Você é o visitante

terça-feira, 8 de junho de 2010

A Lei Moral de Deus ou a Bíblia do homem?

Nada mais falta acontecer. A apostasia, seguida de escárnio, blasfêmias, heresias, escândalos, idolatrias, ganância, abominações, em fim, tudo isto e muito mais tem trazido sérias conseqüências na vida do pobre novo decidido a seguir o Evangelho de Nosso Senhor e Salvador Jesus Cristo. Quando digo novo decidido é porque jamais poderá se converter ao Santo Evangelho uma pessoa que: de imediato se depara com os falsos profetas da atualidade, pois logo começa a ouvir do homem que está à frente de uma pseudo “igreja” coisas tão absurdas, e porque não dizer, abomináveis, que jamais essa pessoa terá condições de chegar a uma genuína conversão. Quando uma pessoa verdadeiramente se converte ao Santo, Puro Evangelho que procede desde Genesis a Apocalipse, na vida dessa pessoa há muitas mudanças, transformações, sempre para melhor, como escrito está em 2 Cor. 5: 17. “Assim que, se alguém está em Cristo, nova criatura é: as coisas velhas já passaram; eis que tudo se fez novo.” Mas para que isto aconteça é preciso receber o Puro Evangelho, é preciso receber a Palavra de Deus como Ela é, e não como o falso profeta diz, pois a função do falso profeta sempre foi: deturpar, inverter, tirar, acrescentar, em fim, fazer de tudo para que as pessoas não conheçam a Sã Doutrina, a Lei Moral de Deus contida nas Sagradas Escrituras. Eis a razão de estarem os falsos profetas desesperadamente buscando todos os dias uma maneira de abolir de uma vez por todas da face da terra a BÍBLIA SAGRADA. Num passado não muito distante, os Apóstolos no primeiro século, (aliás, é bom sempre lembrar que Apóstolo foi até o primeiro século) todos eles morreram por amor a Cristo, foram todos executados pelas autoridades da época, eram aqueles homens com autoridade para mandar matar sem nenhum temor a Deus, isto de certa forma, é até compreensível, afinal além de serem reis imperadores, e etc., estes homens não tinham nenhum conhecimento da Verdade, o triste é que agora não é nenhuma forma de governo do País que está perseguindo ou mandando matar os que querem se converter ao Evangelho, agora são os próprios que se intitulam “pastores, apóstolos, e mais não sei o que, os que estão fazendo de tudo, trabalhando dia e noite para acabar com a Sã Palavra de Deus. Já não sabem mais o que fazer. A cada dia inventam meios de banir da face da terra os Escritos Sagrados. Por exemplo: “a bíblia da mulher vitoriosa”, o que será que isto quer dizer? E agora para completar a heresia, já foi lançada no MERCADO a “bíblia do homem”, esta então está perigosíssima! Sabem por quê? Porque nela estão inseridos outros nomes de homens que nada tem a ver com os Escritos Sagrados, são nomes de homens teólogos apostatados da fé, tem nome de homens que nem evangélicos são, mas segundo o falso profeta eles tem frases impressionantes, isto é um absurdo! Será que o povo que se diz povo de Deus vai continuar aceitando tudo isto? Até quando? Esta ciência que eles chamam de teologia é excelente para afastar a criatura de Deus da fé (apostasia). Existe um versículo Bíblico que diz: “Toda a Escritura divinamente inspirada é proveitosa para ensinar, para redargüir, para corrigir, para instruir em justiça; para que o homem de Deus seja perfeito, e perfeitamente instruído para toda a boa obra.” (2 Tim. 3: 16, 17). Portanto, não se pode acrescentar nada do que já está escrito neste Livro Santo, não se pode colocar apelidos, sobrenomes nas Santas Escrituras, o Senhor deixou seus Escritos para todos e não fez separação bíblia de mulher e bíblia de homem, isto nunca existiu nos propósitos Divinos. Quem é o homem para querer corrigir o que foi desde o principio Escrito pelo próprio Dedo de Deus?

quarta-feira, 2 de junho de 2010

A Lei Moral de Deus e a Criação dos Filhos

Desde os tempos primórdios imperou no meio das famílias a Lei Moral de Deus, que nada mais é do que passar para os filhos os Santos Mandamentos da Lei de Deus, que, aliás, também é Mandamento este proceder. “Amarás, pois o Senhor teu Deus de todo o teu coração, e de toda a tua alma, e de todo o teu poder. E as intimarás a teus filhos, e delas falarás assentado em tua casa e andando pelo caminho, e deitando-te e levantando-te”. ( Deut. 6: 7). Isto quer dizer que: os filhos desde a sua mais tenra idade devem aprender sobre Deus que é único e conseqüentemente a sua Palavra contida na Bíblia Sagrada. Já várias vezes temos dito, escrito de várias maneiras que a Bíblia não é exclusividade de crentes, a Bíblia foi deixada para que toda a HUMANIDADE fizesse uso e prática dela, independente de qualquer seguimento religioso, se assim tivessem conservado os preceitos, a moral, e os bons costumes, não estariam hoje tantas mães, pais, avós, enfim, a humanidade inteira chorando, lamentando tantas desgraças que a cada dia se noticia por todos os canais de comunicação não é verdade? Será que ninguém neste mundo se desperta nem por um segundo que a causa de tantas desgraças na vida das crianças, dos adolescentes e dos jovens, é essa imoralidade que campeia por toda a parte? Porém o povo de modo geral começou desde há muito tempo querer copiar, imitar a tudo quanto à mídia transmite através de novelas televisivas, de rádios, de opiniões que se vê em certas entrevistas, em fim buscam trazer para dentro dos lares todo um proceder amoral, e permitem que as crianças participem de certas programações completamente impróprias, indecentes, vulgar, tudo que de pior se possa incutir na mente em formação de uma criança. É triste ver que o povo brasileiro está inerte a tudo isto, aderindo tudo que de pior lhe oferecem. Não percebem nunca o tamanho da hipocrisia com que são tratados, o escárnio que fazem os governantes, aqueles que estão como costume dizer: com a faca e o queijo nas mãos, mas não são capazes de repartir o que de bom possa ser para este povo que sofre, mas não se rende, não reivindicam seus direitos em relação à, por exemplo, uma boa programação, principalmente para as crianças. Sabemos que por lei, principalmente a televisão tem o dever de colocar em sua grade de programação, programas infantis, ou pelo menos educativa, então o que fazem? Aquela que é campeã em audiência, em cumprimento ao que se “exige” até coloca no ar alguns desenhos, só que de MADRUGADA, bem cedo quando as crianças ainda estão dormindo. Isto é incrível! Mas ninguém fala absolutamente nada, ninguém reclama, porque será? Porque infelizmente a grande maioria perdeu a moral, os bons costumes, desde que caiu a censura, e foi feita aquela abertura nos finais da ditadura, o último “ditador” fez esse grande “favor” de liberar publicamente palavras que dantes eram obscenas, consideradas palavrões, passou a ser liberada, e por aí descambou o que hoje se vê. Com todo este rombo que eles chamam de abertura, resultou no que hoje se vê. O ataque veio diretamente contra as famílias, todos sabem que minando a família que foi constituída por Deus, constituída para que fossem benditas todas as famílias da terra, e não malditas como se vê nos dias atuais, (Gen. 28: 14). A primeira coisa que se fez através de opiniões totalmente inversa aos preceitos divinos, os senhores psicólogos trabalharam afim de que os muros das casas de família caíssem, e quando os muros caem, as saídas e as entradas ficam liberadas, e os filhos (de menores) saem e chegam a hora que querem, é o amor livre ou melhor o sexo livre desde bem cedo, as meninas já podem namorar (acasalar) com apenas 12 anos. Não está bom assim? Falar em virgindade até ao casamento é motivo de chacota, riem na cara de quem fala, o casamento do papai e da mamãe também caiu, o negócio agora é colocar qualquer um dentro de casa e obrigar as crianças bem pequenas a chamarem de tio ou tia, aquele (a) pilantra, tudo isto está acontecendo sabem por quê? Porque caíram os muros da Lei Moral de Deus. Então por que choram quando suas filhas são violentadas, quando seus filhos se tornam viciados?