendendo, quando na verdade não se está aprendendo nada. O final do ano está as portas, qual foi o trabalho de evangelização que marcou sua vida nesse ano? 5ª – Coroa: - (I Ped. 5: 1 a 4). Essa Coroa é reservada aos obreiros. Os pastores, os presbíteros, esses eram os anciãos que geralmente lideravam o povo de Deus aqui na terra. Lideraram com as características descritas no texto: Sem ganância, não sendo dominadores, de ânimo pronto, de boa vontade, sendo o modelo do rebanho. Os que lideram como pastores, presbíteros, devem ser possuidores antes de tudo, de bons exemplos. E assim como está escrito: Quando aparecer o Sumo Pastor alcançarão a Coroa de Gloria. Após o Arrebatamento o Que Acontecerá aos Vinte e Quatro Anciões e a Igreja? (Apoc. 4: 4 e 9 a 11)
     Esse texto diz que as Coroas recebidas das mãos de Jesus como prêmios, serão devolvidas ao mesmo Senhor, a exemplo dos vinte e quatro Anciões que lá já estavam antes de nós. O ato de devolver as Coroas aos pés de Jesus significa que: Tudo que aqui foi feito, ou seja, a busca de uma vida santificada ao ponto de receber as Coroas é Graça de Jesus em nós, portanto volta para Ele. Isto faz parte do Ato de Glorificação a Deus, para isto fomos criados, para glorificá-lo e não choramingar todo o tempo. 

quinta-feira, 18 de dezembro de 2014

Congregação da Assembleia de Deus em Irajá / Culto em Ações de Graças – 25 Anos

Processamento do Culto sob o Tema: “A Porta Aberta está”


I – Oração de Abertura

II – Hinos- 144, 122, 387, 230. (HC)

III – Leitura Bíblica Oficial – Atos cap. 2: 1 a 13. Diácono João.

IV – Oração de Agradecimento pela Abertura do Culto.

V – Conjunto Jardim de Deus

VI – Apresentando os irmãos de 1ª vez.

VII – Cânticos Espirituais (oportunidades)

VIII – Conjunto: Lindo Som (poesia com Luciana).

IX – Jogral – Os Nove Dons do Espírito
X – Retirada das Ofertas com o Hino – 101 HC.
XI – A Mensagem – Mis. Mª da Gloria.
 
XII – Encerramento com o Hino 120 e Oração final.

domingo, 14 de dezembro de 2014

LIÇÕES BÍBLICAS / AS DUAS ÁRVORES - Lição: 11

LIÇÕES BÍBLICAS

Classe: “Ovelhas do Bom Pastor.”.
Data: 14 – 12 – 2014.
Lição: 11.      
Título da Lição
AS DUAS ÁRVORES
Texto Áureo:
“Bem-aventurados aqueles que lavam as suas vestiduras no sangue do Cordeiro, para que tenham direito à árvore da vida, e possam entrar na cidade pelas portas.” (Ap. 22: 14).
HINOS SUGERIDOS:

142 – 509 - HC

Leitura Bíblica em Classe. (Prov. 4: 10 a 18)

10 – Ouve filho meu, e aceita as minhas palavras, e se multiplicarão os anos de vida.
11 – No caminho da sabedoria te ensinei, e pelas carreiras direitas te fiz andar.
12 – Por elas andando, não se embaraçarão os teus passos; e se correres, não tropeçarás.
13 – Pega-te à correção e não a largues: guarda-a, porque ela é a tua vida.
14 – Não entres na vereda dos ímpios, nem Andes pelo caminho dos maus.
15 – Evita-o; não passes por ele: desvia-te dele e passa de largo.
16 – Pois não dormem, se não fizerem mal, e foge deles o sono se não fizerem tropeçar alguém.
17 – Porque comem o pão da impiedade, e bebem o vinho das violências,

18 – Mas a vereda dos justos é como a luz da aurora que vai brilhando mais e mais até ser dia perfeito.

INTRODUÇÃO

I – AS DUAS ÁRVORES
Definição: Estamos nos referindo às duas Árvores no meio do Jardim no Éden. Lemos em Gênesis 2 que o Senhor plantou duas árvores: uma chamada Árvore da Vida e a outra, Árvore do conhecimento do Bem e do Mal. Mas voltando a um passado um tanto distante, quando o Senhor havia criado o Céu, e lá criou todos os seus anjos, e destacou um, Lúcifer. A este o Senhor dotou de todos os predicados, e o fez querubim ungido que servia diante do Trono de Deus (Is. 14 e Ez. 28). Ele pecou, exaltando-se, permitindo que sua mente fosse tomada pelo orgulho, e fez de tudo para destronar o Senhor Deus (Is. 14: 13 a 15).
Deus é Tremendo em Suas Obras
     Após ter passado por todo aquele levante de Lúcifer no Céu, ou seja, a rebelião de Satanás, o Senhor contrariou a sua própria natureza criando o mal, embora Nele nunca existisse o mal, mas as circunstâncias o levou a isto (Is. 45: 7). É bom termos cuidado aqui neste texto: O Senhor indiretamente permitindo que Satanás criasse o mal, e usa as influencias malignas de Satanás para ensinar a humanidade a RESISTIR ao mal e desenvolver um caráter reto. Nisto entendemos que: Satanás não pode fazer o que quer, ele é, e será sempre subalterno a Deus, ou seja, o Senhor está no comando sempre!
Não Despreze a Essência do Senhor!
     Lúcifer ao ser criado recebeu a Essência do Senhor, ou seja, todos os atributos, as qualidades éticas e morais do Senhor e, no entanto pecou grandissimamente contra o Seu Criador. Da mesma forma o homem ao ser feito pelas Mãos da Trindade, recebeu todas as virtudes, e ainda mais, o direito de viver eternamente sem passar pela morte. (Gen. 1: 26). Mas voltando as Duas Árvores: O Senhor ao idealizar a criação da terra, incluído em seu plano estava a plantação de duas árvores especiais, uma simbolizando o Caminho de Deus (Árvore da vida), e a outra, o caminho de Satanás a árvore do conhecimento do bem e do mal (livre arbítrio). Passemos agora a entender os frutos de cada uma das árvores no meio do Jardim:
Cada Árvore Tem Seus Frutos
    Cada árvore do Jardim no Éden tem seus frutos. Os frutos da Árvore da Vida são os que refletem o caráter de Deus. Exalam a Essência do Senhor, sem se falar do grande Amor altruísta. Esse amor reflete nos Dez Mandamentos. Os primeiros quatro Mandamentos o Senhor requer de nós todo o amor, ou seja, que nós o amemos de todo nosso ser, e quanto aos Mandamentos restantes, somos admoestados a amar ao próximo. A Árvore da vida contém também o Fruto do Espírito do Senhor (Gl. 5; 22, 23).
Os Frutos do Conhecimento do Bem e do Mal
     Foi sobre a árvore do conhecimento do bem e do mal, que Satanás pregou seu primeiro “sermão” para Eva, Deus permitiu que Satanás entrasse no Jardim para tentar o casal crente, habitante. Obs. Não foi por acaso que o Senhor fez o homem do pó da terra através de suas mãos, diferente da criação de Lúcifer que foi criado no Céu, e recebeu toda a liberdade para agir, fazer, desfazer, reger, comandar, aprendeu com o Senhor até como criar anjos, e Deus permitiu que ele criasse anjos para ele também. E foi junto a esses anjos criados por ele que foi formada a rebelião no Céu. (Ez. 28: 14 a 17). Desta vez o Senhor simplesmente pediu ao casal que não tocasse naquela árvore para que não morressem, pois os frutos daquela árvore não eram bons. A árvore do bem e do mal simboliza  o sistema pecaminoso deste mundo, é uma mistura do bem e do mal. Vejamos o exemplo do jovem Daniel e seus companheiros, o que eles enfrentaram na Babilônia. Nem tudo que havia na Babilônia era ruim. Ele e seus companheiros foram instruídos em todo conhecimento (Dan. 1: 3 a 6). Contudo, não deixaram a Lei do Senhor, não provaram do fruto da árvore má (Dan. 1: 5 e 8). O Senhor permitiu a entrada de Satanás no jardim para provar aquele casal, e eles não passaram na prova. Da mesma forma o Senhor provou a Daniel e seus amigos e eles passaram com louvor! Portanto estejamos atentos, a Árvore da Vida é o Caminho, e o Caminho é Jesus (Jo. 14: 6) – A árvore do conhecimento do bem e do mal é a morte (Gl. 5: 16 a 21).    

domingo, 7 de dezembro de 2014

LIÇÕES BÍBLICAS / É PRECISO COMBATER O BOM COMBATE - Lição: 10

LIÇÕES BÍBLICAS

Classe: “Ovelhas do Bom Pastor.”.
Data: 07 – 12 – 2014.
Lição: 10.      
Título da Lição
É PRECISO COMBATER O BOM COMBATE
Texto Áureo:
“A boca do justo fala da sabedoria; a sua língua fala do que é reto”. (Sal. 37: 30)

HINOS SUGERIDOS:
173 – 227 - HC

Leitura Bíblica em Classe. (Sal. 2: 1 a 11)
1 – POR QUE se amotinam as gentes, e os povos imaginam cousas vãs?
2 – Os reis da terra se levantam, e os príncipes juntos se mancomunam contra o Senhor e contra o seu ungido, dizendo:
3 – Rompamos as suas ataduras, e sacudamos de nós as suas cordas.
4 – Aquele que habita nos céus se rirá; o Senhor zombará deles.
5 – Então lhes falará na sua ira, e no seu furor os confundirá.
6 – Eu porem ungi o meu Rei sobre o meu santo monte de Sião.
7 – Recitarei o decreto: O Senhor me disse: Tu és meu Filho, eu hoje te gerei.
8 – Pede-me, e eu te darei as nações por herança, e os fins da terra por tua possessão.
9 – Tu os esmigalharás com uma vara de ferro; tu os despedaçarás como a um vaso de oleiro.
10 – Agora, pois, ó reis, sede prudentes; deixai-vos instruir, juízes da terra.

11 – Servi ao Senhor com temor, e alegrai-vos com tremor.

INTRODUÇÃO

I – É PRECIO COMBATER O BOM COMBATE
Definição: Essa expressão combater, a princípio dá-nos a ideia de debates, pelejas, lutas, ou talvez com palavras, mas na verdade pode-se combater até mesmo estando calado. Muitas vezes o estar afastado de certos ambientes, ou não participando de certas situações não condizentes com os preceitos divinos já é causa de polêmicas.  
A Falência Moral de Nossa Sociedade.
     Essa falência não é nova, é bem antiga desde os tempos antes de Cristo. Quando Jesus chegou a essa terra encontrou o mundo de então numa situação devastadora em termos de moral, pois não havia santidade, mas já havia desde os tempos remotos sociedades secretas minando.
     Os líderes religiosos no tempo de Jesus não eram judeus tradicionais. Eles fingiam ser, mas não passavam de prosélitos, pois pertenciam a uma sociedade secreta muito antiga, ocultista e satânica. E o que é pior, comungados com a forma de governo da época, ou seja, os reis, imperadores  romanos. E Jesus desde os Céus, antes de nascer naquela manjedoura, sendo Deus sabia de tudo que se passava na terra. Essas sociedades secretas eram praticas muito antigas, desde os tempos de Ninrode. Ninrode era filho de Cuxe, neto de Cão, bisneto de Noé, a qual Deus pronunciou uma maldição. Ninrode escolheu unir-se a Deus pelas obras de suas mãos, então partiu para a construção de uma cidade e uma grande torre (Gen. 10: 8 a 10). Este homem tinha o mesmo espírito de Caim. Mas voltando aos tempos de Cristo aqui na terra em seu Ministério se deparou com o satanismo dos fariseus, e isso explica o tratamento incomum que Jesus lhes deu. Lendo e meditando nos Evangelhos, sentimos uma diferença muito grande no tratamento do Senhor Jesus em relação ao povo sofrido, pecador, com todas as suas mazelas, muitas mulheres prostitutas, e etc., contudo Jesus usava de muita misericórdia, paciência, e tinha sempre uma palavra mesmo que fosse um tanto dura, como no caso da mulher sírio fenícia, Ele ali estava testando a fé daquela mulher. Mas ao se deparar com os escribas, fariseus, percebemos que, Ele em nenhum momento aplicou-lhes Palavras de Salvação, ou qualquer tipo de admoestação. (aconselhamento) Pelo contrário, estava sempre repreendendo suas atitudes. Jesus sabia muito bem que aquela corja de fariseus estava ligada às sociedades secretas mancomunados com a forma de governo. O grande exemplo disso é a questão da purificação do Templo, quando Jesus entra triunfante em Jerusalém, aclamado pelo povo, veja o que acontece: (Mat. 21: 12 a 15). Ali estavam os principais dos sacerdotes, como podemos entender uma coisa desta? Sendo sacerdotes permitiam o comércio dentro do Templo? Havia ali uma conivência, ou melhor, pior que conivência, havia ali aliança com o Sinédrio (Tribunal superior em Jerusalém). 
       Outra indignação por parte dos escribas e fariseus foi quando Jesus ressuscitou a Lázaro (João 11: 45 a 48), o Texto deixa claro que os fariseus formam conselho para matarem Jesus, por medo de perderem o poder político.  Isto prova que os fariseus estavam profundamente envolvidos em uma sociedade secreta judaica. Hoje não só aqui no Brasil, mas o mundo inteiro está tomado por essas sociedades secretas, aliás, na verdade nem está tão secreta assim, eu penso que está muito esclarecida a situação, principalmente no Brasil, as Nações Unidas (ONU), uma farsa, o ecumenismo, outra farsa, sabemos que tudo isto é o preparo para que o anticristo tome posse. As grandes denominações como, por exemplo, a nossa saudosa Assembleia de Deus. O campo de Madureira, aquele campo que teve inicio na chegada do Pentecostes ao Brasil, hoje está unida, ou seja, foi entregue à Coreia do Sul, aos cuidados satânicos. As estruturas dantes conservadoras hoje estão abaladas, até o Papa está revendo certas situações como, por exemplo, a união matrimonial dos homossexuais. A situação na Educação brasileira, está calamitosa, o educador não é mais para educar, muito menos orientar, mas sim deixar que cada aluno desde bem pequeno aprenda sozinho fazendo suas escolhas, o importante é ser feliz, não importa de que maneira.  

domingo, 30 de novembro de 2014

LIÇÕES BÍBLICAS / QUEM DEU CRÉDITO Á NOSSA PREGAÇÃO? - Lição: 09

LIÇÕES BÍBLICAS

Classe: “Ovelhas do Bom Pastor.”.
Data: 30 – 11 – 2014.
Lição: 09.      
Título da Lição
QUEM DEU CRÉDITO Á NOSSA PREGAÇÃO?
Texto Áureo:
“Mas ele disse: Antes bem-aventurados os que ouvem a palavra de Deus e a guardam.”
HINOS SUGERIDOS:
126 – 255 - HC

Leitura Bíblica em Classe. (Is. 53: 1 a 6)
1 – QUEM deu credito á nossa pregação? e a quem se manifestou o braço do Senhor?
2 – Porque foi subindo como um renovo perante ele, e como raiz duma terra seca; não tinha parecer nem formosura; e olhando nós para ele, nenhuma beleza víamos, para que o desejássemos.
3 – Era desprezado, e o mais indigno entre os homens, homem de dores, e experimentado nos trabalhos: e, como um de quem os homens escondiam o rosto, era desprezado, e não fizemos dele caso algum.
4 – Verdadeiramente ele tomou sobre si as nossas enfermidades, e as nossas dores levou sobre si; e nós o reputamos por aflito, ferido de Deus, e oprimido.
5 – Mas ele foi ferido pelas nossas transgressões, e moído pelas nossas iniquidades: o castigo que nos trás a paz estava sobre ele, e pelas suas pisaduras fomos sarados.
6 – Todos nós andamos desgarrados como ovelhas; cada um se desviava pelo seu caminho: mas o Senhor fez cair sobre ele a iniquidade de nós todos.

7 – Ele foi oprimido, mas não abriu a sua boca: como um cordeiro foi levado ao matadouro, e como a ovelha muda perante os seus tosquiadores, ele não abriu a sua boca.
INTRODUÇÃO

I – QUEM DEU CRÉDITO Á NOSSA PREGAÇÃO?
Definição: Podemos bem definir essa interrogação, como que sendo a Santíssima Trindade na fala do profeta Isaias. E vai pelo texto afora discorrendo toda a trajetória do Senhor Jesus quando por aqui andou, para cumprir toda a Justiça (Lei).
    Mais uma vez meditaremos na Esperança que Deus Pai, sempre teve de sua posteridade, ou seja, das gerações vindouras, posteriores ao grande sacrifício da cruz. Elas seriam transformadas pela aceitação ao Seu amado Filho Jesus. Vejamos o que o profeta Isaias diz nesse texto: (Is. 53: 10 a 12). Pronto! Tudo muito bem preparado pelo Senhor, mas por qual razão aprouve ao Senhor desejar tanto assim, que toda a humanidade fosse tão feliz? Ao ponto de entregar o Seu Único Filho, em resgate dessa gente tão perversa, que matou todos os profetas, que tripudiou sobre toda a Lei? Será que podemos saber a resposta, ou já sabemos qual a razão? Apenas por AMOR! (João 3: 16).
Por que Deus amou o mundo de tal maneira que deu seu Filho unigênito, para que todo aquele que nele crê não pereça, mas tenha a vida eterna.
     É muito interessante quando nós que amamos ao Senhor começamos nos aprofundar em sua Palavra, e é muito bom quando assim fazemos porque vamos nos tornando pessoas mais alegres por ver o empenho do Senhor, por exemplo: Assim que termina o capitulo 53 de Isaias, vem a beleza do capitulo 54, pois vem repleto de Promessas de progresso e muita alegria! Ele, o Senhor pede de imediato que cantemos alegremente, e nos chama de Igreja! Será que Nosso Senhor Perdeu a Esperança?
    Podemos ter certeza que não. Podemos até crer que pelo pouco que ainda conhecemos, Ele muito se entristece por ver o estado deplorável de grande parte da humanidade, o pecado assolando em todas as esferas, do maior ao menor, uma verdadeira devassa, as famílias minadas, as crianças que Jesus pediu que deixassem ir a Ele, pois delas seria o Reino dos Céus (Mat. 19: 13,14), hoje vemos que, praticamente todas estão vivendo uma vida de infelicidade, em fim o mundo está num verdadeiro caos, as formas de governo todas, sendo preparadas pelo espírito do anticristo, não existe nenhum órgão principalmente em nosso Brasil que esteja trabalhando em prol de combater essa devassa. Tomamos conhecimento pelos noticiários que certa praça da zona sul do Rio de Janeiro, está repleta de crianças menores de 12 anos roubando, usando drogas etc, aliás, isto já é tão antigo, ao levarem ao conhecimento do prefeito do Rio, ele diz que está acompanhando essa situação de perto e pronto, está encerrado o assunto. Mas voltando a questão Esperança do Senhor, realmente Ele não pode negar-se a si mesmo, Ele é Deus Poderoso, Deus de amor.
     Portanto mediante toda essa triste situação social no mundo, Jesus disse: “Porque onde estiverem dois ou três reunidos em meu nome, ai, estou eu no meio deles” (Mat. 18: 20). Nessas alturas o Senhor sabe que não será mais possível levar ao Céu toda a humanidade como sempre foi o seu desejo. Porém com o mesmo amor e carinho, Ele preparou uma Cidade Santa Maravilhosa para a Sua Noiva. Em apocalipse capitulo 21 vemos sobre os novos céus  e a nova terra que descerá após o Juízo final, e ali não haverá mais nenhuma tribulação, será uma vida eterna de Paz.
     Como sempre gostamos de falar, nossa vida aqui e agora é um estágio, ou seja, devemos colocar em prática tudo quanto temos cada dia aprendido através da Bíblia Sagrada. Vamos continuar dando crédito à pregação do Senhor. Estamos chegando perto das tradicionais comemorações do Natal de Jesus, é uma boa oportunidade para Receber a Jesus de novo, renovar nossos votos de contrição, nos preocupar menos com coisas materiais, comerciais, e voltarmos mais para dentro de nós, fazer um balanço do que foi o ano de 2014 para nós? Houve perdas ou ganhos? São respostas a serem dadas a nós mesmos, e assim com certeza só teremos motivos para ações de graças por tudo que temos recebido do Senhor. 

domingo, 23 de novembro de 2014

LIÇÕES BÍBLICAS / JUNTO AO CAMINHO DO MAR - Lição: 08

LIÇÕES BÍBLICAS

Classe: “Ovelhas do Bom Pastor.”.
Data: 23 – 11 – 2014.
Lição: 08.      
Título da Lição
JUNTO AO CAMINHO DO MAR
Texto Áureo:
“E tu, Belém Efrata, posto que pequena entre milhares de Judá, de ti me sairá o que será Senhor em Israel, e cujas saídas são desde os tempos antigos, desde os dias da eternidade.” (Mq. 5: 2).
  HINOS SUGERIDOS:
103 – 78 - HC

Leitura Bíblica em Classe. (Is. 9: 1 a 6)

1 – MAS a terra que foi angustiada, não será entenebrecida. Ele envileceu, nos primeiros tempos, a terra de Zabulom, e a terra de Naftali; mas nos últimos a enobreceu junto ao caminho do mar, além do Jordão, a Galiléia dos gentios.
2 – O povo que andava em trevas, viu uma grande luz, e sobre os que habitavam na região da sombra da morte resplandeceu a luz.
3 – Tu multiplicaste este povo, a alegria lhe aumentaste: todos se alegrarão perante ti, como se alegram na ceifa e como exultam quando se repartem os despojos.
4 – Porque tu quebraste o jugo que pesava sobre ele, a vara que lhe feria os ombros, e o cetro do seu opressor como no dia dos midianitas.
5 – Porque toda a armadura daqueles que pelejavam com ruído, e os vestidos que rolavam no sangue serão queimados, servirão de pasto ao fogo.
6 – Porque um menino nos nasceu, um filho se nos deu; e o principado está sobre os seus ombros; e o seu nome será: Maravilhoso, Conselheiro, Deus Forte, Pai da eternidade, Príncipe da paz.


INTRODUÇÃO

I – JUNTO AO CAMINHO DO MAR
Definição: Definindo a poesia contida nesta oração, ou seja, o título de nossa lição: “Junto ao caminho do mar”. Logo no primeiro versículo de nossa leitura Bíblica em classe, vemos a ação do profeta descortinando ali como seria o advento do Messias, mencionando o estado em que se encontrava a terra: muito angustiada. Sempre devemos voltar ao principio, ao Gênesis, quando na criação de tudo o Senhor separou dentro do próprio Universo um lugar muito especial para todos, tanto humanos como os animais e vegetais e etc. Esse lugar especial, aprazível, Ele chamou de Jardim, para que ali habitasse a sua obra prima o homem. O restante do Universo também recebeu um nome especial, Éden. Acontece que, após o pecado e consequentemente a expulsão daquela família do Jardim, tudo se transformou num caos. A primeira violência foi a DESOBEDIENCIA a Deus, a segunda literalmente foi o primeiro crime cometido dentro da família, um irmão matando seu irmão.  Tudo começa e termina lá em casa.
     Mas uma promessa foi feita, a Promessa de um Salvador, nessa Promessa o Senhor Deus Pai enobrece a mulher para que ela seja afastada das influencias malignas, colocando inimizade entre o tentador e a mulher, isso ficou muito claro (Gen. 3: 15). Aqui o Senhor através dessa Promessa quer a valorização da mulher, intenta enviar Seu único Filho nascido de mulher.
     Mas voltando ao triste estado do povo após tantos revezes pecaminosos ao ponto do Senhor calar-se. Até que se chegue o tempo do Senhor cumprir sua Promessa.  “O povo que andava em trevas, viu uma grande luz, e sobre os que habitavam na região da sombra da morte resplandeceu a luz.” (Is. 9: 2)
     Esta é a Esperança, Atributo de Deus, Ele cultiva sempre a Esperança, e Espera realmente que haja da parte do povo um reconhecimento do bem contido em seus preceitos. O profeta Isaias com grande entusiasmo profetizou acerca desse advento. Comparando-o a Luz.
O evangelista João diz que realmente a Luz veio, mas os homens amaram mais as trevas que a Luz (João. 3: 19). Mas voltando ao profeta Isaias no verso primeiro ele profetisa sobre o enobrecer a terra tão angustiada junto ao caminho do mar, além do Jordão, a Galiléia dos gentios.
Enobrecer, Dignificar, Enriquecer, Aformosar Junto ao Caminho do Mar.
    Para que tudo isto acontecesse era necessário que o Menino nascesse (Mat. 2: 1 a 12). Daqui começamos a perceber o intento de Herodes, mas os magos foram divinamente avisados. Após a saída deles, veio novamente o anjo do Senhor, aparecendo a José em sonhos naquela mesma noite: versos 13 a 15. E lá no Egito ficaram até que foram novamente avisados, sempre pelo anjo do Senhor (19 a 23). Vamos agora nos atentar para o versículo 22. Aqui mais uma vez vemos José sendo avisado por divina revelação, vejamos aí exatamente o que está escrito no final do verso 1 de Is. 9. Aquela Sagrada Família segue em direção ao caminho do mar.  Passam-se os anos até que se cumpre o tempo em que Jesus dará inicio ao seu Ministério terreno. Com trinta anos Ele vem chegando lentamente, mas antes há uma promessa ainda a ser cumprida por Deus Pai (Ml. 3: 1), neste texto quem fala é o Próprio Senhor Jesus, pois já temos várias vezes aprendido que: “O anjo do Senhor é Jesus”. E a promessa se cumpriu (Mat. 3: 1, 2). Aí vem João o Batista anunciando que havia chegado o Reino dos Céus. Jesus então se apresenta a João ali à margem do rio Jordão para ser batizado por ele (Mat. 3: 13 a 17). Dois fatos importantes ocorreram ali: 1º - Quanto João se constrange em batiza-lo, Jesus responde no verso 15 que: era necessário cumprir-se toda a Lei. 2º - Ao sai das águas batismais o Céu se abre e  o Espírito de Deus desce como pomba e ouviu-se uma voz dos Céus declarando, como que oficializando o Ministério terreno de Seu Filho Amado. Dali Ele segue para o deserto, para ser provado pelo Pai. Ao regressar do deserto Jesus está pronto, para dar inicio ao trabalho pelo qual foi enviado a fazer. No capitulo 4: 12 a 16. A Luz raiou, onde?
                  JUNTO AO CAMINHO DO MAR!

domingo, 16 de novembro de 2014

LIÇÕES BÍBLICAS / NA PLENITUDE DOS TEMPOS - Lição: 07.

LIÇÕES BÍBLICAS

Classe: “Ovelhas do Bom Pastor.”.
Data: 16 – 11 – 2014.
Lição: 07.      
Título da Lição
NA PLENITUDE DOS TEMPOS
Texto Áureo:
“Mas vindo a plenitude dos tempos, Deus enviou o seu Filho, nascido de mulher, nascido sob a lei”. (Gal. 4: 4)
  HINOS SUGERIDOS:
139 – 410 - HC

Leitura Bíblica em Classe. (Gal. 4: 5 a.14)

5 – Para remir os que estavam debaixo da lei, a fim de recebermos a adoção de filhos.
6 – E, porque sois filhos, Deus enviou aos nossos corações o Espírito de seu Filho, que clama: Aba, Pai.
7 – Assim que já não és mais servo, mas filho; e, se és filho, és também herdeiro de Deus por Cristo.
8 – Mas, quando não conhecíeis a Deus, servíeis aos que por natureza não são deuses.
9 – Mas agora, conhecendo a Deus, ou antes, sendo conhecidos de Deus, como tornais outra vez a esses rudimentos fracos e pobres, aos quais de novo quereis servir?
10 – Guardais dias, e meses, e tempos, e anos.
11 – Receio de vós, que não haja trabalhado em vão para convosco.
12 – Irmãos rogo-vos que sejais como eu, porque também eu sou como vós: nenhum mal me fizestes.
13 – E vós sabeis que primeiro vos anunciei o Evangelho estando em fraqueza da carne.
14 – E não rejeitastes, nem desprezastes isso que era uma tentação na minha carne, antes me recebestes como um anjo de Deus, como Jesus Cristo mesmo.

INTRODUÇÃO

I – NA PLENITUDE DOS TEMPOS
Definição: Esse termo, dito pelo Apóstolo Paulo na carta endereçada aos irmãos da Galácia, se refere ao progresso em termos de: abertura de estradas, caminhos marítimos, com suas embarcações, acesso a várias cidades etc.
     Nesse tempo como está escrito, Deus enviou seu Filho Jesus.
   É importante atentar para a questão no final do versículo 4, do capitulo 4 de Gálatas, quando o Senhor diz: “... nascido sob a lei” Isto deixa clara a intenção do Senhor, pois a situação era realmente muito séria, a verdadeira Lei do Senhor estava toda deturpada, na verdade tinham transformado a Santa Lei em prosélito, o que é um prosélito? É aquele que sai por aí pregando, querendo ensinar uma coisa que ele mesmo não sabe nem o que significa, ou ainda pior, são os que se apostataram da Fé.
    Temos em nossos dias muitos falsos pastores e, de duas categorias: temos os novos que são imbecis, que nada aprenderam sobre a Verdade, mas vão por interesses financeiros, “pregando, ensinando” como cegos, (Mat. 23: 15), vamos atentar bem para essa questão aqui, quando o Senhor Jesus diz: “... Ai de vós escribas e fariseus hipócritas! Pois que percorreis o mar e a terra para fazer um prosélito, e depois de o terdes feito, o fazeis filho do inferno duas vezes mais do que vós”.
     Esses que o versículo está se referindo são os que estão nos canais de televisão, nas emissoras de rádio, em fim são “famosos”, através do mau exemplo desses tais, os nécios aqueles que não querem nada com a Palavra da Verdade, vão seguindo e não só seguindo, vão imitando, abrindo salões, colocando o nome da Assembleia de Deus com sobrenome. Esses tais compram até os DVDS, se posicionam em frente ao espelho para imitar o falso pregador eletrônico. Exatamente como Jesus diz no texto: São prosélitos fazendo prosélitos.
    O mais triste da história é que, alguns desses cães gulosos (Is. 56: 11), há alguns anos atrás, pertenceram à classe dos pastores que eram verdadeiramente chamados por Deus. Mas voltando a plenitude dos tempos, o Senhor Jesus encontrou o mundo num verdadeiro caos, não era para menos, pois afinal se haviam passado 400 anos de silencio Divino. Deus envia o seu único Filho cumprindo assim a Promessa feita lá no Jardim (as promessas se cumprem). Haja o que houver! De todos os atributos do Senhor, incluída está uma coisa chamada: Esperança! Essa Esperança do Senhor são as muitas Misericórdias a qual tem sido a causa de não sermos consumidos (Lam. 3: 22). Acontece que, não podemos nos esquecer das últimas palavras ditas pelo Senhor aos que o amam antes de se calar: (Ml. 4: 1 a 4).

    Muitos estão apostatados da Fé, seguindo esses cães gulosos que são os falsos pastores mercenários, há também os que estão fazendo hora na Congregação, fazendo de conta que é Igreja, mas não estão nem aí para os Escritos Sagrados.  Voltando ao versículo 4 de Gálatas 4: “... nascido sob a lei”, ou seja, Ele veio para fazer cumprir a Lei, o verso 5 diz: “Para remir os que estavam debaixo da lei, a fim de recebermos a adoção de filhos”. Essa foi, e ainda é, a maior Bênção que alguém pode receber em sua vida, deixar de ser escravo do pecado, servidor do pecado, ter uma vida desgraçada (fora da Graça), e no final ir para o inferno (Mat. 23: 15). Mas para se alcançar essa Graça que é Jesus Cristo, é preciso que se cumpra o Primeiro Mandamento. Certa vez um alguém capcioso perguntou ao Mestre (Mat. 22: 36 a 40). Pronto! Jesus é Homem de poucas Palavras, porém são Palavras esclarecedoras, só não entende quem não quer, está muito clara a questão: Amar a Deus de corpo, alma e espírito que é o pensamento. Isso, só para quem verdadeiramente se converte. Ao Senhor ninguém engana, não tem como se desculpar, aliás, o Senhor não gosta nada da história das desculpas, seja o falar sim, sim, não, não.  A desculpa se bem pensarmos é irmã da mentira. Para quem é verdadeiro, autentico não existem desculpas. Vamos encerrando nossa lição completando com o versículo 6 de Gálatas 4: O verso diz que o salvo tem o Espírito do Filho de Deus, que clama Aba, Pai. (Meu Pai) com convicção! Então vivamos a: Plenitude dos Tempos em Paz!