A PORTA ABERTA ESTÁ

A PORTA ABERTA ESTÁ
Culto de Doutrina - terças às 18:30 / Culto de Consagração - quartas às 09:00 / Culto de Libertação - quintas às 15:00 / Evangelização e Culto ao Ar Livre - sábados às 17:00 / Escola Dominical às 09:00 / Culto Público aos domingos às 18:00

Translate

sábado, 23 de outubro de 2010

Após a reflexão sobre as questões "Crentes Fracassados” e “Perseguindo ou sendo Perseguidos", podemos meditar agora um pouco na questão dos crentes que estão praticando feitiçarias. Esta prática é muito antiga, eu diria que é tão antiga que a primeira sessão de feitiçaria aconteceu lá no Jardim do Éden por conta do pecado da cobiça, aliás, a cobiça tem sido a causa de todos os males desde que foi ali realizada esta primeira sessão. Daí em diante muitos exemplos temos nas Escrituras Sagradas, relatos de como é grande a tendência à extorsão aos Escritos Bíblicos. O pecado da cobiça provem da incredulidade desde a criação do homem, vejam que durante muitos anos o Senhor Deus falava com Adão e Eva todas as tardes, que será que o Senhor tanto falava com eles? Certamente falava lhes ensinando, lhes advertindo e muito mais: fazendo-lhes promessas, as mesmas promessas que todo aquele que hoje recebe a seu Filho Jesus como único e suficiente Salvador, pois afinal o Senhor é o mesmo não é verdade? Desde o Antigo Testamento o Senhor Jeová vem abominando a prática da feitiçaria. Pouco tempo depois da saída do Egito aquele povo que presenciou tão grandes maravilhas da parte de Deus como, por exemplo: a travessia do mar vermelho. Porém bastou Moisés se ausentar por um tempo e o povo rapidamente formou um bezerro de ouro e o adorou. (Ex. 32: 4 a 7). E vem pelos séculos dos séculos esta prática abominável diante do Senhor. Diz a Bíblia que a rebelião é como o pecado da feitiçaria (1 Sam. 15: 23.) porventura os tais que atualmente se dizendo "povo de Deus" tendo deixado o fundamento doutrinário Bíblico não estarão no caminho da rebelião e consequentemente se tornaram feiticeiros? É preocupante a situação das Igrejas Assembléia de Deus cujos líderes têm deixado que certas práticas sejam introduzidas nos templos das Assembléias de Deus. A estes é feita pela Palavra uma advertência que encontramos em Apocalipse 2: 5, que diz: "Lembra-te, pois donde caíste, e arrepende-te, e pratica as primeiras obras; quando não, brevemente a ti virei e tirarei do seu lugar o teu castiçal se não te arrependeres".
Falo da Igreja Assembléia de Deus porque esta denominação sempre foi uma boa referência em termos de Doutrina e bons costumes, hoje, porém, virou um não sei o que! Aquela Igreja Velha cantada em versos pelo saudoso irmão Jair Pires não existe mais, aquela Igreja agora entrou no campo da feitiçaria com seus rituais e títulos, sim, pois agora a Assembléia de Deus tem até SOBRENOME, sem se falar nos títulos das sessões - corredor de fogo, tapete de fogo, culto aos anjos, fogo no pé -, estão também praticando certo ritual muito estranho da seguinte forma: jogam azeite no piso do salão e as pessoas são orientadas a ir escorregando, lá no final da "passarela" já está colocado uma espécie de jarro que do seu interior sai uma fumaça de um tipo de defumador, então as pessoas tem que após o escorrego cheirar essa tal fumaça e diz os que estão dirigindo esta sessão que tem que se cheirar com fé para que haja o milagre na vida da pessoa. Estas abominações estão acontecendo em lugares que tem na fachada o nome da Assembléia de Deus, porém, com SOBRENOME. O mais lamentável de tudo isto é a posição da Convenção Geral das Assembléias de Deus no Brasil ante esses acontecimentos contrários a Palavra de Deus, nenhuma atitude é tomada para que volte haver respeito com o Nome "Assembléia de Deus". Ao contrario a CGADB que agora acrescentou mais uma letrinha o i agora é: CGDIADB abraçando assim tudo que vier entenderam? Nem eu!

Nenhum comentário:

Postar um comentário